Direito à resposta


Inocentemente comentei num blogue um post, que horas depois me informaram por e-mail que era sobre mim. Esse post em nada foi ofensivo tal como quem o escreveu disse: "Perguntar não ofende". Na verdade não ofende, mas o comentário que se seguiu desse mesmo autor, foi ofensivo apesar de eu não me ofender.
Se perguntar não ofende, responder também não deverá ofender.

Como alguns já repararam, em certas alturas ao visitar este blogue vocês não estão no http://so-me-apetece-cobrir.blogspot.com, mas sim num domínio privado .com, o qual anda a ser testado, e será o futuro lar deste blogue. Desde há duas semanas e até ao dia 24, esse site está a ser bombardeado com visitas de todo o mundo, por forma a testar o servidor, nas horas em que redirecciono este para lá, o site "crasha". Mas isso não é importante. O importante é que os testes que ando a fazer, parecem perturbar certas pessoas, que acham que estou a pagar para influenciar os ranking nacionais de blogues. Informo quem não sabe que qualquer pessoa pode em 5 dias ficar em primeiro lugar no ranking nacional, sem gastar um único cêntimo, só precisa de criar um shell script com loop e curl e uns pontos de referencia a apontar para a conta sitemeter, desta maneira em 5 dias qualquer blogue estará em primeiro lugar. Podem ver mais informações, bem como um exemplo de burla aqui.

O serviço que a advertyz.com me está a fazer não é bula é legal e tem em vista testar a resposta do meu site e deste template. É um serviço grátis (para mim) por ser um projecto também meu.
Por este motivo e por haver quem se sinta afectado, eu coloquei ontem o meu sitemeter invisível, de maneira a desaparecer do ranking nacional, o que irá acontecer já na próxima actualização, e só o voltarei a activar depois do dia 24.

Gostaria de lembrar que este blogue é meu, se eu entender posso pagar por visitas, posso colocar banners publicitários em outros sites, posso pagar por destaque semanal no blogspot, posso pagar por publicidade no Google, Adsense, posso fazer publicidade por e-mail em todo o mundo, posso pagar por tele-marketing, fazer anuncios em jornais, revistas, rádio e televisão, posso lançar panfletos de um avião, posso gritar o meu url à janela de minha casa, posso até andar armado em Messias de porta em porta a publicitar o meu blogue. Não é burla, por isso não me venham com merdas.

O meu pai sempre me disse: "Quem não sabe, pergunta. Se não quer perguntar, estuda. Se não faz nem uma nem outra, deve estar calado antes de dizer merda".
É incrível! Se eu arranjo polémica com outros bloguers, sou mauzinho. Se eu me porto bem e não me meto com ninguém, implicam comigo. O que vale é que eu gosto de polémica, por isso venha ela. Mas este será o único post onde darei atenção a este assunto, pois é ridículo demais para perder o meu tempo com ele.
Eu já tinha os meus 3 moscãoteiros críticos, agora apareceu o Dartacão, o que vale é que eu estou aqui de pedra e cal e polémica nenhuma me irá afectar, por mais que terceiros se sintam afectados.

Agora deixo eu uma pergunta:

Quem é intriguista na blogosfera tem grande probabilidade de o ser também no dia-a-dia, certo?


71 Comentários:

  forteifeio

sexta-feira, março 13, 2009 12:15:00 da manhã

o confronto tem de existir seja na literatura ou nos blogs. É essa a locomotiva da evolução, e os textos vivem dessa interacção. Agora o saber ou não jogar com esses mecanismos é que não é para todos.
Depois há invejas.

  Rubs

sexta-feira, março 13, 2009 12:35:00 da manhã

SEO agora é burla? Ahahahahah

  Mel

sexta-feira, março 13, 2009 12:36:00 da manhã

Afectas-te com pouco...

