Arrumadinho, mas não de ideias


Regra geral a maioria dos bloguers a partir do momento que ganham destaque (eu diria a partir das 300 visitas diárias), normalmente são invadidos por anónimos, uns interessantes e quer concordem ou não, são argumentativos, outros que entram numa de ofender.
Quem me acompanha há mais tempo, sabe que já tive uma grande dose de anónimos e que os trato na mesma moeda. Sou o tipo de bloguer que acha que, quer falem bem ou falem mal, é tudo boa publicidade mas n
ão admito faltas de respeito.
Existem outros blogues que começam muito bem. São criados e por terem amigos com blogues de destaque, recebem uma excelente promoção, passando de 1 visitante para 2.000 visitantes por dia, de um dia para o outro. Estes bloguers ou são fortes argumentativamente, ou serão comidos vivos na selva que é a blogosfera. Um destes casos é o
Arrumadinho. Este bloguer passou do nada para 2.200 visitas, diárias. Nas ultimas semanas perdeu imensos leitores, tendo descido de 35° para 56° no ranking nacional, tendo perdido mais de 700 visitas diárias.
Agora, ele colocou o blogue só para convidados, o que significa que o blogue é só para quem concorde com ele.

Eu, apesar de não me identificar com a sua escrita, comentava-o e fazia-o por ele ser o meu oposto. As opiniões dele entram em conflito directo com as minhas, o que me levava a comentar. Claro que comentar ou estar calado era praticamente a mesma coisa, pois recebia respostas de outros comentadores, mas nunca do autor, que só respondia a determinados comentários, regra geral concordantes.
Reparei, que ele não queria conflito argumentativo, ou por não gostar, ou por não ter argumentos, ou ainda por não ter a certeza das suas opiniões. Mas porque motivo alguém aborda temas sensíveis, se não está disposto a defender o ser ponto de vista?
Enquanto os comentários são:
"Lindo", "és o maior", "concordo com tudo", está tudo bem, mas quando aparece alguém a não concordar "porque blá, blá, blá", as coisas começam a correr mal.
É certo que ele tinha os seus anónimos, que não o deixavam em paz. Mas isso acontecia porque ele não os punha no lugar deles. Quem cala consente e quem consente é abusado.
Agora fechou o blogue, estando aberto só a convidados e posso afirmar que não tem a ver com anónimos, visto que ele estava desde há duas semanas a moderar comentários.
Primeiro a arrogância de não responder, nem a perguntas na caixa de comentários, agora a fuga.

Quem é o
Arrumadinho? Podem perguntar alguns de vós. É alguém que segundo o próprio diz: "Um rapaz simples que acha que tem umas coisas a dizer sobre homens e mulheres."
Sendo simples ou não, todos achamos que temos algo a dizer, mas quem diz algo publicamente, deve estar preparado para ouvir/ler opiniões contrárias e sustentar a sua. Caso contrário, de que vale ter algo a dizer? Palavras ao vento? Sermão aos peixes?

Este senhor após uma definição de sociopata, criou 3 categorias de um outro tipo de sociopatas, os sentimentais (seja lá isso o que for):

"1. Os que nunca conseguiram e nunca conseguirão amar. 2. Os que já amaram e perderam a capacidade de amar. 3. Os que vivem na sombra e acreditam que nunca mais serão capazes de amar."

Depois destas categorias, ele refere-se a elas nos comentários como, fases. Ora, porra! Então mas são categorias desse outro tipo de sociopatia ou são fases? É que se são fases, o cu n
ão tem nada a ver com as calças. O verdadeiro e único sociopata sentimental, é o puto mimado que diz a todas as namoradas que as ama e que o repete constantemente, pois é inseguro, não sabe o que é amar, e isso sim coloca-o no grupo dos sociopatas e não as pessoas que por um motivo ou outro, deixaram de amar, pois essas voltarão a amar a pessoa que reunir certas características.

Mas eu não discordo dele, só por isto, discordo de:

"Seria muito triste se Sócrates caísse por causa do Freeport."

Que triste que seria, um politico cair por um caso de corrupção ou incompetência! Porque não importa se ele foi corrupto ou incompetente, pois qualquer que seja o resultado ele deverá cair e ser pisado de preferência até ficar bem roxo.
Se Sócrates recebeu subornos é corrupto! Se Sócrates não recebeu subornos, foi um ministro do ambiente incompetente! Portanto a queda seria o mínimo que lhe poderia acontecer. Pois na verdade merecia prisão (corrupção) ou indemnizar o país (incompetência).
Seria muito triste se nada acontecer ao Sócrates, isso sim.

"Os homens gostam de mulheres maquilhada?"

Os homens estão-se a cagar. Elas na sua maioria, não se pintam para nos agradarem, elas pintam-se porque querem e porque se sentem bem e por isso algumas nem se pintam. Um homem não quer saber nada disso, pois não lhe vai comer as pinturas! Mesmo que ela se pinte para nós, who cares?
O homem, gosta de mulheres, ponto. Podem estar pintadas ou com as pinturas borradas, ao natural, besuntadas em azeite, suadas depois de 3 horas de ginásio. Gostamos, e a pintura n
ão é factor.

"Um homem de coração partido consegue sobreviver, mas nunca viver. Consegue sorrir, mas nunca ser feliz. Consegue foder, mas nunca amar. Consegue pensar, mas nunca brilhar. Um homem de coração partido consegue tudo, mas não consegue nada."

Dito isto, este senhor nunca teve o coração partido nem nunca amou. Quem teve o seu coração partido e quem AMOU REALMENTE, consegue sobreviver e viver, consegue sorrir e voltar a ser feliz, consegue foder e voltar a amar, consegue pensar, recordar, sonhar e brilhar como antes, ou ainda mais. Poderá passar por momentos maus, sim é um facto e eu sei bem disso, mas pára, pensa, sofre, morre um pouco mais de dia para dia, mas um dia volta a viver e consegue tudo, pois tem memórias, boas memórias que o fazem sentir que já foi especial para alguém. Se foi especial para alguém é porque É especial, e se é, sempre o será.

"Eu gosto de José Sócrates, acho que é um político esperto e astuto (...) Não vejo nenhum outro político em Portugal que pudesse ter feito um trabalho melhor do que Sócrates entre 2005 e 2009."

Espertos e
astutos são os cães, um primeiro-ministro é suposto ser humano e como tal inteligente. Pessoalmente eu vejo outros políticos que pudessem ter feito o mesmo que Sócrates, qualquer idiota é capaz de não fazer nada e nem precisa de ser politico. Qualquer idiota, passa uma lei anti-tabaco e depois fuma num avião, e que por isso diz deixar de fumar e afirma, "já não fumo" e depois termina o raciocínio com "só fumo 1 cigarro depois das refeições". Ora, ou fuma ou não fuma, se fuma depois das refeições fuma ainda (informação retirada do livro "O menino de ouro do PS", biografia autorizada pelo próprio Sócrates). Qualquer politico pode terminar uma licenciatura a fazer exames em casa e mandar por fax, tendo mudado de universidade seguindo o professor que o passou, a quem mais tarde já como primeiro-ministro deu emprego, tendo-o feito ganhar já mais de 1.5 milhões de euros em salários. Qualquer politico incompetente poderia cair no caso Freeport. Qualquer pessoa, mesmo com sindrome down poderia fazer melhor que o Sócrates, mesmo que fosse Primeiro-Ministro em part-time.
As minhas cadelas que s
ão espertas e astutas, dariam melhores Primeiras-Ministras, porque não mentem e não aceitam subornos, mesmo em forma de comida.

"A solidão é algo de quem ama"

Só quem ama se sente só? Porra, esta partiu-me todo. A solidão é uma consequência da natureza humana. Quem está sozinho, pode não estar só e por vezes estamos sós no meio da multidão. A solidão não é um factor ligado ao amor, mas sim à existência. Só se sente só quem está vivo, independentemente se ama ou não.
A solid
ão não é uma característica de quem ama, tal como amar não é uma capacidade específica de quem ama.
Quem se conhece a si mesmo, nunca estará só!

Estas são algumas das coisas que ele tem para dizer. Mas de que vale dizer coisas destas, se não as vai argumentar? Se ao receber um comentário que disseca o seu texto e expõe as falhas, ele se cala e não responde, é porque está numa de leitura selectiva, lendo os comentários concordantes.

Não me acusem de ser mau, pois estou a criticar no MEU blogue, coisas que pelo vistos não sou permitido de comentar no blogue do visado. Pois eu criticava o que ele escrevia no blogue DELE, mas ele optava por ignorar criticas e só responde por alto a quem lhe massaja o ego.

A minha pergunta é. Se aquele blog tem mais de 1500 visitas diárias, perto de 220 seguidores e uma média de 50 comentários por texto, será que quem comenta, lê com atenção o que ele escreve? É que eu tenho arrepios de dor, quando vou para comentar e vejo imensos comentários como:
"É isso mesmo", "tens toda a razão", "escreves lindamente", eu pergunto, mas este pessoal leu? Ou pelo menos percebeu? É que se há blogues que eu não entendo o protagonismo, este é um deles, por acaso nem me dei ao trabalho de verificar se as visitas são reais ou "proxy", pois sinceramente acho injustificável este blog ter chegado a estar nos 35 mais visitados em Portugal, desde que foi criado.

Eu tenho perfeita consciência, de que tenho imensos leitores que acompanham o blogue do
Arrumadinho, leitores esses que vieram de alguma maneira aqui parar desde que o comecei a comentar. Mas as minhas perguntas, são válidas. e
não vejo motivo para ficarem ofendidos.
Eu não me imagino a escrever sobre abacaxis sem ter a certeza do que é um abacaxi, porque irei ter comentários, em que uns dizem que é um ananás outros dizem que é um fruto parecido. E eu? Não digo nada porque não tenho a certeza! Se não tenho a certeza e não posso defender o meu texto. Então de que vale escrever?



Nota: Tendo em conta as minhas criticas a certos blogues, esta foi sem dúvida a mais educada e construtiva. Comentários concordantes e discordantes serão respondidos como sempre, excepto os banidos do costume, Ah e tal (c), Otapi, Otabe, Ariel e Bruno.

PS: Acabo de saber que está em curso mais uma onda de blogues , que se vão torna livro. Se for este o caso, será mais um dia triste para a literatura nacional...

194 Comentários:

  Jane Doe

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 12:31:00 da manhã

Eu fui parar ao blogue do Arrumadinho por aqui, por acaso. E por acaso arrepiei-me com algumas coisas.

Sabes que?

Frases feitas Frases feitas Frases feitas Frases feitas Frases feitas Frases feitas de alguém que provavelmente não sabe grande coisa da Vida.

O que não falta por aí é gente a falar de Amor. A falar de Solidão ou outras coisas humanas sem nunca ter passado realmente por lá. Quem passa realmente por lá não fala com tanta ligeireza.

Quem se viu afectado pelas politicas de merda do Sócrates não fala dele com ligeireza. Quem realmente teve de estudar para conseguir o seu curso e mais coisas não fala com ligeireza. Mas o que não falta por aqui e por todo o lado são pessoas ligeiras, a falar ligeiramente do que não conhecem realmente.

O que eu digo?

Vivam um bocadinho, e sofram um bocadinho.

Depois venham então falar de amor, solidão e politica.

O que? Estou a ser arrogante?

Temos pena.
Ao menos sei do que falo.

  JS

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 12:36:00 da manhã

Sabes Bruno, acho que os blogueiros quando começam a ser muito lidos, iniciam um proceso de "auto-endeusamento" que a meu ver é o inicío do fim. Concordo contigo porque este foi o unico blogue que me tornei seguidora e deixei de o ler. Espero que o meu nunca saia das 50 visitas diárias...

Um abraço*

  forteifeio

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 12:40:00 da manhã

Bruno

Provavelmente esse blog é o espelho duma sociedade de carneiros, consumista e básica.
Preocupada mais com parvoices do que em desenferrujar o cérebro.


Com o nome de arrumadinho??? o que é que se pode esperar?? Talvez um chorrilho de banalidades e trivialidades. Desde já digo que não li o blog, mas lá que deve ser uma realissima porcaria deve, pelo menos a começar pelo titulo.

Outra coisa que me parece na blogosfera, é que um blog para ter sucesso tem de meter queca, porque se não meter vai ser mais complicado.

  Cor do Sol

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 12:49:00 da manhã

Um amigo meu costuma dizer que se é para comentar para dizer "Sim senhor...", mais vale estar quieto. Eu quando não me apetece ou não sei explicar ou argumentar acerca de algum facto deixo-me estar. Também me faz impressão que as pessoas leiam blogs e comentem no sentido de lamber as botas. Para quê?!

Também já reparei que se tem falado muito nos tais blog - livro. Continuam a desvirtuar a tão nobre arte de blogar :)

  cipereira

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 1:24:00 da manhã

Bruno, penso que o sucesso repentino do "Arrumadinho" se deu graças à publicidade indirecta feita num post pela "Pipoca mais doce".

Concordo com a Jane Doe no que diz respeito às frases feitas e ao "que não falta por aqui e por todo o lado são pessoas ligeiras, a falar ligeiramente do que não conhecem realmente". Pelo menos eu (não vou generalizar) não consigo falar/escrever abertamente acerca de coisas que senti na pele de uma forma marcante e que muito me fizeram sofrer. (Deve haver algum mecanismo psicológico que explique isto!)

Não sabia da parte da moderação (selecção) de comentários, mas devo discordar contigo num único ponto: o blogue é pessoal, é dele e ele faz o que quer com ele, escreve nele o que quiser, responde a quem quiser, acaba com ele quando quiser, etc. Quem não gosta do que lê, não volta lá, tão simples quanto isso. É o que eu faço quando vou parar a certos blogues, que até dão dó ler o que por lá se escreve. O pior são os bajuladores, isso sim é a corja dos blogues, isso sim mete-me nojo!

  afectado

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 1:26:00 da manhã

Nunca gostei muito do blog dele. Dei com ele no seu inicio mas nem deu para aquecer, desisti muito rapidamente. De vez em quando passava por lá para ver se encontrava algo que me cativasse para ler, mas não.

Quanto ao teu PS, se ele escrever um livro na onda do blog é mais uma merda de um livro nas livrarias (já lá estão tantos que não sei para que precisam de mais...)

Ele tinha muitos comentadores carneirinhos... daqueles que só comentam para dizer "muito bem", "escreves muito bem", "concordo totalmente", etc etc. Que de vez em quando se diga isso, tudo bem. Afinal se uma pessoa concorda ou gosta do que leu, não tem mal dizer isso mesmo. Mas há pessoas que comentam só para dizer essas coisas, só isso mesmo. A esses eu chamo os comentadores carneirinhos... são uns lambe-botas de primeira e cada vez são mais na blogosfera.

Estou curioso para ler o que algumas pessoas que te comentam e que também comentavam (até há uns dias quando ele passou o blog a privado) positivamente o arrumadinho vão dizer sobre o assunto ;)

  vita

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 1:30:00 da manhã

Nunca li o tal blog nem nunca ouvi falar no senhor, mas parece que não perdi muito.;P

Sabes Bruno o ser "famoso" na "blogocoisa" é fácil, dificil é como dizes, falar sobre algo e ter argumentos para defender esse algo, ou seja, ter conhecimento do que se fala.

Nunca me deslumbrei com blogs famosos, vou a muitos (como o teu) que não faço ideia quantos visitantes tem, mas pelos comentários devem ser muitos (portanto és "famoso") e vou a blogs que têm cinco e seis comentários, vou a blogs que gosto independente de visitas e comentários que tenham.

(Nota adicional) lol

Os blogs de sexo, nem sempre são para ter fama, para mim é simplesmente algo que gosto e sei!

;P

  pepita chocolate

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 2:10:00 da manhã

Claro e conciso!

Quem gosta volta, quem não gosta é porque se sentiu ofendido pelos teus argumentos tão bem fundamentados.

Não pretendo constar de uma lista do "diz mal" mas avanço já que lá fui parar uma vez, por ouvir falar.
E não mais lá voltei.

Cá, volto sempre que posso!
Os teus textos são tão bem escritos, que nenhum assunto me parece enfadonho.

:)

  Maldonado

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 2:21:00 da manhã

Por acaso não conheço esse blog. Aliás, discordo de blogs privados, pois é uma espécie de club "whites only"...
Se se quiser incentivar o debate, os blogs deverão ser sempre públicos. E quem não gostar do seu teor, meia volta volver... :))

  João

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 3:58:00 da manhã

Vim cá ter meio sem querer e acabei por ler este post todo.

Gostava de ler o Arrumadinho, tal como gosto de ler a Pipoca. Tenho pena que tenha fechado a porta.
Não partilho de algumas das suas opiniões, mas isto dos blogues vive mesmo disso.
Gosto do Arrumadinho porque escreve bem, porque é educado e porque - como dizes - nunca atirava achas para a fogueira. Parecia-me ser boa pessoa.

Comentei uma vez no seu blog, aquando da morte do João Aguardela. Respondi-lhe na mesma moeda. Fui um pouco indelicado. Não obtive resposta, nem esperei por ela. Continuei a gostar de ler o Arrumadinho.

Partilho da mesma opinião que ele quanto ao Sócrates. Gosto do trabalho dele.
Ora, portanto sou um parvo, segundo a tua lógica.

Repara que até ao meu comentário, tens aqui uma bela lista de "carneiros" a dizer que sim, que muito bem, que tens toda a razão. Será que esta gente parou toda para pensar? Algum comentaram e nem o blogue conheciam..

E o que sabes tu sobre as mulheres? Sobre amor? Sobre política? O mesmo que eu, provavelmente.

Anyway, parei aqui para comentar porque o teu blog tem uma certa visibilidade (se calhar desejarias andar também pela casa das 2000 visitas diárias, mas isso não é para todos).
Cada um escreve o que bem entender, e a tua opinião não passa disso mesmo - uma opinião.

Cumprimentos

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 4:40:00 da manhã

Jane Doe disse...

"Eu fui parar ao blogue do Arrumadinho por aqui, por acaso. E por acaso arrepiei-me com algumas coisas.

Sabes que?

Frases feitas Frases feitas Frases feitas Frases feitas Frases feitas Frases feitas de alguém que provavelmente não sabe grande coisa da Vida."

A minha opinião sobre ele é que é o homem inseguro e isso nota-se na escrita.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 4:40:00 da manhã

JS disse...

"Sabes Bruno, acho que os blogueiros quando começam a ser muito lidos, iniciam um proceso de "auto-endeusamento" que a meu ver é o inicío do fim. Concordo contigo porque este foi o unico blogue que me tornei seguidora e deixei de o ler. Espero que o meu nunca saia das 50 visitas diárias..."

Nao devemos culpar as visitas, pois basta não teres um contador e ignoras isso. O importante é seres e escreveres como és e não escrever o que os outros querem ler.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 4:41:00 da manhã

forteifeio disse...

"Provavelmente esse blog é o espelho duma sociedade de carneiros, consumista e básica."

Sim, eu acho-o um carneiro sentimental que segue as teorias gerais, sem opinião própria.

"Com o nome de arrumadinho???"

O nome dele, tem a ver com o facto de ser paranóico com as arrumações, ao ponto de organizar as suas camisas por cores.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 4:41:00 da manhã

Cor do Sol disse...

"Um amigo meu costuma dizer que se é para comentar para dizer "Sim senhor...", mais vale estar quieto."

Correcto, raramente comento dessa maneira.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 4:41:00 da manhã

cipereira disse...

"Bruno, penso que o sucesso repentino do "Arrumadinho" se deu graças à publicidade indirecta feita num post pela "Pipoca mais doce"."

Tenho a certeza disso, até porque agora que ele fechou o blogue, já admitiu que namora com ela. A Pipoca tem um blogue com publicidade o que faz com que seja visitada por muita gente, no entanto menos de metade do o que o seu sitemer diz, pois ela tem imensas visitar proxy (nao humanas).

Verifiquei o blogue dela e quando o fiz, nas ultimas 100 visitas, unicamente 8 estiveram no blogue mais de 0 segundos.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 4:41:00 da manhã

afectado disse...

"Nunca gostei muito do blog dele. Dei com ele no seu inicio mas nem deu para aquecer, desisti muito rapidamente. De vez em quando passava por lá para ver se encontrava algo que me cativasse para ler, mas não."

Eu ainda fiquei por lá, pois gostava de dissecar os seus textos, ele não respondia, mas entrava em diálogo com outros comentadores.

"Mas há pessoas que comentam só para dizer essas coisas, só isso mesmo. A esses eu chamo os comentadores carneirinhos... são uns lambe-botas de primeira e cada vez são mais na blogosfera."

Na verdade a minha teoria sobre esses comentários, é que: sao na maioria dos casos pessoas que nem os textos leem e mesmo que leiam, deixam qualquer coisa escrita, como que a dizer, "comentei-te, comenta-me".

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 4:42:00 da manhã

vita disse...

"Sabes Bruno o ser "famoso" na "blogocoisa" é fácil, dificil é como dizes, falar sobre algo e ter argumentos para defender esse algo, ou seja, ter conhecimento do que se fala."

Muitas vezes nao dá para ter conhecimento de causa, escrevemos teorias, mas devemos saber defender as nossas teorias.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 4:42:00 da manhã

pepita chocolate disse...

"Quem gosta volta, quem não gosta é porque se sentiu ofendido pelos teus argumentos tão bem fundamentados."

É coisa que nao me faz confusão.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 4:42:00 da manhã

Maldonado disse...

