De uma vez por todas!


Este post é dedicado aos hipócritas. Acho que toda a gente merece respeito, até ao dia que prova não o merecer. Por isso vou falar de pessoas que detesto, que não compreendo, nem quero compreender e sem as quais vivo bem... bem longe delas. Não, não são os escuteiros. São os anónimos.
No meu primeiro texto, neste blogue, deixei um recado a essas pessoas, mas infelizmente, foi uma mensagem que se perdeu neste blogue.


A maioria das pessoas que visitam um blogue, não conhecem os textos antigos. Quem quer criticar e não encontra nada em que pegar, tem de procurar. Isso é o que me tem acontecido nos últimos tempos. Esses anónimos não podem fazer os comentários normais, como: "Este blogue, não tem conteúdo", pois eu falo de tudo, desde textos sobre o Amor, ao texto sobre o Mijo, passando por criticas jornalísticas, conselhos sentimentais, lições de Português e Geografia. Mas, o anónimo tem de deixar veneno. Houve um que disse, que o meu blogue era um blogue "pornográfico, cheio de crises de adolescente", este anónimo não leu nada, limitou-se a ver as fotos de mulheres belas, com que ilustro os meus textos. Por acidente deixou rasto e foi possível visitar o dele.

Onde os anónimos conseguiram pegar, foi graças aos meus textos sobre a língua portuguesa. Mas, tenciono escrever muitos mais dentro deste tema.

Agora passo explicar:
Há quem escreva Português e há quem escreva em Português. Há quem tenha estudado Português. Quem estudou, pode ser um professor ou um tradutor, estas pessoas sabem um pouco de tudo, mas não sabem muito de nada. Quem se especializa na língua Portuguesa, pode ser Purista ou liberal, pode ser fanático por ortografia ou gramática.

Sobre os meus textos:
Ponto 1: Moro na Alemanha e não possuo teclados para escrever em Português. Não tenho acentos, não tenho as letras "â, ç, ê, è, ô, ò, ã", bem como as sua variantes maiúsculas. Para escrever "ç", faço Alt+135, para escrever "ã", clico Alt+198. Acidentes acontecem, devido à complexidade em escrever Português.



Ponto 2: Escrevo os meus textos directamente no blogue, não os preparo com antecedência. Mesmo quando tenho um tema em mente, acabo por escrever outra coisa.


Ponto 3: Sou perfeccionista, por isso nunca leio o que escrevo, pois sei que não vou gostar, vou alterar e alterar, acabando por deitar tudo para o lixo.


Ponto 4:Por o Português popular ser diferente do gramaticalmente correcto, aparecem "erros". Erros ortográficos mas gramaticalmente correctos. Erros de discurso mas gramaticalmente correctos. Erros ortográficos, socialmente aceites. O problema é que há idiotas, que não sabem o que é um erro! Um erro é o que recusamos corrigir!









Os assuntos onde sou um alvo são, "estória e história", "à e há", etc, por agora vou falar só do segundo, pois o esclarecimento do primeiro, podem encontrar aqui .


Caros anónimos, quando eu escrevo "à dias fui às putas", vocês têm um orgasmo e escrevem, "está errado, escreve-se "há" do verbo haver". Ora bem, vocês sofreram ejaculação precoce. "Há dias", significa "existem dias"! Quando eu digo "à dias fui", refiro-me a um tempo passado, por isso de maneira nenhuma poderei usar "há", que é o verbo haver no presente do indicativo. Se fui às putas num dia passado, não "há dias", "houveram", por isso usar o "à", torna a frase correcta. O anónimo que não concorde, que aprenda a conjugar verbos e se vá foder de seguida!

"Ah e tal é assim que está na gramática". E então? Processem-me pelo meu raciocinio e opinião, até lá podem ir plantar batatas!


Agora, vou bater nos anónimos, pegando em erros nos seus comentários.
Caro amigo ou amiga, quando você escreve "diz-me", "quase sempre" ou "anedota", está a cometer 3 erros. Lá porque se fala assim, não faz com que seja Português correcto. Seria correcto escrever, "dize-me", "quasi sempre" e "anécdota", isto sim é correcto. A linguagem simplesmente evolui popularmente e isso não torna o Português correcto, até que as gramáticas assim o digam.


Agora passamos a "paneleirice" e "paneleirisse". Porquê ser paneleiro ao ponto de implicar com esta palavra quando não é de facto uma palavra? Escrevam como bem entenderem. Quanto a piça e pissa, isso é diferente e podem ler sobre isso here!





Quando desejarem vir ao meu blogue, com teorias puristas de como se escreve, é bom que escrevam como um purista. A criticar um pseudo-erro meu, é bom que escrevam num Português que seja digno do vosso comentário!
A estes anónimos, aconselho que sigam este Blogue.


Agora para todos os leitores:
Sabem porque é que as criticas, são maioritariamente (ou majoritariamente) anónimas?


Porque, não têm a certeza do que dizem e/ou, estão a esconder o seu blogue, precioso, sem interesse e infestado de erros.


O meu blogue existe para que gostem e odeiem o que escrevo. Existe para que concordem e discordem, para que critiquem positiva e negativamente. Enfim, o meu blogue existe para criar diálogo.


Mas quero diálogo, não monólogos. Quero que as pessoas tenham a coragem de enfrentar os seus comentários bem como a minha resposta. Sejam anónimos ou não! Eu não sou hipócrita, mas sou arrogante, por isso à partida os hipócritas já perderam a discussão. A quem comenta e foge, eu cago d`alto para eles ou elas. Quero falar com gajos com tomates e gajas com ovários, que assumam o que dizem!


Porquê? Porque Posso!


96 Comentários:

  ah e tal (c)

segunda-feira, setembro 17, 2007 6:30:00 da tarde

Tenho inveja de ti a mim ainda nenhuma anónimo me criticou....:/

É porque gostam mais do teu blog do que do meu não é?:(

Deve ser porque o meu blog ainda é pequenino...mas tenho inveja de ti...tens anónimos e eu não...

  Skynet

segunda-feira, setembro 17, 2007 6:35:00 da tarde

Quem é que são esses idiotas? Que é para nós irmos lá colocar comentários insultuosos lol

Eu tento escrever o melhor português que consigo, mas errar é humano, às vezes também escapam alguns erros.

Já outros blogues têm muitos mais erros, às vezes até colocados deliberadamente pelos proprietários, mas no meu ponto de vista, o blogue é deles, logo fazem o que querem, quem não gosta, AZAR! Não leiam! É tão simples quanto isso. Não têm nada que andar a fazer comentários idiotas.

