Humor divino


Se observarmos relações animais entre exemplares da mesma raça, a relação entre eles em nada se assemelha à relação humana. Os pinguins são fieis toda a vida a um parceiro. A maioria dos animais de época em época de acasalamento, escolhem parceiros diferentes e não é por isso que guardam rancor uns aos outros.
O cão garanhão lá da rua, monta a caniche mais sexy que mora no numero 23, mesmo que a pastora Alemã do numero 32 esteja já prenha dele. Não é por isso que a pastora Alemã vai ladrar mal dele a toda a vizinhança. Mas as diferenças entre macho e fêmea, não são assim tão grandes.

Homens e mulheres estão incluídos ironicamente na mesma raça, a raça humana, mas somos tão diferentes que chega a parecer uma piada partilharmos o mesmo planeta e que seja esperado que nos entendamos convenientemente. Homem e mulher, são por vezes vistos como ETs pelo/a parceiro/a.

Se na verdade tivesse sido Deus a criar o homem e a mulher, esta seria sem duvida a maior demonstração do seu sentido de humor distorcido. Criar uma atracção quase incontrolável por alguém que consegue ser o nosso oposto.


Nota: Este texto está a ser mal interpretado. Não digo que as diferenças tenham a ver com sexo ou bigamia. As diferenças entre homem e mulher, que torna estranha a consideração de serem da mesma raça, é pelas diferenças físicas, de raciocínio, de interpretação, de visão do mundo, etc, etc, etc. Dentro da espécie humana as diferenças entre os sexos são tão grandes que fazem parecer que cada um pertence a uma raça diferente.


Nota 2: Este foi sem dúvida o texto mais frustrante de escrever, pois poucas pessoas o interpretaram como seria de esperar. Coloquem um homem e uma mulher lado a lado, só o seu aspecto já os distingue, depois coloquem-nos a falar do mesmo assunto, a interpretar as mesmas situações a analisar e encontrar soluções para os mesmos problemas. Perguntem-lhes sobre sonhos, prioridades, opiniões, desejos. Finalmente anotem semelhanças e diferenças... ainda somos da mesma raça?

74 Comentários:

  provocação

quinta-feira, março 05, 2009 1:33:00 da tarde

O Bruno está apaixonado!
O Bruno está apaixonado!

:) :) :) :) :) :) :) :)


O Bruno anda a mandar indirectas à amiga colorida que quer andar com outras!
O Bruno anda a mandar indirectas à amiga colorida que quer andar com outras!


:) :) :) :) :) :) :) :)

  Bruno Fehr

quinta-feira, março 05, 2009 1:44:00 da tarde

provocação disse...

"O Bruno está apaixonado!"

Wrong!


"O Bruno anda a mandar indirectas à amiga colorida que quer andar com outras!"

Nada de indirectas, comigo é tudo directo.

  Van

quinta-feira, março 05, 2009 2:03:00 da tarde

LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL, deixa-me lá parar de rir com o comentário da provocação ahahahahahahahahahhahahah!!!!! :D :D :D :D :D :D

Pois, mas sabias que os piris, entre outras espécies de passarocos, acasalam para toda a vida? E que, se um morre, o outro vai-lhe atrás?

Mais uma vez, acho que não se pode confundir hormonas/atracção/fisico com amor/alma/espírito...são totalmente distintos. Mesmo que ames alguém, e muito, isso não te vai livrar de sentires as hormonas aos pulos perante a visão de outra pessoa. É a nossa parte animalesca e o nosso instinto reprodutor em alerta. Outra coisa totalmente diferente é amares alguém e essa pessoa ser teu irmão, marido, melhor amigo, mãe, pai, tio, tia, a familia toda num só. Isso é um tipo de sentimento que só se ganha com a convivencia diária, o crescimento diário, a relação diária, a intimidade diária. Pode ter hormonas misturadas, ou não (umas vezes tem, outras não). E a essa pessoa, por amares, deves lealdade. Por lhe deveres lealdade, é só com ela que te acasalarás. Mas, há quem defenda o poliamor, se bem que eu...enfim.

  Mulheka

quinta-feira, março 05, 2009 2:10:00 da tarde

Podias-me ter dito na moita que sentes uma incontrolável atracção por mim, não precisava de ser em frente a esta gente toda.

  Afrodite

quinta-feira, março 05, 2009 3:04:00 da tarde

Não estás apaixonado????

Abreijos :)

  S o f i a

quinta-feira, março 05, 2009 3:05:00 da tarde

Caro Bruno, já conheci tantos ET's masculinos ;)

  alfabeta

quinta-feira, março 05, 2009 3:19:00 da tarde

Acho que estás a fazer uma imensa confusão.

Se o Manel andasse com a Maria e tivesse engravidado a Joaquina do 3º B e se ainda por cima se andasse a fazer à Maria da rua de baixo, só demonstrava ser uma merda de homem, desculpa a expressão, homem que é homem, não se compara com um cão nem quer ser como ele.

