Reflexão


Este é um texto pausa para Reflexão.

Ontem e desde há uns dias para cá, tenho, sempre que visito o meu blogue, reflectido sobre o que se passa neste espaço. Houve um decréscimo enorme de comentários e eu comecei a pensar nisso. Não que me importe realmente com o numero de comentários, mas quem me acompanha há mais tempo sabe bem que grande parte do gozo que o blogue me dá e a motivação para escrever, vem das discussões nos comentários. É lá que os textos são dissecados e onde por vezes (quando tenho sorte) tenho inspiradores conflitos de ideias.

Ponderei as possibilidades:

1- Já não escrevo nada de jeito ou com interesse.

2- Estou a abordar assuntos, sobre os quais nem toda a gente tem opinião formada.

3- Este blogue está a tornar-se elitista com muitos leitores mas poucos comentadores.

Não invalidando o numero 1, inclino-me para o numero 2, não quero sequer considerar o numero 3. O que é certo é que depois do texto Promiscuidade gay , isto levou uma quebra enorme. Por isso fui investigar e concluí:

1- As visitas diárias mantêm-se e até aumentaram.

2- O tempo de visita, também se mantém.

Ao ver isto, a minha desilusão parcial com o meu possível mau desempenho, foi minimizada.

Foi depois desta investigação, que encontrei uma frase num blogue, daquelas que nos motivam mesmo:

"Mas depois existem aqueles blogs que amo de paixão (tão bons que por eles até uso redundâncias), aquele tipo de blog em que a cada post penso que gostaria muito de ter escrito aquilo, em que vejo reflectidas muitas das minhas opiniões e que quando é actualizado "corro" para o ler."

Ora, se isto não é motivante, então não sei o que é.
Na verdade e apesar de isto ter sido escrito, há perto de um ano, foi como uma lufada de ar fresco, visto esta frase ter sido escrita por alguém que nunca aqui comentou, que eu não imaginava que lesse este espaço regularmente e que não tem razão nenhuma para me dar palmadinhas nas costas.
Esta frase fez-me voltar a Janeiro e verifiquei, que foi um mês de mais humor e menos seriedade, no entanto as melhores discussões que já tive foram em posts sérios.

Gostaria de salientar que este blogue, facilmente se distingue de todos os outros (centenas) que conheço e acompanho (sim, comento em aproximadamente 25/30 blogues, mas acompanho muitos mais), pelo simples facto que não tem tema, não é um blogue que se possa definir por um estilo. Excepto os textos da rubrica Pergunta ao Crest© , o meu processo de publicação é, abrir o editor de texto e começar a escrever e aí pode sair, um texto de humor, politico, cultural, idiótico, sentimental, eu nunca sei até escrever as primeiras palavras.

Dito isto, resolvi fazer uma sondagem pública, do que acham do blogue. Gostaria de ler opiniões sinceras mesmo que para isso recorram ao anonimato. Sim, este é O texto (digo O, pois é o único), em que incentivo o anonimato, (claro que os anónimos mal educados, levam a resposta da praxe, críticas construtivas ou destrutivas serão aceites, se forem apresentadas de forma educada).

Nota: O que procuro não são palmadinhas nas costas, gostaria que se centrassem no que está mal e que pode ser melhorado. E para isto, refiro-me ao aspecto do blogue, ao conteúdo, às publicações , à maneira como o administro, à maneira como respondo aos comentário, etc.
Isto não significa que eu siga os vossos conselhos, mas irei dar a devida atenção a todos eles.

Digamos que é uma análise de desempenho, após mais de um ano de trabalho e antes do meu 400° texto.



A gerência do tasco agradece,

Crest©

93 Comentários:

  Daniel Vieira

quinta-feira, dezembro 18, 2008 12:31:00 da manhã

Apesar da minha pouca experiência em blogues posse afirmar que desde que descobri o teu blog senti que podia aprender bastante com o que escreves. Bastante interessante é o que eu posso referir sobre os teus textos. Abraço.

  Anónimo

quinta-feira, dezembro 18, 2008 12:42:00 da manhã

"o meu processo de publicação é, abrir o editor de texto e começar a escrever e aí pode sair, um texto de humor, politico, cultural, idiótico, sentimental, eu nunca sei até escrever as primeiras palavras."

Isto é o que me assusta. Se escreves por improvisação com esta qualidade, é normal as pessoas comentarem opiniões diferentes da tua. O problema é que em pouco tempo se percebe que tens sempre argumentos sólidos para defenderes as tuas opiniões. Eu por vezes sinto-me estúpida.

  Abobrinha

quinta-feira, dezembro 18, 2008 12:59:00 da manhã

Crest

Curioso: o meu método de publicação é idêntico! Na volta é por isso que gosto do teu blogue: nunca se sabe bem o que se vai encontrar! Um pouco como no meu (mas o meu é mais superficial um pedaço)!

Gosto de como escreves, mas acho que por vezes consegues ser um pouco agressivo. Ia dizer que escrevias palavrões a mais, mas recebi um e-mail que vai dar origem a um post e mudei um bocado de ideias (depois vês). Mas tenta desvalorizar um pouco os ataques de anónimos, porque por vezes se perde a conversa por causa deles.

E aprecio as tuas visitas ao meu tasco! Nestas últimas, particularmente, quero que saibas (mas acho que não precisava de to dizer) que as tuas intervenções e respectiva interacção com os meus comentadores foram muito importantes. Fiquei a pensar. Senti-me bem comigo e com as minhas atitudes e maneira de estar na vida (que não é perfeita). E isso é bom.

Keep it up!

  PC

quinta-feira, dezembro 18, 2008 1:09:00 da manhã

Pedro Custódio

Decréscimo, mau, nem pensar, sempre melhor, mais interessante e o mais agradável é que tudo o que escreves é nu e cru, sem rodeios, informado e fundamentado, além de ser informação adicional e produtiva, e por vezes ainda esclarece faz com que se sirva de reflexão. Não sei se por ler o teu último post, mas senti-me incentivado a dizer algo, mm sendo o meu 1º comentário a um blog, não por palmadinha nas costas, mas sim por saber que no fim de um dia lixado de trabalho se pode vir ler aqui sp algo interessante, sim pq tudo é interessante, mais ou menos, mas sp positivo.
Continua que eu tb.

  Rita Carapau Sardinha Frita

quinta-feira, dezembro 18, 2008 2:06:00 da manhã

Crest eu gosto do teu blog, gosto da maneira sincera e honesta como escreves. No entanto, penso que às vezes, és um pouco "fechado" a opiniões contrárias. Dá-me a ideia que gostas dos debate de ideias mas no fundo achas que tens spr razão, debates só para mostrar que tens razão, ou estarei enganada?
Também me podes responder que és um homem de convicções fortes, aceito.

Qualquer das formas, pensa que a falta de comentários pode não ser sinal de coisa nenhuma. Eu por exemplo, não comento a maior parte dos blogs que visito (e que até os tenho referenciados no meu blog) por uma questão de preguiça. Uma pessoa já chega tão cansada do trabalho, que o que quer é ter menos trabalho possivel! eheh

Beijinhos e boa continuação!

  ceptic

quinta-feira, dezembro 18, 2008 2:16:00 da manhã

"...decréscimo enorme ..."

é normal quando se fala de assuntos, sérios, o pessoal gosta é de ramboia :P

não é necessariamente mau sinal :D

o blog é interessante, deves continuar a manifestar as tuas opinioes, mesmo que origine discordancia...

  afectado

quinta-feira, dezembro 18, 2008 2:52:00 da manhã

olha que há mais blogs que tu lês que também não tem tema nem se pode definir um estilo...

quanto aos comentários, isto é por fases. todos os blogs passam por isso. mas por exemplo o meu não se nota tanto porque oscila sempre entre valores baixos. o teu como tem um número já considerável de comentários, sempre que há uma alteração nota-se mais!

quanto ao que escreves, não deves mudar uma virgula pois um blog é para isso mesmo, o seu autor escrever o que lhe apetecer!

postura nos comentários, nada a apontar. mais uma vez, o blog é teu, comentas como queres. o que pode afastar algumas pessoas, neste caso, é que tu és muito persistente na tua opinião e por vezes defendes-la de forma agressiva (mesmo quando não tens razão). isso a mim não me incomoda minimamente, mas há pessoas que se podem ofender ou qualquer coisa do género...

no que diz respeito ao aspecto do blog, prefiro este que o anterior. mesmo assim, não é dos layouts que mais gosto. até porque prefiro blogs com cores mais claras um bocado. de qualquer modo, se a imagem do header fosse mais baixa, penso que já melhorava bastante. (na minha opinião, claro)

bem, pediste opiniões, eu dei :)

abraço

  maria

quinta-feira, dezembro 18, 2008 3:15:00 da manhã

Olá Crest,

Antes de mais, e não para dar palmadinhas nas costas, aproveito para dizer que não notei uma perda de qualidade a nível do blog. Sou uma leitora assídua das tuas palavras desde que o encontrei em Julho. Comentei na época que tinhas o outro blog, com o qual me identifiquei imenso e senti-me mesmo necessidade de comentar. O que não quer dizer que aqui não sinta necessidade de comentar, mas muitas vezes prende-se com a questão do tempo. Mas ler leio todos os dias, e dou por mim a pensar que faço 3 coisas quando inicio o computador.
1. Abrir o e-mail
2. Abrir o msn
3. Visitar o teu blog.
tornou-se leitura obrigatória, e encontra-se sempre um pouco de tudo, aqui já ri e ja chorei e ja passei horas a ler posts simplesmente porque gosto da escrita, porque me identifico, assim como muita gente que por aqui passa sem nada dizer, mas que volta sempre.

Se a espontaneidade é o que te caracteriza, porquê pegar por ai? Continua a criar da tua maneira, porque foi dessa maneira que cativas-te todas as pessoas que aqui voltam (uma vez que como tu uma vez me respondes-te, o teu blog não está por opção nos motores de busca), as pessoas simplesmente encontram e ficam.

Não foi através de sondagens que crias-te o que aqui tens, mas é importante a receptividade que demonstras a pedir opiniões.

Continua assim.

PS: E la arranjei um tempinho para comentar, uma vez que me assentou a carapuça relativamente á parte dos que leem e nao comentam...eheh

=)

  Anónimo

quinta-feira, dezembro 18, 2008 3:36:00 da manhã

Muito recentemente, a propósito do quê não me recordo, deparei-me com o teu blog. Depressa passou para a minha pasta "Blogs" nos favoritos do browser e todos os dias cá venho ver se há algum post novo e ler alguns mais antigos. Tenho lido um pouco de forma aleatória.

É dos blogs que mais gosto tenho em ler e é daqueles que me consegue prender durante horas. Há uns dias atrás estive com dificuldades em dormir. Apeteceu-me vir ler os posts mais antigos até ficar cansada e adormecer. Houve alguns que me provocaram gargalhadas e outros que me deixaram de lágrimas "no canto do olho".
Alguns dos blogs que costumo ler têm posts com que aprendo sempre alguma coisa e este é um deles. Gosto de ler textos cujos autores tenham experiência de vida. Acaba por enriquecer-me em determinados aspectos.
Fico agradecida por isso :]

Disseram num comentário acima que "Eu por vezes sinto-me estúpida."
Eu é mais "mínima", pequenina...Uma miúda que ainda tem muito que aprender e na verdade até o sou.

Rute

  Teté

quinta-feira, dezembro 18, 2008 3:37:00 da manhã

Oh, Crest, o decréscimo deve ser devido à época e, também, por começar a estar pessoal de férias. Parece-me que é comum a quase todos os blogues, não tem a ver certamente com os assuntos que focas.

Por acaso também funciono mais ou menos assim como tu, no que toca aos textos que escrevo, uma vez por outra penso antecipadamente "vou falar disto naquele dia". Por ter a ver com aniversários ou datas históricas ou um livro que vou discutir na data tal e só depois é que escrevo sobre ele. Mas programação não tenho, propriamente dita, já cheguei a pensar que por vezes podem atribuir-me uma espécie de esquizofrenia (ou doença bipolar, como agora se diz) por mudar de assuntos sérios para brincadeiras, de um dia para o outro. Enfim, corro esse risco, porque prefiro assim a ter vários blogs temáticos, em que um ou outro ficariam rapidamente desactualizados.