Isso deve vir de pessoas que estão habituadas a ter a sua masturbação intelectual no seu blog, ou seja, sem contar com a opinião dos outros.

  Crestfallen

segunda-feira, setembro 17, 2007 6:50:00 da tarde

ah e tal (c):

São os feromonas, a minha bolha deixa passar mais do que a tua!

  Crestfallen

segunda-feira, setembro 17, 2007 6:52:00 da tarde

Skynet:

Soube quem era um desses anónimos. Ao ver o blogue dele, vi que ele fazia criticas jornalísticas mas sem o minímo respeito pela língua Portuguesa.

O vistar o blogue dessa gente é dar a importância que eles não têm. Contudo, gosto de fazer uma visita discreta, só para ver o que é "qualidade"!

  Francis

segunda-feira, setembro 17, 2007 6:54:00 da tarde

estou co a ah e tal, ao menos a ti ainda te criticam pá...bem, mas eu tambem tenho anónimos...foda-se aquela merda não vale mesmo nada pá...

e que tal o regresso á vida comum ?
e ao red district aí em Hamburgo ?

ctrl 135 para ti tambem...

  ah e tal (c)

segunda-feira, setembro 17, 2007 6:59:00 da tarde

repara crest, eu sou uma pessoa simples, graças a deus não preciso de muito para ser feliz... e nem um anónimo?

  ah e tal (c)

segunda-feira, setembro 17, 2007 7:00:00 da tarde

Mas... também tenho disso....de feromonas...sim é verdade que a tua bolha deixa passar mais feromonas que a minha..mas bolas...

  Orquidea

segunda-feira, setembro 17, 2007 7:08:00 da tarde

Eu não tenho anónimos...Quando passares pelo meu blog deixas um comentário anónimo? Pleaseeeeeeee...

  gaja_mais_q_fria

segunda-feira, setembro 17, 2007 7:11:00 da tarde

Vamos criar o dia do comentário anónimo? O problema é que mesmo que fosses anónimo ao meu blog eu reconheceria os teus adoráveis comentários inteligentes e arrogantes :)

  Crestfallen

segunda-feira, setembro 17, 2007 7:14:00 da tarde

Francis:

Já estou de volta. O red district fica para o fim-de-semana :)

  Crestfallen

segunda-feira, setembro 17, 2007 7:15:00 da tarde

ah e tal (c):

A minha bolha é especial da marca "Cabron"!

  Crestfallen

segunda-feira, setembro 17, 2007 7:16:00 da tarde

gaja_mais_q_fria:

Eu não poderia ser anónimo, pois sou identificável pelos meus pontos de vista insanos!

  Crestfallen

segunda-feira, setembro 17, 2007 7:16:00 da tarde

Orquidea:

Ok, se eu souber como isso se faz!

  Crestfallen

segunda-feira, setembro 17, 2007 7:17:00 da tarde

Orquidea:

Pois, esqueci-me que tenho de me identificar antes de entrar no teu blogue :(

  ah e tal (c)

segunda-feira, setembro 17, 2007 7:18:00 da tarde

fico profundamente triste por as pessoas preferirem consumir mais da tua marca....:/



eu só queria...essas criaturinhas intragáveis no meu espaço....

  PsYcHo_MiNd

segunda-feira, setembro 17, 2007 7:19:00 da tarde

falem bem ou falem mal, o que interessa é que falem. o facto de criticarem só mostra que admiram o que escreves ou pelo simples facto de tão cultos que devem de ser não percebem sobre aquilo que falas.

  Crestfallen

segunda-feira, setembro 17, 2007 7:38:00 da tarde

ah e tal (c):

Posso ter passar por anónimo em tua casa (entenda-se blogue).

  Crestfallen

segunda-feira, setembro 17, 2007 7:39:00 da tarde

PsYcHo_MiNd:

Qualque publicidade é boa publicidade, mas é dificil dar a resposta merecida. Este post foi a melhor forma encontrada!

  ah e tal (c)

segunda-feira, setembro 17, 2007 7:54:00 da tarde

Vai-se perceber que és tu.....:/

  Crestfallen

segunda-feira, setembro 17, 2007 7:57:00 da tarde

ah e tal (c):

Eu finjo que não sou fofo e que tenho sentimentos!

  ah e tal (c)

segunda-feira, setembro 17, 2007 7:58:00 da tarde

ok então faz o teu melhor..

  Musa

segunda-feira, setembro 17, 2007 8:16:00 da tarde

1º ponto- Sou uma gaja com ovários e gosto de te criticar sempre que existem possibilidades para tal;

2º ponto- Vou-te oferecer um teclado made em Portugal para o Natal (Já só faltam 3 meses e 7/8 dias);

3º ponto- O problema dos "ás" e "hás" não é de hoje...confesso que tenho ainda algumas dificuldades em certas situações, mas os jornais, revistas e demais imprensa não ajudam nada nesse aspecto, mas sobre isso acho que já falas-te anteriormente!

4º ponto- Também já fui criticada por anónimos, não ignorei mas acho que a/as minha/as respostas estiveram à altura, na altura...:D

Bom regresso ao trabalhinho...:P

  bEtA

segunda-feira, setembro 17, 2007 8:31:00 da tarde

Só tem a importância que lhes dás.. Não dês nenhuma que eles não valem a pena. :)

  Ana

segunda-feira, setembro 17, 2007 8:37:00 da tarde

Esses "amigos" também gostam de me visitar.

Posts "polémicos" já me causaram mal-entendidos, mensagens de um crítico mordaz de tudo o que escrevo - e alguns pequenos aborrecimentos.

E eu digo e repito, Se não gosta, não lÊ! Simples.
Mas os aborrecimentos foram pequenos sim - porque eu não deixei que eles me estragassem os dia. Não mesmo! Só me incomodaram um bocadinho.
Porque eu tenho a péssima mania de querer estar bem com toda a gente -e isso nem sempre é possível.

É... Ter um blogue não é tarefa fácil. Há dias em que é uma merda. Há dias... Que é contraditório. Ou és amado ou odiado - e unanimidade é uma palavra que não existe por aqui. Só que como disse a Clarice, "é preciso viver apesar de".

=**

  Lésbico

segunda-feira, setembro 17, 2007 8:39:00 da tarde

Eu normalmente dou um peidinho e só tenho pena de ainda não ser possível, enviar cheiros pela internet.