Já dizia John Gray que os homens são de um planeta e as mulheres de outro, mas porque são diferentes na visão das coisas e necessidades, não porque não se possam entender.
Tudo passa por aceitar-mos o outro como ele é e não como gostaríamos que ele fosse.

  Afrodite

quinta-feira, março 05, 2009 3:27:00 da tarde

E os lobos??? Hmmm??? E os queridos lobos??? :)

Eu sou a favor da monogamia mas se o macho quiser mijar fora do penico, pode-se fazer apostas a ver qual dos dois faz mais vezes AHHAHAHAHA. Só naquela da amizade, claro :)!

Abreijinhossssssss

  Uma Loira sem principios

quinta-feira, março 05, 2009 3:27:00 da tarde

Já tinha chegado a essa conclusão á muito tempo... todos somos animais e os nossos instintos estao ca... nós é que os reprimimos... lê o meu post.. Do casamento só quero os maridos das outras...

Bjs...L

  vita

quinta-feira, março 05, 2009 3:27:00 da tarde

Está aqui uma caixa de comentários jeitosa...lol

Opah, por acaso acho que foi brilhante semos tão opostos homens e mulheres, porque assim tem muito mais piada;)

Estás apaixonado?
Tens uma amiga colorida?
A relação com a mulheka dura à muito tempo?

Conta-me tudo Bruninho;P

  Cris...

quinta-feira, março 05, 2009 3:33:00 da tarde

Mas é que deus sempre foi um cachondo mental!

  Paula

quinta-feira, março 05, 2009 3:35:00 da tarde

e quem disse que deus não tem mesmo um sentido de humor perverso?
de facto eu gostava que me respondessem por que raio sentimos esse tipo de atracção por quem nos é oposto e completamente errado...?

  claudia olvieira

quinta-feira, março 05, 2009 3:38:00 da tarde

grande reflexao.
nunca tinha visto as coisas dessa forma

claudia oliveira
mau feitio

  Fada

quinta-feira, março 05, 2009 3:44:00 da tarde

Sempre se disse que os Opostos atraiem-se... É uma lei da física, não?? :p
E afinal... Cobiçamos muitas vezes o que em nós é ausente... Daí ser oposto.

Concordo com a Van, no que disse sobre as diferenças entre Amor e Hormonas... :)

Não concordo com ela na parte "E a essa pessoa, por amares, deves lealdade.". A lealdade não se "deve" a ninguém, ou "se sente" ou "não se sente". Acima de tudo, "devemos" lealdade a nós próprios, a quem somos, não a convenções sociais impostas.

E se estiveres/estivesses apaixonado... Bem, é sempre bom, essa amálgama de sentimentos que nos deixa tolos das ideias...eheheh
É sinal que estamos vivos!...

Beijinhos

  Nanda Assis

quinta-feira, março 05, 2009 4:18:00 da tarde

não penso que sejamos tão opostos assim, so mesmo na aparencia física, e na cabeça machista de alguns homens, assim como na cabeça feminista de algumas mulheres.

bjosss...

  pepita chocolate

quinta-feira, março 05, 2009 4:19:00 da tarde

Este post está fantástico. E a raça humana é, sem dúvida, cheia de particularidades. Algumas facilmente dispensáveis.

;)

  Kohinoor

quinta-feira, março 05, 2009 5:06:00 da tarde

O John Gray lá diz que os homens são de Marte e as mulheres são de Vénus, mas eu prefiro o que diz George Carlin:
"Men are from Earth, women are from Earth. Deal with it."

Acho que o sentir a atracção não deve ser controlado, e sim aceite. Agora como reagir é que devemos controlar. O ideal seria transformá-la em inspiração!

  Van

quinta-feira, março 05, 2009 5:08:00 da tarde

Fada, nesse aspecto da lealdade já é ao critério de cada um e da relação de cada um. O que eu queria dizer é que, ao assumires um compromisso com alguém e decidirem que serão só os dois e mais ninguém, devem lealdade a esse compromisso. Cagando, desculpa a expressão, para os dogmas sociais impostos! Nenhum dos dois se vai estar a enrolar com outro porque, para já, não sentimos necessidade disso. Depois, porque se cairmos na tentação e jogarmos ao ar um belo amor e uma boa relação por um punhado de hormonas...então algo vai mal no reino de portugal ahahah. Logicamente que não será apenas uma questão de lealdade.Não vamos manter-nos com um idiota chapado só por lealdade! Mantemo-nos com alguém porque amamos essa pessoa e porque ambos decidiram não andar a comer por fora :D. A lealdade era nesse sentido.

E,concordo com a nanda assis! não acho que homens e mulheres sejam assim tão diferentes ou opostos...

