Não à esterilização obrigatória dos animais 2

Eu preferia largar este assunto, mas a arrogância do grupo que quer que a esterilização seja obrigatória para todos os animas, obriga-me a falar novamente nele. Desde o meu primeiro comentário que eles fogem às minhas perguntas e só sabem responder numa atitude arrogante de quem não tem argumentos. Lá porque dão abrigo a cães acham-se no direito de entrar em nossa casa e esterilizar os nossos, tudo porque somos potenciais "abandonadores".


Eles não querem, nem estão interessados em reforçar e impor a lei Portuguesa, eles querem uma nova lei que irá rotular toda a gente com animais como possíveis criminosos, onde a lei é forçada a agir antes de cometermos o crime de abandonar um animal. O que aquele blogue nos diz com esta ideia é que somos todos culpados mesmo que provemos estar inocentes, pois a esterilização é irreversível.

O único argumento que possuem é que a lei não é respeitada pelos Portugueses e para isso querem impor esta lei... serei o único a não perceber a lógica?

As minhas perguntas foram tão incómodas que aquele blogue actualmente está a moderar os comentários por forma a censurar os meus. Não lhes interessa que quem os lê, leia a verdade e perceba que eles não querem responder às perguntas feitas. Por isso aqui fica uma recolha de dados das nossas conversas até ter sido censurado:

Intervenientes: Bruno Fehr, Esterilização Obrigatória, Troca Letras (é o outro nick do Esterilização Obrigatória ou pelo menos usa a mesma ligação à net, no mesmo pc, ao mesmo tempo)

Esterilização Obrigatória disse...
"Somos pessoas responsáveis, que estamos fartos de acções de boa vontade e poucas soluções concretas. Se acredita que as leis existentes são a solução, força vá para a frente e organize uma campanha, para que o seu ponto de vista seja concretizado."

Pessoas que dizem que lutam pelos direitos dos animais mas que estão fartos de acções de boa vontade, portanto a solução é esterilizar todos os animais e problema resolvido? Isto faz-me lembrar a solução do Bush para os fogos florestais, que era cortar todas as árvores nos EUA. Os terroristas afirmam o mesmo, que agem por estarem fartos de protestar.
Seguindo as dicas, esta é a minha campanha a de desacreditação da campanha deles.

Bruno Fehr disse...
"O Estado comete um crime impunemente, porque pessoas como vocês, em vez de criarem uma campanha contra esse crime, querem unicamente substituir a morte, pela esterilização. Um crime bárbaro por um supostamente civilizado."

Esterilização Obrigatória respondeu...
"As suas palavra são totalmente disparatadas de uma pessoa que não sabe o que diz. De uma pessoa que não faz a mínima do que está a falar, que nuca salvou animais da rua, que nuca esteve dentro de um canil municipal e de leis não entende nada."

Ok, não entendo nada de leis, por isso vamos ver o que este senhor sabe de leis:

Esterilização Obrigatória disse...
"Bruno Fehr, o problema é que tu não conheces a lei, ela hoje em dia já diz que os animais tem que ser esterilizados, só que é facultativa não obrigatória, por isso é que tem que ser alterada nesta parte."

Isto só pode para rir! Então agora temos leis facultativas? Do tipo "está aqui a lei do que TEM de ser feito, mas fazem se vos der jeito".
Se algo TEM de ser feito, então é obrigatório, se é facultativo então a lei não diz que TEM de ser feito. Ok, depois eu é que não sei nada de leis, mas o que esta lei nos diz é que a esterilização é legal, e qualquer dono pode legalmente esterilizar o seu animal, mas essa decisão é facultativa, fica à livre escolha do dono.

Troca Letras entra na conversa....
"Tu não entendes nada de cães eu trabalho com eles a nível profissional há mais de 12 anos e sou treinador deles á mais de 20 anos OK."

E? Mesmo que isto seja verdade, será que te dá algum crédito no que toca a esterilizar? Lá porque sabes ensinar um cão a sentar e dar a pata, sentes-te no direito de entrares nossa casa e mutilares sexualmente os nossos animais? Tu és um profissional, não cuidas de animais por amor, é a tua profissão e a falta desse amor é demonstrada no teu desejo de ver os rafeiros exterminados. Será porque ninguém coloca um rafeiro numa escola?

