Bad boy vs Nice Guy

Será que o problema é meu ou este idiota (David Shade) anda a querer ganhar dinheiro em palestras falando de um assunto que interessa às massas, mas não sabendo o que diz?
Esta besta mete os pés pelas mãos, confunde o Bad Boy com um idiota, e diz que temos de ser bonzinhos sempre, e Bad Boys no quarto, mas afirma que as mulheres gostam de Bad Boys... como é que a mulher vai perceber que o gajo é Bad Boy se seguirmos as instruções deste idiota e nos tentarmos fazer passar por Nice Guy?
Como é que se fingimos ser um Nice Guy, ela verá que somos um Bad Boy?

Não me lixem, ser-se um Bad Boy não tem nada a ver com tratar mal uma mulher, o Bad Boy foge ao normal e representa para a mulher um desafio e uma fonte de aventura, um Bad Boy pode ser um cavalheiro, pode ser fiel e pode amar uma mulher. Um Bad Boy não tem de ser um filho da puta pois um filho da puta não tem nada de Bad Boy, é um Cona Boy. Os homens que batem em mulheres mijam-se todos quando enfrentados por um homem, isso é ser-se Cobarde Boy, Cona Boy, Filho da Puta Boy, mas nunca, nunca Bad Boy.

O Bad Boy não finge ser Nice Guy, é simpesmente ele próprio, tem os seus gostos, tem o seus prazeres como qualquer outro homem, e ama como qualquer outro, só é Bad pois é diferente do normal sendo ele próprio sem tentar ser outra pessoa. Por que motivo alguém é visto com Bad Boy? Não por ser mais do que os outros, é por ser ele mesmo estando-se a cagar para o que os outros pensam, é por isso que recebe o rótulo de Bad, não por ser mau, mas por fazer o que lhe apetece. Isso não é errado, é certíssimo, mas a sociedade idiota como sempre acha que só é aceitável ser-se coninhas.
Quando temos confiança em nós próprios e amor próprio, é isso que nos torna Bad Boys pois permite que sejamos nós próprios e nada menos que isso, ignorando certas convenções sociais. O Nice Guy ou Lambe Conas, não diz o que pensa, diz o que elas querem ouvir, não tem confiança nele mesmo, é inseguro, é boa pessoa mas essa bondade aparente não é mais do que insegurança e isso não atraí as mulheres, excepto quando estão numa fase pós Bad Boy e precisam de levar um cachorrinho abandonado para casa.

Dar ouvidos a este ET fazendo o que ele diz não me parece que tenha algum tipo de sucesso com mulheres seguras de si, é dar um tiro no pé e acabar os seus dias a tocar ao bicho dando quecas imaginárias em mulheres que viu ao longe.

Trabalhar cansa e o dinheiro custa a ganhar, por isso temos de mandar esta gente que tenta ganhar dinheiro à custa de livros e palestras de auto-ajuda. A auto-ajuda é auto, é eu ajudar-me a mim próprio e isso não é feito ao ler um livro ou ouvir um atrasado mental a dizer-me como agir, pois aí já não é auto-ajuda, é... é uma merda!

Não percebo o que leva as pessoas a pagarem para ouvir deficientes como este gajo, a comprarem livros de bestas como este ou como aqueles burlões que escreveram "O Segredo", poupem-me. Se conhecerem alguém que compre destes livros, podem dar-lhes o meu E-mail... enviam o dinheiro para a minha conta e tenho a certeza que farei um melhor trabalho elucidativo dizendo-vos quanto estão a ser idiotas ao gastar dinheiro suado, com tretas escritas por burlões!

Só falta alguém escrever um livro intitulado: "Eu auto-ajudo-te"!!!!!






Se eu fosse mulher, só de olhar para ele já me estaria a descalçar... mas para lhe dar com o tacão no cornos!

31 Comentários:

  *B*

segunda-feira, agosto 24, 2009 1:09:00 da manhã

Eu dou! Onde vai estar o tipo?!

[lol]

Concordo contigo!

  Abobrinha

segunda-feira, agosto 24, 2009 1:10:00 da manhã

Desculpa, não consegui ouvir o vídeo até ao fim: a voz do tipo é irritante. Ele é irritante. Não creio que tenha perdido grande coisa!

