Veritas 11

Capitulo 11 - Jachin e Boaz

Jachin e Boaz são duas colunas representadas sem razão aparente muitas vezes com uma divindade entre elas e muitas vezes mais, solitárias sem fazerem parte de qualquer edifício ficando ali, misteriosamente como sendo um portal para algo mais. Estas colunas são referidas na bíblia com sendo os pilares do Rei Salomão, mas também noutros documentos como: pilares de Shu, Pilares de Hermes, Pilares de Atlas, Pilares dos Deuses da alvorada, colunas babilónias, colunas romanas, colunas maçónicas e as colunas norte e sul do portão do hall da verdade egípcia, que são uma referencia automática que nos leva às torres gémeas com a sua torre norte e sul, etc...



Informações que podem confirmar e até expandir lendo o livro "The golden Dawn", que diz revelar os segredos da ordem Golden Dawn à qual pertenceu a auto-proclamada besta Aleister Crowley, venerado ainda hoje pela maçonaria e assumidamente por bandas como os Beatles.

Outro livro que refere estes dados é "The secret knowledges of all ages", escrito pelo Maçon de 33° Grau Manly P. Hall, que nos diz: "Os obeliscos perante os santuários do Egipto possuem o mesmo significado que os bíblicos pilares Boaz e Jachin do templo do rei Salomão" (Reis 1:7:21 )



A foto de cima representa um Monumento em Eilat em Israel. Finalmente a Maçonaria Illuminati demonstra publicamente a sua protecção a Israel servindo este monumento como aviso ao povo árabe de que a Nova Ordem Mundial não irá permitir a destruição de Israel, algo que seria uma realidade se deixada sem apoio internacional.
Neste monumento temos as duas colunas, a piramide Illuminati, o olho de Hórus, dois globos um preto e um branco, temos o compasso e esquadro maçónicos que na verdade são inspirados no selo real do rei Salomão, que não é mais do que a representação mágica do planeta Saturno que por sua vez se encontrava na casa de gémeos (II) no dia 11 de Setembro de 2001.


Na bíblia do Rei James de Inglaterra as colunas Jachin e Boaz são descritas como estando decoradas com um padrão em xadrez, algo presente em todos os hall maçónicos, onde sempre que há dois pilares, há um chão em xadrez.
Jachin e Boaz explicam também o B e J. Estas colunas possuem símbolos, uma tem triângulo e a outra triângulo invertido. Nessa bíblia diz também que as colunas do rei Salomão tinham no seu topo globos.

Na maçonaria no topo da colunas existe sempre uma de duas coisas, ou a tocha com uma chama, ou um globo. A primeira é como sendo as colunas do conhecimento ou iluminação, a segunda como as colunas que suportam o mundo e com ele o seu conhecimento. O globo mais claro mostra o mundo dividido por linhas, que são chamadas de Ley Lines e que são linhas de energia (assunto a abordar nesta série).

Assim sem pensar muito consigo dar-vos uma referencia a estas colunas em Portugal, colunas durante anos escondidas num armazém e recentemente devolvidas à cidade de Lisboa. Estas colunas são maçónicas e suportam cada uma delas um globo:



(Cais das Colunas, Lisboa "Antigamente")

(Cais das Colunas, Lisboa "hoje")

(Exemplo de colunas Maçónicas)

Passando para um exemplo não maçónico mas interligado, estes dois pilares estão representados na carta de Tarot da Alta Sacerdotisa onde as colunas estão identificadas com B e J estando ela entre as duas. No topo da carta está "II" simbologia ao signo de gémeos e é impressionante a quantidade de representações destas por todo o mundo em edifícios antigos e modernos, as torres gémeas do WTC são uma gota num oceano de exemplos.

(Olhem bem para ela, e para o que tem na cabeça? Ou roubou o chapéu à Isis, ou é a Isis)


Esta Alta Sacerdotisa tem o chapéu de Isis representando Hórus - O sol, fazendo-me crer que ela representa Isis. Tem a Lua - Seth a seus pés como que uma analogia à luta entre Hórus e Seth que Seth perdeu. Mas, esta sacerdotisa tem a seu peito uma cruz católica que apesar de existir desde tempos anteriores ao catolicismo, o representa. Na sua mão tem o livro onde podemos ler TORA, ora isto é intrigante... que espécie da Sacerdotisa será esta?

Os globos sobre as torres são, como já disse, representados por cores diferentes quando há cor no monumento, ou poderá ser todo o pilar de cor diferente, um negro e um branco. Um globo claro com os continentes a escuro que representam: escuridão, feminino, nascimento, Polo positivo, Norte/Sul e na outra um globo escuro com estrelas claras que representam: Luz, masculino, morte, Polo negativo, Sul/Norte. Por isso ambas as colunas representam polaridade. Algo que nos volta a lembrar as torres norte e sul do WTC.
Poderão ver as colunas Boaz e Jachin em posições diferentes umas vezes está à esquerda outras à direita, isso não tem significado especial é unicamente a abordagem do ilustrador. As colunas como fonte de energias opostas, representam uma passagem para um estado de consciência superior, mas não importa de que lado a pessoa entra pois a entrada é entre entre duas colunas, onde se coloca o maçon, divindade, uma terceira coluna a triangular com as restantes duas, ou G maçónico. Lembro que G significa simplesmente Gate (Portal). Essa terceira torre, divindade, pessoa ou G é portadora de ambas as polaridades, negativa e positiva.

