Cães

Ao visitar o blogue da Alfabeta vi o vídeo com as fotos do cão que no meio de uma avenida movimentada ficou ao lado de um outro cão seu amigo que tinha sido atropelado. Esse vídeo lembrou-me o seguinte, sobre um cão herói que retirou outro de uma autoestrada movimentada.



Isto é sinal de inteligência, não é esperteza, não é simples instinto! Não me lixem, este cão foi capaz de sentir algo mais nobre do que a maioria dos seres humanos em relação ao seu semelhante. O cão salvo acabou por falecer, o cão herói não foi encontrado pelas autoridades e ainda bem, pois os seres humanos burros aos milhares mostraram-se interessados em adoptar este cão. Não um dos milhares de cães que precisam de dono, mas sim este, pois este cão herói iria contribuir para o estúpido e burro ego humano.

São seres destes que deficientes querem destruir, e tal como já publiquei, aqui e aqui. Já terminei os contactos com todas as instituições que eles contactaram e muitas mais, tive mais respostas do que este projecto criminoso, 85% dos nossos E-mails foram respondidos e posso garantir que a esterilização obrigatória de animais não será uma realidade. É certo que temos um problema, mas esse problema reside em nós e não nos animais. Nada mais do que isto esperava como resposta. E os senhores incultos, mentecaptos e interesseiros envolvidos neste projectos deveriam autoesterilizar-se, pois isso sim, traria um beneficio para a sociedade.
Apesar do pequeno grupo que criei como oposição ao grupo que quer ver todos os animais de companhia esterilizados (campanha do blogue: Esterilização Obrigatória), ter vencido esta batalha a guerra ainda não foi ganha, pois este grupo apoia agora um partido politico a ser criado, Partido Pelos Animais. Este partido será financiado pelo Lobby de criadores que fariam fortunas com a esterilização obrigatória dos nossos animais bem como pelo incauto amante dos animais que acha que eles sabem o que dizem. Só um partido politico poderia dar-lhe uma vitória. O sucesso deste partido depende de nós. Quem tem e quem gosta realmente de animais, não deverá apoiar nem este projecto, nem este partido. Hoje entram em nossa casa e esterilizam os nossos animais... e se amanhã acharem que os humanos se reproduzem demais?

A solução não é a esterilização, mas sim a educação. Educar as pessoas mesmo que seja à lei da multa sairá mais barato e até será lucrativo até que as pessoas aprendam que os animais devem ser respeitados e que é nossa obrigação cuidar deles durante toda a sua vida.

É impressionante como nós nos consideramos inteligentes mas incapazes na maioria dos casos do tipo de sentimento revelado no vídeo: compaixão, incapazes de arriscar a nossa vida por alguém ou de simplesmente ficar ao lado de alguém, pois é mais seguro ligar para o 112 e continuar o nosso caminho. Na nossa mente, os cães não são inteligentes, são espertos, se assim for há esperteza que supera a inteligência e podem constatar isso ao comparar o comportamento de um cão com o de muitos humanos.

Nós somos os verdadeiros animais, falamos de compaixão como característica humana mas só a vemos na natureza.
Um homem abandona outro. Um homem abandona o seu animal. O seu animal NUNCA te abandonará, mesmo que o façam passar fome, mesmo que lhe batam, ele estará sempre lá e sempre feliz por nos ver. Eu tenho duas cadelas e sempre que chego a casa elas fazem-me sentir com um Deus, tal é a saudade que demonstram ter sentido nas poucas horas que me afastei. Fazem-me sentir amado, onde a felicidade delas parece simplesmente ser a minha presença, nem que seja estarem deitadas junto a mim seguras de que eu estou ali.



(Foto da família Fehr, só falta o patriarca)


Três anos depois de ter perdido um cão fantástico, um fofinho de 98Kg, o Prince, que tinha unicamente 6 anos, que me colocou num estado depressivo quer a mim quer às minhas duas cadelas, estou em vésperas de perder a minha amiga Monalisa que me acompanha há 14 anos. Quando o Prince partiu a minha cadela mais nova, a Shiva quase se deixou morrer de fome e com a partida da Monalisa, sinceramente não sei...

