Comportamento masculino


Este é o primeiro texto, da segunda fase, da rubrica, Pergunta ao Crest©. Desta vez irei responder à questão colocada pela: Neritah

Neritah disse...
"como é que se consegue perceber que um homem esta pronto a avançar na relação e torna-la séria? ou pelo contrario, quais as atitudes quando relação esta a beira do degredo?"
Preciso dividir esta questão em dois, pois são duas questões:
"como é que se consegue perceber que um homem esta pronto a avançar na relação e torna-la séria?"
Eu acho que mulher é perita nesta área, pois para saber isto são necessários testes. Ele parece interessado, demonstrem desinteresse, se ele corre atrás de ti como um cachorinho, há interesse sério. É o mesmo principio que o teste do beijo. Quando queremos saber se a outra pessoa está mesmo ali durante o beijo. Abrimos os olhos e olhamos a pessoa, paramos o beijo, voltamos a beijar e afastamos a boca, se a pessoa está lá e está dedicada ao beijo, a boca dela segue a nossa instintivamente, quando isso não acontece... acho que não é preciso explicar.
Mas no fundo é isso, o homem quando gosta demonstra, ou pelo menos tenta. Está sempre por perto, parece uma melga e melga mesmo. Uma atitude dela de desinteresse provocante, como que dizendo sem falar "queres?, vem buscar", faz com que ele se empenhe mais.
MAS...

... ehehehe, há sempre um "mas", tudo isto acontece se JÁ tiverem tido sexo!
O motivo pelo qual eu digo isto é porque o homem é capaz de tudo, desde mentir a fingir sentimentos e até mesmo a convencer-se que sente algo de especial, só para conseguir sexo. Muitas vezes o fingimento sentimental, não é propositado, o homem acredita mesmo que sente.

(Ok, ok, para os teimosos que dizem que generalizo... digo os homens mas claro que há excepções. Essas excepções são tão raras como virgens de 25 anos, mas existem).
Se o rapaz em causa nunca teve sexo contigo, então usa a tua maior arma. A arma mais forte do mundo, usa a vagina, negando-a. Obriga-o a esperar. Deixa-o fazer os seus avanços e pára-o. Dá-lhe um pouco mais e por vezes não lhe dês nada. Obriga-o a esperar, um homem que goste realmente espera. Um homem que queira sexo, irá dar-te menos atenção e tentar com raparigas mais fáceis, o que não significa que deixe de tentar contigo, simplesmente já não será tão melga.
Como exemplo pessoal, a minha ultima namorada, daquelas que se apresentam como namorada e não como amiga. Usou isso comigo. Esperei e esperei, desesperei, jurei que não tentava mais, mas tentei e esperei 4 meses, 4 longos meses depois ela deu-me o bom-bom. A fome era tanta que achei que foi a melhor foda do mundo. Mas se deres uma bolacha de água e sal a alguém que não come nada há 5 dias, essa bolacha vai ser a melhor do mundo.
Fazer o homem esperar é o que chamo de "prender um homem pela pila". Se ele fica preso, é porque ele quer mais do que sexo. Pois se for só sexo, há mulheres muito mais fáceis por aí.
Quanto à segunda parte da pergunta:
"ou pelo contrario, quais as atitudes quando relação esta a beira do degredo?"
Esta é fácil. Todos nós sabemos quando a relação vai acabar, só continuamos nela porque não queremos acreditar. As atitudes do homem, são iguais às das mulheres.
- Telefona menos vezes
- Manda menos sms e quando manda é sempre para responder aos teus e nunca por iniciativa própria.
- Fica mais facilmente irritável e irritante. Irrita-se por merdas sem jeito nenhum e parece estar sempre em busca de uma briga.
- A conquista morre, começam a ir sempre aos mesmos sítios, ele fala menos, critica-te mais, os elogios ao teu aspecto são nulos, parece distante, o sexo passa a ser monótono e mecânico.
Tudo isto porque o homem é sado-masoquista. Sádico porque tortura a namorada prolongando uma relação que já acabou, mas onde ainda nenhum afirmou que terminou. Masoquista pois autotortura-se nessa relação, até que ela resolva colocar um ponto final.
Sim, o homem prefere que sejam elas a acabar, mas depois vamos dizer a toda a gente que nós é que acabámos. Porque motivo? Sei lá, vá se lá perceber as nossas merdas...