Na verdade a minha família possui dois canis há mais de 30 anos, onde nunca foi necessário dar abrigo a cães abandonados por não haver muitos na minha zona e por o canil municipal ter grande capacidade, mas sempre demos abrigos a cães violentos que iriam ser abatidos (cães usados em lutas, cães de guarda que ficaram incontroláveis após a morte do dono, cães que simplesmente atacavam pessoas), cães que castrados poderiam acalmar mas isso nunca foi necessário. Agora, argumentar que eu não sei nada de animais, quando em criança já puxava a cauda a estes cães adultos, parece ser julgar precipitadamente, mas não, a verdade é que é uma forma de fugir às perguntas. Desde os meus 3 anos que lido com cães perigosos e isso dá-me mais de 20 anos de experiência, o suficiente para colocar o Troca Letras a um canto. Não sou, nem nunca fui profissional, os rendimentos dos canis são para os manter.

Bruno Fehr disse...
A esterilização obrigatória irá subir os preços dos animais pois dá o monopólio aos criadores, irá encher os bolsos dos veterinários pois os municipais não terão capacidade de esterilizar todos os animais do país. Irá criar uma sobrecarga fiscal em tempo de crise. Irá resultar na extinção de todos os animais sem raça definida, chamados de rafeiros.

Esterilização Obrigatória respondeu...
"Por ultimo os cães e gatos de raça indefinida, não sumos nada contra eles e também não vão acabar. Mas se estás assim tão preocupado por poderes não ter um animal sem raça, porque não tonar-te um criador deles."

Ora vamos pensar nesta resposta... todos os cães que não pertencem a criadores são por lei esterilizados, os criadores não possuem rafeiros, por isso concluo que estou certo eles irão ficar extintos. A não ser que a solução deles resulte, e parece que a solução deles é que eu me torne criador de rafeiros. Bom argumento!

Termino, deixando aqui as perguntas às quais fugiram e me censuraram para parecer que desisti de comentar lá:

1- Qual é o problema em direccionar o seu movimento a uma pressão de imposição e reforço da lei?

2- Por que raio esterilizar TODOS os animais de companhia INCLUINDO os meus, vai resolver algum problema?

3- Por que motivo mandaram os vossos E-mails aos deputados Europeus? Querem tornar isto uma lei Europeia?

4- Esse é o problema, a lei é ignorada pelas autoridades, e se querem criar uma lei nova, por que é que não querem impor as antigas e reforçar com novas sem eugenia?

5- Podem continuar a dizer que eu não sei o que digo, mas esses comentários nada abonam à discussão. Este é um espaço de discussão, certo? Ou será que é de imposição de uma ideia?

Esta ultima pergunta foi respondida, pois os meus comentários deixaram de ser publicados, o que significa que aquela ideia é como que uma imposição e não discussão possível. Por isso graças a 3 voluntários iremos dar inicio a uma sabotagem dessa campanha, com uma devidamente argumentada com bases legais.

Este texto vem na sequência deste.

Nota: É preciso deixar algumas explicações para que se perceba estes pró-esterilização, por isso aqui fica algum do vocabulário usado, devidamente traduzido:
"nuca" = nunca.
"comprido" = cumprido.
"sumos" = somos.
"Cera" = será.

45 Comentários:

  Jane Doe

quarta-feira, junho 03, 2009 12:35:00 da manhã

Bolas...

Que cena é essa de sabotar a campanha? Também me posso voluntariar?

É que estou inteiramente contra, e muito contra a filosofia do meu blog, que não coloca selos de ninguém em lado nenhum, vou colocar este, junto com um post dedicado.

Por isso, se for para sabotar, eu estou lá.

É só dizer o que preciso fazer.

  ceptic

quarta-feira, junho 03, 2009 1:22:00 da manhã

xiii só vi este post ainda, digo que defendo os meus animais como a minha familia, por isso não há cá esterilizações a não ser que seja por motivos de força maior (doença). Mesmo porque as fêmeas já levam injecções de x em x tempo para não terem o cio. Mas ao menos há possibilidade de um dia se houver condições, procriarem.
Não são os animais que têm de sofrer com a falta de responsabilidade dos donos!
Deviam ser os donos a sofrer na pele, a m**** que fazem.

  Fada

quarta-feira, junho 03, 2009 1:48:00 da manhã

Apresento-me como voluntária!

Diz o que é preciso!

Beijitos :)

PS - Vou ali à selva editar o meu post mais recente para incluir o link deste, sim?