Para um melhor esclarecimento, usarei uma terceira torre para explicar figurativamente o efeito causado ao que é colocado entre ambas as torres. Se Boaz e Jachin são de cor, polaridade, sexo diferentes, o que fica no centro sujeito à energia de ambas será um misto delas. Se uma é negra e a outra branca a central será cinzenta. Se uma é um pólo negativo (cátodo) a outra um pólo positivo (ânodo), no centro haverá corrente eléctrica. Se uma representa feminino e a outra masculino a central será ambos. Se uma tem um triângulo e a outra um triângulo invertido a central será:


Próximo texto : Veritas 12 - O que é um maçon?

6 Comentários:

  Anónimo

sexta-feira, outubro 09, 2009 1:30:00 da manhã

Não posso deixar de reparar que, num altar wicca, também há duas colunas: as duas velas representantes do Deus e da Deusa. Uma é branca e a outra preta. Representam também o masculino e o feminino, a dualidade. Parabéns pelo blog. Sou leitor assíiduo. L.

  Bruno Fehr

sexta-feira, outubro 09, 2009 2:00:00 da manhã

Anónimo:

"Não posso deixar de reparar que, num altar wicca, também há duas colunas: as duas velas representantes do Deus e da Deusa. Uma é branca e a outra preta. Representam também o masculino e o feminino, a dualidade."

Não sabia disso, mas tem toda a lógica visto que no fundo bebem todos da mesma fonte. Obrigado.

  Fada

sexta-feira, outubro 09, 2009 9:31:00 da manhã

Gostei. :D

Dá-me tempo. Logo falamos sobre essas dos triângulos, na perspectiva de outras "tradições", entre outras coisas.

Beijitos e bom dia :)

  Fly

sexta-feira, outubro 09, 2009 12:38:00 da tarde

"Mas, esta sacerdotisa tem a seu peito uma cruz catolica que apesar de existir desde tempos anteriores ao catolicismo , o represnta."

Para os sumérios o planeta Nibiru era conhecido como o “planeta do cruzamento” porque estava destinado a regressar eternamente ao lugar da batalha celeste, onde ele tinha “cruzado” a trajectória de Tiamat e formado o planeta Terra. Era representado em escrita pictográfica pelo sinal da cruz. O significado da cruz, sagrada para o Budismo, assim como para o Cristianismo deve deste modo a sua origem ao acontecimento celeste que criou a Terra e os Céus.

E não nos podemos esquecer que a maçonaria e as outras sociedades secretas têm este conhecimento, visto toda a sua filosofia ser baseada nos ritos destas antigas civilizações.

neste link:
http://www.bibliotecapleyades.net/andylloyd/esp_andylloyd_13.htm

podes ver como era a 1ª bandeira dos E.U.A.(na altura do G.Washington, que como se sabe era maçon), a imagem está quase no final da página, mas toda ela (a página) tem imagens interessantes carregadas de simbolismo.

Só para terminar, nesse site encontra-se muito boas teorias e bem fundamentadas acerca do planeta X e das sociedades secretas que o adoram, é só uma questão de procurar.Deixo mais estes 2 links :)

http://www.bibliotecapleyades.net/esp_autor_andylloyd.htm

http://www.bibliotecapleyades.net/sociopolitica/sociopol_masonsknightstemplar.htm

Um abraço

  CLJ

sexta-feira, outubro 09, 2009 11:58:00 da tarde

Tu dizes que as posições das colunas, à direita ou à esquerda, dependem da abordagem do ilustrador.

Tenho ao meu lado a papiza aka sacerdotiza, os nomes variam conforme os tarots, e não tem nada dessas coisas, é que nem símbolos maçónicos tem.(Acho... eu e simbologia...)

Tu, ao colocares uma carta de tarot aqui e a interpretares assim tens de ter em conta que existem muitos baralhos de tarot, que todos contêm elementos diferentes, e que dependem muito de quem os cria. O tarot que eu tenho (E que tem teias de aranha, nem sequer dá para jogar às cartas, mas gosto do "interpretar") é o tarot de Marsella, que dizem ser de onde derivam os outros (duvido que seja assim).

Mesmo dentro deste tarot as ilustrações variam, principalmente no que respeita a cores.

Mas ainda assim há muitos que colocam as belas das torres e o belo do olho, outros não. Acaba a não ser tão linear, e até eu posso criar um tarot, e deitar fora todos esses símbolos maçónicos que muitos deles usam.

(http://static.blogstorage.hi-pi.com/bloguepessoal.com/c/cb/cbatista/images/mn/1195600687.jpg - a carta que tenho)

  Migas-o-Sapo

domingo, outubro 11, 2009 12:41:00 da tarde

Finalmente restauraram o Cais das Colunas, que saudades...