  Anónimo

sexta-feira, março 13, 2009 12:55:00 da manhã

Oh my God :O acho que o melhor é ignorar bocas e continuares como estás. Muita gente lê o que escreves e comenta, por algum motivo será...

Suzy

  Femme Fatale

sexta-feira, março 13, 2009 1:19:00 da manhã

Acho que não é uma probabilidade, é uma certeza!
Quanto mais se liga pior é.
Digo eu.

  vita

sexta-feira, março 13, 2009 1:20:00 da manhã

Parece-me que isso é uma afirmação e não um pergunta Bruninho;)

  afectado

sexta-feira, março 13, 2009 1:46:00 da manhã

O post se fosse sobre ti, referiria-se a ti directamente. Não teria qualquer problema em indicar isso. O post falava sobre uma situação no geral. Muita gente me perguntou sobre o que falava, sobre quem falava (nos comentários e por email). Eu não disse. Apenas 1 pessoa sabia o que eu sabia. Se dizes que alguém te avisou por email, então isso é uma acusação grave contra essa pessoa. Mas isso será um problema entre ti e essa pessoa que certamente irão resolver...

Sim, eu reparei nisso das visitas no teu blog (assim como em mais 2). Se tenho algo contra? Nada. Se tivesse, diria!

O termo burla não era nem é para ser tomado à letra, julgo que é perceptível isso.

Este blog é teu, o meu é meu, o do Santana Lopes é do Santana Lopes e por aí fora. Nunca eu disse (ou diria) que não podes fazer isto ou aquilo, pôr isto ou aquilo. É contigo.

Do que me vais conhecendo dos meus comentários deves saber que quando quero dizer algo, digo. Se a intenção do post fosse realmente te atacar (ou algum outro blog com as tais visitas "por encomenda") acredita que eu o faria. Não teria qualquer problema em faze-lo nem me ensaiaria para isso!

Penso que é claro (para quem me vai conhecendo pelas paragens da blogosfera) que o post não era um ataque a um blogger. Desafio quem quiser a dizer o contrário.

Quanto à pergunta: Quem é intriguista na blogosfera tem grande probabilidade de o ser também no dia-a-dia, certo?

A minha resposta é: Claro que sim!

  Fada

sexta-feira, março 13, 2009 2:13:00 da manhã

Yap!

Beijitos e boa noite! :)

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 13, 2009 2:26:00 da manhã

forteifeio:

Eu aceito o confronto, já deu para saber que estou sempre pronto para ele.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 13, 2009 2:27:00 da manhã

Rubs:

SEO nao mas shell scrips, são.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 13, 2009 2:27:00 da manhã

Mel:

Não me afecto.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 13, 2009 2:27:00 da manhã

Anónimo Suzy:

Eu sei disso, mas não quero dúvidas a pairar.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 13, 2009 2:27:00 da manhã

Femme Fatale:

Ligo, mas só hoje.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 13, 2009 2:27:00 da manhã

vita:

Meio por meio.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 13, 2009 2:28:00 da manhã

afectado:

Poderias estar a falar numa situação geral, eu sou parte do geral. Este texto é um esclarecimento pois o comentário do Bruno leva muita gente a ligar o teu post a mim e o teu comentário, mesmo que geral, levanta a dúvida.

Na minha opinião, este é um texto necessário para mim, de forma a esclarecer e o link que forneço é útil para distinguir o legal da fraude. Uma fraude acessível a qualquer pessoa com o mínimo conhecimento de HTML.

Quanto ao termo "burla" é uma palavra com uma definição muito pesada e difamatória, quando ainda por cima, aquele que gostaria de ser meu amante gay, comentou.

Por já te ler há muito tempo e por me leres a mim, duvidei, mas achei este esclarecimento justo e necessário.

Acredito no que dizes, não tenho motivos para duvidar da tua palavra, tal como não tens motivos para duvidar da minha.

Quanto a quem é burlão ou intriguista na blogosfera é óbvio que o são fora dela, pois quem está atrás do PC é uma pessoa.

