Como assustar uma Testemunha de Jeová

As testemunhas de Jeová são uns chatos, e por serem chatos sempre que são bem recebidos voltam na semana seguinte; e voltam, e voltam, e voltam e quando dermos por ela, levámos uma ensaboadela mental e somos Jeovás. Ora, como evitar isto?

Se a vossa campainha toca a um domingo de manhã e virem que são Jeovás, facilmente identificáveis por: 2 homens com malas pretas e fatos baratos ou 2 mulheres de camisa de folhos e saia abaixo dos joelhos com meias e sapatos que parecem dizer, "ai, eu sou tão puuuuuura". E se estiverem realmente aborrecidos e queiram ter uma boa história para contar. Aqui ficam alguns conselhos:

1- Abram a porta, totalmente nus. Se fores homem certifica-te que tens um vibrador na mão, se fores mulher coloca um strap on. Ok, se não tiverem os artigos, vale a pena comprar para esta eventualidade. Sabem como é a teoria do preservativo: mais valer ter e não precisar, do que precisar e não ter.

2- Digam-lhes que só podem entrar na vossa casa, se vocês os puderem revistar por razoes de segurança.

3- Cantem o Passarinhos a bailar, sempre que o assunto não vos interessa. Se eles se calarem pedem desculpa, e para que continuem.

4- Utilize apenas duas frases, uma como contra-argumento: "isso dizes tu" e como resposta a qualquer pergunta: "tu queres é baloiço".

5- Exige que se refiram a ti pelo título de "O magnífico".

6- Enquanto os ouves, movimenta a cabeça com se fosses uma ave, com movimentos de um lado para o outro, rápidos e secos.

7- Faz-te de psicólogo e repete as ultimas palavras de cada frase deles, tornando-as numa pergunta.

8- De vez em quando, fala sozinho enquanto olhas para o ar, acabando cada frase com, "sim pai".

9- Dispara regularmente uma lata de Brize para o ar, no espaço entre ti e eles.

10- Indica que a conversa terminou, tapando os ouvidos e enquanto cantam, "Lalá lalá láaaaa la lalá lalalalá lalalalala" (para quem não percebeu sãos os lálás, referentes aos primeiros 3 versos do nosso hino nacional).


PS: Tenho consciência de que devido ao primeiro paragrafo alguém irá comentar algo do tipo, "Estás a generalizar os Jeovás não são todos chatos". Vira o disco e toca o mesmo, é o que digo destes comentários. Eu falo de testemunhas e n
ão de Jeovás. Sim, as testemunhas são todas chatas. Além disso são mentirosas, pois dizem-se testemunhas de Jeová... Ora, Jeová já morreu há 1975 anos, duvido que existam testemunhas vivas!

Nota: Alguma semelhança entre este texto e este, este ou este, não é pura coincidência.

107 Comentários:

  ipsis verbis

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 12:10:00 da manhã

Não sou boa a contar histórias. logo, nunca lhes abro a porta, muito menos a um domingo de manhã.
Mas são bons conselhos. :D

  Daniel Silva (Sair das Palavras)

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 12:11:00 da manhã

clap clap clap

vou recomendar-te às produções fictícias ;)

hugs

  Joana

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 12:36:00 da manhã

eu acho que a partir do tópico nr 1 já nao é preciso mais nada ... eles fogem logo :P

  vita

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 12:38:00 da manhã

As testemunhas de Jeovás são Jeovás Bruninho, apenas pregam de porta em porta, coisa que todos fazem, não existe diferença entre eles, existe os anciões que são os mais velhos e cuidam da congregação, os oradores, que falam nas reuniões, os que andam pela sala a receber os donativos (não lembro o nome agora) existe as visitas de estudo com orador semanal e existe quem vá pregar, no fundo estão todos juntos por uma causa, e sim, são todos uns chatos, tenho duas tias e muitas primas testemunhas de Jeová, e não fazem essa separação pregam todos a palavra de Jeová.

Sem ofender ninguém, confirmo que são chatos porque têm poder de argumentação muito forte, e insistem tanto que ou te rendes, ou o melhor é nem abrires a porta, isto é se o nosso nivel para argumentar não for forte, porque existe muitos temas que eles não dominam, e não podem argumentar muito, fogem de maneira hábil a esses temas, são chatos porque raramente sabem parar.

Mesmo com essas dicas acho que acampavam lá em casa Bruno, pois pelo que conheço, só desistem com alguém que seja mais argumentivo que eles, eles são preparados para isso, estudam isso, recorrem da biblia para cada pergunta tua, conhecem bem a religião que têm, o que é uma mais valia no caso deles.

É das religiões mais informadas que eu conheço e é uma religião que se consegue manter bem sucedida, porque funcionam em comunidade, coisa que já raramente se vê.

Estiquei-me, pune-me.;P

  Ana

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 12:57:00 da manhã

Eu acho que aqui no prédio já lhes devem ter feito alguma coisa do género, porque há 6 anos que aqui moro e nunca vi nenhuma por cá.

Agora fiquei curiosa... será que algum vizinho meu já lhes abriu a porta de vibrador na mão?
Hummm acho que vou investigar:-)

  Nagareboshi

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 12:58:00 da manhã

Sim muito bom! XD eu normalmente quando vou na rua com pressa digo que quero ir para o inferno porque lá esta quentinho e deve ser só orgia mas se me baterem á porta vou experimentar a do pássaro, a do magnifico e a do "isso dizes tu!"

  ceptic

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 1:11:00 da manhã

:)
corres o risco de ao abrir a porta nu, gostem do que veem e regressar mais vezes........

  CãoSarnento

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 1:24:00 da manhã

As testemunhas de jeová são como os vendedores de time-sharing, de seguros ou dos títulos de férias, tão na moda ultimamente.
Já passei longos momentos com todos eles, "na boa" (só quando estou bem disposto eheheh) e levei sempre a melhor (tenho, aliás, um fim-de-semana para gozar à conta disso). Também já tive os meus quiproquós com as testemunhas, numa época em que trabalhava até tarde e os tipos insistiam em bater-me à porta todos os domingos. Nada que umas valentes caralhadas e a ameaça de um balde de água quando fossem a descer a escada, não resolvesse eheheh.

  afectado

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 1:49:00 da manhã

tão depressa lhes abro a porta como fecho. é um espectáculo. ao domingo de manhã não sei, estou a dormir!

muitas vezes nem sei se são testemunhas ou o que são, sei que não pedi nada portanto, meia volta e "desamparem-me a loja".

  Salto-Alto

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 1:49:00 da manhã

LOOOOOL! TENHO MESMO de experimentar! Sem dúvida!!!

  André

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 1:55:00 da manhã

Se é ao Domingo pela manhã que aparecem até que os encontrava ao chegar a casa e só de verem a minha cara não deveriam de querer muita conversa

  I.D.Pena

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 2:22:00 da manhã

Bruno,

Antigamente fizeram-me perder o meu precioso tempo, mas depois elas e eles desistiram. Acho que devo ter sido mal educada no minimo. Ou então cometi algum sacrilégio e nem sequer sei qual :S um dos dois, ou ambos.

conselho nº1 - LOOOOOL

Isso é como ameaçar enfiar c/uma estaca de madeira no curação de um(a) jeová.

conselho nº2 - Bom conselho, para aqueles que não têm tanta lata, a guerra ao terrorismo não tem raças nem credos ! Né ?

conselho nº3 - LOL ... depois de ver o Link acho que sim, é esta a musica certa, acertaste na mouche, mas acho que o fantasminha brincalhão tb tem uma cororeografia gira. Lol

4, 5, 6 até ao fim, só rir.

Só tenho pena de uma coisa, de já ter espantado os jeovás da minha rua, porque adorava ver as caras de c0n@ que faziam quando pusesse em prática o conselho nº4 e 8 :( Talvez um dia... elas apareçam...

;) Brigada pelos conselhos

  Gravepisser

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 2:25:00 da manhã

Conheço um certo indivíduo que tenta há anos, em vão, converter a minha mãe, utilizando para isso técnicas aprimoradíssimas: empréstimo não solicitado de livros e dvds que ninguém lê ou vê; apresentações periódicas à porta de casa para orar sobre a sua missão(só ainda não levou com uma penicada de m3rd4 em cima, através da janela, porque a minha progenitora insiste em travar os meus instintos perversos, advertindo-me que devemos ser educados para com toda a gente, bla bla bla; afixação de panfletos em árvores e postes das vias públicas aqui da terriola, onde supostamente faz alusão ao benemérito e todo-poderoso "menino zuis"; etc.