48 Comentários:

  Teté

terça-feira, dezembro 23, 2008 9:18:00 da manhã

Estranho como consegues resumir o comportamento masculino a uma única postura na vida!

Mas concordo que é sempre o homem a acabar o "namoro"... seja ou não ele a fazê-lo! Mas também há "meninas" assim, o que me parece ter a ver com a velha fábula da raposa e das uvas...

Beijocas e um bom Natal para ti! :)*

  Allie

terça-feira, dezembro 23, 2008 9:49:00 da manhã

Been there, done that...

A resposta à segunda questão é como voltar atrás, várias vezes. Tão típico, tão igual. E mesmo quando o confrontamos e perguntamos "É para acabar? Queres que me afaste?" a resposta é não. Até ao dia em que não perguntamos.

  Physalia physalis

terça-feira, dezembro 23, 2008 10:18:00 da manhã

Faço minhas as palavras da Allie (se me der permissão) =)
Só que eu não perguntei...acabou-se de uma vez só que eu cá não gosto de "águas de bacalhau".
E o ser melga depois disso...não ajudou mesmo nada :\
E sabendo que não gostas...I can't help it...Feliz Natal :) para todos que por aqui passam!!

  sil

terça-feira, dezembro 23, 2008 10:48:00 da manhã

Olá CREST. Tentei cobrir-te no texto “Reflexão”, mas o computador não deixou, perdi o meu pequeno “texto”. Lamentei e depois não consegui expressar-me “tão bem”como anteriormente tinha feito… Continua a escrever é bom. Achas mesmo que há algum “nexo causal” entre negar nexo e despertar interesse em outrem? Se pretende uma relação séria? Quantos há que fazem de tudo durante tempos só para no fim se vangloriarem?
A seriedade da pessoa (depois virá a relação) é que interessa….
Não sei que idade tens. Eu já passei os trinta e uma vida……complicada.
Conhecer alguém, conversar, sorrir, rir (que eu adoro – quase tanto como “foder com muito amor”, o que me desperta um sorriso alucinante), existe um clique… Outros encontros…Passamos…É bom… Continuamos e é cada vez melhor…. O interesse estava implícito em cada olhar, sorriso, toque…Sem jogos ….. Sinceridade acima de tudo
Vou continuar a ler o texto
Tive de comentar antes de terminar a leitura

  Afrodite

terça-feira, dezembro 23, 2008 11:58:00 da manhã

Já fiz disso e já recebi :)...fiz mais do que recebi, engraçado que mesmo mal tratados muitos não entendiam, ou não queriam entender e continuavam ali. Este ano fui vitíma da minha maldade de vários anos :) e confesso, não gostei. Não se faz, ou se quer ou não se quer, não há cá joguinhos e meios termos, ou sim ou sopas e comigo agora é tudo assim...até nas filas do carro, ou entras ou bates ehehehhehe. Bguta como o cagaças...ahhh pois é! ;)

Uiii tanto tempo sem faz parecer que quando se tem que é do melhor??? Uiii...ehehehehhe ramadão tem sido comigo ehehehh, ramadão e nem com a mão AHAHHAHA!

"Abrimos os olhos e olhamos a pessoa, paramos o beijo, voltamos a beijar e afastamos a boca, se a pessoa está lá e está dedicada ao beijo, a boca dela segue a nossa instintivamente, quando isso não acontece... acho que não é preciso explicar." - Hmm nunca experimentei isso...outro teste é o de morder a lingua ehhehehehe...ok depois explico esta :).

ok ok é o espiríto natalício em alta :)!

Abreijinhosssssss

  Crest©

terça-feira, dezembro 23, 2008 12:35:00 da tarde

Teté disse...