"Por acaso não conheço esse blog. Aliás, discordo de blogs privados, pois é uma espécie de club "whites only"..."

Ahahahahaha

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 4:42:00 da manhã

João disse...

"Partilho da mesma opinião que ele quanto ao Sócrates. Gosto do trabalho dele.
Ora, portanto sou um parvo, segundo a tua lógica."

A minha lógica não será por mim negada nos comentários.

"Repara que até ao meu comentário, tens aqui uma bela lista de "carneiros" a dizer que sim, que muito bem, que tens toda a razão. Será que esta gente parou toda para pensar? Algum comentaram e nem o blogue conheciam.."

3 comentaram sem conhecer o blogue, mas de facto dissequei algumas das opiniões dele e escolhi os seus textos com mais destaque nos últimos tempos.

"E o que sabes tu sobre as mulheres? Sobre amor? Sobre política? O mesmo que eu, provavelmente."

Sobre o que sei, terias de ler o meu blogue para opinar. Mas se tenho um teoria, defendo-a. O Arrumadinho escreve e depois nos comentários altera a sua opinião consoante as pressões lógicas apresentadas. Isso é sinal de quem não é seguro do que pensa e escreve.

"Anyway, parei aqui para comentar porque o teu blog tem uma certa visibilidade (se calhar desejarias andar também pela casa das 2000 visitas diárias, mas isso não é para todos)."

Nem para O Arrumadinho tem as visitas que tem, devido à publicidade da Pipoca. Assim que ela o publicitou ele teve 2.200 visitas diárias e foi perdendo 200 visitas todos os meses, estando agora com 1504. Fazendo o teste de visitas 32% são visitas de 0 segundos, ou seja, proxys ou google spiders.
Tendo em conta que o sitemeter dele é grátis, ao fim de 100 visitantes os dados sao apagados, o que faz com que a mesma pessoa a cada 100 visitantes seja contada como um novo visitante. Ou seja uma pessoa que vá ao blogue dele 2 vezes por dia, são duas visitas.
O meu sitemeter é pago, logo a cada 4.000 visitas, cada pessoa pode-se visitar 1 ou 100 vezes que conta sempre como 1.
Ao retirar toda a falsidade do sitemeter grátis e proxy visits, o meu blogue tem mais visitas únicas e humanas e no fundo é isso que importa.

"Cada um escreve o que bem entender, e a tua opinião não passa disso mesmo - uma opinião."

Nunca disse que a minha opinião é regra, digo é que tem mais lógica e está melhor argumentada do que qualquer texto do Arrumadinho. Até porque, se ele não tivesse encerrado o blogue, a minha opinião seria bem mais "pesada", mas fiquei limitado aos posts do Google reader, sem acesso às suas contradições nos comentários.

  lontra (MR.)

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 4:48:00 da manhã

Eu relaciono esse blog com outra realidade própria da nossa sociedade ora por exemplo imensas pessoas perdem a noite a ver as telenovelas da TVi, ou outros programas do género. Porquê? Porque as ajuda a esquecer o dia que tiveram, a deixar os problemas para o dia seguinte, em parte a relaxar das suas próprias vidas, é que enquanto ali estão a vegetar vivem a novela, vivem a “sensação” daquela fantochada.
Na realidade não aprendem nada ou quase nada, mas também não é isso que querem, não é por isso que ali estão a noite toda, aliás no dia seguinte já nem se lembram se for preciso da maior parte das coisas que viram do episodio da noite anterior. O mais importante e o melhor de tudo é que durante esse tempo não se questionam sobre eles próprias, sobre a sua própria realidade, a do dia a dia.
Não sei…acho que talvez possa passar por uma resistência tremenda da maior parte das pessoas a olharem verdadeiramente para as coisas, a quererem analisar.
Ele escreve sobre o que maioria das pessoas gosta de ler, sobre o que elas esperam ler, é uma informação que facilmente se percebe, não cria “ruído interior”, “lê-se, concorda-se com a maior parte das frase e “tà-se bem”, nem se pensa mais nisso, é uma verdade adquirida,” (como se as houvesse..)
Se alguém diz algo que abane a estrutura interna da pessoa, isso pode ser muito mau…para muita gente, pode dever-se também ao facto de muitas pessoas não terem capacidade emocional para aguentar com certas verdades, para mudar algumas verdades tidas como certas nas suas vidas, sei lá tanta coisa….
O que interessa para muita gente é que no final da novela apesar de continuarem a saber a mesma merda, o tempo já passou e já está na hora de ir dormir.
Infelizmente esta é ainda a realidade de muitas famílias. Este texto daria imensas horas de conversa, é isso que dá pica…eu pelo menos, é assim que gosto.
Mais...as citações que seleccionaste do Arrumadinho fazem-me uma confusão tremenda,”arrepelam-me o intelecto completamente.
metem-me nojo. Queres ver que ele acha que Freud encarnou nele, sim para se dar ao luxo de criar categorias onde mete para lá "tipos" de pessoas..ai que nojoooo. rrrrr...epah isto é muito nojento para quem realmente gosta de psicologia e sabe minimamente do que esta ciencia trata.

Desculpa, ser imenso o comentário.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 4:59:00 da manhã

lontra (MR.) disse...

"Ele escreve sobre o que maioria das pessoas gosta de ler, sobre o que elas esperam ler, é uma informação que facilmente se percebe, não cria “ruído interior”, “lê-se, concorda-se com a maior parte das frase e “tà-se bem”, nem se pensa mais nisso, é uma verdade adquirida,” (como se as houvesse..)"

Mais do que sobre o que querem ler, escrever o que esperam ler. Eu admito que tenho imensos textos, em particular da relação homem/mulher que é o que as pessoas querem ler, mas nem sempre a minha opinião é a esperada.

"Se alguém diz algo que abane a estrutura interna da pessoa, isso pode ser muito mau…para muita gente, pode dever-se também ao facto de muitas pessoas não terem capacidade emocional para aguentar com certas verdades, para mudar algumas verdades tidas como certas nas suas vidas, sei lá tanta coisa…."

Eu não sei. O que escrevo não é para chocar, é unicamente a minha opinião, mas se não tenho a certeza, se não a sei defender, porque raio haveria eu de escrever?

Isto é muito simples, se ele não tenciona defender as suas opiniões, porque é que tem os comentários abertos? Quem diz ele diz a Pipoca que é um blogue Top 30.
Os bloguers de topo que não querem defender as suas opiniões, fecham os comentários e isso não os retira do top 20 nacional.

"Mais...as citações que seleccionaste do Arrumadinho fazem-me uma confusão tremenda,”arrepelam-me o intelecto completamente."

São unicamente exemplos, infelizmente por o blogue dele estar agora encerrado, não tive acesso às contradições/correcções que ele fazia esporadicamente nos comentários, demonstrando uma completa insegurança sobre o que pensa.

"metem-me nojo. Queres ver que ele acha que Freud encarnou nele, sim para se dar ao luxo de criar categorias onde mete para lá "tipos" de pessoas..ai que nojoooo."

Sinceramente nao sei, mas sem referir grandes detalhes tem textos a dizer que discute "este" e "aquele" filósofo, na minha opinião de afirmar uma suposta intelectualidade nunca comprovada pelos seus textos.

"rrrrr...epah isto é muito nojento para quem realmente gosta de psicologia e sabe minimamente do que esta ciencia trata."

Pois... tocou a tua área :)

  d3099

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 5:04:00 da manhã

não dizes o que sabes mem sabes o que dizes és uma nulidade e depois querias ter aqui mihares de visitas como o outro, olha-te ao espelho

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 5:35:00 da manhã

d3099 disse...

"não dizes o que sabes mem sabes o que dizes és uma nulidade e depois querias ter aqui mihares de visitas como o outro, olha-te ao espelho"

Welcome.
Ora acho de facto interessante os links que seguiste para chegar aqui, caso saibas o que estás a fazer, deverás multiplicar os dados que recolheste por 4, pois quem conta visitas por IP, conta 1/4 das visitas totais diárias.
Ao fazeres isso, o teu comentário cai por terra.

Nao quero ter mais, nem menos do que as visitas que tenho, tal como o Arrumadinho, tem menos do que as que conta.

Poderás comentar com o teu nome, não te irei tratar de forma diferente por isso.

  Nanda Assis

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 5:44:00 da manhã

olha nem li o texto todo pq ta grande e me deu preguiça mas ate o momento em que li, posso te dizer que eu concordo com vc, n gosto de gente que so elogia e concorda com tudo o tempo todo, no meu blog os comentarios são sempre sinceros pq eu sou sincera nos meus ai a galera se sente a vontade sabe, mas eu n ofendo falo o que penso de maneira limpa, pq se leio é pq gosto então nem rola criticar quem a gente gosta a ponto de ofender ne.

bjosss...

  Anónimo

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 5:59:00 da manhã

O Arrumadinho é o maior e tu não és nada! Vai-te matar, pois mereces morrer por falar mal do melhor bloger português

  JP

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 6:13:00 da manhã

Leio o teu blog e leio o dele, por isso fui verificar a veracidade das visitas, as tuas e as dele. Reparei que os vossos dados são opostos, ele tinha 12 em 100 visitas com mais de 0 segundos de tempo de visita. Tu na mesma hora, tinhas 84 em 100 com mais de 0 segundos. Isto poderá sustentar o que dizes, que ele tem hits e não visitas, daí o rank dele ser tão alto.

Gosto de ler ambos, é como água e fogo, completamente diferentes.

  Burro fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 6:17:00 da manhã

Que texto vergonhoso devias ter vergonha de falar do arrumadinho li 10 textos teus e são lixo, não dizes nada que se aproveite e quem te visita é burro como tu.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 7:39:00 da manhã

Nanda Assis disse...

"n gosto de gente que so elogia e concorda com tudo o tempo todo, no meu blog os comentarios são sempre sinceros pq eu sou sincera nos meus ai a galera se sente a vontade sabe, mas eu n ofendo falo o que penso de maneira limpa, pq se leio é pq gosto então nem rola criticar quem a gente gosta a ponto de ofender ne."

Sim, concordo. A minha critica não é ofensiva, mas poderia ser.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 7:39:00 da manhã

Anónimo disse...

"O Arrumadinho é o maior e tu não és nada! Vai-te matar, pois mereces morrer por falar mal do melhor bloger português"

Que se escreva Blogger ou a adaptação para Português Bloguer.
A definição de melhor é uma questão de ponto de vista.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 7:39:00 da manhã

JP disse...

"fui verificar a veracidade das visitas, as tuas e as dele. Reparei que os vossos dados são opostos, ele tinha 12 em 100 visitas com mais de 0 segundos de tempo de visita. Tu na mesma hora, tinhas 84 em 100 com mais de 0 segundos. Isto poderá sustentar o que dizes, que ele tem hits e não visitas"

Nao tive oportunidade de ver isso, até porque não tenho grande interesse, mas verifiquei o da Pipoca, por curiosidade e é praticamente igual ao dele. Coincidência? Talvez...
Mas devido ao teu comentário fui ao MarketLeap: (o serviço google estava indisponível, este é o serviço Yahoo, mas serve para fins estatísticos)

oarrumadinho.blogspot.com
4,910

so-me-apetece-cobrir.blogspot.com 6,578

Isto não prova nada, mas é um sinal.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 7:40:00 da manhã

Burro fehr disse...

"Que texto vergonhoso devias ter vergonha de falar do arrumadinho li 10 textos teus e são lixo, não dizes nada que se aproveite e quem te visita é burro como tu."

Mentira. A tua visita foi de 1:17 minutos, visitaste uma única página, leste um único texto. Aliás em menos de dois minutos, acho que nem o leste todo.

  Eu mesma!

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:17:00 da manhã

Bruno
confesso que acompanhava o blogue do arrumadinho e até gostava do que escrevia... mesmo podendo ou não concordar com ele...

O que eu acho é que apartir do momento em que pessoas parvas e estupidas utilizam um blogue como meio de ataque pessoal acho muito bem que uma pessoa restringa a utilização desse blogue.

Como dizes, ele tinha mais de 2000 visitas diárias.... assim parece-me muito bem que ele restrinja o acesso não a quem exactamente concorda com ele mas possivelmente a quem o não ofende directamente....

mas...
como tudo na vida são formas de ver a vida diferentes!

  Pax

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:25:00 da manhã

Pois eu acho que é isso mesmo, que tens toda a razão e que escreves lindamente!
Chato, chato é uma pessoa levantar-se da camota, cheio de vontade e bons argumentos para espancar alguém e tunga! Ele ter a porta fechada!
Tshhh, não se faz! Lol.

:)

  cipereira

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:54:00 da manhã

O que eu já me ri com alguns dos comentários que aqui foram escritos!!!


"O Bruno é burro, o Bruno é burro! Já não somos amigos do Bruno, porque ele falou mal do Arrumadinho!"
"Ó professora, o Bruno falou mal do Arrumadinho"

Oh pobreza de espírito!

  Paula

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:57:00 da manhã

é hoje que a coisa pega fogo? hehehe
olha nunca tive oportunidade de ler o dito blog e agora é que não vou ter de certeza. no entanto, como tenho vindo a ler os teu blog nestes últimos dias e devo dizer que já fui atrás ler outros textos em outros anos, e como boa carneira que sou devo dizer que gosto imenso da forma como escreves e gosto ainda mais da tua argumentação, porque na maioria das vezes demonstra conhecimento sobre o que escreves... por isso percebo perfeitamente a crítica que fazes ao dito cujo.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 11:04:00 da manhã

Eu mesma! disse...

"O que eu acho é que apartir do momento em que pessoas parvas e estupidas utilizam um blogue como meio de ataque pessoal acho muito bem que uma pessoa restringa a utilização desse blogue."

Eu como bloguer com perto de 6 anos de blogosfera e com 4 blogues top 50 nacionais, posso-te garantir que ninguém chega até ao bloguer se ele mantiver o anonimato.

Só sabe quem eu sou, se eu disser quem sou.

Acredito (eu li esse post), que é uma desculpa para esconder o verdadeiro motivo.

"Como dizes, ele tinha mais de 2000 visitas diárias.... assim parece-me muito bem que ele restrinja o acesso não a quem exactamente concorda com ele mas possivelmente a quem o não ofende directamente...."

Teve 2200 visitas após a Pipoca ter feito publicidade, perdendo 200 visitas todos os meses. Está neste momento com 1400 visitas, ontem tinha mais 100 que hoje.

"como tudo na vida são formas de ver a vida diferentes!"

E se há formas diferentes, porque nao as confrontar?

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 11:04:00 da manhã

Pax disse...

"Pois eu acho que é isso mesmo, que tens toda a razão e que escreves lindamente!"

Ahahahaha, sim mente que eu gosto!

"Chato, chato é uma pessoa levantar-se da camota, cheio de vontade e bons argumentos para espancar alguém e tunga! Ele ter a porta fechada!"

Se ele tem a porta fechada, eu tenho a minha aberta, podes tentar :)

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 11:04:00 da manhã

cipereira disse...

"O que eu já me ri com alguns dos comentários que aqui foram escritos!!!
"O Bruno é burro, o Bruno é burro! Já não somos amigos do Bruno, porque ele falou mal do Arrumadinho!"
"Ó professora, o Bruno falou mal do Arrumadinho""

Aahahahahah, sim é verdade. De facto eu não falei mal dele, mas há quem tenha dificuldades de interpretação, daí eu ser burro e ele estar sempre certo. Quem lê mal....

"Oh pobreza de espírito!"

Eu até já tinha saudades de anónimos, mas estes nao parecem lá muito argumentativos! Quero outros :)

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 11:06:00 da manhã

Paula disse...

"tenho vindo a ler os teu blog nestes últimos dias e devo dizer que já fui atrás ler outros textos em outros anos, e como boa carneira que sou devo dizer que gosto imenso da forma como escreves e gosto ainda mais da tua argumentação, porque na maioria das vezes demonstra conhecimento sobre o que escreves... por isso percebo perfeitamente a crítica que fazes ao dito cujo."

Se não sei, pergunto. Se não me respondem, vou à procura de respostas e só depois escrevo, tenho de ter bases para escrever e argumentos para defender a minha opinião. Caso contrário mais vale estar quieto.

  Pax

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 11:50:00 da manhã

"Ahahahaha, sim mente que eu gosto!"

Não acreditaste?! Apesar de ser uma citação, até que é quase tudo verdade :)

"Se ele tem a porta fechada, eu tenho a minha aberta, podes tentar :)"

Deus me livre!
Não me aproximo nem do país, quanto mais da porta!
Ainda usavas em mim alguma daquelas técnicas jeovalitas!

:)

  Manuel de Jesus

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 12:04:00 da tarde

Por ser recente nestas andanças, não conheço o blog do arrumadinho, fiz uma busca e apenas encontrei 2 posts em cache, o que para um blog tão popular me parece estranho. Pelo que vi e sendo muito pouco, posso estar a ser injusto, pareceu-me um blog de menino que gosta de agradar a mães de moças casadoiras, sem sal e que nunca se esquece de baixar a tampa da sanita. Já o tal blog da Pipoca que também é referido, só vi de relance, tentarei ver mais tarde, para já pareceu-me um blog do tipo “Oi mamãe estou no BigBrother e mamarei em quem for preciso para chegar à final”, de certeza que estou a ser injusto.

A questão do blog ser agora um clube privado, levanta-me a seguinte questão, admitem novos membros? Porque se isso está previsto podes estar a fazer-lhe um grande favor com esta publicidade, sabes que o fruto proibido é sempre o mais desejado e a cotação da jóia de admissão pode estar a subir.

Relativamente a algo que também se comentou por aqui, também acho que alguns dos teus comentadores parecem otarias (animal marítimo) a bater palminhas em cima do tamborete mas há que fazer justiça nunca te vi a mandar peixinhos de recompensa.

  Pax

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 12:21:00 da tarde

"alguns dos teus comentadores parecem otarias (animal marítimo) a bater palminhas em cima do tamborete"

LOLOLOLOL é exactamente esta imagem que, muitas vezes, também me vem à cabeça, só que as minhas estão na beira da piscina mesmo, ainda não as tinha imaginado em cima de tamboretes, :) :) :)
(Como já aqui há muuuuito tempo te tinha dito :)

:)

  provocação

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 1:25:00 da tarde

E cheira-me que ele ter fechado o blogue dele é sinal que um dos livros a editar sobre blogues vai ser o dele. O que não deixa de ser uma comédia. Triste, mas uma comédia.

  A Outra!

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 1:40:00 da tarde

É a primeira vez que por aqui passo e sim também eu conhecia e seguia o blog do Arrumadinho. Não defendo a sua atitude, é apenas um rapaz com o ego em alta e estupidamente apaixonado. De qualquer forma, parece-me a mim que consultar sites para saber de cor as visitas alheias e tirar ilações sobre é exagerado. Voltarei cá. Bons posts

  vita

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 3:18:00 da tarde

Oh Bruno eu sinceramente começo a ficar ofendida, já nos chamaram carneirinhos e otarias assim não vale, amuo:P

Eu que gosto tanto de te ler, e acho que tens sempre razão, estava até a pensar em te fazer um altar para me ajoelhar todos os dias perante ti e...rezar.;)

  Van

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 3:56:00 da tarde

Não conheço o blogue, não posso opinar. E agora vou ler o resto do texto lol.

  Van

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 3:56:00 da tarde

iupiiiiiiiii, já não há moderação!!!!:D

  Grão de Areia

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 4:10:00 da tarde

A maravilha da blogosfera é que cada um pode escrever o que quiser, naquele que é o seu espaço.

O Arrumadinho escrevia textos giros. Provocava a boa disposição. Isso é o mais importante até porque ninguém consegue escrever sempre a única verdade que há sobre as coisas, mais que não seja porque há várias.

Paz e amor...

;)

  Joaninha

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 5:06:00 da tarde

Eu também era assidua leitora do Arrumadinho e sim até concordei com muitas coisas que ele disse, com a grande parte das coisas que ele disse mas isto não invalida o facto de concordar com o que por aqui vais dizendo...bahh sou uma vendida de ideias lol ah ah ah
Acho que foi um bocadinho de mau tom, por assim dizer, de um momento para o outro cortar assim as vazas ao pessoal...falta de respeito mesmo, mais valia ter feito um comunicado ou uma cena do género tal como fez da vez que anunciou que nunca mais ia escrever...os comentarios anónimos e/ou desagradáveis podem sempre ser deletados ou nã ser aceites mas isto já é com cada um, se nos damos ao luxo de por o "corpinho" na blogsfera temos que lidar com os efeitos secundários!
Epah em relação a concordar ou discordar...no dia em que a humanidade estiver toda na mesma linha de raciocinio esta treta toda deixa de fazer sentido...(frase feita) "se gostassemos todos de branco o que seria feito do azul?"...Todos nós temos as nossas opiniões e devem ser sempre respeitadas mesmo quando alguem não concorda com elas...mas esta é só a minha ética pessoal, esta é só a minha opinião :p

  I.D.Pena

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 5:35:00 da tarde

Bruno,

Não conheço o blog nem o bloguer em questão, mas pelo que li do que citaste, n diz nada de jeito, emfim... Tens razão.

""1. Os que nunca conseguiram e nunca conseguirão amar. 2. Os que já amaram e perderam a capacidade de amar. 3. Os que vivem na sombra e acreditam que nunca mais serão capazes de amar.""