Também me parece, acima de tudo, que o importante é escrever à medida que nos interessa falar de alguma coisa e não fazer fretes. E se por acaso algum dia não tenho tempo, o texto que escrevi não me agrada, pois, nesse dia não sai nada, paciência, espero pelo dia seguinte, que melhores ideias (ou organização das mesmas) virão!

Não vale a pena reflectir muito sobre isso!

Ah, e sim, os textos humorísticos são mais facilmente apreciados, mas a verdade é que os que nos ficam mais na memória são sobre temas mais sérios e discussões com eles relacionados.

Continuação das melhoras para ti!

  PaLaH

quinta-feira, dezembro 18, 2008 10:31:00 da manhã

:oD

  Physalia physalis

quinta-feira, dezembro 18, 2008 11:02:00 da manhã

eu cá acho que o decréscimo se deve ao frio. e à crise. ora vejamos, estar num computador/portátil implica estar-se sentado, ao se estar sentado uma pessoa fica, igualmente, parada (às vezes), com a crise não há dinheiro para aquecimento (nem central, nem ar condicionado, nem aqucedor a óleo ou a gás, porque gastou tudo na conta da internet para poder ver o teu - e o meu - blog...ahahahahahah), então só têm tempo de ler o post do dia e ir dar uma volta a correr pela casa porque já têm o cú enregelado (pelo menos é o meu caso........ah e as mãos também ficam frias...e os pés...a bem ver as coisas eu até que tou com frio...)

  mamie2

quinta-feira, dezembro 18, 2008 11:05:00 da manhã

Pela minha parte e já acompanho e comento o teu blog há mais de um ano, o decréscimo de comentários tem a ver com a minha falta de vontade quer de escrever no meu blog, quer de comentar. É assim um não-sei-o-quê que se espera que passe rapidamente!

Mas leio sempre! É dos poucos que consta do feed reader do windows (os outros vão para o google reader).

O que eu gosto no teu blog: a tua escrita com os teus pontos de vista bem sustentados e dos comentários provocatórios. Da discussão resultante.

O que eu não gosto: dos comentários anónimos da treta e no que isso descamba! Os que te atacam e os que te defendem até passar muito para lá das marcas!

Tá?

  marta

quinta-feira, dezembro 18, 2008 11:33:00 da manhã

Ora bem, não vou fazer um comentário anónimo, porque vou deixar o meu link mas, dado que não é blogger, provavelmente tu chamar-me-ás anónimo marta. Eu percebo, qualquer um poderia deixar o meu link e não ser eu, mas chateia-me porque sou. Também não te vou passar a mão pelo pêlo. Há coisas aqui que me irritam.
Também não vou dizer que vejo sempre a minha opinião reflectida, porque não vejo, muitas vezes não concordo ponto final. Como por exemplo é o caso do último post. E aqui passamos para as coisas que me irritam, eu até nem concordo com (tudo) o que escreveste, mas não consigo deixar de não pensar nos argumentos que apresentas, não posso deixar de ver neles alguma verdade, isso irrita-me. Se o fazes de forma arrogante, sim fazes, se aprecias aniquilar nos comentários quem não tem a mesma opinião que tu (opinião que tens ou que defendes, não estou certa de serem a mesma coisa), sim só podes apreciar, mas isso faz parte do personagem e é uma boa fatia do encanto do Crest. Se tudo isso me faz sentir estúpida, não, não faz, porque estúpida eu só me sentiria se não tivesse opinião própria, e principalmente se não fosse fiel a ela. Se isso por vezes me leva a não comentar, talvez. Por outro lado, quando só consigo dizer “concordo” ainda tenho menos vontade de comentar. A verdade é que comentar-te dá trabalho e eu não estou para me cansar. Pode não ser muito bonito, mas é isto. Além disso, tu escreves textos enormes. Que eu leio com uma perna às costas sem sentir o tempo passar, mas ele passa, os comentários, muitas vezes são quase tão bons como os textos, são muitos, são grandes e o tempo continua a passar, comentar-te é o que se sacrifica. Percebo lindamente que grande parte do encanto dos blogues são as conversas, que se mantém nas caixas de comentários sobre os mais variados assuntos, se não conversasse com a meia dúzia de leitores que tenho, já teria fechado o blogue à muito tempo.
Elitistas são os bloggers que não respondem aos comentadores, ou pior, que respondem, mas só a alguns. Não acho este blogue elitista. Acho este blogue inteligente. Acho sinceramente que por vezes te divertes connosco, teus leitores, defendendo uma coisa que até parece indefensável, com a qual talvez até nem concordes assim tanto, só para te testares. E se realmente o fazes, acabas sempre por passar nos testes. Esses são talvez os textos que aprecio mais.
O decréscimo de comentários nada tem que ver com a qualidade dos textos, não pode, apesar de apenas alguns serem excelentes, os outros são muito bons, acho que os piores que aqui li, foram médios altos. Talvez a época do ano não ajude. Talvez estejas a dizer poucas asneiras (ainda bem, isso e a importância dada a determinados anónimos também me irrita um bocadinho), e as asneiras são boas para atrair comentários, qualquer um sabe dizer umas quantas. Talvez nem todos tenham opinião formada ou não a queiram simplesmente discutir contigo. Eu não o fiz no último post, porque sinceramente não me apeteceu levar com 20000 números, 107 estatísticas e 29 factos históricos dos quais certamente te irias socorrer. Não ando com forças para isso. Mas curiosamente nos últimos tempos tenho feito mais comentários por aqui(apesar de comentar pouco), parece que ando contra a corrente!

Para concluir, que já devo ter aqui muitos erros nestas frases todas :D , este é dos melhores blogues que leio. Pelos temas diversificados, pela qualidade da escrita, pela atenção dispensada a cada comentador... gostava talvez de sentir o blogue mais humano, que o Crest fosse um bocadinho mais como qualquer pessoa, que tivesse duvidas, que se sentisse perdido... por outro lado, talvez ficasse bem menos interessante...

(comentar este blogue é demorado, não dá para dizer só “bom fim de semana”, comecei a comentar por volta das nove e já são 10 e meia, estou a trabalhar, portanto já interrompi o comentário e voltei várias vezes... nem sempre dá tempo)

  Sadeek

quinta-feira, dezembro 18, 2008 11:49:00 da manhã

Crest...sendo verdade que não te acompanho assim há tanto tempo tenho de dizer que acho que é uma grande malha, esta casa. Exactamente pela imprevisibilidade. E por escreveres, a meu ver, bem.

És coerente. Acima de tudo. E defendes de forma bastante válida os teus pontos de vista.

E pronto...esta opinião não contará para o totobola (não só porque tenho pouquissimo tempo de casa para poder ter voto na matéria como também por ser uma besta acéfala) mas é a minha... :P

Abraçooooooooooooooooo

  anatcat

quinta-feira, dezembro 18, 2008 11:58:00 da manhã

eu já ando por cá faz muito tempo, e sabes que embora normalmente muito preguiçosa para comentar "amo de paixão" e não falho a leitura de um único post :D

bjs

  Afrodite

quinta-feira, dezembro 18, 2008 12:43:00 da tarde

Falta a 4ª possibilidade que é a que eu sei ser a verdadeira razão...mas já sabes qual é portanto...

Quanto ao que escreves, já disse/escrevi várias vezes mas volto a faze-lo :), com prazer:

1º Foste o primeiro blogue que visitei no desconhecido e também aquele que nunca mais larguei, como já li por ai em alguns comentários, o teu blogue faz parte da minha rotina diária. Todos os dias, depois de passar pelo meu...sigo para o teu :). Comento assim que o chefe abandona a sala :)!

2º A tua forma de escrever, quer seja de uma forma romântica, quer seja de uma forma critíca ou até irónica...é simplesmente FENOMENAL! Não só pela forma perfeita como escreves (gramaticalmente "falando") mas também pela forma como expões as tuas ideias e ofereces o teu toque muito pessoal. Aprendi com o tempo a ler-te que em cada textozinho colocas um pouco de ti, és tu que ali estás mesmo quando nem era esperado que o fizesses.

3º Escreves o que queres e que te apetece...respeitando em tudo aquilo que eu penso de um blogue,este serve para deitarmos cá para fora o que nos vai na alma, independentemente das opiniões contrárias. Sabe bem que nos comentem é verdade mas também é um pouco irrelevante o que possam escrever se não as conhecemos e não nos conhecem :). O que leva ao 4º ponto.

4º - Como já te conheço só posso dizer que o que escreves é uma continuação de ti, és tu em cada palavrinha. És um excelente escritor e uma excelente pessoa, obrigada por te teres dado a conhecer a vários niveís aqui...e ali :)!

5º - Não me parece que as tuas respostas e ataques a comentadores anónimos, assim como de quem te comenta e os ataca(culpada :)), possam ter influenciado o decréscimo de comentários. Aliás se isso tivesse acontecido, os tais anónimos teriam conseguido aquilo que tanto desejavam e recuso-me a acreditar nessa possibilidade. Para mim a razão é a tal que já te descrevi :). E se reparares nos teus textos e naquilo que te digo vês bem que tenho razão, já fiz a experiência eheehe.

6º Espero que continues a escrever com a qualidade que nos habituaste e com a irreverência que tanto gosto nas respostas aos comentadores. É isso que te torna assim tão especial :)!

7º Ahh e palavrões escritos por ti são poesia para os meus olhos e isto porque sabes colocá-los na altura certa, com charme :)! E é a minha opinião muito pessoal, claro!

Acho que já chega :)...

Abreijinhos e continua sempre assim!

  Pronúncia do Norte

quinta-feira, dezembro 18, 2008 12:45:00 da tarde

Pedes opiniões sinceras. Cá vai a minha.

O teu blogue é dos poucos que li, praticamente de uma ponta à outra. Lembro-me que o título do blogue não me cativou, pensei, mais um blogue em que o tema é só sexo.
Já sei, e antes que me “batas” admito, tive uma ideia preconcebida!
E, azar, os primeiros textos com que me deparei também não lhes achei muito interesse.
Mas fui encontrando os teus comentários noutros blogues, e pensei que a minha primeira impressão deveria estar errada, quem comentava assim, não podia ser uma pessoa fútil.
Como sou curiosa, lá comecei eu a ler o “só me apetece cobrir”, desde o principio. A tua escrita cativou-me, pela diversidade (ainda bem que o blogue não tem um tema), pela forma exímia como usas as palavras, pela fundamentação e argumentação, pelos sentimentos que os textos nos conseguem fazer sentir. Sim também pertenço ao grupo que já riu às gargalhadas a ler-te, mas também já chorou (coisa rara em mim).

Prós:
- Escreves muito bem, de uma forma muito inteligente.
- Sem dúvida que sabes usar as palavras a teu contento.
- Gosto de ler a maioria dos teus textos, uns porque são sérios, outros porque tem piada, outros porque são provocadores.
- Tens sempre uma opinião (concordemos ou não com ela), que defendes e fundamentas.

Contras:
Aparentemente não gostas de ser contrariado. E por vezes fico com a ideia de que quando respondes ao comentário de alguém, só pelo nome de quem comenta, já sabes se vais “atacar para matar” ou ser “mais brando”. Chegas a retirar frases do contexto do comentário, que soltas, são óptimas para “bater” no comentador. Ninguém gosta de levar só “porrada” (a não ser que seja masoquista), talvez isso afaste os comentadores.

Os últimos textos tiveram menos comentários talvez por tratarem de assuntos mais “pesados” e por terem sido textos bastantes duros para com uma das partes, onde senti que a tua opinião é um pouco radical (ou teria sido só para provocar e tornar a discussão mais acesa?!). Não é fácil (e falo por mim) comentar textos mais radicais (acho que nenhuma das partes vai ganhar alguma coisa com a discussão).

Esta é a minha opinião mais sincera, mas não passa disso mesmo, porque o blogue é teu, tu escreves o que queres, como queres, e respondes como queres.

A casa é tua, as visitas somos nós, e se não nos sentirmos bem recebidos, o problema é nosso, não teu. Temos bom remédio, não ler nem comentar o que escreves.

Continua a escrever como o tens feito até aqui.
Concordemos ou não com eles, os teus textos continuam a ser uma lufada de ar fresco e fazem-me pensar. E enquanto eu sentir isso, vou continuar a ler-te.

Fica bem!

