Os Homens são todos iguais 2


O terceiro texto que escrevi para este blogue, foi: Os homens são todos iguais, era a minha opinião na altura e ainda a é hoje, mas a blogosfera tem-se revelado uma escola neste campo. Ao ter criado este blogue mais pessoal em 2007, comecei a visitar blogues pessoais, coisa que nunca tinha feito entre 2003 e 2007, tempos em que era bloguer comercial.

Na verdade os homens não são todos iguais, são parecidos e por vezes é difícil de ver as diferenças. Mas será assim tão difícil perceber o que a mulher quer dizer?
Eu acho que qualquer ser inteligente percebe que elas ao dizerem isto, não se referem a TODOS os homens, pois caso contrário não escolheriam tanto.
Vamos imaginar o seguinte estudo:

1- Juntamos numa sala uma mulher Portuguesa, uma Brasileira, uma Japonesa e uma Sul Africana.

2- Elas vão falar dos seus companheiros sem referir características físicas ou culturais.

No final iremos perceber, que a maioria delas, senão todas, namoram com o mesmo homem. É isto que faz os homens todos iguais, na opinião delas, o facto de sermos todos muito parecidos.

Haverá homens totalmente diferentes?
Só conheci um local onde todos os homens são diferentes e fazem questão de gritar ao mundo que o são. Esses homens são bloguers. Não todos os bloguers, mas sim aqueles que adoram falar sobre relações e que se querem destacar como únicos. (únicos todos somos, a palavra é usada ironicamente). Todos estes senhores são diferentes, são especiais e fazem os leitores (sendo o alvo as leitoras) acreditar que são o máximo.

O falecido George Carlin, disse um dia:
"Há uma coisa que nunca ouvem nenhum homem dizer, que é: Pára de me chupar a pila ou eu chamo a policia!"

E não ouvem, se a pila dele está a na boca de alguém, devidamente lubrificada ou cuspida e já erecta, ele não vai dizer isto, no máximo, depois de se vir, dirá:

"Não voltes a fazer isto, senti-me usado"
E mesmo assim, seria de rir, ouvir tal coisa.
No entanto há bloguers capazes de afirmar, "eu? nunca!"
Estes senhores são completamente diferentes de todos os homens e ser-se completamente diferente, significa não se ser parecido e se os homens são todos parecidos, estes homens diferentes, não existem. Tudo não passa de devaneios literários para atrair leitores, no caso da blogosfera, para atrair leitoras, pois elas estão em larga maioria neste mundo. Devaneios literários para criar na leitora um fascínio pelo autor.
O Bruno Fehr não é, não quer ser, nem quer que pensem que é um desses homens completamente diferentes. Não sou igual, mas assumo que sou parecido.

Eu não digo que todos os homens fodam tudo o que tem duas pernas, vagina e batimento cardíaco. O que digo é que se a blogosfera fosse um espelho da realidade a frase "Os homens são todos iguais", não existia pois, não faria o sentido que faz. Por algum motivo a blogosfera é "mundo virtual", pois aqui todos podem ser quem querem ser e se querem parecer homens perfeitos, que o façam. Agora, só cai quem quer e vejo mulheres a caírem em textos "lambe-cona", às dezenas e dezenas, com comentários em que parecem acreditar que sim, ali está um homem como não há outro. O perfeito.

Perfeição, não é uma adjectivação aplicável ao homem, se a mulher tiver isto em mente, não cairá em ilusões parvas e não fará figuras de adolescente cega em muitos comentários que se podem ler por essa blogosfera fora.

79 Comentários:

  Van

terça-feira, fevereiro 03, 2009 12:42:00 da manhã

LOOOOOOOOOOOL, e não é que fiz o raio de um post mais ou menos dentro da temática "os homens são todos iguais"??? LOOOOOL!

A tendência do ser humano é para generalizar. Generalizando, explica-se e desculpa-se (ou não) muita coisa.

À pergunta, "se os homens são todos iguais, porque é que as mulheres escolhem tanto?" pode-se responder, "porque há uns mais iguais que outros" ahahahah!

Há homens e há mulheres. São iguais, dentro do seu género, pq partilham os mesmos "fardos" bioquímicos. São diferentes, dentro do seu género, pq são pessoas.

Quanto aos "lambe-conas" da blogoesfera, como lhes chamaste da outra vez, nunca dei com nenhum. Mas babadoras, há aos montes ahahahahah! :)

  crazy_girl

terça-feira, fevereiro 03, 2009 12:48:00 da manhã

Aplaudo de pé esta relexão... Mas como disseste noutro texto as mulheres raramente dão atenção aos "lambe-conas"...
A perfeição dá sono... lol

  Marta

terça-feira, fevereiro 03, 2009 12:56:00 da manhã

Maioritariamente por aqui encontram-se os solitários, os "escritores", os traumatizados e os frustrados, que não podendo ser “sultões” de verdade o escolhem ser a fingir. Isto é válido para homens e mulheres.

“Perfeição, não é uma adjectivação aplicável ao homem, se a mulher tiver isto em mente, não cairá em ilusões parvas e não fará figuras de adolescente cega em muitos comentários que se podem ler por essa blogosfera fora.”

Concordo. (Perfeitos nem homens nem mulheres) Mas... quantos desses comentários são feitos conscientemente ou não em "desespero"?
E quantos desses comentários são realmente sentidos? Será que essas mulheres acreditam mesmo que encontraram o homem que é a excepção que confirma a regra, ou será apenas mais um bocadinho de fantasia neste mundo de faz de conta?
Acreditas nos comentários desse género quando são feitos por homens? Não devias acreditar também nos das mulheres!