  Inconstante

quinta-feira, março 05, 2009 5:22:00 da tarde

Pois bem, se é verdade que as mulheres não se assemelham à raça canina, já o mesmo não se pode dizer dos homens - quando se apercebem que há uma cadela com o cio, até fazem fila...e mordem-se, por favor! mas também não é novidade que o que mais que nos distingue dos animais - o raciocínio - nos homens é uma linha muito ténue ;-)

  Allie

quinta-feira, março 05, 2009 6:00:00 da tarde

No tempo em que aparentemente Deus nos criou era suposto não haver tanta dificuldade no entendimento. Eles mandavam, elas obedeciam. Dotou-nos de inteligência e racionalidade... foi o mal. rsrsrs

  VCosta

quinta-feira, março 05, 2009 6:34:00 da tarde

A vida de cão (em muitos momentos) é bem melhor que a nossa...
O nosso mal (raça humana) é que temos muitos sentimentos misturados, tipo um shot!!!
Muita mistura e acaba tudo fodido!
Somos muito complicados!!!

  Abobrinha

quinta-feira, março 05, 2009 7:21:00 da tarde

Bruno

Homens e mulheres no geral não são opostos. Procuram-se para procurar um equilíbrio, uma complementaridade. Procuram-se para quebrar a solidão ou para serem mais do que o que já são sozinhos.

Uns procuram quem seja o oposto. Outros quem complemente. Outros simplesmente sugam o tutano a quem se conseguem pendurar (e há até quem goste de estar numa ou na outra situação).

A verdadeira ironia é duas pessoas que procuram a mesma coisa não se encontrarem. E anda-se à deriva uma vida inteira à espera de um momento de acaso que una duas pessoas, esperando que um outro acaso não as separe.

  Femme Fatale

quinta-feira, março 05, 2009 7:51:00 da tarde

Por isso mesmo é que os bichos são seres irracionais e os humanos têm massa cinzenta (que serve para alguma coisa...digo eu)

=)

  Manuel de Jesus

quinta-feira, março 05, 2009 11:38:00 da tarde

Como parece que menino não entra nestes comentários, acabo de me transvestir e estou de penetra, confesso que a roupita até não é desconfortável mas recuso-me terminantemente a depilar porque lhe tenho afecto e já me têm dado algumas alegrias.

Como sou descrente e mango na fé alheia, consigo aceitar o teu Deus trocista manipulador de tubinhos com líquidos coloridos e brilhantes a fabricar a bicharada e as plantas e as paisagens e claro que depois fez o homem para poder foder aquilo tudo e para o castigar pelos pecados que ia cometer logo lhe inventou a mulher.

Ora a mulher além de conseguir superar o homem em quase tudo, salvo claro está na capacidade de fazer desenhos a mijar de arquinho, ainda dispõe de atributos aos pares e ninguém me convence que não é pelos pares que a gente se perde…

  Eu mesma!

quinta-feira, março 05, 2009 11:47:00 da tarde

Sim....
são poucos os detalhes que diferencia os humanos dos animais...

penso que apenas a racionalidade ... porque os instintos animalescos os humanos os têm... apenas de uma forma mais racional....

é a diferente....
sermos chamados de ser racionais em prol dos irracionais....

embora....
eu pessoalmente conheça muito humano mais irracional que um caniche!

  I.D.Pena

sexta-feira, março 06, 2009 1:33:00 da manhã

Bruno Fehr,

Os pinguins são dos poucos do reino animal, que são pela sua natureza tendencialmente monogâmicos. Sim está comprovado.

Para mim que sou uma no meio de muitos, é um facto raro, já na raça humana e nos animais por nós domesticados, é mais comum, talvez seja uma das coisas que nos destinguem dos animais racionais.

Mas isso já Camões dizia, 'tá lá é só ler e entender.

Quanto à telenovela canina isso é capaz de interessar à TVI :P

Não acho os homens assim tão diferentes das mulheres, acho-os diferentes só isso, assim como cada mulher é uma mulher, cada homem é um homem, teorias de lambe-conas e cabrões àparte claro!

"Se na verdade tivesse sido Deus a criar o homem e a mulher, esta seria sem dúvida a maior demonstração do seu sentido de humor distorcido(...)"

A vida é irónica, basta experiênciar para comprovar.

Essa atracção não é incontrolavel para todos e por isso não concordo:

Depende da experiência de cada um. Também depende das escolhas e do feitio, pessoalmente não tenho paxorra para a estupidez infinita , ou vazio mental.

A maior parte é de uma forma a menor parte é de variadas formas, e é aí é que está a piada, por isso gosto de conhecer pessoas novas e diferentes, assim como rever amigos etc...

E também não entendo alguns homens, confesso... Mas também não entendo todas as mulheres.

Acho que é tudo uma questão de encarar a vida de uma forma natural, "nem tanto ao céu nem tanto à terra" - Emocional e Lógica.

E isso é possivel sem recorrer a teorias de conspiração religiões fábulas, histórias da carochinha, canções do malandro... No fundo serve de inspiração para procriar, ahahah.

George Carlin resumiu melhor como o Kohinoor referiu :)



***

p.s: o comentário longo não foi intencional :S

  Sammy

sexta-feira, março 06, 2009 9:45:00 da manhã

Os Humanos, no fundo, não passam de um animal, mas um animal com muitas peculiaridades. Precisamente o que o distingue do mundo das "feras" é o controle que tem sob os própios instintos (para bem ou para mal).