  Marisa

quinta-feira, dezembro 18, 2008 2:32:00 da tarde

A minha opinião:

Aspectos menos bons ou que poderiam ser eliminados:
_ Não ligo para os vídeos de música, só ocupam espaço, e isso não tem a ver com a música, é que também tenho o youtube, não tenho tempo para ouvir e só venho aqui para ler-te.
_ Idem para as etiquetas, e se não as uso não é só por te ler sempre (abençoado google reader!), é que não as utilizo em nenhum blog que visito.

Aspectos interessantes e a manter:
_ Vai mudando com frequência a foto que acompanha o título do blog, gosta das fotos que colocas no cabeçalho do blog (fotos a acompanhar posts é que são - como já te tinha dito num comment a um post em que falavas sobre as imagens que acompanhavam os textos- quase sempre, dispensáveis mas isto sou eu que venho aqui só pelos textos - e por ti,se pedires com jeitinho :P)
_ Não tenho comentado porque: ou não tenho tempo para reflectir e formar uma opinião interessante (não tenho pachorra para o "maria vai com as outras")ou porque acho que não vou acrescentar nada e não tenho tempo (já mencionei a falta de tempo? looll).
Não te quero dar palmadas nas costas mas o facto é que, desde que ando na blogos e conheço este blog, o teu "Só me apetece cobrir" e o "Substante" têm sido os únicos que leio SEMPRE. Os outros depende do mood e do tempo.

  vício

quinta-feira, dezembro 18, 2008 3:17:00 da tarde

o que está mal é a cabeça das pessoas! é a época que atravessamos que leva as pessoas a andar com a cabeça muito ocupada noutros assunto e não perderem uns minutos para reflectirem sobre o que lêem (se é que lêem).
eu também notei uma redução de comentários, apesar de não ter muitos comparado com o teu blog, e as visitas também se mantêm.

vai uma palmadinha mais abaixo das costas? :D (estou a brincar)

  de Marte

quinta-feira, dezembro 18, 2008 3:21:00 da tarde

Crest, deixa-te de merdas. Pensa menos e continua a escrever e publicar sem pensar no feedback. É isso q te torna genuíno. Qdo dás demasiada importância aos comments pode ser q inconscientemente estejas a escrever para o leitor. No início escrevias para ti. Não desvirtues essa tua qualidade.
Assim, repito:
DEIXA-TE DE MERDAS! :D

BEIJOOOOOOOOOOOOOO

  Bird

quinta-feira, dezembro 18, 2008 3:22:00 da tarde

Crest;

Leio-te há pouco tempo porque te descobri também há pouco tempo. Decidi adicionar-te à minha lista de "Quem aguça a minha curiosidade" porque o conteúdo da tua escrita vai ao encontro disso mesmo. Acho que deves continuar a ser fiel a ti, à tua escrita, aos teus interesses, etc. Na verdade é isso que faz a diferença.É ler vários pontos de vista, opiniões, sentimentos, ideias, etc. E daí obter os mais diversos feedbacks. Mas e sem uma preocupação exacerbada de os obter, entendes? Sê tu e ponto.

Resumindo: Podes continuar!
:)

  ipsis verbis

quinta-feira, dezembro 18, 2008 5:37:00 da tarde

Como agora há mais crest espalhado por mais blogues, os comentadores, que antes te comentavam só aqui, dividem-se pelos outros "tascos" que tens. É normal. Antes comentavam-te aqui por tudo e por nada, agora são selectivos e comentam-te pelo que lhes dá mais jeito.


Se queres mais comentadores, encerra dois blogues. Ahahaha (tou a brincar)

  DeusaMinervae

quinta-feira, dezembro 18, 2008 5:56:00 da tarde

Pessoalmente não concordo com as razões que mencionaste. SE todos estiverem como eu, que raramente consigo almoçar... È desta época e nem sei porquê este stress todo!

Mesmo sem tempo, tenho vindo diariamente espreitar e ler o que escreves, pois deixa-me animada. Visito muito poucos blogues, mas o teu tem de ser!

Por vezes é de fugida e não tenho tempo para comentar. Outras, começo a escrever o comentário e a porcaria do telefone não pára ao ponto de ter de desistir.

Por isso concluo que as visitas são as mesmas ou até mais! O tempo é que é escasso...

Beijinho:)

  Kohinoor

quinta-feira, dezembro 18, 2008 6:12:00 da tarde

Ora um pouco de feedback para o Crest...

Já li o blog todo, e embora não comentar com frequencia, venho aqui espreitar quase diariamente. Gosto da tua maneira de expressar directa, onde não te deixas impressionar por sensacionalismos, desmascarando pessoas, acontecimentos, tabus. Parecido com George Carlin, uma pessoa que respeito muito.

Os posts são bons, os comentários e discussões que deles derivam revelam sabedoria e experiencia, o que é sempre bom ouvir.

A diversidade dos temas também é bom, estás a prestar serviços informativos lol mas se o interesse te está a diminuir, faz qualquer coisa de diferente na tua vida. Sei lá, casa-te hehehe

O novo aspecto do blog ficou fixe. ;)

Peace

  Maria Manuela

quinta-feira, dezembro 18, 2008 6:12:00 da tarde

Eh Crest...

Eu gosto do teor dos textos, sempre gostei.Mas do visual do Blog, estas coisas com 3 linhas, atrofia-me um bocado o campo de visão. Não gosto de blogs com 3 colunas... Desculpa, mas como a decisão é de cada um, nunca disse nada, mas já que perguntas...

bj

  Diabólica

quinta-feira, dezembro 18, 2008 7:18:00 da tarde

Eu gosto do teu blogue, para mim não há nada de errado na forma como escreves, é óbvio que há assuntos mais sérios e outros mais humorísticos. Quanto a mim isso é positivo, porque mostra que tens capacidade para falares tanto de uns como de outros. Tens poder de argumentação e uma escrita coerente.

Quanto ás visitas acho que se ficam a dever à extinção de muitos blogs, pelo menos é o que também noto no meu, mas não fica por certo a dever-se à tua prestação.

A única coisa que alterava era o aspecto gráfico do blog, coloca algo mais vivo, mais actual, mais apelativo, como sabes os "olhos também comem".

Espero ter ajudado de alguma forma....

Beijinhos diabólicos.

  lontra=)

quinta-feira, dezembro 18, 2008 7:48:00 da tarde

Eu conheço o teu blog á pouquíssimo tempo, não sei se por isso a minha opinião conta na tua procura de respostas. Entretanto se não conta olha...fica só para que conste. hihi Posso dizer que gosto imenso da frontalidade da tua personagem e de sentir que os temas sobre os quais te debruças são ao detalhe por ti ponderados e reflectidos. Levam-me a considerar as minhas próprias certezas que muitas vezes entram em conflito com as tuas, outras vezes na realidade não tenho opinião formada e também não sinto que a tenha que ter porque são assuntos que dou menos valor nesta fase da minha vida. Alguns pontos em que tocas caem como bombas e levam-me a reflectir imenso..confesso que no inicio quando te descobri… nem dormia, tive que te deixar por uns dias…mexeste logo com algo que tinha andado a evitar. Mas graças a esse abanão resolvi…ultrapassar em vez de evitar.
Mas o essencial é que há sempre algo de interessante de novo que mexe em algo “cá dentro” e È isso que faz um blog ficar ou não.
Eu sou muito infiel aos blogs, pelo menos tenho sido…vou-me esquecendo…mas não vou querer esquecer o teu. Vou ficando naqueles das pessoas que me “agarram” e me fazem sentir que a pessoa que escreve o blog existe mesmo, é de verdade. Eu ao contrário escrevo mais para mim, é uma ventilação de emoções, nada mais…sinto-me uma menina perante alguém lê algo meu, mas não sou por isso que se lixe =)) ! !

  Van

quinta-feira, dezembro 18, 2008 8:00:00 da tarde

Páhhh, uma pessoa fica sem net uns dias, anda stressada com o raio do natal, leva com um assalto nas trombas, não tem tempo de vir cuscar o teu canto, e descobre que ele está com saudadinhas????? :)))))

Brincadeira. :)

Penso que já te apontaram as razões para esse decréscimo: falta de tempo. Quando o tempo escasseia, os comentários são sempre os sacrificados. Infelizmente, não conseguimos dar a atenção que gostariamos a cada blogue, senão, olha, tavamos como tu... :-p :D Eu cá preciso das minhas nove horinhas de sono... :))))

Ora beeeem, quanto ao bloguito. Comecemos por quando te comecei a cobrir! LOOOOL! Dei contigo no blogue da tete, e, quer se queira ou não, destacavas-te. A tua postura era firme, concisa e fundamentada. Dei comigo a pensar, mas quem é este gajo que anda aqui a marrar comigo, hem???? Confesso que no inicio pensei, olha, este tem a mania que é bom...que é o que a maioria pensa logo de uma pessoa que tem opiniões firmes e rectas! É verdade que há por aí muito gaijo e gaija com a mania que é o/a maior, e tentando não fazer juízos precipitados, comecei a espiar-te! :D E, lá estava, o gajo afinal não tem a mania, ele é mesmo bom. Uma coisa é dizer as maiores bacoradas com o ar mais arrogante do mundo. Outra coisa é acreditar-se no que se diz e, fundamentar essa opinião.
És propício à discussão e gostas de discutir, é verdade. Mas, sabes, o teu blogue é um dos que me ajudaram a não ter medo de dizer o que penso! :) Por muito idiota que o resto do mundo me ache, a minha opinião é a minha opinião e fui aprendendo a defende-la e a argumentar. Sou teimosa? Sou. Muito. Mas se me provam que estou errada, dou o braço a torcer...às vezes loool. Sou insegura? Sou. E influenciável, porque tenho esta mania de ver tudo sob diversos ângulos! :D
Contudo, este teu espaço é tão propício ao debate e à troca de conhecimento, que fui aprendendo contigo e com os teus comentadores como defender uma opinião e como a sustentar. Aos poucos, deixei de te medo de me impôr e comecei a passar isso pá vida real... ;-). Isto, contigo e com outros bloguigos que sigo ao máximo que o tempo me vai permitindo.
Outra coisa que me chamou a atenção no teu blogue, foi o facto de ser um espaço inteligente. Aqui respira-se de tudo um pouco: inteligência, cultura, politica, sociedade, humor, erotismo, sexo, amor, amizade...de fútil não tem nada. E destaca-se, está claro que se destaca e que tu te destacas, para invejinha de muitos. Infelizmente, a fama traz inimigos... :DDDDD

Se és arrogante? Não, não acho nada. Acho, sim, que és teimoso como o raio looooooooooool! Mas! Já te vi a mudar de opinião perante um oposto fundamentado, a teimosia não é tipo porta que ninguém penetra! :D O que se passa é que a segurança, inteligencia e o carisma são muitas vezes confundidos com arrogancia. E que a entoação que é dada às palavras, por vezes, está em quem as lê; esquecemo-nos constantemente que nem só de palavras vive o entendimento. A linguagem corporal é fundamental e diz-nos aquilo que as palavras nem sempre transmitem. Portanto, lamento, mas não te acho arrogante... :-p :D

Se és agressivo? Não, mais uma vez. Acho que não se trata de agressividade, mas de empolgamento e talvez precipitação.

Outra coisa que me agrada é perceber que os textos se te assomam ao toutiço praticamente no momento em que os escreves. Nota-se: há movimento, há fluidez nas frases, há honestidade. Esta é outra qualidade que costuma ser confundida com a arrogancia, a honestidade.

Agrada-me igualmente a tua forma de pensar, na medida em que muitas vezes vejo espelhado aquilo que muitos de certeza que já pensaram mas nunca tiveram coragem de dizer.

Também te acho bastante criativo, sais-te com tiradas e textos que não lembravam a ninguém! :D E é uma criatividade polivalente, dás pra todos os lados! :D

Contudo, és exaustivo. Gosta de chegar aos átomos das questões! :D Gostas de dissecar tudo, de explorar tudo, de fazer tudo e, como tu proprio disseste, o dia parece não ter horas suficientes para tudo aquilo que te queres obrigar a fazer. Várias vezes me perguntei, "como é que este mafarrico consegue ser tão prolífero na blogosfera, manter tudo actualizado, travar relações fora da blogosfera, conviver na vida real, fechar negócios, comer, envolver-se em várias demandas, tudo ao mesmo tempo??? O gajo não dorme, só pode!!"
Pois, aí é que reside o busilis: é que, meu amigo, se te dá um treco maior, quem é que dá continuidade a este espaço, heeeeeeeeeeeem? Pois pois!!!!!