  Crestfallen

segunda-feira, setembro 17, 2007 8:49:00 da tarde

Musa:

"gosto de te criticar"

Bolas não és nada meiga. Não dizes que gostas de criticar, dizes que gostas de ME criticar. Consegues fazer com que me sinta especial ;)

"Vou-te oferecer um teclado made em Portugal para o Natal"

És uma querida :)

O assunto não é complicado, se tiverem em conta se tem ou não a ver com o verbo haver, se tem, usas sempre "há" a não ser que a frase esteja noutro tempo verbal...



Ainda não estou a trabalhas. Felizmente ainda tenho 3 dias para andar a exibir o meu bronze fantástico nesta cidade cinzenta :)

  Crestfallen

segunda-feira, setembro 17, 2007 8:49:00 da tarde

bEtA:

Ao anónimo, não dou importância, mas por vezes os assuntos até mereciam ser discutidos!

  Crestfallen

segunda-feira, setembro 17, 2007 8:50:00 da tarde

Lésbico:

Eu conheço os cheiros que emites quando o assunto te aborrece...

  Musa

segunda-feira, setembro 17, 2007 10:14:00 da tarde

Só tu é que ainda não tinhas reparado como sou querida...só tu, só tu...

  blackstar

segunda-feira, setembro 17, 2007 10:34:00 da tarde

Assim, dando o nome, devo dizer-te que discordo da explicação que dás entre o "há" e o "à". No entanto, como reconheço constantemente os meus erros, fui consultar um prontuário de Língua Portuguesa para poder dizê-lo com certeza! Assim, uma frase como "Há uma hora que o espero." indica que existe uma determinada quantidade de tempo passado, e nesse sentido utiliza-se o verbo haver. Apesar de como tu dizes,e bem, estarmos a falar do passado, temos por base o dia de hoje (dia em que falamos)!

Já agora, pessoas que apenas comentam um blog para criticar os erros nem merecem tanto tempo da nossa atenção!

  Ana

segunda-feira, setembro 17, 2007 11:45:00 da tarde

Dasssssss!! Esses anónimos até metem nojo! Já tive uns quantos a "cuspir" no meu blog e hoje já nem lhes dou o direito de "aparecer"!

Acho piada... eu quando não gosto de um blog nem me dou ao trabalho de perder tempo com ele, mas parece que há muito pessoal masoquista por aí!

  Amsilva

terça-feira, setembro 18, 2007 12:28:00 da manhã

xiça pá, se vais ligar a erros estou feito ao bife, é no minimo um por silaba, mas pronto...
não faço ideia de há quantos anos estarás pela germania mas mesmo assim tens um português dito correcto, acho eu com os meus erros...
agora muito me contas com esses atalhos para escrever em portuges (com erros) num teclado alemão, porque diga-se de passagem, por varias vezes entre Janeiro e Junho que uso e proximo ano vai se repetir os teclados alemães para escrever algo, por norma cartas á familia e sempre senti falta dos ç e dos ã entre outros...
só mais uma coisinha, pensava que anonimo era um nome, pelo menos leio tantas vezes isso como leio joão ou pedro ehehe
por falar em blogs sem interesse; obrigado pela correção do Hof, mas era mesmo por implicar, alem de que raramente acerto as pronuncias alemãs, assim como de conhecimento tambem tenho poucas palavras, e bem que por vezes fazem falta...

  Silvia F.

terça-feira, setembro 18, 2007 12:38:00 da manhã

O meu blog esteve bastante tempo com a moderação de comentários activada para não me chatear mais. Já tive a minha dose e acredita fiquei bem farta de insultos gratuitos e medíocres. É o que faz ser importante hehehehehe

Actualmente, o meu blog não admite anónimos. Sei que um anónimo pode criar um perfil falso e ofender na mesma mas já não fica tão anónimo assim...

Pessoalmente não me importo que me corrijam nos erros ortográficos ou gramaticais porque gosto aprender DESDE que a crítica seja construtiva, claro! O meu português ainda precisa de retoques :)))
Quando a ideia é meter nojo, aí mando-os pastar!
Ainda está por nascer quem nunca fará erros seja em que lingua for!

Crestfofo, deixa-lá! Tem pena desses anónimos! Afinal o único prazer que eles/elas têm é ofender os outros, taditos. São uns tristes! Nós pelo menos, temos outros prazeres bem mais saudáveis e interessantes ;)))

  Teresa

terça-feira, setembro 18, 2007 1:08:00 da manhã

Visito o teu Bolg (h)á algum tempo e nunca deixei nenhum comentário, hoje tenho que deixar!!!
Adorei!!
T

  tavguinu

terça-feira, setembro 18, 2007 1:13:00 da manhã

olha lá ohhhhhh fofinho !

passa um gajo uns dias fora dos blogs e só vês post destes !

Mas afinal o qeu aconteceu ?

e as gregas que é o interessante, hein ?

  Feitiozinho

terça-feira, setembro 18, 2007 1:17:00 da manhã

Isto deve ser uma descarga cerebral, não é que toda a gente apanhou com um anónimo em cima a criticar o "bom português"... bela cambada!

  SEXY_HOT

terça-feira, setembro 18, 2007 1:27:00 da manhã

Eu li o teu primeiro texto e mais alguns, apenas não deixei comentário porque... sei lá porquê, acho que era a pressa de ler os que vinham a seguir LOL...
A mim também já me apareceram esses anónimos que são sempre tão simpáticos e deixa que te diga que já me chamaram uns nomes muito lindos e então e o e-mails?! Esses são de rir e chorar por mais HAHAHA

  ipsis verbis

terça-feira, setembro 18, 2007 4:59:00 da manhã

Este blogue tem conteúdo sim. E quem disse o contrário não é anónimo é mentiroso.
(está nos meus favoritos)

  Crestfallen

terça-feira, setembro 18, 2007 12:38:00 da tarde

Musa:

Ás vezes queres ser má e uma pessoa não repara :)

  Crestfallen

terça-feira, setembro 18, 2007 12:47:00 da tarde

blackstar.

"Há uma hora que espero", tem o verbo "esperar" no presente, logo sim, o verbo "haver" tem de estar no presente, pois a frase fala dos 60 minutos até ao presente em que espera.

Mas o meu exemplo, "à (há) dias fui às putas", repara que o ver "ir" está no passado, não podemos colocar o verbo "haver" no presente daí o uso de "à". Não tem qualquer lógica conjugativa usar "há".

Como podes ver, a tua explicação bem como a do pontuário, não se aplica neste caso, pois não estou a falar no presente, no entanto as pessoas misturam 2 tempos verbais na mesma frase. Até professores de Português. Eu sei pois já discuti este e outros assuntos semelhantes com muitos.