LOL ahahahhahahah

  Anónimo

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 5:36:00 da tarde

Ola Bruno,

Esse "Arrumadinho" é um triste, um pobre coitado e sem duvida deve ser um "lambe conas", para fazer alusao ao teu excelente artigo.

Nao te maçes com gente insonsa como ele é.

Olha, take a look

http://criadoresderiqueza.blogspot.com

  Sad Tear

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 6:02:00 da tarde

Costumava ler o blog dele, as vezes concordava outras não... raramente comentava....ele também nunca respondeu aos meus comentarios. Agora é so para convidados, como eu não estou na lista não entro. paciencia... há mais blogs.

  Jane Doe

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 6:23:00 da tarde

Bruno Fehr não te mates!

Mas esta gente não tem mais que fazer? Querem criticar o texto dele critiquem, anónimos, agora mas que merda de comentários são estes?!

Eu fico sempre entre o riso e o aparvalhamento com estes anónimos.

João disse...

"Repara que até ao meu comentário, tens aqui uma bela lista de "carneiros" a dizer que sim, que muito bem, que tens toda a razão. Será que esta gente parou toda para pensar? Algum comentaram e nem o blogue conheciam.."

Sim, parei para pensar. Sim conhecia o blog do Arrumadinho. E entre algumas coisas que até, vá, não estavam mal, tinha ali muitas ideias feitas sobre o que é o homem e a mulher.

Por isso nunca me prendeu tanto quanto isso.

Por isso sim, meu caro, falo com conhecimento de causa.

Tal como a opinião do Bruno Fehr, a minha também o é e vale o que vale. Mas posso fundamentá-la à vontade.

Quanto a mim, e já que pelos vistos encabeço a tua lista...

Vai lá chamar carneiros a outros!

Burro feira disse...

"Que texto vergonhoso devias ter vergonha de falar do arrumadinho li 10 textos teus e são lixo, não dizes nada que se aproveite e quem te visita é burro como tu."

Este além de burro é da feira! Olha olha!
Meu querido burro... Vai zurrar as tuas ladainhas para outro lado porque aqui ninguém zurra, aqui ninguém te entende.

Se os textos deste são lixo, e os do outro ouro... Argumenta isso E não venhas insultar ninguém!

BURRO!

  celtibero

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 7:12:00 da tarde

olha nem sei o que pensar acerca de tudo isto,descobri á muito pouco tempo a blogosfera e por acaso hoje descobri o teu blog.
não conheço o arrumadinho e por aquilo que eu li aqui, garantidamente não vou á procura.
o teu blogue sinceramente não me diz nada de especial,como alguem disse, isto é como as novelas,e eu novelas recuso-me a ver, mas acredito que desses um bom novelista pois nem escreves mal, não escreves é nada de muito interessante, pelo menos para mim.
sobre quem é o mais ou menos visitado eu nem fazia ideia que era possivel saber isso, para mim isso é conversa da treta, politizando o coment um bocadinho, parece o sócrates quando fala dos casamentos homosexuais para desviar os assuntos que verdadeiramente interessam.
vou voltar a passar por aqui se me lembrar.
um abraço

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 7:36:00 da tarde

Pax disse...

"Não acreditaste?! Apesar de ser uma citação, até que é quase tudo verdade :)"

Falta o quase.

"Não me aproximo nem do país, quanto mais da porta!
Ainda usavas em mim alguma daquelas técnicas jeovalitas!"

Ou pior ainda!

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 7:36:00 da tarde

Manuel de Jesus disse...

"não conheço o blog do arrumadinho, fiz uma busca e apenas encontrei 2 posts em cache, o que para um blog tão popular me parece estranho."

Poderás colocar o link dele no google reader e vais buscar alguns textos.

"Pelo que vi e sendo muito pouco, posso estar a ser injusto, pareceu-me um blog de menino que gosta de agradar a mães de moças casadoiras, sem sal e que nunca se esquece de baixar a tampa da sanita."

Mas é exactamente isso e chegaste a essa conclusão com unicamente dois textos :)

"Já o tal blog da Pipoca que também é referido, só vi de relance, tentarei ver mais tarde, para já pareceu-me um blog do tipo “Oi mamãe estou no BigBrother e mamarei em quem for preciso para chegar à final”, de certeza que estou a ser injusto."

Tenho a certeza que não, aquele site é mantido no top artificialmente.

"A questão do blog ser agora um clube privado, levanta-me a seguinte questão, admitem novos membros?"

Tenho a certeza que admitirá, se não te conhecer ou se concordares com ele. Se o contestas não entrarás no grupo privado.

"Porque se isso está previsto podes estar a fazer-lhe um grande favor com esta publicidade, sabes que o fruto proibido é sempre o mais desejado e a cotação da jóia de admissão pode estar a subir."

As minhas criticas, sao uma forma de publicidade, mas só vai lá quem quer.

"Relativamente a algo que também se comentou por aqui, também acho que alguns dos teus comentadores parecem otarias (animal marítimo) a bater palminhas em cima do tamborete mas há que fazer justiça nunca te vi a mandar peixinhos de recompensa."

Podem concordar e podem discordar, mas gosto que fundamentem. Se derem a sua opinião, mesmo que concordem com tudo, não os considero otários.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 7:36:00 da tarde

Pax disse...

"LOLOLOLOL é exactamente esta imagem que, muitas vezes, também me vem à cabeça, só que as minhas estão na beira da piscina mesmo, ainda não as tinha imaginado em cima de tamboretes, :) :) :)"

Vais-me dizer que nao gostas do bicho?

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 7:37:00 da tarde

provocação disse...

"E cheira-me que ele ter fechado o blogue dele é sinal que um dos livros a editar sobre blogues vai ser o dele. O que não deixa de ser uma comédia. Triste, mas uma comédia."

Eu irei cortar os pulsos com forma de celebração!

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 7:37:00 da tarde

A Outra! disse...

"Não defendo a sua atitude, é apenas um rapaz com o ego em alta e estupidamente apaixonado."

A minha opinião é o contrário, acho que é um rapaz inseguro que precisa de reconhecimento de terceiros para manter o seu ego.

"De qualquer forma, parece-me a mim que consultar sites para saber de cor as visitas alheias e tirar ilações sobre é exagerado."

Quando se é bloguer ao tempo que eu sou (este nao é o meu blog original), recolhem-se ferramentas para nos facilitar o trabalho, como:

-Programas de organizacao de comentários.
-Backups
-Controlo de visitas
-Indentificacao de anónimos
-Comparacao de blogs

O que este ultimo faz, é dizer-me se as visitas de outro blogue são reais, ou seja visitantes humanos que lêem, ou se são virtuais, programas de proxy.
O que é que isto me dá? Dá-me vontade de continuar, pois vejo que os blogues mais visitados, nao sao os mais visitados. Porque uma coisa é certa, se um blog como o do Arrumadinho tivesse realmente 1500 pessoas a visitar todos os dias, teria por volta de 150 comentários e seria uma desmotivacao para todos os bloguers com conteúdo, e uma prova de que só o banal tem audiência.
Felizmente ele tem 1500 hits o que significa por volta de 375 visitas reais unicas.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 7:37:00 da tarde

vita disse...

"Oh Bruno eu sinceramente começo a ficar ofendida, já nos chamaram carneirinhos e otarias assim não vale, amuo:P"

Calma carneirinhos e otárias, são animais giros e fofos, quando vos quiserem oferecer gatos, isso sim será um ofensa!

"Eu que gosto tanto de te ler, e acho que tens sempre razão, estava até a pensar em te fazer um altar para me ajoelhar todos os dias perante ti e...rezar.;)"

Por acaso já pensei em criar um culto desses, gosto muito das rezas :) Também gosto de orar, por isso um culto seria o ideal.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 7:38:00 da tarde

Van disse...

"Não conheço o blogue, não posso opinar. E agora vou ler o resto do texto lol."

Olha só a tua sorte!


"iupiiiiiiiii, já não há moderação!!!!:D"

Sim, já podes ver o que comentas e comentar se seguida mais 5 vezes para completar o raciocino :)

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 7:38:00 da tarde

Grão de Areia disse...

"A maravilha da blogosfera é que cada um pode escrever o que quiser, naquele que é o seu espaço."

E isso inclui no seu espaço criticar outros.

"O Arrumadinho escrevia textos giros. Provocava a boa disposição. Isso é o mais importante até porque ninguém consegue escrever sempre a única verdade que há sobre as coisas, mais que não seja porque há várias."

Eu não digo para escrever a verdade, eu digo que quando se abordam assuntos por um prisma tão turvo, se deve argumentar, pois muitos textos não faziam sentido e ele punha os pés pelas mãos entrando em contradição, na caixa de comentários.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 7:38:00 da tarde

Joaninha disse...

"Eu também era assidua leitora do Arrumadinho e sim até concordei com muitas coisas que ele disse, com a grande parte das coisas que ele disse mas isto não invalida o facto de concordar com o que por aqui vais dizendo...bahh sou uma vendida de ideias lol ah ah ah"

Simplesmente eu mostrei um outro ponto de vista.
É fácil concordar com o que ele escreve, pois ele aborda os assuntos de uma forma irreal, a forma que as pessoas gostam de ler, pois gostariam que fosse tudo assim tao simples.

"Acho que foi um bocadinho de mau tom, por assim dizer, de um momento para o outro cortar assim as vazas ao pessoal...falta de respeito mesmo, mais valia ter feito um comunicado ou uma cena do género tal como fez da vez que anunciou que nunca mais ia escrever..."

Sim, poderia e deveria ter feito um post ao nao fazer demonstra um pouco a pessoa que ele é. Para mim, um puto inseguro e mimado.
Além disso, regra geral, quando um bloguer limita as visitas ao seu blogue ENVIA convites aos leitores e nao fica sentado com os tomates de molho, à espera que as pessoas armadas em carneirinhos lhe vao pedir o favor, a honra, de que ele nos permita ler as insanidades que escreve.

"os comentarios anónimos e/ou desagradáveis podem sempre ser deletados ou nã ser aceites mas isto já é com cada um, se nos damos ao luxo de por o "corpinho" na blogsfera temos que lidar com os efeitos secundários!"

Claro que temo de lidar, mas se nao dermos nas orelhas a esses anónimos, eles voltam, ficam mais confiantes e multiplicam-se como coelhos. Há muito tempo que nao tenho anónimos, este texto deu-me alguns.

"Todos nós temos as nossas opiniões e devem ser sempre respeitadas mesmo quando alguem não concorda com elas...mas esta é só a minha ética pessoal, esta é só a minha opinião :p"

Concordo, daí expressar a minha opinião contrária no blogue dele, mas visto que fui impedido de o fazer, tenho de a expressar no meu.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 7:39:00 da tarde

I.D.Pena disse...

"Não conheço o blog nem o bloguer em questão, mas pelo que li do que citaste, n diz nada de jeito, emfim..."

Em todo o seu blogue, houve um unico texto que nao era infantil e fui adulto para lhe dizer que esse texto era o seu mais sóbrio.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 7:39:00 da tarde

Anónimo disse...

"Esse "Arrumadinho" é um triste, um pobre coitado e sem duvida deve ser um "lambe conas", para fazer alusao ao teu excelente artigo."

Sim, ele insere-se na categoria de Lambe-Conas, até parece que a categoria foi feita para ele... mas há mais, temos para aí muitos analistas-do-sexo-oposto, bem como poetas-saca-msn que dão números ao movimento lambe-cona.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 7:39:00 da tarde

Sad Tear disse...

"Agora é so para convidados, como eu não estou na lista não entro. paciencia... há mais blogs."

Achas que ele convidou alguém?
Ele limita-se a publicitar o e-mail para onde devem enviar as súplicas e ele decidirá que concederá ou nao a honra de o lerem.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 7:39:00 da tarde

Jane Doe disse...

"Bruno Fehr não te mates!"

Já agora...

"Sim, parei para pensar. Sim conhecia o blog do Arrumadinho. E entre algumas coisas que até, vá, não estavam mal, tinha ali muitas ideias feitas sobre o que é o homem e a mulher."

Sabes, existe uma seita de cegos que adoram os Sócrates por errabadelas financeiras, mentiras e corrupções que ele faca. Esses adoradores são cegos sendo as suas teorias facilmente dissecadas e tornadas em nada.

Há um velho ditado que diz: "Nunca confies num homem que achas que o Sócrates está a fazer um bom trabalho". Ok não é um velho ditado, mas passa a ser.
Defender o Sócrates é como defender a sua opinião sobre a cor da merda, poucos os fazem e quem o faz é numa de se destacar.

"Se os textos deste são lixo, e os do outro ouro... Argumenta isso E não venhas insultar ninguém!"

Esse anónimo nao leu nada, eu confirmei e dizendo o que diz, acho que sabe ler.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 7:51:00 da tarde

celtibero disse...

"o teu blogue sinceramente não me diz nada de especial,como alguem disse, isto é como as novelas,e eu novelas recuso-me a ver, mas acredito que desses um bom novelista pois nem escreves mal, não escreves é nada de muito interessante, pelo menos para mim."

Ora então vamos lá analisar a tua análise: Entraste no meu blogue, viste duas páginas e ficaste 4 minutos e 30 segundos. Nesse tempo conseguiste em dois textos analisar o meu trabalho em 3 anos e perto de 500 textos...
Bem pelo menos eu analisei o Arrumadinho ao ler 70% do seu blogue.

A tua analise ao que escrevo seria como eu analisar o teu blogue através deste comentário.

"sobre quem é o mais ou menos visitado eu nem fazia ideia que era possivel saber isso, para mim isso é conversa da treta, politizando o coment um bocadinho, parece o sócrates quando fala dos casamentos homosexuais para desviar os assuntos que verdadeiramente interessam."

Meu caro, como tu dizes, chegaste à pouco tempo à blogosfera e existem de facto dezenas de empresas que fazem o controlo de visitas no blogues, mais umas quantas que cruzam os dados, uma meia dúzia de rankings nacionais, temáticos, lusófonos e internacionais. Existem até sites que vendem visitas proxy, para subir certas páginas nos rankings e existem ainda sites onde podes comparar a tua página com outra e ver quem tem visitas, vindas de onde e se sao verdadeiras ou proxy.

Estás na blogosfera há muito pouco tempo, mas já tens opiniões formada sem conheceres este mundo.

  Veruska

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 7:52:00 da tarde

Pois eu gostava de ler O Arrumadinho e agora não consigo! :(

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 7:57:00 da tarde

Veruska disse...

"Pois eu gostava de ler O Arrumadinho e agora não consigo! :("

Só tens de enviar um mail a pedir. Pessoalmente nao peco favores a alguém que fecha um blogue mandando toda a gente pastar.

  lontra (MR.)

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 7:59:00 da tarde

Caro Celtibero:

Já dei conta que sabe ler, agora interpretar o que lê não pode ser de certeza o seu forte. Quando utilizei o exemplo das telenovelas (já que o menciona) queria referir-me essencialmente à verdadeira perda tempo, porque de lá pouco ou nada se retira de útil, muito pelo contrário é um mero despiste da realidade.
Mas como é mau na interpretação, é perfeitamente normal que este blog onde comentou não lhe seja especial, não lhe diga nada.
È que está um bocadinho à frente de certas mentalidades, não leve a mal.
Sabe falar japonês? Não deve saber.
Bem, mas eu também NãO, a verdade é que qualquer texto para mim em japonês, não seria nada de especial também, como não foi para si este blog, ainda não percebeu? Será que deva tentar ser mais clara para si, temo que me interprete mal de novo.
Então quando quiser “pegar” em algo que já foi dito, pare, leia de novo, e se não entender não invente e muito menos utilize as minhas palavras para seu bom proveito, porque eu deste blog só o consigo classificar para cima de FANSTASTICO

  forteifeio

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 8:02:00 da tarde

João disse:

"Gosto do Arrumadinho porque escreve bem, porque é educado e porque - como dizes - nunca atirava achas para a fogueira. Parecia-me ser boa pessoa."

Aqui está o motivo, para ter um blog. Nunca atirar achas para a fogueira, pois é um carneirão que ainda por cima se preocupa em pôr as camisinhas todas arrumadinhas por côr, se ainda fossem camisas de vénus.


"Anyway, parei aqui para comentar porque o teu blog tem uma certa visibilidade (se calhar desejarias andar também pela casa das 2000 visitas diárias, mas isso não é para todos)."

Porra mas isto é uma corrida de gente, ou é para tentar arranjar gente que leia os blogs e tenha algum substracto??? Lá no meu boteco, não quero carneiros. Seres pensantes com ideias diferentes, está bem . Yes man, não obrigado.

  João

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 8:09:00 da tarde

Forteifeio, vamos ser claros:
Tudo isto se resume a uma palavra: inveja.

  Jane Doe

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 8:14:00 da tarde

João disse...

"Tudo isto se resume a uma palavra: inveja."

Ahahahahahahahahahah

Ahahahahahahahahhaahh

Ahahahahahhahahahahahahah

Ahahahahhahahhhhh

Não consigo parar de RIR!!!!!!!!!!!!!!

Não tens nada mais inteligente para dizer não?

  Jane Doe

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 8:16:00 da tarde

João disse...

Ups, acho que interpretei mal o teu comentário mas mesmo assim....

Inveja?!!


Ahahahahahahahahahahah

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 8:19:00 da tarde

lontra (MR.) disse...

"Já dei conta que sabe ler, agora interpretar o que lê não pode ser de certeza o seu forte."

Sim, ele de facto não percebeu, ele só aqui esteve 4:30, não deu para ler nada!

"È que está um bocadinho à frente de certas mentalidades, não leve a mal."

Boa, boa e obrigado!

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 8:19:00 da tarde

forteifeio disse...

"Aqui está o motivo, para ter um blog. Nunca atirar achas para a fogueira"

Nao atira porque se iria queimar!

"Porra mas isto é uma corrida de gente, ou é para tentar arranjar gente que leia os blogs e tenha algum substracto???"

Para muitos o conteúdo nao tem qualquer valor, eles querem visitas.
Pessoalmente eu quero visitas humanas, que leiam, gostem ou nao. Recuso-me a entrar em acordos Adsense ou comprar hits.
O tempo que uns passam a criar visitas, eu passo a criar conteúdo.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 8:20:00 da tarde

João disse...

"Forteifeio, vamos ser claros:
Tudo isto se resume a uma palavra: inveja."

Nao deves ter inveja de mim. O meu blogue é um espaço aberto a opiniões, mas eu sou um bloguer que responde a todos de forma argumentada.

Se o teu comentário por uma remota possibilidade (nota de ironia), se refere à improvável probabilidade, de teres usado o termo "inveja", para te referires a mim sobre o Arrumadinho... eu tenho de perguntar, o que há para invejar?

Acho que é uma pergunta pertinente!

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 8:23:00 da tarde

Jane Doe disse...

"Ahahahahahahahahahah
Ahahahahahahahahhaahh
Ahahahahahhahahahahahahah
Ahahahahhahahhhhh
Não consigo parar de RIR!!!!!!!!!!!!!!

Não tens nada mais inteligente para dizer não?"

Nao sei se tipo de inveja se trata, visto de denoto alguma dificuldade argumentativa, talvés por isso exista tamanha afinidade para com alvo deste meu texto. "Birds of a feather flock together"

  João

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 8:29:00 da tarde

Bruno, a diferença de um blogger como tu e um blogger como o Arrumadinho é tão simples como esta:

O Arrumadinho nunca perderia tempo a escrever um post sobre outro blogger, criticando-o com fundamentos completamente fúteis.
Ele não desce a esse nível.

  Pax

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 8:33:00 da tarde

"Vais-me dizer que nao gostas do bicho?"

Claro que gosto do bicho!
É rechonchudinho, simpático, obediente, sem vontade própria e corre atrás do arenque quando queremos livrar-nos deles. Perfeito :)

  Manuel de Jesus

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 8:33:00 da tarde

Vou ser mesmo cabrão sobre isto do que é que há para invejar? Então tu não gostas de comer pipocas?

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 8:36:00 da tarde

João disse...

"Bruno, a diferença de um blogger como tu e um blogger como o Arrumadinho é tão simples como esta:

O Arrumadinho nunca perderia tempo a escrever um post sobre outro blogger, criticando-o com fundamentos completamente fúteis."

O Arrumadinho não tem a capacidade de defender os seus próprios textos, quanto mais fazer uma critica lógica.
A sua única tentativa de argumentar foi quando explicou o motivo de gostar do Sócrates, dando-lhe características caninas. Eu usaria isso para definir as minhas cadelas.

Quanto ao meu "dissecar" de insanidades ditas pelo Arrumadinho é só ler o que escrevi, está claro como água que o que ele escreve nao tem valor nenhum prático.


"Ele não desce a esse nível."

O nível dele é tão básico que não dá para descer. O meu texto tem a intenção de o tentar trazer para o nível em que ele deveria estar, visto que até tem algumas centenas de visitas únicas. É pena é o uso de proxy...

Mais conteúdo, menos proxy e temos um blogue na verdadeira ascensão da palavra.

No entanto eu não critico qualquer um, há que o merecer. Nao basta não fazer sentido é preciso destacar-se mesmo nesse campo.

  Pax

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 8:38:00 da tarde

"Falta o quase."

Bruno, eu teria de estar muito doente, febril, ou pior ainda para concordar com TUDO o que tu dizes/pensas.
Um "quase", acredita, já é muito bom :)

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 8:39:00 da tarde

Pax disse...