Uma coisa é certa, eu estarei a seu lado sempre, e torceria o pescoço a qualquer filho da puta como estes calhaus da esterilização obrigatória se colocassem um dedo sobre os meus animais.

43 Comentários:

  Fada

segunda-feira, agosto 31, 2009 4:24:00 da tarde

Voltaste! :)

Adorei o texto, depois vejo o filme...

E lamento a perda do Prince e a expectativa de perda da Monalisa... :(

Beijitos

  Mel

segunda-feira, agosto 31, 2009 4:34:00 da tarde

Nada substitui nada nem ninguém.
Também o meu S. já está velhote e tenho pavor do dia em que ele se for, é o meu filhote, o meu anjo, o meu amor!

Mas já que eles teem que andar por cá, por um tão estúpido curto prazo de tempo, ao menos que sejam bem cuidados e felizes. E nesse aspecto tenho a minha consciência completamente tranquila.

Mas dói horrores, isso dói mesmo.

  Vani

segunda-feira, agosto 31, 2009 5:19:00 da tarde

Como muitos, sei o que é amar "bichos". Sejam cães, sejam piris. Não são meros "bichos", são familia. E qd partem, deixam um vazio, como qualquer outro entre querido deixaria.
Bolas, e ainda ontem eu comentava com o jove as saudades que tinha do Gadjô, o piri palrador que tomava banho comigo e que andava atrás de mim pela casa toda. Era o meu bébé bonito...(que passava h ao espelho a dizer piriquitooo bonitoooo, piriquito muito bonitoooo! :) )
As saudades que eu tenho do Júpiter, a minha mistura de pastor alemão com qq coisa (era daqueles todos pretos com pintas amarelas por cima dos sobrolhos), o meu melhor amigo, com que rebolava na relva...que salvou a minha irmã de ser atacada por um enxame de vespas (atirou-se e abocanhou-as todas, engolindo-as...). Perdi-o aos onze anos, tinha ele 4, para a puta da leishmaniose. Mas ainda me lembro dele, muito, muito bem.
Tal como me lembro do Lobinho, um canito vadio que adoptamos, mas que o calor desse Verão assolador acabou por matar... :( nem um anito tinha, o meu Lobinho. Mas ficou-me sempre na memória.
Já para não falar da Estrela, uma Serra Estrela muito querida, mas muito teimosa, cuja teimosia foi a sua morte.
Depois, veio o Rambo. Fomos grandes amigos durante 13 anos, até o coitadito estar velhinho de mais para poder achar a vida algo agradável. O Rambo sabia matemática. :) O Rambo, apesar do seu ar ameaçador, e de ter dado umas trincas em alguns joves que apareceram lá em casa (engraçadamente ele adorou o actual jove logo à primeira vista :) ), era o melhor dos amigos.
Cada vez que perco um amigo, perco um pouco de mim e ganho uma depressão (tb não é preciso muito para eu ganhar uma depressão ahahaha, já somos velhas amigas e companheiras de vida).
Resta-me o Carocho, que mal vejo, pois está na quinta dos meus pais - onde pode correr, saltar, brincar. Já tem 11 anitos, mas continua um vivaço que ladra mais do que morde ahahahah. E que gosta de te apanhar sentado, para colocar a sua cabeçorra (bem, não é assim tão grande) no teu regaço, em clara indicação de que quer mimos.
Os meus pais têm um outro canito, o Scott, um labrador, mas confesso que não desenvolvi grande relação com o bicho, apesar de lhe ter afeição.

Como moro num apartamento pequeno, não me posso dar ao luxo de ter um canito. Que raio de vida iria ter, aqui, fechado...?
Os piris já são outra história, mas infelizmente nunca mais consegui domesticar nenhum. O último domesticado foi-se há uns meses e deixou-me em pranto.
Tenho duas femeas, agora, com quem gosto de falar (e elas de ouvir), mas que se recusam a sair da gaiola ou a aproximar. Mas, mesmo assim, tenho-lhes afeição e sei q gostam de mim e de me ouvir. :) (desde que não lhes toque...)