  *Joana*

terça-feira, fevereiro 03, 2009 12:59:00 da manhã

Os homens são todos iguais na mesma proporção das mulheres o serem, há características em comum em cada um dos casos e claro que generalizando muito muito encontramos um perfil de homem-tipo e um perfil de mulher-tipo. E o problema é que a mulher-tipo quer desesperadamente encontrar homens que não sejam o homem-tipo (ou se possível, quer transformar um homem-tipo num homem atípico). Na blogosfera é muito fácil escrever meia dúzia de tretas que fazem encantar a mulher-tipo e passar por homem atípico mas isto não é mais do que o que o homem-tipo faz para ter sucesso!
Já estou confusa com tanto -tipo por isso vou tipo-calar-me.
Beijos-tipo:)

PS- é óvio que ninguém é igual a ninguém
- o homem-atípico que a mulher-tipo idealiza bem vistas as coisas é tipo uma grande seca!

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 2:03:00 da manhã

Van disse...

"LOOOOOOOOOOOL, e não é que fiz o raio de um post mais ou menos dentro da temática "os homens são todos iguais"??? LOOOOOL!"

Sintonia a esta hora?

"Há homens e há mulheres. São iguais, dentro do seu género, pq partilham os mesmos "fardos" bioquímicos. São diferentes, dentro do seu género, pq são pessoas."

Sim, mas o que se diz é que os homens são todos iguais e as mulheres todas complicadas.

"Quanto aos "lambe-conas" da blogoesfera, como lhes chamaste da outra vez, nunca dei com nenhum. Mas babadoras, há aos montes ahahahahah! :)"

Posso-te indicar alguns :)

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 2:03:00 da manhã

crazy_girl disse...

"Aplaudo de pé esta relexão... Mas como disseste noutro texto as mulheres raramente dão atenção aos "lambe-conas"..."

Na vida real, mas na blogosfera, sao sempre dos blogues mais lidos...

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 2:04:00 da manhã

Marta disse...

"Maioritariamente por aqui encontram-se os solitários, os "escritores", os traumatizados e os frustrados"

Hmmm, essa lista é tao limitadora... nem sei qual sou eu, traumatizado talvez...


"Concordo. (Perfeitos nem homens nem mulheres)"

Mas escrevo sobre homens.

"Mas... quantos desses comentários são feitos conscientemente ou não em "desespero"?
E quantos desses comentários são realmente sentidos? Será que essas mulheres acreditam mesmo que encontraram o homem que é a excepção que confirma a regra, ou será apenas mais um bocadinho de fantasia neste mundo de faz de conta?"

A questão é a forma com comentam de uma forma, tão concordante um texto sobre relacionamentos, que é no mínimo uma anedota. É disto que falo.


"Acreditas nos comentários desse género quando são feitos por homens? Não devias acreditar também nos das mulheres!"

Sim, mas os homens são sempre assim, os poucos bloguers sérios são os que seguem blogues de homens e mulheres, há imensos homens que só acompanham blogues feminino e concordam com tudo :)

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 2:04:00 da manhã

*Joana* disse...

"Os homens são todos iguais na mesma proporção das mulheres o serem"

Sim, mas o texto fala de homens. Poderei fazer um na versão feminina que seria "As mulheres são todas complicadas".

"Já estou confusa com tanto -tipo por isso vou tipo-calar-me."

Eu percebi, mas este texto vai mais longe, é um pouco de crítica ao subir ou não subir e de como um texto ilógico pode ter uma concordância feminina tão grande, se bem que há textos piores ainda com mais concordância.

"- o homem-atípico que a mulher-tipo idealiza bem vistas as coisas é tipo uma grande seca!"

Pois mas o atípico é tipo não atípico, escreve é para o parecer :) e falo da blogosfera.

  Nanda Assis

terça-feira, fevereiro 03, 2009 2:07:00 da manhã

concordo com vc!!

bjosss...

  Teté

terça-feira, fevereiro 03, 2009 2:23:00 da manhã

Ah, não vale a Van ser a primeira a comentar, que vinha cheia de estrica para comentar e perdi-me... de riso!

Concordo que os homens não são todos exactamente iguais, mas a grande maioria é muito semelhante. Como tu dizes, tirando diferenças físicas e culturais agem e reagem quase sempre do mesmo modo. Aqui poder-se-ia talvez supor que a educação numa sociedade patriarcal também condiciona o seu comportamento. Claro que depois uns são mais sensíveis ou terra a terra, mais motivados para agradar ou nem por isso, mais hipócritas ou sinceros. Mas, no geral, os seus comportamentos são muito semelhantes, longe da tal perfeição.

E depois aparecem as meninas (que assim como assim também são muito semelhantes entre si), em que depois de ouvir milhentos contos de fadas, ainda acreditam em príncipes encantados. Ora como eles não existem e elas não cessam na busca desse "ideal", que não encontram no dia a dia por razões óbvias, ficam embasbacadas e aparvalhadas com algum homem que faça uma rima de amar com chorar, só lhes falta babar para cima do teclado. E aí é um tédio ver tanta lambebotice de parte a parte, sendo que ambos são figuras imaginárias, o que só é possível no mundo virtual... :)))
Ainda se pode acrescentar a isto os que são mentirosos compulsivos, e se descrevem a si próprios numa aura de beleza, sensibilidade e "nobreza", que não corresponde minimamente. Mas na verdade vai-se topando pelo que escrevem e como... :D

  I.D.Pena

terça-feira, fevereiro 03, 2009 2:32:00 da manhã

Acho que para afirmar isso "Os homens são todos iguais" teria que conhece-los a todos e isso é impossível.