Ora, este senhor é o exemplo supremo do que é ser "testemunha de jeová".

Não vou referir novamente a minha aversão suprema a tudo quanto seja religião, mas este tipo de movimentos religiosos irritam-me particularmente!

"- Ah, tive um acidente e estou a esvair-me em sangue, mas não posso receber uma transfusão!
- Então porquê?
- Porque sou testemunha de um tal Jeová, eu nunca o vi, nunca me foi apresentado, dizem que já pereceu, deve ser por isso... Mas ainda assim, vou morrer por ele, porque, ah e tal, quero lá saber da minha família e de todos os outros motivos que tenho para viver, Jeová é que rula! Ahhh... Fui."

E depois os muçulmanos é que são extremistas... Está bem que nunca se soube de nenhum Jeová que rebentasse os miolos de um não-crente, mas digamos que, não deixa de ter uma certa ironia em forma de sadismo irracional, inconsciente e incoerente, como todas as outras!

Lavagens cerebrais a mim ninguém mas faz, a menos que a lavadora seja do sexo feminino, maior de 18 anos, saiba fazer a ponte e goste de levar tautau. Nesse caso, estarei disposto a dar-lhes uma chance de testemunhar algo que ainda não morreu!

Que me poupem. Jovens, adultos e idosos, que leiam isto: cerrem o punho da mãozinha, batam 3 vezes na testa e perguntem-se o que andam cá a fazer. É que para figuras tristes, já bastaram 8 anos de George Bush no poder. E mais não digo. Wake up and smell the coffee, there's much more to life than this. ;)

  I.D.Pena

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 2:28:00 da manhã

E n concordo com a Vita já passei por uns quantos pares de jeovás e acho fácil argumentar tal a quantidade de lacunas e incoerências que apregoam.

  Miss R.

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 2:38:00 da manhã

Bom nem todos os Jeovas são iguais, mas a pureza que a maioria deles anda aí a apregoar e totalmente mentira.
e falo com conhecimento de causa!
e uma religiao com fundamentos bastante complicados e alguns sao mesmo radicais a meu ver!

  *Joana*

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 3:23:00 da manhã

Eu não era capaz de fazer essas coisas tão flagrantes!lol a minha mãe o máximo que já fez foi passar à frente de casa de uma amiga minha e constatar que ela tinha sido "apanhada" (lá estavam eles a porta..).mal chegou a casa mandou-me ligar-lhe e assim a livrei já que ela ouviu o telefone a tocar e teve uma desculpa para os despachar apressadamente...Agora não garanto que não tenham voltado, realmente as tuas técnicas são mais eficazes!lol
Já convivi com Jeovas sem o saber, no sítio onde estagiei havia um e ele nunca chateou ninguem...Ah, e verdade, ele não era testemunha :p

Jokas

  AP

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 8:09:00 da manhã

Depois da primeira recomendação achas mesmo que é necessário prosseguir?! Tinha as testemunhas de Jeová por pouco inteligentes, mas não por masoquistas!

  ipsis verbis

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 10:03:00 da manhã

Gravepisser disse:

"Mas ainda assim, vou morrer por ele, porque, ah e tal,(...)Ahhh... Fui."


AHAHAHA


"Lavagens cerebrais a mim ninguém mas faz, a menos que a lavadora seja do sexo feminino, maior de 18 anos, saiba fazer a ponte e goste de levar tautau. Nesse caso, estarei disposto a dar-lhes uma chance de testemunhar algo que ainda não morreu!"


nem sei como é que o café se manteve na minha boca, depois da gargalhada que dei! :D

  I.D.Pena

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 11:00:00 da manhã

Lol Ipsis ahahah

Esqueci-me de elogiar a forma como está organizado o blogue:

Está mais legível, claro e organizado , os top 10 pensamentos, e as mensagens, assim como comentários, boa organização. Muito interessante e sobretudo mais acessivel :)

  M.

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 11:28:00 da manhã

HAHAHAH LINDOOO!!!
Eu digo sempre: "A senhora não está e eu não posso abrir a porta..."
Um dia destes aparece-me a bófia em casa porque vão fazer queixa, dizendo que eu tenho uma empregada doméstica aprisionada em casa... :)

  selita

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 11:38:00 da manhã

Ahahahahah!
Para mim a solução é sempre dizer a tudo o que digam "NÃO" e se mesmo assim não atingirem sou rapariga para berrar e fechar-lhes a porta na cara!
Para além das testemunhas há um novo flagelo por aí; os Elderes!

  joana

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 12:47:00 da tarde

lolol grandes conselhos! Muito bom. E sim...são chatooosssss!

Beijinhos

  entremares

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 1:42:00 da tarde

Primeira visita a este blog...

Voltarei.

(Não, não sou testemunha de Jeová, faço parte dos "Abençoados dos pobres dos últimos sete dias")

Exagerei no nome, não exagerei ?

  provocação

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 2:00:00 da tarde

Eu desde que li no blogue da Van aquela loucura que é a Cientologia não há Jeová que me pare :D falo-lhes no Xenu e é vê-los a marcarem a minha campaínha a vermelho para não voltarem a tocar.

Já namorei com dois e o que vale é que são bons (muito bons) na cama...mas mesmo bons!!! Quaaaaaaaase me convertiam, pelo menos eu ia rezando ;)

  Maria Manuela

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 2:55:00 da tarde

Oh pá as saudades que eu já tinha de te ler...

este post está hilariante...

O que eu já me ri... Obrigada!

bj

  Pax

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 3:55:00 da tarde

Que raio de conselhos são esses?!
Além de os aturar ainda tinha de lhes mostrar as mamas?!

  A Mor..

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 4:17:00 da tarde

Pelo visto, não sou aúnica que pensa o msm.

heheh

o/

  Sad Tear

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 5:02:00 da tarde

LOL o que me ri a ler este post!

:)

  Anónimo

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 6:01:00 da tarde

Este post é de uma infantilidade tremenda, nem consegui esboçar um sorriso mas enfim há por aí gente de riso fácil.
Os jeovás são chatos assim como quem pretende rir à custa deles. Quem não quiser ouvi-los é simples, não ouve, passa à frente. Nunca houve nenhum que apontasse uma pistola à cabeça de alguém para se fazer ouvir pois não? Então está resolvido.

Um anónimo agnóstico sem blog

  Abobrinha

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 6:17:00 da tarde

Uuuuuuuuuui, isto ainda é mais divertido que o jogo de palavras feminino e masculino!

Bute lá arranjar maneiras de chatear os Jeovás!

1. Fixá-los nos olhos e não desviar o olhar. Ao fim de um tempo começar a fazer movimentos de peixe com a boca. Quando perguntarem o que é que estás a fazer, diz que estás a tentar hipnotizá-los;

2. Sentá-los no sofá e dar uma de Tom Cruise no sofá da Oprah;

3. Olhar fixamente, de repente saltar e berrar como se estivesses possuído para voltar à postura inicial;

4. Recebê-los com espirituais negros, vestido com aquelas "togas" e obrigá-los a cantar e abanar-se também. Cortando o discurso, naturalmente;

Yeeeeeeeeeeeah, isto está divertido! VOu ver se me lembro de mais!

Boas férias!

  Gatapininha

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 10:50:00 da tarde

Olá Bruno
Agora, aqui pela minha zona estão muito parados, mas aqui à uns anos alguém no meu antigo prédio descobriu que se estivesse um crucifixo por cima da porta eles não batiam, foi um correr para as funerárias a comprar os ditos. Resultou, parecia um prédio de beatos hehehe
Mas acho que a tua primeira opção é suficiente para que não te chateiem nos próximos 100 anos!

Preciso é de boas ideias para os meus vizinhos da "igreja" evangelista do prédio do lado! Eu já tenho um lugar vip no céu por tantas missas que já ouvi!

jokas

  Manuel de Jesus

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 11:35:00 da tarde

Caro,
Para se ser evangelizador activo nas testemunhas de Jeová, sendo que activo quer dizer interventivo falante na interacção com o cliente e mais que particularmente chato, têm que se saber ler, atenção pode se ser analfabeto mas têm que se saber ler.

Esta organização religiosa é isso mesmo, uma religião bem organizada, onde se pede resultados aos seus colaboradores mas também se dão boas condições de trabalho, nomeadamente ferramentas de suporte ao desenvolvimento do negócio. Assim um dos primeiros instrumentos com que as parelhas que constituem os duetos campainhões, nome carinhoso como são conhecidos internamente, é um manual de utilização que indica precisamente que reacção deve de ser tomada face a situações de objecção e contrariedade no decorrer do processo negocial.

