Menos posts, mais tempo


A partir de hoje irão notar uma menor actividade neste blogue, nada de muito significativo, simplesmente as actualizações serão ligeiramente menos frequentes.
O motivo é que entrei em ano de tese 2 meses antes do que esperava e apesar de ter muito tempo livre, a primavera chegou, por isso em vez de desperdiçar o meu tempo livre diurno, irei usar parte do nocturno, pois o sol por estes lados é uma raridade.

Caso queiram dar uma ajudinha, preciso de recolher material em diversas áreas, por isso se conhecerem bons livros sobre estes assuntos, enviem-me o ISBN dos mesmos, ou se tiverem conhecimento de web sites, ou mesmo reportagens, estudos, noticias que possam digitalizar e enviar, agradeço. Não importa a língua em que está escrito. Os assuntos são:

Mitologia:
Grega - Musas, que seguem o artista mas só se manifestam quando acham que o devem fazer.
Romana - Génios, que diziam viver dentro das paredes dos estúdio dos artistas.
Outras - Qualquer entidade sobrenatural à qual era atribuída a inspiração e criatividade.

Ciência:
Neurologia - Sobre uma zona especifica da criatividade que teoricamente existe no nosso cérebro.
Genética - Sobre o mito de um gene da criatividade.
Psicologia - Sobre a desculpabilização e a fronteira entre génio e louco.

Não quero que procurem nada, este pedido é dirigido a quem está dentro destes assuntos. A vantagem de ter um blogue que até tem algumas visitas é o de chegar a pessoas das mais diversas áreas. O material que procuro não é para fazer parte da tese, mas preciso de ter em conta, estes e só estes assuntos antes de a iniciar.

34 Comentários:

  pepita chocolate

sexta-feira, março 20, 2009 9:29:00 da manhã

Como não estou dentro de nenhuma dessas áreas, resta-me desejar-te bom trabalho e boa tese. Logo que reinicies a actividade, darei cá um pulinho como sempre.

  Fada

sexta-feira, março 20, 2009 9:32:00 da manhã

Huumm...

Ser uma Fada não conta, creio eu...
:p

Já vejo o que tenho sobre isso na minha biblioteca privada... :)

Boa tese e bom Sol!

Beijitos :)

  Teté

sexta-feira, março 20, 2009 10:02:00 da manhã

Bom, não tenho conhecimentos livrescos dentro dessas áreas específicas, sei que o "Círculo dos Leitores" lançou há alguns anos uns livros sobre mitologia, grega, romana, etc. Mas não faço ideia se tem as respostas/temas que procuras!

Continuo a ler-te, embora nem sempre tenha comentado. Para compensar os que comentam sem ler... :)

Se quiseres, tento indagar isso no "Circulo de Leitores", que além de sócia antiga, tenho uma amiga que trabalha lá.

Beijocas, Bruno!

  Vani

sexta-feira, março 20, 2009 10:20:00 da manhã

olha,olha, e o rabinho lavado com àgua das rosas, não??? :D

existem bons compendios sobre mitologias varias, tenho um. Mas é mais um dicionario/enciclopedia sobre as varias figuras mitologicas.se te interessar mando-te a bibliografia.

Ta, eu fico atenta. Na universidade tenho acesso a várias bases de dados. Se encontrar algo envio.te por mail. Mas neste momento nao tenho ido á universidade... :) pirei um bocadinho...:)

Experimenta ler antonio damasio.

  Stiletto (prev My Space)

sexta-feira, março 20, 2009 11:13:00 da manhã

Olá
Embora eu esteja completamente out no que refere a génios loucos (a menos que estejas interessado no meu, quando estou realmente irritada) a minha irmã é neurologista. Estás interessado em "calhamaços" de medicina?

  Maria...ia

sexta-feira, março 20, 2009 11:28:00 da manhã

Hum... Vou ver o que tenho por aqui. Julgo que sobre as temáticas em questão não existe nada de muito específico, a não serem autores que, num ponto ou outro, estabelecem relações.
A Scientific American às vezes apresenta artigos bastante interessantes no âmbito da neurologia. Oliver Sacks e António Damásio também já se debruçaram sobre a criatividade/sensibilidade, no campo cognitivo. Quanto a outros autores e outros pontos de interesse, Aby Warburg relacionou Mnemosine - A Memória - com o acto criativo... O que pretendes é tudo muito vasto, pelo que também recomendo algumas leituras acerca de religiões: Mircea Eliade e Lévi-Strauss têm excelentes estudos.
No entanto, certamente terei por aqui informações mais precisas. Preciso é de tempo...