E ainda bem que não são todos iguais e ainda bem que não os conheço a todos.

Quanto ao mundo virtual só cai quem escolhe acreditar, por mim, desde que me deixem no meu canto, já fico contente.

"Não voltes a fazer isto, senti-me usado"

Lol, acho que seria engraçado para variar, ou então:


-Não voltes a engolir o meu esperma, isso não se faz !

Epá não sei só para variar...

Mas tb te digo que homens como o George Carlin não há muitos. ;)

  afectado

terça-feira, fevereiro 03, 2009 2:42:00 da manhã

O falecido George Carlin, disse um dia:
"Há uma coisa que nunca ouvem nenhum homem dizer, que é: Pára de me chupar a pila ou eu chamo a policia!"


Verdade!

E não ouvem, se a pila dele está a na boca de alguém, devidamente lubrificada ou cuspida e já erecta, ele não vai dizer isto, no máximo, depois de se vir, dirá:

"Não voltes a fazer isto, senti-me usado"


HAHAHA pagava para ver alguém dizer isto...


Quanto aos homens da blogosfera. Há alguns que andam claramente numa do "eu sou sensível, venham-me comer". E outros numa de "eu sou um gajo muito 'cool', sou muito divertido e quero o amor da minha vida".

Tretas. O que eles querem sei eu. E conseguem (pelo menos em alguns casos).

No entanto estou-me a cagar para isso pois alguns casos são tão evidentes que só cai quem quer. E se não quer, se calhar está a precisar cair para ver se acorda para a vida!

Por outro lado também andam pela blogosfera algumas bloggers à caça. Mas aí voltamos ao início do meu comentário... e os que se deixam ir na onda delas, no momento em que "a pila esteja na boca dela, não vão chamar a polícia".

  Marta

terça-feira, fevereiro 03, 2009 3:19:00 da manhã

"Hmmm, essa lista é tao limitadora... nem sei qual sou eu, traumatizado talvez..."

Eu sei que estou nos traumatizados, foi por isso que entrei para este mundo. Onde tu estás não sei. :)

"A questão é a forma com comentam de uma forma, tão concordante um texto sobre relacionamentos, que é no mínimo uma anedota. É disto que falo."

Muita gente fala de relacionamentos como se soubesse do que fala e não distingue realidade de ficção, porque na verdade não sabe. (inclui uma boa parte dos solitários e a maioria dos frustrados)

"Sim, mas os homens são sempre assim, os poucos bloguers sérios são os que seguem blogues de homens e mulheres, há imensos homens que só acompanham blogues feminino e concordam com tudo :)"

É verdade!
E a esses (os tretas, ou tristes) de vez em quando dá gozo dar corda para se enforcarem!

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 5:18:00 da manhã

Nanda Assis disse...

:D

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 5:18:00 da manhã

Teté disse...

"ficam embasbacadas e aparvalhadas com algum homem que faça uma rima de amar com chorar, só lhes falta babar para cima do teclado."

Ahahahahhaa, genial essa da rima de "amar" com "chorar", como se fosse precisa uma extrema sensibilidade para por verbos a rimar, ahahaha

"Ainda se pode acrescentar a isto os que são mentirosos compulsivos, e se descrevem a si próprios numa aura de beleza, sensibilidade e "nobreza", que não corresponde minimamente. Mas na verdade vai-se topando pelo que escrevem e como... :D"

Mas eu sou belo :( a minha avó dizia que eu era lindo e nobre e que a marreca nas costas, só me tornava ainda mais belo :(

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 5:18:00 da manhã

I.D.Pena disse...

"Lol, acho que seria engraçado para variar, ou então:

-Não voltes a engolir o meu esperma, isso não se faz !"

Pois não, pois não, onde já se viu? Pelo menos que aproveite o leite e se faca um queijo... estamos em crise.

"Mas tb te digo que homens como o George Carlin não há muitos. ;)"

Nao haver muitos, é haver alguns e não os encontro.

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 5:19:00 da manhã

afectado disse...

"Quanto aos homens da blogosfera. Há alguns que andam claramente numa do "eu sou sensível, venham-me comer". E outros numa de "eu sou um gajo muito 'cool', sou muito divertido e quero o amor da minha vida".

Tretas. O que eles querem sei eu. E conseguem (pelo menos em alguns casos)."

Sim conseguem porque há mulheres em busca do mesmo!


"Por outro lado também andam pela blogosfera algumas bloggers à caça. Mas aí voltamos ao início do meu comentário... e os que se deixam ir na onda delas, no momento em que "a pila esteja na boca dela, não vão chamar a polícia"."

Há sim e também se identificam ao longe.

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 5:19:00 da manhã

Marta disse...

"Eu sei que estou nos traumatizados, foi por isso que entrei para este mundo. Onde tu estás não sei. :)"

Eu fui traumatizado por este mundo virtual :)

"Muita gente fala de relacionamentos como se soubesse do que fala e não distingue realidade de ficção, porque na verdade não sabe. (inclui uma boa parte dos solitários e a maioria dos frustrados)"

Falar de relacionamentos não é problema desde que exprimam uma opinião aberta a discussão. O que vejo são regras de como agir, escrevem como se de factos se tratasse. E gajos que escrevem regras e factos, onde nem se dão ao trabalho de esclarecer as suas opiniões quando alguém comenta, numa atitude arrogante de "eu estou certo e vocês não percebem nada disto".