"Claro que gosto do bicho!
É rechonchudinho, simpático, obediente, sem vontade própria e corre atrás do arenque quando queremos livrar-nos deles. Perfeito :)"

Sem vontade própria? E como sobrevive em estado selvagem?
Acho que estás a substimar o animal.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 8:39:00 da tarde

Manuel de Jesus disse...

"Vou ser mesmo cabrão sobre isto do que é que há para invejar? Então tu não gostas de comer pipocas?"

Ora bem, se por Pipoca te referes à bloguer que anda anda a comer, isso dependeria de muitos factores. Nao como qualquer merda, precisaria de a conhecer.

Mas se falas da pipocas feitas de milho, não, eu não as como :)

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 8:40:00 da tarde

Pax disse...

"Bruno, eu teria de estar muito doente, febril, ou pior ainda para concordar com TUDO o que tu dizes/pensas.
Um "quase", acredita, já é muito bom :)"

O que nao deixa de ser preocupante.

  João

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 8:43:00 da tarde

Ok Bruno. Não vale a pena.
A tua opinião, é mesmo só isso - a tua opinião.

Este teu comentário já deu a entender o que realmente procuras aqui na blogoesfera.

Não vou argumentar.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 8:49:00 da tarde

João disse...

"Ok Bruno. Não vale a pena.
A tua opinião, é mesmo só isso - a tua opinião."

A minha opinião é a minha opinião, dispensa o tom depreciativo do "só", da mesma maneira que a tua opinião pode ser a tua opinião ou só a tua opinião.

Caso não tenhas reparado, o meu tom de resposta é sempre consoante o teu.

"Este teu comentário já deu a entender o que realmente procuras aqui na blogoesfera."

Então, já entendeste mais do que eu, pois eu não entendi o que há para invejar, nem tu disseste o que há para invejar.

"Não vou argumentar."

Isso eu percebi, pois ainda nem sequer tentaste.

  Pax

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 8:53:00 da tarde

"Sem vontade própria? E como sobrevive em estado selvagem?"

Em estado selvagem, mais depressa te dá um estalo do que te bate palmas. Nada a ver.

"O que nao deixa de ser preocupante."

Porquê? Achas que um "quase" já seria demasiado? :)

  vita

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 8:53:00 da tarde

Tens aqui uma discipula aplicada, com essa de gostares de orar convenceste-me, diz-me por favor que suportas um "cala-te e chupa" assim meio selvagem.;P

Venha o culto...lol

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 8:56:00 da tarde

Pax disse...

"Em estado selvagem, mais depressa te dá um estalo do que te bate palmas. Nada a ver."

Claro que tem, elas em estado selvagem atacam e batem palmas, tudo depende.
O Manuel Jesus disse e é verdade, que nunca me viu a atirar peixinhos, portanto os comentadores não estão domesticados, logo podem passar das palmas ao estalo, tudo depende do texto.

"Porquê? Achas que um "quase" já seria demasiado? :)"

Concordar comigo é sempre preocupante, pois mais rara que seja a situação. Pensar assim faz certos seres sentir-se melhor. Sabes como eu sou, faço tudo para ajudar o ego dos mais fracos.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 8:57:00 da tarde

vita disse...

"Tens aqui uma discipula aplicada, com essa de gostares de orar convenceste-me, diz-me por favor que suportas um "cala-te e chupa" assim meio selvagem.;P"

Já me pegaram pela gravata e me disseram algo de muito parecido... sim adorei :)

  Jane Doe

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 8:57:00 da tarde

Joao disse

"O Arrumadinho nunca perderia tempo a escrever um post sobre outro blogger, criticando-o com fundamentos completamente fúteis.
Ele não desce a esse nível."

Ahahahahahhahahahh

Ahahahahahahahahahah

Este rapaz tem cá uma piada!

Ahahahahahahahahahahh

Qual descida de nível?
A tua defesa é que não tem nível nenhum!

E sim, o bruno fehr também já atacou um blogue que eu gosto, conheço e sigo, e também já o defendi. Agora... Defendi-o com lógica e respeito.

  vita

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 9:00:00 da tarde

Hummm ainda tinhas a gravata?

Assim dá mais interesse à "coisa".;P


Esta treta está a descambar Bruno, tu despertas o meu lado animal, ou então é de me chamarem nomes de animais fofinhos, fico assim...selvagem...lol

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 9:06:00 da tarde

Jane Doe disse...

"E sim, o bruno fehr também já atacou um blogue que eu gosto, conheço e sigo, e também já o defendi. Agora... Defendi-o com lógica e respeito."

Sim, acho que foste das primeiras a argumentar um contra-critica.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 9:09:00 da tarde

vita disse...

"Hummm ainda tinhas a gravata?"

Claro que tinha. Tinha saído do trabalho e fui directamente para o restaurante.

"Esta treta está a descambar Bruno, tu despertas o meu lado animal, ou então é de me chamarem nomes de animais fofinhos, fico assim...selvagem...lol"

Deixa cá ver um nome fofinho, para ver se é dos nomes ou de mim.

Papa formigas.

Resulta? É um animal fofinho!

  forteifeio

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 9:09:00 da tarde

João disse

tudo se resume a inveja

ok.

O mais importante nas pessoas, não é a casca e a aparência, as coisas mais importante são a capacidade de pensar o espirito critico. o Pensar dos porquês das coisas. Ao arrumadinho não fui, mas agora fui á pipoca doce, aquilo não é um blog aquilo e lixo. Aquilo não te faz evoluir, pensar, desenvolver, faz sim, com que o individuo se torne um estúpido de um robot. A merda do Bush também teve milhões de votos e não vale um tostão furado. Mas teve milhões de votos.

ó João tens inveja dele??? olha eu não


Pensa se quiseres, se não quiseres continua. Sê feliz. Mas se um dia tiveres numa mesa de pessoas capazes e cultas e não dás uma para a caixa não te queixes, encosta-te e vê o ping-pong dos diálogos e aí vais perceber o que quis dizer

  vita

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 9:18:00 da tarde

Está mal, estás a influenciar o resultado, um animal que tem no nome papa, faz-me lembrar comer...comer coisas boas...coisas boas sexo...sexo papar...bolas, confundiste-me.;P

  cipereira

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 9:22:00 da tarde

Forteifeio, permite-me que discorde de ti num ponto...

Pegando na tua afirmação: "Aquilo não te faz evoluir, pensar, desenvolver, faz sim, com que o individuo se torne um estúpido de um robot."

O meu blogue não é - nem pretende ser, uma fonte de sapiência. Não tenho nem metade da capacidade do "bem escrever" que se vê em alguns bloguers. Não é meu objectivo de vida ter um gigantesco número de visitas diárias e muito menos escrevo para agradar a quem quer que seja. No entanto, o meu humilde blogue é o meu cantinho, é onde descarrego os meus pensamentos, sentimentos, frustrações, alegrias, coisas parvas und so weiter...

O que eu quero dizer é que um blogue não tem necessariamente de ser erudito e carregado de ideologias para ser um blogue interessante...

  João

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 9:35:00 da tarde

forteifeio:

Ao atestado de ignorância que me quiseste passar, merecias que respondesse com correcções à tua ortografia e sintaxe.

De falsos moralistas e pseudo-intelectuais está o mundo cheio.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:06:00 da tarde

forteifeio disse...

"Ao arrumadinho não fui, mas agora fui á pipoca doce, aquilo não é um blog aquilo e lixo. Aquilo não te faz evoluir, pensar, desenvolver, faz sim, com que o individuo se torne um estúpido de um robot."

Sim, neste momento tem de lamber cus aos patrocinadores :)

  afectado

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:06:00 da tarde

Antes de mais, permitam-me destacar o melhor parágrafo destes comentários todos:

Relativamente a algo que também se comentou por aqui, também acho que alguns dos teus comentadores parecem otarias (animal marítimo) a bater palminhas em cima do tamborete mas há que fazer justiça nunca te vi a mandar peixinhos de recompensa.

Manuel de Jesus, you got my respect! :)

Adiante... Já vi por aqui se falar em visitas de 00:00 como sendo visitas de 0 segundos. Isso não é verdade. Tal como aparecer que houve 2 page views e ter a duração de 01:20 (por exemplo) não quer dizer que só leu dois textos e que só esteve no blog 01:20. E isto não é inventado por mim (óbvio) mas é o que quem faz o sitemeter (tantas vezes referido) diz:

Why do some of my visitors have visit lengths of 0:00?

That means the visitors are only staying to view a single page and then leaving. The only way that Site Meter knows how long someone is on a site is by the times of each page view. If they only look at a single page and then leave, we don't know how long they looked at the page. If they looked at two pages and left we would know they at least were on the site during the time of the first page view and the second page view. The difference between those two times would be the length of the visit.

Ou seja, uma visita pode ter 00:00 e a pessoa ter lido 10 posts durante 2 horas no blog (só com uma page view nesse tempo todo, como facilmente se percebe)!! Uma pessoa pode ter uma visita que aparece com a duração de 01:20 e ter lido na mesma 10 posts durante 2 horas (com 2 ou mais page views).

Fica o esclarecimento que me pareceu necessário depois de algumas coisas que fui lendo por cá...

  Mulheka

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:07:00 da tarde

Oh mas que "a-a-alhinho"!!!
Foi preciso eu hoje voltar a trabalhar para a trupe ter saído à rua? Não podiam ter feito isto na semana passada enquanto eu tinha tempo de ir respondendo durante o dia?!?

Ok,conheço o blog do Arrumadinho no máximo há 2 meses.
Ao principio gostei mas com o passar das semanas, na minha opinião, os posts foram perdendo qualidade.
De qualquer forma pedi acesso ao seu blog e ele deu-mo. Quero continuar a ler mesmo que não goste de grande parte das coisas, há sempre algo que se aproveita e às vezes dá para rir. Raramente comento mas quando o fiz, descordei e uma outra vez comentei, sem concordar ou discordar para não era o caso.

No entanto, não posso deixar de dar razão ao Bruno Fehr. O Arrumadinho não tem argumentos para fundamentar aquilo que diz quando é contrariado com alguma opinião. Ou não tem ou não quer.
Eu, tendo opinião formada sobre algo, gosto de a fundamentar e responder quando alguém me contrapõe. Se alguém me "ganhar" com argumentos válidos, dou o braço a trocer, no entanto, nunca sem antes defender aquilo que acredito e penso estar correcto.

Quanto aos comentadores da 2º classe ali da escola do Feijó, talvez seja melhor voltarem para lá. Não existe ponta por onde se pegue naqueles comentários.

Por último, quanto à tal inveja de que se fala... não vejo qq razão para isso. Número de visitas? Número de comentários? É disso que é suposto ter inveja? É que o Bruno Fehr tem mais, basta lerem o blog para chegar a essa conclusão, por isso, não estou a ver qual o motivo de inveja. Se alguém souber diga.

E agora é que é mesmo o fim: Carneiros neste blog? De facto vêm cá algumas fritas mas fora isso, é dos blogs em que existe mais interacção entre comentadores e dono do blog onde se discutem e fundamentam opiniões que se acham estar certas!

PS: Prefiro Ursa... Polar!

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:07:00 da tarde

vita disse...

"Está mal, estás a influenciar o resultado, um animal que tem no nome papa, faz-me lembrar comer...comer coisas boas...coisas boas sexo...sexo papar...bolas, confundiste-me.;P"

Pois... entao... e Alforreca? Nao serve, rima com queca. Hmmmmm

Kanguru?

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:07:00 da tarde

cipereira disse...

"O meu blogue não é - nem pretende ser, uma fonte de sapiência. Não tenho nem metade da capacidade do "bem escrever" que se vê em alguns bloguers. Não é meu objectivo de vida ter um gigantesco número de visitas diárias e muito menos escrevo para agradar a quem quer que seja."

Percebo o que dizes, mas regra geral os blogues pessoais sao uma questao à parte, visto que sao coo que diários partilhados com o mundo.
No caso deste texto estamos a falar de blogues como o meu e o do Arrumadinho que abordam temas que podem causar controvérsia e como cada um lida com essa mesma controvérsia.

Porque a questão é: Se sabes que vais ser controverso e não vais defender a tua posição, porque é que se escreve?

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:07:00 da tarde

João disse...

"forteifeio:

Ao atestado de ignorância que me quiseste passar, merecias que respondesse com correcções à tua ortografia e sintaxe."

A ortografia e sintaxe contribuí para a expressão escrita, mas não invalidade o valor argumentativo, visto que mensagem passa de uma forma clara.
A referencia à ortografia e sintaxe, mais parece uma acção de desespero por não teres argumentos ou respostas para as perguntas colocadas!

Mas diz lá, o que é que há para invejar num comportamento de cordeirinho sentimentalista com detalhes de insegurança e incapacidade argumentativa?

"De falsos moralistas e pseudo-intelectuais está o mundo cheio."

Ora agora definiste muito bem o Arrumadinho. Obrigado.

  forteifeio

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:18:00 da tarde

Cipereira

Tu escreves o que bem entendes no teu blogue. Tens toda a razão, mas não gostavas que as pessoas quando saíssem da tua página pensassem que tu és uma pessoa com opinião??? Ou com opiniões?

Ou tens o blogue para dizer que foste às compras e compraste uns sapatos???

Ou que uma amiga tua comprou uma mala??

Eu falei do blogue pipoca doce, e disse que aquilo é um nojo. E é um nojo, não presta. Não acrescenta é tóxico. É a minha opinião. Não é a tua. Tudo bem, eu respeito. Respeita a minha!

João

Quanto à ortografia e à sintaxe, fico à espera das correcções, ainda assim recordo que isto não é um processador de texto, e dificilmente se consegue ter uma visão mais abrangente daquilo que se está a escrever.

Relativamente ao falso moralista, não sou eu, porque eu vim aqui e disse que não gosto de blogues assim, não gosto. Também não gosto da Margarida Rebelo Pinto e ela vende que se desunha. Pseudo intelectual, também não sou, porque tenho a noção de que sei muito pouco ou quase nada do que me rodeia, ainda assim tenho a capcidade necessária para perceber que nunca serei um arrumadinho e muito menos uma pipoca doce.

  afectado

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:19:00 da tarde

Faltou-me algo no comentário anterior (isto de já não ter moderação é MUITO melhor hehe)...

É normal agora o arrumadinho estar a descer. Desde que tornou o blog privado isso irá acontecer pois como é óbvio há menos gente a visitar. Se deixarmos passar mais duas semanas acho que já se pode dizer que o arrumadinho desceu tanto que até o afectado já tem mais visitas. Não deixa de ser verdade. Mas isso seria uma comparação sem lógica. Teria lógica comparar o arrumadinho e o afectado à data em que ele tornou o blog privado. A partir daí, a comparação não teria sentido. Pelo menos para mim, claro!

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:23:00 da tarde

afectado disse...

Claro que se nao há out click nao dá para confirmar o tempo, mas se fores ver os detalhes verificas que ouve out click em muitos casos de 0 segundos.

Por exemplo, isto foi retirado do blogue da Pipoca, por nao ter acesso ao do Arrumadinho:

33 bredband2.com 7:37:38 pm 1 0:00
34 ctcn.net 7:36:29 pm 1 0:00
36 bellsouth.net 7:33:35 pm 2 00:00
37 rr.com 7:29:03 pm 1 0:00

Ora, temos o numero da visita, temo o site de origem, a hora, o numero de páginas e o tempo. Verifiquei que todos tinham o mesmo out click. Nao sei o que é que esses sites poderiam ler no blogue dela. O que é certo é o click de saída nestes casos é o TrafficSwarm.

  afectado

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:25:00 da tarde

Bruno Fehr, não andei a analisar isso :). Só achei que devia pôr aqui um esclarecimento sobre o assunto porque muita gente podia estar a ficar com uma ideia errada de como se lê o sitemeter. Claro que há visitas de 00:00 que podem realmente ser de 00:00. Mas não são todas, muito longe disso...

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:26:00 da tarde

Mulheka disse...

"De qualquer forma pedi acesso ao seu blog e ele deu-mo."

Deves estar toda húmida sua maluca. "ave fan dere, lóle"

"No entanto, não posso deixar de dar razão ao Bruno Fehr. O Arrumadinho não tem argumentos para fundamentar aquilo que diz quando é contrariado com alguma opinião. Ou não tem ou não quer."

Quer nao tenha ou nao queira, acaba por dar no mesmo.

"Por último, quanto à tal inveja de que se fala... não vejo qq razão para isso. Número de visitas? Número de comentários? É disso que é suposto ter inveja? É que o Bruno Fehr tem mais, basta lerem o blog para chegar a essa conclusão, por isso, não estou a ver qual o motivo de inveja. Se alguém souber diga."

Eu ainda espero repostas, mas parece que foram palavras ao vento.

  forteifeio

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:29:00 da tarde

Para o Afectado e Bruno Fehr

Foi assim que se descobriu quem tinha sido o melhor treinador da Europa no site de Uefa. Houve alguém que andou a votar pelo Mourinho centenas de vezes. Talvez o próprio...

  Mulheka

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:30:00 da tarde

Este comentário foi removido pelo autor.
  Mulheka

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:33:00 da tarde

"Deves estar toda húmida sua maluca. "ave fan dere, lóle""

Iés, véri match darlingue. Iu dont ivan imagine au!! :D

"Quer nao tenha ou nao queira, acaba por dar no mesmo."

Daí ter escrito o que escrevi a seguir...

"Eu ainda espero repostas, mas parece que foram palavras ao vento."

Ail ueite tu bicoze ai ém a veri curiaz parsan!

  cipereira

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:40:00 da tarde

Forteifeio, vou começar pelo fim, ir ao início e depois ao meio... :)

"Tudo bem, eu respeito. Respeita a minha!"

Eu acho que no meu comentário anterior não demonstrei desrespeito pela tua opinião, apenas discordei dela e expliquei o (meu) porquê. De qualquer maneira, peço desculpa se dei a entender o contrário.

"...mas não gostavas que as pessoas quando saíssem da tua página pensassem que tu és uma pessoa com opinião??? Ou com opiniões?"

Sinceramente?! Não vivo a minha vida em função da opinião dos outros! Mas até acho que em muito do que escrevo está subentendida (ou mesmo "estampada") a minha opinião sobre certos assuntos (para falar a verdade quase sempre negativa...).

"Ou tens o blogue para dizer que foste às compras e compraste uns sapatos???"

Já escrevi sobre isso, mas o(s) texto(s) não tinha(m) necessariamente esse propósito.

"Eu falei do blogue pipoca doce, e disse que aquilo é um nojo. E é um nojo, não presta. Não acrescenta é tóxico. É a minha opinião. Não é a tua."

Eu nunca disse que esse blogue em especial era do meu agrado, até partilho da tua opinião no que a isso diz respeito!

  Jane Doe

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:41:00 da tarde

Credo já me perdi...

Vou sair ali pela porta do lado, esta bem?

Sem fazer barulho e tal...

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:41:00 da tarde

forteifeio disse...

"Ou tens o blogue para dizer que foste às compras e compraste uns sapatos???

Ou que uma amiga tua comprou uma mala??"

Ahahaha acabaste de definir a Pipoca :)

"Quanto à ortografia e à sintaxe, fico à espera das correcções"

Ahahahahahaha

"Relativamente ao falso moralista, não sou eu, porque eu vim aqui e disse que não gosto de blogues assim, não gosto. Também não gosto da Margarida Rebelo Pinto e ela vende que se desunha. Pseudo intelectual, também não sou, porque tenho a noção de que sei muito pouco ou quase nada do que me rodeia, ainda assim tenho a capcidade necessária para perceber que nunca serei um arrumadinho e muito menos uma pipoca doce."

E acho que está tudo dito. A tua resposta está argumentada, o ataque é vago!

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:41:00 da tarde

afectado disse...

"É normal agora o arrumadinho estar a descer. Desde que tornou o blog privado isso irá acontecer pois como é óbvio há menos gente a visitar."

Eu sei disso, o que disse foi que ele passou das 2200 visitas para menos de 1500 enquanto o blogue estava aberto. Depois de o fechar já baixou 100 e baixará 100 diariamente até contar só as visitas convidadas. O que acontecerá dentro de 5 dias.

"Se deixarmos passar mais duas semanas acho que já se pode dizer que o arrumadinho desceu tanto que até o afectado já tem mais visitas."

O sitemeter do arrumadinho é o grátis, por isso bastam 7 dias.

"Teria lógica comparar o arrumadinho e o afectado à data em que ele tornou o blog privado."

A minha comparação foi à data, os dados foram retirados no dia 12 e 13. Já tinha um texto planeado sobre ele por um outro motivo, mas o encerramento do blogue dele, fez-me mudar o tema, pois os leitores não poderiam ir confirmar as minhas afirmações.

"Bruno Fehr, não andei a analisar isso :). Só achei que devia pôr aqui um esclarecimento sobre o assunto porque muita gente podia estar a ficar com uma ideia errada de como se lê o sitemeter. Claro que há visitas de 00:00 que podem realmente ser de 00:00. Mas não são todas, muito longe disso..."

Sim correcto. Devido ao comentário de alguém lá mais atrás, eu fui ver.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:47:00 da tarde

forteifeio disse...

"Foi assim que se descobriu quem tinha sido o melhor treinador da Europa no site de Uefa. Houve alguém que andou a votar pelo Mourinho centenas de vezes. Talvez o próprio..."

Ahahahahahah

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:48:00 da tarde

Mulheka disse...


"Iés, véri match darlingue. Iu dont ivan imagine au!! :D"

Ai du, ai du!