E, já agora, bem-vindo ao "mundo das teses" :D

  I.D.Pena

sexta-feira, março 20, 2009 12:38:00 da tarde

Aproveita o Solinho :D

Assim de repente não me ocorre nenhum livro que fale desses assuntos tão especificos que queres ter em conta.

No entanto conheço algumas pessoas que poderiam ter alguma coisa a acrescentar quanto a esse assunto.
Posso fazer publicidade ao teu blogue a essas pessoas ?

Beijos & Bom fim de semana

  Jane Doe

sexta-feira, março 20, 2009 1:00:00 da tarde

Não faço ideia... Mas vou ver pelos meus conhecimentos... Pode ser que alguém tenha alguma coisa...

Bom trabalho!

  Femme Fatale

sexta-feira, março 20, 2009 1:42:00 da tarde

Só poderei ajudar no âmbito da neurologia =)

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 20, 2009 3:40:00 da tarde

pepita chocolate:

Não vou para, só irei actualizar com menos frequência.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 20, 2009 3:40:00 da tarde

Fada:

Pois as Fadas não estão incluídas neste caso.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 20, 2009 3:40:00 da tarde

Teté:

O problema desse livros gerais sobre mitologia é que falam muito sobre tudo e pouco sobre algo especifico.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 20, 2009 3:41:00 da tarde

Vani:

O cu está neste momento lavadinho, não com água de rosas, mas cheiroso, mas obrigado pela oferta. Poderá ser que a aceite no caso de precisas :)

Não é preciso procurares, o meu post é para quem já conhece algo, pois procurar é o meu trabalho.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 20, 2009 3:41:00 da tarde

Stiletto (prev My Space):

Não estou interessado em calhamaços de medicina, até porque não sei até que ponto com tanto que há para estudar, se alguém perdeu tempo com este detalhe.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 20, 2009 3:41:00 da tarde

Maria...:

Eu sei que é vasto, tudo neste trabalho ainda é vasto. Como já não sou novato nisto de teses, preciso mesmo de algo vasto para chegar ao um especifico que considere de qualidade.

Obrigado.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 20, 2009 3:41:00 da tarde

I.D.Pena:

"Posso fazer publicidade ao teu blogue a essas pessoas ?"

Podes, mas não sei em que é que o blogue poderá esclarece.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 20, 2009 3:41:00 da tarde

Jane Doe:

Gracias.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 20, 2009 3:41:00 da tarde

Femme Fatale:

Que é de facto aquele que menos informação tem disponível.

  Afrodite

sexta-feira, março 20, 2009 4:29:00 da tarde

Eu devo-te um :)! Ehehehehe

Abreijinhos e boa sorte :)

  Ms. Myself

sexta-feira, março 20, 2009 8:25:00 da tarde

Bem... Eu, conhecimentos não tenho nenhuns nessas áreas... Só posso ajudar em informática, tenho alguns conhecimentos e bastantes conhecidos entendidos... LOL

Por isso, tenho pena, mas desejo-te muito boa sorte! Que corra bem e que voltes depressa.. Pois como já disseram anteriormente, nem sempre comento mas adoro ler o teu blog.

  Vani

sexta-feira, março 20, 2009 9:37:00 da tarde

A série mentes criminosas ajudava-te a perspectivar muita coisa. Aconselho-te a visioná-la. A genialidade e a criatividade, bem como o limiar com a loucura e a psicopatia, estão sempre na ordem do dia.

Também seria interessante se te centrasses em criativos que sáo, por ex,autistas. Há uma blogger q tem um filho autista que é um genio estudantil e musical; tem apenas problemas de adaptação social e afectividade; dito de outro modo, não comunica como nós.

Outro ponto interessante seria a criatividade inerente a alguem que nao tem determinado sentido. Por ex, beethoven compunha já quando estava surdo. Mas compunha.
E cegos que utilizam uma especie de sentido de sonar para "ver"? não será uma forma de criatividade espantosa?

E a propria criatividade nao estará nos sentidos, na comunidade, no background da pessoa que a avalia ou observa? porque, o que écriativo para uns, não é para outros.

PORRA!!!!! Tens aqui um xim xenhor trabalho. Depois gostava de o ler, se não te importares.

  Maria...ia

sexta-feira, março 20, 2009 10:07:00 da tarde

Ok... Pelo que percebi poderás eventualmente estar interessado.
Vou ver então o que por aqui encontro.
Por agora aqui segue: Benoist, Luc, Signos, símbolos e mitos, Colecção Perspectivas do Homem, Edições 70, Lisboa, 1999 [ISBN:972-44-0994-5] - Capítulo "O mundo dos símbolos" talvez interesse.