A lealdade e a monogamia, não deixa de ser um tema socio-cultural, há sociedades onde esta bem vista a poligamia masculina e há alguma sociedade perdida de indígenas onde esta bem vista a poligamia feminina.

No fundo não somos tão diferentes, mas é claro que as diferenças tem de existir e estar patentes para o "jogo" ter piada. A Natureza é sábia, e sabe que quando algo é igual, e conhecido de sobra, perdemos sempre o interesse.

  Abobrinha

sexta-feira, março 06, 2009 10:20:00 da manhã

Bruno

Em relação à tua nota, as diferenças físicas entre macho e fêmea são mais acentuadas ainda em outras espécies, essencialmente em pássaros (perús, pavões, aves do Pacífico que nem sei o nome), mas também em leões e eventualmente um ou outro bicho que não me recorde, mas também outros primos símios.

Somos forçosamente não comparáveis aos outros bichos em maneira de pensar e visão do mundo porque... somos os únicos que o fazemos. Mas aí podes fazer generalizações só até ao ponto em que chocas com cada individualidade.

Portanto o texto não estava a ser assim mal interpretado. ;)

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 11:26:00 da manhã

Van disse...

"Mais uma vez, acho que não se pode confundir hormonas/atracção/fisico com amor/alma/espírito...são totalmente distintos. Mesmo que ames alguém, e muito, isso não te vai livrar de sentires as hormonas aos pulos perante a visão de outra pessoa."

O texto está a ser levado para o campo sexual e é uma interpretação errada.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 11:26:00 da manhã

Mulheka disse...

"Podias-me ter dito na moita que sentes uma incontrolável atracção por mim, não precisava de ser em frente a esta gente toda."

Mais um vez, este texto não fala de atracção nem tem teor sexual.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 11:28:00 da manhã

Afrodite disse...

"Não estás apaixonado????"

Isso seria torna publica, informação privilegiada.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 11:29:00 da manhã

S o f i a disse...

"Caro Bruno, já conheci tantos ET's masculinos ;)"

E esses ETs acham que és ET também :)

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 11:32:00 da manhã

alfabeta disse...

"Acho que estás a fazer uma imensa confusão."

Nao há confusão, o confusão está na interpretação sexual do texto, quando a intenção é a interpretação intelectual. Nao é o acto de trair de que falo nem das reacções à traição, mas todo o raciocínio antes, durante e depois.

"Se o Manel andasse com a Maria e tivesse engravidado a Joaquina do 3º B e se ainda por cima se andasse a fazer à Maria da rua de baixo, só demonstrava ser uma merda de homem"

Isto nada tem a ver com o texto.


"Já dizia John Gray que os homens são de um planeta e as mulheres de outro, mas porque são diferentes na visão das coisas e necessidades, não porque não se possam entender."

Aqui está a interpretação correcta!

  Paula

sexta-feira, março 06, 2009 11:35:00 da manhã

há quem diga que as mulheres são de vénus e os homens de marte, tal é a maneira diferente de pensarem e agirem..
é capaz de ser verdade!
as necessidades do homem ou da mulher são capazes de ser iguais, mas penso que os raciocínios para lá chegarem é que são completamente diferentes.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 11:47:00 da manhã

Afrodite disse...

"Eu sou a favor da monogamia mas se o macho quiser mijar fora do penico, pode-se fazer apostas a ver qual dos dois faz mais vezes AHHAHAHAHA. Só naquela da amizade, claro :)!"

O texto não é para ser interpretado nesse sentido.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 11:48:00 da manhã

Uma Loira sem principios disse...

"Já tinha chegado a essa conclusão á muito tempo... todos somos animais e os nossos instintos estao ca... nós é que os reprimimos... lê o meu post.. Do casamento só quero os maridos das outras..."

Acho que abordaste o texto pelo ponto de vista correcto.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 11:50:00 da manhã

vita disse...

"Está aqui uma caixa de comentários jeitosa...lol"

Sim, até ao teu comentário só uma pessoa abordou o texto correctamente.

"Estás apaixonado?
Tens uma amiga colorida?
A relação com a mulheka dura à muito tempo?"

Nao tenho tempo para paixões, as minhas amigas são regra geral brancas, a minha relação com a Mulheka vem já do inicio deste blogue.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 11:51:00 da manhã

Cris... disse...

"Mas é que deus sempre foi um cachondo mental!"

Ahahahahahah, é verdade.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 11:52:00 da manhã

Paula disse...

"e quem disse que deus não tem mesmo um sentido de humor perverso?"

Nao o posso dizer, pois sou agnóstico.

"de facto eu gostava que me respondessem por que raio sentimos esse tipo de atracção por quem nos é oposto e completamente errado...?"

A questão do texto é mesmo essa :)

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 11:53:00 da manhã

claudia olvieira disse...