"Estranho como consegues resumir o comportamento masculino a uma única postura na vida!"

É fácil, só se lixa quem quer. Levas uma chapada porque nao estás à espera, levas a segunda porque ainda tens a cara a jeito, mas só leva a terceira quem for parvo.

Já fiz mal, já me fizeram mal e basta olhar para essas relações e procurar o padrão, os pontos comuns e na verdade somos todos muito parecidos.

  Crest©

terça-feira, dezembro 23, 2008 12:36:00 da tarde

Allie disse...

"A resposta à segunda questão é como voltar atrás, várias vezes. Tão típico, tão igual. E mesmo quando o confrontamos e perguntamos "É para acabar? Queres que me afaste?" a resposta é não. Até ao dia em que não perguntamos."

O engraçado é que a fazer essa pergunta, já sabemos que acabou...

  Crest©

terça-feira, dezembro 23, 2008 12:38:00 da tarde

Physalia physalis disse...

"Só que eu não perguntei...acabou-se de uma vez só que eu cá não gosto de "águas de bacalhau"."

Só quando o bacalhau está de molho, mas como não cozinho...

"E o ser melga depois disso...não ajudou mesmo nada :\"

O ser melga depois de acabar é outro assunto interessante :)

  Crest©

terça-feira, dezembro 23, 2008 12:44:00 da tarde

sil disse...

"Olá CREST. Tentei cobrir-te no texto “Reflexão”, mas o computador não deixou, perdi o meu pequeno “texto”. Lamentei e depois não consegui expressar-me “tão bem”como anteriormente tinha feito…"

É normal por vezes quando me tentam cobrir, corre mal, ahahahahaha

"Se pretende uma relação séria? Quantos há que fazem de tudo durante tempos só para no fim se vangloriarem?"

Claro que há esses, mas desses eu já falei, tento abordar temas do que ainda nao falei.
O que falas está num outro texto.


"Não sei que idade tens. Eu já passei os trinta e uma vida……complicada."

Eu só passei os 30, 30 e uma vida é muito tempo :D

"O interesse estava implícito em cada olhar, sorriso, toque…Sem jogos ….. Sinceridade acima de tudo"

Sabes, isso nao significa batatas. O interesse ao olhar é bonito é romantico mas juntos pode dar merda. Sem haver uma ligacao intelectual nunca se irá a lado nenhum.
Mas mesmo que se encontre uma ligacao intelectual e se o fisico nao faz clic, guardamos essa pessoa como amiga, quando no fundo sabemos que a podemos amar se nos permitirmos conhece-la melhor.

O fisico controla a nossa mente e cega os nossos sentimentos.

  Crest©

terça-feira, dezembro 23, 2008 12:48:00 da tarde

Afrodite disse...

"engraçado que mesmo mal tratados muitos não entendiam, ou não queriam entender e continuavam ali."

Claro que sim, nenhum homem aceita ser deixado, ficam ali como parvos ou seguem-te como loucos.

"Não se faz, ou se quer ou não se quer, não há cá joguinhos e meios termos, ou sim ou sopas e comigo agora é tudo assim...até nas filas do carro, ou entras ou bates ehehehhehe. Bguta como o cagaças...ahhh pois é! ;)"

Muitos homens querem simplesmente guardar o bom sexo para as horas vagas, mantendo a independencia afectiva para outra fodas.

"Hmm nunca experimentei isso...outro teste é o de morder a lingua ehhehehehe...ok depois explico esta :)."

Nao estou o ver o que morder a língua pode testar, mas fico à espera da explicação.

  Van

terça-feira, dezembro 23, 2008 3:29:00 da tarde

Hoje não estou numa de discutir comportamento masculino...

Mas, muitas das coisas que destacas como sinal de que uma relação está nas últimas, pode ser devido a outra coisa. Sei lá, ao facto de se já 'tar junto há tanto tempo, na mesma casa, que não necessidade de telemóveis ou elogios ou outras coisas que tal. Pensam eles, os homos. Tenho um que está aqui está a passar o raio do Natal sozinho... :-p

  Crest©

terça-feira, dezembro 23, 2008 3:34:00 da tarde

Van disse...

