E se...


Vejo uma mulher linda e penso, "E se eu for falar com ela?, é melhor não, ela não vai querer nada comigo."


Vejo um novo negócio onde investir e penso, "E se não dá certo e eu perco tudo?"


Recebo uma oferta de trabalho e penso, "E se largo um trabalho certo por algo incerto?"


E se, e se, e se...


Bolas!


As pessoas são negativas, por natureza, não arriscam porque podem falhar. Esquecem-se que sem arriscar nunca irão ter sucesso. Somos negativos por natureza e essa negatividade ofusca tudo o que poderá ser positivo.


Todos nós temos ou já tivemos aquela amiga (ou amigo), que um dia nos disse que já esteve apaixonada por nós, mas não tentou. Essa pessoa na verdade está a tentar exorcizar esse "se", que a atormenta. Sabe que é tarde demais mas quer saber.


E se, aquela mulher com quem decido não falar, estava à espera que eu dissesse algo? E se ela é a mulher certa para mim? E se esse novo investimento é o melhor da minha vida? E se o novo emprego é exactamente aquilo que procuro?


Falei com mulheres lindas, fui ignorado, ouvi "não" muitas vezes, mas troco todos os "nãos" por um único "sim", que me fez sorrir. Investi e perdi. Troquei de emprego e fiquei sem nada. Doí ouvir não, custa muito perder, é difícil aceitar que falhámos. Mas nada, nada doí mais do que um dia olhar para algo ou alguém e pensar, "E se eu tivesse tentado?". Este "se", doí mais do que qualquer "não", este "se", vai ser muito mais difícil de aceitar do que qualquer outra contrariedade da vida.


Eu tenho um "se" e luto por ele. "E se um dia, já velho, a morrer numa cama qualquer, eu olhar para o meu passado e não encontrar nenhum "se"?".

E se, eu tiver tentado, arriscado, sempre que um "se" me tentou deter?


Aí, tenho a certeza que irei sorrir antes de partir.

10 Comentários:

  Babe

quinta-feira, julho 26, 2007 3:53:00 da tarde

O SE é muito tramado. Tenho alguns SE's na minha vida. Por norma sou cautelosa, mas quando quero uma coisa arranjo sempre forma de dar a volta à questão. Digámos que os SE's mais importantes não existem durante muito tempo. Ao menos isso...

  Gaja Boa 1

quinta-feira, julho 26, 2007 8:44:00 da tarde

Mais vale tentar e perder, do que ficar toda a vida com um fantasma de um SE.

Eu decididamente prefiro arriscar e perder, do que não ter coragem sequer para arriscar!!

Claro que com isso, dou muitas vezes com a cabeça na parede... Mas!! Tenho muitos poucos SE a exorrcizar-me as ideias!!!

beijos exorcizados

  Crestfallen

quinta-feira, julho 26, 2007 9:55:00 da tarde

Arriscar e perder á como cair num buraco fundo, depois de estar lá em baixo, só existe um caminho, subir.

  Innocent dreams

segunda-feira, agosto 06, 2007 9:55:00 da tarde

Quem não arrisca não petisca.

Considero-me mais óptimista e positiva do que negativa.
Normalmente deixo a parte emocional ganhar. Já me magoei por isso, já sofri, já chorei, já tentei, já sorri, e isso tudo.

Mais vale tentar do que depois arrepender de algo que não chegamos a fazer.

E se fosse trabalhar para os cruzeiros? hummm..

  Crestfallen

terça-feira, agosto 07, 2007 9:07:00 da tarde

Innocent dreams:

Tentar é bom, a vida é curta demais para não o fazer.

  Tinkerbell

domingo, janeiro 13, 2008 3:19:00 da manhã

Já há algum tempo que ando a ler o teu blog. E gosto da maior parte do que leio. Hoje, não sei se pelas insónias, se pela falta de vontade de ir dormir, resolvi começar a le-lo do inicio.
E, este post resolvi comentar com uma frase que li ou ouvi algures, há uns anos atrás:

From all the words from tongue and pen, the saddest are these: "It might have been".

  Crestfallen

domingo, janeiro 13, 2008 4:19:00 da manhã

Tinkerbell:

Bem... nem o sei o que dizer, mas se eu lesse o meu blogue desde o inicio iria alterar muita coisa.

"From all the words from tongue and pen, the saddest are these: "It might have been"."

Se pensarmos nisto, talvés a malta dê aquela passo em frente, que na verdade não custa nada!

  Vanadis

sábado, fevereiro 23, 2008 3:08:00 da manhã

oh porra, os ses...na me fales em ses, que tenho demasiados... :-p

  Crestfallen

sábado, fevereiro 23, 2008 3:58:00 da manhã

Vanadis:

"oh porra, os ses...na me fales em ses, que tenho demasiados... :-p"

Não os tenho, nem quero ter. Mas por causa disso tenho calos na cara de tanto estalo que levei :) :)

  DramaGirl

quarta-feira, julho 29, 2009 10:28:00 da tarde

Eu prefiro arrepender-me do que faço do que arrepender-me do que ficou por fazer. Mas sim, tenho alguns "ses" na minha vida. Nem sempre há coragem suficiente para certas coisa. Acho que fazes bem em arriscar ;)! Afinal "quem não arrisca não petisca".