Ando a planear, mais para o outono, tentar domesticar um passaroco. Que é como quem diz, fazer-lhe ver q eu e ele somos iguais.

Mas, sabes, gostava mesmo era de ter um papagaio. :)

A shiva é uma grand danois? adoro-os!

Os animais têm mais sentimentos do que queremos admitir. E os humanos têm mais instintos do que gostariam de admitir.

Como explicar a reacção de um canito e de um papagaio cinzento qd a sua dona entrou no hospital e de lá já não saiu?...o canito não arredava pousio da entrada da casa. O papagaio só guinchava frases tipicas dela, dela e de mais ninguém. Eles sabiam que ela não voltaria para casa :(.

  mãe pimpolha

segunda-feira, agosto 31, 2009 5:35:00 da tarde

Já conhecia este vídeo e nem me atrevi a vê-lo novamente. Sou uma desgraça com animais, sentimentalona mesmo. Já fiquei sem almoço para dar a um cão abandonado e sim (isto lendo baixinho, para ninguém ouvir) sou uma frita. Shiuuuu!
Este vídeo fez-me lembrar logo outro em que chorei baba e ranho, que raio, sou mesmo chorona.
Não o consigo encontrar, mas depois tento mostrá-lo.
Beijocas

  mãe pimpolha

segunda-feira, agosto 31, 2009 5:37:00 da tarde

É este: http://www.youtube.com/watch?v=LUkHkyy4uqw
Sou uma vergonha eu sei. Uma vaca põe-me lavada em lagrimas, vou tentar saber se há vagas na psiquiatria. Eheh!
Beijocas

  Vani

segunda-feira, agosto 31, 2009 5:43:00 da tarde

Ah e nem me lembrei de uma aventura de uma amiga minha no meio da auto-estrada a tentar salvar um cão perdido... :D

  Vani

segunda-feira, agosto 31, 2009 5:44:00 da tarde

Ps - obviamente que com os cuidados q a situação exigia. O bicho está bem, numa associação, e aguarda adopção.

  Garrafa na Praia

segunda-feira, agosto 31, 2009 6:15:00 da tarde

Até que enfim, alguém que afirma que "Isto é sinal de inteligência, não é esperteza, não é simples instinto! ".

A maioria das pessoas acha-se superior a todos os animais, mesmo aqueles que pensam que os animais merecem um "dono".

Mas afinal porque é que os animais precisam de um dono? eu preciso de viver rodeada por animais mas não preciso do titulo de dona. A minha relação com a minha cadela é de igualdade, eu vivo com ela, ela comigo.

  Vani

segunda-feira, agosto 31, 2009 6:36:00 da tarde

Fosca-se, escreves um post sobre um amigo teu q faleceu e depois deixas de nos responder...o pessoal fica a pensar coisas pahhhhhhhhh! :-p

  Fairy

segunda-feira, agosto 31, 2009 7:27:00 da tarde

Este comentário foi removido pelo autor.
  Fairy

segunda-feira, agosto 31, 2009 7:27:00 da tarde

Vídeo maravilhoso. Os animais são realmente fantástico e concordo quando dizes intelegentes e não espertos... Bom post, concordo com tudo o que afirmas... E isso da esterilização obrigatória nem vale a pena comentar, enfim tristeza mesmo...

  Anónimo

segunda-feira, agosto 31, 2009 7:34:00 da tarde

Obrigado por todo o trabalho que desenvolveu em prol da suspensão do projecto de esterilização obrigatória dos animais. Se esse projecto não vai para a frente, isso fica a dever-se a uma pessoa: a si.

Aliás, se a esterilização animal fosse uma realidade, a Humanidade só ficaria a perder, já que não teríamos certamente o prazer da sua companhia.

(Quanto à família Fehr, vem dar razão àquela proverbial alocução: "os animais são a cara dos donos!")