De nada!

  Filipa

sábado, março 21, 2009 4:46:00 da manhã

O único que estou mais dentro é a genética, mas não estou dentro o suficiente para dar informação para uma tese. Espero que corra tudo bem com a tua tese :) Ainda hei-de fazer uma sobre sangue utilizado nos alimentos ou assim...lol. bejo bejo **

  AP

domingo, março 22, 2009 6:09:00 da tarde

Dos temas que propões, só me recordo:

Mitologia:
As cosmogonias gregas; e a História Geral do Diabo. Como tenho os livros em Portugal não me recordo dos autores, sorry...

Neurologia:
Todos de António Damásio (estuda as estruturas neurológicas que controlam a emoção, a criatividade, os sentimentos, etc.)

Psicologia:
Nietzsche, Freud, Jung, Bion, Lacan, Winnicott... Todos eles estudaram a criatividade; e a psicanálise estuda os processos de defesa do Ego, onde tens a "descupabilização" (racionalização, deslocação, sublimação, etc), pelo que todos eles têm vários trabalhos nessas áreas.

Se me recordar de mais alguma coisa eu digo algo (infelizmente tenho a "biblioteca privada" em Portugal...)

  lontra (MR.)

domingo, março 22, 2009 10:35:00 da tarde

Hmm...para já não tenho nada, nem me recordo de ter dado nada sobre isso na faculdade ou ligado a essa tematica...que coisas vais buscar!? hehehe mas parece-me bem.
Aqui deste lado vou estar atenta, tb não custa nada dar uma vista de olhos "aqui e ali"...se conseguir algo que te interesse, melhor...


Animo ;)

  Bruno Fehr

segunda-feira, março 23, 2009 8:24:00 da manhã

Afrodite disse...

"Eu devo-te um :)! Ehehehehe"

Deves-me um? Ou uma?

  Bruno Fehr

segunda-feira, março 23, 2009 8:25:00 da manhã

Ms. Myself:

Eu não me vou afastar, o blogue será um relax de "entesar", sim leram bem, "entesar" é um termo que arranjei para definir os períodos que dedico à tese.

  Bruno Fehr

segunda-feira, março 23, 2009 8:25:00 da manhã

Vani:

O titulo dessa coisa não me dá vontade de a ver...

Eu não me vou centrar em criatividade, nem tentar distinguir tipos de criatividade, até porque isso já feio escrito e reescrito até à exaustão.

Eu percebo as tuas ideias, mas esta tese terá de ser na linha da minha anterior, levantar questões que não foram levantadas e apresentar um teoria que leve algumas pessoas à fronteira da loucura.

  Bruno Fehr

segunda-feira, março 23, 2009 8:25:00 da manhã

Maria...ia:

Muito obrigado, já tenho alguma da informação que apresentas e estou em vias de ter a restante.

  Bruno Fehr

segunda-feira, março 23, 2009 8:25:00 da manhã

Filipa disse...

"O único que estou mais dentro é a genética, mas não estou dentro o suficiente para dar informação para uma tese."

Esse é o tema com menos informação, quer em livros, estudos ou internet. Ouvi por alto há uns meses numa conferencia a falarem de um possível gene da criatividade o que me pareceu ilógico, mas ainda não confirmei de tem fundamento.

  Bruno Fehr

segunda-feira, março 23, 2009 8:26:00 da manhã

AP:

No que toca à mitologia já recolhi informação suficiente dentro das entidades que conheço.


Na neurologia sim Damásio é mesmo o indicado.

Obrigado pelas dicas na área da Psicologia, estavam lá nomes novos para mim, já estou a recolher as obras.

  Bruno Fehr

segunda-feira, março 23, 2009 8:26:00 da manhã

lontra (MR.):

"que coisas vais buscar!?"

É complicado explicar, mas se conseguir o meu objectivo acho que o meu trabalho poderia ser objecto de análise em Psicologia, apesar de ser sobre literatura.

  Mr. Z

sexta-feira, março 27, 2009 11:55:00 da tarde

Bom trabalho para a tua tese :)

Abraço

  kinesthesia

domingo, abril 12, 2009 4:37:00 da tarde

Check this. http://www.youtube.com/watch?v=Rl2LwnaUA-k

(neurocientista, fala sobre criatividade, etc.)

Há muita coisa interessante sobre o ramashandran no youtube, e sou capaz de te arranjar qlqr coisa em pdf também.

Bom trabalho