Quanto aos anónimos, concordo contigo. Mas, eu não me preocupo com eles, gostaria por vezes de ter oportunidade de debater os assuntos, tal como estou a fazer contigo neste momento.

  Crestfallen

terça-feira, setembro 18, 2007 12:49:00 da tarde

Ana:

É como uma masturbação ao ego!

Eu pessoalmente critico muito o blogue "conversas de gajo" do Casanova e do Topo de Gama, pois acho que são gajos que escrevem como gajas e não dizem a ponta de um caralho que se aproveite. Mas, comento, critico, usando o meu nick dando-lhes a oportunidade de me responderem... o que raramente fazem pois contra factos não há argumentos!

  Crestfallen

terça-feira, setembro 18, 2007 12:53:00 da tarde

Amsilva:

Eu não ligo aos erros. Sigo um blogue que tem um erro a cada 5 palavras, mas gosto dos textos dessa pessoa. O que não gosto é que me apontem erros, que não são erros, num comentário cheio de erros.

Só estou por estas bandas há 2 anos. Mantenho o Português actualizado, pois nunca parei de o estudar. Este blogue é um meio de o manter.

  Crestfallen

terça-feira, setembro 18, 2007 12:56:00 da tarde

Silvia F.:

Não modero comentários, pois acho que os blogues com moderação quebram o diálogo.

Eu vejo os comentários como um local para dialogar sobre um tema. Com a moderação o diálogo é entre o comentador e o bloguer e nunca entre todos.

  Crestfallen

terça-feira, setembro 18, 2007 12:57:00 da tarde

Teresa hat gesagt...

"Visito o teu Bolg (h)á algum tempo"

Neste caso deves usar "há", pois o primeiro verbo está no presente :)

Obrigado!

  Crestfallen

terça-feira, setembro 18, 2007 12:59:00 da tarde

tavguinu:

Mas quais Gregas? A Grécia já era :(

Estou em Hamburgo, cidade cinzenta, chuva e um frio do caraças. Já tive de ligar o aquecimento em casa :(

  Crestfallen

terça-feira, setembro 18, 2007 1:00:00 da tarde

Feitiozinho:

A definição de "bom português" é que está muito confusa, pois falamos de uma maneira, escrevemos de outra e as gramáticas não acompanham a evolução. Por isso o "correcto" é um termo discutível.

  Crestfallen

terça-feira, setembro 18, 2007 1:02:00 da tarde

SEXY_HOT:

E-mails, também já recebi uma boa dose deles :)

  Crestfallen

terça-feira, setembro 18, 2007 1:02:00 da tarde

ipsis verbis:

Obrigado.

  blackstar

terça-feira, setembro 18, 2007 1:32:00 da tarde

Voltei! :) Depois de uma pesquisa (rápida) pela net, encontrei este site http://atrasdamascara.blogspot.com/2007_09_01_archive.html#3444027850034737304 que dá um exemplo com um verbo no passado! "Há quanto tempo não te via!" O verbo ver está num pretérito e ainda assim, devemos utilizar o verbo haver, porque se refere a uma quantidade de tempo que tem por base o tempo presente! Se dizes, "à (há) dias fui às putas" tens por base o dia de hoje, para utilizares essa expressão! Encontrei também esta página que, acho que explica, ainda melhor que eu, o que quero dizer http://ciberduvidas.sapo.pt/pelourinho.php?rid=139

  blackstar

terça-feira, setembro 18, 2007 1:35:00 da tarde

Este comentário foi removido pelo autor.
  blackstar

terça-feira, setembro 18, 2007 1:36:00 da tarde

Aiii... O link não me quer dar razão! Está a custar! :P Vou tentar assim:

http://sol.sapo.pt/blogs/portuguesfalando/archive/2007/05/28/241318.aspx

Esperemos que agora fique direitinho!

  Crestfallen

terça-feira, setembro 18, 2007 1:46:00 da tarde

blackstar:

O último link que referes não está completo mas o link do ciber dúvidas, concordo a 100%.

  Helluah

terça-feira, setembro 18, 2007 2:10:00 da tarde

é o preço da fama, crest, é pura e simplesmente o preço da fama!!

  Crestfallen

terça-feira, setembro 18, 2007 2:54:00 da tarde

Helluah:

Ahah, quando vens aqui também penso em anónimas. Podias-me vendar a abusar de mim :)

  mymind

terça-feira, setembro 18, 2007 4:01:00 da tarde

porquê qdo se pergunta n é separado? loool, oh crest n me leves a mal tou a gozar com isto tudo claro, tds dams erros, eu farto-me de dar bacorados qdo escrever no pc principalmente
caga neles pá!

  mymind

terça-feira, setembro 18, 2007 4:02:00 da tarde

e neste comentario ja foi umas qtas bacoradas, tas a ver? lool

  Crestfallen

terça-feira, setembro 18, 2007 4:11:00 da tarde

mymind:

O que dizes faz sentido. "Porquê" ou "Por quê".

A resposta é que:
"porquê" deriva de "por + quê", formando uma palavra, não sendo incorrecto o uso de duas. É uma situação idêntica a "quasi-quase", "anécdota-anedota".

Existe por vezes "evolução" falada ou escrita que é aceite, se bem que as gramáticas demorem anos a acompanhar.

  Crestfallen

terça-feira, setembro 18, 2007 4:13:00 da tarde

mymind:

A tua pergunta fez-me lembrar outra:

Porque é que "tudo junto", se escreve separado e "separado" se escreve tudo junto?

  mymind

terça-feira, setembro 18, 2007 6:25:00 da tarde

eheh!! essa pergunta é d+ lool

  Silvia F.

terça-feira, setembro 18, 2007 7:45:00 da tarde

Eu aqui a gastar o meu latim com os dedos e não percebes nada! Humpfff...
A moderação de comentários corta o diálogo sim mas um blog não é propriamente um sítio para grandes diálogos, acho...
Adiante, como não tenho tempo de ver o blogue sempre que me apetece (como algumas pessoas), moderar comentários é uma forma de nos salvaguardar de comentários abusivos e porcos. É preferível "cortar" o diálogo do que ver publicado porcalhices. Se soubesses os comentários que já recebi, compreenderias. Mostro a cara porque não devo nada a ninguém logo não admito ofensas gratuitas, tenho pessoas que me visitem que me conhecem pessoalmente.
Mais, neste momento tenho apenas uma limitação que é não admitir comentários anónimos. Quem não deve não teme!
Se te sentes "lesado", tens sempre uma opção , era apenas isso que quis dizer! Suponho que os teus supostos anónimos não devem ser muito agressivos. Tenho dito!