"grande reflexao.
nunca tinha visto as coisas dessa forma"

Ds mais mal interpretadas da história do meu blogue. Ou estou a perder qualidades ou a malta só pensa em sexo!

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 11:57:00 da manhã

Fada disse...

"Sempre se disse que os Opostos atraiem-se... É uma lei da física, não?? :p
E afinal... Cobiçamos muitas vezes o que em nós é ausente... Daí ser oposto."

Nao seria o sexo oposto suficiente, será que tem alguma lógica sermos diferentes em tudo?

"Não concordo com ela na parte "E a essa pessoa, por amares, deves lealdade.". A lealdade não se "deve" a ninguém, ou "se sente" ou "não se sente". Acima de tudo, "devemos" lealdade a nós próprios, a quem somos, não a convenções sociais impostas."

Concordo. A lealdade é algo que se dá porque queremos dar e porque a pessoa que recebe, merece.

"E se estiveres/estivesses apaixonado... Bem, é sempre bom, essa amálgama de sentimentos que nos deixa tolos das ideias...eheheh
É sinal que estamos vivos!..."

A malta é que vibra com a possibilidade de eu me apaixonar. Acho que no dia que isso acontecer, vai haver aqui uma Rave!

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 11:58:00 da manhã

Nanda Assis disse...

"não penso que sejamos tão opostos assim, so mesmo na aparencia física, e na cabeça machista de alguns homens, assim como na cabeça feminista de algumas mulheres."

Ou seja, diferentes em praticamente tudo.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 11:59:00 da manhã

pepita chocolate disse...

"Este post está fantástico. E a raça humana é, sem dúvida, cheia de particularidades. Algumas facilmente dispensáveis."

São diferenças demais dentro de uma raça.

  Marisa

sexta-feira, março 06, 2009 11:59:00 da manhã

As diferenças começam logo pela visão, ora periférica, no caso delas, oral em tunel, no caso deles. O que faz com que uma mulher consiga comer com os olhos um homem de alto a baixo sem ele dar por isso e o desgraçado tem de mover a cabeça e fixar os pontos de interesse para o fazer. O hemisfério direito é maior no caso dos homens e também aquela parte primitiva, reptiliana, o que faz com que os homens sejam mais agressivos.
A mulher não tem um sexto sentido, está é melhor preparada para perceber as emoções e a linguagem corporal porque era ela que tomava conta das crias.
E depois ainda há a testosterona que, li algures, explica que os homens tenham maior dificuldade em ouvir.
Os homens/mulheres não são ET's, são é diferentes entre si e isso é muito excitante!

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 12:00:00 da tarde

Kohinoor disse...

"mas eu prefiro o que diz George Carlin:
"Men are from Earth, women are from Earth. Deal with it.""

O que não significa que tenha algum tipo de lógica inserir ambos na mesma raça, pois é óbvio que somos evoluções distintas.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 12:05:00 da tarde

Van disse...

"Fada, nesse aspecto da lealdade já é ao critério de cada um e da relação de cada um. O que eu queria dizer é que, ao assumires um compromisso com alguém e decidirem que serão só os dois e mais ninguém, devem lealdade a esse compromisso."

Isto continua num assunto paralelo ao texto.


"E,concordo com a nanda assis! não acho que homens e mulheres sejam assim tão diferentes ou opostos..."

Pois, mas no comentário dela ela acaba por dizer que são completamente diferentes. Fez um comentário que contradiz a afirmação.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 12:06:00 da tarde

Inconstante disse...

"Pois bem, se é verdade que as mulheres não se assemelham à raça canina, já o mesmo não se pode dizer dos homens - quando se apercebem que há uma cadela com o cio, até fazem fila...e mordem-se, por favor! mas também não é novidade que o que mais que nos distingue dos animais - o raciocínio - nos homens é uma linha muito ténue ;-)"

O teu comentário já tem mais a ver com o que quero dizer :)

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 12:07:00 da tarde

Allie disse...

"No tempo em que aparentemente Deus nos criou era suposto não haver tanta dificuldade no entendimento. Eles mandavam, elas obedeciam. Dotou-nos de inteligência e racionalidade... foi o mal. rsrsrs"

É verdade, mas uma racionalidade que nos faz opostos :)

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 12:09:00 da tarde

VCosta disse...

"O nosso mal (raça humana) é que temos muitos sentimentos misturados, tipo um shot!!!
Muita mistura e acaba tudo fodido!
Somos muito complicados!!!"

Complicadamente diferentes.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 12:12:00 da tarde

Abobrinha disse...

"Homens e mulheres no geral não são opostos. Procuram-se para procurar um equilíbrio, uma complementaridade. Procuram-se para quebrar a solidão ou para serem mais do que o que já são sozinhos."

Nao posso concordar com isto. Eu não procuro equilíbrio nem uma fuga à solidão num mulher. Se o fizesse, estaria à procura de tudo quanto é errado.

Quem não é equilibrado não encontrará equilíbrio em terceiros, que se sente só, sentir-se-á sempre só, mesmo no meio de uma multidão.