  Fada

segunda-feira, agosto 31, 2009 7:49:00 da tarde

Anónimo disse...
"Quanto à família Fehr, vem dar razão àquela proverbial alocução: "os animais são a cara dos donos!""

Bem, então o dono deve ser mesmo muito giro! :D

  Jane Doe

segunda-feira, agosto 31, 2009 9:10:00 da tarde

Vinha aqui deixar... hmmm pronto eu nao tenho jeito nenhum para mensagens de apoio, as vezes a melhor forma de apoiar e estar caladinha mesmo.

Remento-me ao silêncio entao.

E vi por aí um comentário anónimo e quando o comecei a ler uma das coisas que disse, mesmo em voz alta, foi wooow!

Ainda bem que algumas lutas ainda funcionam.
Agora, meu caro anónimo, tenha constância com o movimento que criou/apoia, porque a constância fica sempre bem.

Quando diz

"(Quanto à família Fehr, vem dar razão àquela proverbial alocução: "os animais são a cara dos donos!")"

diz em tom perjurativo. Mas alguém que se diz pelos animais, que se diz gostar dos animais e querer o bem deles (as pessoas que deram a cara pelo dito movimento) vai por trás e usa os animais para insultar os donos... Sim, muito bem feito, de facto!

Por acaso consegue o efeito contrário porque para a maioria das pessoas que tenham animais, eles sao bonitos, nao sao feios, e dizer que os donos sao parecidos aos animais às vezes até é um elogio aos donos...

Esta ultima afirmaçao mostra o desrespeito pelos animais que me parecia estar por detrás do movimento. Parece que nao me enganei.

 

segunda-feira, agosto 31, 2009 10:59:00 da tarde

Estou contigo Bruno, também me revoltam essas campanhas, que só pretendem encher os bolsos dos criadores.
Lamento que estejas a passar por isso com a tua amiga Monalisa...tenho 3 gatos, que são como família: amigos, fiéis, companheiros - como há poucos em pessoas...

  Vani

terça-feira, setembro 01, 2009 12:31:00 da manhã

Não há maus cães, apenas maus donos.

  S*

terça-feira, setembro 01, 2009 1:21:00 da manhã

Este filme faz-me chorar de forma incrivel. Nao houve nenhum filho da p*ta que parasse o carro para tirar dali o animal! Teve de ir o outro cão - supostamente irracional - buscar o "amigo".

  Bruno Fehr

terça-feira, setembro 01, 2009 1:28:00 da manhã

Fada:

Tecnicamente nunca parti.

  Bruno Fehr

terça-feira, setembro 01, 2009 1:29:00 da manhã

Mel:

Eles dão muito mais do que aquilo que recebem e merecem levar uma boa vida.

  Bruno Fehr

terça-feira, setembro 01, 2009 1:29:00 da manhã

Vani:

Sem dúvida que são família e são a parte boa da família pois por vezes precisamos de alguém e até a família não tem tempo para nós, eles estão sempre lá todos contentes por mais chatos que os donos sejam :)

Eu também me lembro de todos os meus cães :)

"Como moro num apartamento pequeno, não me posso dar ao luxo de ter um canito. Que raio de vida iria ter, aqui, fechado...?"

Aqui também não tenho muito espaço, mas levo-as a passear antes de ir trabalhar e depois de chegar, durante o dia vem uma profissional buscá-las para irem à praia.

"A shiva é uma grand danois? adoro-os!"

Prefiro o termo Dogue Alemao, os franceses é que acham que a raça é deles, mas deles é só a baguette e a maionese!

  Bruno Fehr

terça-feira, setembro 01, 2009 1:29:00 da manhã

mãe pimpolha:

"Sou uma desgraça com animais, sentimentalona mesmo. Já fiquei sem almoço para dar a um cão abandonado e sim (isto lendo baixinho, para ninguém ouvir) sou uma frita. Shiuuuu!"

