Lei Marcial - EUA

Como disse aqui, no dia 20 de Dezembro será assinado o documento que autorizará as elites a constituírem o Governo Internacional, e no dia 31 de Dezembro os EUA irão mudar toda a sua noção de "terra dos livres" ao encerrar as suas fronteiras ao abrigo do recentemente declarado estado de emergência nacional.
O que parece não bater certo neste caso é a ordem prevista: Estado de emergência - encerramento de fronteiras - lei marcial. Normalmente a lei marcial antecede o encerramento de fronteiras, neste caso a ordem é alterada devido ao conflito entre leis existente e novas leis. A definição actual de estado de emergência é tão abrangente que dá poder ao Presidente sobre todos os ramos de poder e de todas as forças da autoridade, civis ou militares.

Sobre o encerramento das fronteiras, podem ler mais aqui e aqui.

Saliento que ao povo estão a dizer que vão fechar as fronteiras com o México, mas não estão a dizer que irão retirar todos os guardas fronteiriços sendo a fronteira tomada pelo exército Mexicano. Isto aponta para um recolocação dessas forças noutro local.

A desculpa é a propagação do vírus H1N1 que foi considerada recentemente por Obama como "catástrofe nacional" e o consequente estado de emergência foi declarado, apesar de nada de significativo ainda ter acontecido.
A constituição americana dá ao povo o direito de ter armas e essa emenda foi criada segundo o argumento de que: "Enquanto o povo Americano tiver armas, nenhum governo poderá ser tirânico", o actual plano de desarmamento da população está consagrado de forma a poder ser usada a força se o estado de emergência for declarado, e já foi sob o nome de "catástrofe nacional".

Recentemente as pessoas envolvidas em protestos anti-governamentais em particular as que se manifestam acusando o governo Americano de ter criado os acontecimentos de 11 de Setembro, podem ser acusados de terrorismo interno. Agora Obama passou a "lei do ódio" que criminaliza algo que já era crime, ou seja ataques pessoais com base na religião, ideais políticos e raça, com destaque para a raça e já estamos a ver os média a atacar opositores de Obama acusando-os de racismo. Esta lei deixa de permitir o confronto de ideais políticos pois o Presidente é negro e quem o ataca só pode ser racista, não existindo separação entre ataques pessoais e ataques à politica praticada. Isto é gravíssimo, pois de acordo com a Operação Garden Plot as autoridades podem até matar protestantes como meio de acabar com protestos. Por norma os protestos só resultam em violencia quando as autoridades tentam pela força impedir o direito constitucional de protestar.

Este é mais um ataque aos direitos humanos, violação da constituição bem como da lei Americana Passe Comitatus, que impede o uso do exercito em território nacional sem que estejam sob ataque. Obama passou uma lei que irá tornar a Passe Comitatus inválida se assim o entender salvaguardando a constitucionalidade de uma lei marcial.

O documento governamental sobre a lei marcial pode ser lido aqui.

A lei marcial não é mais do que a continuação de uma série de leis iniciadas por Bush, que Obama está a seguir ao mais pequeno detalhe:



Podem ler mais aqui.

Os guardas fronteiriços receberam já ordens para fechar todas as fronteiras no dia 31 de Dezembro que serão guardadas pelo exercito Mexicano enquanto todos os militares incluindo os reservas irão actuar com a policia e exercito sob autoridade da FEMA que responderá unicamente a Obama.





Grande parte dos soldados serão soldados da NATO, que estão estacionados nos EUA desde os treinos NLE09. É confirmada a presença de soldados Australianos, Alemães, Ingleses. Foram também vistos soldados Israelitas mas o governo nega unicamente a presença destes. A Alemanha afirma que há 4.000 soldados das forças especiais no Nevada EUA incluídos numa missão da ONU, essa missão terminou quando terminou o NLE09, no entanto os soldados ainda lá estão passado meses.