Tal como disse, este texto é só um texto de esclarecimento geral, que até ajuda a perceber como os rankings são facilmente influenciáveis.

Dito isto, enterro este assunto.

  Ana GG

sexta-feira, março 13, 2009 2:36:00 da manhã

Clap, clap, clap...

Tiveram ambos uma atitude de Homem com H maiúsculo!

  gabrielle

sexta-feira, março 13, 2009 2:42:00 da manhã

Concordo com a Ana GG, parabéns aos Homens, cuidado com as intrigas e os intriguistas!!!

beijinho

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 13, 2009 2:47:00 da manhã

Ana GG & gabrielle:

Sei a quem me dirijo e não tenho qualquer motivo para ser agressivo, pois por um lado não me identifiquei com o texto, por outro não queria ser identificado com ele, daí este texto.

Eu aceito críticas e o Afectado sabe bem disso. Aceito uma crítica dele directa pois sei que será escrita de uma forma reflectida e justa, mas esta ao ter sido geral à blogosfera, exigia um esclarecimento da minha parte.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 13, 2009 3:06:00 da manhã

Bruno:

Dia após dia após dia, tentas comentar aqui e de todas as vezes o teu comentário é apagado sem perder tempo a ler.

  Pronúncia

sexta-feira, março 13, 2009 3:08:00 da manhã

Acabaram de dar um exemplo de civismo e de como é que os mal entendidos se podem resolver... conversando e esclarecendo as dúvidas que possam existir...

Parabéns aos dois.

  afectado

sexta-feira, março 13, 2009 4:05:00 da manhã

Claro que burla é uma palavra pesada. Mesmo que eu quisesse acusar alguém directamente de algo essa palavra teria que ser ponderada. No caso usei essa mas nunca para ser levada à letra. Na altura a ideia foi referir no geral, e como tu sabes as burlas (as que são crime) na blogosfera podem ser de variados tipos, muito para além disto que é falado que nem é crime.

Quanto ao Bruno, o seu comentário foi uma coincidência. Sei que vai haver quem não acredite nisso, mas por mim tudo bem, consciência tranquila. O Bruno é um comentador mais ou menos assíduo do meu blog desde o vosso diferendo. Tirando os comentários no meu blog, a única vez que nos falamos foi por email há cerca de 2 ou 3 semanas... ele enviou-me um email por eu seguir a Câncio no Twitter. Cada um escreveu 2 ou 3 emails, apenas sobre isso! Posso mostrar isso sem qualquer problema. (quem julgar que houve uma sequer troca de palavras entre ambos sobre isto, estará a delirar e se for necessário, prova-se isso)

No comentário anterior não referi isto, mas o meu comentário a que te referes nesse tal post, foi escrito num tom jocoso, não disse ali nada de concreto que pudesse fazer alguém associar o comentário a ti. Até puxei o famoso arquivo do Pôncio Monteiro... quem acompanhou há uns bons anos atrás o Jogo Falado da RTP percebe a piada certamente. Para quem não percebeu recomendo que segunda-feira, às 22h liguem na TVI24 ou vejam através do site da mesma o programa prolongamento.

No entanto alguém te foi alertar que o post era sobre ti. Vou-me repetir, de coisas que eu tenha referido só uma pessoa o pode ter feito com alguma consciência (embora isso fosse uma enorme falta de carácter, coisa que não acredito que seja o caso). Se foi outra pessoa, então permite-me usar as tuas palavras aplicando-as à tal pessoa: "Quem não sabe, pergunta. Se não quer perguntar, estuda. Se não faz nem uma nem outra, deve estar calado antes de dizer merda". E mais, a essa pessoa ainda se pode aplicar também a última frase do post.

Mas pronto, seja quem for, só desejo muito honestamente que deixe de ler o meu blog pois já se percebeu que é intriguista ou então que não sabe ler e mais vale gastar o seu tempo num regresso à primária onde pode aprender a ler e praticar queixinhas à vontade que isso é coisa dessas idades!