"Mas, muitas das coisas que destacas como sinal de que uma relação está nas últimas, pode ser devido a outra coisa. Sei lá, ao facto de se já 'tar junto há tanto tempo, na mesma casa, que não necessidade de telemóveis ou elogios ou outras coisas que tal. Pensam eles, os homos."

Há sempre necessidade de elogios e não os homens não pensam assim.

  caditonuno

terça-feira, dezembro 23, 2008 3:37:00 da tarde

fogo! acabar uma relaçao é telfonar menos e dizer na cara. há quem acabe com 1 telefonema e muito pior ainda, há quem acabe por SMS. eu é que quero fazer pausas na minha relação e a minha mulher nao deixa. nao tenho sorte!

mas também há quem acabe e no fim fica com remorsos e anda atrás do outro nao sei quanto tempo. umas vezes juntam-se, outras nem por isso.

  Van

terça-feira, dezembro 23, 2008 3:37:00 da tarde

Também não tenho própriamente experiencia em relações várias, se descontarmos os namoros da adolescencia. Geralmente era eu que me fartava, ou horrorizava, e punha um ponto final na cena.
Mas, nunca lidei lá muito bem com a rejeição. É das poucas (cof cof) coisas que me deixam totalmente fora de mim. Aconteceu para aí duas vezes, talvez três. :D Sempre a mesma merda: que eu era boa demais para eles e blábláblá e que uma pessoa especial merece mais blablablablabla...TRETAS! A um, mandei à merda no meio da rua (e soube depois que lhe foram prometer acerto de contas hehehehe, acontece que eu era a menina bonita e bem comportada do grupinho...looool); a outro, armei uma cilada, caiu que nem um patinho e depois viu o feitiço a virar-se contra o feiticeiro. Muahahahahah!
Outro, não sei muito bem o que foi, acho que era fritice a mais dos dois lados e nunca nos entendemos a não ser num aspecto... :D
Mas, em dois um aspecto comum: a negação do factor cama. Logicamente que se não ia haver bem bom, tb não havia necessidade de continuar. Noutro, não percebi muito bem o que se passou ali, porque foi dos raros casos em que não me importaria de, mas como era também a primeira vez para ele, acho que o medo de falhar e o ego se sobrepuseram ao resto.
Ah, um desses já tinha levado com os patas e resolveu vingar-se. Mas eu re-vinguei-me. Ri melhor quem ri por último... :D

  Van

terça-feira, dezembro 23, 2008 3:38:00 da tarde

Há homos que pensam assim, há. Ou então sou eu que sou exigente...

  Crest©

terça-feira, dezembro 23, 2008 3:44:00 da tarde

Van disse...

"Sempre a mesma merda: que eu era boa demais para eles e blábláblá e que uma pessoa especial merece mais blablablablabla...TRETAS!"

Ahahahhahaha, forma mais velha de acabar que existe. Que triste.

"Noutro, não percebi muito bem o que se passou ali, porque foi dos raros casos em que não me importaria de, mas como era também a primeira vez para ele, acho que o medo de falhar e o ego se sobrepuseram ao resto."

Falando por experiencia própria, virgem com virgem nao vai lá à primeira, muitas vezes nem à segunda... agora a terceira, ui até vi estrelas :)

"Há homos que pensam assim, há. Ou então sou eu que sou exigente..."

Hmmmm, já percebi e recorro à abstenção :)

  Van

terça-feira, dezembro 23, 2008 3:58:00 da tarde

LOOOOOOOL, é um dos problemas das relações longas, sabes. Há fases que se é mais irmão e irmã do que homem e mulher...

Que trapalhada é aquela ali no comentário ao Cadito? Tá lá copy paste das minhas palrações e nã sei que mais, loool.

Pois, deduzo que virgem com virgem não fosse lá coisa boa lool, mas na altura dava-me segurança e confiança saber que ele era inexperiente...