Quase todos os estratagemas que evocaste e tenho que confessar, são muito bons, estão mais ou menos cobertos no livrinho.

“1- Abram a porta, totalmente nus. Se fores homem certifica-te que tens um
vibrador na mão, se fores mulher coloca um strap on. “
A questão da nudez está logo no capitulo de abertura, como uma das situações mais normais e deve de se usar a frase: “Já vimos que viemos em má hora, agente vai ali ver se o vizinho de cima nos atende e quando viermos pra baixo, tocamos aqui outra vez”.
Já os objectos fálicos, não são especificamente referidos e podem muito bem resultar nas parelhas mais inexperientes, mas com os veteranos, já não te safas, porque vão se lembrar da página 43 do livrinho onde se pode ler: “Numa situação em que se confrontem com assédio do tipo sexual, devem procurar manter a calma, desviar a conversa noutro sentido e assumir pelo lado positivo que o interlocutor têm vontade de continuar a interagir convosco”.

2- Digam-lhes que só podem entrar na vossa casa, se vocês os puderem revistar
por razoes de segurança.
Esta é fácil, capitulo 2, página 16; “O contacto físico com o interlocutor é importante e deve de ser incentivado, para a criação de confiança e intimidade”.

3- Cantem o Passarinhos a bailar, sempre que o assunto não vos interessa. Se
eles se calarem pedem desculpa, e para que continuem.

Por incrível que te possa parecer, esta está lá escarrapachada, tal e qual, bom com excepção que utilizam o exemplo do “eu vi um sapo” e indicam (página 78) que devem perguntar ao interlocutor há quanto tempo joga Ping-Pong ou alternativamente canasta de 2 baralhos e aproveitar a reacção de surpresa para continuar o processo onde tinha sido interrompido.

4- Utilize apenas duas frases, uma como contra-argumento: "isso dizes tu" e como
resposta a qualquer pergunta: "tu queres é baloiço".
Pagina 18, no capitulo que explica os indicadores positivos na interacção com o cliente, isto pode de ser entendido como um sinal de falta de argumentos de objecção e é referido que com um pouco mais de insistência poderão, com facilidade converter o interlocutor.

5- Exige que se refiram a ti pelo título de "O magnífico".
Página 2; “O interlocutor não deve de ser directamente contrariado na sua vontade se isso não puser em causa a realização do negócio.”

6- Enquanto os ouves, movimenta a cabeça com se fosses uma ave, com movimentos
de um lado para o outro, rápidos e secos.
Página 27; “tiques e comportamentos considerados menos normais, devem ser aceites com compreensão, quanto maior for a loucura aparente do interlocutor, mais facilmente será provável que acabe por aceitar a nossa doutrinação, insista na mensagem”

7- Faz-te de psicólogo e repete as ultimas palavras de cada frase deles,
tornando-as numa pergunta.
Esta será imbatível, chegou a estar prevista em edições anteriores do manual, mas os custos de formação para a ultrapassar eram tão elevados que preferem que estas almas se percam.

8- De vez em quando, fala sozinho enquanto olhas para o ar, acabando cada frase
com, "sim pai".
Idem Página 27…

9- Dispara regularmente uma lata de Brize para o ar, no espaço entre ti e eles.
Página 17 ainda no capitulo de indicadores; “Se o interlocutor mostrar preocupação em melhorar as condições da sua habitação na vossa presença é um sinal de que são bem-vindos, devem agradecer a amabilidade e continuar a propagação da mensagem”

10- Indica que a conversa terminou, tapando os ouvidos e enquanto cantam, "Lalá
lalá láaaaa la lalá lalalalá lalalalala" (para quem não percebeu sãos os lálás,
referentes aos primeiros 3 versos do nosso hino nacional).
Pois o hino nacional não está previsto, apenas os dos Benfica, Sporting, Porto e do clube dos Pastilhas, o tal onde o Figo começou a carreira.

Desculpa, mas o teu texto estava tão bom que não resisti a meter umas buchas…

Agora um pouco mais a sério e um aparte, que não têm nenhuma importância para o teu raciocínio, mas quem aparentemente morreu há 1975 anos, mais coisa menos coisa, foi o Filho, o tal que é meu homónimo e não o Pai. As testemunhas de Jeová reconhecem a existência do Filho mas apenas adoram o Pai.

  Nomyia

sexta-feira, fevereiro 06, 2009 11:40:00 da tarde

Lamento mas conheço uma honrosa excepção. É da minha família. Não me tenta converter porque se o tentar fazer leva logo com um olhar assassino (não o consigo evitar). E quando está com os 'irmãos' eles não se atrevem a dizer-me nada porque faz-lhes logo sinal, do género: 'foi esta de quem vos falei' e limitam-se a cumprimentar-me educadamente.
*****

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 12:24:00 da manhã

ipsis verbis disse...

"Não sou boa a contar histórias. logo, nunca lhes abro a porta, muito menos a um domingo de manhã."

Sem nunca levarem um não, voltam sempre.

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 12:24:00 da manhã

Daniel Silva (Sair das Palavras) disse...

"vou recomendar-te às produções fictícias ;)"

Isso é da Teresa Guilherme, certo? No thanks :)

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 12:26:00 da manhã

Joana disse...

"eu acho que a partir do tópico nr 1 já nao é preciso mais nada ... eles fogem logo :P"

Sim, mas não é preciso seguir esta ordem, nem fazê-las todas :)

Pessoalmente uso muito a numero 4.

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 12:34:00 da manhã

vita disse...

"As testemunhas de Jeovás são Jeovás Bruninho, apenas pregam de porta em porta, coisa que todos fazem, não existe diferença entre eles, existe os anciões que são os mais velhos e cuidam da congregação, os oradores, que falam nas reuniões, os que andam pela sala a receber os donativos (não lembro o nome agora) existe as visitas de estudo com orador semanal e existe quem vá pregar, no fundo estão todos juntos por uma causa, e sim, são todos uns chatos, tenho duas tias e muitas primas testemunhas de Jeová, e não fazem essa separação pregam todos a palavra de Jeová."

Talvez seja um interpretação pessoal, mas eu separo os Jeovás em 2 grupos. Os que chamo Jeovás, que o são e não me chateiam e os que espalham a palavra, chamo-lhes testemunhas e são chatas como um ataque de herpes.

"Sem ofender ninguém, confirmo que são chatos porque têm poder de argumentação muito forte, e insistem tanto que ou te rendes, ou o melhor é nem abrires a porta, isto é se o nosso nivel para argumentar não for forte, porque existe muitos temas que eles não dominam, e não podem argumentar muito, fogem de maneira hábil a esses temas, são chatos porque raramente sabem parar."

Discordo sobre o seu poder argumentativo, mas sentem-se à vontade e teem uma lábia tremenda. Comigo hesitam, pois eu coloco directamente em causa toda e qualquer crença religiosa. Uma das perguntas mais fortes é, "porque é que a tua religião é melhor que as outras", seja qual for a resposta, será uma má resposta. Pois se dizem que é melhor, podes argumentar que os achas arrogantes e egocentristas, se eles dizem que não há melhores, podes argumentar que és uma vencedora e só te juntas aos melhores. É fácil deixá-los sem palavras.

"Mesmo com essas dicas acho que acampavam lá em casa Bruno, pois pelo que conheço, só desistem com alguém que seja mais argumentivo que eles, eles são preparados para isso, estudam isso, recorrem da biblia para cada pergunta tua, conhecem bem a religião que têm, o que é uma mais valia no caso deles."

Eu convidei duas Jeovás a entrar enquanto eu estava de roupão, elas disseram que me visitariam noutra altura, ahahah

"Estiquei-me, pune-me.;P"

Deita-te aqui no meu colo, com o rabo espetado, para levares um merecido tau-tau!

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 12:35:00 da manhã

Ana disse...

"Agora fiquei curiosa... será que algum vizinho meu já lhes abriu a porta de vibrador na mão?
Hummm acho que vou investigar:-)"

Aahahahah, veste-te à púdica com uma pastinha na mao :)

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 12:35:00 da manhã

Nagareboshi disse...

"Sim muito bom! XD eu normalmente quando vou na rua com pressa digo que quero ir para o inferno porque lá esta quentinho e deve ser só orgia mas se me baterem á porta vou experimentar a do pássaro, a do magnifico e a do "isso dizes tu!""

Ahahahahaha :)

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 12:36:00 da manhã

ceptic disse...

"corres o risco de ao abrir a porta nu, gostem do que veem e regressar mais vezes........"