;-)))))

  SRRAJ

quinta-feira, dezembro 18, 2008 9:49:00 da tarde

Desde que "descobri" este cantinho, que passo por cá diariamente. Gosto, embora não seja uma comentadora regular.

  Lize

quinta-feira, dezembro 18, 2008 11:43:00 da tarde

Eu também acho que falta aí um factor, que é esta época ser extremamente stressante e ocupada para quase toda a gente. Uns por umas razões, outros por outras, eu já não comento à uns dias porque mal sabia para onde me virar. E agora que podia comentar aqueles dois posts, um deles sobre algo que até me interessa, os emigrantes Portugueses, simplesmente não me apetece. Porque concordo com tudo, porque aprendi algumas coisas que não sabia, mas não tenho vontade de ir lá dizer isso.
Mas posso dizer-te que os teus posts são muitas vezes motivo de tema de conversas que tenho no MSN com os meus amigos, e isso é uma das provas que te posso dar e que dizem que não estás a perder qualidade nenhuma nos teus textos. Bem pelo contrário.
Não tenho nada a criticar, nem mesmo os textos longos, porque diminuir o tamanho deles seria tirar coisas essenciais ao tema e às tuas opiniões. Tens sempre resposta pronta na língua, sim, mas eu não acho isso mau. É o teu blog, e tu és assim, por isso é óbvio que a maneira como respondes aos comentários não tem que ser criticado. Quem não gosta, não comenta, e é o que muita gente faz. Eu gosto de estar aberta às tuas ideias e aos de muitos mais, e gosto até de ter algumas opiniões minhas mudadas por seja quem for, quando são fundamentadas. E fundamentar argumentos é algo que tu fazes extremamente bem.

Beijocas

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 2:55:00 da manhã

Daniel Vieira disse...

Muito obrigado.

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 2:57:00 da manhã

Anónimo disse...

Acho que isso é um exagero.

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 2:58:00 da manhã

Abobrinha disse...

"Gosto de como escreves, mas acho que por vezes consegues ser um pouco agressivo."

A agressividade está na maneira como o texto é lido. As poucas vezes que fui realmente agressivo, foi como anónimos mal educados.

"Ia dizer que escrevias palavrões a mais, mas recebi um e-mail que vai dar origem a um post e mudei um bocado de ideias (depois vês)."

Já escrevi sobre o "palavrao" ao qual chamo de palavra injusticada. O palavrao só o é se for usado no seu contexto correcto, por exemplo, se eu disser:

"uma gaja chupou-me o caralho", isto é feio e é um palavrao, nao pela palavras mas sim pela frase e o seu contexto. Mas se disser:

"Os gatos, sao chatos como o caralho", aqui a palavra caralho é um termo abstracto e nao é palavras nem ofensivo, quer para os gatos, que para os caralhos.

O "palavrao", como palavra feia é um defeito social, imposto pela "educacao" familiar. Eu só pela libertacao e liberdade de todas as palavras, nao podemos julgar um grupo de letras. Temos de nos lembrar que "merda" sao as mesmas letras que "darem" com outra ordenacao e as letras sao inocentes.

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 2:58:00 da manhã

PC disse...

"mm sendo o meu 1º comentário a um blog"

Sinto-me horando. Obrigado.

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 2:58:00 da manhã

Rita Carapau Sardinha Frita disse...

"No entanto, penso que às vezes, és um pouco "fechado" a opiniões contrárias. Dá-me a ideia que gostas dos debate de ideias mas no fundo achas que tens spr razão, debates só para mostrar que tens razão, ou estarei enganada?
Também me podes responder que és um homem de convicções fortes, aceito."

Adoro opinioes contrárias, mas detesto que me digam, "discordo" e nao fundamentem, acho que se acham que estou errado, podem e devem argumentar, enquanto nao o fizerem, sim, tenho razao. Mas já houve quem me fizesse mudar a minha opiniao e corrigir-me.

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 2:58:00 da manhã

ceptic disse...


"é normal quando se fala de assuntos, sérios, o pessoal gosta é de ramboia :P"

Ahahaha, sim é verdade.

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 2:58:00 da manhã

afectado disse...

"olha que há mais blogs que tu lês que também não tem tema nem se pode definir um estilo..."

Claro que há, mas ainda nao encontrei um como o meu, onde além de textos dissecantes (por vezes secantes), se encontrem discussoes nos comentários. Se conheceres, apita, pois estou interessado em ler.

"é que tu és muito persistente na tua opinião e por vezes defendes-la de forma agressiva"

A agressividade está na interpretacao, acho que já deu para ver como eu, sou quando estou agressivo. Exemplo disso é o anónimo Otabe, o qual já foi confrontado e obviamente "desapareceu", continuando por cá, pensando que eu sou parvo :)


"se a imagem do header fosse mais baixa, penso que já melhorava bastante. (na minha opinião, claro)"

A imagem no header, é suposto mudar uma vez por semana, nao mudei aquela porque nao tive tempo. Redimensionar a foto por vezes retira qualidade demais, tendo umas de ficar maiores que outras.

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 2:59:00 da manhã

maria disse...

"(uma vez que como tu uma vez me respondes-te, o teu blog não está por opção nos motores de busca)"

O blogue que tinha, nao estava nos motores de busca, pois foi criado e escondido desde o inicio. Este já nao dá para esconder, o Google já o catou :)

"mas é importante a receptividade que demonstras a pedir opiniões."

Gosto de as ouvir, pois sao sempre pontos de vista diferentes e eu só vejo as coisas pelo meu ponto de vista.


"PS: E la arranjei um tempinho para comentar, uma vez que me assentou a carapuça relativamente á parte dos que leem e nao comentam...eheh"

Nao exijo comentários, nem foi essa a intencao do post. Foi só perceber o que se estava a passar, pois nem no segundo mes de vida deste blogue a participacao foi tao baixa, o que me levou a questionar-me.

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 2:59:00 da manhã

Anónimo Rute disse...

"Fico agradecida por isso :]"

Fico agradecido pelo teu esclarecimento.

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 2:59:00 da manhã

Teté disse...

Muito Obrigado.

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 2:59:00 da manhã

PaLaH disse...

:O Ehehehe :D

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 2:59:00 da manhã

Physalia physalis disse...

"eu cá acho que o decréscimo se deve ao frio. e à crise. ora vejamos, estar num computador/portátil implica estar-se sentado, ao se estar sentado uma pessoa fica, igualmente, parada (às vezes), com a crise não há dinheiro para aquecimento (nem central, nem ar condicionado, nem aqucedor a óleo ou a gás, porque gastou tudo na conta da internet para poder ver o teu - e o meu - blog...ahahahahahah), então só têm tempo de ler o post do dia e ir dar uma volta a correr pela casa porque já têm o cú enregelado (pelo menos é o meu caso........ah e as mãos também ficam frias...e os pés...a bem ver as coisas eu até que tou com frio...)"

Tem toda a lógica, por vezes esqueco-me disso pois tenho aquecimento central, dá sempre para andar por casa em boxers :)

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 2:59:00 da manhã

mamie2 disse...

"O que eu não gosto: dos comentários anónimos da treta e no que isso descamba! Os que te atacam e os que te defendem até passar muito para lá das marcas!"

Concordo, eu peco para que as discussoes parem e normalmente o pedido é respeitado. Eu lido com os anónimos.

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 3:00:00 da manhã

marta disse...

"Também não vou dizer que vejo sempre a minha opinião reflectida, porque não vejo, muitas vezes não concordo ponto final. Como por exemplo é o caso do último post."

Todos temos o direito à nossa opiniao, mas o ultimo post é sobre um e-mail em power point com informacao histórica incorrecta e uma teoria de imposicao de materias de ensino escolar.

"E aqui passamos para as coisas que me irritam, eu até nem concordo com (tudo) o que escreveste, mas não consigo deixar de não pensar nos argumentos que apresentas, não posso deixar de ver neles alguma verdade, isso irrita-me."

No que toca ao Holocausto e à segunda guerra mundial, foi uma cadeira que fiz de forma voluntária que nada tinha a ver com o meu curso, daí as minhas opinioes serem tao fortes.

"Se o fazes de forma arrogante, sim fazes"

Arrogante, sou com anónimos mal educados, acho que dá para ver a diferenca. Uma coisa é estar à vontade para discutir um assunto e discutir de forma segura, isso nao é arrogancia, mas concordo que pode ser interpretada como tal, por um leitor que desconheca o meu percurso académico.

"se aprecias aniquilar nos comentários quem não tem a mesma opinião que tu (opinião que tens ou que defendes, não estou certa de serem a mesma coisa), sim só podes apreciar, mas isso faz parte do personagem e é uma boa fatia do encanto do Crest."

Adora quando quem nao concorda argumenta de uma forma forte. O conflicto de argumentos é saudável se ambos souberem ver a argumentacao como uma luta saudável. Gostaria de salientar a minha discussao com a Pax no texto "Acuso Deus" que dura talvéz há um mes ou mais :) Bons argumentos contra-argumentados, sem arrogancia ou agressividade, pois ela já me conhece minimamente bem.

"Acho sinceramente que por vezes te divertes connosco, teus leitores, defendendo uma coisa que até parece indefensável, com a qual talvez até nem concordes assim tanto, só para te testares."

E sim, já escrevi textos a defender teses de defesa dificil, que nao espelham a minha opiniao a 100%, mas sim parte dela. E sim, gosto de me testar.
Testar a minha capacidade argumentativa e testar os seus limites, ajudam-me na minha vida profissional onde um "nao", nao pode ser a resposta obtida. Ajuda-me também a escrever argumentativamente melhor, que é a minha forma favorita de me expressar.


"Eu não o fiz no último post, porque sinceramente não me apeteceu levar com 20000 números, 107 estatísticas e 29 factos históricos dos quais certamente te irias socorrer."

No que toca à segunda guerra mundial, era bem possível, pois já estudei em Portugal na faculdade do lado dos aliados, estudei também e mais uma vez voluntáriamente como cadeira opcional em Inglaterra durante o meu mestrado e ainda hoje estudo mas desta vez do lado alemao, durante o meu doutoramento e mais uma vez, como cadeira opcional.


"gostava talvez de sentir o blogue mais humano, que o Crest fosse um bocadinho mais como qualquer pessoa, que tivesse duvidas, que se sentisse perdido..."

Mas o Crest tem imensos textos replectos de dúvidas em que se sente perdido, provávelmente passaram-te despercebidos.

Obrigado por clarificares a tua opiniao.

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 3:00:00 da manhã

Sadeek disse...

Ahahaha, muito obrigado pela tua opiniao.

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 3:00:00 da manhã

anatcat disse...


Sim, já és das velhinhas cá da casa :)

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 3:00:00 da manhã

Afrodite disse...

"Foste o primeiro blogue que visitei no desconhecido"

Como assim? A Afrodite já existe há mais tempo que o Crest, pelo menos uma ano a mais.


"A tua forma de escrever, quer seja de uma forma romântica, quer seja de uma forma critíca ou até irónica...é simplesmente FENOMENAL!"


"Aprendi com o tempo a ler-te que em cada textozinho colocas um pouco de ti, és tu que ali estás mesmo quando nem era esperado que o fizesses."

Por vezes nao é detectável, mas sim, todos os meus textos teem informacao escondida que por vezes até há quem a encontre :)


"4º - Como já te conheço só posso dizer que o que escreves é uma continuação de ti, és tu em cada palavrinha. És um excelente escritor e uma excelente pessoa, obrigada por te teres dado a conhecer a vários niveís aqui...e ali :)!"

Ahahahahaha, percebi-te mas por segundos fiquei confuso, mas diria mais, aqui, alí e acolá :)


"6º Espero que continues a escrever com a qualidade que nos habituaste e com a irreverência que tanto gosto nas respostas aos comentadores. É isso que te torna assim tão especial :)!"

O que publico é o que passa nos meus testes de qualidade minima, o que nao atinge os minimos, fica como rascunho, acho que tenho tantos rascunhos como textos, ahahahahaha

"7º Ahh e palavrões escritos por ti são poesia para os meus olhos e isto porque sabes colocá-los na altura certa, com charme :)!"

Ahahahahahahahaha, palavroes com charme :D

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 3:00:00 da manhã

Pronúncia do Norte disse...