  Eu mesma!

terça-feira, fevereiro 03, 2009 10:16:00 da manhã

Olá bruno bom dia...

efectivamente os homens não são todos iguais mas.... são demasiado parecidos em pequenos detalhes...

da mesma forma quer queiramos quer não... as mulheres também pensam da mesma forma em certas situações....

eu confesso que acho feio o generalizarmos mas cada vez mais o faço.... porque cada vez mais as mulheres e os homens estão formatados com ideias pre-concebidas iguais....

  AP

terça-feira, fevereiro 03, 2009 10:39:00 da manhã

Subscrevo inteiramente e assino por baixo.
(Nem podia ser de outra forma já que sou um cabrão como os descreveste há algum tempo! Eheheheh!)
A grande "audiência" que esses blogues têm não será pelas fritas-da-tola?

  susana

terça-feira, fevereiro 03, 2009 11:04:00 da manhã

Sem me focar no facto dos homens serem todos iguais ou não, devo dizer que quem está bem consigo, entenda-se não estar carente de afectos, consegue perfeitamente medir a realidade do que nos é dito. Na blogosfera em particular é muito curioso de assistir a esta dança do engate. Pessoalmente já dancei a dança, acreditei no que quis acreditar, fechei os olhos ao que era visivel e depois assumi as consequências. Custou? Muito. Aprendi? Sem dúvida. Mas foi uma escolha minha e quando assim é vale sempre a pena.
Não gosto dos escaparates cheios de qualidades ou até defeitos apergoados nas montras, não gosto de quem se gaba e de quem se faz passar por coitadinho. Acredito que muito poucas pessoas que têm um blogue onde se vendem desta forma tenham uma vida equilibrada, mas hoje em dia quem a terá também? Ou melhor, qual o conceito de equilibrio? Também tenho um blogue porque tenho os meus desequilibrios, porque não passo de uma mulher comum, mas que acredita que todas as pessoas são especiais e únicas.

  Cem

terça-feira, fevereiro 03, 2009 11:53:00 da manhã

e quem assim fala não é gago

o que quer dizer que quem assim escreve tem as ideias bem assentes e ciente de que se por um lado somos todos semelhantes o fascinio reside nas pequenas caracteristicas de cada um (quer agradem ou não a terceiros)

Iguais é que jamais!

Quanto aos comentários nem vou comentar pois isso daria uns bons meses de posts mas deixo-te um beijo

  Physalia physalis

terça-feira, fevereiro 03, 2009 11:55:00 da manhã

Eu cá não digo que são todos iguais...até porque dos que conheço até são bastante diferentes :\ mas que são farinha do mesmo saco...ai isso são! Ahahahahahahahahaahahaha!
Esses lambe-conas são os sensíveis, e isso comigo não funciona. Daí não ler nada do género ou quando leio é para me rir um bocadinho das baboseiras escritas pelas gajas, que o lêem com devoção.
Mas vá, isso sou eu, que prefiro homens.

  Mel

terça-feira, fevereiro 03, 2009 11:57:00 da manhã

Van disse: "Quanto aos "lambe-conas" da blogoesfera, como lhes chamaste da outra vez, nunca dei com nenhum. Mas babadoras, há aos montes ahahahahah! :)"

LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL, no comments.

Os homens não são todos iguais, alguns são mais parvos do que outros, e se quiseres posso-te indicar alguns...não?

  I.D.Pena

terça-feira, fevereiro 03, 2009 1:14:00 da tarde

Bruno disse...

"Nao haver muitos, é haver alguns e não os encontro."

George Carlins não há, mas pessoas com ideias próprias ainda há. E falo no masculino e no femenino.

Esqueci-me de acrescentar, quando uma mulher diz "Os Homens são todos iguais", ela própria está a por-se num lugar de vítima e logo por aí vê-se que isso traz água no bico. Já ouvi noutras situações essa frase mas normalmente era alguém que tinha sido recentemente encornado.

Os homens quando são encornados também dizem umas coisas para o engraçado, tipo :

As mulheres são todas umas putas, eu devia ter adivinhado, etc, impressionante como os ciumes e a infedilidade faz com que ambos, mulher e homem, mostrem a sua raça.

Quando é que falas dos bloguers em questão assim de uma forma mais directa ? É Que eu ainda tou à nora.

  Rach

terça-feira, fevereiro 03, 2009 1:20:00 da tarde

ainda bem que "perfeito" não é um adjectivo aplicável aos homens(e já agora, às mulheres)...
a perfeição é uma daquelas coisas que me irrita de tão entediante. é como assistir a uma palestra sobre interruptores.

e quanto aos "lambe-conas"...enfim, tens razão. é a tal jornada em desespero, a busca incessante por um homem sensível. Há por aí é muita dificuldade em distinguir sensibilidade da lamechice típica do engatatão da festa da aldeia.

e podíamos ficar aqui horas a discutir...mas é melhor não que tenho de ir ler umas coisas ;)

  Kohinoor

terça-feira, fevereiro 03, 2009 1:23:00 da tarde

Já o George Carlin na sua enorme sabedoria escreveu:

"Here's all you need to know about men and women: Women are crazy, men are stupid. And the main reason women are crazy is that men are stupid. It's not the only reason, but it's a big one. "

E como já estava a parecer um texto "lambe conas" inseriu a meio:

"And please understand, my motives here are not selfish or personal. I'm not saying all this Stuff to get in good with women although an occasional blow job would be nice. But it's not a requirement. It's optional. BJO: Blow Job Optional. "

Ahahah Paz à sua alma!