Termino com um programa radio sobre a lei marcial:




Tudo isto parece incrível, inacreditável mas diversas alterações à lei Americana permitem isto, leis passadas por Bush e recentemente uma passada por Obama que anula a lei que impede o uso de soldados Americanos para policiar os EUA, bem como aquela previamente aprovada por Bush que retira direitos constitucionais a todos os Americanos que vivam a 100 milhas da costa sob a desculpa do terrorismo.

Dia 31 de Dezembro está próximo, veremos se o governo Americano tem coragem e o descaramento de fazer isto sob um pretexto oco como o H1N1, e se o fizer espero que o povo Americano defenda os seus direitos não acatando ordens que os violam. O governo governa por consentimento, a policia polícia por consentimento e o exercito existe para nos servir e não o governo. A democracia é o poder do povo e o povo tem de perceber que tem esse poder sobre o governo e que é o povo que dá poder ao governo sobre o povo, e só o povo pode retirar esse poder. Tudo pode mudar através do consentimento, para vencer um governo basta não consentir, e estas estranhas resoluções que não são lei mas sim actos e decretos que possuem a força da lei, deixam ter essa força pois ela advém do consentimento civil.


12 Comentários:

  ovigia

terça-feira, novembro 24, 2009 12:05:00 da manhã

boas,

Confesso que ainda não li esta tua entrada, mas queria para já deixar a dica de como podes passar tudo para o wordpress, eu fi-lo e correu tudo bem.

O wordpress faz isso por ti :)

de qq forma dá olhada aqui:

http://en.blog.wordpress.com/2007/02/06/new-blogger-importer/

http://www.quickonlinetips.com/archives/2005/11/back-up-your-blogger-blog/

cumps,

rjnunes

  Bruno Fehr

terça-feira, novembro 24, 2009 12:38:00 da manhã

A minha conta relacionada com este blogue está a encontrar um bug sempre que tenta aceder às páginas de edição de textos e publicação. Por esse motivo criei uma nova conta e adicionei-a a este espaço como teste, e resultou :S esta conta pode publicar e editar textos.

Espero há quase 10 horas uma solução do Blogspot.

  Bruno Fehr

terça-feira, novembro 24, 2009 1:21:00 da manhã

ovigia:

Já tenho o espaço registado lá e noutros servidores de blogues para o caso de ter de mudar. Quero evitar a mudança mas isso não depende só de mim.

Obrigado pelos links.

  shaun

terça-feira, novembro 24, 2009 1:40:00 da manhã

Bruno,

Estou baralhado! Qual é o próposito disto tudo após a imposição da lei marcial? Retirar as armas ao povo? Impor a vacinação em massa? E depois reabrem as fronteiras???

Se fecham as fronteiras, fecham também o espaço aéreo?

De qualquer forma se isto tudo acontecer como descreves, certamente não será ignorado na TV como está acontecer com Ucrânia... penso eu de que...

  Bruno Fehr

terça-feira, novembro 24, 2009 1:51:00 da manhã

shaun:

"Estou baralhado! Qual é o próposito disto tudo após a imposição da lei marcial? Retirar as armas ao povo?"

Sim e provavelmente. Foram aprovadas mais de 3 dezenas de leis e programas estaduais de desarmamento da população. Bush declarou lei marcial na zona mais atingida pelo Katrina, o exercito matou civis e desarmou a maioria das pessoas invadindo lares sem mandatos judiciais. Isso foi só um teste.

Agora, após publicar este texto, tomei conhecimento que há dois estados nos EUA em quarentena e está prevista a detenção de pessoas em campos fechado, se suspeitas de estarem infectadas por um misterioso novo "vírus" ao qual estão a chamar de hemorrhagic plague, que não é mais do que a peste pneumónica que milagrosamente atravessou o mundo e foi da Ucrânia para os EUA.

"Impor a vacinação em massa? E depois reabrem as fronteiras???"

Reabrem as fronteiras após a certeza de que não haverá oposição ao que eles querem impor.
O que é dado como certo é o abandono da fronteira com o México e ter esses guardas noutros locais do país. Nada ainda foi dito sobre a fronteira norte ou os céus e portos.