"Ail ueite tu bicoze ai ém a veri curiaz parsan!"

Ueite bat site doun. Ai donte bilive ai uil guet a repli.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:48:00 da tarde

cipereira disse...

Como o teu comentário nao foi para mim, deixo o alvo responder :)

Gosto disto, da malta a comentar sem ser nada comigo, ahahahahah

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:48:00 da tarde

Jane Doe disse...

"Vou sair ali pela porta do lado, esta bem?"

Ok, vai fazer algo de mais útil :)

  Manuel de Jesus

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:52:00 da tarde

Isto está mesmo a descambar.

A Pipoca é um aperitivo inconsequente, por isso se usa muito nos cinemas, podes comer à vontade que não ficas a pensar nisso…

Já agora que isto de ser maçarico é uma merda, ainda não entendo muito bem essa coisa da sinalética com que se terminam as frases nos comentários, tu que às vezes gostas de fazer serviço publico podias um dia destes fazer um post a explicar o significado destas coisas. :) Esta já percebi:)

  forteifeio

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 10:55:00 da tarde

Cipereira,

eu não disse que tinhas demonstrado desrespeito, pelo contrário és até bastante educada.
Falávamos só de opiniões e só isso.

Depois disseste isto:


"Sinceramente?! Não vivo a minha vida em função da opinião dos outros! Mas até acho que em muito do que escrevo está subentendida (ou mesmo "estampada") a minha opinião sobre certos assuntos (para falar a verdade quase sempre negativa...)."


Estás a ver tens opinião a pipoca doce, que eu acho que é mais amarga do que doce, não tem opinião, é fútil. Era aí que eu queria chegar.

Já viste o Mundo que ela criou no blogue, parece que não há nada real, é o Mundo da Barbie. É que não há pachorra, e depois há miúdos que acham que aquilo é mesmo assim. E esses são carneiros.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 11:02:00 da tarde

Manuel de Jesus disse...

"A Pipoca é um aperitivo inconsequente, por isso se usa muito nos cinemas, podes comer à vontade que não ficas a pensar nisso…"

A sério que nao gosto mesmo. Prefiro uns M&M's:

"Já agora que isto de ser maçarico é uma merda, ainda não entendo muito bem essa coisa da sinalética com que se terminam as frases nos comentários, tu que às vezes gostas de fazer serviço publico podias um dia destes fazer um post a explicar o significado destas coisas. :) Esta já percebi:)"

:) sorriso
:D sorriso grande
:S confusão
:( triste
:O surpreso
:X estupefacto
:*( lágrima

etc, etc
Se tiveres duvida noutro, posso esclarecer, ou tentar.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 11:02:00 da tarde

forteifeio disse...

"Já viste o Mundo que ela criou no blogue, parece que não há nada real, é o Mundo da Barbie."

Ahahahahaha

  Susana

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 11:05:00 da tarde

Olá, como deves saber ( ou não) pelo meu blogue eu também lia o arrumadinho, havia coisas que eu lia e que me dizia algo e outras não. Também acho que quem não gosta de receber comentários "menos bons" não devia de ter um blogue, pois se dás a tua opinião e se permites que comentem "tens que te aguentar", achei que ele tem pouco poder de encaxe mas isso é lá com ele.
Quanto os teus post já te tinha dito que gosto de te ler, por isso só posso deixar um pedido, que continues mesmo que recebas comentários absurdos como alguns que eu aqui li,mas como eu digo no meu "é a vida temos que ter paciencia"... ou não

Beijocas :)

  cipereira

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 11:09:00 da tarde

Forteifeio:

"...e depois há miúdos que acham que aquilo é mesmo assim. E esses são carneiros."

Infelizmente esta sociedade só vive de futilidades e aparências... E já agora, de rebanhos! :)

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 11:13:00 da tarde

Susana disse...

"Também acho que quem não gosta de receber comentários "menos bons" não devia de ter um blogue, pois se dás a tua opinião e se permites que comentem "tens que te aguentar", achei que ele tem pouco poder de encaxe mas isso é lá com ele."

Claro que sim, o melhor para ele seria fechar os comentários. Ou simplesmente moderar e escolher os que lhe agradam.

"Quanto os teus post já te tinha dito que gosto de te ler, por isso só posso deixar um pedido, que continues mesmo que recebas comentários absurdos como alguns que eu aqui li,mas como eu digo no meu "é a vida temos que ter paciencia"... ou não"

O tipo de anónimos que o Arrumadinho tem, não se aguentam no meu blogue, porque aqui precisam de ler mais, precisam de argumentar e recebem resposta.
Se o Arrumadinho tivesse anónimos como os meus recentemente desaparecidos (Ariel e Otabe), já teria fechado o blogue e fugido para a América do Sul.

  vita

terça-feira, fevereiro 17, 2009 12:15:00 da manhã

Sim, parece-me bem algo a combinar com queca, mas e kanguru? por acaso estás a insinuar o que penso? é que eu para esse sitio sou alérgica.;P


Ah esqueceste de explicar o "nequinho" que mais gosto.

;p = lingua de fora, com piscadela de olho, portanto é um boneco maroto, bem a minha cara.;P

  AjB

terça-feira, fevereiro 17, 2009 2:12:00 da manhã

e então como é que uma trampa de blog como este tem 255,160 visitas ?!?!?

não tem gajas nuas , não tem textos ao amor , não tem convicções politicas , não defende os animais , não apoia o Cavaco , gosta do Obama , é do benfica , não bebe minis , escreves só para cultos!!!

não me explicas ????

afinal ganhas muito dinheiro com isto ou não ?!?!?

é que se não é pelo dinheiro , é para quê ?!?!?

hasta

  Van

terça-feira, fevereiro 17, 2009 2:17:00 da manhã

mas quem raio é o arrumadinho paaaaah????

  Van

terça-feira, fevereiro 17, 2009 2:28:00 da manhã

Bolas, eu estou a comer pipocas, porque sei que o filme tá bom, mas infelizmente não estou a acompanhar porque não conheço o blogue discutido. Só se fala de carneiros, otarias, cangurús, é só animais pah!! ;-)

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 17, 2009 3:18:00 da manhã

vita disse...

"Sim, parece-me bem algo a combinar com queca, mas e kanguru? por acaso estás a insinuar o que penso? é que eu para esse sitio sou alérgica.;P"

Porra! Rima com cu! Nao há hipótese, é tudo sexual!

";p = lingua de fora, com piscadela de olho, portanto é um boneco maroto, bem a minha cara.;P"

Sim:

;) sorriso com piscar de olho
;D sorriso grande com piscar de olho
:P sorriso maroto
;) sorriso maroto com piscar de olho

:=) com penca e tudo
=) com olhos com rimel

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 17, 2009 3:21:00 da manhã

AjB disse...

"e então como é que uma trampa de blog como este tem 255,160 visitas ?!?!?"

A trampa do meu blogue tem 255,160 e se voltares cá amanha por esta hora terá um aumento substancial.
Estas visitas existem, porque há muita gente que lê e gosta, bem como um algumas centenas de subscritores por feed e E-mail que nem ao blog precisam vir.

"não tem gajas nuas"

Nem precisa, por acaso até evito usar fotos, já há muitos blogues desses.

"não tem textos ao amor, não tem convicções politicas, não defende os animais"

Não me parece sejas leitor atento deste blogue.

"não apoia o Cavaco"

Se os votos fossem em pessoas e não em partidos, apoiaria o Cavaco.

"gosta do Obama"

Detesto o Obama!

"é do benfica"

Orgulhosamente!

"não bebe minis"

Bebida de meninas, bebo canecas de homem!

"escreves só para cultos!"

Escrevo para quem sabe ler e interpretar.


"não me explicas ????"

Obviamente, este blogue tem conteúdo que chama a atenção.


"afinal ganhas muito dinheiro com isto ou não ?!?!?"

Vês no meu blogue links para downloads? Vês no meu blogue Adsense ou publicidade Google? Vês-me a escrever sobre equipamentos informáticos ou electrónicos, ou qualquer outro produto ou empresa?
Nao tenho nada disso, portanto este blogue não me dá lucros, mas recompensa-me!

De facto entre 2003 e 2005 tive um blogue comercial e sim, fiz dinheiro com ele, mas mais visitas significam mais dinheiro, nao é o ganhar muito que gera as visitas.

Neste caso ninguém me paga, nem eu pago a ninguém para aqui vir.
"é que se não é pelo dinheiro , é para quê ?!?!?"

Dinheiro ganho no meu trabalho e felizmente não preciso de mais.
Escrevo aqui, pelo gosto da escrita, pelo gosto do conflito de opiniões e para ver pessoas como tu que não entendem, e me chegam aqui de um momento para o outro a falar de dinheiro, como isso fizesse algum sentido.

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 17, 2009 3:21:00 da manhã

Van disse...

"mas quem raio é o arrumadinho paaaaah????"

A lambe-conas numero 1. O tal que mantive de fora do meu texto sobre os lambe-conas da blogosfera, até que lesse mais do que escreveu.

"Bolas, eu estou a comer pipocas, porque sei que o filme tá bom, mas infelizmente não estou a acompanhar porque não conheço o blogue discutido. Só se fala de carneiros, otarias, cangurús, é só animais pah!! ;-)"

Para teres uma ideia podes ver textos em cash no Google ou subscrever o feed no Google reader, obterás alguns textos até ao encerramento.

  *Joana*

terça-feira, fevereiro 17, 2009 3:42:00 da manhã

ehhhhhhhhhh lá grande polémica que práqui houve!!
Eu gostava moderadamente de ler o arrumadinho, concordei com algumas coisas outras não e nunca comentei e acho que agora vou ficar na ignorância sobre os novos textos porque não me vou lá fazer de convidada porque nunca gostei dessas coisas - nunca apareço nas festas assim à parva a fazer-me de amiga.
Concordo contigo - sim ele era um lambe-conas (ai o papel celofane outra vez..lol) o que não quer dizer que eu não gostasse de o ler (não por estar perdidamente apaixonada por tudo o que o rapaz queria mostrar que era - o excesso de mel sempre me meteu nojo, sou mais dada a cabrões..lol).
O que me irritou solenemente naquele blogue foi o tempo dispendido com polémicas e lamúrias em relação aos anónimos - decididamente ele não lidou bem com a questão e agora o resultado está à vista. Não tenho um blogue porque me falta assunto mas se tivesse um com uma boa dose de visitas moderava os comentários e só aceitaria o que me apetecesse - o que fosse lixo para o lixo iria.
Em relação a toda esta dissecação do que disse ou não disse das visitas que teve ou não teve acho tempo jogado ao vento e sinceramente desceste um degrauzito na minha escala - ok, ok estas-te a cagar para isso mas vá la deixe-mo-nos de perder tempo com merdas e vamos mas é a posts decentes (ou não) que não tenham nada a ver com as postas que por aí circulam na blogosfera, xim???
:D

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 17, 2009 3:56:00 da manhã

*Joana* disse...

"O que me irritou solenemente naquele blogue foi o tempo dispendido com polémicas e lamúrias em relação aos anónimos - decididamente ele não lidou bem com a questão e agora o resultado está à vista."

Vamos por partes:
Ele não respondia, logo não colocava os anónimos no seu lugar. Por algum motivo os anónimos não se aguentam aqui muito tempo!
Assim que ele começou a moderar os comentários, não publicava os comentários ofensivos anónimos.
O encerramento do blogue não se deve aos anónimos, deve-se sim ao facto de ele não gostar de ver os seus textos a serem contrariados nos comentários, quando não os sabia defender.

Quem não responde aos comentários, quem dá a oportunidade dos leitores exprimirem a sua opinião, mas onde não defende o que escreve. Nem deveria ter os comentários abertos. Imensos bloguers que não querem ter esse trabalho, simplesmente fecham os comentários.

Até o Saramago no seu blogue tinha comentários e fechou-os recentemente. Mas o blogue continua aberto ao público.

"Em relação a toda esta dissecação do que disse ou não disse das visitas que teve ou não teve acho tempo jogado ao vento e sinceramente desceste um degrauzito na minha escala"

O motivo é muito simples e eu tenho estado a evitá-lo. O uso de proxys para subir uma pagina no ranking nacional, mas principalmente no ranking Alexa, é ilegal!


"vá la deixe-mo-nos de perder tempo com merdas e vamos mas é a posts decentes (ou não) que não tenham nada a ver com as postas que por aí circulam na blogosfera, xim???"

Este blogue de volta e meia, tem criticas a outros blogues. A blogosfera de hoje está muito soft. Eu sou um bloguer pioneiro, ando por aqui desde 2003 e os blogues sempre se criticaram, sem grandes alaridos de leitores que se ofendem.
Nao faz sentido um leitor ofender-se, pois o leitor não é o alvo.

Sempre que encontrar blogues com os quais discordo irei falar deles, sempre o fiz, sempre o farei e há meia dúzia de textos sobre o meu também :)
E ficas a saber em primeira mão, que já tenho outro alvo a criticar e criticar não é falar só mal é apresentar argumentos para a discórdia. :P

  Teté

terça-feira, fevereiro 17, 2009 10:33:00 da manhã

Nunca li esse Arrumadinho, de modo que a discussão dos seus conteúdos passa-me ao lado.

Mesmo assim, acho que blogue que reserve os comentários a "convidados" está destinado a esmorecer e a cair no esquecimento, mesmo que esses comentários sejam reais. (não sei se te parece incrível, mas já li um "puto" - só pode, né? - com 999 comentários, todos iguais, nem foi no blogger)

Há gente que escreve muito bem na blogosfera! Mas a maioria emproa com meia dúzia de bajulações de comentadores que nem lêem, limitando-se a concordar com os tais "lindos", para cá e para lá. Daí ao livrito, é um passo... surreal! (algumas excepções, está claro)

Concluindo, deixa o tal Arrumadinho, arrumar-se lá no seu canto, não lhe dês tanta importância! Merece??? ;)

  lontra (MR.)

terça-feira, fevereiro 17, 2009 11:13:00 da manhã

Detestas o Obama???

=)

li bem?

  Daniel Silva

terça-feira, fevereiro 17, 2009 11:28:00 da manhã

Não tenho ideia de ter lido esse blogue mas também sou novato aqui, como sabes.

No entanto do teu longo tetxto nota-se que o seguias com frequencia e entusiasmo, de tal maneira que, vendo-te agora impedido de colaborar, i.e., a dar a tua opinião sobre o que lês dado estar aberto a convidados, acabas por fazê-lo na mesma naquilo que mais "comichão" te causaou.

Estou perfeitamente de acordo contigo quando dizes que não pode haver sempre pessoas de acordo connosco e que elogiam sempre "ai belissimo" "ah que maravilha" "concordo a 300%" etc etc... [E curiosamente também concordo com a tua posição sobre Sócrates. Se o homem está metido naquilo, é claro que é estriste, mas tem de ser responsabilizado, não?]

As diferenças com respeito de opinião é o mais interessante, e tanto podemos concordar como discordar desde que com elevação.

Na maioria dos blogues também so vejo aplausos e louvores e premios e isto e aquilo. E cada vez mais livros também como dizes.

Eu penso que um blogue nao pode ser uma continuação narcisista de quem escreve. E temos de respeitar as opiniões de terceiros. caso contrário mais vale fechar o blogue ou deixar uma pista no layout. "Atenção: apenas permito elogios e concordâncias".

Ab

  Cor do Sol

terça-feira, fevereiro 17, 2009 3:04:00 da tarde

Até já tenho vontade de ler esse Arrumadinho. Porque é que falam sempre de coisas que eu não conheço :P?!

  Solita

terça-feira, fevereiro 17, 2009 4:07:00 da tarde

Estou tao triste...

Primeiro nao sei quem é o arrumadinho. (ele também nao deve saber quem eu sou)
Segundo o meu blog deve ter para ai uma 10 visitas por dia.
Terceiro, ñ entendo o porquê destas concorrencia dos blogs.

Mas pronto!!
kis deixar o meu comentário.


heheheeheh!!!


Jokas

  Grão de Areia

terça-feira, fevereiro 17, 2009 4:57:00 da tarde

Caro Bruno,

a) Eu comentei em 1º lugar o seu blogue sobre este assunto. Não tenho a menor necessidade, nem idade e nem tamanho para andar nestes indícios de pseudo picardias sem sentido algum de vida.

b) O meu comentário ao blogue thestarsareshining foi meramente chamativo para a polémica do assunto. Desconhecendo a minha conversa com a interveniente e, por isso, a intenção do meu post, acho que não deve começar logo a tirar elações erradas e descntextualizadas, até porque NADA tinha a ver consigo. Apenas referi o seu post (citando até que tinha alguma lógica!) a título de exemplo, como bem lá disse.

c) Comento com quem eu quiser, o que eu quiser e quando eu quiser, era só o que faltava!

Espero que compreenda que em nada o meu post foi minimamente para o picar. Se assim entender, pois, já diz o ditado, "temos pena".
IT'S A FREE COUNTRY!

  Maria...ia

terça-feira, fevereiro 17, 2009 5:19:00 da tarde

Os comentários já vão extensos, mas não posso deixar de me confessar acerca do blogue em questão.
Apanhei o "Arrumadinho" já em final de carreira, e lá deixei dois ou três comentários. A um o Bruno retaliou, mas o tal "Arrumadinho" nem sinal. Não vou falar nesse novo eremita da blogosfera, mas tenho algo a confessar: julgo que foi o meu comentário o último do blogue enquanto público. Isto porque quando o escrevi - e enquanto esperava aprovação do autor - o blogue ficou restrito a convidados. Entre o comentário e uma nova visita da minha parte o espaço de tempo foi de 5 minutos, se tanto... O que foi tempo suficiente para o autor concluir que realmente era um rapaz simples, mas demasiado simplório para falar do que quer que fosse.
Não fui má... Apenas coerente.

Mea culpa, mea culpa...

  In a manner of speaking

terça-feira, fevereiro 17, 2009 5:57:00 da tarde

Já não sei muito bem como, mas um dia, seguindo um link, depois outro e finalmente outro, acabei por vir parar ao teu blog. Nunca fui um grande fã de blogs, talvez porque nunca tive muito tempo para os seleccionar, pesquisar ou simplesmente ler. Seja como for, parei no teu e gostei... Nem sei que texto li na altura, mas sinceramente gostei. Estava bem escrito, o que é coisa rara nestas "andanças", estava objectivo e com uma aparente sinceridade, pouco comum.
Não concordo com tudo o que escreves, até porque pela sinceridade com que o fazes, é algo muito pessoal e que tem a ver com as características de cada um (por exemplo, eu nunca dedicaria um texto a criticar outro blog...), mas considero que é um excelente blog precisamente por isso.
Keep up the good work mate!

  P

terça-feira, fevereiro 17, 2009 7:54:00 da tarde

Este texto tem várias coisas que não percebo:

1- parece-me que se dá demasiada importância à blogosfera, ao que se escreve, ao que se comenta. Só isso justifica tão longo e irado texto a propósito de um blog do qual, o autor, até diz não gostar assim tanto;

2- se os autores dos blogs, sobretudo aqueles mais lidos, forem comentar cada comentário deixado, as caixas ficam com 357 comentários, a maior parte deles só a dizer baboseiras que nada acrescentam ao teor do post. Entra-se numa discussão sem fim entre os que concordam, os que não concordam, e conclui-se que não há conclusão possível;

3- O autor deste blog parece-me estar apenas chateado por se ter visto excluído de um blog ao qual só ia para discordar das opiniões publicadas. E ficava ainda mais chateado por não ter resposta.

4- Os blogs não são bíblias, não manifestam certezas absolutas e, factor muito importante, não são pagos. Cada pessoa escreve o que quer, cada qual lê o quer. Opiniões semelhantes ou distintas haverá sempre muitas, mas é ridículo exigir o que quer que seja de quem escreve.

5- se há quem use os blogs para manifestar opiniões mais ou menos acertadas, mais ou menos parvas sobre o que bem entender, não é menos verdade que o princípio dos blogs (A LIBERDADE DE EXPRESSÃO!) foi completamente subvertido com os comentários de pessoas que, muito mais do que comentar o conteúdo dos textos publicados, usam os blogs e as caixas de comentários para ofensas e destilação de ódios e invejas, que mais não são do que vinganças pessoais. É o outro lado da moeda, já se sabe, mas não podem estar à espera que quem tem um blog o tolere. Há uma diferença muito grande, enorme, entre a discordância sobre o post e o ataque só porque sim. A moderação de comentários e os blogs que funcionam mediante convite mais não são que maneiras de o blogger se proteger (e fazer o que bem entender, sem ter que se justificar).

6- Assume-se que quem tem um blog deve alguma coisa aos leitores, que se cria ali uma obrigatoriedade qualquer, que os autores têm que corresponder às expectativas e exigências. E não têm. Claro que a maioria das pessoas escreve para uma audiência (caso contrário, tinham só um diário de papel), mas isso não concede direitos especiais aos leitores, tais como esperar sempre uma resposta aos comentários deixados.

7- Traçar perfis sociólógicos dos autores dos blogs só por aquilo que se lê é perigoso e redutor. O Brunoa acha que o Arrumadinho é inseguro, é isto e mais aquilo. Acha, realmente, que as pessoas são tudo aquilo que escrevem num blog? É que, só por este texto, eu posso achar que o Bruno é prepotente, de visão limitada, extremamente intolerante, mimado, irado, infantil e muito menos inteligente e detentor da verdade do que aquilo que se julga. E, se calhar, vai-se a ver e até nem é nada disso. Nem tudo o que parece é, caro Bruno, e devia ser mais esperto do que isso para perceber que a internet e aquilo que as pessoas são na internet são coisas que vão para além das aparências.