"Lembro-me que o título do blogue não me cativou, pensei, mais um blogue em que o tema é só sexo."

Sim, mas isso foi propositado, pois "cobrir" é uma das muitas palavras injusticadas, daí a ter escolhido.

"Aparentemente não gostas de ser contrariado."

Adoro, é isso que me dá pica :D

"E por vezes fico com a ideia de que quando respondes ao comentário de alguém, só pelo nome de quem comenta, já sabes se vais “atacar para matar” ou ser “mais brando”."

Nunca é pelos nomes, mas quando vejo que alguém argumentou uma opiniao de uma forma forte e segura, sinto-me desafiado, motivado e entusiasmado com a prespectiva de um sauavel conflicto de opinioes.

Em discurso argumentativo, sou como uma crianca com legos, adoro.

"Chegas a retirar frases do contexto do comentário, que soltas, são óptimas para “bater” no comentador."

Saliento frases como estou a fazer neste teu comentário, para que se saiba ao que estou a responder. Mas nao isolo, descontextualizando e se o faco, espero que me corrijam.


"textos bastantes duros para com uma das partes, onde senti que a tua opinião é um pouco radical (ou teria sido só para provocar e tornar a discussão mais acesa?!)."

Estás certa, após estudar em 3 países durante 20 anos e tendo estudado ambos os lados da segunda guerra mundial, faz de mim quase o "Expert", com uma posicao muito forte e com argumentos e dados de peso.


Muito obrigado pelo teu esclarecimento.

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 3:01:00 da manhã

Marisa disse...

"_ Não ligo para os vídeos de música, só ocupam espaço, e isso não tem a ver com a música, é que também tenho o youtube, não tenho tempo para ouvir e só venho aqui para ler-te."

É por isso que os videos estao desligados e nao a tocar automáticamente. Eles sao actualizados para mim, que gosto de responder aos comentários ao som de musica, tal como estou a fazer agora. Desta maneira nao tenho de ir procurar CD's.

"_ Idem para as etiquetas, e se não as uso não é só por te ler sempre (abençoado google reader!), é que não as utilizo em nenhum blog que visito."

Sao muito usadas, quer por leitores novos, quer por mim quando procuro algo que tenho ideia que já escrevi, com as etiquetas chego lá mais rápido, visto que escolho titulos que pouco teem a ver com os textos.


"_ Vai mudando com frequência a foto que acompanha o título do blog, gosta das fotos que colocas no cabeçalho do blog"

Depende do tempo, mas tento faze-lo uma vez por semana.

"(fotos a acompanhar posts é que são - como já te tinha dito num comment a um post em que falavas sobre as imagens que acompanhavam os textos- quase sempre, dispensáveis mas isto sou eu que venho aqui só pelos textos - e por ti,se pedires com jeitinho :P)"

Sim, só as uso quando acho que sao indispensáveis a ajudam o texto.

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 3:01:00 da manhã

vício disse...

"o que está mal é a cabeça das pessoas! é a época que atravessamos que leva as pessoas a andar com a cabeça muito ocupada noutros assunto e não perderem uns minutos para reflectirem sobre o que lêem (se é que lêem)."

Sim, é verdade.


"vai uma palmadinha mais abaixo das costas? :D (estou a brincar)"

Acho que é a primeira vez que te vejo a justificar uma piada :) ahahahahaah

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 3:02:00 da manhã

de Marte disse...

"Crest, deixa-te de merdas. Pensa menos e continua a escrever e publicar sem pensar no feedback. É isso q te torna genuíno. Qdo dás demasiada importância aos comments pode ser q inconscientemente estejas a escrever para o leitor. No início escrevias para ti."


Correcto, no inicio escrevia para mim, mas o Só me apetece cobrir era um projecto de 6 meses, o que me fez ficar foram as discussoes.
Dispenso comentários futeis, mas fui mal habituado ao ultimamente ter tido excelentes conflictos de opiniao, que me levaram a escrever mais e melhor.

Eu procuro melhorar, sempre, quer seja argumentativamente ou literáriamente, há quem lhe chame masturbacao intelectual, o que nao discordo na totalidade.

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 3:02:00 da manhã

Bird disse...

"Mas e sem uma preocupação exacerbada de os obter, entendes? Sê tu e ponto."

Sou e serei, mas a quebra repentina fez-me pensar mas nao me fez parar.


"Resumindo: Podes continuar!"

Posso? Deixas? Obrigadinha, sim? :D

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 3:02:00 da manhã

ipsis verbis disse...

"Como agora há mais crest espalhado por mais blogues, os comentadores, que antes te comentavam só aqui, dividem-se pelos outros "tascos" que tens. É normal. Antes comentavam-te aqui por tudo e por nada, agora são selectivos e comentam-te pelo que lhes dá mais jeito."

Um foi fechado, o outro é colectivo.


"Se queres mais comentadores, encerra dois blogues. Ahahaha (tou a brincar)"

Se encerrar dois, fico sem nenhum, ahahahaha

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 3:02:00 da manhã

DeusaMinervae disse...

Sim, concordo que isso tenha influencia. Obrigado.

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 3:02:00 da manhã

Kohinoor disse...

"Parecido com George Carlin, uma pessoa que respeito muito."

George Carlin, que faleceu recentemente era genial, se um dia me puder comparar a tal homem, será uma honra, mas ainda nao argumento como ele.

Uma coisa é certa, adoraria discutir com ele, pena é que eu partilhe das suas opinioes, se bem que há algumas em que discordo.

A sua morte, torna esse sonho impossível.

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 3:02:00 da manhã

Maria Manuela disse...


"Eu gosto do teor dos textos, sempre gostei.Mas do visual do Blog, estas coisas com 3 linhas, atrofia-me um bocado o campo de visão. Não gosto de blogs com 3 colunas... Desculpa, mas como a decisão é de cada um, nunca disse nada, mas já que perguntas..."

As 3 linhas sempre me atraíu, mas continuo a testar templates, pois nao estou satisfeito ainda.

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 3:03:00 da manhã

Diabólica disse...

"A única coisa que alterava era o aspecto gráfico do blog, coloca algo mais vivo, mais actual, mais apelativo, como sabes os "olhos também comem"."

Sim, eu sei, mas no meio dos conflictos actuais com o Google e concequentemente com o Blogger, tento evitar usar material deles, o que me limita. Mas fazer um template de raiz está a ser equacionado.

"Espero ter ajudado de alguma forma...."

Claro que sim :)

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 3:03:00 da manhã

lontra=) disse...

"Eu conheço o teu blog á pouquíssimo tempo, não sei se por isso a minha opinião conta na tua procura de respostas."

Todas as opinioes contam, mesmo a quem me visite hoje pela primeira vez.


"Alguns pontos em que tocas caem como bombas e levam-me a reflectir imenso..confesso que no inicio quando te descobri… nem dormia, tive que te deixar por uns dias…mexeste logo com algo que tinha andado a evitar."

Mas onde é que eu mexi? Foi sem querer, JURO!

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 3:03:00 da manhã

Van disse...

"não tem tempo de vir cuscar o teu canto, e descobre que ele está com saudadinhas?????"

Pois claro, isto tudo eram saudades tuas, esqueci-me desse pequeno/grande detalhe :)


"não conseguimos dar a atenção que gostariamos a cada blogue, senão, olha, tavamos como tu..."

Ahahahahaha, ves? Ora aí está um argumento que me deixou sem resposta, isto é RARO!!!

"Dei contigo no blogue da tete, e, quer se queira ou não, destacavas-te. A tua postura era firme, concisa e fundamentada. Dei comigo a pensar, mas quem é este gajo que anda aqui a marrar comigo, hem????"

Eu marrei contigo? Ehehehe, é normal, nao sei porque marro mais com alguns comentadores de outros blogs do que com o dono do blog.

"Confesso que no inicio pensei, olha, este tem a mania que é bom..."

Mania? Eu sou bom :X

"E, lá estava, o gajo afinal não tem a mania, ele é mesmo bom."

Ahahahahahahaha

"Uma coisa é dizer as maiores bacoradas com o ar mais arrogante do mundo. Outra coisa é acreditar-se no que se diz e, fundamentar essa opinião."

Sim, há muito que quero escrever sobre isso. Sobre a postura de alguns bloggers. Fazer um texto de critica construtiva que poderá ser mal interpretada, mas eu gosto de polémica.


"Contudo, este teu espaço é tão propício ao debate e à troca de conhecimento, que fui aprendendo contigo e com os teus comentadores como defender uma opinião e como a sustentar. Aos poucos, deixei de te medo de me impôr e comecei a passar isso pá vida real... ;-)."

Éh lá, este é dos melhores elogios que já li!


"Se és arrogante? Não, não acho nada. Acho, sim, que és teimoso como o raio looooooooooool! Mas! Já te vi a mudar de opinião perante um oposto fundamentado, a teimosia não é tipo porta que ninguém penetra!"

Claro que nao e é isso que procuro, quem argumente de uma forma firme.

Vou aqui admitir algo que acho que é importante perceber. Todos os meus textos emitem uma opiniao, ou seja a minha. Há textos em que no texto defendo um dos lados de forma radical, quando o faco significa que tenho um arsenal de dados e factos que nao usei, mas estao prontos a serem usados. Noutros texto emito de uma forma argumentada uma opiniao e nos comentários radicalizo essa opiniao, sabendo que já nao estou certo. Mas tudo isto na esperanca que encontrem as minha falhas argumentativas e se o fizerem, como é que eu lido com isso.

Sim, as discussoes para mim sao texto. Melhoro a argumentacao que me ajuda profissionalmente, visto que tenho por vezes de argumentar mais do que um advogado a defender um pedófilo, e ajuda-me também a melhorar na escrita.

Mas arrogante, nao sou. A Arrogancia é na minha opiniao a desculpa que de quem já nao tem argumentos para sustentar as suas opinioes e nao quer dar o braco a torcer.


"Se és agressivo? Não, mais uma vez. Acho que não se trata de agressividade, mas de empolgamento e talvez precipitação."

Precipitacao, nao digo, mas sim, fico empolgado e sou muito seguro do que digo, o que pode ser confundido com agressividade. Mas acho que as minhas conversas com o Otabe (anónimo), sao demonstrativas do meu discurso, agressivo e arrogante.


"Também te acho bastante criativo, sais-te com tiradas e textos que não lembravam a ninguém! :D E é uma criatividade polivalente, dás pra todos os lados! :D"

Para todos os lados ok, desde que nao seja para os dois lados, pois isso faria de mim bi, bi-valente! ahahahaah

"como é que este mafarrico consegue ser tão prolífero na blogosfera, manter tudo actualizado, travar relações fora da blogosfera, conviver na vida real, fechar negócios, comer, envolver-se em várias demandas, tudo ao mesmo tempo???"

Porque muitas dessas coisas sao feitas ao mesmo tempo. A vida social e o trabalho misturam-se, o acesso constante à internet ajuda, é que mesmo quando estou na sanita (se achar que devo) posso ligar-me. ahahaha

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 3:03:00 da manhã

SRRAJ disse...

Muito obrigado pelas tuas palavras.

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 3:03:00 da manhã

Lize disse...

"Eu também acho que falta aí um factor, que é esta época ser extremamente stressante e ocupada para quase toda a gente."

Sim, eu como anti-natal, despachei os presentes em 3 horas (só 4 e para criancas... bem 1 para adulto).

"Não tenho nada a criticar, nem mesmo os textos longos, porque diminuir o tamanho deles seria tirar coisas essenciais ao tema e às tuas opiniões."

As criticas das minhas professoras de Portugues eram que eu era péssimo a fazer resumos, mas excelente a a criar um texto a partir de uma frase.
Acho os resumos injustos, pois deixam informacao essencial de fora. Por isso odeio Sinopses e já me ofereceram bom dinheiro para fazer sinopses de livros para um website de livros.

Obrigado pelas tuas palavras.

  I.D.Pena

sexta-feira, dezembro 19, 2008 8:47:00 da manhã

Há posts e posts, a temática varia conforme o interesse do user.