A ordem para fechar fronteiras existe. A lei que permite suspender a Passe Comitatus também e assim impor uma lei marcial, mas certamente para o fazerem terá de acontecer algo que o justifique.

"De qualquer forma se isto tudo acontecer como descreves, certamente não será ignorado na TV como está acontecer com Ucrânia... penso eu de que..."

Nos EUA será muito mais difícil de abafar excepto se o projecto do Senador rockefeller passar, esse projecto consiste em dar o poder ao Presidente de "desligar" a Internet. Se isso acontecer a informação será tão escassa como a da Ucrânia.

Existe um súbito interesse por parte de todos os governos de terem controlo sobre a Internet, e nós estamos à espera para ver o que acontece.

  ovigia

terça-feira, novembro 24, 2009 2:44:00 da manhã

boas,

há tempos tinha encontrado no youtube um pequeno filme que mostra tropas alemãs nos EUA e mais umas quantas coisas interessantes relativamente aos planos da FEMA.

Depois desapareceu, agora encontrei uma versão dele.

É um filme de 10m cheio de imagens e info interessante, passa à frente os primeiros minutos.

http://www.youtube.com/watch?v=yrhYk2mbfsk

cumps,
rjnunes

  Bruno Fehr

terça-feira, novembro 24, 2009 7:34:00 da manhã

ovigia:

"há tempos tinha encontrado no youtube um pequeno filme que mostra tropas alemãs nos EUA e mais umas quantas coisas interessantes relativamente aos planos da FEMA."

Muitos desses vídeos estavam constantemente a serem retirados do Youtube alegadamente por violação de direitos de autor mesmo tendo sido filmados por as pessoas donas dos canais, tenho umas dezenas guardados.

"É um filme de 10m cheio de imagens e info interessante, passa à frente os primeiros minutos."

Sim isso passou-se nuns treinos anos antes do NLE09.

  Bruno Fehr

terça-feira, novembro 24, 2009 7:35:00 da manhã

Aviso à navegação: Fui informado que o link para o texto NLE09 não funcionava. Ele já está reparado.

  Joao

terça-feira, novembro 24, 2009 11:36:00 da manhã

Bruno, qual é o motivo pelo qual achas que querem fechar as fronteiras norte-americanas? Não permitir intervenção exterior em caso de acontecimentos inéditos?

  Jane Doe

terça-feira, novembro 24, 2009 11:42:00 da manhã

No outro dia estive a ler a declaraçao dos direitos humanos e fiquei a pensar em todas as acçoes governamentais que as violam.

Esta bate tudo aos pontos. Mas à parva mesmo.

A grande questao é "será que o povo americano vai mesmo lutar contra isto?" E será que os soldados irao cumprir o seu juramento de proteger o povo?

E que repercursoes irá ter isso na Europa? E quando chegar a nossa vez, de sermos vergados por poder politico e elitista (e criminoso) que vamos nós fazer? Ler a Maria e ver o Benfica, ou abrir os olhos?

Pronto, já sei, nao tens resposta para isto, ou vais dizer que o ser humano numa situaçao limite abre os olhos e reage. A ver vamos.

Eu quero reagir mas eu sozinha, levo com um tiro na moleira e sou despachadinha para o céu dos pardais...

Ah... Ali o primeiro Bruno Fehr está com um aspecto... O rapaz parece que ou esturricou, ou entao andou pela Ucrania... Credo...

[Je suis un génie]

  lunatiK

terça-feira, novembro 24, 2009 1:10:00 da tarde

Tudo isto é grave e alarmante, tal como tu, espero que o povo Americano não ande a dormir e tome a decisão de combater este verdadeiro acto de terrorismo.
Cumps.

  I.D.Pena

quarta-feira, novembro 25, 2009 1:42:00 da tarde

Acho uma vergonha aproveitarem-se da cor para manipular a opinião publica. Mas já 'tava à espera disto. Jogo sujo como se diz no Brasil.