O teu post foi um texto explicativo (e bem) até certo ponto do mesmo. Depois veio a piada do dartacão que muita gente certamente considerará ofensiva, mas que na realidade não me ofendeu. Devo mesmo dizer que ainda sou um fã da música quando posta por um qualquer DJ às 5 da matina e que quando era puto eram os meus desenhos preferidos, portanto a escolha até não foi das piores que podias ter feito :)

Aproveitando a onda do dartacão, não resisto a arranjar uma personagem para a tal pessoa que te avisou. Eu diria que a essa pessoa assenta como uma luva a personagem do Widimer :)

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 13, 2009 4:13:00 da manhã

Afectado:

A alusão ao Dartacão tem a ver com o facto de serem os meus desenhos animados favoritos, se não contar com Looney Toons. O "abuso" textual foi um aumento de agressividade que tentei controlar e daí ter decidido não me alongar.

Já que referes o Widimer, a parte no meu texto sobre o Dartacão iria levar à comparação entre mim e o Cardeal Richeleaux :)

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 13, 2009 4:14:00 da manhã

Pronúncia:

Acho que não poderia ter outra resolução.

  afectado

sexta-feira, março 13, 2009 4:40:00 da manhã

Bem visto. O Cardeal Richeleaux era inteligente e astuto, portanto ficas tão bem servido como eu em termos de personagens :)

Já o Widimer era um banana que frequentemente fazia merda por incompetência e só se safava por ser um lambe-botas ;)

  afectado

sexta-feira, março 13, 2009 5:19:00 da manhã

Só para finalizar, deixo à consideração das pessoas este link:

http://www.google.com/reader/shared/user/10450480439386835789/state/com.google/broadcast

Esse site é onde estão os posts que eu vou marcando no google reader e que aparecem em destaque do lado direito, quase em cima, no meu blog. No fundo dessa página podem ver o post "Generalização" do só me apetece cobrir.

Tendo em conta que agendei os posts "Eu não queria bater mais no ceguinho..." e "Perguntar não ofende" na terça à noite para serem publicados na quarta de manhã, teria lógica estar a criticar directamente num post alguém (acusando-o de burla) a quem ao mesmo tempo estava a destacar um post porque tinha gostado do mesmo?

Penso que assim, com provas à frente, ninguém ficará com dúvidas!

Tirando o Widimer, claro :)

  I.D.Pena

sexta-feira, março 13, 2009 10:15:00 da manhã

Bruno

O blogue é todo teu, podes fazer o que te apetecer para publicitá-lo.
Quanto à pergunta. Acho que sim, um intriguista é um intriguista e é intriguista em qualquer lado.

É impressionante como a inveja dá argumentos estupidos e ilógicos. Só espero que ao menos te divirtas com estas situações.

No fundo acho que só querem a tua atenção. :) E isso é bom sinal , acho.

Dartacão, que saudades, quase que me tinha esquecido disso. Vou relembrar a musica :D

Beijos de Bom dia

  Allie

sexta-feira, março 13, 2009 10:17:00 da manhã

Eu evito comentar estes post, até porque acho que a ser dito alguma coisa é directamente à pessoa. No entanto, deixa-me que te diga, que ao ler o post do Afectado em nenhum momento entendi que se referisse a ti. Aliás, nem eu nem ninguém, pois todos os comentários ao mesmo foram no sentido de perceber o que ele queria dizer e a quem se referia. Se foste avisado por alguém, pergunto-me com que certeza esse alguém te deu essa informação e até que ponto confias nela, para te achares visado e decidires escrever um post que só quem não tivesse lido o do Afectado, não entenderia. Mal li o teu post, mandei uma mensagem ao Afectado a saber se era verdade, só depois li os comentários e reparei que já tinham esclarecido, ou pelo menos, assim o assumiram. Nada que não se resolvesse com uns mails e afastado do público.