Pois, que era a forma de acabar mais velha do mundo aprendi eu depois LOOOL. Mas pelo menos era cara a cara e não cobardemente pelas costas (deixar de telefonar, de mandar sms, de falar...mentir dizendo que estava tudo bem...não foi comigo, mas vi os estragos que isso fez).

Também reparo noutra cena. Os homens assustam-se com as boas raparigas... é verdade?... eu digo, é. Tenho uma amiga que é lindissima, jeitosona, espirituosa, um amor. É surda. Também é muit doce e pura (não confundir com ingénua). Extremamente independente e inteligente. E não acerta uma...acabam por a deixar e nunca percebo muito bem porque, mas aposto que se assustam à brava...obviamente que isso não faz bem à autoestima de ninguém, que não percebe porque é que se encantam com ela e depois, passado um pouco, afastam-se. Neste raro caso é mesmo por ela ser boa demais, e assustam-se...mas é triste ver uma pessoa fenomenal, lindissima, a isolar-se completamente do mundo por medo de a magoarem outra vez...

  Crest©

terça-feira, dezembro 23, 2008 4:11:00 da tarde

caditonuno disse...

"eu é que quero fazer pausas na minha relação e a minha mulher nao deixa."

As pausas é um fim, na minha opiniao.

"mas também há quem acabe e no fim fica com remorsos e anda atrás do outro nao sei quanto tempo."

Idiotas fazem isso.

"umas vezes juntam-se, outras nem por isso."

Pelos menos ficam dois idiotas juntos novamente :D

  Kohinoor

terça-feira, dezembro 23, 2008 4:58:00 da tarde

ahah

Acho bem, para a malta aprender a persistir. É obvio que tem que valer a pena o esforço...

"If there were no rewards to reap
No loving embrace to see me through
This tedious path I've chosen here
I certainly would've walked away
By now

Gonna wait it out

If there were no desire to heal
The damaged and broken met along
This tedious path I've chosen here
I certainly would've walked away
By now"

  Caliope

terça-feira, dezembro 23, 2008 6:58:00 da tarde

eu bem sabia k dar luta e cansa-los era uma boa abordagem :)

olha posso deixar aqui uma pergunta ?

  ipsis verbis

quarta-feira, dezembro 24, 2008 2:27:00 da manhã

Crest no comentário à Van, disse:

"Ahahahhahaha, forma mais velha de acabar que existe. Que triste."

Muito triste mesmo.


Logo a seguir a essa, vem esta:

"Não és tu, sou eu."

AHAHAHAH

  Lize

quarta-feira, dezembro 24, 2008 3:25:00 da manhã

A Neritah é minha amiga, sei a situação dela, e li a tua resposta. E sem dúvida que isto é quase um guia. Tens os pontos todos, os sinais todos.


Beijocas

  Van

quarta-feira, dezembro 24, 2008 2:24:00 da tarde

LOOL; esqueci-me dessa do "não és tu, sou eu". Oh pah, eu já usei essa...mas era sentida...o moço não tinha nada de errado, eu é que não estava a fim...loool.

Crestfofo, bons feriados! :))) Beijocas e até breve; vou estar em Londres uma semana heheheh. :)

  Abobrinha

quarta-feira, dezembro 24, 2008 4:09:00 da tarde

Crest, meu menino

Não vou comentar e ainda nem o post li. Só vim aqui para deixar um beijinho de Bom Natal. O que é que isso quer dizer? Nada! O Natal é como os outros dias, mas tem o pequeno pormenor de que tudo e todos param por causa dele.

E estás precisadinho de um miminho. OK, talvez não estejas (espero que não estejas), mas deixo-te um miminho na mesma (eu aprecio miminhos quando preciso e quando não preciso)!

Depois volto com mais tempo para ler o que ainda não li e deixar o meu bitaite! E volto a escrever posts quando me der na real gana!