Só abri de roupão e não entraram :)

  Caliope

sábado, fevereiro 07, 2009 12:37:00 da manhã

ahahahah acho que aqui na minha zona já estamos livres disso!

talvez porque demasiada gente tenha adoptado a tua tecnica :P*

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 12:38:00 da manhã

CãoSarnento disse...

"Também já tive os meus quiproquós com as testemunhas, numa época em que trabalhava até tarde e os tipos insistiam em bater-me à porta todos os domingos. Nada que umas valentes caralhadas e a ameaça de um balde de água quando fossem a descer a escada, não resolvesse eheheh."

Ahahahaha, sabes, eles deitam-se cedo e acordam com as galinhas :S

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 12:39:00 da manhã

afectado disse...

"muitas vezes nem sei se são testemunhas ou o que são, sei que não pedi nada portanto, meia volta e "desamparem-me a loja"."

Sim, é só dizer, "eu não mandei vir nenhum Kebab"

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 12:40:00 da manhã

Salto-Alto disse...

"LOOOOOL! TENHO MESMO de experimentar! Sem dúvida!!!"

Nao posso dizer que as usei todas, mas a 4 e 7, resultam muito bem.

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 12:40:00 da manhã

André disse...

"Se é ao Domingo pela manhã que aparecem até que os encontrava ao chegar a casa e só de verem a minha cara não deveriam de querer muita conversa"

Ahahahahah :)

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 12:42:00 da manhã

I.D.Pena disse...

"conselho nº2 - Bom conselho, para aqueles que não têm tanta lata, a guerra ao terrorismo não tem raças nem credos ! Né ?"

Exactamente, eu diria que se fossem freiras e também as revistava.

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 1:24:00 da manhã

Gravepisser disse...

"empréstimo não solicitado de livros e dvds que ninguém lê ou vê;"

Emprestaram-me ainda em Portugal 3 vídeos, quando voltaram na semana seguinte, eu disse que tinha gravado uns episódios do Alf por cima. Até coloquei aquele pedacinho de fita-cola na cassete para parecer mais convincente.


""- Ah, tive um acidente e estou a esvair-me em sangue, mas não posso receber uma transfusão!
- Então porquê?
- Porque sou testemunha de um tal Jeová, eu nunca o vi, nunca me foi apresentado, dizem que já pereceu, deve ser por isso... Mas ainda assim, vou morrer por ele, porque, ah e tal, quero lá saber da minha família e de todos os outros motivos que tenho para viver, Jeová é que rula! Ahhh... Fui.""

Sim, essa é a parte mais degradante, mais ainda do que serem chatos.

"E depois os muçulmanos é que são extremistas... Está bem que nunca se soube de nenhum Jeová que rebentasse os miolos de um não-crente, mas digamos que, não deixa de ter uma certa ironia em forma de sadismo irracional, inconsciente e incoerente, como todas as outras!"

É mais humana a decapitação feita por um árabe, do que a tortura psicológica de um desses senhores :)

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 1:24:00 da manhã

I.D.Pena disse...

"E n concordo com a Vita já passei por uns quantos pares de jeovás e acho fácil argumentar tal a quantidade de lacunas e incoerências que apregoam."

Sim, eles falam muito, mas nem sempre bem.

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 1:24:00 da manhã

Miss R. disse...

"Bom nem todos os Jeovas são iguais, mas a pureza que a maioria deles anda aí a apregoar e totalmente mentira."

Tal como referi, eu não falo de todos os Jeovás, faço uma distinção clara entre os que vivem as suas vidas e os que invadem a dos outros.

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 1:24:00 da manhã

*Joana* disse...

"mal chegou a casa mandou-me ligar-lhe e assim a livrei já que ela ouviu o telefone a tocar e teve uma desculpa para os despachar apressadamente..."

O problema é esse, eles sabem que são desculpas e por isso voltam. Eles precisam de ouvir um NÃO bem redondo e sonoro.

"Já convivi com Jeovas sem o saber, no sítio onde estagiei havia um e ele nunca chateou ninguem...Ah, e verdade, ele não era testemunha :p"

É isso mesmo, um Jeová é uma pessoa normal, eu critico os que andam de porta em porta a recrutar e em busca de almoço!

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 1:25:00 da manhã

AP disse...

"Depois da primeira recomendação achas mesmo que é necessário prosseguir?!"

Pois, mas nenhuma delas é obrigatória. A primeira bastaria, mas tenho a certeza que pouco teriam a coragem de o fazer.

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 1:25:00 da manhã

ipsis verbis disse...

"nem sei como é que o café se manteve na minha boca, depois da gargalhada que dei! :D"

Ahahahah

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 1:25:00 da manhã

I.D.Pena disse...

"Esqueci-me de elogiar a forma como está organizado o blogue:"

Thank you.

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 1:25:00 da manhã

M. disse...

"Eu digo sempre: "A senhora não está e eu não posso abrir a porta..."
Um dia destes aparece-me a bófia em casa porque vão fazer queixa, dizendo que eu tenho uma empregada doméstica aprisionada em casa... :)"

Ahahaha, é possível :)

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 1:26:00 da manhã

selita disse...

"Para mim a solução é sempre dizer a tudo o que digam "NÃO" e se mesmo assim não atingirem sou rapariga para berrar e fechar-lhes a porta na cara!"

Pois essa também resulta, mas não ficas com uma história para contar naqueles jantares chatos de família :)

"Para além das testemunhas há um novo flagelo por aí; os Elderes!"

Sim!!!!!!!!!! Irei falar nesses senhores e da sua base no Cacém :)

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 1:26:00 da manhã

joana disse...

"lolol grandes conselhos! Muito bom. E sim...são chatooosssss!"

:)

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 1:26:00 da manhã

entremares disse...

"Voltarei."

A porta está aberta.

"(Não, não sou testemunha de Jeová, faço parte dos "Abençoados dos pobres dos últimos sete dias")"

Conheço esses menos, mas também estão na minha lista negra.

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 1:26:00 da manhã

provocação disse...

"Eu desde que li no blogue da Van aquela loucura que é a Cientologia não há Jeová que me pare :D falo-lhes no Xenu e é vê-los a marcarem a minha campaínha a vermelho para não voltarem a tocar."

Irei abordar esse assunto. Muita gente anda a brincar com a cientologia quando ela não é para brincadeiras, é na verdade uma organização criminosa. Será um texto cauteloso, fundamentado e de investigação para breve.


"Já namorei com dois e o que vale é que são bons (muito bons) na cama...mas mesmo bons!!! Quaaaaaaaase me convertiam, pelo menos eu ia rezando ;)"

É verdade que só fodem à Quinta-Feira em cima de um tapete?

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 1:27:00 da manhã

Maria Manuela disse...

"Oh pá as saudades que eu já tinha de te ler..."

Bem vinda de volta, espero que os bichinhos tenha saído do teu PC.

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 1:27:00 da manhã

Pax disse...

"Que raio de conselhos são esses?!
Além de os aturar ainda tinha de lhes mostrar as mamas?!"

Tu mostras o que queres... porque é que com 10 opções que dou, ponderas logo a numero 1?

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 1:27:00 da manhã

A Mor.. disse...

"Pelo visto, não sou aúnica que pensa o msm."

:)

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 1:27:00 da manhã

Sad Tear disse...

"LOL o que me ri a ler este post!"

:)

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 1:28:00 da manhã

Anónimo disse...

"Este post é de uma infantilidade tremenda, nem consegui esboçar um sorriso mas enfim há por aí gente de riso fácil."

Claro que há, o Contemporâneos são um sucesso não são?
Se não tivesses esse pet hate por mim, talvez conseguissem sorrir. Né?

"Os jeovás são chatos assim como quem pretende rir à custa deles. Quem não quiser ouvi-los é simples, não ouve, passa à frente."

Sim, da mesma maneira que quem não quer ouvir quem se quer rir à custa deles, pode evitar ler o texto e voltar no dia seguinte, lendo outro. Ou não?

"Nunca houve nenhum que apontasse uma pistola à cabeça de alguém para se fazer ouvir pois não? Então está resolvido."

Ao tentarem impor a sua fé a terceiros, estão a invadir liberdades, são a ser mal educados, portanto recebem na mesma moeda.

"Um anónimo agnóstico sem blog"

Ahahahahahahahahaha

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 1:28:00 da manhã

Abobrinha disse...

"1. Fixá-los nos olhos e não desviar o olhar. Ao fim de um tempo começar a fazer movimentos de peixe com a boca. Quando perguntarem o que é que estás a fazer, diz que estás a tentar hipnotizá-los"


Ahahahahahaha


"2. Sentá-los no sofá e dar uma de Tom Cruise no sofá da Oprah;"

Essa é boa, mas acho que não consigo ser tão deficiente :) mas posso tentar.