"A verdadeira ironia é duas pessoas que procuram a mesma coisa não se encontrarem."

As diferenças não estão na procura, não estão na maneira como se procura, como se age, como se pensa.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 12:13:00 da tarde

Femme Fatale disse...

"Por isso mesmo é que os bichos são seres irracionais e os humanos têm massa cinzenta (que serve para alguma coisa...digo eu)"

Mas é isso que o texto quer dizer, é essa massa cinzenta que nos torna de raças diferentes.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 12:16:00 da tarde

Manuel de Jesus disse...

"Como sou descrente e mango na fé alheia, consigo aceitar o teu Deus trocista"

Eu sou agnóstico, não tenho Deus.

"Ora a mulher além de conseguir superar o homem em quase tudo, salvo claro está na capacidade de fazer desenhos a mijar de arquinho, ainda dispõe de atributos aos pares e ninguém me convence que não é pelos pares que a gente se perde…"

Ahahahahahahahahahaha

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 12:17:00 da tarde

Eu mesma! disse...

"Sim....
são poucos os detalhes que diferencia os humanos dos animais..."

Mas muitos os que diferenciam o homem da mulher.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 12:19:00 da tarde

I.D.Pena disse...

"Não acho os homens assim tão diferentes das mulheres, acho-os diferentes só isso, assim como cada mulher é uma mulher, cada homem é um homem, teorias de lambe-conas e cabrões àparte claro!"

Somos diferentes em tudo, a sério que não percebo que luta para ver semelhanças...

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 12:22:00 da tarde

Sammy disse...

"A lealdade e a monogamia, não deixa de ser um tema socio-cultural, há sociedades onde esta bem vista a poligamia masculina e há alguma sociedade perdida de indígenas onde esta bem vista a poligamia feminina."

Nao era para esse campo que eu queria que o texto fosse levado. Ao falar em poligamia referia-me a todos os factores internos que levam ao acto, o raciocínio envolvido, a maneira de o ver e de como se lida com ele. Quem diz poligamia diz tudo, até na discussão sobre tampas de sanitas.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 12:26:00 da tarde

Abobrinha disse...

"Em relação à tua nota, as diferenças físicas entre macho e fêmea são mais acentuadas ainda em outras espécies, essencialmente em pássaros (perús, pavões, aves do Pacífico que nem sei o nome), mas também em leões e eventualmente um ou outro bicho que não me recorde, mas também outros primos símios."

São? O leão tem um Juba e é maior. O homem tem pelos um pouco por todo o corpo e a mulher decide rapar-se. O homem ingere líquidos e alimentos que o engordam e debilitam e a mulher ingere alimentos que a fazem perder peso. O homem está-se a cagar, a mulher preocupa-se que o homem se esteja a cagar. Acho que dizer que somos mais parecidos que diferentes é não querer ver as diferenças.

"Somos forçosamente não comparáveis aos outros bichos em maneira de pensar e visão do mundo porque... somos os únicos que o fazemos."

Mas de forma diferente.


"Portanto o texto não estava a ser assim mal interpretado. ;)"

Estava e continua.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 12:28:00 da tarde

Paula disse...

"há quem diga que as mulheres são de vénus e os homens de marte, tal é a maneira diferente de pensarem e agirem..
é capaz de ser verdade!"

Nao diria tanto, diria que podemos ser identificados como as raças diferentes que realmente somos.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 12:32:00 da tarde

Marisa disse...

"As diferenças começam logo pela visão, ora periférica, no caso delas, oral em tunel, no caso deles. O que faz com que uma mulher consiga comer com os olhos um homem de alto a baixo sem ele dar por isso e o desgraçado tem de mover a cabeça e fixar os pontos de interesse para o fazer."

Clap, clap, clap, clap, eu já escrevi sobre isso e é aí que quero chegar.
Se o mais básico que é a forma como vemos é diferente, colocar homem e mulher na mesma raça é ridículo!

  Who Am I

sexta-feira, março 06, 2009 12:33:00 da tarde

Comentário à Nota 2:

" A experiência directa é o subterfúgio, ou o esconderijo, daqueles que são desprovidos de imaginação. Os homens de acção são os escravos dos homens de entendimento. As coisas não valem senão na interpretação delas. Uns, pois, criam coisas para que os outros, transmudando-as em significação, as tornem vidas. Narrar é criar, pois viver é apenas ser vivido "

Fernando Pessoa

  Paula

sexta-feira, março 06, 2009 12:34:00 da tarde

o que queria dizer é que apesar de termos duas pernas, dois braços e todas as outras características físicas que nos classificam como sendo da mesma raça, o homem e a mulher distinguem-se muito na maneira de agir e de pensar, qdo falamos caso a caso sem generalizar.
apesar de às vezes os objectivos serem os mesmos, a formas de raciocínio são completamente opostas.
por exemplo podem ambos querer dar uma queca, mas as maneiras de cada um lá chegar e o que pensam sobre isso diferem muito.
esta claro é a minha opinião...