  FATifer

quinta-feira, dezembro 25, 2008 1:48:00 da tarde

Podia armar-me em bom e dizer que não me ensinas nada mas confesso que tirei umas notas…

No entanto volto a dizer que não acho bem que andes a ajudar o “inimigo” :P

:)

Sublinho com agrado esta frase:

“(Ok, ok, para os teimosos que dizem que generalizo... digo os homens mas claro que há excepções. Essas excepções são tão raras como virgens de 25 anos, mas existem).”

É bom ver-te dar atenção a estes pormenores como as excepções tão raras como estas.

Sr Prof Crest© é um prazer receber os seus ensinamentos e beber da sua sabedoria.

Cumprimentos respeitosos,
FATifer

  Crest©

quinta-feira, dezembro 25, 2008 8:44:00 da tarde

Van disse...

"LOOOOOOOL, é um dos problemas das relações longas, sabes. Há fases que se é mais irmão e irmã do que homem e mulher..."

Depende da definição de longa, eu até agora só tive relações longas.


"Também reparo noutra cena. Os homens assustam-se com as boas raparigas... é verdade?... eu digo, é. Tenho uma amiga que é lindissima, jeitosona, espirituosa, um amor. É surda. Também é muit doce e pura (não confundir com ingénua). Extremamente independente e inteligente. E não acerta uma...acabam por a deixar e nunca percebo muito bem porque, mas aposto que se assustam à brava...obviamente que isso não faz bem à autoestima de ninguém, que não percebe porque é que se encantam com ela e depois, passado um pouco, afastam-se. Neste raro caso é mesmo por ela ser boa demais, e assustam-se...mas é triste ver uma pessoa fenomenal, lindissima, a isolar-se completamente do mundo por medo de a magoarem outra vez..."

Hmmmm, bem é verdade que um gajo evita certas mulheres. Eu durante muito tempo evitei uma jóia de menina, porque ela era uma jóia e eu não era de confiança na altura. Nao a queria magoar e sempre a tratei como amiga fingindo não perceber o que ela queria.
Mais ou menos 2 anos depois, já eu era um rapazito calmo e sensato, fiz um avanço, ela deixou-se ir mas foi só aquilo, uma noite e nada mais. A menina jóia que eu não queria magoar, fartou-se de esperar por mim e deu-me um fora de todo o tamanho, não sem antes provar o que ela andou a desejar tanto tempo.

Resumindo, gostei tanto do fora que levei e dos argumentos firmes dela, que ainda hoje somos grandes amigos, ahaahahha

  Crest©

quinta-feira, dezembro 25, 2008 8:59:00 da tarde

Kohinoor disse...

"Acho bem, para a malta aprender a persistir. É obvio que tem que valer a pena o esforço..."

Sempre.

  Crest©

quinta-feira, dezembro 25, 2008 9:00:00 da tarde

Caliope disse...

"olha posso deixar aqui uma pergunta ?"

Podes deixar uma pergunta no texto que quiseres, eu vejo todos os comentários.

  Crest©

quinta-feira, dezembro 25, 2008 9:01:00 da tarde

ipsis verbis disse...

"Não és tu, sou eu."

Sim essa também é fantástica.

  Crest©

quinta-feira, dezembro 25, 2008 9:02:00 da tarde

Lize disse...

"A Neritah é minha amiga, sei a situação dela, e li a tua resposta. E sem dúvida que isto é quase um guia. Tens os pontos todos, os sinais todos."

Eu inicialmente não percebi a pergunta dela, depois ela esclareceu as minhas questões e ficou claro.

  Crest©

quinta-feira, dezembro 25, 2008 9:03:00 da tarde

Van disse...

"Crestfofo, bons feriados! :))) Beijocas e até breve; vou estar em Londres uma semana heheheh. :)"

Agora, constipa-te!

  Crest©

quinta-feira, dezembro 25, 2008 9:04:00 da tarde

Abobrinha disse...

"E estás precisadinho de um miminho. OK, talvez não estejas (espero que não estejas), mas deixo-te um miminho na mesma (eu aprecio miminhos quando preciso e quando não preciso)!"