"4. Recebê-los com espirituais negros, vestido com aquelas "togas" e obrigá-los a cantar e abanar-se também. Cortando o discurso, naturalmente;"

Bem, este daria para se mijarem nas calcas...


E que tal:

11 - Meter a mao dentro das calcas e das cuecas, cocar os tomates, cheirar os dedos e depois dar a cheirar às testemunhas e dizer, "Veja lá se cheiro a podre?"

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 1:28:00 da manhã

Gatapininha disse...

"Agora, aqui pela minha zona estão muito parados, mas aqui à uns anos alguém no meu antigo prédio descobriu que se estivesse um crucifixo por cima da porta eles não batiam, foi um correr para as funerárias a comprar os ditos."

Ahahahahahaha, boa :) Faz-me lembrar a corrida que houve às lojas dos 300 para comprar sapos de barro, para os ciganos não baterem às portas :)


"Preciso é de boas ideias para os meus vizinhos da "igreja" evangelista do prédio do lado! Eu já tenho um lugar vip no céu por tantas missas que já ouvi!"

Basta dizeres a um, "já ouvi tantas missas que cada vez mais desejo paz e ir para o inferno". Com esses, resulta :)

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 1:29:00 da manhã

Manuel de Jesus disse...

"Esta organização religiosa"

Seita.

"é um manual de utilização que indica precisamente que reacção deve de ser tomada face a situações de objecção e contrariedade no decorrer do processo negocial."

Acredito que resulte com muita gente, mas não com quem pensa por si.

"A questão da nudez está logo no capitulo de abertura, como uma das situações mais normais e deve de se usar a frase: “Já vimos que viemos em má hora, agente vai ali ver se o vizinho de cima nos atende e quando viermos pra baixo, tocamos aqui outra vez”."

E voltamos a abrir a porta nus, argumentando que em casa, não usam roupas e que para eles entrarem terão de se despir.

“Numa situação em que se confrontem com assédio do tipo sexual, devem procurar manter a calma, desviar a conversa noutro sentido e assumir pelo lado positivo que o interlocutor têm vontade de continuar a interagir convosco”.

Nesta altura, dizemos entrem, entrem, vou só buscar o álcool para desinfectar isto e podemos brincar.


"Esta é fácil, capitulo 2, página 16; “O contacto físico com o interlocutor é importante e deve de ser incentivado, para a criação de confiança e intimidade”."

Assim sendo, depois da revista corporal, colocamos uma luva de latex e passamos à dos orifícios.

"utilizam o exemplo do “eu vi um sapo” e indicam (página 78) que devem perguntar ao interlocutor há quanto tempo joga Ping-Pong ou alternativamente canasta de 2 baralhos e aproveitar a reacção de surpresa para continuar o processo onde tinha sido interrompido."

Sim, mas a musica é interrompida para eles falarem, só se canta enquanto eles evangelizam.


Pois, eles adoram o Pai Iahweh, o que retira todo o crédito à sua apresentação como testemunhas.

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 1:29:00 da manhã

Nomyia disse...

"Lamento mas conheço uma honrosa excepção. É da minha família."

Eu não generalizei em relação ao Jeovás, unicamente aos que andam de porta em porta. Todos os que conheço, não o fazem.

  Bruno Fehr

sábado, fevereiro 07, 2009 1:30:00 da manhã

Caliope disse...

"ahahahah acho que aqui na minha zona já estamos livres disso!

talvez porque demasiada gente tenha adoptado a tua tecnica :P*"

A extinção é o objectivo :)

  Teté

sábado, fevereiro 07, 2009 4:31:00 da manhã

Hilário, Bruno! :)))

Mas tens razão: esse e todos os outros muito religiosos (das várias religiões), que nos tentam convencer que a religião deles é que é boa, são chatos MESMO!

Por mim, nem lhes abro a porta, mas o teu sistema também me parece eficaz... :D

  SRRAJ

sábado, fevereiro 07, 2009 7:33:00 da tarde

Também costumava ser visitada por eles aos domingos de manhã, quando ainda vivia em casa dos meus pais. Era a minha mãe que ía à porta, mas aquele toque de campainha mexia com o meu sistema nervoso. Deixaram-se disso depois de terem sido "recebidos" por mim. Não usei nenhuma das tuas estratégias, apenas o meu mau-humor matinal.
Beijo

  vita

sábado, fevereiro 07, 2009 11:01:00 da tarde

I.D.Pena disse...

"E n concordo com a Vita já passei por uns quantos pares de jeovás e acho fácil argumentar tal a quantidade de lacunas e incoerências que apregoam."

Eu não disse que não podiamos argumentar, disse que se não tivermos um forte poder de argumentação, é dificil vermo-nos livres deles,ou pelo menos foi isso que quis dizer.;)


Bruno Fehr disse...

"Talvez seja um interpretação pessoal, mas eu separo os Jeovás em 2 grupos. Os que chamo Jeovás, que o são e não me chateiam e os que espalham a palavra, chamo-lhes testemunhas e são chatas como um ataque de herpes."

Sim, existe alguns que já não vão de porta em porta, mas por simples estatuto,porque se cham a todos testemunhas de Jeová.;P

"Discordo sobre o seu poder argumentativo, mas sentem-se à vontade e teem uma lábia tremenda. Comigo hesitam, pois eu coloco directamente em causa toda e qualquer crença religiosa."

Pronto, possivelmente poder argumentivo é um termo forte, talvez como tu dizes, têm muita lábia e muita conversa.;P

"Deita-te aqui no meu colo, com o rabo espetado, para levares um merecido tau-tau!"

Eu disse para punires, isso era dares-me prazer;P

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 08, 2009 9:28:00 da manhã

Teté disse...

"Hilário, Bruno!"

Quando tiver um filho vou dar-lhe esse nome, Hilário Bruno Fehr :)))

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 08, 2009 9:30:00 da manhã

SRRAJ disse...

"Era a minha mãe que ía à porta, mas aquele toque de campainha mexia com o meu sistema nervoso."

Devia haver uma lei que proibisse de tocaram à campainha aos domingos antes das 14h.
Aqui na Alemanha é proibido aspirar ou lavar roupa à máquina ao domingos, nos casos de terem vizinhos a paredes meias. ADORO este lei!

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 08, 2009 9:33:00 da manhã

vita disse...

"Sim, existe alguns que já não vão de porta em porta, mas por simples estatuto,porque se cham a todos testemunhas de Jeová.;P"

Eu sei disso, mas eu quero fazer essa distinção, pois mostra que há Jeovás que já pensam por si.

"Pronto, possivelmente poder argumentivo é um termo forte, talvez como tu dizes, têm muita lábia e muita conversa.;P"

É a mesma lábia dos vendedores de porta em porta. Mas mesmo assim acho os do circulo de leitores ainda mais convincentes :) Pelo menos eu acaba por assinar aquilo e mandar vir uma palete de livros :S


"Eu disse para punires, isso era dares-me prazer;P"

Bah, confundo sempre esses dois :(

  Van

segunda-feira, fevereiro 09, 2009 12:38:00 da tarde

Muita lábia, insistência e conversa, mas, poder argumentativo?? ahahahahah!

  Van

segunda-feira, fevereiro 09, 2009 12:56:00 da tarde

#Muita gente anda a brincar com a cientologia quando ela não é para brincadeiras, é na verdade uma organização criminosa.#

Tenho a mesma opinião. E vejo-os como uma espécie de seita taliqual aquela que o Stanley Kubrick retrata no seu de olhos bme fechados...

Estou-me a admirar não teres aqui jeovás a querer dar-te cabo do canastro, lol. O blogue do faxavor já escreveu um texto satirico dentro deste tema, e levou com uma data deles em cima, coisa que ainda se vai repetindo, apesar do post já ter mais de um ano. Está aqui: http://faxavor.blogspot.com/2006/11/o-marketing-das-testemunhas-de-jeov.html

  Sandra Oliveira

segunda-feira, fevereiro 09, 2009 3:44:00 da tarde

Eu costumava soltar o cão, mas depois comecei a dizer que era satânica e que estava a meio de um ritual.

  silvestre

segunda-feira, fevereiro 09, 2009 5:52:00 da tarde

Há 4 anos a um domingo, pelas 12h, tocaram duas senhoras à porta. O meu namorado abriu a janela e elas disseram que já tinham falado com «o irmão» um outro dia. Ele d-lhes que não tinha irmão e que estavam a confundir com o namorado.