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 12:36:00 da tarde

Who Am I disse...

" A experiência directa é o subterfúgio, ou o esconderijo, daqueles que são desprovidos de imaginação. Os homens de acção são os escravos dos homens de entendimento. As coisas não valem senão na interpretação delas. Uns, pois, criam coisas para que os outros, transmudando-as em significação, as tornem vidas. Narrar é criar, pois viver é apenas ser vivido "

Isso, apesar de correcto não explica o motivo de haver duas raças a serem confundidas com dois sexos, dentro da raça humana.

  indomável

sexta-feira, março 06, 2009 12:37:00 da tarde

Bruninho, (apesar de ter saudades do crest...)

vou falar apenas da minha experiência, não posso falar dos demais. Comigo aconteceu tudo da seguinte forma - nunca procurei, é bem certo que sempre fui uma pessoa muito completa, muito eu mesma e era tão cheia de mim que me parecia que qualquer outra pessoa só viria fazer transbordar a taça... sim, é bem verdade que era uma pedantolas do caraças, mas enfim, a juventude tem dessas coisas.

Depois conheci um tipo, profundamente o meu oposto, que gostava de dizer que é no oposto que está o interesse, completamo-nos - era o que ele dizia, até chocar com a minha oposição renhida e sem o rosa da paixão fresca.

O que eu tenho a dizer sobre o teu texto é o seguinte:
- muitos são os "génios" que tentaram de uma forma ou outra explicar esta profunda diferença entre homem e mulher. einstein dizia sempre que podia descobrir mais facilmente os segredos do Universo do que aquilo que as mulheres querem e para te ser muito sincera, acho que o que as mulheres querem... nem elas mesmas sabem!

Mas afinal, a grande questão da diferença entre os sexos não é esta, meu amigo Tedster. A grande questão, que se arrasta com a parte sexual da coisa, é que os nossos cérebros funcionam de forma muito diferente. Se for comparado o funcionamento cerebral entre homem e mulher, chega-se à conclusão que o cérebro masculino funciona com menos partes do que o feminino. Em cortes feitos a ambos, observou-se um funcionamento maior no feminino que o masculino.

Depois, tens que a mulher funciona mais com a parte do cérebro relacionada com a comunicação. não, nem sequer é por falarmos mais, é porque pensamos mesmo mais, em tudo e ao mesmo tempo!
Isso tem explicação, é claro, mas não vou dá-la aqui porque sou apenas uma curiosa da coisa. Posso dizer-te apenas o seguinte, em observação factual, real, física, posso garantir-te que o fenómeno da linguagem, o seu uso constante, torna o nosso cérebro necessariamente diferente. Quando notas que é a linguagem que provoca o pensamento, que o torna real, dás-te conta que um uso mais abundante do léxico provoca maior exercício cerebral. Por alguma razão as palavras cruzadas são um dos melhores exercícios existentes para manter o cérebro activo, assim como a leitura, sobretudo sobre assuntos desconhecidos para nós.

Não sei se consegui ir de encontro ao que pretendias com o teu texto, mas este é um assunto que realmente me fascina e que me vai servir daqui a uns tempos a uma tese e por isso falo do assunto sempre que posso... Se quiseres continuar, agradeço!

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 06, 2009 12:38:00 da tarde

Paula disse...

"o que queria dizer é que apesar de termos duas pernas, dois braços e todas as outras características físicas que nos classificam como sendo da mesma raça, o homem e a mulher distinguem-se muito na maneira de agir e de pensar, qdo falamos caso a caso sem generalizar."

Correcto. As semelhanças usadas para nos rotularem com sendo da mesma raça, são anuladas por tudo o que realmente somos.

  Who Am I

sexta-feira, março 06, 2009 12:52:00 da tarde

Mas tens noção que muitas vezes lemos o que queremos ler, e não o que está escrito, não tens?

Porque se não tens, deve dar-te cada fúria :)

  vita

sexta-feira, março 06, 2009 1:46:00 da tarde

Uiii estás muito sério, vou pirar-me;)

  Van

sexta-feira, março 06, 2009 11:52:00 da tarde

Bruno, como diz a who i am, se te vais a marafar cada vez que o pessoal não comenta o texto no prisma em que este foi escrito... ;-p

Claro que entendo a frustração de quereres dizer uma coisa e a interpretação parecer ser levada a outros lados. Num texto inteiro, há sempre questões que chamam mais por nós que outras e acaba-se por ir por essa via.

Retomando, então, o fio à meada... não posso concordar. Biologicamente não faz sentido que se considerem raças distintas porque se trata de comparar individuo masculino com individuo feminino...dentro de cada espécie existem sempre as duas versões da mesma: versão masculina e versão feminina, cada qual com a sua arquitectura biológica e bioquímica. Por muito distintas que essas versões sejam, não há diferenças sufucientes para justificar a designação de raça.