O cidadão que apresenta o tipo, contudo, é de alguma qualidade!

  ecila

segunda-feira, agosto 24, 2009 1:27:00 da manhã

Nem sequer percebo esta treta do bad boy/ good boy e que as mulheres só gostam de bad boys, bla bla bla. Se o good boy for giro, inteligente e NORMAL (ou seja, nao desesperado) entao tudo bem. O problema com alguns good boys é o desespero que transpiram, apaixonam-se por todas, amam qualquer uma, porque querem desesperadamente casar (ou whatever). Conheco alguns good boys normais (giros, inteligentes, e nao desesperados) que nao têm qualquer problema em conseguir mulheres e namoradas, e elas bem que gostam deles. Eles é que sao um bocado exigentes (porque sao normais). Tambem conheco alguns bad boys (nao muitos porque me falta a paciência) que nao têm mulheres (a nao ser com baixa auto estima ou malucas) porque além de feios, sao parvos. Nao tem a ver com bad boys/good boys. Tem a ver com postura (e tal como para os homens, por vezes tambem com a aparência, sorry). É só.

  Fada

segunda-feira, agosto 24, 2009 1:58:00 da manhã

Não vi o vídeo além dos primeiros 30 segundos.

Estou de sapatilhas, serve?...

Agora lembrei-me deste http://www.youtube.com/watch?v=Ok-VVH0ULE8
:p


Gosto do conceito de badboy aqui apresentado. Mas não há muitos... :(

Por outro lado, existem uns nice guys que são mesmo nice, sem serem lambe-conas! :p

Beijitos :)

  Kohinoor

segunda-feira, agosto 24, 2009 4:12:00 da manhã

Na minha opinião, o gajo é muita estranho e na América há muito homem inseguro. Da maneira como ele expressa a dualidade Nice guy e Bad boy o pessoal ainda fica bipolar! Para ele até é bom pois aumenta insegurança e melhores consumidores eles se tornam!

Confeço que já consultei algum material do David Shade e achei algumas técnicas interessantes e divertidas, bem melhores do que muita coisa que anda a circular no mercado. Mas segundo a minha experiencia, a base para ser um bom amante ou "ter o poder" reside em ultrapassar as convenções sociais, tirar preconceitos e macaquinhos na cabeça principalmente relacionados com mulheres e sexo, e permitir amar-me tal como sou e fazer o que realmente me apetece fazer.
Quando um homem se comporta assim, especialmente na cama não precisa de preocupar com ETs (lol) a dizer o que deve ou não deve fazer bem, permitindo-se apreciar o momento e go with the flow.

Em relação à auto-ajuda, quando surgiu era óptimo e recomendo até alguns, como por exemplo Tony Robbins, Brian Tracy ou Louise Hay, mas depois descambou e grande parte das coisas de "auto-ajuda" que surgem são derivados destes, e outros só complicam.

  I.D.Pena

segunda-feira, agosto 24, 2009 2:10:00 da tarde

ahahahahahahhah parti-me a rir, tens toda a razão , ahahah .
Mal li - david shade n conhecia e imediatamente pesquisei , calhou-me 1 video a ensinar como se masturba uma vagina, bingo .

Ouvir e comprar livros e manuais de auto ajuda tão básicos é um atentado à inteligência de qualquer pessoa.

Quando alguém me fala sobre este ou aquele livro de auto-ajuda daquele ou de outro autor altamente conceitualizado tento sempre perceber o porquê , e normalmente são pessoas influenciaveis e descontroladas emocionalmente que os compram.

Tenho um titulo para um livro de auto ajuda , chama-se :

DUH !!!

Ahahah

  I.D.Pena

segunda-feira, agosto 24, 2009 2:32:00 da tarde

Quuanto aquela amostra de homem , aborreci-me de morte só com os primeiros segundos... :S

  HAZEL

segunda-feira, agosto 24, 2009 2:48:00 da tarde

AHAHAHAHAHAH

Muito me ri a ler este post!
Concordo contigo, claro.

  HAZEL

segunda-feira, agosto 24, 2009 2:53:00 da tarde

Bruno, posso fazer uma sugestão?

Dava jeito ter aqui uma caixa de pesquisa, para poder procurar posts mais antigos.
Por exemplo, agora apetece-me rever aquele vídeo do Michael Jackson ("Give in to me"), e vou andar aqui às voltas até lá chegar.

Abraço

  Vani

segunda-feira, agosto 24, 2009 8:39:00 da tarde

E o que é que isso interessa, à luz do que tem estado oculto por sombras?...