Elas vocifraram alguma coisa de um Levítico e do reino da Finlândia. Ele disse-lhes que na Finlândia também havia muitos rapazes com namorados e elas foram embora sempre com a história do Levítico na boca.

Ter namorado afugenta jeovás (aparentemente)

  silvestre

segunda-feira, fevereiro 09, 2009 5:53:00 da tarde

Adenda: ter namorado e ser rapaz afugenta jeovás (será que também funciona para mulheres?)

  Van

segunda-feira, fevereiro 09, 2009 6:53:00 da tarde

#Pelo menos eu acaba por assinar aquilo e mandar vir uma palete de livros :S#

bem, mal não vem daí...todo o livro é um bom livro. Não fosse o facto de esses senhores andarem muito finos e careiros. Arranjas mais barato na bertrand, com cartão de leitor...pelo menos aqui ahahah.

Deixa lá,eu deixei-me convencer pela demonstração do rainbow...aqui, a gente chama-lhe o Rambo loooool! :D

  Peregrina

segunda-feira, fevereiro 09, 2009 9:20:00 da tarde

LOL Muito bom!

Mas quando ao abrir a porta nua... I don't think so :P

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 10, 2009 1:42:00 da manhã

Van disse...

"Tenho a mesma opinião. E vejo-os como uma espécie de seita taliqual aquela que o Stanley Kubrick retrata no seu de olhos bme fechados..."

Hoje inicio-me a falar dela, amanha apresento os mais famosos crimes.

"Estou-me a admirar não teres aqui jeovás a querer dar-te cabo do canastro, lol."

Achas? Paga para o ver a argumentar aqui, ahahaha

"Está aqui: http://faxavor.blogspot.com/2006/11/o-marketing-das-testemunhas-de-jeov.html"

Já lá vou ver isso, mas mesmo sem o ver, culpo o autor do texto, pois se eles voltavam é porque ele não respondia de forma convincente.

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 10, 2009 1:43:00 da manhã

Sandra Oliveira disse...

"Eu costumava soltar o cão, mas depois comecei a dizer que era satânica e que estava a meio de um ritual."

Ahahahahahaha, boa!

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 10, 2009 1:45:00 da manhã

silvestre disse...

"Há 4 anos a um domingo, pelas 12h, tocaram duas senhoras à porta. O meu namorado abriu a janela e elas disseram que já tinham falado com «o irmão» um outro dia. Ele d-lhes que não tinha irmão e que estavam a confundir com o namorado."

Ahahahahahaha


"Adenda: ter namorado e ser rapaz afugenta jeovás (será que também funciona para mulheres?)"

Se for rapariga acredito que sim :)

Mas excelente história!

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 10, 2009 1:48:00 da manhã

Van disse...

"todo o livro é um bom livro. Não fosse o facto de esses senhores andarem muito finos e careiros. Arranjas mais barato na bertrand, com cartão de leitor...pelo menos aqui ahahah."

Aqui arranjas mais barato em qualquer livraria de esquina, aqui os livros sao de 30 a 50% mais baratos que em Portugal.


"Deixa lá,eu deixei-me convencer pela demonstração do rainbow...aqui, a gente chama-lhe o Rambo loooool! :D"

Rambo? Ahahahahaha

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 10, 2009 1:49:00 da manhã

Peregrina disse...

"Mas quando ao abrir a porta nua... I don't think so :P"

Pois, sao só dicas, nao é para fazer tudo. Eu abriria nu com um daqueles gorros Finlandeses sobre os genitais :)

  Blue Mayfly

terça-feira, fevereiro 10, 2009 10:53:00 da tarde

Outra táctica: dizer pelo intercomunicador ou através da porta, com voz querida, fofa e infantil - A minha mamã não está.
Também podemos fingir ter uma psicopatologia qualquer.
Proponho a substituição do número 7. Os psicólogos fazem muito mais que isso. :)

  Bruno Fehr

quinta-feira, fevereiro 12, 2009 1:12:00 da manhã

Blue Mayfly disse...

"Outra táctica: dizer pelo intercomunicador ou através da porta, com voz querida, fofa e infantil - A minha mamã não está."

Ahahahaha, pois eu não consigo :)

"Os psicólogos fazem muito mais que isso. :)"

Sim, é verdade, mas também fazem isto, os maus fazem só isto :)

  Mónica

quinta-feira, fevereiro 12, 2009 2:29:00 da tarde

Dava-me jeito ter lido este texto antes... Ainda ontem enquanto estava a tentar vender um carro a um casal de meia idade percebi que eles estavam a tentar ao mesmo tempo converter-me em testemunha de jeová...rsrsrsrsrsrs...
Situação cómica que deixou todos os meus colegas a rir que nem idiotas...
O casal levou um pedido de informação com valores e catálogos e eu fiquei com os dois últimos números da Sentinela :O :O :O :O

  Bruno Fehr

quinta-feira, fevereiro 12, 2009 2:39:00 da tarde

Mónica disse...

"Dava-me jeito ter lido este texto antes... Ainda ontem enquanto estava a tentar vender um carro a um casal de meia idade percebi que eles estavam a tentar ao mesmo tempo converter-me em testemunha de jeová...rsrsrsrsrsrs...
Situação cómica que deixou todos os meus colegas a rir que nem idiotas...
O casal levou um pedido de informação com valores e catálogos e eu fiquei com os dois últimos números da Sentinela :O :O :O :O"

Querem um desconto de seita :) por isso precisam que te juntem ao molho deles :)

  HAZEL

quarta-feira, fevereiro 18, 2009 12:59:00 da tarde

Tudo isso dá muito trabalho....

Olha, eu aqui há tempos também recebi a visita de duas testemunhas de jeová, e achando que deveria tratá-las com educação e cortesia, ouvi-as até ao fim.

Claro que a minha atitude foi interpretada como um desejo de "ingressar", e elas a partir daí não me largavam a porta.

Já estava a ficar farta, mas faltava-me a coragem para maltratá-las, pois as senhoras tinham aquele ar frágil e delicado que lhes é tão característico.

Então, um dia tive uma ideia, que resolveu o assunto facilmente, e partilhei no meu blog.
Se tiveres tempo e vontade, espreita aqui:
http://casaclaridade.blogspot.com/2008/12/aviso-importante.html

  José Eduardo Foleto

segunda-feira, março 09, 2009 4:47:00 da manhã

Um tanto tendencioso seu artigo.A julgar pelo tratamento concedido ao grupo minoritário citado, vejo que ainda no século XXI há pessoas não muito diferentes de Hitler e outros preconceituosos que perseguiram outros grupos minoritários como os judeus, os homossexuais, as prostitutas e também, as testemunhas de Jeová. Se quiser saber a semelhança entre elas e outros grupos minoritários pesquise no site do museu do holocausto, em Washington, DC, e veja que elas estiveram entre os grupos perseguidos por Hitler justamente pela mensagem de fé e amor que tão insistentemente tentam levar a outras pessoas.

  Bruno Fehr

segunda-feira, março 09, 2009 4:50:00 da manhã

HAZEL:

Eu fui lá ler :)

  Bruno Fehr

segunda-feira, março 09, 2009 4:55:00 da manhã

José Eduardo Foleto disse...

"Um tanto tendencioso seu artigo.A julgar pelo tratamento concedido ao grupo minoritário citado, vejo que ainda no século XXI há pessoas não muito diferentes de Hitler e outros preconceituosos que perseguiram outros grupos minoritários como os judeus, os homossexuais, as prostitutas e também, as testemunhas de Jeová."

Por favor, não me faca rir às 04 da manha... lá porque Hitler andou atrás deles há 60 anos, não lhes dá o direito de andarem atrás de mim, hoje!

Se somos educados eles voltam, e voltam, e voltam, parecem uma praga! Não sabem aceitar um não, só percebem mesmo quando somos rudes. Além disso é uma violação de privacidade e de liberdade religiosa as suas tentativas de forcar um religião.

São pessoas com um pensamento como o senhor que justificam os crimes judaicos de hoje em dia. Pois permitem que eles sejam hoje criminosos, porque tadinhos há 60 anos foram vitimas...

"...perseguidos por Hitler justamente pela mensagem de fé e amor que tão insistentemente tentam levar a outras pessoas."

É isso mesmo, "tentam levar", nada lhes dá o direito de tentar levar ninguém a acreditar em nada!