Quase todos os teus posts sobre politica internacional são absurdos porque são muito exagerados.
Aprendi que a blogoesfera é uma distração enorme, óptima forma de compor uma ideia e materializá-la lá fora.
Mas não reparei em nenhum decréscimo, continuas popular , mas cá vem a critica que só espero construtiva, se precisas de manter um blog com temáticas variadas tens que te habituar ao facto que cada comentador comenta o que quer, e melhor ainda , existe aqueles comentadores que se estão a marimbar se são lidos por ti ou não, sobretudo é preciso não esquecer do principal intento desta história toda da blogoesfera - INFORMAÇÃO E PARTILHA DE OPINIÕES de forma livre ...
Espero que continues, e ainda bem que melhor de saúde, bem hajas :)

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 11:06:00 da manhã

I.D.Pena disse...

"Quase todos os teus posts sobre politica internacional são absurdos porque são muito exagerados."

Agora aqui, a minha opinião difere e em muito. O que é o exagero? Para mim, as convicções fortes, a escolha de lado e defesa desse lado, pode ser considerado exagero por pessoa que não liguem a politica e não tenham opinião formada.

"Mas não reparei em nenhum decréscimo"

Eu reparei, de uma média de 70/80 comentários para 10/20.

"tens que te habituar ao facto que cada comentador comenta o que quer"

Eu sei disso, mas acho que nao invalida a interacção e o pedido de feedback entre autor e leitor.

  Marta

sexta-feira, dezembro 19, 2008 12:40:00 da tarde

"marta disse..."

A coisa aqui já melhorou muito, não ser considerada anónima depois de cerca de um ano de visitas ao blog (apesar de comentar pouco), já me parece bem. :)

"Arrogante, sou com anónimos mal educados, acho que dá para ver a diferenca. Uma coisa é estar à vontade para discutir um assunto e discutir de forma segura, isso nao é arrogancia, mas concordo que pode ser interpretada como tal, por um leitor que desconheca o meu percurso académico."

Quando me referi à arrogância, é obviamente a minha leitura pessoal, não faço ideia se o és ou não, nem isso me parece relevante. O meu comentário era uma forma de dizer como eu vejo este blog e o seu autor. E apesar da tua resposta destacar apenas o que disse de menos positivo, não invalida o tanto que disse de positivo.
Aliás, se não gostasse de aqui vir estava aqui agora a fazer o quê? Só por muita estupidez!

"O conflicto de argumentos é saudável se ambos souberem ver a argumentacao como uma luta saudável."

Sem duvida. Nem eu estava a dizer o contrário, apenas estava a dizer que nem sempre se tem paciência e tempo e vontade.
Quanto ao post do Holocausto, eu não quero saber quantos morreram, ou melhor, quero, mas isso não influenciará o que penso sobre o assunto. è claro que é a guerra como um todo que não se deve repetir, mas convém recordar o que a motivou. Que alguns pagam até hoje por pecados que não cometeram e outros recebem dividendos de dores que não sofreram, eu concordo, que se acabe com isso.
Mas não implica que se esqueça ou se omita quantos sofreram na pele e pagaram com a vida a "inferioridade da raça". Mas enfim, isto seria para o outro post.

Mais, em nunhum momento há da minha parte a presunção de que mudar uma virgula neste blogue seja positivo. Eu gosto dele pelo seu todo, pela sua autenticidade. Como é, perfeito seria uma perfeita chatice!

Mas a frase que me fez comentar novamente foi esta:

"Mas o Crest tem imensos textos replectos de dúvidas em que se sente perdido, provávelmente passaram-te despercebidos."

Confesso que não li o blogue todo. De qualquer forma pelo menos alguns dos textos que falas não me passaram despercebidos, acho é que esses não são do Crest mas sim do Bruno!

  Van

sexta-feira, dezembro 19, 2008 1:49:00 da tarde

Oh, o george carlin faleceu? não fazia a minima... :( era genial... :(

  Van

sexta-feira, dezembro 19, 2008 1:58:00 da tarde

"Acho os resumos injustos, pois deixam informacao essencial de fora." PORRA! Até que enfim que alguém concorda comigo nisso!!! Eu ODEIO resumos e resumir...tenho levado bastantes críticas por causa disso e não consigo fazer apresentações sem exceder o tempo imposto :/.
Mas concordo que os resumos são úteis num aspecto: permitem condensar a informação mais básica, que é a que o leitor comum irá fixar. Há quem beba tudo, mas a maioria só fixa uma pequena parte da informação. Se lhe atiramos com uma data de dados de uma vez só, esses dados vão-se perder no meio uns dos outros.
Mas, odeio resumo à mesma. :D

  Crest©

sexta-feira, dezembro 19, 2008 3:56:00 da tarde

Marta disse...

"A coisa aqui já melhorou muito, não ser considerada anónima"

Eu nunca considerei anónimo quem assina, a mim basta-me um nome no final do comment para me dirigir a essa pessoa por esse nome.

"E apesar da tua resposta destacar apenas o que disse de menos positivo, não invalida o tanto que disse de positivo."

Claro que não, mas o meu texto era para esclarecer os pontos negativos e falei deles com todos os comentadores que os apresentaram.


"è claro que é a guerra como um todo que não se deve repetir, mas convém recordar o que a motivou."

A segunda guerra mundial no foi iniciada por motivos raciais. Fazia parte do plano retirá-los do território Alemão, bem como dos países conquistados, mas a motivação não era racial, mas sim expansão de fronteiras e a construção do Império Germânico, tal como Hitler disse, "Os limites de um país são impostos por fronteiras criadas pelo homem e depende do homem a sua alteração".


"Mas não implica que se esqueça ou se omita quantos sofreram na pele e pagaram com a vida a "inferioridade da raça"."

Mas é essa a questao. Nao sabemos quantos foram, falar em 6 milhoes que é mais de metade da populacao judaíca na Europa, quando no final da guerra o numero de judeus tinha aumentado, é ridiculo. Isto significaria que os Nazis mataram 6 milhoes mas durante esse tempo nasceram mais de 6 milhoes de criancas. Isto nao faz sentido.

Na verdade nos campos de concentração e documentos nazis, foram encontrados pouco mais de um milhão de nomes.

Para que saibas como a estatística dos 6 milhões foi feita, a ela juntaram-se todos os Judeus desaparecidos, famílias inteiras que sumiram. Entre elas milhoes que fugiram para outros países e mudaram a sua identidade, este é das maiores lacunas do Holocausto.

Foi um erro, mas os Judeus não foram os únicos a sofrer, acho que os Polacos sofreram muito mais, quer nos campos de concentração, quer ao perder o seu pais e serem abusados por Alemães e Russos, mas no entanto ninguém quer saber quantos Polacos morreram, só se quer saber do Judeus.

É isto que acho injusto, números inflacionados, sem bases históricas e um povo colocado acima de todos os outros.

Mas sim, isto daria outro texto.


"Confesso que não li o blogue todo. De qualquer forma pelo menos alguns dos textos que falas não me passaram despercebidos, acho é que esses não são do Crest mas sim do Bruno!"

O Crest é o Bruno.

  ines

sexta-feira, dezembro 19, 2008 5:49:00 da tarde

Vim aqui parar, há já muito tempo, no seguimento de comentários que deixavas em blogs que também visitava. Gostei imenso do teu nick (na altura sem abreviações).
Lembro-me que não achei muita graça ao/os primeiro/s post/s que li. Era daqueles crus, provocatórios e com uma linguagem que eu rejeitava. Chegava, lia e... saía.
Depois comecei a entrar "no espírito da coisa", a separar o conteúdo da forma e aí comecei a deixar os meus comentários. Sempre fui muito bem recebida, quero com isto dizer que sempre me senti respeitada nas minhas opiniões.
Desde que tenho o meu blog parado (nem eu sei há quanto tempo!) tenho passado por cá. Umas vezes comento mas a maior parte delas não. Não tem nada a ver com os textos que acho que continuam iguais a ti: umas vezes provocatório, outras com a sensibilidade a querer manifestar-se mais do que tu queres, outras brincalhão, outras sério, outras frio, outras revoltado, e outras e outras...
Continuo a rir-me, ou comover-me, ou a pensar "que disparate", ou "isto passa-lhe", ou simplesmente sorrir...
A falta de comentários tem mesmo a ver comigo e com uma série de coisas que me têm afectado e deixado cansada de mais para pensar em comentários que dêm muito trabalho :)
Continua assim que vais bem :)

Inês (a que não é a anja)

gostava mais da fotografia dos chapéus de chuva... gostos...

  Van

sexta-feira, dezembro 19, 2008 7:14:00 da tarde

Ah, relembrei-me de uma cena. Por saber que gostas de argumentar, dei-te o link do faxavor. Acho que tens lá interesses e argumentos à altura :D.

  Van

sexta-feira, dezembro 19, 2008 7:18:00 da tarde

Ah, gosto da barriguinha da modelo da foto. Sabes porquê? Porque mostra uma mulher real. Há muito people com a mania que as tripas não ocupam espaço. A única forma de ter uma barriga totalmente lisa é estar em jejum...uiiii, vão ver como ela encolhe....

  mf

sexta-feira, dezembro 19, 2008 8:43:00 da tarde

Ó Crest, se queres a minha humilde opinião, não me parece que te devas preocupar por aí além. Como já te disseram, para te responder é preciso tempo. E nem sempre há disponibilidade física (e mental, como foi o meu caso) para filosofar. Vidas...
A única coisa que te posso apontar é aquilo que considero uma esperteza argumentativa que tens e que faz com que te safes sempre. Nós ainda não nos sentámos a argumentar muito (não me esqueci, não te preocupes), mas já reparei que nem sempre respondes a tudo. Ou seja, nas respostas que dás, às vezes seleccionas o que te interessa e há coisas que ignoras. Isto faz com que dirijas a conversa para a tua zona de conforto, eliminando 'pormenores' que te podiam obrigar a mostrar alguma vacilação.
Encontro alguma resposta a isto nesta tua frase: "Noutros texto emito de uma forma argumentada uma opiniao e nos comentários radicalizo essa opiniao, sabendo que já nao estou certo. Mas tudo isto na esperanca que encontrem as minha falhas argumentativas e se o fizerem, como é que eu lido com isso."
Se sabes que já não estás certo, devias admiti-lo. Não para que haja vencedores e vencidos (já te disse no meu blog que não aprecio competições, deixa de me saber a 'arte' para saber a boxe), mas para que o teu interlocutor perceba que não está a andar em círculos a amassar pensamentos, mas que te consegue fazer chegar a algum lado. Tu gostas de feedback. Os outros também. E, para mim, é desmotivante não ler nunca um 'puseste-me a pensar' ou um 'concordo contigo'. A conversa torna-se seca, sem interesse (uma vez alguém dizia: 'eu já não discuto contigo porque tu ganhas sempre'). De facto, às vezes parece que o objectivo é levar para casa o troféu do vencedor, quando, na realidade, e segundo o que dizes, o que estás a fazer é a tentar melhorar. Excelente, meu caro: mas é importante deixares que o teu interlocutor também perceba que tem as suas forças.
Isto não te deveria deixar desconfortável: se usas o blog para te aperfeiçoares, mesmo em termos profissionais, lembra-te que este é um ambiente seguro, onde podes errar e reformular.
No meu caso, gostaria de aprender contigo e ficar a saber até onde posso chegar. Mas isto sou só eu, claro. Não pretendo fazer generalizações.
Por fim (o monólogo já vai longo, que eu não me calo...), quanto à arrogância e companhia lda., eu gosto de ti assim. Porque te sinto genuíno. Até do Anónimo maluco e das cenas de pancadaria eu gosto, vê lá! Se fosse comigo, e à boa maneira do Norte, ou eram duas caralhadas ou cortava-lhe o pio... Mas tu tens poder de encaixe (salvo seja...) e uma paciência de Job para o aturar que eu só posso admirar...
Perante tudo isto, gosto do blog porque encontro de tudo aqui. Até uma novela mexicana! ;)
Por isso continua assim. Descansa é mais um bocadito, que gostava de te ver aqui na vizinhança por muitos e bons anos! ;)

  Crest©

sábado, dezembro 20, 2008 1:17:00 da manhã

ines disse...

Obrigado pelas tuas palavras.

"Inês (a que não é a anja)"

Sim, isso até convém esclarecer, pois as visitantes Inês e Ana, são mais que as mães, nunca sei quem é quem :)

"gostava mais da fotografia dos chapéus de chuva... gostos..."

As fotos variam todas as semanas, a dos chapéus ficou mais tempo, por falta de tempo.

  Crest©

sábado, dezembro 20, 2008 1:24:00 da manhã

Van disse...