8- Ando na blogosfgera há muitos anos e não consigo perceber porque é que as pessoas que dizem não gostar de um blog não são capazes de, pura e simplesmente, deixarem de o ler. É aquela coisa tão portuguesa, mesquinha e medíocre de falar mal só porque sim, de perder tempo com as coisas que nos consomem. Não gostam, mas não perdem nem por nada. E sendo a blogosfera tão grande, porquê perder tempo a ler aquilo que não se gosta ou não se acha particularmente interessante? Porquê ir só para criticar? Porque não, simplesmente, esquecer que existe? Porque não tem tanta graça, não é? É muito mais divertido lançar achas para a fogueira da parvoíce.

  João

terça-feira, fevereiro 17, 2009 11:56:00 da tarde

Meu deus, finalmente alguém com dois palmos de testa.

  forteifeio

quarta-feira, fevereiro 18, 2009 12:03:00 da manhã

P

1 Se tu não dás importância à blogosfera, porque fizeste um comentário tão extenso??? Afinal de contas no teu entender isto não tem grande importância.

2 Disseste o seguinte:
e os autores dos blogs, sobretudo aqueles mais lidos, forem comentar cada comentário deixado, as caixas ficam com 357 comentários, a maior parte deles só a dizer baboseiras que nada acrescentam ao teor do post. Entra-se numa discussão sem fim entre os que concordam, os que não concordam, e conclui-se que não há conclusão possível;

Não gostas que o Bruno comente. Temos pena. Se ele gosta de comentar e o blogue é dele, tens de ter paciência.

3 -"Os blogs não são bíblias, não manifestam certezas absolutas e, factor muito importante, não são pagos. Cada pessoa escreve o que quer, cada qual lê o quer. Opiniões semelhantes ou distintas haverá sempre muitas, mas é ridículo exigir o que quer que seja de quem escreve."

Ninguém exige nada, segundo sei ele só disse que o engomadinho, desculpa o " arrumadinho" tem pouca capacidade de argumentação.
E é ligeiramente básico.

4- P disse:

"se há quem use os blogs para manifestar opiniões mais ou menos acertadas, mais ou menos parvas sobre o que bem entender, não é menos verdade que o princípio dos blogs (A LIBERDADE DE EXPRESSÃO!) foi completamente subvertido com os comentários de pessoas que, muito mais do que comentar o conteúdo dos textos publicados, usam os blogs e as caixas de comentários para ofensas e destilação de ódios e invejas, que mais não são do que vinganças pessoais. É o outro lado da moeda, já se sabe, mas não podem estar à espera que quem tem um blog o tolere. Há uma diferença muito grande, enorme, entre a discordância sobre o post e o ataque só porque sim. A moderação de comentários e os blogs que funcionam mediante convite mais não são que maneiras de o blogger se proteger (e fazer o que bem entender, sem ter que se justificar)."

O que é a moderação de comentários??? Não é para isso que serve. Ou é melhore« perguntar ou vens dizer amén ou não interessas. Isso sim é liberdade.

4 P disse:
"Traçar perfis sociólógicos dos autores dos blogs só por aquilo que se lê é perigoso e redutor. O Brunoa acha que o Arrumadinho é inseguro, é isto e mais aquilo. Acha, realmente, que as pessoas são tudo aquilo que escrevem num blog? É que, só por este texto, eu posso achar que o Bruno é prepotente, de visão limitada, extremamente intolerante, mimado, irado, infantil e muito menos inteligente e detentor da verdade do que aquilo que se julga. E, se calhar, vai-se a ver e até nem é nada disso. Nem tudo o que parece é, caro Bruno, e devia ser mais esperto do que isso para perceber que a internet e aquilo que as pessoas são na internet são coisas que vão para além das aparências."

Não li o arrumadinho, mas por aquelas magnificas frases posso dizer que o homem é um sábio. É mais uma pipoca doce, das tóxicas. Por isso depois temos uma sociedade de jovens acéfala, consumista e distante. Mas isso é muito bom para muita gente.
Sim, pensar dá trabalho. Acho muito bem queo Bruno ataque estes primários, porque este tipo de gente protege a ignorância, e mais do que isso divulga-a.

  Buttafly

quarta-feira, fevereiro 18, 2009 12:29:00 da manhã

Desculpem lá, mas então já não se pode escrever sobre o que se quer, no seu próprio blog? Brincamos aos "sou-o-maior-e-critico-tudo-e-todos-só-porque-não-gosto-lá-muito" ou quê?.....
Pensei que ter um blog significava o prazer pela escrita, mas pelos vistos em alguns casos enganei-me - e isso é que é triste, não é que um fulano tal escreva sobre A ou B....

;)

Ps - Ainda pensei se te comentava e te dava, consequentemente, mais algum protagonismo, mas depois a vontade foi tão grande que não resisti ... Muitas visitas e comentários não são, de todo, sinal de qualidade, caro blogger. Pensa nisso.

  Bruno Fehr

quarta-feira, fevereiro 18, 2009 12:46:00 da manhã

Teté disse...

"Mesmo assim, acho que blogue que reserve os comentários a "convidados" está destinado a esmorecer e a cair no esquecimento, mesmo que esses comentários sejam reais. (não sei se te parece incrível, mas já li um "puto" - só pode, né? - com 999 comentários, todos iguais, nem foi no blogger)"

Nao são os comentários, é o numero de visitas. Ao influenciar aumentando as visitas a pagina sobe no rank, aumenta de valor. Sim porque os blogues podem nao valer nada, mas o numero de visitas que tem, tem valor comercial.

  Bruno Fehr

quarta-feira, fevereiro 18, 2009 12:47:00 da manhã

lontra (MR.) disse...

"Detestas o Obama???"

O homem é uma farsa, já mostrou a sua verdadeira cara, a maior promessa já nao será cumprida. Nada será feito e duvido que fique no poder até ao final do mandato

  Bruno Fehr

quarta-feira, fevereiro 18, 2009 12:49:00 da manhã

Daniel Silva disse...

"No entanto do teu longo tetxto nota-se que o seguias com frequencia e entusiasmo, de tal maneira que, vendo-te agora impedido de colaborar, i.e., a dar a tua opinião sobre o que lês dado estar aberto a convidados, acabas por fazê-lo na mesma naquilo que mais "comichão" te causaou."

Errado a minha critica a esse blogue, estava já escrita e era muito mais agressiva, mas ele fechou o blogue, portanto tive de a reformular visto que os leitores deste blogue nao poderia confirmar o que dizia.

  Bruno Fehr

quarta-feira, fevereiro 18, 2009 12:49:00 da manhã

Cor do Sol disse...

"Até já tenho vontade de ler esse Arrumadinho. Porque é que falam sempre de coisas que eu não conheço :P?!"

Dá-me uma lista dos blogues de destaque que acompanhas e eu escolherei um alvo.

  Bruno Fehr

quarta-feira, fevereiro 18, 2009 12:50:00 da manhã

Solita disse...

"Terceiro, ñ entendo o porquê destas concorrencia dos blogs."

Nao é uma questão de concorrência, a critica entre blogues existe desde o inicio da blogosfera, mas esta nova geração bloguer pós 2005, parecem os Peace and Love dos anos 70.

  Bruno Fehr

quarta-feira, fevereiro 18, 2009 12:51:00 da manhã

Grão de Areia disse...

"b) O meu comentário ao blogue thestarsareshining foi meramente chamativo para a polémica do assunto. Desconhecendo a minha conversa com a interveniente e, por isso, a intenção do meu post, acho que não deve começar logo a tirar elações erradas e descntextualizadas, até porque NADA tinha a ver consigo. Apenas referi o seu post (citando até que tinha alguma lógica!) a título de exemplo, como bem lá disse."

O meu comentário não foi ofensivo, foi sim esclarecedor em relação ao seu comentário que poderia ser mal interpretado por outros visitantes alheios à conversa entre si a dona do blogue.

"c) Comento com quem eu quiser, o que eu quiser e quando eu quiser, era só o que faltava!"

E faz muito bem, tal como eu sou livre e tenho direito de resposta e esclarecimento. Liberdades iguais para ambos.

"Espero que compreenda que em nada o meu post foi minimamente para o picar. Se assim entender, pois, já diz o ditado, "temos pena"."

Eu não me senti picado, senti-me na necessidade de deixar um esclarecimento para terceiros. E não foi minha intenção picá-la.

"IT'S A FREE COUNTRY!"

Eu diria World, visto que estou do outro lado da Europa e nao no mesmo país :)

  Bruno Fehr

quarta-feira, fevereiro 18, 2009 12:52:00 da manhã

Maria...ia disse...

"Apanhei o "Arrumadinho" já em final de carreira, e lá deixei dois ou três comentários. A um o Bruno retaliou, mas o tal "Arrumadinho" nem sinal."

Sim, ele sempre optou por ignorar os discordantes, dando palmadinhas nos concordantes e regra geral prestava esclarecimento a certas meninas, só e sempre meninas.

"Não vou falar nesse novo eremita da blogosfera"

Tem piada ter falado em ermita, visto que a pessoa que nestes comentários mais defendeu o Arrumadinho, usou durante anos o nick de Ermita (Esse Sr. é o João).

"julgo que foi o meu comentário o último do blogue enquanto público. Isto porque quando o escrevi - e enquanto esperava aprovação do autor - o blogue ficou restrito a convidados. Entre o comentário e uma nova visita da minha parte o espaço de tempo foi de 5 minutos, se tanto... O que foi tempo suficiente para o autor concluir que realmente era um rapaz simples, mas demasiado simplório para falar do que quer que fosse."

Acredito. Eu tenho consciencia de como consigo dissecar um texto e destruir teorias sem bases reais. Quando ele moderou pela primeira vez, por vezes os meus comentários demoravam dias a aparecer. Todos os efectuados depois do meu, lá estavam.

"Não fui má... Apenas coerente."

Eu lembro-me do teu nick de lá. Coerência não era compatível com aquele espaço.

  Bruno Fehr

quarta-feira, fevereiro 18, 2009 12:53:00 da manhã

In a manner of speaking disse...

"Seja como for, parei no teu e gostei... Nem sei que texto li na altura, mas sinceramente gostei. Estava bem escrito, o que é coisa rara nestas "andanças", estava objectivo e com uma aparente sinceridade, pouco comum."

Sou bloguer desde 2003 por gosto, se perco o gosto o blogue termina, pois não sei escrever sem sentir prazer. Mudo de nick, mudo de blogue, começo novamente.

"Não concordo com tudo o que escreves, até porque pela sinceridade com que o fazes, é algo muito pessoal e que tem a ver com as características de cada um (por exemplo, eu nunca dedicaria um texto a criticar outro blog...), mas considero que é um excelente blog precisamente por isso."

A critica a blogues é algo muito comum em quem por aqui anda desde o inicio da blogósfera nacional. Desde os tempos do maior, mais visitado e comentado blogue Portugues, criticar todos os outros blogues de destaque, que por sua vez faziam criticas regulares uns aos outros. Sempre existiu, mas desde 2005 com a explosão dos blogues tugas, isso perdeu-se. Perdeu-se parte do espírito d blogosfera. Eu nao o perdi e se nao gosto, falo disso. No fundo as criticas por mais agressivas que fossem, levavam leitores de um blogue a ler o outro, o que era positivo.

  Bruno Fehr

quarta-feira, fevereiro 18, 2009 12:54:00 da manhã

P disse...

"1- parece-me que se dá demasiada importância à blogosfera, ao que se escreve, ao que se comenta. Só isso justifica tão longo e irado texto a propósito de um blog do qual, o autor, até diz não gostar assim tanto;"

Vamos lá ver. É normal que a nova vaga de bloguers não entenda que a critica bloguistica é e sempre foi parte da blogosfera e que de facto, só faz com que exista partilha de leitores. Se eu falo do teu blogue, por pior que fale, imensos dos leitores do meu blogue vão visitar o teu e alguns ficam.
Esta nova vaga de bloguers é que tem uma nova visão da blogosfera, pois ela está tão grande que é impossível uniformizar. Basta visitar os blogues dos velhotes e ver que a critica é normal e bem vinda.

Eu incentivo a criticarem-me, defender-me-ei, mas aceito as criticas.

"2- se os autores dos blogs, sobretudo aqueles mais lidos, forem comentar cada comentário deixado, as caixas ficam com 357 comentários, a maior parte deles só a dizer baboseiras que nada acrescentam ao teor do post."

Quem não quer comentar, fecha os comentários. O autor não tem de responder a "és o máximo", mas deverá responder a comentários construtivos. O Arrumadinho tinha um mínimo de 30 comentários e um máximo de 79 comentários, nada de transcendente. O Rafeiro Perfumado tem mais do dobro e dá a atencao que o leitor merece. Se é para ignorar, fecham-se os comentários. Se é para nao responder, nao se responde a ninguém. Ele respondia a alguns... regra geral aos mesmos.

"3- O autor deste blog parece-me estar apenas chateado por se ter visto excluído de um blog ao qual só ia para discordar das opiniões publicadas. E ficava ainda mais chateado por não ter resposta."

Ahahahahahahah, o autor deste blogue não liga a nada disso. Eu critico como teste ao meu poder argumentativo e adoro quando me dão luta na resposta.
Nao me irrita ficar excluído. Irrita-me sim bloguers que de uma forma ilegal iludam os contadores para obter visitar e subir no ranking.
Todas as páginas estão ligadas ao ranking Alexa que é um ranking mundial, a posição nesse ranking atribui um valor à página, qualquer forma artificial de influenciar esse ranking, é ilegal.

O motivo é simples, paginas web, sejam blogues ou nao, podem ser vendidas.

"4- Os blogs não são bíblias, não manifestam certezas absolutas e, factor muito importante, não são pagos."

Aí é que reside o erro. Escrever num blogue pode render muito dinheiro.

"Cada pessoa escreve o que quer, cada qual lê o quer. Opiniões semelhantes ou distintas haverá sempre muitas, mas é ridículo exigir o que quer que seja de quem escreve."

Nunca exigi nada, afirmo é que ele nao tinha a certeza do que escrevi, que é um homem inseguro e incapaz de sustentar o que escreve.
Capacidade argumentativa = zero.

"(A LIBERDADE DE EXPRESSÃO!)"

Defendo-a e o meu texto é feito sob este principio.

"A moderação de comentários e os blogs que funcionam mediante convite mais não são que maneiras de o blogger se proteger (e fazer o que bem entender, sem ter que se justificar)."

A moderação de comentários é uma necessidade quando se quer manter certas pessoas longe do nosso blogue. Se não estou online modero.
A razão da moderação é que Portugal ainda tem um sistema primitivo de internet, onde cada vez que se liga o PC se tem um IP diferente, sendo impossível bloquear uma pessoa (é por isto que a policia tuga, raramente apanha criminosos informáticos).

"6- Assume-se que quem tem um blog deve alguma coisa aos leitores, que se cria ali uma obrigatoriedade qualquer, que os autores têm que corresponder às expectativas e exigências. E não têm."

Pois não tem. Tem de fazer o que gosta e se não quer ler o que não gosta, fecha/modera comentários.

"mas isso não concede direitos especiais aos leitores, tais como esperar sempre uma resposta aos comentários deixados."

Por principio e integridade, se falam para mim, eu repondo, aqui ninguém fala para as paredes.

"O Brunoa acha que o Arrumadinho é inseguro, é isto e mais aquilo. Acha, realmente, que as pessoas são tudo aquilo que escrevem num blog?"

Sem dúvida, ele próprio dizia que escrevia o que sentia e falava sobre ele. Portanto o que se via era o homem escondido. Nas palavras mostramos muito mais do que o que gostariamos.

"É que, só por este texto, eu posso achar que o Bruno é prepotente, de visão limitada, extremamente intolerante, mimado, irado, infantil e muito menos inteligente e detentor da verdade do que aquilo que se julga."

Prepotente nao, mas sou irónico, arrogante e sarcástico. Quanto à visao limitada, isso nao faz sentido pois expandi os textos dele a niveis que ele nao atingiu.
Intolerante, sou! Em particular com idiotices e carneirinhos sentimentais. Irado é uma má interpretação do meu sarcasmo :) pois na verdade isto diverte-me, tal como responder a este comentário me está a divertir imensamente (sem ironia ou sarcásmo).
Irado é má interpretação, pois nada neste texto ou comentários me poderia retirar o sorriso da face.
Mimado e infantil isso nem se coloca e é unicamente uma maneira infantil de me tentar atacar, pois nada no meu texto demonstra mimo ou infantilidade.
Quanto à inteligência, ela é muito abrangente.

A diferença entre eu e tu. É que eu posso argumentar por ter lido 70% do blogue do arrumadinho. Tu estás a disparar às escuras nao conhecendo nada para além deste texto.

"e devia ser mais esperto"

A esperteza não deve ser uma característica humana, mas sim de animais, prefiro não o ser.

"8- Ando na blogosfgera há muitos anos e não consigo perceber porque é que as pessoas que dizem não gostar de um blog não são capazes de, pura e simplesmente, deixarem de o ler."

Nao acredito que ande e se anda há muitos anos, nao olhou à sua volta. A critica sempre foi uma constante.

"E sendo a blogosfera tão grande, porquê perder tempo a ler aquilo que não se gosta ou não se acha particularmente interessante?"

Porque o que gosto, concordarei e concordar nao tem piada.
Eu nunca, NUNCA disse que nao gostava do blogue, pois se nao gosto nao volto lá. Eu disse que nunca concordei com ele. É diferente.

As pessoas aparecem aqui com a mania de que quem eu critico, tem a liberdade de expressão que os defende. Minha cara, a liberdade de expressão também é uma liberdade minha, seja para lamber cus ou criticar.

"Porquê ir só para criticar?"

Se nao se concorda, por que nao? Por que motivo tenho de conformar em ler tretas com as quais nao concordo, sobre assuntos aos quais dou importancia.
Eu nao sou conformista, se nao concordo, mais do que dizer que nao concordo, explico os meus motivos, dou as minhas razoes e EM TODA A GENTE que aqui vem agora dar-me licoes de moral, NUNCA 1, NEM 1, teve os argumentos ou coragem de contradizer os meus comentários naquele blogue!
Contra factos nao há argumentos. E quem nao tem argumentos, cala-se. Quem se cala, consente.

A critica é uma liberdade, existe em todos os ramos sociais. A blogosfera nao é um excepção.
Nao aceito o conformismo desta onda de novos bloguers que desviam o olhar só porque seria o politicamente correcto.
Nao concordo mas argumento e quem nao gosta pode responder-me argumentando, ou calar-se!

Muito obrigado pelo teu comentário, foi sem dúvida o mais estimulante de responder. Já melhorou o meu dia :)

  Bruno Fehr

quarta-feira, fevereiro 18, 2009 12:58:00 da manhã

João disse...

"Meu deus, finalmente alguém com dois palmos de testa."

Um careca? Onde?

  Bruno Fehr

quarta-feira, fevereiro 18, 2009 1:04:00 da manhã

forteifeio disse...

"Se tu não dás importância à blogosfera, porque fizeste um comentário tão extenso??? Afinal de contas no teu entender isto não tem grande importância."

Ups :S

"Ninguém exige nada, segundo sei ele só disse que o engomadinho, desculpa o " arrumadinho" tem pouca capacidade de argumentação.
E é ligeiramente básico."

O que nao considero uma critica destrutiva, unicamente um ponto de vista lógico.

  Bruno Fehr

quarta-feira, fevereiro 18, 2009 1:13:00 da manhã

Buttafly disse...

"Desculpem lá, mas então já não se pode escrever sobre o que se quer, no seu próprio blog?"

Pode, é isso que a senhora acabou de ler, visto que este é o meu blogue.

"Brincamos aos "sou-o-maior-e-critico-tudo-e-todos-só-porque-não-gosto-lá-muito" ou quê?..."

A senhora está... nao encontro a palavra em Português, Biased (termo Inglês que significa: cega por simpatia). O que estou a brincar é aos "sou-o-maior-critico-so-porque-nao-concordo-mas-argumento-o-meu-ponto-de-vista". Como poder verificar, estamos a falar de jogos diferentes.

"Ps - Ainda pensei se te comentava e te dava, consequentemente, mais algum protagonismo, mas depois a vontade foi tão grande que não resisti ... Muitas visitas e comentários não são, de todo, sinal de qualidade, caro blogger. Pensa nisso."

Foi por pensar que escrevi sobre aquele senhor. Muito obrigado pelo seu comentário, mas nao acho que tenha lido o texto, se leu nao entendeu. Mas eu nao posso resolver questões de interpretação, nem casos de cegueira voluntária.

  João

quarta-feira, fevereiro 18, 2009 1:25:00 da manhã

Bruno, o endereço http://oarrumadozinho.blogspot.com/está livre.

Aproveita.

  Bruno Fehr

quarta-feira, fevereiro 18, 2009 1:37:00 da manhã

"João disse...

Bruno, o endereço http://oarrumadozinho.blogspot.com/está livre.

Aproveita."

Que insulto "bonito" à língua Portuguesa!

Gosto mais de:
http://oengomadinho.blogspot.com
http://oinsegurinho.blogspot.com

Se é que posso escolher...

  forteifeio

quarta-feira, fevereiro 18, 2009 1:40:00 da manhã

Bruno,

tu esforças-te, mas ele não vai perceber...