  Rak

sexta-feira, março 13, 2009 10:23:00 da manhã

hum.... pois... hum...eu nem reparei nada na verdade lol mas ok. Fossem visitas falsificadas ou não... Ninguém tem mesmo nadinha a ver!!!! Bjitox

  mjf

sexta-feira, março 13, 2009 10:32:00 da manhã

Olá!
Intriguistas ??? sem duvida.
Mas são eles que nos ensinam a respeitar as pessoas honestas, e não conflituosas


Beijocas
Bom fim de semana

  Sanxeri

sexta-feira, março 13, 2009 11:03:00 da manhã

Certo. :)

A internet tem tendência a exacerbar aquilo que somos no mundo real. Ou melhor, na internet somos aquilo que não temos coragem de ser na nossa vidinha real.

  VCosta

sexta-feira, março 13, 2009 11:30:00 da manhã

No meio disto tudo, quem tem razão é o teu pai!!! Bom fim-de-semana!!!

  Sad Tear

sexta-feira, março 13, 2009 11:50:00 da manhã

Bruno: andas sempre envolvido em polemica, para mim, significa que marcas a diferença :)

beijinhos e continua assim que eu gosto muito de te ler

  Joaninha

sexta-feira, março 13, 2009 12:10:00 da tarde

Ainda gabo quem perde energias a picar-se com o que os outros escrevem,com as visitas de cada log e com acusações muito estupidas! epah e fazer uma coisinha mais interessante? Eu frito-me com a fritaria que as pessoas fazem nos blogs das outras, isto é o espaço de cada um por isso pq, mas pq senhor, é que fazem ai filmes desses? Bruno eu não tinha um terço da tua pachorra para ainda dar estas explicações!! Booommmm trabalho :)

  PaulaPan

sexta-feira, março 13, 2009 3:01:00 da tarde

va, n ligues a esse tipo de coisas, deixa falar kem fala...

  Pulha Garcia

sexta-feira, março 13, 2009 3:10:00 da tarde

Caro Bruno,

acho o teu blog muito interessante por si e pelo que tens a dizer. Não percebo sinceramente porque é que perdes tempos com estes outros assuntos.

  Feitiozinho

sexta-feira, março 13, 2009 3:22:00 da tarde

Juro que um dia vou perceber a mania que esta malta tem com os contadaores de visitas, de saber quem tem mais, e quem é o maior no ranking...

Parece que voltamos à guerra dos miudos que querem descubrir quem é que tem a "pilinha" maior que a dos outros:|

Aproveita para rir, pelo sim ou pelo não, quem se dá ao trabalho de preocupar com este tipo de coisas é porque tem muito pouca ocupação na vida :)

  Fada

sexta-feira, março 13, 2009 3:38:00 da tarde

Só um aparte, adooooro o Achmed... lol

Beijitos e...

Silence!!! I'll kill You... :D

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 13, 2009 3:53:00 da tarde

afectado:

Compreendo o que dizes, o meu texto serve mesmo só para esclarecimento.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 13, 2009 3:53:00 da tarde

I.D.Pena:

Quando não o for, não estarei aqui.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 13, 2009 3:53:00 da tarde

Allie disse...

"No entanto, deixa-me que te diga, que ao ler o post do Afectado em nenhum momento entendi que se referisse a ti."

Conhecendo o Bruno e a sua campanha de tentar difamar o meu nome com exactamente aquele comentário em diversos blogues onde usa o meu nome... Tu não ligaste o post a mim, mas quem conhece a minha relação com o Bruno e o motivo pelo qual ela deteriorou, sabe que eu poderia ser dado como o visado por aquele texto.

"pergunto-me com que certeza esse alguém te deu essa informação e até que ponto confias nela"

Não confio, mas foi uma interpretação grave que muita gente que me acompanha poderia retirar. Não digo acreditar, mas digo retirar.