Ahahahahaha, eu preciso sempre :D

"Depois volto com mais tempo para ler o que ainda não li e deixar o meu bitaite! E volto a escrever posts quando me der na real gana!"

Fazes muito bem, mas que te de na gana em breve :D

  Crest©

quinta-feira, dezembro 25, 2008 9:06:00 da tarde

FATifer disse...

"No entanto volto a dizer que não acho bem que andes a ajudar o “inimigo” :P"

Meu caro, o espaço de questões está aberto a homens também, para breve irei responder uma excelente questão colocada por um homem, onde o alvo será a mulher. É um assunto onde irei puxar as orelhas delas.

  Neritah

sexta-feira, dezembro 26, 2008 1:00:00 da manhã

obrigada por responderes as minhas perguntas! digo-te que fiquei mais esclarecida e percebi melhor a situacao que me levou a perguntar-te... muito obrigada pela tua disponibilidade!

(so uma perguntinha pequenina: como e que fazes para que nao seja permitido copiar texto do teu blog? e que eu tambem tenho 1 blog e queria fazer o mesmo!)

bjnhus

  Crest©

sexta-feira, dezembro 26, 2008 1:21:00 da manhã

Neritah disse...

"obrigada por responderes as minhas perguntas! digo-te que fiquei mais esclarecida e percebi melhor a situacao que me levou a perguntar-te... muito obrigada pela tua disponibilidade!"

Esta é só a minha opinião de homem, pelos erros que já cometi, pelas atitudes certas que tive e pelo cabrão que já fui, mas não é regra, nem reflecte a atitude de todos os homens, mas abrange uma larga maioria, isso homem nenhum pode negar.

"(so uma perguntinha pequenina: como e que fazes para que nao seja permitido copiar texto do teu blog? e que eu tambem tenho 1 blog e queria fazer o mesmo!)"

O que tenho é script java. Este scrip não impede que copiem. Impede os utilizadores de Internet Explorer, visto que odeio esse explorador, mas quem usa Opera, Firefox ou qualquer outro pode copiar, simplesmente, vê-se obrigado a ler o aviso que aparece em popup de direitos de autor.
Os textos podem ser copiados para outros blogues, desde que autoria do texto seja identificada através de um link para aqui.

É um simples JavaScrip anti copy/paste que podes encontrar no google e copiar para o teu blog.
Se não encontrares um, manda-me um mail que eu envio-te o que uso.

  Calíope

sábado, dezembro 27, 2008 2:24:00 da tarde

então cá vai ela:


quais os factores que fazem um homem abdicar de um mulher por outra?

se kiseres passa no meu blog pk ja pus la um texto...

  Crest©

sábado, dezembro 27, 2008 11:53:00 da tarde

Calíope disse...

"quais os factores que fazem um homem abdicar de um mulher por outra?"

:o Queres que escreva sobre isto? Nao achava que havia duvidas neste caso... Os motivos são os mesmos que levam uma mulher a trocar um homem por outro. Saturação, o fim, desinteresse, bye bye Maria Ivone, NEXT...

  mf

domingo, dezembro 28, 2008 1:40:00 da manhã

Até concordo contigo sobre a forma como se prende um homem. O instinto é do caraças... O que para mim é complicado não é prendê-lo, é mantê-lo. Até podemos demorar uns meses a prendê-lo, mas invariavelmente, se o sexo acontece, a relação entra em outro nível. E depois? Um ano? Dois? Difícil, difícil é a vida toda, ao estilo do casal que já descreveste... Esse é que é o segredo mais importante... :)

  Crest©

domingo, dezembro 28, 2008 2:04:00 da manhã

mf disse...

"E depois? Um ano? Dois? Difícil, difícil é a vida toda, ao estilo do casal que já descreveste... Esse é que é o segredo mais importante... :)"

Manter o dialgo vivo, fugir à rotina, nunca considerar a outra pessoa totalmente nossa e conquistar um pouco mais todos os dias, os mistérios que ainda existem... nao há segredo!

  mf

domingo, dezembro 28, 2008 12:01:00 da tarde

Fazes-me sorrir...