  Vani

segunda-feira, agosto 24, 2009 8:42:00 da tarde

Já agora, que mania é esta que alguns têm em catalogar tudo??? Mas acaso um individuo precisará que o cataloguem? Tu és bad boy, tu és cona boy, tu és good boy, tu és... oh merda... não podemos, simplesmente, ser? Ser eu, ser tu, ser ele... Ser! Pode ser um Ser que eu ou tu achemos uma grande besta, mas não deixa de ser um Ser.

Volto a perguntar, porque raio temos de meter tudo em categorias???

  HAZEL

segunda-feira, agosto 24, 2009 9:33:00 da tarde

Olha, já cá está a caixa!

Obrigada por teres aceite a sugestão.

;)

  Bruno Fehr

terça-feira, agosto 25, 2009 1:59:00 da manhã

*B*:

O gajo irrita-me, tive uma discussão pessoal com ele no seu Vlog e perdi parte da minha masculinidade :)

  Bruno Fehr

terça-feira, agosto 25, 2009 1:59:00 da manhã

Abobrinha:

Não perdeste nada mesmo, só a dificuldade do homem em se expressar e em responder às perguntas do público :)

  Bruno Fehr

terça-feira, agosto 25, 2009 1:59:00 da manhã

ecila:

"Nem sequer percebo esta treta do bad boy/ good boy e que as mulheres só gostam de bad boys, bla bla bla."

Não é para perceber, tudo parte da estúpida necessidade de colocar rótulos.

  Bruno Fehr

terça-feira, agosto 25, 2009 2:00:00 da manhã

Fada:

Bolas ninguém viu o vídeo mas todos leram o texto... então como é que o homem ganha mais do que eu?

"http://www.youtube.com/watch?v=Ok-VVH0ULE8"

Ahahahahah

"Por outro lado, existem uns nice guys que são mesmo nice, sem serem lambe-conas! :p"

Um niceboy sem ser lambe cona é como um cão que mia, pode haver...

  Bruno Fehr

terça-feira, agosto 25, 2009 2:00:00 da manhã

Kohinoor:

Sem dúvida, o gajo encontrou um bom mercado nos dias de hoje, mas nao tem poder de oratória para convencer um papagaio... a sorte dele é que há homens e mulheres mais burros do que a maioria dos papagaios.

Mas é isso, mesmo. A técnica correcta de abordar as mulheres é sermos nós próprios e go with the flow, se estás a falar e a mulher não se foi ainda embora, continua. Se ela for embora, muda o discurso e continua a tentar com outras. Não basta confiança, cara, rabo, tem de haver paleio e esse só se treina a falar.

  Bruno Fehr

terça-feira, agosto 25, 2009 2:00:00 da manhã

I.D.Pena:

"Mal li - david shade n conhecia e imediatamente pesquisei , calhou-me 1 video a ensinar como se masturba uma vagina, bingo."

Ui... nem sei se quero ver isso...

"Duh!!"

É um excelente nome para livro, regista JÁ isso :D

  Bruno Fehr

terça-feira, agosto 25, 2009 2:00:00 da manhã

HAZEL:

O mais engraçado é que nem tentei dizer uma única piada :)

Já me tinha ditam que o motor de busca no cabeçalho do blog não funcionava, por isso coloquei um novo na barra lateral.

  Bruno Fehr

terça-feira, agosto 25, 2009 2:00:00 da manhã

Vani:

"E o que é que isso interessa, à luz do que tem estado oculto por sombras?..."

Nada!

"Já agora, que mania é esta que alguns têm em catalogar tudo??? Mas acaso um individuo precisará que o cataloguem? Tu és bad boy, tu és cona boy, tu és good boy, tu és... oh merda... não podemos, simplesmente, ser?"

Sem fugir à sociedade, toda a gente acaba com diversos rótulos, eu por vezes olho para os semáforos aqui em Hamburgo com milhares de autocolantes de ofertas de emprego, casas para alugar, etc, etc e imagino que sou eu repleto de rótulos :)

  Bruno Fehr

terça-feira, agosto 25, 2009 2:00:00 da manhã

HAZEL:

"Olha, já cá está a caixa!"