PS: por falar nisso e pensando bem, anónimo pode ser qualquer bloguer mesmo com um perfil, sem foto. A bem dizer crestfofo, também és um anónimo!

  Helluah

terça-feira, setembro 18, 2007 9:40:00 da tarde

CREST_ or'essa, pensas em anónimas? fique vocemecê sabendo que eu sou muito pouco anónima, gosto sempre de gravar o meu nome na pele dos machos, tá??? não há um que se tenha esquecido!! ehehehehe... quanto a vendar-te... preferia mesmo amarrar-te à cama, sou uma exibicionista, não me posso esconder!! ehehehehehehe

  VICIO

quarta-feira, setembro 19, 2007 12:26:00 da manhã

acho que estás a dar demasiada atenção a essa escumalha!
talvez seja dor de cotovelo e como não conseguem sucesso nos seus blogs (se tiverem capacidade para ter um) tentam meter para baixo os que conseguem algo!

quanto ao e à não concordo contigo, mas isso é só a minha opinião e nem sou licenciado em lingua portuguesa!

  Lésbico

quarta-feira, setembro 19, 2007 5:59:00 da tarde

Olha que ainda não tinha lido a tua resposte e veio logo um nome de um blogue à cabeça.

Vai ao FeedBurner ver :)

  Crestfallen

quarta-feira, setembro 19, 2007 6:04:00 da tarde

Silvia F.:



Sim, eu concordo. Eu é que gosto de ver o diálogo a fluir. E até me dá um certo prazer ver anónimos a perder a cabeça aqui!

Eu sou um anónimo, mas dou a oportunidade de responderem às minhas criticas aqui no meu espaço. Não vou aos blogues dos outros, comentar anónimamente.

  Crestfallen

quarta-feira, setembro 19, 2007 6:06:00 da tarde

Helluah:

Ai, ai, que deixas húmido "melher"...

  Crestfallen

quarta-feira, setembro 19, 2007 6:09:00 da tarde

VICIO:

"quanto ao há e à não concordo contigo, mas isso é só a minha opinião e nem sou licenciado em lingua portuguesa!"

Eu sei, muito pouca gente partilha da minha opinião, até hoje só um professor se atreveu a concordar, indo contra o que ele aprendeu. O problema é que se o que digo fosse considerado correcto, deixaria de haver regras no uso do "há". A minha teoria é pessoal e tem como base os meus próprios estudos.

  Crestfallen

quarta-feira, setembro 19, 2007 6:09:00 da tarde

Lésbico:

Eu já vi o filme todo, não vou atirar coisas ao ar à toa :)

  alguém+ neste mar de gente

quarta-feira, setembro 19, 2007 9:00:00 da tarde

agora por isso, devias por esse aviso parental logo como cabeçalho que é para 'não te foderem MESMO a cabeça' senão sempre há a desculpa 'ah e tal só vi isso depois de ler tudo' ehe

  Crestfallen

quinta-feira, setembro 20, 2007 2:50:00 da tarde

alguém+ neste mar:

Deixa-os vir, eu tenho paciência de santo. Boa o má é tudo publicidade.

  Anónimo

terça-feira, maio 13, 2008 4:36:00 da manhã

És muito estúpido arrogante teimoso e ignorante.
É claro que a frase correcta é "há dias fui às putas".
Repara bem ó bruto: hoje é dia 13. Tu foste às putas dia 9? Então HÁ 4dias que foste.
Foste no dia 5? então HÁ 8 dias que foste. Ou seja "existem" 8 dias desde que foste.
Entendes ó cabeçudo?
E "houveram" essa palavra nem existe em bom português é "houve" pois o verbo haver como sinónimo de "existir" só se conjuga na 3ª pessoa do singular.

  Anónimo

terça-feira, maio 13, 2008 4:43:00 da manhã

E chamo-te estes nomes todos porque estou farto de gajos como tu a virem p'ra internet assassinarem o português. Se não sabem perguntem porque errar é uma coisa e teimar na burrice é outra viste?

  Crestfallen

terça-feira, maio 13, 2008 6:49:00 da manhã

Anónimo:

"És muito estúpido arrogante teimoso e ignorante."

E a puta que te pariu também.
Espera... agora vais chamar-me mal educado? Pelos vistos a tua educação não considera comentários anónimos como falta de educação.

"É claro que a frase correcta é "há dias fui às putas".
Repara bem ó bruto: hoje é dia 13. Tu foste às putas dia 9? Então HÁ 4dias que foste."

Ora és mesmo uma besta, deste um tiro no pé. Construiste uma outra frase com 2 tempos verbais distintos. Já agora o teu "ó", escreve-se "oh".

Por mais idiota que sejas ao pensar que a língua Portuguesa é perfeita. A tua explicação, só vem apoiar a minha opinião, de que apesar de não ser erro e de ser correcto, teoricamente não faz sentido colocar "há e fui".
Mas isto sao opiniões de quem pensa e não de filhos de um Deus menor da inteligência como tu.

"Foste no dia 5? então HÁ 8 dias que foste. Ou seja "existem" 8 dias desde que foste."

Ora lambe-me as gónadas. Então, será que faz algum sentido dizer "existem" ao falar no passado? És mesmo ovelha, seguindo o rebanho de idiotas que acham que tudo o que vem numa gramática é certo e inquestionável.

"Entendes ó cabeçudo?
E "houveram" essa palavra nem existe em bom português é "houve" pois o verbo haver como sinónimo de "existir" só se conjuga na 3ª pessoa do singular."

Oh minha besta "houveram" conjugacao do verbo "haver" é a terceira pessoa do plural do Pretérito Perfeito do Indicativo e do Pretérito Mais-que-Perfeito do Indicativo. Vai ler uma gramática e depois vem ter comigo. Para ver se dás luta!


"E chamo-te estes nomes todos porque estou farto de gajos como tu a virem p'ra internet assassinarem o português. Se não sabem perguntem porque errar é uma coisa e teimar na burrice é outra viste?"

Volta a ler esta frase e diz-me quem é que anda a assassinar o Português. Gostaria de te apresentar algo que poderia ser tua amiga e ajudar-te imenso a passar uma mensagem. Pois ou tu és o Saramago, ou tens a mania que és e como ele, não sabe o que sao virgulas. E para mais, escreve-se "Internet", as maiúsculas também sao tuas amigas.