"Ah, relembrei-me de uma cena. Por saber que gostas de argumentar, dei-te o link do faxavor. Acho que tens lá interesses e argumentos à altura :D."

Tenho esse blogue debaixo de olho, mas ainda não vi nada que prendesse lá, nem argumentos nem assunto a discutir. Mas tem potencial, talvez o problema seja meu, que sou muito critico em relação o que leio, principalmente em blogues sérios.


"Ah, gosto da barriguinha da modelo da foto. Sabes porquê? Porque mostra uma mulher real."

O projecto actual é esse mesmo, mulheres normais, corpos normais.
Na verdade é muito mais difícil arranjar modelos, pois as agências não os teem e quando abordadas mulheres comuns, acham que estamos a gozar com elas. É complicado, mas é um projecto para ir para a frente.

  Crest©

sábado, dezembro 20, 2008 1:35:00 da manhã

mf disse...

"mas já reparei que nem sempre respondes a tudo. Ou seja, nas respostas que dás, às vezes seleccionas o que te interessa e há coisas que ignoras."

Ignoro as concordâncias, saliento as discordâncias.

"Encontro alguma resposta a isto nesta tua frase: "Noutros texto emito de uma forma argumentada uma opiniao e nos comentários radicalizo essa opiniao, sabendo que já nao estou certo. Mas tudo isto na esperanca que encontrem as minha falhas argumentativas e se o fizerem, como é que eu lido com isso."
Se sabes que já não estás certo, devias admiti-lo."

Errado, eu continuo a defender a minha opinião, simplesmente tenho a tendência de a radicalizar, o que não faz com que perca a razão, deixo é espaço para ser mais facilmente atacado. Ou seja radicalizando, baixo a guarda para motivar um ataque mais forte. Na verdade quero ser derrotado :)

"Os outros também. E, para mim, é desmotivante não ler nunca um 'puseste-me a pensar' ou um 'concordo contigo'."

Mas isso já aconteceu, mas é raro, pois é raro ter argumentos contra, que sejam fortes.

"Excelente, meu caro: mas é importante deixares que o teu interlocutor também perceba que tem as suas forças."

Mas, se eu argumento é porque não ganhei, ainda hoje há uma discussão acesa num texto já antigo, pois os argumentos e contra argumentos anulam-se. Está a ser divertido pois ambos queremos ver, onde isto poderá chegar.

"Isto não te deveria deixar desconfortável: se usas o blog para te aperfeiçoares, mesmo em termos profissionais, lembra-te que este é um ambiente seguro, onde podes errar e reformular."

Já errei, admiti erros e reformulei, mas nao é comum isso acontecer, sei que escrevi dois textos em que errei na argumentação baseada em factos falsos e uma em que usei um excerto fora de contexto. Admiti o erro, sem o esconder, reformulando ou apagando os textos.

"Até do Anónimo maluco e das cenas de pancadaria eu gosto, vê lá! Se fosse comigo, e à boa maneira do Norte, ou eram duas caralhadas ou cortava-lhe o pio... Mas tu tens poder de encaixe (salvo seja...) e uma paciência de Job para o aturar que eu só posso admirar..."

Na verdade precisava de o ter a comentar e precisava de o levar a comentar outro blogue, algo que a Afrodite conseguiu, só assim o apanhei e olha... nao comentou mais :D

Ninguém fica anónimo neste blogue, mas por estar alojado no Blogspot preciso de tempo para identificar a pessoa, quando em breve mudar para o meu domínio, será muito mais difícil virem aqui gozar.

  Crest©

sábado, dezembro 20, 2008 4:17:00 da manhã

Van disse...

Este teu comentário escapou-me :D

"Oh, o george carlin faleceu? não fazia a minima... :( era genial... :("

Sim faleceu de enfarte julgo que o mês passado.


"Eu ODEIO resumos e resumir...tenho levado bastantes críticas por causa disso e não consigo fazer apresentações sem exceder o tempo imposto :/."

Mais do que odiar resumos, odeio tempo imposto, se há tempo imposto não participo do que quer que seja.

"Mas concordo que os resumos são úteis num aspecto: permitem condensar a informação mais básica, que é a que o leitor comum irá fixar."

Sim, mas a definição de informação básica varia de pessoa para pessoa. Resumir os Lusíadas em 1000 palavras é no mínimo ridículo e já me foi pedido.

  Van

sábado, dezembro 20, 2008 1:26:00 da tarde

"a definição de informação básica varia de pessoa para pessoa."

ORA AÍ ESTÁ, PÁ!

No final do verão tive de fazer uma apresentação num mini-congresso nacional (como podia ser em português, aproveitei a experiencia; quando é internacional tenho de me abster - não sei pronunciar bem as palavras em inglês - teria de decorar um texto e isso nao funciona comigo porque improviso muito - e não iria entender o que me fosse perguntado, pois só entendo o inglês escrito, não consigo entender o inglês falado :( ). Deram-me vinte minutos, demorei uns quarenta loool. Mas que se lixe, porque apesar de me ter sido dito que tinha de treinar o tempo (eu nunca treino as apresentações....), tive vários interessados a bombardearem-me com perguntas. Na minha apresentação de estágio também demorei o dobro do tempo, mas não mo apontaram (embora no público estivesse uma gaja que mandou umas bocas)e até me agradeceram a "aula" LOOOOOOL. Pois, parece que eu não faço apresentações, dou aulas. :D e que me importa, desde que a informação passe???

Os resumos sempre foram a minha tortura por isso mesmo: por achar que tudo é essencial e relevante loool. Mas estou melhor. Antes, repetia muito a mesma ideia, porque parecia que não estava satisfeita com o modo como a tinha exposto antes, mas isso já é passado.

Agora ando é numa luta para cortar na Introdução da tese...já vai em 30 paginas hehehe...mas é tanta merda a ter em conta, que querem que faça o que? não posso omitir informação! além de que 30 páginas em 200... :))))))

Fiquei mesmo com pena do George Carlin. "Perdeu-se" uma grande "alma". Genial. Aquilo sim, é humor do bom. Humor inteligente.

Quanto ao blog, tem estado numa fase menos prolifera, e não é propriamente um blog sério, também se avacalha. É um bom blogue, garanto-te :).

  FATifer

sábado, dezembro 20, 2008 2:45:00 da tarde

Já expliquei, no espaço que partilho, como vim parar a este mundo da blogosfera. Posso dizer que este será dos blogs que sigo há mais tempo. Não faço disso rotina, aliás o único blog que abro todos os dias (quase sem excepção) é aquele onde participo, por respeito aos leitores (faço ponto de honra não deixar um comentário a um post meu sem resposta) e às minha estimadas colegas. Durante a semana nem sempre tenho tempo para te ler… e quanto a comentar… bem começo por usar as tuas palavras (num comentário acima mas dirijo-as a ti)

“Uma coisa é certa, adoraria discutir com ele, pena é que eu partilhe das suas opinioes, se bem que há algumas em que discordo.”

Lembras-te, com certeza, de ter dito por aqui, que um dos maiores elogios que recebi foi terem posto a hipótese de sermos a mesma pessoa (sim, já esclarecemos que não somos e não foi preciso terapia de grupo!). Assumindo que és, na realidade, parecido comigo entendes que dizer que me sinto honrado com esse facto é em si, talvez, o melhor elogio que te posso fazer (pronto já passei a mão pelo pêlo (embora não o quisesses) mas porque mereces! E volto a dizer, ao comparar-me contigo estou a valorizar-me…). Voltando à frase tua que transcrevi, digo que estou à espera de encontrar o tal assunto em que não concorde e me disponha a debater contigo (um dia perco a paciência, escolho um assunto e faço de advogado do diabo). Lembro-me sempre do que dizes “escrevo porque quero e porque posso!” acho que isso resume este blog (ah desculpa não gostas de resumos, pois, sim, só com isso fica muito por dizer sobre o blog, é verdade mas já te passei a mão pelo pêlo :P).

Quanto ao teu estilo, por vezes, julgo que serias mais digno de usar o meu nick que eu (assumo que tu sabes o significado da palavra) mas vê isso como um elogio (não vou reafirmar tudo o que foi dito acima sobre suposta arrogância, impetuosidade, etc … é desnecessário).

Layout … como adepto do minimalismo até preferia o anterior mas não desgosto do actual … e, por mais que os olhos também comam, o que interessa é o que escreves, é isso que atrai os leitores e comentadores que procuras, aqueles que te dão pica!! ;)

Quanto à tuas hipóteses para o decréscimo de comentários:

1 – isso só pode ser ainda sequelas do episódio que tiveste!! (só assim entendo que tenhas escrito essa frase pois se realmente a consideraste verdadeira por mais de 1 nanossegundo volta para o hospital! … o será que foi do chupa de morando? :P)

2 – hum … pode ser em parte mas não diria que as pessoas não tenham opinião formada mas sim por vezes não tenham à vontade suficiente para a expor mesmo sob algum anonimato… (é a minha opinião…)

3 – este blog sempre foi elitista mas não no sentido que falas. Sim no sentido de quem lê e comenta gostar de pensar, coisa que é cada vez mais rara, infelizmente!


Concordo com a maioria das opiniões a falta de tempo é o principal factor afinal, comentar-te é algo que não se faz de ânimo leve (tu que és o homem das estatísticas vê quantos comentários têm menos de, vamos lá, 3 a 4 linhas?).

(reli este comentário acho que não te estou a ajudar por aí além mas ao menos comentei! :P)

Abraço,
FATifer

  Anónimo

domingo, dezembro 21, 2008 4:51:00 da tarde

Last (least ou não já é outra coisa ;)

É a segunda vez que te escrevo algo anónimamente. Na primeira demoraste uns 35 segundos a saber quem sou; nesta vai ser mais fácil ainda mas como disseste que poderia ser anónimo, sempre quebro a minha rotina ;)

Pessoalmente, desde que conheço o "só me apetece cobrir" que (normalmente) só não comento textos por dois motivos:
- Ou não ter nem 5 minutos ou um pc à disposição num raio de 10 Km, durante uns dias.
- Ou o tema do post não me motivar absolutamente nada. (O que também pode acontecer por dois motivos):
- Ou estares a "bater" em alguém (embora muitas vezes até concorde com essa tareia e me divirta a ler) mas não me sinto muito confortável em alinhar nessa "maldicência" a menos que a pessoa me provoque primeiro.
- Ou não conhecer o suficiente sobre o tema para o poder comentar e aí aplico o "se não tens nada de jeito pra dizer é melhor estares calada".
Quando acontece este último, leio na mesma os comentários e sempre aprendo algo :)

Não acredito que aqui haja masoquismo. Quem vem, lê, comenta ou não é porque gosta ou tem qualquer tipo de interesse no conteúdo. De outro modo não continuaria a vir, portanto, não me parece que a qualidade tenha baixado. Acredito é que isto também vive de habituação e frequência e, se te ausentas mais longamente em determinados momentos, a tendência também é baixar (talvez) consequentemente, quem vem comentar.

Se as visitas aumentam mas os comentários baixam... não sei. Talvez até muitas pessoas não apreciem o modo quase "agressivo" como respondes, a falta de "palmadinha nas costas" mas, se te forem seguindo acabarão por ver que é o teu modo de ser e até de provocar um contra-argumento que é, no final, sempre uma nova motivação para ti.

E elogios não faço , que sabes há muito o que penso sobre ti e sobre o blogue (e se não sabes, problema teu: soubesses :)

"Mas, se eu argumento é porque não ganhei, ainda hoje há uma discussão acesa num texto já antigo, pois os argumentos e contra argumentos anulam-se. Está a ser divertido pois ambos queremos ver, onde isto poderá chegar"

A bola está há muito do teu lado. Rendeste-te e eu não percebi?

;)

  mf

domingo, dezembro 21, 2008 4:54:00 da tarde

Certíssimo, meu caro. Só duas coisas a apontar ao teu raciocínio:

"Ignoro as concordâncias, saliento as discordâncias."

Aceito, mas continuo a achar que há coisas a que não sei se não respondes porque concordas ou porque não queres responder (tens todo o direito a não querer dar respostas, atenção).

Uma dúvida:
Primeiro dizes: "...radicalizo essa opiniao, sabendo que já não estou certo."
Depois dizes: "eu continuo a defender a minha opinião, simplesmente tenho a tendência de a radicalizar, o que não faz com que perca a razão"

Até entendo que radicalizes, só para provocar a discussão. Mas, se sabes que já não estás certo, como podes dizer que não perdeste a razão? Isto é incongruente...