  O Arrumadinho

quarta-feira, fevereiro 18, 2009 11:34:00 da manhã

Caro Bruno

Fui alertado para este extenso texto sobre o meu blogue e resolvi espreitar. Confesso que não fiquei muito surpreendido. Mas também não vou entrar em grandes discussões, até porque acho que basta ler alguns comentários ao post para se perceber que cada um tem a sua opinião e que ninguém é detentor da verdade.
Não tenho obrigatoriedade nenhuma em dar-te explicações, mas vou fazê-lo porque sei que eras seguidor do meu blogue - e terei prazer em convidar-te para que o continues a seguir, se assim o entenderes.
Resolvi fechar o meu blogue - com expliquei no último post aberto que fiz - porque o facto de ele estar disponível para toda a gente levou a que algumas pessoas o tentassem usar para me atacar na minha vida pessoal e profissional.
Como expliquei, criei um blogue para me divertir, para discutir assuntos que acho engraçados e pouco discutidos, para relaxar, para debitar umas opiniões sobre uma coisa que acho que é do interesse de toda a gente, que são as relações entre homens e mulheres.
Nunca tive a ambição de ser detentor da verdade. Nunca me insurgi contra pessoas que discordavam abertamente de mim, nunca ataquei ninguém deliberadamente nem em posts nem nos comentários, e, como sabes, tive a caixa de comentários sem moderação até há bem pouco tempo.
O facto de eu não responder à maior parte dos comentários tinha uma razão simples e objectiva: não tenho tempo. Muitas vezes nem para ler os comentários, quanto mais para comentar os comentários. Eu gosto de gerar discussão, como gerei muitas vezes, mas essa discussão não tem de ser entre mim e os comentadores, pode perfeitamente ser apenas entre eles. Se eu tiver tempo vou lá debitar mais qualquer coisa.
Só duas últimas notas: acho admirável a forma como seguias o meu blogue, sabendo coisas que eu próprio não sei, até porque nem ligo a isso - como as médias dos tempos de visita, os número, as posições dos rankings, fantástico. Mais ainda por ser um blogue que, a julgar pelo teu post, era uma merda. Tens assim tanto tempo livre para dedicar a coisas de que não gostas? Não sei se isso é bom, se é mau. Tu saberás.
Por fim, dizer-te apenas que lançares para a discussão frases que eu escrevi no meu blogue, descontextualizando-as, e apresentando-as como exemplos do meu basismo parece-me, no mínimo, deselegante. A melhor de todas é a do Sócrates. Recordo, a quem não leu no meu blogue, que a minha frase era: "Seria muito triste o Sócrates cair por causa do Freeport. Ainda se fosse o Colombo, o Vasco da Gama, ainda vá, agora a porcaria do Freeport". O que quiseste passar foi a ideia de um post político, quando era apenas irónico e humorístico. Assim, descontextualizando, é fácil atacar.
Mas como te disse, eu respeito a opinião de toda a gente, e gostava de te ter como meu contraponto no Arrumadinho - acho que era salutar para as discussões. Tenho a certeza de que nunca eliminei um comentário teu, e a maior parte eram discordantes - e isso prova que nada tenho contra as pessoas que não me dizem que sim a tudo. Porque não tenho.
Podia ficar aqui a manhã toda a desconstruir o teu texto, mas tenho mais do que fazer. Como disse antes, sou um rapaz ocupado.
Se quiseres continuar a seguir-me, ainda tenho duas ou três vagas em aberto. É só enviares um mail para oarrumadinho@gmail.com.
Abraço

  Nat.

quarta-feira, fevereiro 18, 2009 12:33:00 da tarde

O Arrumadinho está a ser hipócrita e está num de dar charme.
Eu era seguidora do seu blog lia sem comentar, porque não tinha nada a acrescentar. O blog dele fechou eu pedi para o acompanhar e até hoje estou à espera.

Sinto vergonha de ter feito tal pedido, mas pelo menos fiquei a saber quem é o Arrumadinho e que a máscara no blog, era só isso mesmo uma máscara.

Quanto ao texto, concordo com uns pontos e discordo de outros, mas foi um texto útil pois desmascarou um farsante.

  Bruno Fehr

quarta-feira, fevereiro 18, 2009 1:12:00 da tarde

forteifeio disse...

"tu esforças-te, mas ele não vai perceber..."

Mas saberá :)

  Bruno Fehr

quarta-feira, fevereiro 18, 2009 1:12:00 da tarde

O Arrumadinho disse...

"Fui alertado para este extenso texto sobre o meu blogue e resolvi espreitar."

Extenso? Foste alertado por quem não conhece o meu blogue. Mas eu esperava que o fosses.

"Não tenho obrigatoriedade nenhuma em dar-te explicações, mas vou fazê-lo porque sei que eras seguidor do meu blogue"

Nao pedi explicações e eu não era seguidor do teu blogue. Visitava-o regularmente.

"e terei prazer em convidar-te para que o continues a seguir, se assim o entenderes."

Isto é unicamente uma frase dita para iludir quem lê. Um bloguer que resolve fechar o seu blogue, se tem algum, o mínimo respeito pelos seus leitores envia convites de iniciativa própria. Tu estás numa de eu convido quem me pedir. Quem pedir?
Só pedirão, pessoas fracas, sem o mínimo de amor próprio. As coisas não funcionam assim.

"Resolvi fechar o meu blogue - com expliquei no último post aberto que fiz - porque o facto de ele estar disponível para toda a gente levou a que algumas pessoas o tentassem usar para me atacar na minha vida pessoal e profissional."

Acho incrível que isso aconteça, não pelo facto de ter atacarem, pois eu sei o que isso é, mas pelo facto de chegarem até ti. Eu sei bem os recursos disponíveis de algumas pessoas para investigação, mas não acredito na seriedade da situação.
Haver uma pessoa a identificar-nos é surpreendente, mas a identificação depende das informações que ti dás.
Posso dizer-te que a única vez que fui totalmente identificado,foram usadas bases de dados do Estado Português de forma ilegal.
Se te encontraram é porque falaste demais, sobre ti. Há dicas que não se dão.

"Como expliquei, criei um blogue para me divertir, para discutir assuntos que acho engraçados e pouco discutidos, para relaxar, para debitar umas opiniões sobre uma coisa que acho que é do interesse de toda a gente, que são as relações entre homens e mulheres."

Divertir aceito. Mas quando dizes discutir, eu tenho de me rir. Pois o que fazia era debitar opiniões que não era fundamentadas. Nao tinhas nem tens de responder a toda a gente se não o queres fazer, mas podes e deves, defender as tuas opiniões, quando elas são completamente anuladas.

"Nunca me insurgi contra pessoas que discordavam abertamente de mim, nunca ataquei ninguém deliberadamente nem em posts nem nos comentários"

Argumentar, defender opiniões, ninguém falou em insurgencias ou ataques.

"O facto de eu não responder à maior parte dos comentários tinha uma razão simples e objectiva: não tenho tempo. Muitas vezes nem para ler os comentários, quanto mais para comentar os comentários. Eu gosto de gerar discussão"

Ora bem, eu acho que uma mau gosto terrível a caixa de comentários que serve para comentar o texto, para que o autor fique com uma ideia das opinioes de quem o le, se ignorada. Nao importa se é por falta de tempo ou nao. Quem nao está para perder tempo com um blogue ou nao o tem, ou nao tem os comentários abertos. Isto é muito simples e é uma questao de ética.

Espero que agora, dediques um pouco mais de atencao ao teus leitores, visto que sao menos e deles, nem todos comentam.

Chamas ao meu texto longo. Eu chamo ao teu textos parágrafo. Pois na verdade alguns dos teus textos sao parágrafos e nao exigem mais do que 5 minutos a escrever. Por isso numa hora que dediques ao blogue, podes responder ao comentários que suscitem a discussão que alegas gostar.

"como as médias dos tempos de visita, os número, as posições dos rankings, fantástico."

Tu disponibilizas esses dados no teu blog. Nao sejas irónico, pois só te fica mal. Deixa a ironia para comigo.

"Mais ainda por ser um blogue que, a julgar pelo teu post, era uma merda."

Nunca me referi a ele como merda. Esta tua afirmação é uma má utilização da ironia. O teu blogue é sim: Banal, oco, vazio, arrogante, inseguro. A maioria destes defeitos seria facilmente corrigido com textos melhor pensados ou melhor argumentados. Acima de tudo sem contradições no próprio texto e/ou nos comentários.

"Tens assim tanto tempo livre para dedicar a coisas de que não gostas?"

Ora aqui está mais um exemplo de que ou não leste, ou não percebes ou estás usar erradamente da ironia.
Eu nunca disse que não gostava. Nem gostava, nem desgostava, era como um Placebo.

"Por fim, dizer-te apenas que lançares para a discussão frases que eu escrevi no meu blogue, descontextualizando-as, e apresentando-as como exemplos do meu basismo parece-me, no mínimo, deselegante."

Poderás fornecer os teus textos e eu apresentarei contextos completos.
Em ponto algum existe descontextualização e tu sabes bem disso, são afirmações tuas que tentaste sustentar. A ideia que as citações passam, são confirmada com a totalidade do texto. Como disse, poderás fornecer os textos e eu acrescentarei parágrafos com o raciocínio completo.

"A melhor de todas é a do Sócrates. Recordo, a quem não leu no meu blogue, que a minha frase era: "Seria muito triste o Sócrates cair por causa do Freeport. Ainda se fosse o Colombo, o Vasco da Gama, ainda vá, agora a porcaria do Freeport". O que quiseste passar foi a ideia de um post político, quando era apenas irónico e humorístico."

A ideia é sustentada pelo teu texto, "gosto do Sócrates". O caso Freeport é dos mais graves dos últimos anos.

"Assim, descontextualizando, é fácil atacar."

Nao houve descontextualização, aliás respeitei o teu carinho por aquele politico, demonstrado dias antes num outro texto. Foi 2, 3 dias antes para ser preciso.

"Tenho a certeza de que nunca eliminei um comentário teu, e a maior parte eram discordantes - e isso prova que nada tenho contra as pessoas que não me dizem que sim a tudo."

Nunca disse que tinhas eliminado, pois se o tivesses feito, um post teria surgido nessa altura e nao este, agora.

"Podia ficar aqui a manhã toda a desconstruir o teu texto, mas tenho mais do que fazer."

Mas tu nao tocaste no meu texto, ele nao foi desconstruído, apenas desconstruíste as tuas citações.

"Se quiseres continuar a seguir-me, ainda tenho duas ou três vagas em aberto. É só enviares um mail para oarrumadinho@gmail.com."

Ora vamos lá ver se eu entendo. Primeiro dizes que convidas, mas afinal temos de pedir?
Eu participei no teu blogue, enquanto era aberto, nao sabendo na altura até onde ia a tua arrogância, em pouco tempo descobri e não gostei. Ainda te tentei abrir os olhos, fazendo-te ver como era fácil ridicularizar o que escreves, de maneira a veres que nao argumentares é um erro. Quem nao defende as suas opiniões, ou está a ser falso no que diz, ou nao sabe o que diz e joga pelo seguro.

  Bruno Fehr

quarta-feira, fevereiro 18, 2009 1:17:00 da tarde

Nat. disse...

"O blog dele fechou eu pedi para o acompanhar e até hoje estou à espera."

Quanto a isto posso dizer algo a favor do Arrumadinho e contra ele.

A favor:
Um blogue fechado, só poderá ter 100 leitores, ao atingir este valor, mais ninguém o poderá ler.

Contra:
Pelo comentário dele no meu blogue, ele ainda tem duas ou três vagas, pelos vistos está a seleccionar em vez de ser como ele apregoa "é só pedir".

"Sinto vergonha de ter feito tal pedido, mas pelo menos fiquei a saber quem é o Arrumadinho e que a máscara no blog, era só isso mesmo uma máscara."

Um blogue privado aceita só 100 pessoas, 100 pessoas que devem sr convidadas e nao ficar à espera que se facam convidadas. Se a nossa casa tem lotacao e se a festa é nossa, nós deveremos emitir convites.

Se estou surpreso? Nao!
Eu é que nao sou a Lili Canecas dos blogues.

  João

quarta-feira, fevereiro 18, 2009 11:49:00 da tarde

Bruno, já te podes orgulhar de ter na mesma caixa de comentários, a participação de dois dos melhores bloggers portugueses.

Se quiseres arranjo-te uma faixa para pendurares. Tipo aquela do piaçaba.

Eu andei por cá alguns anos e nunca consegui nada disto,

  Filipa

quinta-feira, fevereiro 19, 2009 1:31:00 da manhã

Por isso é que gosto de vir aqui criticar, ehehehe. estou a brincar..sim eu sei, não teve piada. concordo plenamente no que disseste de socrates e na cena da solidão. Meteste as cenas de tal modo que seria impossivel discordar. É por teres esse ponto de vista tao diferente do que tou habituada que gosto de ler estas coisas. Fico sempre a pensar.E pessoas que metem as outras a pensar, é sempre bom. Não me importo com os temas que escrevem nem se é futil ou não, cada qual lá sabe da sua vida ou da falta dela. Agora que rejeitem criticas, isso é estupido. Se não querem criticas escrevam num diario em casa,daqueles cor de rosinha, com um cadeado, muito bonito. ***

  Bruno Fehr

quinta-feira, fevereiro 19, 2009 9:12:00 da manhã

João disse...

"Bruno, já te podes orgulhar de ter na mesma caixa de comentários, a participação de dois dos melhores bloggers portugueses."

Quem? Quem? Por acaso tenho aqui uns 10 muito, muito bons... mas não conheces, pois não escrever banalidades. Agora melhor, melhor, melhor é estares caladito :D

"Se quiseres arranjo-te uma faixa para pendurares. Tipo aquela do piaçaba."

Olha mete a faixa no... teu blogue!

"Eu andei por cá alguns anos e nunca consegui nada disto"

Nada mesmo.

  Bruno Fehr

quinta-feira, fevereiro 19, 2009 9:13:00 da manhã

Filipa disse...

"Por isso é que gosto de vir aqui criticar, ehehehe. estou a brincar..sim eu sei, não teve piada."

Claro que teve piada, eu achei. Isto é giiiiroooo! As pessoas irritam-se tanto, que se torna ainda mais giro!

"concordo plenamente no que disseste de socrates e na cena da solidão. Meteste as cenas de tal modo que seria impossivel discordar. É por teres esse ponto de vista tao diferente do que tou habituada que gosto de ler estas coisas. Fico sempre a pensar."

O problema é que nem toda a gente, tem a inteligência de tentar perceber outros pontos de vista. A maioria que aqui veio do blogue dele, estão tão cegos, com tanta sede de tomar partido, que o que escrevo já é erro, mesmo antes de o lerem.

"Se não querem criticas escrevam num diario em casa,daqueles cor de rosinha, com um cadeado, muito bonito."

Clap, Clap, Clap, alguém com dois dedos de testa, ou como disse o comentador antes de ti, "alguém com dois palmos de testa :)

  Salto-Alto

quinta-feira, fevereiro 19, 2009 11:35:00 da manhã

Confesso que nunca li "O Arrumadinho" e por isso não tenho opinião formada!

  Xana

quinta-feira, fevereiro 19, 2009 3:44:00 da tarde

Eu conheço o blogue d'O Arrumadinho. Pelo que li, o teu não é muito diferente do dele (nem em texto nem em comentários). Mas eu prefiro o dele. São gostos.

  _Malinha viajante

quinta-feira, fevereiro 19, 2009 4:02:00 da tarde

A questão é muito simples: o Arrumadinho tinha um blog lido por muita gente por causa do blog da Pipoca! Sinceramente só o li 2 ou 3 vezes e não achava muita piada...se o pôs privado ou não por não gostar dos comentários é lá com ele, a mim não me aquece nem arrefece...ahahah
Mas por acaso gostei do teu blog e então vou voltar!!:PP
bjs
_malinha

  Anónimo

quinta-feira, fevereiro 19, 2009 4:34:00 da tarde

Não escrevo na blogosfera mas admiro-a. Ou admirava. Porque, de repente, a blogosfera passou a ser o retrato desta sociedade que, impensavelmente se tornou tão intolerante! Todos têm opinião sobre a crise, os assaltos, o casamento de homossexuais, a eutanásia, o estado da justiça.. Pensamos: finalmente uma sociedade plural, que não se acanha de discutir os assuntos livremente! Mas não. Discute-os de forma intolerante, sem respeito pela opinião alheia, porque só a própria é correcta. Isso não é ter opinião, é impor opinião. Isso não é pluralidade e democracia. É intolerância e intransigência.
E lia o "Arrumadinho". Sempre. Bem como os comentários. E deixei de ler porque ficava incomodava com a intolerância disfarçada de opinião discordante.
Regra básica de uma educação plural: saber expor as opiniões. Porque a minha mae, que tem 70 anos, pouco estudou e nada sabe da blogosfera, sempre me disse algo de sábio: "não é o que se diz, é como se diz. Perdes a razão se não sabes adequar o tom das ideias que defendes."
Nunca esqueço estas palavras mesmo quando as minhas acções as contradizem. Servem para pedir desculpas pela minha intolerância. Para fazer o meu mea culpa.
Leio e releio as "trocas de galhardetes" nos blogs e a intelectualidade opinativa e o uníco sentimento que tenho é o de desilusão. Desilusão pela arrogância.
Tenho dito e assino, sem anonimato.
Sofia Ramos

  Anónimo

quinta-feira, fevereiro 19, 2009 4:34:00 da tarde

Não escrevo na blogosfera mas admiro-a. Ou admirava. Porque, de repente, a blogosfera passou a ser o retrato desta sociedade que, impensavelmente se tornou tão intolerante! Todos têm opinião sobre a crise, os assaltos, o casamento de homossexuais, a eutanásia, o estado da justiça.. Pensamos: finalmente uma sociedade plural, que não se acanha de discutir os assuntos livremente! Mas não. Discute-os de forma intolerante, sem respeito pela opinião alheia, porque só a própria é correcta. Isso não é ter opinião, é impor opinião. Isso não é pluralidade e democracia. É intolerância e intransigência.
E lia o "Arrumadinho". Sempre. Bem como os comentários. E deixei de ler porque ficava incomodava com a intolerância disfarçada de opinião discordante.
Regra básica de uma educação plural: saber expor as opiniões. Porque a minha mae, que tem 70 anos, pouco estudou e nada sabe da blogosfera, sempre me disse algo de sábio: "não é o que se diz, é como se diz. Perdes a razão se não sabes adequar o tom das ideias que defendes."
Nunca esqueço estas palavras mesmo quando as minhas acções as contradizem. Servem para pedir desculpas pela minha intolerância. Para fazer o meu mea culpa.
Leio e releio as "trocas de galhardetes" nos blogs e a intelectualidade opinativa e o uníco sentimento que tenho é o de desilusão. Desilusão pela arrogância.
Tenho dito e assino, sem anonimato.
Sofia Ramos

  Pandora

quinta-feira, fevereiro 19, 2009 7:41:00 da tarde

Olá

Já percebi que não achas que as pessoas que comentei porque não concordam com o autor o façam, por isso sinto-me à vontade para te escrever.

Eu não conheço esse arrumadinho e, confesso, nem consegui ler o teu post até ao fim de tanto que escreves sobre ele...

O facto é que, para quem não concorda e acha que ter publicidade através de outros não é a forma mais digna de a ter, desculpa mas não só lhe dás muita importância, como estás a tentar (e a conseguir, a avaliar pelo numero de comentários) ter muita atenção às custas do Arrumadinho.

Na minha opinião, cada um escreve o que quer, e ele tem tanto direito quanto tu a escrever o que lhe apetecer e ter um blog privado ou público, como ele entender melhor para si.

Não conheço nenhum de vocês, mas por este simples post teu acho que lhe dás demasiada atenção, e se calhar és tu que não lidas bem com o protagonismo alheio...

Espero que não me respondas de forma menos simpática porque me parece, pelo teu texto, que aceitas críticas ou discordâncias com a tua opinião.

Bjs

  Pandora

quinta-feira, fevereiro 19, 2009 7:44:00 da tarde

Só mais uma coisa... Esperando que não me leves a mal, porque não te conheço, mas quando pões comentário previamente aprovados por ti, também me parece uma atitude um bocadinho selectiva, à imagem do que o Arrumadinho pelos vistos fez.

Espero que publiques os meus textos, uma vez que discordam contigo, mas não ofendem...

Bjs

  Anónimo

quinta-feira, fevereiro 19, 2009 10:52:00 da tarde

Ai Brunito, a inveja é uma coisa tão feia.

By the way, o menino trabalha? Ou o seu trabalho é analisar o blogue do Arrumadinho e responder aqui aos comentários das quarentonas taradas e dos lambe-botas, que me parecem ser as suas únicas visitas?

E que grande obsessão o menino tem com visitas e rankings. Chega a ser assustador.

O menino é completamente ridículo, sabia? Olhe junte-se com uma dessas taradas que têm blogues de sexo e que pelos vistos o adoram. Ehehehehhe

  Bruno Fehr

sexta-feira, fevereiro 20, 2009 1:09:00 da manhã

Salto-Alto disse...

"Confesso que nunca li "O Arrumadinho" e por isso não tenho opinião formada!"

Eu dei a minha opiniao, claro que nao espero que todos o conhecam, seria triste se assim fosse.

  Bruno Fehr

sexta-feira, fevereiro 20, 2009 1:09:00 da manhã

Xana disse...