  Anónimo

quinta-feira, maio 14, 2009 5:07:00 da manhã

Ineressante como vocês se parecem com as pessoas dos tempos de Noé. Não sei se conhecem o relato registrado na Bíblia ou se acreditam na veracidade dela, durante a construção da arca Noé também pregava a pessoas a mensagem de Jeová que basicamente era " Mudem de proceder e façam a vontade de Jeová vosso Deus". As pessoas zombavam de Noé, achavam que ele estava louco porque ele dizia que o mundo sofreria um diluvio e naquela época não chovia só havia o orvalho para molhar a terra. Aí começou a chover.... Quem era o louco da história ???As vezes as pessoas zombam daquilo que não conhecem, é mais fácil, né ? Bem a boa educação diz que devemos tratar as pessoas bem . As testemunhas só estão preocupadas com suas vidas , elas tem forte fé de que assim como aconteceu nos dias de Noé , acontecerá de novo. Por isso a necessidade de avisar as pessoas dia a dia. Pode parecer estranho,ou mesmo impossível acontecer tal coisa, mais raciocine : Uma dona de casa testemunha de Jeová iria voltar vez após vez na casa de pessoas que batem a porta na cara delas, ou fazem coisas do tipo mencionadas pelas pessoas desse blog se sua mensagem não fosse importante demais? Seria muito egoísmo da parte delas guardar uma informação que pode salvar vidas, não acha ?? Ah, sabem o que elas efrentam além disso xixi , cachorro, palavrões , no passado algumas foram mortas em campos de concentração nazista por não aceitarem de maneira nenhuma pegar em armas , fazer saudação ao lider nazista,por se recusarem a participar na guerra , visto que é inconcebível matar alguém eainda assim dizer ser cristão. Hoje algumas estão presas pelo mesmo motivo em algumas partes do mundo. Um pouco mais de respeito seria bom né ??? Se não gosta de receber suas visitas avise a testemunha que aparecer na sua porta. Mais não se preocupe quando estiver interessado em saber o que elas tem para dizer elas com certeza terão o prazer de visitá-los. Espero que vocês leiem, assim como eu li a de vocês.

  Bruno Fehr

quinta-feira, maio 14, 2009 5:50:00 da manhã

Anónimo:

"Interessante como vocês se parecem com as pessoas dos tempos de Noé."

Dos tempos de Noé? Criacionismo portanto tal como descrito em génesis depois de toda a história do paraíso... Não me parece que alguém saiba como era essas pessoas.

"Não sei se conhecem o relato registrado na Bíblia ou se acreditam na veracidade dela"

Conheço Génesis de ponta a ponta.

"Aí começou a chover.... Quem era o louco da história ???"

É uma estória e não História, mesmo chovendo durante 40 dias e 40 noites, tendo em conta a capacidade de absorção de água pela terra e a capacidade de armazenamento de água das nuvens, não seriam possível o dilúvio, pois não choveria durante tanto tempo, nem a terra é impermeável como teria de ser para que isso fosse verdade.

"As vezes as pessoas zombam daquilo que não conhecem, é mais fácil, né ?"

Este texto é humorístico. O problema de muitos religiosos é que acham que não se pode fazer humor com a religião. Claro que pode. O solução é rir ou não rir, mas fazer humor é uma liberdade.

"Bem a boa educação diz que devemos tratar as pessoas bem."

A boa educação diz também que devemos ir embora quando não somos bem vindos. A boa educação diz também que devemos respeitar as vontades e crenças de terceiros. A boa educação diz também que não devemos impor as nossas vontades. A lei diz que a nossa liberdade termina quando começa a dos outros. A lei diz também que a vontade não se impõe. A lei dá liberdade religiosa, dá o direito à privacidade e à propriedade privada.

"As testemunhas só estão preocupadas com suas vidas, elas tem forte fé de que assim como aconteceu nos dias de Noé , acontecerá de novo."

As testemunhas de Jeová devem preocupar-se com quem acredita nisso e devem respeitar o pedido para que se retirem e não voltem.

"Uma dona de casa testemunha de Jeová iria voltar vez após vez na casa de pessoas que batem a porta na cara delas, ou fazem coisas do tipo mencionadas pelas pessoas desse blog se sua mensagem não fosse importante demais?"

Ao voltar estão a invadir privacidade e violar liberdades e isso é até punível por lei. Querem pregar que o façam num templo próprio onde irá quem quer, não é a invadirem o meu jardim a um domingo às 08 da manha quando eu quero dormir que me irão salvar.

Além disso, segundo a Bíblia o que vem lá é o Apocalipse com os cavaleiros a libertarem as pragas, além disso o mundo terminará numa suposta bola de fogo e barca nenhuma poderá salvar o mundo desse fim. Por isso deixem-me dormir ao domingo de manha.

"Seria muito egoísmo da parte delas guardar uma informação que pode salvar vidas, não acha ??"

É muita arrogância quererem forcar o que as pessoas não querem receber.

"no passado algumas foram mortas em campos de concentração nazista por não aceitarem de maneira nenhuma pegar em armas , fazer saudação ao lider nazista,por se recusarem a participar na guerra"

Errado, nunca lhes foi pedido que pegassem em armas. Foram colocadas em campos de concentração por serem consideradas pessoas não arianas.

"visto que é inconcebível matar alguém eainda assim dizer ser cristão."

Largue um pouco a bíblia e pegue num livro de história, quase todas as guerras no mundo até 1950 e algumas mesmo depois dessa data, foram todas em nome de Deus. Começando nas cruzadas a pedido do Vaticano, até aos Massacres em Dafur.

"Se não gosta de receber suas visitas avise a testemunha que aparecer na sua porta."

É o que faço sempre, e sempre eles voltam.

Sabe porque é que não sabemos ouvir o que elas querem dizer? Porque elas se recusam a aceitar que não as queremos ouvir.

Só será salvo aquele que quer ser salvo, além disso para conquistar o reino dos céus Deus só pede que renunciemos ao demónio e o arrependimento pelos nossos pecados. ISSO BASTA, e está na bíblia. O que as testemunhas fazem é chatear quem tem mais do que fazer, buscam uma refeição grátis em vez de irem trabalhar para ela. Espalham a palavra do senhor quando temos contas a pagar e queremos descansar de uma semana de trabalho.

"Espero que vocês leiem, assim como eu li a de vocês."

Eu li, eu aceito a sua opinião tal como você deve aceitar a minha. Eu não concordo com o seu ponto de vista, e você não tem de concordar com o meu, mas temos de respeitar as opiniões um do outro.

  Anónimo

quinta-feira, maio 21, 2009 2:51:00 da manhã

Respeito sua opinião. não entendi uma coisa. Você não acredita em tudo que está na bíblia ? Se for o caso é compreensível seu ponto de vista. Quando falar com uma testemunha novamente peça para ser colocado no registro de visita para não ser visitado. Acho que não querem impor sua religião e sim ensinar a verdade as pessoas. Por exemplo uma doutrina basica de quase todas as religiões , o inferno de fogo, existe tal lugar de tormento ? Bem que tipo de deus é esse que pune pessoas colocando-as num lugar de tormento eterno. As testemunhas explicam que não existe tal lugar. Quando alguém morre deixa de existir, não tem mais pensamento, não sofre , nem pode fazer nada para ninguém. Eclesiastes 9:5-10.Outra verdade é a que nem todos vão para o céu, a terra vai se tornar um paraíso com pessoas justas. Salmos 37:29. Mais isso é uma questão de fé e para isso é preciso absorver conhecimento de Deus e de seu filho. Talvez para algumas pessoas saber isso não seja importante , mais para uma mãe que perdeu um filho sendo ele uma pessoa boa ou não, acho que deve ser consolador saber que ele não está sofrendo.
Bem, vou parar de escrever senão você vai pensar que estou tentando te converter, como se isso fosse possível né ? Você sabe que Deus não quer que façamos a vontade dele obrigados. As testemunhas sabem disso e respeitam a vontade de seu próximo. Ah fazer piada com o modo como as pessoas levam a vida é meio estranho e sem graça não acha ?

  Bruno Fehr

quinta-feira, maio 21, 2009 7:35:00 da manhã

Anónimo disse...

"Você não acredita em tudo que está na bíblia ?"

Eu não acredito em nada, é um bonito livro e bem escrito com imensas histórias mas sem validade factual.

"Quando falar com uma testemunha novamente peça para ser colocado no registro de visita para não ser visitado. Acho que não querem impor sua religião e sim ensinar a verdade as pessoas."

A verdade? Mas que é que se pode achar dono da verdade? Eles devem criar um templo e orar a sua verdade lá dentro, sem arrancar ninguém da cama, sem invadir privacidades e sem tentar impor aquilo em que acreditam.

"As testemunhas explicam que não existe tal lugar. Quando alguém morre deixa de existir, não tem mais pensamento, não sofre , nem pode fazer nada para ninguém."