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 2:14:00 da tarde

Eu mesma! disse...

"efectivamente os homens não são todos iguais mas.... são demasiado parecidos em pequenos detalhes..."

Sim, é verdade e o homem tem de assumir isso. Se diz que é diferente, algo de muito errado está ali.

"eu confesso que acho feio o generalizarmos mas cada vez mais o faço.... porque cada vez mais as mulheres e os homens estão formatados com ideias pre-concebidas iguais..."

Mas a generalização não é um erro, pois qualquer pessoa com a quarta classe sabe que em todas as regras há uma excepção.

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 2:14:00 da tarde

AP disse...

"A grande "audiência" que esses blogues têm não será pelas fritas-da-tola?"

Depende, eu em 2007 fiz um teste. Escrevi um texto sobre um assunto que vi num outro blogue, mas o meu texto abordava uma opinião contrária. As leitoras concordantes com aquele texto, concordavam com o meu também e isso não fazia sentido. Sim, pode-se chamar fritas da tola, pois não há outro termo.

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 2:15:00 da tarde

susana disse...

"Sem me focar no facto dos homens serem todos iguais ou não, devo dizer que quem está bem consigo, entenda-se não estar carente de afectos, consegue perfeitamente medir a realidade do que nos é dito."

Sim, isso é verdade, mas até certo ponto, pois há gente muito convincente.

"Na blogosfera em particular é muito curioso de assistir a esta dança do engate. Pessoalmente já dancei a dança, acreditei no que quis acreditar, fechei os olhos ao que era visivel e depois assumi as consequências. Custou? Muito. Aprendi? Sem dúvida. Mas foi uma escolha minha e quando assim é vale sempre a pena."

Também concordo. Mas o que vejo muito são a criação de imagens mentais de certas pessoas com a qual já temos contacto e que depois dá em desilusão ao ver que pessoa não é assim. Isso é que eu nao percebo. Tenho contacto com algumas pessoas dos blogues com as quais me dou bem, nunca conheci ninguém pessoalmente, mas já vi fotos. No entanto a foto, não altera em nada a minha opinião das pessoas. Isto não é o que acontece por aí, há quem se afaste ao ver uma foto. Bem como há quem se aproxime por causa de uma foto.

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 2:15:00 da tarde

Cem disse...

"o que quer dizer que quem assim escreve tem as ideias bem assentes e ciente de que se por um lado somos todos semelhantes o fascinio reside nas pequenas caracteristicas de cada um (quer agradem ou não a terceiros)"

Este texto nasceu por ler 3 textos em 3 blogues diferentes, onde 3 homens diferentes recusaram sexo, não por a mulher não lhes agradar, mas sim por serem verdadeiros gentleman... ora, eu não acredito nisso, pois os textos são escritos com a ideia de que elas se aproximam por sexo e não há uma referencia directa delas ao sexo, simplesmente se querem aproximar deles. Na verdade o que os textos dizem é que eles, recusaram o que pensavam ser sexo, mas a mulher não é assim tão linear.

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 2:15:00 da tarde

Physalia physalis disse...

"Eu cá não digo que são todos iguais...até porque dos que conheço até são bastante diferentes :\ mas que são farinha do mesmo saco..."

Mesmo sabendo que falo contra mim, o homem tem de ser moldado, adaptado, educado, como se de um animal de estimação se tratasse. Somos mais primitivos que a mulher e ela tem de nos socializar.

É como pegar num cão vadio, dar-lhe banho, cuidar-lhe do pelo e ensiná-lo a usar uma sanita.

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 2:15:00 da tarde

Mel disse...

"LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL, no comments."

Mas eu posso comentar :)

"Os homens não são todos iguais, alguns são mais parvos do que outros, e se quiseres posso-te indicar alguns...não?"

Nao é necessário, até porque os sei distinguir melhor que qualquer mulher. Somos tão parecidos que nos é fácil ver as diferenças entre nós. Vemos antes de vocês as imaginarem.

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 2:16:00 da tarde

I.D.Pena disse...

"George Carlins não há, mas pessoas com ideias próprias ainda há. E falo no masculino e no femenino."

Sim, isso sim, mas encontrar com um nível expressivo como ele tinha é que não é fácil :)

"Esqueci-me de acrescentar, quando uma mulher diz "Os Homens são todos iguais", ela própria está a por-se num lugar de vítima e logo por aí vê-se que isso traz água no bico."

Também é verdade, só mulheres feridas dizem isso.

"Quando é que falas dos bloguers em questão assim de uma forma mais directa ? É Que eu ainda tou à nora."

Nao irei mencionar todos os lambe cona, pois as mulheres poderiam afastar-se desses blogues, eu nao sou mau e gosto de me divertir com eles!

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 2:16:00 da tarde

Rach disse...

"a perfeição é uma daquelas coisas que me irrita de tão entediante. é como assistir a uma palestra sobre interruptores."

Mas a perfeição é uma questão de ponto de vista, alguém pode ser imperfeito e dizerem que é perfeito para nós, quando na verdade não é, simplesmente houve uma adaptação às imperfeições.

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 2:16:00 da tarde

Kohinoor disse...

"Já o George Carlin na sua enorme sabedoria escreveu:

"Here's all you need to know about men and women: Women are crazy, men are stupid. And the main reason women are crazy is that men are stupid. It's not the only reason, but it's a big one. ""

Ahahahahaha, é verdade!