  Rak

sábado, março 07, 2009 8:44:00 da manhã

Só li este post hoje, mas por acaso penso que entendi o teu ponto de vista... Concordo que realmente somos de planetas diferentes por assim dizer, temos perspectivas das coisas totalmente diferentes, e perante a mesma frase homem e mulher "ouvem" coisas totalmente diferentes. Era isso que tentavas transmitir? E sim tambem pensei que tem piada que sejamos atraidos por alguém tão diferente de nós mesmos... beijinho.

  Fada

sábado, março 07, 2009 1:33:00 da tarde

Bruno, disseste:
"Nao seria o sexo oposto suficiente, será que tem alguma lógica sermos diferentes em tudo?"

:D
1º) Não somos diferentes em tudo...
2º) As diferenças são os que torna cada um de nós "único".
3º) Mas que disse que tinha de haver lógica em tudo!?!??! :p

Disseste:
"Concordo. A lealdade é algo que se dá porque queremos dar e porque a pessoa que recebe, merece."

A lealdade é para conosco, com os nossos sentimentos, existe mesmo que a outra pessoa não mereça. E levando o assunto para o campo sexual: se eu for fiel a um gajo infiel, é porque sou fiel aos meus sentimentos que me não levam a ser infiel ao gajo... Não estarei com "outra pessoa" por retaliação, tesão ou parvoíce, se na verdade quero estar com "aquele". Mas também te digo: mais depressa ofereço um "par de patins" do que um "par de cornos". :)

E finalizaste:
"A malta é que vibra com a possibilidade de eu me apaixonar. Acho que no dia que isso acontecer, vai haver aqui uma Rave!"

Avisa, para eu trazer calçado confortável e dançar a noite toda! :)
Acho que te querem ver... estupidamente feliz! :)

Beijitos :)

  Bruno Fehr

terça-feira, março 10, 2009 2:08:00 da manhã

Who Am I disse...

"Mas tens noção que muitas vezes lemos o que queremos ler, e não o que está escrito, não tens?

Porque se não tens, deve dar-te cada fúria :)"

Não é fúria é frustração.

  Bruno Fehr

terça-feira, março 10, 2009 2:10:00 da manhã

vita disse...

"Uiii estás muito sério, vou pirar-me;)"

Nem por isso...

  Bruno Fehr

terça-feira, março 10, 2009 2:16:00 da manhã

Van disse...

"Biologicamente não faz sentido que se considerem raças distintas porque se trata de comparar individuo masculino com individuo feminino...dentro de cada espécie existem sempre as duas versões da mesma: versão masculina e versão feminina, cada qual com a sua arquitectura biológica e bioquímica."

Ninguém está a falar de biologia, nem o texto é para ser regra é humorístico. Mas se vamos falar de biologia então o melhor é colocar gatos e tigres no mesmo saco, tal como cães e lobos. Não há outra raça com tantas diferenças entre os sexos e não falo de físicas.

  Bruno Fehr

terça-feira, março 10, 2009 2:17:00 da manhã

Rak disse...

"temos perspectivas das coisas totalmente diferentes, e perante a mesma frase homem e mulher "ouvem" coisas totalmente diferentes. Era isso que tentavas transmitir? E sim tambem pensei que tem piada que sejamos atraidos por alguém tão diferente de nós mesmos."

É isso mesmo, somos diferentes em tudo, em comum o que temo é... a raça e o planeta onde vivemos.

  Bruno Fehr

terça-feira, março 10, 2009 2:23:00 da manhã

Fada disse...

"1º) Não somos diferentes em tudo..."

Tirando o facto de nos atrairmos por opostos, a raça e o planeta quais são as semelhanças? Não me falem em sonhos ou desejos, pois eu falarei na forma de os alcançar ou tentar.

"2º) As diferenças são os que torna cada um de nós "único"."

Mas isso acontece mesmo entre elementos do mesmo sexo, somo já geneticamente diferentes.

"3º) Mas que disse que tinha de haver lógica em tudo!?!??!"

Claro que tudo tem lógica, pois a lógica parte da nossa análise.

"A lealdade é para conosco, com os nossos sentimentos, existe mesmo que a outra pessoa não mereça."

Calma, ser leal com nós próprios sim, mas não com quem não merece, pois essa pessoas podem e devem ir pregar para outra freguesia.

"E levando o assunto para o campo sexual: se eu for fiel a um gajo infiel, é porque sou fiel aos meus sentimentos que me não levam a ser infiel ao gajo..."

Mas ser leal para contigo, obriga-te a correres com ele, pois se ficares com ele, estarás a trair-te.

"Avisa, para eu trazer calçado confortável e dançar a noite toda!"

Vem de havaianas pois a festa vai ser em volta da piscina.

  mf

quinta-feira, março 12, 2009 3:57:00 da manhã

Andava eu no youtube e encontrei está animação feita por um teu homónimo, que me fez rir um bom bocado! E lembrei-me imediatamente deste teu post! Eh eh

Vai lá ver em http://www.youtube.com/watch?v=RbKWIYMUkgE

;)