  Fada

quarta-feira, junho 03, 2009 1:54:00 da manhã

Bruno:

Vou levar esta tua imagem também, sim? Para juntar à outra! :)

Beijitos

  Bruno Fehr

quarta-feira, junho 03, 2009 4:56:00 da manhã

Jane Doe:

"Que cena é essa de sabotar a campanha? Também me posso voluntariar?" É uma contra-campanha.

Já temos os contactos de todas as câmaras municipais, estamos a recolher os contactos dos deputados europeus, de forma a contactar quem eles já contactaram.

O que falta são:

Contactos de E-mail dos partidos políticos, deputados da assembleia, associações de defensa dos animais, canis municipais, associações de veterinários e tudo e todos que tenham a ver com animais.

A PETA como seria de esperar já se mostrou contra a esterilização, eles apoiam manter o sistema de extermínio pois são parvos mas não ao ponto de provocar a extinção de uma raça.

  Bruno Fehr

quarta-feira, junho 03, 2009 4:56:00 da manhã

ceptic:

2Não são os animais que têm de sofrer com a falta de responsabilidade dos donos!
Deviam ser os donos a sofrer na pele, a m**** que fazem."

Exactamente.

  Bruno Fehr

quarta-feira, junho 03, 2009 4:57:00 da manhã

Fada:

Serve-te à vontade, ai de quem reclamar direitos sobre esta :)

  Teté

quarta-feira, junho 03, 2009 10:08:00 da manhã

Olha, Bruno, concordo absolutamente contigo!

Suponho que os donos estão no seu direito de esterilizar os seus animais de estimação, se assim o desejarem. Especialmente para quem tem vários, em que podem suceder-se ninhadas atrás de ninhadas, sem depois terem local onde possam viver condignamente. Lembro-me de, em miúda, afogarem as novas crias à nascença, o que continua a parecer-me bárbaro.

E sim, as leis podem ser muito bonitas em Portugal, mas toda a gente faz o que lhe apetece e ninguém (ou quase) é penalizado por isso, excepto em casos de homicídio, roubo ou assim. No caso dos bichos abandonados, acho que a lei devia ser mais dura com os que abandonam, os exemplos do teu primeiro post sobre este assunto, deviam ser seguidos. Atirar o bicho à água com um pedregulho atado e ficar impune? Raça de dono mais reles! Se queres que te diga, até acho que três anos de prisão é pouco!

A tal da esterilização obrigatória também "bateu à minha porta", mas nem respondi. Primeiro, que não gosto de spams. Segundo, que a palavra obrigatória (ainda por cima associada a este tema) parece-me uma coisa algo pidesca. Façam uma campanha a denunciar o não cumprimento da lei (se é que existe), que incrimine os verdadeiros culpados do abandono dos animais e até alinho na petição ou lá o que é.

Quanto ao resto, as palavras (e os gestos) ficam com quem anda por aí cheio de "verdades", sem admitir opiniões contrárias.

Beijocas! :)

  sil

quarta-feira, junho 03, 2009 10:27:00 da manhã

Bom dia Bruno!
Tenho lido os teus textos e pensado (mais nuns que outros - o ano 2012.... ontem renovaram-me contrato por mais dois anos ((iupi)e o meu primeiro pensamento" vou tirar o último ano de férias depois acaba o mundo....)
O tema da esterlização é patético sem qualquer tipo de fundamento
Continuas o máximo
Dá "cabo deles" através da maior arma que temos ao nosso dispor, a escrita e no teu uma excelente escrita

  Mag

quarta-feira, junho 03, 2009 11:52:00 da manhã

Bruno, só para dizer que sou absolutamente contra a palavra "obrigatório" associada à esterilização de animais domésticos e que farei menção a esta problemática no meu Laranja.

obrigado

  K2ou3

quarta-feira, junho 03, 2009 12:44:00 da tarde

Ainda se fossem o Dinossauros e os Carapaus Novos da politica, aceitava de bom grado.
Mas, animais indefesos, tenham vergonha.
Se todos são potenciais abandonadores, eles inclusivé, que se impeçam todos, mas todos de ter animais de estimação. É isto estimação?.

(que se salvaguarda algumas situações particulares. Animais em apartamentos, recolhidos na rua, etc., situações extremas)

  K2ou3

quarta-feira, junho 03, 2009 12:49:00 da tarde

Ver video Cão Cego
http://tudo-sobretudo.blogs.sapo.pt/

  Jane Doe

quarta-feira, junho 03, 2009 2:11:00 da tarde

Ok!