"E como já estava a parecer um texto "lambe conas" inseriu a meio:

"And please understand, my motives here are not selfish or personal. I'm not saying all this Stuff to get in good with women although an occasional blow job would be nice. But it's not a requirement. It's optional. BJO: Blow Job Optional. ""

Entao quando elas deixam um Bjo, já sei o que significa.

UI MEDO, já vi gajos a deixar BJOOOOOOOOOO em imensos blogues.....

  coisas minhas

terça-feira, fevereiro 03, 2009 3:09:00 da tarde

oioi... nem mesmo a proposito do meu ultimo post -:D.. respondeste com este i guess
portt é tudo igual.. e tu nao fzs um minimo pa ser diferente pois seria engnar e mentir.. certo?

entao diz me se as mulhers nao estao somente interessadas em serem fodidas o que fazem elas namorar com um homem? envolverem se com um homem? gostam do facrto de criar espectativas? gostam de ser enganadas??

BJ*

  Bruno

terça-feira, fevereiro 03, 2009 3:17:00 da tarde

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
  Ondinhas

terça-feira, fevereiro 03, 2009 3:23:00 da tarde

quando a esmola é muita o santo desconfia!
e se um gajo é perfeito traz agua no bico...
eu sou mto desconfiada!!!
E claro os homens não são todos iguais...uns são mais parvos que outos, mais peludos, mais...melhor nao entrar em pormenores!

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 3:29:00 da tarde

coisas minhas disse...

"e tu nao fzs um minimo pa ser diferente pois seria engnar e mentir.. certo?"

Fazer para ser diferente é fingir e fingir é mentir, limito-me a quem sou.

"entao diz me se as mulhers nao estao somente interessadas em serem fodidas o que fazem elas namorar com um homem?
envolverem se com um homem? gostam do facrto de criar espectativas? gostam de ser enganadas??"

???????? Então mas um namoro é só sexo? Eu para ter sexo não preciso de namorar.
Uma mulher está com um homem e é fodida, tal como ele é fodido, mas acho que o objectivo está muito acima do sexo!

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 3:30:00 da tarde

Bruno:

Perdeste muito ao comentar anonimamente de forma ofensiva.

Aqui não comentas mais, será que não percebeste já isso?

  Cor do Sol

terça-feira, fevereiro 03, 2009 3:30:00 da tarde

Nem os homens, nem as mulheres. E quem caí nesse tipo de discurso ou caí porque quer ou porquenestá desesperado.

Os homens não são todos iguais e ainda bem :)

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 3:31:00 da tarde

Ondinhas disse...

"E claro os homens não são todos iguais...uns são mais parvos que outos, mais peludos, mais...melhor nao entrar em pormenores!"

Mais falsos que outros.

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 3:33:00 da tarde

Cor do Sol disse...

"Nem os homens, nem as mulheres. E quem caí nesse tipo de discurso ou caí porque quer ou porquenestá desesperado.

Os homens não são todos iguais e ainda bem :)"

Desespero, insegurança, falta de amor próprio, a lista é longa!

  vita

terça-feira, fevereiro 03, 2009 3:48:00 da tarde

Mas quem é que gosta de homens perfeitos?

Eu gosto é dos bad-boys;P

  anatcat

terça-feira, fevereiro 03, 2009 4:12:00 da tarde

Bruno (Fehr),

Sabes o que anatcat acha sobre isso? Sabes?

Como dizia uma campanha: "todos diferentes, todos iguais" :D :D

Mesmo assim, como alguém já aqui referiu, uns são mais iguais que outros e por isso só escolhemos aqueles que para nós são assim mais mais mais... pronto, com o mesmo tipo de igualdade... anatcat por exemplo não prescinde que, entre muitas outras coisas, sejam igualmente lavadinhos :D :D

Bjs

  Van

terça-feira, fevereiro 03, 2009 4:41:00 da tarde

#Here's all you need to know about men and women: Women are crazy, men are stupid. And the main reason women are crazy is that men are stupid. It's not the only reason, but it's a big one.#

LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL! ah pois!!! o jóve já sabe o que o espera quando se arma em estúpido ahahahahahahah!!!

  Noivo

terça-feira, fevereiro 03, 2009 4:55:00 da tarde

isso existe?:)

  vício

terça-feira, fevereiro 03, 2009 5:15:00 da tarde

felizmente existem textos "lambe-cona" e comentarios aos mesmos!
graças a eles vou-me divertindo um pouco!

  Uma Loira sem principios

terça-feira, fevereiro 03, 2009 5:36:00 da tarde

Bem vou bater palmas... sim... na realidade é o que se passa!

E blogues entre casais...que por aqui andam a dizer que se amam e se comem e em casa quase nem se falam...

bjs...L

  Kika

terça-feira, fevereiro 03, 2009 9:42:00 da tarde

Fónix, "roubaste-me" o título do post que ia colocar agora;-)
Ainda bem.

  ipsis verbis

terça-feira, fevereiro 03, 2009 9:55:00 da tarde

"Perfeição, não é uma adjectivação aplicável ao homem, se a mulher tiver isto em mente, não cairá em ilusões parvas e não fará figuras de adolescente cega em muitos comentários que se podem ler por essa blogosfera fora."

(Nem aplicável à mulher) Mas como o teu texto é sobre os homens, não vou por aí.
Concordo com esta parte.
Quanto a tudo o que disseste, e sendo esta uma ideia generalizada,
(eu não penso o mesmo) aceito-a em alguns aspectos.

  provocação

terça-feira, fevereiro 03, 2009 10:18:00 da tarde

Ó Bruno, essa língua já esteve mais afiada...então e os exemplos, eu queria era os exemplos para lá ir cuscar, que eu tudo quanto seja lambe-cona não digo que não, lol...