  Crest©

segunda-feira, dezembro 29, 2008 6:02:00 da tarde

mf disse...

"Fazes-me sorrir..."

Depende do sorriso, podem ser concordantes ou irónicos... entre outros :)

  mf

terça-feira, dezembro 30, 2008 1:37:00 da manhã

Não é irónico, muito pelo contrário. É concordante na medida em que 'manter o diálogo vivo, fugir à rotina, nunca considerar a outra pessoa totalmente nossa e conquistar um pouco mais todos os dias, os mistérios que ainda existem...' é, de facto, manter viva a relação. Mas é extraordinariamente difícil fazê-lo ao longo de toda uma vida a dois e implica um equilíbrio e uma sintonia entre o casal que a grande maioria não tem, hoje em dia.
É este equilíbrio/sintonia que é difícil encontrar (o segredo, para mim, está aí). Sobretudo se pensamos, ao jeito do que já exploraste em outro post, que queremos encontrar alguém que nos acompanhe até ao fim...

  Crest©

terça-feira, dezembro 30, 2008 1:46:00 da manhã

mf disse...

"é, de facto, manter viva a relação. Mas é extraordinariamente difícil fazê-lo ao longo de toda uma vida a dois e implica um equilíbrio e uma sintonia entre o casal que a grande maioria não tem, hoje em dia.
É este equilíbrio/sintonia que é difícil encontrar (o segredo, para mim, está aí)."

Quem não encontra, provavelmente está com a pessoa errada. Com a pessoa certa haverá ligação intelectual, serão gémeos no sentido de humor, curiosos em relação ao outro mas no fundo sem querer saber tudo num dia.
Terão de ter o objectivo de "para sempre" em comum.

O que é raro é duas pessoas quererem o mesmo e não, o atingir esse objectivo.

  mf

terça-feira, dezembro 30, 2008 1:51:00 da manhã

'Terão de ter o objectivo de "para sempre" em comum.
O que é raro é duas pessoas quererem o mesmo e não, o atingir esse objectivo.'

Tens razão, sim senhor. Quantos não há que, apesar de jurarem a pés juntos que querem o 'para sempre', desistem às primeiras dificuldades. Eu só não diria que é raro duas pessoas quererem o mesmo. Hoje em dia é raríssimo...

  Crest©

quarta-feira, dezembro 31, 2008 12:08:00 da manhã

mf disse...

"Tens razão, sim senhor. Quantos não há que, apesar de jurarem a pés juntos que querem o 'para sempre', desistem às primeiras dificuldades. Eu só não diria que é raro duas pessoas quererem o mesmo. Hoje em dia é raríssimo..."

Nao é assim tão raro, o maior problema dos dias de hoje são os terríveis ideias de beleza, em que potenciais amores, são colocados de parte ao primeiro olhar.

  Neritah

segunda-feira, janeiro 05, 2009 11:12:00 da tarde

ola outra vez... bem eu se calhar ja tou a comecar a chatear mas nao consegui encontrar aquilo. quer dizer, encontrei mas nao da po meu blog porque eu sou da wordpress e o que eu encontrei nao tinha la wordpress... mas nao faz mal! ja agora reparei que ainda nao te dei o meu blog pa tu ires la dar opiniao!

http://flyintotheworld.wordpress.com

por favor nao te assustes porque os textos sao um bocadinho romanticos, ja que e o unico sitio onde posso escrever o que sinto sem que quase ninguem saiba que sou eu...

obrigada!! bjnhus

  Bruno Fehr

segunda-feira, janeiro 05, 2009 11:38:00 da tarde

Neritah:

Então regista o teu blog aqui:

http://myfreecopyright.com/

E este é um motor de busca de plágios:

http://copyrightspot.com/

Este site serve de prova de data dos registo, que poderá ser usada em caso de plágio.

  Neritah

segunda-feira, janeiro 05, 2009 11:53:00 da tarde

obrigada! *.*