"Nada que não se resolvesse com uns mails e afastado do público."

Visto que o texto dele está publicado, está sujeito a ser interpretado, por isso uma clarificação de maneira a me distanciar do texto dele era necessária. Dúvidas no ar é que não.

No entanto eu não mencionei o autor, só o conteúdo do texto, por isso mesmo, para lhe dar a oportunidade de esclarecer a dúvida criada. Ele assim o fez e agradeço-lhe por isso, mas o meu texto é justificado.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 13, 2009 3:54:00 da tarde

Rak:

O caso das visitas não se aplica a mim, mas o que foi referido nos comentários poderia ser ligado ao meu nome.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 13, 2009 3:54:00 da tarde

mjf:

Certíssimo.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 13, 2009 3:54:00 da tarde

Sanxeri:

Somos o que não somos na vida lá fora, mas somos sempre nós e o que fazemos aqui, acaba por ser um reflexo de quem somos.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 13, 2009 3:54:00 da tarde

VCosta:

É um homem longe de ser perfeito, mas até diz umas merdas acertadas.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 13, 2009 3:54:00 da tarde

Sad Tear:

Desde a formação deste blogue que a polémica está presente, ou porque a procuro, ou porque ela me procura. Pelo menos diverte-me.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 13, 2009 3:55:00 da tarde

Joaninha:

A minha paciência é grande. Ignoro a maioria das críticas que me fazem pois eu faço-as também e aceito ser criticado. Só escrevo sobre elas quando considero o assunto grave. Para mim a burla é grave. Pior, é crime.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 13, 2009 3:55:00 da tarde

PaulaPan:

Ligar, só ligo de maneira a esclarecer, mas há assuntos em que quem cala consente.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 13, 2009 3:55:00 da tarde

Pulha Garcia:

Acho que limpar o meu nome de uma suspeita quando o termo usado é burla, não é perda de tempo.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 13, 2009 3:56:00 da tarde

Feitiozinho:

A guerra das pilinhas estará sempre presente quer seja online ou offline.

Esclareço as questões que manchem o meu nome, mas na verdade tudo o que é polémica diverte-me.

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 13, 2009 3:56:00 da tarde

Fada:

O Achmed é muito fixe :)

  Bruno Fehr

sexta-feira, março 13, 2009 4:01:00 da tarde

Bruno:

Acredito que um dia te tornes num homem, e deixes de ser o puto rejeitado que demonstras ser. O teu fascínio pelo que faço, pelo que escrevo e por quem sou, está a atingir o limiar da loucura. Se buscas a minha verdadeira identidade, espero sinceramente que me encontres e eu a ti.

Fritura crónica pode ser curada com um par de estalos e nem sequer falo dos teus outros abusos como; difamação, violação de privacidade, hipocrisia e pura e simples estupidez.

Já por dezenas de vezes te disse que os teus comentários não são lidos, os teus e-mails não são respondidos.
Já está na hora de levares a tua choradeira para outro lado. O que fazes por aí, demonstrando a pessoa baixa que és em acções de lambe-cu a terceiros de maneira a justificar as tuas acções contra mim, só porque recusei fazer a tua vontade, está a ultrapassar os limites do ridículo.

A partir de agora e tendo em conta o teor do teu último e-mail, o teu nome não será mais mencionado por mim, pois desceste ao nível mais baixo possível.

Fode-te e dança!

  Fada

sexta-feira, março 13, 2009 4:21:00 da tarde

Passei só para te dar um beijo...

Porque mimos nunca são demais, nem mesmo para alguém como Tu... :)

Beijo :)

  Van

sexta-feira, março 13, 2009 5:36:00 da tarde

Bruno, li esse poste que falas e não vi no blogger postador intenção de se referir a ti. Não para ti. O que aconteceu, foi que apareceu o Bruno com as merdas do costume a perverter a conversa.