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 10:51:00 da tarde

vita disse...

"Eu gosto é dos bad-boys;P"

Eu gosto the good girls gone bad :)

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 11:03:00 da tarde

anatcat disse...

"Como dizia uma campanha: "todos diferentes, todos iguais" :D :D"

Eu detesto essa campanha, todos diferentes, todos diferentes.

"anatcat por exemplo não prescinde que, entre muitas outras coisas, sejam igualmente lavadinhos :D :D"

Isso acho que nem é necessário referir... se há coisa que odeio é chulé, seja ele de sovaco, pés ou cueca :)

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 11:04:00 da tarde

Van disse...

"LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL! ah pois!!! o jóve já sabe o que o espera quando se arma em estúpido ahahahahahahah!!!"

Pois é, temos de ter cuidado quando somos parvos :)

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 11:04:00 da tarde

Noivo disse...

"isso existe?:)"

É ficção!

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 11:05:00 da tarde

vício disse...

"felizmente existem textos "lambe-cona" e comentarios aos mesmos!
graças a eles vou-me divertindo um pouco!"

É verdade, eu até comento um desses blogues e elas atiram-se a mim... saio de lá todo arranhado :(

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 11:06:00 da tarde

Uma Loira sem principios disse...

"E blogues entre casais...que por aqui andam a dizer que se amam e se comem e em casa quase nem se falam..."

Sim, esses são comuns, agora estão na moda os blogues em que emprestam a mulher a estranhos enquanto observam :S

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 11:07:00 da tarde

Kika disse...

"Fónix, "roubaste-me" o título do post que ia colocar agora;-)
Ainda bem."

Bem, como deves ter reparado, este titulo é o numero 2, o título original usei-o a 3 de Julho de 2007.

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 11:09:00 da tarde

ipsis verbis disse...

"(Nem aplicável à mulher) Mas como o teu texto é sobre os homens, não vou por aí."

Mas isso é lógico.

"Quanto a tudo o que disseste, e sendo esta uma ideia generalizada,
(eu não penso o mesmo)
aceito-a em alguns aspectos."

Nao é uma ideia generalizada visto que não refiro nomes, eu sei de que tipo de blogues falo, não existe qualquer tipo de generalização.

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 03, 2009 11:10:00 da tarde

provocação disse...

"Ó Bruno, essa língua já esteve mais afiada...então e os exemplos, eu queria era os exemplos para lá ir cuscar, que eu tudo quanto seja lambe-cona não digo que não, lol..."

Isto é só um cheirinho, irei entrar em mais detalhes brevemente :)

  ipsis verbis

terça-feira, fevereiro 03, 2009 11:56:00 da tarde

Bruno Fehr disse:

"Nao é uma ideia generalizada visto que não refiro nomes, eu sei de que tipo de blogues falo, não existe qualquer tipo de generalização."

Mas eu estava a referir-me aos homens em geral. Daí dizer que aceito algumas coisas, por exemplo, esses blogues.

  Bruno Fehr

quarta-feira, fevereiro 04, 2009 12:03:00 da manhã

ipsis verbis disse...

"Mas eu estava a referir-me aos homens em geral. Daí dizer que aceito algumas coisas, por exemplo, esses blogues."

Sim, claro. Eu também os aceito, gosto de me rir e gosto de os picar. Aceitar sim, mas nada me impede de "pegar" com eles, em particular nos que só respondem a comentários femininos e com massagens ao ego :)

  ipsis verbis

quarta-feira, fevereiro 04, 2009 12:11:00 da manhã

Bruno Fehr disse:

"Sim, claro. Eu também os aceito, gosto de me rir e gosto de os picar. Aceitar sim, mas nada me impede de "pegar" com eles, em particular nos que só respondem a comentários femininos e com massagens ao ego :)"

Exacto. :)

  Manuel de Jesus

quarta-feira, fevereiro 04, 2009 12:24:00 da manhã

Caro,

Sem equívocos, regresso a este Blog como convidado, segui o teu conselho e li além da diagonal, alguns dos teus trabalhos. Não que me pareça que te importe mas gostei da maioria e dos que nem por isso, não creio que busques unanimidades…

Sendo convidado nesta que é a tua casa, aqui estarei segundo as tuas regras.

Relativamente a este texto, permite-me acrescentar que além de diferentes estes homens virtuais que referes, ainda beneficiam da ausência de imagem, um pouco como aquela voz sem face e sensual que ouvimos habitualmente do outro lado da linha quando ligamos para um qualquer serviço de assistência a questionar porque é que raio isto da internet não funciona.

Na minha área de actividade ainda há muito poucas mulheres e participo com frequência em conferências fora do País onde a proporção de mulheres nem é quantificável e garanto-te que ao fim de alguns dias, desde que a questão das duas pernas esteja garantida, essa coisa do batimento cardíaco é perfeitamente redundante.

Já agora, pelo que li dos teus textos, acredito em ti quando dizes que não és um desses homens diferentes, agora o interessante é que se reparares a maioria dos bloggers que comentaram este texto são aparentemente do sexo feminino e que fazem questão de afirmar que não é a tua diferença que aqui as atrai.

Creio que por tudo e pornada o que se passou ultimamente neste teu Blog, descobri um dos textos a que te referes e se aquilo não é uma solicitação camuflada de um BJNO até eu indiferentemente me assumo diferente.