Aqui não há animais abandonados, por isso quando vou a Portugal e estou numa esplanada a comer, se na rua há animais, eles estão ao pé da minha mesa :)

"É este: http://www.youtube.com/watch?v=LUkHkyy4uqw
Sou uma vergonha eu sei. Uma vaca põe-me lavada em lagrimas, vou tentar saber se há vagas na psiquiatria."

Eu tenho um sobre esse assunto, que é muito pior mas como és assim, mais vale não veres pois afecta o mais macho dos machos.

  Bruno Fehr

terça-feira, setembro 01, 2009 1:29:00 da manhã

Vani:

"Ah e nem me lembrei de uma aventura de uma amiga minha no meio da auto-estrada a tentar salvar um cão perdido... :D"

Já tinhas escrito sobre isso.

  Bruno Fehr

terça-feira, setembro 01, 2009 1:30:00 da manhã

Garrafa na Praia:

"Mas afinal porque é que os animais precisam de um dono? eu preciso de viver rodeada por animais mas não preciso do titulo de dona. A minha relação com a minha cadela é de igualdade, eu vivo com ela, ela comigo."

Os animais gostam de atenção, eu não sou dono, sou amigo das minhas cadelas e responsável por elas. É por isso que prefiro olhar para elas como filhas.

  Bruno Fehr

terça-feira, setembro 01, 2009 1:30:00 da manhã

Vani:

Eu trabalho e por vezes desloco-me em viagem e nem sempre tenho rede móvel para Net :)

  Bruno Fehr

terça-feira, setembro 01, 2009 1:30:00 da manhã

Fairy:

É pena existirem pessoas que acham que os problemas do mundo se resolvem punindo os inocentes. Estes idiotas da esterilização são seres desprezíveis.

  Bruno Fehr

terça-feira, setembro 01, 2009 1:30:00 da manhã

Anónimo:

"Obrigado por todo o trabalho que desenvolveu em prol da suspensão do projecto de esterilização obrigatória dos animais."

O projecto não foi suspenso, o que fizemos foi contactar as mesmas câmaras municipais, os mesmos partidos políticos as mesmas associações e mais algumas de maneira a mostrar que a esterilização não é solução.

"Se esse projecto não vai para a frente, isso fica a dever-se a uma pessoa: a si."

Nada disso, eu tive a iniciativa de o fazer, mas todo o trabalho de recolha de E-mails e até o envio dos mesmos foi feito por leitores deste blogue.

"(Quanto à família Fehr, vem dar razão àquela proverbial alocução: "os animais são a cara dos donos!")"

Acredito nisso, os animais podem ver uma família como a sua família, mas escolhem 1 membro para respeitar acima de todos os outros e acabam por ter a tendência de se parecer com ele, quer física que comportamentalmente. Sempre vi um pouco de mim nos 3.
Sim, parecem-se comigo mas são muito mais bonitas que que eu.

  Bruno Fehr

terça-feira, setembro 01, 2009 1:30:00 da manhã

Fada:

"Bem, então o dono deve ser mesmo muito giro!"

Mas elas ganham-me, pelo menos as meninas querem fazer-lhes festas e brincam com elas e eu preciso de me aplicar para me fazerem festas a mim :)

  Bruno Fehr

terça-feira, setembro 01, 2009 1:30:00 da manhã

Jane Doe:

"diz em tom perjurativo."

Poderá ser pejorativo, m
as só o será se eu assim o interpretar. Eu acho as minhas cadelas lindas e se forem a minha cara, então eu serei lindo também :)


"Por acaso consegue o efeito contrário porque para a maioria das pessoas que tenham animais, eles sao bonitos, nao sao feios, e dizer que os donos sao parecidos aos animais às vezes até é um elogio aos donos..."

É isso mesmo :)

  Gravepisser

terça-feira, setembro 01, 2009 2:10:00 da manhã

Tivessem os seres humanos metade da dignidade destes animais ditos irracionais, e seria o mundo um local bem melhor para se viver...