:)

  Crest©

segunda-feira, dezembro 22, 2008 11:22:00 da manhã

Van disse...

"Deram-me vinte minutos, demorei uns quarenta loool. Mas que se lixe, porque apesar de me ter sido dito que tinha de treinar o tempo (eu nunca treino as apresentações....), tive vários interessados a bombardearem-me com perguntas."

De 20 para 40, não está mau, tiveste sorte que não foi na TV, se não, estaria a falar e o pessoal em casa já a ver publicidade.

"Agora ando é numa luta para cortar na Introdução da tese...já vai em 30 paginas hehehe...mas é tanta merda a ter em conta, que querem que faça o que? não posso omitir informação! além de que 30 páginas em 200... :))))))"

Ahahahaha, 30 páginas de introdução em 200 é muito. Eu não te digo para reduzires a introdução, mas sim para aumentares a tese. Et voilá, problema resolvido :)

"Quanto ao blog, tem estado numa fase menos prolifera, e não é propriamente um blog sério, também se avacalha. É um bom blogue, garanto-te :)."

Está debaixo de olho.

  Crest©

segunda-feira, dezembro 22, 2008 11:27:00 da manhã

FATifer disse...

"Lembras-te, com certeza, de ter dito por aqui, que um dos maiores elogios que recebi foi terem posto a hipótese de sermos a mesma pessoa"

Ahahaha, lembro.

" comparar-me contigo estou a valorizar-me…"

:S Que exagero...

"(um dia perco a paciência, escolho um assunto e faço de advogado do diabo)"

A Pax já o fez, escolheu um texto e insistem em contra-argumentar, mas acho que já anda meia perdida, ahahahaha.

"Quanto ao teu estilo, por vezes, julgo que serias mais digno de usar o meu nick que eu (assumo que tu sabes o significado da palavra) mas vê isso como um elogio"

Acho que seria um nick, trágico demais para mim :)

"Concordo com a maioria das opiniões a falta de tempo é o principal factor afinal, comentar-te é algo que não se faz de ânimo leve (tu que és o homem das estatísticas vê quantos comentários têm menos de, vamos lá, 3 a 4 linhas?)."

Sim, isso é verdade...

  Pax

segunda-feira, dezembro 22, 2008 11:32:00 da manhã

Crest,

"A Pax já o fez, escolheu um texto e insistem em contra-argumentar, mas acho que já anda meia perdida, ahahahaha."

Ahahahah, boa tentativa mas não resulta!

;)

  Crest©

segunda-feira, dezembro 22, 2008 11:34:00 da manhã

Anónimo disse...

"É a segunda vez que te escrevo algo anónimamente. Na primeira demoraste uns 35 segundos a saber quem sou; nesta vai ser mais fácil ainda mas como disseste que poderia ser anónimo, sempre quebro a minha rotina ;)"

Pois, só por esta frase, foi muito mais fácil :D

"- Ou não ter nem 5 minutos ou um pc à disposição num raio de 10 Km, durante uns dias."

10 Km :O? isso sim é um elogio, ahahahaha


"- Ou estares a "bater" em alguém (embora muitas vezes até concorde com essa tareia e me divirta a ler) mas não me sinto muito confortável em alinhar nessa "maldicência" a menos que a pessoa me provoque primeiro."

Quando o faço é SEMPRE por motivos pessoais:

-Auto-defesa (responder a ataques subtis)

-Critica construtiva ou destrutiva (porque tenho esse direito, sobre tudo o que publicado)

-Aviso (para que saibam que estou atento)

-Vingança (pois há plágios disfarçados e há anónimos identificados)

Ataco, defendo-me, mas com motivos SEMPRE com motivos.


"Talvez até muitas pessoas não apreciem o modo quase "agressivo" como respondes, a falta de "palmadinha nas costas" mas, se te forem seguindo acabarão por ver que é o teu modo de ser e até de provocar um contra-argumento que é, no final, sempre uma nova motivação para ti."

Nao sei responder a elogios, nem acho que o deva fazer.


"A bola está há muito do teu lado. Rendeste-te e eu não percebi?"

Hmmm, nem sabia que tinhas respondido lá, vou lá bater-te e volto já, ahahahahha

  Crest©

segunda-feira, dezembro 22, 2008 11:39:00 da manhã

mf disse...

""Ignoro as concordâncias, saliento as discordâncias."

Aceito, mas continuo a achar que há coisas a que não sei se não respondes porque concordas ou porque não queres responder (tens todo o direito a não querer dar respostas, atenção)."

Nao acho que seja isso. Eu detesto concordar com as pessoas que concordam comigo, pois entramos num ciclo ridículos, por isso a única discussão lógica é nas discordâncias. Agora, que algo possa ser importante para ti e ignorado por mim, sim, pode acontecer, mas não me estou a ver a propositadamente ignorar uma frase. Se o faço, salientem-na.

"Uma dúvida:
Primeiro dizes: "...radicalizo essa opiniao, sabendo que já não estou certo."
Depois dizes: "eu continuo a defender a minha opinião, simplesmente tenho a tendência de a radicalizar, o que não faz com que perca a razão"

Até entendo que radicalizes, só para provocar a discussão. Mas, se sabes que já não estás certo, como podes dizer que não perdeste a razão?"

Nao percebeste. Eu defendo sempre a minha opinião e por vezes radicalizo-a para motivar e facilitar a oposição. Ora, o que eu quero dizer é que a minha opinião continua a ser defendida, mas o erro está em radicalizar. Radicalizar é um erro, mas isso não faz com que a minha opinião esteja errada... Nao sei, se me fiz entender...

"Isto é incongruente..."

Nao acho, que seja, mas parece quando as frases são lidas assim, fora de contexto.

  Anónimo

segunda-feira, dezembro 22, 2008 11:55:00 da manhã

"10 Km :O? isso sim é um elogio, ahahahaha"

Ahh... humm... se é um elogio... o que eu queria dizer era "10 Metros" :)

"Quando o faço é SEMPRE por motivos pessoais:"

Pois, lá está: tu terás os teus motivos. Eu não me sinto muito bem a participar nos comentários a eles pois a mim nunca terão feito grandes "cócegas".
No entanto, muitos desses teus "ataques" não deixam de ter bastante piada e divirto-me na mesma (porque não fui eu -ainda- a vitima ;) e, se comentar, será mesmo pelo sentido de humor (que eu gostooo).

"Nao sei responder a elogios, nem acho que o deva fazer."

Compreendo isso mas quem te incentiva e apoia pode também um dia sentir que tu não o farás com a mesma intensidade (o que não quer dizer que esteja certo).

"Hmmm, nem sabia que tinhas respondido lá, vou lá bater-te e volto já, ahahahahha"

Pois, pois... a diferença é que quem está do lado errado precisa sempre de muiiiito tempo para inventar os tais pseudo-argumentos ;)
Eu espero.

  Van

segunda-feira, dezembro 22, 2008 1:50:00 da tarde

Nã posso aumentar a tese pah, o limite são 200 paginas. Além disso eles exigem espaçamento 2, o que leva logo uma data de espaço atrás... e mais figuras, que ocupam espaço...arrrrrrrrght a tragédia, o drama, o horror!

Nunca correria o risco de aparecer na tv eheheh. Pelo menos conscientemente. Apareci uma vez, aos 13 anos, numa volta qualquer de bicla a portugal e porque a minha avó me puxou...ficou lindo... looool.
Já estive foi na rádio, hehehe, o que até é irónico, porque não oiço rádio. Uma vez foi numa visita, outra foi pra contar uma história (era o prémio de um concursozito de contos da turma heheheheh). Mas isso foi nos tempos áureos, da primária. Heheheh!

Agora tv...não, obrigada. :D

E tu, já apareceste na Tv???

  Crest©

segunda-feira, dezembro 22, 2008 2:34:00 da tarde

Anónimo Anónimo disse...

"Pois, lá está: tu terás os teus motivos. Eu não me sinto muito bem a participar nos comentários a eles pois a mim nunca terão feito grandes "cócegas"."

Mas eu sei disso, sei que este não é um texto comentável, mas sei que vai causar dói-dói em certos egos :)

"No entanto, muitos desses teus "ataques" não deixam de ter bastante piada e divirto-me na mesma (porque não fui eu -ainda- a vitima ;) e, se comentar, será mesmo pelo sentido de humor (que eu gostooo)."

Criticando com humor, dá a entender ao leitor que a critica até nem é agressiva, mas os visados ficam ainda mais irritados.

"Pois, pois... a diferença é que quem está do lado errado precisa sempre de muiiiito tempo para inventar os tais pseudo-argumentos ;)
Eu espero."

Nao tens de esperar, admitiste que o teu cliente não existe. Acabo de vencer a discussão e o caso jurídico. AHAHAHAHAHA, mas foi giro!

  Crest©

segunda-feira, dezembro 22, 2008 2:39:00 da tarde

Van disse...

"Não posso aumentar a tese pah, o limite são 200 paginas."

Para mim, pior que resumos, sao os limites. Nao faz sentido teses com limites. A minha que eu saiba nao tem limites e se tiver, acho que vao ter uma surpresa. Mas eu só tenho uma sinópse de tópicos e um sinópse de 33 páginas, vai ser lindo ahahahahaha

"Além disso eles exigem espaçamento 2, o que leva logo uma data de espaço atrás... e mais figuras, que ocupam espaço...arrrrrrrrght a tragédia, o drama, o horror!"

Espacamento de 2? Bolas por pouco era uma página de espacamento. 1,5 chega e sobra. Figuras? A tese é para ler e nao para ver os desenhos. ahahahaha

"E tu, já apareceste na TV"

Já, várias vezes. Até há por aí uns DVD´s onde apareço e não,não são porno, são todos desportivos :)

  selita

segunda-feira, dezembro 22, 2008 4:31:00 da tarde

Sou visita assídua deste blog, que gosto na maior parte das vezes, nunca tinha comentado, mas há sempre uma 1ª vez!
Gosto sobretudo dos posts sobre sexo e relações, é o que mais gosto neste blog. Gosto de saber a opinião dum homem sobre estas matérias.
Quanto a outros assuntos, às vezes leio outras não, depende muito do conteúdo, uma coisa que não gosto mesmo e que vejo também noutros blogues é publicarem coisas estúpidas que acontecem no mundo, para mim são estúpidas e nem merecem posts...mas o blog não é meu!

  Crest©

segunda-feira, dezembro 22, 2008 9:23:00 da tarde

selita disse...

2Gosto sobretudo dos posts sobre sexo e relações, é o que mais gosto neste blog. Gosto de saber a opinião dum homem sobre estas matérias."

Por acaso um assunto do qual durante muito tempo nao falei, pois achei que já tinha abordado tudo :)

"uma coisa que não gosto mesmo e que vejo também noutros blogues é publicarem coisas estúpidas que acontecem no mundo, para mim são estúpidas e nem merecem posts..."

Nao faço questão disso, nao corro para ser o primeiro a comentar uma noticia e se falo dela, espero até deixar de ser noticia.

  Van

terça-feira, dezembro 23, 2008 3:48:00 da tarde

Espaçamento 1,5 seria o ideal, mas as regras deste meio são rígidas. Umas vezes perdoam, outras não.

As teses de doutoramento têm estruturas diferentes. A de mestrado, pelo menos na minha área e faculdade, será como um relatório: introdução, metodologias, resultados, discussão, conclusão, estudos futuros, referencias bibliograficas. Figuras, tem de levar. Nomeadamente, gráficos e afins. A apresentação de resultados é feita por meio de graficos e tabelas, além de esquemas.

Já tou farta desta tese pah, e ainda vou só no inicio. Mais porque vou ter de deixar de trabalhar para poder acabá-la, que aquela merda exige tempo integral. E estou mesmo contente por trabalhar a troco de nada, estou sim (por nada, entenda-se dinheiro). Mas já q comecei, q acabe, pois que com isto do bolonha em breve o que não vai faltar aí são mestres.
Gostava era de já ter feito isto há mais tempo...

Olha lá, tu não devias estar a descansar? Não tenho visto descanso por aqui... :D

  Crest©

quinta-feira, dezembro 25, 2008 8:17:00 da tarde

Van disse...

"As teses de doutoramento têm estruturas diferentes."

Estrutura diferente sim, mas no meu caso não tenho limitação de de páginas.