Mas isso 70% das pessoas sabem. O catolicismo já nao é a religiao dominante. O Islamismo tem mais membros devido à baixa natalidade na Europa e ao crescimento do Ateísmo e Agnosticismo, este sengundo grupo do qual sou um orgulhoso membro.

"Bem, vou parar de escrever senão você vai pensar que estou tentando te converter, como se isso fosse possível né ?"

É mesmo. A palavra de Deus não está em nenhum livro, pois o livro foi escrito pelo Homem. Tudo foi reescrito e planeado em Micena e a Bíblia já sofreu 5 grande revisões, não foram pequenas, foram grandes revisões.

A biblia, novo testamento, Kabalah, Al'Coran, seja o que for, são livros escritos pelo homem e só isso.

"Ah fazer piada com o modo como as pessoas levam a vida é meio estranho e sem graça não acha ?"

Talvez seja, mas se sou assediado por que é que não me posso defender?
Enquanto estamos vivos temos de fazer o melhor pela vida e o melhor é sorrir. Temos de saber rir de nós e não só dos outros, eu rio-me de mim e dos meus erros e isso dá-me o direito de me rir de tudo. Jesus se tiver sido como dizem que foi, seria um homem capaz de se rir dos seus erros tal com dos, dos outros. Rir é o melhor remédio e a religião não está acima do poder do humor.

Se Jesus não fosse um bom comunicador e se não tivesse sentido de humor, acha que alguém o seguia?

  Anónimo

domingo, maio 24, 2009 12:32:00 da manhã

olá! A bíblia foi realmente escrita por homens, cerca de 40. Mais foi inspirada por Deus.
( 2 timóteo 3:16 )
Sei que para você essa informação não é muito relevante , pelo que entendi você não acredita em Deus por que não vê provas suficientes da existência dele. É mais fácil crer naquilo que pode ser visto ,tocado...Eu já tenho provas suficientes e sinto não ter conseguido ainda.Algumas pessoas com quem já falei pensam assim porque vêem tanta hipocrisia nas igrejas, várias promessas de ajuda como por exemplo , curas de doenças. Infelizmente muitos são enganados. Mas de acordo com a bíblia os dons de cura foram dados aos cristãos do primeiro século e serviram para um objetivo que já foi cumprido. Hoje não há dons de cura ( 1 coríntios 12:29,30 ; 13 : 8.13 ). Com certeza é muito difícil acreditar num Deus que permite tal coisa. Bom, espero que nehuma testemunha de Jeová te acorde nesses dias a frente, elas se sentem muito mal quando isso acontece. Ah não esqueça de pedir para colocarem seu endereço como "não ser visitado¨ pelo menos por um tempo mas lembre-se que elas terão um enorme prazer em falar com você quando quiser.

  Anarud

sexta-feira, setembro 25, 2009 2:56:00 da manhã

Crest,

Eu tenho melhor.

1º - Deixar que as ditas testemunhas nos interpelem.

2º - Deixar que continuem o paleio.

3º - Quando o paleio já for Q.B., então perguntem, assim como quem não quer a coisa: "Desculpem, mas são Jeovás?". Ao que elas responderão em uníssono: "Testemunhas!"

4º - Dado que se identificaram como testemunhas, aproveita-se a deixa para afirmar que se estava à procura de testemunhas de jeová para um sacrifício satânico e estende-se o convite às ditas.

Quanto a vós, caros amigos, não sei... mas sei que no meu caso, quando me vêem, as ditas senhoras mudam de passeio e benzem-se.

:D

  Anónimo

sábado, outubro 16, 2010 10:51:00 da tarde

EU NESTE MOMENTO ESTOU A ESTUDAR PARA SE DEUS QUISER SER UMA TESTEMUNHA DE JEOVÁ E ORGULHO-ME IMENSO..
E MAIS A MAIS UMA PESSOA SÓ PODE FALAR QUANDO TEM ALGUM TIPO DE CONHECIMENTO, NÃO É "ATIRAR PARA O AR" O QUE NÃO SABE..
MAS UMA COISA GARANTO VOCÊS TÊM MEDO DE CONHECER A VERDADE, FOGEM TANTO DELA, MAS SE DESSEM 10 MINUTOS DO VOSSO TEMPO OU SE ACEITASSEM UMA SENTINELA E A LESSEM SEM COLOCAREM FORA VERIAM QUE REALMENTE O QUE LÁ DIZ TEM MUITA LÓGICA, SIGNIFICADO, VERDADE E MUITA CERTEZA NAS VERDADEIRAS PALAVRAS AO COMPARA LAS COM AS FALSAS...
TENTEM ABRIR OS OLHOS E O VOSSO CORAÇÃO ENQUANTO TÊM TEMPO, PORQUE FALTA MUITO POUCO PARA QUE AQUELES QUE NÃO SE ARREPENDEREM E NÃO TENTAREM CONHECER A VERDADEIRA PALAVRA SEJAM PUNIDOS..
AINDA HÁ TEMPO PARA PENSAREM E MUDAREM SEUS PENSAMENTOS E NÃO FALAREM MAL DO QUE NÃO CONHECEM..MAS SE NÃO QUEREM CONHECER POR FAVOR TAMBÉM NÃO FALEM DA FORMA QUE FALAM PORQUE NUNCA NENHUM TESTEMUNHA DE JEOVÁ VOS FEZ MAL..
PARA TERMINAR, NÃO SE ESQUEÇAM DE UMA COISA QUE POR ALGUMA RAZÃO MESMO NA BÍBLIA CATÓLICA FALA NO NOME DE DEUS - JEOVÁ!!!!! :)

  Anónimo

sábado, outubro 16, 2010 10:54:00 da tarde

EU SEI QUE NÃO VÃO PUBLICAR MAS PELO MENOS ALGUÉM LEU, O QUE JÁ ME DEIXA BASTANTE SATISFEITA,FELIZ... :)

  Bruno Fehr

domingo, outubro 17, 2010 1:43:00 da manhã

Anónimo:

"olá! A bíblia foi realmente escrita por homens, cerca de 40. Mais foi inspirada por Deus.
( 2 timóteo 3:16 )"

E porque o Timóteo diz que foi inspirada por Deus, isso significa que é verdade? Então e se Bruno Fehr disser que este texto foi inspirado por Deus? Quem é o Timóteo para dizer que não?

"Sei que para você essa informação não é muito relevante , pelo que entendi você não acredita em Deus por que não vê provas suficientes da existência dele."

Não nego a existência mas duvido. Ou seja, não sou Ateu, sou Agnóstico. O Dianetics foi escrito por alguém que diz ter sido o Deus Extra-Terrestre que o inspirou. O que é que faz um livro mais verdadeiro que o outro? A fé! E o que é a fé? É algo pessoal que irá variar de pessoa para pessoa e a verdade está algures no meio termo.

  Bruno Fehr

domingo, outubro 17, 2010 1:43:00 da manhã

Anarud:

"Dado que se identificaram como testemunhas, aproveita-se a deixa para afirmar que se estava à procura de testemunhas de jeová para um sacrifício satânico e estende-se o convite às ditas."

LOL.

  Bruno Fehr

domingo, outubro 17, 2010 1:43:00 da manhã

Anónimo:

Se está a treinar para ser testemunha de Jeová, espero que treine melhor a regras de boa educação, pois escrever em Caps é o mesmo que gritar e duvido que alguém lhe de ouvidos se andar de porta em porta a gritar.

Eu irei acreditar numa testemunha de Jeová que tenha pelo menos 2010 anos e que tenha realmente visto Jesus para poder dizer que é testemunha. Todas as pessoas que se digam testemunhas de algo que não testemunharam estão a cometer perjúrio que é punível por lei (se nos referirmos a um julgamento onde se chame uma suposta testemunha).

"EU SEI QUE NÃO VÃO PUBLICAR MAS PELO MENOS ALGUÉM LEU, O QUE JÁ ME DEIXA BASTANTE SATISFEITA,FELIZ... :)"

Eu publico tudo!

  Anónimo

terça-feira, maio 15, 2012 1:14:00 da manhã

kkkkkkkkkkkkkkk..muito bom ...
PARABÉNS...vou adotar suas dicas.

  Anónimo

sábado, outubro 19, 2013 6:29:00 da tarde

Você usa e abusa do sacrilégio cara, claro direito teu, mas respeito a Deus (que ninquém sabe ao certo qual é, claro todos acreditam que adoram o verdadeiro, mas quem pode afirmar esta certo no final?)é extremamente perigoso. Enfim direito seu :)