Estes merecem ser protegidos e estimados, como forma básica de retribuição de tudo aquilo que de bom nos dão, e atentados à sua natureza, como essa idiotice da esterilização obrigatória (que obviamente nunca será lei, pois a ser, não faltariam criminosos por esse mundo fora, eu incluído) têm de ser obrigatoriamente negados, a todo o custo...

Houve um indivíduo que ficou sem dois dentes, por quase ter assassinado uma cadela abandonada à minha frente, e ela nem sequer era minha, não quero imaginar do que seria capaz de fazer, se sentisse de algum modo ameaçados os meus animais de estimação, por quem quer que fosse.

E quem assim não age, decerto não merece tê-los... Nem os tem (no sítio).

  sil

terça-feira, setembro 01, 2009 11:23:00 da manhã

Bom dia Bruno.
Não consigo visualizar o vídeo nem sei como proceder para o conseguir.
Gostaria de ter conhecido o Prince... 98Kg... E um Fofinho.
Eu tinha um boxer tigrado. O Lucas, seu nome, era enorme. Eu costumava dizer que era um bezerrinho. Era um boxer maior que o normal. Super meigo e obediente. Foi envenenado dentro do meu quintal, foi horrível.Um vizinho(?) que não gostava do Lucas, pois ladrava sempre que o ouvia passar ou o som da viatura do dito. Isto porque quando ele era cachorrinho (foi-me oferecido com 3 meses) o "SR." deu-lhe um pontapé porque o Lucas foi farejar o percurso que ele estava a fazer, tocou-lhe e levou um pontapé.... Depois queixava-se que tinha medo do cão e que não passava naquele caminho por causa do cão...

  I.D.Pena

terça-feira, setembro 01, 2009 11:58:00 da manhã

O vídeo é emocionante, existe muitos cães heróis, que demonstram o seu amor todos os dias aos seus donos, também já assisti a gestos lindíssimos , compaixão, etc tudo o que se diz ser sentimentos e atitudes exclusivamente humanas, mas não é verdade, os animais ajudam muito os humanos, nos resgates de cadáveres, no combate à droga, como guias para cegos, nos salvamentos, na companhia, o mínimo que todos nós podemos estar é agradecidos a eles.

A esterilização obrigatória é uma parvoíce inventada para sacar dinheiro , sou completamente contra, para além disso é perverso e não resolve nada.

Mas sabes Bruno é complicado explicar às pessoas , que não devem apoiar o partido que aparentemente dá voz aos animais, essencialmente porque essa cambada de fdps( perdoem-me o francês) esta completamente habituada a manipular as opiniões com o sentimento de culpa.

Os animais não precisam de uma voz , eles já têm a sua própria voz. Nós humanos sim é que precisamos de aprender a ouvi-los.

Enfim o que for necessário para sabotar a esterilização obrigatória e outros actos que signifiquem mais escravidão e controle das massas , podes contar comigo.

Quanto aos teus cães , são lindos, gosto de todos eles, o prince tinha um ar mesmo kido, a monalisa parece tristinha merece milhões de festinhas, e a shiva tb é uma linda menina, vai ser complicado para os dois se a monalisa for desta para melhor. Mas nada que não se ultrapasse.

  Vani

terça-feira, setembro 01, 2009 1:30:00 da tarde

Ora ora, está tirada a minha dúvida quanto ao nome dogue alemão... :)

Não me lembro de ter falado da aventura da minha amiga na autoestrada...pois se ela só ma contou há umas semanas! Se calhar estás a confundir com um post em que conto como apareceu uma vaca morta no meio da estrada...(quando a realidade imita as anedotas).

Hey, boa, tu tens quem te trate dos canitos quando não estás :) Aqui não há nada disso, nem dinheiros para tal :(. Daí que fiquem na quinta dos meus pais, onde têm toda a liberdade que quiserem (e mesmo assim mantêm-se sempre por perto :)), se bem que o carocho goste muito de andar a passear pelo mato (já ficou preso numa armadilha de javali, durante dois dias, quanto era mais novito...o que nós o procuramos, caraças...tadito)...