Tenho a certeza que não leste o meu texto, se leste não percebeste um cu, pois se tivesses percebido, terias ficado calado e enfiado um dedo no cu, em vez de vir para aqui armado em inteligente, mas que no fundo acabou de fazer um comentário de ovelha, sem opinião, sem pensar.

Quando pensares em comentar anonimamente este blogue, enfia o teclado no cu!

  Anónimo

quarta-feira, maio 14, 2008 2:39:00 da manhã

Já percebi tudo. Tu não não és estúpido, só teimas na burrice para alimentar discussões polémicas e para depois ires ao "urchintracker" e ver muita gente a visitar o teu blogue por muito tempo rsrsrs. Vaidoso. looool
Mas eu vou fazer ao contrário. Ou deixas-te disso e aprendes ou não te volto a visitar.
Eu sou anónimo porque não me entendo com os "nome de utilizador" e "passwords"
E já agora que dados é que o "urchintracker" te dá? É que eu já o tive num site mas não me entendi com ele.
Este é o teu:_uacct="UA-18003-7";

  Crestfallen

quarta-feira, maio 14, 2008 10:01:00 da manhã

Anónimo:

"Já percebi tudo."

Tu nao percebeste nada, se tivesses percebido nem sequer me visitavas!

"Tu não não és estúpido, só teimas na burrice para alimentar discussões polémicas e para depois ires ao "urchintracker" e ver muita gente a visitar o teu blogue por muito tempo rsrsrs. Vaidoso. looool"

Com isto tenho de me rir, parece-me que conheces esse site, eu por acaso nao o conheco. Isto só prova que és um blogger, serao os teus comentários inveja? Parece-me que os teus problemas ultrapassam a simples inveja, pois até te ris em duas línguas!

"Mas eu vou fazer ao contrário. Ou deixas-te disso e aprendes ou não te volto a visitar."

Nao me parece que tenhas algo para ensinar, para além de como estar viciado em comentários descabidos, sem ler os texto que se comenta.

"Eu sou anónimo porque não me entendo com os "nome de utilizador" e "passwords""

E também nao sabes assinar?

"E já agora que dados é que o "urchintracker" te dá? É que eu já o tive num site mas não me entendi com ele."

Porra, nao sabes assinar, nao te entendes com loggins e passwords, tiveste um site e nao te entendeste com ele... e o burro sou eu?

"Este é o teu:_uacct="UA-18003-7";"

Isso é um ID que nao é único, só será único enquanto eu me mantiver online. Esse ID é de um PC e nao meu. Ves, já aprendeste alguma coisa hoje!

Poupa o teu tempo e o meu e vai pregar para outra freguesia!

  Anónimo

sexta-feira, maio 16, 2008 1:02:00 da manhã

a)Eu entendo-me com o site, não me entendo é com o "urchintracker", e vê lá se aprendes a ler os textos.
b)Isso não é um ID mas um código que te permite ver quem visita o teu site, e tira dados dos visitantes, -sistema operativo- ISP - país de origem e cidade - e possívelmente o endereço IP etc.
C) Esse código não pertence "a um computador" como dizes, mas sim e exclusivamente ao teu blogue. Pensa que eu não sei?
Estás a mentir para quê?

  Anónimo

sexta-feira, maio 16, 2008 1:19:00 da manhã

urchintracker _uacct="UA-18003-7";
Com este código tu vês tudo acerca dos visitantes, a que horas visitaram o teu blogue, de onde eram o tempo que cá demoraram etc.
É por isso que dás calinadas na escrita de propósito para depois te virem cá corrigir e estarem cá durante muito tempo etc.
E depois vais ao "urchintracker" ver tudo e dizer: -meu deus como sou "famoso". hehehehehe

  Crestfallen

sexta-feira, maio 16, 2008 2:47:00 da manhã

Anónimo:

"a)Eu entendo-me com o site, não me entendo é com o "urchintracker", e vê lá se aprendes a ler os textos."

Eu escrevo textos não os leio, talvez te refiras aos comentários. Não tenho culpa de falares e escreveres num Português assassinado pela divisão de um oceano! Nota-se logo que és Brazuka!

"b)Isso não é um ID mas um código que te permite ver quem visita o teu site, e tira dados dos visitantes, -sistema operativo- ISP - país de origem e cidade - e possívelmente o endereço IP etc."

País de origem e cidade, sim, mas com o IP o que acontece a um IP dinâmico? É que o IP dinâmico muda a cada vez que se reinicia o PC.

Já agora, escreve-se possivelmente. É triste vires corrigir uma opinião, quando escreves tão mal como falas.

"C) Esse código não pertence "a um computador" como dizes, mas sim e exclusivamente ao teu blogue. Pensa que eu não sei?"

Pensa que eu não sei? Ué? Pois fique sabendo que que isso não é possível, visto que o país onde estou não é o mesmo de onde está o meu blogue. Este blogue encontra-se nos servidores do Blogger e não no meu PC. Se fosse como tu dizes, eu teria um código ao visitar um blogue através do meu blogue e não teria código a visitar por link sem ir ao meu blogue. Ninguém nem nenhum programa consegue fazer um trace de um blogue e blogger ao mesmo tempo, por isso em vez de aqui vires, mandar bitaques de entendido, vai mas é ler qualquer coisa, pode ser que o teu QI aumente.

"Estás a mentir para quê?"

Esta é uma frase infantil, pois a tua teoria de merda, com esse programa que nunca ouvi falar é treta de quem não percebe um cu de informática.

"urchintracker _uacct="UA-18003-7". o ID do meu blogue, fantástico e agora o que fazes com isso? Dormes agarradinho a ele, como um amuleto? Por mim até o podes enfiar no cu!

"Com este código tu vês tudo acerca dos visitantes, a que horas visitaram o teu blogue, de onde eram o tempo que cá demoraram etc."

Para ver isso, não é preciso esse programa de merda, qualquer contador de visitas o faz. Se de facto usasse um desse programas, já saberia a tua nacionalidade, mas bastou-me ler como escreves!

"É por isso que dás calinadas na escrita de propósito para depois te virem cá corrigir e estarem cá durante muito tempo etc.
E depois vais ao "urchintracker" ver tudo e dizer: -meu deus como sou "famoso"."

Erros propositados para que aqui fiquem muito tempo? Mas o que importa o tempo que as pessoas aqui passam? Se isso fosse realmente importante, não seria de esperar eu querer mais visitas independentemente do tempo que aqui ficam?

Sem dúvida que sou famoso, até idiotas que não sabem o que dizem, me visitam regularmente, como tu. E olha eu dou tanta importância às visitas, quem nem me importo que te vás agarrar a outro e me largues o pau!

