Umas horas em Fucking!


Nasci e fui criado em Portugal, junto ao mar. Gosto da praia, do cheiro a maresia. Adoro nadar e desportos aquáticos. A minha paixão é o surf.Mas, a vida prega-nos partidas e o início da minha carreira profissional levou-me para Londres e mais tarde para Hamburgo, longe do mar, longe das ondas.

Aqui em Hamburgo temos rio, temos lagos mas não chega. O surf é agora um desporto que passou de diário a anual.
Por influência de amigos, comecei a tirar uns dias de férias no inverno para me dedicar ao desporto mais parecido. O snowboard. Agora todos os Invernos, pegamos nos carros e viajamos rumo a uma estância de ski na Áustria.
6 a 7 horas depois de sair de Hamburgo, passamos a Munique e entramos na Áustria. Saio da autoestrada, pois precisava urgentemente de diesel. Nesse momento e durante aproximadamente uma hora, fiquei sem sistema de navegação. Cansado de conduzir, toda a gente a dormir no carro, chego a uma povoação e decido perguntar o caminho para Salzburgo.

Tive de para à entrada da povoação e sair do carro, para me certificar do que estava a ler. Pensei que o facto de estar cansado me estava a dar alucinações. Fucking. Era o nome da povoação.
Fiquei a saber que estávamos a 30 Km de Salzburgo, mas não resisti em falar do nome da terra com os habitantes. Pelo que me disseram, a placa da cidade é a mais roubada na Áustria (possivelmente no mundo). Quem passa por esta povoação, quer levar um pouco de Fucking consigo.

Os sinais actuais à entrada desta aldeia, hoje em dia, são uma placa idêntica à da foto mas com um contorno azul (esta foto é antiga e foi retirada da net), que é soldada a uma barra em ferro e essa barra encontra-se presa a um bloco de cimento com mais de 60Kg, tudo para dificultar o roubo das placas.
OK, é um nome giro, mas a placa na foto, que é uma foto das placas antigas, tem um sinal de aviso por baixo do nome da localidade. Este aviso diz aos condutores para reduzirem a velocidade, pois há crianças por perto.

Ao ler as duas placas:
Fucking
Bitte nicht so schnell
(fotos de crianças)

Traduzimos para Português:
Foder
Por favor não tão depressa
(fotos de crianças)

Esta combinação de sinais era... Como posso dizer isto de forma simpática? Era doentia. Quer seja traduzida para Português ou para qualquer outra língua. Por isso hoje, se forem a Fucking passar um bom bocado, vão encontrar a nova placa anti-roubo à entrada da povoação e a placa com o aviso de crianças 50m depois.
Para os Áustriacos e Alemães, Fucking é um nome, não é uma palavra. Eles sabem o que significa em Inglês, mas eles falam Alemão. Em Alemão Fuck diz-se Fick, logo não é igual. Além disso o nome Fucking tem razão de ser. Esta terra existe há mais de 1.000 anos. No museu local existem documentos da fundação da cidade, do ano 1070, ou seja ainda Portugal não era Portvgal.

O povo que se estabeleceu lá era chamado de Focko ou também chamado de Fucko, enquanto "ing" é um sufixo Alemão que designa "povo", no sentido de lugar e não no sentido de grupo de pessoas, portanto será mais correcto traduzir para "povoação". Portanto Fucking, não é mais do que "povoação dos Fuckos".

Quem passa por lá, acha graça. Eu achei...

6 Comentários:

  su

sábado, julho 28, 2007 5:56:00 da tarde

Nas traduções há trucadalhos do carilho!

  Klatuu o embuçado

sábado, julho 28, 2007 6:36:00 da tarde

Talvez devamos mudar o nome de Portugal para Bronquing... uma vez que somos, cada vez mais, uma nação de broncos!

Abraço.

  shadows in love

sábado, julho 28, 2007 10:30:00 da tarde

Olha que em Portugal tamb�m temos nomes que ... nem precisam de tradu�o, j� est�o traduzidos...

  Crestfallen

segunda-feira, julho 30, 2007 8:30:00 da manhã

Su:

Isso é verdade, mas nós temos nomes de terras em Portugal bem piores.

  Crestfallen

segunda-feira, julho 30, 2007 8:31:00 da manhã

Klatuu o embuçado:

Não julgo que seja uma nação de broncos, mas sim gerida por broncos.

  Crestfallen

segunda-feira, julho 30, 2007 8:33:00 da manhã

shadows in love:

Depois de escrever este texo, fui investigar, pois em Portugal, só me lembrava da Picha. Irei escrever um texto sobre os "Fucking" do nosso país.