  Vani

terça-feira, setembro 01, 2009 1:32:00 da tarde

Agora estou a planear tentar arranjar um piri novinho, macho, para domesticar. A ver se tenho um melhor amigo outra vez (com as piris não deu resultado, elas preferem-se uma à outra ahahah, embora eu saiba que gostam que me ponha a falar com elas), dado que ter um canito não é viável, agora. Nem gatitos...não sei lidar com gatos :(.

  ceptic

terça-feira, setembro 01, 2009 2:33:00 da tarde

o video e de partir o coraçao...


'Tou contigo!

"torceria o pescoço a qualquer filho da puta como estes calhaus da esterilização obrigatória se colocassem um dedo sobre os meus animais."

Na minha "animala" ninguem toca!

Preocupem-se e com os idiotas que deveriam ser proibidos de ter animais, ai sim faziam alguma coisa de jeito.

Aproxima-se mais uma epoca de caça que significa que vai haver animais perdidos e abandonados.

No ano passado houve um que partiu uma coronha num dos seus caes simplesmente porque não devolveu a presa...

Era fazer uma lobotomia a sangue frio no dono ou enfiar a espingarda num sitio que ca sei....

  Afrodite

quarta-feira, setembro 02, 2009 12:22:00 da tarde

Ainda tens anónimos??? Irra que raça mais irritante, não há meio de serem esterilizados??? Que se foda a raça dos anónimos, contra essa sou a favor...contra os cães...só posso dizer mais uma vez que têm merda na cabeça. Como já te tinha dito anteriormente, falei com veterinários e todos eles disseram que a ideia é de uma estupidez incrivel.
Quanto ao vídeo...sem palavras! Pena é que não deixe esses estupidos esterilizadores sem palavras, podia ser que parassem com a parvoeira da ideia da esterilização...PALHAÇOS!!! Cada um que concorda com essa ideia é um Hitler de cães...

Abreijinhos...já tinha saudades de ser a Pit Bull ;)

  Afrodite

quarta-feira, setembro 02, 2009 12:26:00 da tarde

Hmm já parei em plena Vasco da Gama para tentar salvar cães, com nevoeiro...ia correndo mal para mim...para eles correu mesmo. Cheguei atrasada ao trabalho e quando expliquei o que me tinha acontecido e de acharem que era treta chegou um colega meu a confirmar e irritado porque os cães tinham partido a parte da frente do carro. Chorei o dia todo :(! Tentei...pelo menos tentei!

Abreijinhos

  Bruno Fehr

quinta-feira, setembro 03, 2009 6:03:00 da manhã

Gravepisser:

"Tivessem os seres humanos metade da dignidade destes animais ditos irracionais, e seria o mundo um local bem melhor para se viver..."

Sem dúvida que seria.

Felizmente aqui nem vale a pena bater no dono, basta um dono puxar pela trela com forca demais para informarem as autoridades.

  Bruno Fehr

quinta-feira, setembro 03, 2009 6:04:00 da manhã

sil:

"Não consigo visualizar o vídeo nem sei como proceder para o conseguir."

Possivelmente estás num computador de trabalho ou de escola que não te deixa ir ao youtube.

Para veres o vídeo podes ir aos vídeos do sapo, Youtube ou mesmo no Google e procurar por "Operação Pandemia"

"Gostaria de ter conhecido o Prince... 98Kg... E um Fofinho."

Era sim, ele teve 8 seguros cancelados por só dar prejuízos, era protector demais e dominante demais e para mim era um conflito entre ser meu cão ou meu dono... tinha dias...

"Eu tinha um boxer tigrado. O Lucas, seu nome, era enorme. Eu costumava dizer que era um bezerrinho. Era um boxer maior que o normal."

Todos os meus cães são maiores que o normal, não são gordos, eu dou-lhes é sempre um dieta de granulado carne e ovos mexidos durante os primeiros 6 meses e depois granulado e carne, nada de comidas baratos, além disso tomam cálcio durante os primeiros 6 meses e a comida leva sempre óleo de fígado de bacalhau.