Para a próxima, le o texto com atenção e se não percebes pergunta. Em ponto nenhum do texto eu disse que aquela era a forma correcta, mas disse que seria a forma lógica. Uma opinião baseada em 30 anos de estudo de Português, mais conhecimento do que aquele que alguma vez terás acesso, a falar e escrever como escreves.

Vai tchi catá e largo do meu pé, cara... cara... caralhinho!

  Crestfallen

sexta-feira, maio 16, 2008 2:49:00 da manhã

Anónimo:

Para terminar. Se não fores Brazuka, então é gravíssimo e deves considerar reformular a tua construção gramatical.

  Anónimo

sábado, maio 17, 2008 1:59:00 da manhã

N�o, n�o sou �brasuka� e at� os detesto precisamente por eles assassinarem o portugu�s. O que aconteceu foi que me falhou a tecla �s� no �pensas� e sim, errei no acento. Ao contr�rio de ti, eu assumo quando erro mas isto n�o � nada comparado a escrever �� em vez de �h�.
Mas tens uma coisa boa a teu favor, j� vi pela tua profiss�o que �s um homem de trabalho e dou valor a isso, pois eu tamb�m sou.
Assim apelo ao teu bom senso e v� l� se atinas com isso do �� em vez de �h�.
Quando tu dizes �� est�s a aglutinar dois a a; Um (o primeiro) � uma preposi�o e o outro (o segundo) � um artigo e emprega-se por ex. em �ir � escola� que � o mesmo que dizer �ir a a escola�
Por isso j� vez que n�o tem nada a ver com �h�

  Anónimo

sábado, maio 17, 2008 2:02:00 da manhã

Não, não sou “brasuka” e até os detesto precisamente por eles assassinarem o português. O que aconteceu foi que me falhou a tecla “s” no “pensas” e sim, errei no acento. Ao contrário de ti, eu assumo quando erro mas isto não é nada comparado a escrever “à” em vez de “há”.
Mas tens uma coisa boa a teu favor, já vi pela tua profissão que és um homem de trabalho e dou valor a isso, pois eu também sou.
Assim apelo ao teu bom senso e vê lá se atinas com isso do “à” em vez de “há”.
Quando tu dizes “à” estás a aglutinar dois a a; Um (o primeiro) é uma preposição e o outro (o segundo) é um artigo e emprega-se por ex. em “ir à escola” que é o mesmo que dizer “ir a a escola”
Por isso já vez que não tem nada a ver com “há”

  Anónimo

sábado, maio 17, 2008 2:04:00 da manhã

E repeti o comentário porque o primeiro apareceu deteriorado por isso podes apagá-lo e este também

  Crestfallen

sábado, maio 17, 2008 3:02:00 da manhã

Anónimo:

O que dizes está gramaticalmente correcto e nunca ensinaria o contrário a um aluno, MAS a língua Portuguesa tem imensos defeitos e na minha opinião, este é dos casos em que o Português correcto entra em conflito com os tempos verbais. Tão ilógico como dizer-se "amanhã é sábado" ou "amanhã vou ao médico" que também é incorrecto pois o futuro não "é" mas sim "será" e ninguém "vai" no futuro mas sim "irá".

Mas fica na tua, que eu fico na minha. As opiniões sao como as pilas, cada um tem uma e quem não tem arranja as que bem entender!

  Anónimo

domingo, maio 18, 2008 2:18:00 da manhã

"as opiniões são como as pilas e cada um tem uma". Ai o caralho já. Não se trata de "opiniões". Todas as línguas tem regras e são para respeitar senão as pessoas não se entendem. Se o trânsito se faz pela direita não pode vir ninguém com a "opinião" de conduzir pela esquerda. Se o teu patrão tivesse a "opinião" de plantar as couves com a rama para baixo e a raiz para cima tu depois ias apanhar grelos aonde? Heim?
Arre foda-se que se este gajo andou na escola devia ser um castigo para a professora. Xiça...
Eu não digo? Ele faz isto só para me fazer vir aqui ao blogue. É pá aprende que eu venho à mesma. (sempre que puder)

  Crestfallen

domingo, maio 18, 2008 6:09:00 da manhã

Anónimo:

Arre que és mais burra/o que um muro.

Foda-se, se o transito se faz pela direita e vier alguém com um teoria lógica para que ele se faca pelas esquerda PODE SER QUE MUDE. Nada é inalterável, muito menos uma língua que só existe enquanto "evoluir", ou pelo menos mudar.

Já deu para ver que o teu cérebro parou no tempo, está fechado, no pudismo de regras pré-estabelecidas, parou no tempo, só sintetiza o que foi pré-inserido. É retrógrado e ultrapassado.

Eu não insisto para que aqui venhas, eu estou-me a cagar para visitas de pessoas tacanhas, incapazes de um racciocinio lógico

"Se o teu patrão tivesse a "opinião" de plantar as couves com a rama para baixo e a raiz para cima tu depois ias apanhar grelos aonde? Heim?"

Ora, isto é frase de professora! Lembro-me que a minha me dizia isto, em muitas das minhas opiniões, mas mais tarde, após ter terminado os estudos me convidou para uma palestra de orientação de curso a alunos do 10 ano. Tudo muda, até as opiniões, parece que só tu não.
Num texto sobre Portugues, tu és o Mirandes!

Vai sacar nabos!

  Anónimo

segunda-feira, maio 19, 2008 1:12:00 da manhã

Rsrsrsrs é pá eu já estive aqui há bocado e nem era para te responder mas é só para te dizer que eu não desejo o mal de ninguém mas era bem feito se viesse um gajo em contra mão contra ti e se tu partisses essa cabeça maluca ias-lhe perguntar: - Então não sabes qual é a tua mão? E ele respondia: - Ah e tal... sou da "opinião" que vinha na minha mão e tu é que ias mal.
Não entendes que há coisas que não se podem mudar? Tu quando espetas um prego espeta-lo de cabeça para baixo? então? Não se podem mudar as regras a meio do jogo pá.
Tu podes ir jogar à sueca e dizer que o rei vale 7 pontos. Mas para isso é preciso que o digas antes do jogo e que os outros 3 jogadores concordem contigo. Percebeste agora onde eu quero chegar?
Eu também sou de opinião que se mudem as coisas mas é quando elas estão mal e quando vale a pena; Por isso não venhas com invenções sem nexo só para te afirmares como "revolucionário" da treta. Dasssss... que é de Cacilhas!