  Bruno Fehr

quarta-feira, fevereiro 04, 2009 12:27:00 da manhã

ipsis verbis disse...


:)

  Bruno Fehr

quarta-feira, fevereiro 04, 2009 12:37:00 da manhã

Manuel de Jesus disse...

"Já agora, pelo que li dos teus textos, acredito em ti quando dizes que não és um desses homens diferentes, agora o interessante é que se reparares a maioria dos bloggers que comentaram este texto são aparentemente do sexo feminino e que fazem questão de afirmar que não é a tua diferença que aqui as atrai."

Temos de ter em conta vários factores, existe uma relacao de 5/1 mulher/homem na blogósfera, é normal haver mais mulheres.

Acredito e quero acreditar que, quem me acompanha o faz pelos textos, até porque eles são lidos e comentados. Tendo em conta o seu tamanho, há que ler por gosto.
Até porque diria que metade das pessoas que me comentam, já o fazem há mais de 12 meses. Tenho ainda os meus primeiros comentadores a comentarem, apesar de muitos terem já novos blogues e novos nicks.


"Creio que por tudo e pornada o que se passou ultimamente neste teu Blog"

Gostei do trocadilho "por tudo e por nada", foi giro, imaginativo :)

"descobri um dos textos a que te referes e se aquilo não é uma solicitação camuflada de um BJNO até eu indiferentemente me assumo diferente."

Ora vamos lá ver se me faço entender de uma forma clara:
Tenho textos sentimentais, tenho textos que falam de relações, tenho textos que falam de mim. Sim podes entender um ou outro testo como uma solicitacao a um belo broche. Mas o que conta é que, sao textos pontuais, textos que me apetece escrever na altura e raros.

Um blogue "faz-me um broche que eu estou triste e sou perfeito", é UM BLOGUE inteiro de textos desses. Nao vez um blogue de lambe conas, a falar de Homossexualidade, de religião, politica, livros, etc.

Se um texto mais pessoal é "faz-me um broche", depende da interpretação. Agora eu não faço ideia de quantas mulheres me fariam um broche depois do ler os meus textos sobre politica ou criticas a VIP's.

Nao és capaz de definir este blogue por um texto, mesmo que pareça ser a tua intenção fazê-lo.

  I.D.Pena

quinta-feira, fevereiro 05, 2009 2:20:00 da tarde

Ah não ! Então agora tb não se pode dizer BJO, que "podem" interpretar como Blow Job Optional dassssssssss


que tá tudo #@}ido

  I.D.Pena

quinta-feira, fevereiro 05, 2009 2:21:00 da tarde

Ah não ! Então agora tb não se pode dizer BJO, que "podem" interpretar como Blow Job Optional dassssssssss


que tá tudo #@}ido

  Van

quinta-feira, fevereiro 05, 2009 3:14:00 da tarde

É impossivel sequer definir uma pessoa mediante um ano na sua companhia, quanto mais uma pessoa, com base no seu blogue...

Um blogue é sempre e somente uma pequena parte da pessoa. Uma das suas máscaras, por assim dizer.

  Bruno Fehr

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 12:16:00 da manhã

I.D.Pena disse...

"Ah não ! Então agora tb não se pode dizer BJO, que "podem" interpretar como Blow Job Optional dassssssssss"

O que nao faz sentido, pois a frase está meio em Ingles, meio em Portugues :) Para fazer sentido teria de ser OBJ.

  Bruno Fehr

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 12:17:00 da manhã

Van disse...

"É impossivel sequer definir uma pessoa mediante um ano na sua companhia, quanto mais uma pessoa, com base no seu blogue..."

Por vezes nem numa vida :)

  Rach

sábado, fevereiro 07, 2009 5:43:00 da tarde

exacto! eu adoro essas imperfeições, aquelas que nos tornam "perfeitos", ou antes ideais, para alguém.
agora a perfeição desgarrada, certinha, puritana, de nunca pintar fora do risco...céus!

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 08, 2009 9:13:00 da manhã

Rach disse...

"exacto! eu adoro essas imperfeições, aquelas que nos tornam "perfeitos", ou antes ideais, para alguém.
agora a perfeição desgarrada, certinha, puritana, de nunca pintar fora do risco...céus!"

Há defeitos adoráveis e há defeitos que nos fazem esquecer tudo o que gostamos numa pessoa.

  Kika

quarta-feira, fevereiro 11, 2009 8:39:00 da tarde

Pois, eu percebi que devia haver um "Os Homens são todos iguais" 1.
Mas nessa altura ainda não te cobria;-) e ainda não vi os posts todos

  Fada

quinta-feira, abril 16, 2009 2:10:00 da manhã

A tua frase "fodam tudo o que tem duas pernas, vagina e batimento cardíaco" fez-me lembrar aqueles a que bastam as duas primeiras características citadas... Blearrgghhh!!!

:s

De resto, fartei-me de rir!!! :D

Eu ainda não conheço nenhum blog lambe-conas, mas o certo é que nem os procuro nem ando aqui há muito tempo... :p

Beijitos

  Bruno Fehr

sexta-feira, maio 08, 2009 7:02:00 da manhã

Kika:

"Mas nessa altura ainda não te cobria;-) e ainda não vi os posts todos"

Ehehehehehe

  Bruno Fehr

sexta-feira, maio 08, 2009 7:02:00 da manhã

Fada:

Sim, eu também pensei nesses.

Deves conhecer blogues lambe-cona, só que ainda não percebeste a definição :)