Working on it!

  Bruno Fehr

quarta-feira, junho 03, 2009 3:28:00 da tarde

Uma outra coisa que todos podem fazem é enviarem-me um mail com o url de todos os blogues que encontrarem com a imagem do sim à esterilização obrigatória. Pois iremos trabalhar para a retirada dessa imagem da blogosfera.

  Afrodite

quarta-feira, junho 03, 2009 4:11:00 da tarde

Vamos nessa...esses gajos nem deviam respirar quanto mais emitir opiniões estúpidas e desprovidas de nexo. Estou contigo pois claro!!! E o mais engraçado é que todos os veterinários com quem falei também estão contra a esta estupidez abismal!

Abreijinhos

  Jane Doe

quarta-feira, junho 03, 2009 7:20:00 da tarde

Para ver que blogs usam a imagem pode-se começar pelos seguidores.

Bem mas tambem posso ir ajudando.

  Who Am I

quarta-feira, junho 03, 2009 7:45:00 da tarde

Bruno,
os contactos da Assembleia e Grupos Parlamentares, podes encontrar aqui:

http://www.parlamento.pt/Paginas/Contactos.aspx

  HAZEL

quarta-feira, junho 03, 2009 7:46:00 da tarde

Olá Bruno!

Estou aqui pelo Firefox!
Sempre segui o teu conselho e tinhas razão. Realmente, o teu blog vê-se melhor por aqui.

Adorei o balão "vai esterilizar o car@lho"! AHAHAHHAHAHAHAHH

Desculpa, eu sei que o assunto é sério, mas fartei-me de rir com a frase!

  Miss Me

quarta-feira, junho 03, 2009 9:00:00 da tarde

bom, concordo contigo, estou com a tua ideia...
se servir de alguma coisa, e acredito que sim, vou também fazer referência aos 2 posts que aqui tens sobre o assunto.

  LBJ

quarta-feira, junho 03, 2009 11:12:00 da tarde

também postei sobre o assunto e linkei-te

  Lady me

quarta-feira, junho 03, 2009 11:49:00 da tarde

Este comentário foi removido pelo autor.
  Lady me

quarta-feira, junho 03, 2009 11:50:00 da tarde

Sublinho o que o cão da imagem está a dizer e mais nada!

*

Há uma música dos "Come restus" no cd "Farmácia Ananás" que poderia ser dedicada aos senhores que são a favor da esterilização... É normal que não conheçam a banda porque só diz porcaria, mas a música era perfeita!

Deixo o refrão que teria muito mais piada se o ouvissem:

"Porque é que tu não vais pro caralh*? Mas porque é que tu não vais? Não vais pro C-A-R-A-L-H-O??"

*

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 4:16:00 da manhã

Teté:

"Suponho que os donos estão no seu direito de esterilizar os seus animais de estimação, se assim o desejarem."

Sim, isso está previsto na lei.

"Lembro-me de, em miúda, afogarem as novas crias à nascença, o que continua a parecer-me bárbaro."

Ou enterrarem-nas vivas, sim eu sou mais novo mas ao crescer numa quinta conheço essas histórias.

"No caso dos bichos abandonados, acho que a lei devia ser mais dura com os que abandonam, os exemplos do teu primeiro post sobre este assunto, deviam ser seguidos."

Por algum motivo Portugal é orgulhoso demais para seguir bons exemplos, gostam de marcar pela diferença. A nível de TGV, aeroportos, etc também nao imitam, querem sim fazer ainda maior e melhor e eu fico sem perceber esta forma de pensar.

"Atirar o bicho à água com um pedregulho atado e ficar impune? Raça de dono mais reles! Se queres que te diga, até acho que três anos de prisão é pouco!"

Em Portugal nem sequer seria procurado e muito menos encontrado. Claro que a pena é ligeira mas Hamburgo é um estado independente com uma lei rígida mas branda. A criminalidade é praticamente inexistente e a lei perdoa quem comente o primeiro crime, no entanto é rígida no seu cumprimento.

"Façam uma campanha a denunciar o não cumprimento da lei (se é que existe), que incrimine os verdadeiros culpados do abandono dos animais e até alinho na petição ou lá o que é."