"Eu conheço o blogue d'O Arrumadinho. Pelo que li, o teu não é muito diferente do dele (nem em texto nem em comentários)."

Nao sei se isso é uma piada ou um insulto, vou levar isso como uma piada, pois obviamente a senhora nao leu nada aqui!

  Bruno Fehr

sexta-feira, fevereiro 20, 2009 1:09:00 da manhã

_Malinha viajante disse...

"A questão é muito simples: o Arrumadinho tinha um blog lido por muita gente por causa do blog da Pipoca! Sinceramente só o li 2 ou 3 vezes e não achava muita piada...se o pôs privado ou não por não gostar dos comentários é lá com ele, a mim não me aquece nem arrefece...ahahah"

Eu sei disso e refiro isso, se ele fizesse um blogue sem uma Pipoca azeda a apoiar... nao tinha visita alguma, o que seria uma justica ao seu conteudo.

"Mas por acaso gostei do teu blog e então vou voltar!!:PP"

Obrigado, garanto que nao encontrará semelhancas com a Pipoca ou Arrumadinho, assim que estas fritas da tola, voltarem para o blogue de onde vieram :)

  Bruno Fehr

sexta-feira, fevereiro 20, 2009 1:10:00 da manhã

Anónimo Sofia Ramos disse...

"Não escrevo na blogosfera mas admiro-a. Ou admirava. Porque, de repente, a blogosfera passou a ser o retrato desta sociedade que, impensavelmente se tornou tão intolerante! Todos têm opinião sobre a crise, os assaltos, o casamento de homossexuais, a eutanásia, o estado da justiça.."

Voce nem escreve nem le, pelo que dá a entender. Pois a blogosfera sempre foi critica desde 2001. Agora é que estamos numa altura em que se pode criticar tudo, excepto blogues! Poupem-me!

" Pensamos: finalmente uma sociedade plural, que não se acanha de discutir os assuntos livremente! Mas não. Discute-os de forma intolerante, sem respeito pela opinião alheia, porque só a própria é correcta. Isso não é ter opinião, é impor opinião. Isso não é pluralidade e democracia. É intolerância e intransigência. "

Deve estar a falar do texto da Pipoca sobre mim, dizendo que escrevi sobre ela e nao o fiz e que eliminei os seus comentários que também nao fiz. Ela é que nao publica comentários que discordem com ela.
Voce deverá copiar este comentario e publicar em http://apipocamaisdoce.blogspot.com

Nao tem de agradecer.

"E lia o "Arrumadinho". Sempre. Bem como os comentários. E deixei de ler porque ficava incomodava com a intolerância disfarçada de opinião discordante.
Regra básica de uma educação plural: saber expor as opiniões."

Mais uma vez nao deve estar a falar de mim, nem tem nada a ver com o texto.

" Porque a minha mae, que tem 70 anos, pouco estudou e nada sabe da blogosfera, sempre me disse algo de sábio: "não é o que se diz, é como se diz. Perdes a razão se não sabes adequar o tom das ideias que defendes.""

O tom? Está a brincar? O tom do que se escreve é uma questao de interpretacao, voce nunca leu nada meu, para conseguir indeitificar tons!!!!

  Bruno Fehr

sexta-feira, fevereiro 20, 2009 1:11:00 da manhã

Pandora disse...

"Já percebi que não achas que as pessoas que comentei porque não concordam com o autor o façam, por isso sinto-me à vontade para te escrever."

Podes estar à vontade.

"O facto é que, para quem não concorda e acha que ter publicidade através de outros não é a forma mais digna de a ter, desculpa mas não só lhe dás muita importância, como estás a tentar (e a conseguir, a avaliar pelo numero de comentários) ter muita atenção às custas do Arrumadinho."

Discordo. Pois o elevado numero de comentário é só sinal de have discussao, coisa que é normal em qualquer critica.

Criticam-se livros, filmes, musica, agora os blogues dao livros e nao se podem criticar? Será que me está a falhar algum detalhe, uma regra ou lei, que me impede de expressar a minha opiniao em relacao a outro blogue.

Posso indicar-lhe imensos links de blogues que falam ou falaram do meu, bem e mal e bam mal. Eu nao me importo com isso, sao opinioes. Eu respeito-as, respeitem a minha.

"Na minha opinião, cada um escreve o que quer, e ele tem tanto direito quanto tu a escrever o que lhe apetecer e ter um blog privado ou público, como ele entender melhor para si."

E que foi que eu fiz? Escrevi a minha opiniao naquele que é ainda o meu blogue e que ninguém é obrigado a ler.

"Não conheço nenhum de vocês, mas por este simples post teu acho que lhe dás demasiada atenção, e se calhar és tu que não lidas bem com o protagonismo alheio..."

Sinceramente. O meu protagonismo é mais do que suficiente, eu sempre fui feliz com os comentários no meu blogue, que sao de qualidade superior, pois aqui há poucas massagens ao ego e muita, muita opiniao e argumentacao.

A popularidade do Arrumadinho é realmente da Pipoca, ele nao é ninguém, ninguém o conhece excepto leitores da Pipoca.

"Espero que não me respondas de forma menos simpática porque me parece, pelo teu texto, que aceitas críticas ou discordâncias com a tua opinião."

Minha cara, é obvio que voce ainda nao conhece o meu blogue. Eu nao sou agressivo por dicordarem de mim, o meu blogue existe para que exponham opinioes. Mas quando a educacao para comigo é má, eu nao serei bem educado. O que nao foi o seu caso.

"Só mais uma coisa... Esperando que não me leves a mal, porque não te conheço, mas quando pões comentário previamente aprovados por ti, também me parece uma atitude um bocadinho selectiva, à imagem do que o Arrumadinho pelos vistos fez."

Eu tenho um rapazinho banido deste blogue. Um louco que me deixa todos os dias comentários ofensivos e que agora até e-mails me manda. Eu bani-o, nao o quero aqui e tenho o direito de nao o querer. Modero comentários pois prometi-lhe que ele nao voltaria a comentar aqui e é a unica pessoa que está banida. Tirando isso, todos os comentários sao publicados.

  Bruno Fehr

sexta-feira, fevereiro 20, 2009 1:11:00 da manhã

Anónimo disse...

"Ai Brunito, a inveja é uma coisa tão feia."

Olha outra frita-da-tola. Inveja de? Ser um freak de arrumacoes com ideias de merda e sem poder argumentativo para defender as suas opinioes?
Que escreve em tom de "anda cá que eu lambo-te o cu, sem lamberes o meu"

óh, menina, aqui mais depressa leva uma foda argumentativa por ser parvinha e escrever comentários sem ler o que escrevi. Do que levará um "bem vida".

"By the way, o menino trabalha? Ou o seu trabalho é analisar o blogue do Arrumadinho e responder aqui aos comentários das quarentonas taradas e dos lambe-botas, que me parecem ser as suas únicas visitas?"

Lambe cus é a menina, pois vem para aqui soltar peidinhos sem ler nada do que escrevi.

Vá-la ler a Maria e masturbar-se com a capa do jornal a Bola.

Taradas com blogues de sexo?
Olhe para meninas falsas púdica como a senhora... sempre que vier ao meu blogue clique em Alt+F4 e vá fazer bordados!

  Vera

sexta-feira, fevereiro 20, 2009 3:48:00 da tarde

Pois eu adorei que o palerminha tivesse limitado o blog a convidados, assim podem fazer as private parties da estupidez! E tenho pena que a pipoca mais parva não faça o mesmo porque era menos uma peixeira na blogosfera.

  CAL

sexta-feira, fevereiro 20, 2009 11:35:00 da tarde

Caro Bruno Fehr,

Cheguei ao seu blogue através da polémica (?) que se gerou e que culminou com um post no apipocamaisdoce. Lia, enquanto me foi possível, oarrumadinho e lastimo, porque muito que compreenda, que o seu acesso tenha sido limitado. Não conheço, ainda assim, qualquer dos autores dos blogues em causa.
Do seu blogue, no qual permaneci bastante tempo neste post, sobretudo na caixa de comentários (tentei ler todos os comments na integra bem como a sua resposta aos mesmos sem, contudo, ter tal conseguido) conheço o que acabei de descrever.
“Declaração(ões) de interesses feita(s)”, a razão que me leva a aqui deixar um comentário prende-se com a curiosidade que alguns pontos me suscitaram e a vontade de deixar uma achega ao que outros (em particular o “João”, um dos primeiros a comentar) disseram e aos quais o Bruno Fehr já respondeu.

Irei usar alguns excertos de respostas suas ao “João” para melhor contextualizar a minha “exposição”:

Excerto I
“Sobre o que sei, terias de ler o meu blogue para opinar. Mas se tenho um teoria, defendo-a. O Arrumadinho escreve e depois nos comentários altera a sua opinião consoante as pressões lógicas apresentadas. Isso é sinal de quem não é seguro do que pensa e escreve.”

Em algum momento lhe pareceu razoável expectar que, ao autor de oarrumadinho, interessasse mais “lançar o mote”, sem preocupações académicas, no que ao aprofundamento dos subjects a abordar diz respeito, apreciando, antes, a troca ancorada na experiência de vida de cada um dos seus interlocutores?
Parecer-lhe-ia verosímil que os posts escritos pudessem resultar de um ímpeto (“inimigo” da recolha exaustiva de informação característica de outros cenários) que visava a reflexão conjunta, justamente para construir uma perspectiva continuamente mais rica, exactamente porque adensada pelas diferentes colaborações?
Ou, quem sabe, apesar de seguro do que acabava de expor, num primeiro momento, face ao exposto por outros, reconhecesse mérito, coerência aos mesmos e, por isso mesmo, alterasse os seus pressupostos iniciais? Por outras palavras, aquilo que adjectiva de “pressão lógica (…) [e] sinal de quem não é seguro do que pensa e escreve” poder constituir humildade intelectual? Talvez seja defeito profissional meu, mas, no meio em que me movimento, mudar de perspectiva face à descoberta de novos factos sobre a temática em causa é, não só altamente comum, como o motor do progresso (altamente desejável se não mesmo condição sine qua non), sem que isso implique que não sejamos seguros daquilo que conhecemos naquele dado momento. Implica antes que, face a algo que se nos apresente como, no limite, melhor, mudámos justamente nesse sentido.
De resto, a flexibilidade, de raciocínio, por isso mesmo, de pensamento e, hipoteticamente, de acção, é um importante indicador de inteligência (tal qual é entendida e avaliada - como constructo, portanto - nos mais diversos e reputados testes formais de avaliação do conceito).
Deixou-me, esta última parte do seu comentário, a sensação que o Bruno Feher atribui à manutenção de uma posição inicial própria (a qualquer custo?), um qualquer tipo de superioridade intelectual (e se é mais do que a minha impressão, se é assim ou não, a si lhe diz respeito, pretendo apenas, caso anua, clarificar esta minha impressão).

Excerto II

”(…)O Arrumadinho tem as visitas que tem, devido à publicidade da Pipoca. Assim que ela o publicitou ele teve 2.200 visitas diárias e foi perdendo 200 visitas todos os meses, estando agora com 1504. Fazendo o teste de visitas 32% são visitas de 0 segundos, ou seja, proxys ou google spiders.
Tendo em conta que o sitemeter dele é grátis, ao fim de 100 visitantes os dados sao apagados, o que faz com que a mesma pessoa a cada 100 visitantes seja contada como um novo visitante. Ou seja uma pessoa que vá ao blogue dele 2 vezes por dia, são duas visitas. O meu sitemeter é pago, logo a cada 4.000 visitas, cada pessoa pode-se visitar 1 ou 100 vezes que conta sempre como 1. Ao retirar toda a falsidade do sitemeter grátis e proxy visits, o meu blogue tem mais visitas únicas e humanas e no fundo é isso que importa.”

Parece-lhe plausível que, face a uma exposição tão minuciosa como a que apresenta (que louvo, face ao inquestionável rigor e, portanto, natureza factual do que escreve - não fui nem irei confirmar por diversas razões, uma das quais o não ter por que duvidar do que escreve), o tempo e energia pessoais despendidos com outro blogger possa “soar”/roçar a obsessão (não no sentido completamente técnico – clínico – do termo) e, quiçá, a inveja?
Quando diz que no inicio tinha X visitas porque outra blogger o publicitou e as foi, progressivamente, perdendo, está a querer dizer que só lá foram porque levadas pela curiosidade suscitada pela blogger em causa? Que as perdeu por demérito do próprio (atribuído por quem lá não regressou, porque o constatou)?

O que importa para si são as visitas únicas, o que importa é o número de visitas, o que importa é a “glória” que retiro resultante do anterior (“se vem cá muita gente é porque sou mesmo muito bom”, passo a expressão), o que importa é o que todos fruímos (nem tudo mensurável) ainda que a natureza do subject e argumentos apresentados possam, sob o ponto de vista formal, ou o "meu", apresentar lacunas importantes?

Parti do pressuposto que me irá responder, isto tendo em conta o que vi nesta caixa de comentários. Pode, óbvia e naturalmente, achar que não o deve ou não quer fazer. Pode, igualmente, preferir não publicar e trocar estas impressões noutro espaço, via e-mail que facultarei a seu pedido, para este efeito. Não tenho, nem nunca tive, um blogue pelo que creio que não teria como chegar até mim (desconheço se, ao fazer um comentário, o administrador de um blogue tem acesso ao e-mail associado à conta de blogger em questão).
Existem mais coisas que este seu post e comentários+respostas aos mesmos, me suscitaram e que gostaria de debater consigo, pela simples pretensão chamada curiosidade e gosto pelo debate. Juízos de valor free.
Não as enuncio aqui e agora por manifesta falta de tempo (minha, e por não lho querer tomar em demasia) e por ter consciência da extensão deste comentário… já para nem falar do potencial desinteresse que o mesmo possa constituir para si.
Grata pela atenção,
Carina.

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 21, 2009 1:41:00 da manhã

Vera disse...

"Pois eu adorei que o palerminha tivesse limitado o blog a convidados, assim podem fazer as private parties da estupidez! E tenho pena que a pipoca mais parva não faça o mesmo porque era menos uma peixeira na blogosfera."

Quer fechem ou não, privatizem ou não, nada me afecta. Eu limitei-me a exprimir a minha opinião no meu blogue, doa a quem doer.

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 21, 2009 2:16:00 da manhã

CAL disse...

"Em algum momento lhe pareceu razoável expectar que, ao autor de oarrumadinho, interessasse mais “lançar o mote”, sem preocupações académicas, no que ao aprofundamento dos subjects a abordar diz respeito, apreciando, antes, a troca ancorada na experiência de vida de cada um dos seus interlocutores?"

A partir do momento em que lhe são deixadas perguntas a respeito de contradições e opiniões dissecadas em comentários. Sim, espero que defenda as suas teses, se o souber fazer.

"Ou, quem sabe, apesar de seguro do que acabava de expor, num primeiro momento, face ao exposto por outros, reconhecesse mérito, coerência aos mesmos e, por isso mesmo, alterasse os seus pressupostos iniciais? Por outras palavras, aquilo que adjectiva de “pressão lógica (…) [e] sinal de quem não é seguro do que pensa e escreve” poder constituir humildade intelectual? Talvez seja defeito profissional meu, mas, no meio em que me movimento, mudar de perspectiva face à descoberta de novos factos sobre a temática em causa é, não só altamente comum, como o motor do progresso (altamente desejável se não mesmo condição sine qua non), sem que isso implique que não sejamos seguros daquilo que conhecemos naquele dado momento. Implica antes que, face a algo que se nos apresente como, no limite, melhor, mudámos justamente nesse sentido."

Entendo o seu ponto de vista. Mas as opiniões divergem. Pessoalmente quando escrevo, escrevo a minha opinião e não regras a seguir, nada do que escrevo deve ser tomado como regra. Eu, escrevo unicamente a minha opinião que mudo se achar que estou errado e sustento quando acho que estou certo.

Por opção derivado a ter tempo a dispor para este espaço, respondo a todos os comentários, mas mesmo que não o possa fazer, irei sempre responder a questões colocadas sobre os meus textos. Caso contrário não permitiria comentários.

Além disso, o facto de permitir comentários anónimos e não lhes responder na verdade atraí mais anónimos e piora a situação. O meu blogue raramente tem anónimos (refiro-me obviamente a anónimos ofensivos). Respondo-lhes, mostro-lhe que estão em minha casa e não admito abusos.

Compreendo que somos todos diferentes, e lidamos com as situações de forma diferente, por isso o meu texto é a minha opinião, da qual procurei respostas entre aqueles que me gostam de ler e os que não gostam mas continua a passar aqui dia após dia.

"Deixou-me, esta última parte do seu comentário, a sensação que o Bruno Feher atribui à manutenção de uma posição inicial própria (a qualquer custo?), um qualquer tipo de superioridade intelectual (e se é mais do que a minha impressão, se é assim ou não, a si lhe diz respeito, pretendo apenas, caso anua, clarificar esta minha impressão)."

Eu, não escrevo este tipo de textos em cima do joelho. Se o texto é passível de causar polémica, eu investigo e escrevo muito, desse muito que escrevo retiro o que acho mais importante dizer e apago o restante. Ao publicar tenho a certeza que o texto exprime a minha opinião ao detalhe, por isso defendo-a, não a qualquer custo,mas sim porque nenhuma outra opinião colocou a minha em causa.

O único argumento que concordo colocado contra mim é: "No seu blogue cada um escreve o que quer", mas este comentário é inserido no contexto de eu não poder criticar. Ora, isto não faz sentido, pois este é o meu blogue e eu escrevo o que quero.

"Parece-lhe plausível que, face a uma exposição tão minuciosa como a que apresenta (que louvo, face ao inquestionável rigor e, portanto, natureza factual do que escreve - não fui nem irei confirmar por diversas razões, uma das quais o não ter por que duvidar do que escreve), o tempo e energia pessoais despendidos com outro blogger possa “soar”/roçar a obsessão (não no sentido completamente técnico – clínico – do termo) e, quiçá, a inveja?"

Essa da inveja é algo que me faz rir, a sério. O que há para invejar? 1500 visitas? Acha que quero mudar de cavalo para burro?

É errado achar que perco tempo com isto. No meu sitemeter que é a versão pro, tenho à distancia de 1 clic toda a informação dos 30-50 blogues mais visitados. Só preciso de um clic, 5 segundos. Nao é nada de obsessivo. A recolha de dados, faz parte do meu trabalho de guardar argumentos que justifiquem o que neste caso é ilegal (proxys).

"Quando diz que no inicio tinha X visitas porque outra blogger o publicitou e as foi, progressivamente, perdendo, está a querer dizer que só lá foram porque levadas pela curiosidade suscitada pela blogger em causa?"
Que as perdeu por demérito do próprio (atribuído por quem lá não regressou, porque o constatou)?"

Acredito que sim. Na altura em que recolhi os dados, o blogue dele aparecia ainda no top (atenção que só tenho acesso a quem tem contas sitemeter e não as tem privadas). De maneira a poder argumentar, cliquei em "analise" e "resume", todos os dados me foram apresentados em segundo. Nao é assim tão complicado, como querem fazer parecer.

Nao critico sem dados, não escrevo sem me informar e se o faço, aceito os meus erros.

"O que importa para si são as visitas únicas, o que importa é o número de visitas, o que importa é a “glória” que retiro resultante do anterior (“se vem cá muita gente é porque sou mesmo muito bom”, passo a expressão), o que importa é o que todos fruímos (nem tudo mensurável) ainda que a natureza do subject e argumentos apresentados possam, sob o ponto de vista formal, ou o "meu", apresentar lacunas importantes?"

Nao tem nada a ver. Quando me dizem como disse a Pipoca. Que é boa porque tem 3400 visitas, eu argumento que o seu sitemeter é grátis e só conta 100 e faz reset. Ou seja, a cada 30 minutos, todas as visitas que já estiveram ou estão no blogue voltam a ser contadas. Com tal afirmação de superioridade, lá fui eu ver as visitas únicas, que na verdade eram ligeiramente 1/3 das que ela diz ter. Ou seja a "superioridade" dela em visitas não é nada de superior e nunca, NUNCA me gabei ou me fiz superior em relação às minhas.

"Parti do pressuposto que me irá responder, isto tendo em conta o que vi nesta caixa de comentários. Pode, óbvia e naturalmente, achar que não o deve ou não quer fazer."

Publico tudo, só apago comentários que revelem dados pessoais meus ou de outros bloguers e neste momento está a acontecer em alguns casos. Quando a tempestade passar, irei retirar a moderacao.

"Não tenho, nem nunca tive, um blogue pelo que creio que não teria como chegar até mim (desconheço se, ao fazer um comentário, o administrador de um blogue tem acesso ao e-mail associado à conta de blogger em questão)."

Ao E-mail não, o acesso é unicamente ao IP, fornecedor de internet, localização geográfica (país, cidade e concelho), sistema operativo, navegador de internet, resolução usada, tempo de visita, o que leu, onde comentou, o que comentou, a partir de onde veio, e qual a pagina para onde saiu.
Informações que obviamente não guardo, nem consulto. Fi-lo sim uma vez por motivos legais e duas vezes para saber quem eram certos anónimos.
Saber isto sim, é a única recolha de dados que exige tempo e que dá trabalho.

Obrigado pelo seu comentário. Como já referi, poderá comentar que obterá resposta. poderá não ser imediata, pois tenho tempo para o blogue, mas não lhe dedico a minha vida.