"Foi envenenado dentro do meu quintal, foi horrível.Um vizinho(?) que não gostava do Lucas, pois ladrava sempre que o ouvia passar ou o som da viatura do dito."

Acho que partia esse homem ao meio!

  Bruno Fehr

quinta-feira, setembro 03, 2009 6:04:00 da manhã

I.D.Pena:

"os animais ajudam muito os humanos, nos resgates de cadáveres, no combate à droga, como guias para cegos, nos salvamentos, na companhia, o mínimo que todos nós podemos estar é agradecidos a eles."

Sem dúvida.

"Mas sabes Bruno é complicado explicar às pessoas , que não devem apoiar o partido que aparentemente dá voz aos animais, essencialmente porque essa cambada de fdps( perdoem-me o francês) esta completamente habituada a manipular as opiniões com o sentimento de culpa."

Eu sei que isso é difícil, mas as coisas espalham-se eficazmente de boca em boca, quem souber as ligações deste partido passará a saber a agenda escondida.

"Quanto aos teus cães , são lindos, gosto de todos eles, o prince tinha um ar mesmo kido, a monalisa parece tristinha merece milhões de festinhas"

Ali estava só mole, 28° e ela de casaco de peles :)

  Bruno Fehr

quinta-feira, setembro 03, 2009 6:04:00 da manhã

Vani:

"Ora ora, está tirada a minha dúvida quanto ao nome dogue alemão... :)"

O Clube Português de Canicultura usa o nome Dogue Alemão, não considerando Grand Dannois como raça, tal como não considera Pitbull raça.

"Não me lembro de ter falado da aventura da minha amiga na autoestrada...pois se ela só ma contou há umas semanas!"

Julgo que foi num comentário.

"Hey, boa, tu tens quem te trate dos canitos quando não estás :)"

Tenho uma "passeadora" de cães, que adora as minhas meninas, passa sempre mais tempo com elas do que o tempo que me cobra. Sei disso porque quando chego a Shiva está cansada e não quer ir passear, e ela NUNCA se cansa!

"Aqui não há nada disso, nem dinheiros para tal :(."

Há pois, tenho um amigo na minha cidade que o faz. Ou vai buscar os cães para ir passear, ou vai unicamente a casa das pessoas dar-lhes comer. Muita gente não pode ou não quer pagar por isso, mas essas não deveriam ter cães se não os levam a passear.

Na rua onde moro, todos os meus vizinhos entre as 06 e as 07 estão na rua com os cães e ao fim da tarde quando chegam repete-se o ritual. Mas as minhas são muito mijonas, precisam de sair a meio da tarde também pois nem no jardim fazem.

"Agora estou a planear tentar arranjar um piri novinho, macho, para domesticar."

Desde que a minha tarântula morreu deixei-me de animais pequenos.

  Bruno Fehr

quinta-feira, setembro 03, 2009 6:05:00 da manhã

ceptic:

"Preocupem-se e com os idiotas que deveriam ser proibidos de ter animais, ai sim faziam alguma coisa de jeito."

Sem dúvida.

  Bruno Fehr

quinta-feira, setembro 03, 2009 6:05:00 da manhã

Afrodite:

"Ainda tens anónimos??? Irra que raça mais irritante, não há meio de serem esterilizados???"

É a minha personalidade magnética, ou quem sabe do meu perfume.

"Como já te tinha dito anteriormente, falei com veterinários e todos eles disseram que a ideia é de uma estupidez incrivel."

E é mesmo, recebi as mesmas respostas até de canis.

"Abreijinhos...já tinha saudades de ser a Pit Bull ;)"

Ahahahahaha

"Hmm já parei em plena Vasco da Gama para tentar salvar cães, com nevoeiro...ia correndo mal para mim...para eles correu mesmo."

Acho que largar cães assim para morrer deveria ser punido com um castigo igual.

  Mel

sexta-feira, setembro 04, 2009 12:02:00 da manhã

A Ana Julia morreu?