Tal como o senhor da campanha refere, ele está farto de acções de boa vontade, por isso tornou-se terrorista.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 4:16:00 da manhã

sil:

"ontem renovaram-me contrato por mais dois anos ((iupi)e o meu primeiro pensamento" vou tirar o último ano de férias depois acaba o mundo....)"

Ahahahahahaha

"O tema da esterlização é patético sem qualquer tipo de fundamento"

É que eu nem consigo definir bem a ideia, loucura, insanidade, terrorismo, crime, são as únicas palavras que me ocorrem.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 4:17:00 da manhã

Mag:

Muito obrigado.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 4:17:00 da manhã

K2ou3:

"Ainda se fossem o Dinossauros e os Carapaus Novos da politica, aceitava de bom grado."

Ahahahaha, sem dúvida.

"(que se salvaguarda algumas situações particulares. Animais em apartamentos, recolhidos na rua, etc., situações extremas)"

Esterilização pontual sim, mas isso já é previsto na lei.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 4:17:00 da manhã

Afrodite:

Os dados estão todos recolhidos e amanha começa a segunda fase da campanha

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 4:17:00 da manhã

Jane Doe:

Sim esse já estão detectados e serão abordados. Falo no caso de acidentalmente encontrarem outros.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 4:17:00 da manhã

Who Am I:

Muito obrigado.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 4:18:00 da manhã

HAZEL:

"Estou aqui pelo Firefox!
Sempre segui o teu conselho e tinhas razão. Realmente, o teu blog vê-se melhor por aqui."

É neste momento o melhor navegador.

"Adorei o balão "vai esterilizar o car@lho"! AHAHAHHAHAHAHAHH

Desculpa, eu sei que o assunto é sério, mas fartei-me de rir com a frase!"

Estava a fazer essa imagem quando reparei que os meus comentários estavam a ser censurados, por isso é uma frase de revolta, tipo o grito Ipiranga canino :)

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 4:18:00 da manhã

Miss Me:

"se servir de alguma coisa, e acredito que sim, vou também fazer referência aos 2 posts que aqui tens sobre o assunto."

Serve sempre, todos os que lêem este blogue possuem leitores que não me lêem e basta que um dos vossos leitores pegue neste assunto, que se cria algo maior do que a campanha deles. Ou seja, se eles criaram uma onda de pró-esterilização, ela será arrasada por um Tsunami do contra.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 4:18:00 da manhã

LBJ:

Já vi o texto, obrigado.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 4:18:00 da manhã

Lady me:

"Há uma música dos "Come restus" no cd "Farmácia Ananás" que poderia ser dedicada aos senhores que são a favor da esterilização... É normal que não conheçam a banda porque só diz porcaria, mas a música era perfeita!

Deixo o refrão que teria muito mais piada se o ouvissem:

"Porque é que tu não vais pro caralh*? Mas porque é que tu não vais? Não vais pro C-A-R-A-L-H-O??""

Mas eu conheço essa banda, ainda estava em PT quando ela apareceu, gosto muito do "Vamos para a banheira" e do "morte aos ciclistas" mas o "por que é que tu não vais para o caralho" foi uma frase de eleição durante uns meses :)


Quase me esquecia da genial balada "Extrudes".

  São

quinta-feira, junho 04, 2009 4:49:00 da manhã

Li o texto anterior, fui ler o blogue desses Srs. que defendem a esterilização obrigatória e pesquisei um pouco sobre esterilização de animais, fiquei atónita com o que li parece ser já prática corrente esterilizar animais abandonados, e é obrigatório esterilizar algumas raças, consideradas raças perigosas.

Agora quererem criar uma lei para nos obrigar a esterilizar os nossos animais de companhia, é completamente absurdo, uma lei que como muito bem dizes só beneficiaria os criadores e acabaria com os rafeiros, o que me preocupa é que com os políticos que temos se a conseguem levar à assembleia da república passa.

É lógico mais que lógico que o problema de abandono de animais tem que passar por uma maior responsabilização dos donos dos animais, aliás as pessoas tem que ser responsáveis por tudo o que tem e por todos os actos que praticam, não pela esterilização obrigatória.