 

sexta-feira, março 13, 2009 6:04:00 da tarde

Bruno, sinceramente acho interessante o que escreves e a forma como escreves, mesmo podendo não concordar contigo em tudo. Mas acho que te perdes demasiado com "metas" e números e não digo isto por ser "pequenina" na blogosesfera, mas porque acho que te devias estar pouco importando para determinadas coisas.

  s

sexta-feira, março 13, 2009 6:15:00 da tarde

Tu ainda perdes tempo com este assunto!?

Move on..

  DeusaMinervae

sexta-feira, março 13, 2009 6:30:00 da tarde

Como se costuma dizer: " È cagar e andar!"
:)

  Miss Me

sexta-feira, março 13, 2009 8:13:00 da tarde

Pronto... é assim mesmo, discussões ordeiras e respeitadoras. Gosto!

  ipsis verbis

sexta-feira, março 13, 2009 8:58:00 da tarde

E tudo está bem, quando acaba bem. :)

  Salto-Alto

domingo, março 15, 2009 11:32:00 da tarde

Mais do que probabilidade, diria eu. Se assim são na blogosfera, devem ser a quadriplicar na vida real!

  Susana

segunda-feira, março 16, 2009 3:04:00 da tarde

à pergunta respondo, Sim com certeza que sim.
Do resto não me meto.

:)

  Bruno Fehr

segunda-feira, março 16, 2009 8:29:00 da tarde

Fada:

:) Obrigado.

  Bruno Fehr

segunda-feira, março 16, 2009 8:30:00 da tarde

Van disse...

"Bruno, li esse poste que falas e não vi no blogger postador intenção de se referir a ti. Não para ti. O que aconteceu, foi que apareceu o Bruno com as merdas do costume a perverter a conversa."

Mas o comentário seguinte do postador segue a linha de raciocínio desse comentador, o que poderá levar a más interpretações, como foi o caso.

  Bruno Fehr

segunda-feira, março 16, 2009 8:30:00 da tarde

Bê disse...

"Mas acho que te perdes demasiado com "metas" e números"

Eu não falei em metas e números, regra geral sou atacado com números.

  Bruno Fehr

segunda-feira, março 16, 2009 8:30:00 da tarde

Anónimo s disse...

"Tu ainda perdes tempo com este assunto!?

Move on.."

Ainda? Este assunto surgiu agora, nao é antigo para "ainda" perder tempo com ele.

  Bruno Fehr

segunda-feira, março 16, 2009 8:31:00 da tarde

DeusaMinervae disse...

"Como se costuma dizer: " È cagar e andar!""

Bem d'alto para nao salpicar.

  Bruno Fehr

segunda-feira, março 16, 2009 8:31:00 da tarde

Miss Me:

Tem mesmo de ser assim.

  Bruno Fehr

segunda-feira, março 16, 2009 8:31:00 da tarde

ipsis verbis:

Nao havia motivo para acabar mal.

  Bruno Fehr

segunda-feira, março 16, 2009 8:31:00 da tarde

Salto-Alto:

O que é triste.

  Bruno Fehr

segunda-feira, março 16, 2009 8:32:00 da tarde

Susana:

No fundo é uma pergunta irónica, pois a resposta é conhecida.

  Diabólica

quarta-feira, março 18, 2009 2:03:00 da tarde

Tal como já tive oportunidade de te dizer, acho que deves dar o teu mais profundo desprezo a esta "gentinha de merda".

Tu vales o que vales e o resto é conversa, ou melhor inveja.

E que tal fazerem igual para serem reconhecidos???

Ah, não mas isso dá trabalho. É mais fácil criticar gratuitamente.

Vão mas é para o c*****!

Beijinhos e continua de pedra e cal, que o teu blog fala por ti.

  HCS

sexta-feira, março 20, 2009 8:02:00 da manhã

Eh grande Bruno, e assim mesmo, homem.Desculpa a falta de acentuacao, mas estou num pais germanofono tb.