  Crestfallen

terça-feira, maio 20, 2008 3:12:00 da manhã

Anónimo:

Tudo se pode mudar, desde que nao se seja conformista!

  Anónimo

quarta-feira, maio 21, 2008 1:01:00 da manhã

Pois pois quem não sabe dançar diz que a sala está torta. Era o que faltava mudar-se a língua cada vez que tu erras para passares a estar certo. Santa paciência. Tu é que és conformista pois conformas-te com os erros que dás. Eu não.
Tu és daqueles que se embirrarem que uma pedra tem que ser um pau nunca dão o braço a torcer e isso é sinónimo de ignorância. Mas deixa lá que há muitos como tu e é por isso que o mundo anda assim. Como muitos tens uma mentalidade fechada e retrógrada mas sempre com a mania que são muito intelectuais. Não há pachorra para vos aturar. para vós a lógica é uma batata.

  Crestfallen

quarta-feira, maio 21, 2008 4:46:00 da manhã

Anónimo:

No entanto a tua teimosia num assunto do qual eu já desisti de discutir com uma parede, parece-me um sinal de inveja/admiração.

Quem não se questiona é parvo, quem se conforma com o que é estabelecido sem colocar em causa essas regras é ainda mais. Felizmente não me encontro nesse de grupo de conformistas idiotas.

Uma coisa é questionar, outra é quebrar, tu confundes tudo, mas és das únicas pessoas em que perdi a esperança que alguma vez perceba e saia a cepa torna. "Quem nasce torno, tarde ou nunca se endireita", no teu caso, parece não haver esperança.

Podes continuar a discutir, com as paredes como tu, pois eu já não perco tempo contigo, pelo menos contigo enquanto anónimo!

  Anónimo

quinta-feira, maio 22, 2008 2:43:00 da manhã

Eu pensava que o teu blogue era este: http://so-me-apetece-cobrir.blogspot.com/ mas não encontro lá a frase " à dias fui às putas" e o "houveram" que eu critiquei, por isso estou baralhado porque este blogue tirando a parte em que ataca os defensores dos animais até está bem feito. Agora diz lá; É este o teu? Ou se não é, qual é? É que eu só costumo ver só os postes dos comentários mas perdi o link do próprio blogue. Perdi, quero dizer... se é este não perdi rsrsrs, é pá podes me chamar estúpido mas confesso que neste momento estou mesmo desorientado looool. A única explicação, se é este, é tu teres eliminado os erros. Será?
Estou admirado mas não quero deitar foguetes antes da festa. Preciso ter a certeza primeiro. É que eu sou como o São Pedro... rsrsrsrs
Além disso o conteúdo parece-me diferente do outro...

  Crestfallen

quinta-feira, maio 22, 2008 3:06:00 da manhã

Anónimo:

"por isso estou baralhado porque este blogue tirando a parte em que ataca os defensores dos animais até está bem feito."

Tu já nasceste baralhado. Ataco todos os idiotas que nao apresentam solucoes, só problemas!

"A única explicação, se é este, é tu teres eliminado os erros. Será?"

O blogue continua o mesmo, nada foi alterado, pois não volto a ler o que foi publicado! Talvez andes a ler mal!

"Além disso o conteúdo parece-me diferente do outro..."

Deves estar com os copos!

  Crestfallen

quinta-feira, maio 22, 2008 3:10:00 da manhã

Anónimo:

Para tu informacao, já pelos vistos nao percebes um cu desta merda, mas gostas de mandar bitaques na mesma. És assim do estilo dos treinadores de taberna, que sabem sempre as melhores maneiras de ganhar os jogos, depois de eles acabarem.

Houveram é usado na 3ª pessoa do plural no pretérito perfeito do indicativo do verbo haver. Pode ser usado também na 3ª pessoal do plural no pretérito mais-que-perfeito do indicativo do verbo haver.

Se tiveres mais dúvidas, informa-te antes de vires dizer merda :P

  Anónimo

sexta-feira, maio 23, 2008 12:21:00 da manhã

"Houveram é usado na 3ª pessoa do plural" mas que grande besta que tú me saíste. Já te disse que "houveram" não existe. É "houve" idiota , informa-te tu.
E é a última vez que te digo. Pois com ignorantes como tu não se pode discutir. Xau.

  Anónimo

sexta-feira, maio 23, 2008 1:17:00 da manhã

Só mais uma coisa. Quer dizer "houveram" não existe, também não é bem assim. Eu vou-te explicar embora sabendo que a tua mentalidade é de muito baixa capacidade e não consegues abranger mais que certo limite, mas fica para outros saberem como é; Então é assim: O verbo "haver" tem 2 sentidos; Haver=existir e haver=ter de=ter obrigação de=ser obrigado a.
Assim quando se trata de "haver=existir" ele só se pode conjugar na 3ª pessoa do singular. Ex: "houve duas expulsões" ou "houve 3 jogadores lesionados" ou ainda "houve duas desistências".
Embora o complemento directo esteja no plural, o sujeito é indefinido. O sujeito aqui equivale ao francês "il" ou ao inglês "it" ou ao português "ele". Por ex: "ele houve casos" ou "ele houve pessoas que", Só que normalmente este "sujeito" é suprimido e fica um sujeito "subentendido" mas sempre no singular. Entendes?
Só quando se trata de "haver=ter de=ser obrigado a, é que então se pode dizer por ex: "as tropas houveram de retirar" ou "X pessoas houveram de emigrar" ou "os lobos houveram de descer às aldeias" etc.
Eu sei que isto é areia demais para a tua camioneta, mas, se fizeres um esforçozinho verás que até nem é assim muito complicado. Para mim não foi, e até nem me considero assim muito inteligente...

  Crestfallen

sexta-feira, maio 23, 2008 1:22:00 da manhã

Anónimo:

O que eu disse e repito foi:

"Houveram é usado na 3ª pessoa do plural no pretérito perfeito do indicativo do verbo haver. Pode ser usado também na 3ª pessoal do plural no pretérito mais-que-perfeito do indicativo do verbo haver."

Abre uma gramática e deixa de ser burro com uma porta perra!!!!

Foda-se primeiro não existe, depois já existe. Admite que não sabes e vai-te por num porco!

Fui claro?

  Crestfallen

sexta-feira, maio 23, 2008 1:23:00 da manhã

* não com uma porta mas sim como uma porta, mas tu sabes que és assim e percebeste :P

  Anónimo

quinta-feira, outubro 30, 2008 11:49:00 da manhã

ADORO-TE.
Só me apetece abraçar-te, repousar no teu ombro e descansar nesse abraço.

Obrigada.

Eva