É uma maldade o que fazem aos animais, se não querem que se reproduzam porque não dão as fêmeas a pílula sei que existe para as gatas também deve existir para as cadelas.
Pois possivelmente dá-lhes muito trabalho, mas os animais de companhia fazem parte da família e temos-lhe amor, nunca os iríamos abandonar, desde que me lembro em casa dos meus pais sempre existiu cão e gato até agora, o último cão que tivemos o Pirata desapareceu à uns meses juntamente com o de um vizinho, foram procurados incansavelmente mas não apareceram nem vivos nem mortos, só quem tem animais e gosta deles sabe o sofrimento que a perda um causa.

Se puder ajudar de alguma maneira é só dizer.

  Anónimo

quinta-feira, junho 04, 2009 8:12:00 da manhã

Esterilizem os politicos que nós estamos fartos deles...ou então vamos votar nas putas, pois já vimos que com os filhos, na politica , não nos safamos.
Aos meus "cães" ninguem toca.
Força Bruno

  Jo

quinta-feira, junho 04, 2009 9:26:00 da manhã

So tenho uma coisa a dizer: Sou totalmente contra a castraçao obrigatoria. Castrem-se a si mesmos meus senhores!

beijinhos Bruno e qt ao post de cima, epa, ignora... nem vale a pena mesmo

  Lady me

sábado, junho 06, 2009 1:13:00 da tarde

Ahahah! Não sabia que foi assim conhecida!

Por acaso a "morte aos ciclistas" e a "Extrudes" são fantásticas também ;)


*

  BB

sábado, junho 06, 2009 9:54:00 da tarde

Entristece-me pensar na hipótese deste tipo de organizações poderem lidar directamente com animais. Não me parece nada o tipo de ideia de quem gosta de animais e os quer proteger.

Sempre tive cães e gatos a procriarem em casa e nunca os abandonei.

Apetece-me desejar a esterilização obrigatório dos cérebros de quem tem ideias assim.

  Bruno Fehr

quarta-feira, junho 10, 2009 12:15:00 da manhã

São:

Eu sou proprietário de cães de raças perigosas e não estão esterilizados e segundo o meu advogado na altura, a lei não me obrigava a esterilizar, pois é uma lei cheia de buracos legais. Mas os animais abandonados já são abandonados. No entanto daí a esterilizarem animais com dono, teria de haver uma retirada de direitos à população.

Só precisamos que a lei seja imposta, que quem abandona seja punido, que os cães sejam registados que os supermercados de cães fechem e só criadores responsáveis possam criar.

  Bruno Fehr

quarta-feira, junho 10, 2009 12:15:00 da manhã

Anónimo:

Concordo que eles deveriam ser esterilizados, bem como os pseudo-amigos dos animais com ideias destas.

  Bruno Fehr

quarta-feira, junho 10, 2009 12:17:00 da manhã

Jo:

Já ignorei pois gente assim não merece mais.

  Bruno Fehr

quarta-feira, junho 10, 2009 12:17:00 da manhã

Lady me:

Ainda estava em PT quando eles apareceram :)

  Bruno Fehr

quarta-feira, junho 10, 2009 12:17:00 da manhã

BB:

É incrível que sejam pessoas destas a criar, educar e tratar de animais, mas assim é.

  Ana C. Nunes

sexta-feira, junho 12, 2009 3:17:00 da tarde

Qualquer um percebe que isto não passa e um plano para acabar com os ditos "rafeiros" e monopolizar o mercado canino. Já que os "criadores certificados" seriam os únicos com a possibilidade de procriar.
Esta é uma ideia estúpida. Já tive três cadelas (rafeira) e nenhuma foi esterilizada porque tive o máximo de cuidado com elas. Mas caso elas tivessem crias, podem ter a certeza que não abandonaria um só cachorrinho, por mais dificuldades que isso trouxesse.
Ao quererem promover uma campanha destas estão a dizer que todos os donos são irresponsáveis e isso é um insulto.
Claro que há muito gente desumana. Disso não haja dúvida. Mas agora mutilar os animais por causa disso?
Ridículo!
Eu sempre fui contra a castração. Cá para mim (e como tu disseste) há para aí é mais homens e mulheres que mereciam ser capados, porque não merecem ser pais, ou por outras razões que agora não são aqui chamadas a falar.

  Bruno Fehr

sábado, junho 13, 2009 2:06:00 da manhã

Ana C. Nunes:

Eles são obviamente pessoas incultas e mal informadas e trabalham para um lobby de criadores, isso já é um facto após investigar este caso.

Em breve farei um outro texto sobre o assunto.