Yep :)

  Guernica

terça-feira, agosto 25, 2009 3:11:00 da manhã

Confesso que comprei o segredo. Ouvia falar do segredo, que tinha a solução para todos os problemas, financeiros, amorosos, da vida, etc... Vendo agora sei que fui simplesmente parvo. Parvo em ter sido levado a acreditar que aqueke livro tinha alguma coisa de jeito. O livro baseia-se sempre sempre no "acreditar" e "querer", mas basicamente só diz merda atras de merda. Foi um completo desperdicio de tempo. Podia muito bem ter feito outra coisa.. Ver tv, apanhar uma besana.. ficar a olhar para o ceu sem objectivo aparente. Tudo era mais util que ler aquilo.
Actualmente a minha biblioteca só tem 2 livros de auto ajuda. Um é o segredo, o outro é o "socorro!! o meu professor odeia-me". Foi-me oferecido quando tinha uns 13 anos. nunca o li. Já tentei, mas como todos esses livros, a ideia principal está na 1º pagina. O resto são tretas para encher o livro... e os bolsos de quem o escreveu.

O unico segredo do "segredo" foi como enganar aquela gente toda (eu incluido) com uma inutilidade dakelas.

  Fada

terça-feira, agosto 25, 2009 3:25:00 da manhã

Bruno, disseste:
"Bolas ninguém viu o vídeo mas todos leram o texto... então como é que o homem ganha mais do que eu?"

Para já, e de repentemente, porque:
1) Não vendes nada. Toca a escrever o "Duh!!", para seres um escritor fajuto à maneira: roubas o título, matas umas árvores, e escrevinhas qualquer coisa inspirado nos livros de auto-ajuda.
E por falar nisso, alguém aqui leu o "Felicidade(R)", de Will Ferguson? (http://pt.livra.com/item/id/8974026)
Adorei-o! :D

2) Não tens publicidade no teu blog. Se tivesses, ganhavas mais.
Portanto... :p



"Um niceboy sem ser lambe cona é como um cão que mia, pode haver..."

Eu pintaria este de......... vermelho! :p

Beijitos

  Claudia

quarta-feira, agosto 26, 2009 4:18:00 da manhã

Ja estava com saudades de um post assim...

  Vani

quarta-feira, agosto 26, 2009 5:45:00 da tarde

Eu estou a ler -entre outros- "contra a felicidade" ahahahahaha! uma bela auto-ajuda!

  Veruska

segunda-feira, agosto 31, 2009 2:46:00 da manhã

Eu gosto de Bad Boys, mas estou farta de homens a darem conselhos sobre mulheres a outros homens.

Tudo o que dizem está errado!

  Bruno Fehr

segunda-feira, agosto 31, 2009 6:02:00 da tarde

Guernica:

"Foi um completo desperdicio de tempo. Podia muito bem ter feito outra coisa.. Ver tv, apanhar uma besana.. ficar a olhar para o ceu sem objectivo aparente. Tudo era mais util que ler aquilo."

Até a mim, me despertou a curiosidade ao ver esse livros nos tops de diversos países, ainda hoje é o livro mais vendido em Portugal. Mas, eu optei por ver o documentário e acabei por desistir ao fim de 20 minutos. O segredo foi desligar o DVD :)

"mas como todos esses livros, a ideia principal está na 1º pagina. O resto são tretas para encher o livro... e os bolsos de quem o escreveu."

Por serem livros para gerarem grandes fontes de rendimento, é que se chamam livros de auto-ajuda, é o autor a melhorar a sua própria situação económica :)

  Bruno Fehr

segunda-feira, agosto 31, 2009 6:02:00 da tarde

Fada:

"1) Não vendes nada. Toca a escrever o "Duh!!", para seres um escritor fajuto à maneira: roubas o título, matas umas árvores, e escrevinhas qualquer coisa inspirado nos livros de auto-ajuda."

Já está. O livro tem uma única frase e 200 folhas em branco.

"2) Não tens publicidade no teu blog. Se tivesses, ganhavas mais."

Tenho que por um link para a minha conta PayPal, ahahahaha

  Bruno Fehr

segunda-feira, agosto 31, 2009 6:02:00 da tarde

Claudia:

Tem dias...

  Bruno Fehr

segunda-feira, agosto 31, 2009 6:03:00 da tarde

Vani:

"Eu estou a ler -entre outros- "contra a felicidade" ahahahahaha! uma bela auto-ajuda!"

Sempre é melhor do que os que ensinam a ser feliz.

  Bruno Fehr

segunda-feira, agosto 31, 2009 6:03:00 da tarde

Veruska:

"Eu gosto de Bad Boys, mas estou farta de homens a darem conselhos sobre mulheres a outros homens."

É o negócio do momento, também me irrita mas em breve será como o mercado de mulheres a darem conselhos a outras mulheres sobre homens... regra geral quem escreve esse livros é quarentona e vive sozinha com 3 gatos.