7/7 - O dia dos ataques (Parte 3)

Texto anterior: Parte 2

Tal como no 11 de Setembro não há imagens oficiais, as câmaras de segurança CCTV do metro de Londres estavam avariadas. Azar, as câmaras de 3 estações de metro avariadas e por isso não há imagens dos terroristas. Um pouco como todas as câmaras do Pentágono terem avariado e caixas negras de se desintegram. A empresa de segurança do metro Inglês, uma empresa Israelita limita-se a desculpar-se com uma avaria, um caso isolado, e isoladamente no dia 07/07/2005 à hora dos ataques.

Nos ataques aos EUA em 2001, Bin Laden negou a sua participação nos ataques e dias depois apareceu um vídeo com um Bin Laden mais escuro a admitir os ataques.
Nos ataques de Londres ninguém reclamou a autoria dos atentados, excepto um comunicado da Al Qaeda num site falso no mesmo dia, site esse que hackers Britânicos localizaram a origem nos EUA, estado do Texas.

O povo Britânico ao contrário do Americano pressionam muito mais o seu governo a investigar, a pressão foi tal que a policia pegou na esposa de um dos terroristas, manteve-a presa durante uma semana e gravaram um comunicado onde ela condenava os actos terroristas do falecido marido, no entanto ela num acto de coragem ao ser libertada afirmou que o fez por ter uma filha e por ter medo da policia. Foi nesta altura, dois anos depois que a policia apareceu com um suposto bilhete de suicídio que a própria esposa nunca tinha visto. Dois anos depois!

Isto aconteceu numa altura muito conveniente. Em maio de 2005, Tony Blair recebeu uma mensagem do povo Inglês de que não estavam satisfeitos com ele, que não queriam soldados Ingleses a combater na guerra de George Bush contra o terrorismo, ao ponto de ter mantido o poder por uma margem mínima. Os ataques vieram reforçar a sua posição de poder ao ponto de poder sair do governo e nomear o seu substituto. Temos de ter em consideração que o povo Britânico tem neste momento um primeiro ministro que não elegeram.
Estes ataques mudaram a opinião publica e os soldados Ingleses ficaram no médio oriente.

A única imagem com os quatro terroristas na estação de comboio de Luton, já foi provada ter sido uma montagem, onde 3 pessoas foram adicionadas de uma forma deficiente à imagem que só continha um dos homens que foram responsabilizados.
A imagem é de uma câmara de segurança, mas não mostram a imagem em movimento, pois só o homem da imagem original se iria mexer, ao fazerem a montagem onde adicionaram mais 3 homens, tiveram de tornar publica um frame, uma imagem parada. Só o homem que marquei a vermelho, está realmente na foto, os outros foram adicionados posteriormente.


Outro facto que escapou às autoridades, é que o comboio que eles afirmam que os terroristas apanharam de Luton para King's Cross, não existiu. Seria impossível eles terem apanhado um comboio cuja viagem foi cancelada, tornando impossível a sua chegada a tempo de modo a apanharem os comboios que explodiram.

Escapou também às autoridades que dos 4 jovens, 3 eram de Luton e compraram bilhete de ida e volta, ora um terrorista suicida não compra bilhetes de volta.
Apesar de haver confirmação factual de que este comboio não viajou e que o seguinte foi também cancelado. A versão oficial mantém até hoje que os 4 terroristas apanharam o comboio das 07:40 pois existem imagens de segurança... imagens que nunca vimos pois o comboio não existiu tal como não existe qualquer imagem.
Os supostos terroristas apanhando o comboio seguinte, teriam chegado a King's Crosse depois dos comboios que explodiram terem partido, sendo impossível eles estarem lá dentro. Mas os comboios explodiram, o que prova que as bombas não estavam nas mochilas deles.

Horas depois a policia emite um comunicado que foi para o ar uma vez e nunca mais se falou no assunto. Esse comunicado referia que 2 dos terroristas foram abatidos a tiro nas docas Londrinas. Este comunicado foi para o ar sem que pensassem no que estavam a dizer, pois não faz sentido que suicidas que rebentaram os comboios tivessem sobrevivido e se encontrado nas docas onde foram mortos a tiro. Eles estavam lá a tentar perceber o que aconteceu e como é que o exercício do qual faziam parte, realmente aconteceu estando eles a serem procurados pelas autoridades sem possibilidade de telefonar a ninguém. As docas seriam com toda a certeza um ponto de encontro pré-combinado pois sem linhas telefónicas estes dois jovens que supostamente atacaram comboios diferentes, não poderia ter marcado um encontro naquele dia.


Próximo texto: Parte 4.


Estar In(becilizado)

Em sociedade temos de trabalhar para consumir, o governo diz que temos de consumir para manter o dinheiro a circular e estimular a economia, e quanto mais dinheiro circular mais dinheiro irá ser apanhado nas redes de pesca governamentais.



Tenho uma torradeira que avariou, fui à loja para tentar resolver o problema e a funcionária chegou à brilhante conclusão que ela era preta, ela a torradeira e não a empregada, e que eu deveria ter uma azul. Não percebo exactamente a influência da cor da torradeira no sabor do meu pão torrado, ou a maneira em como a manteiga se espalhará sobre ela. Na minha ignorância pensei que preto, azul, amarelo ou cor de merda fosse tudo a mesma coisa. Afinal a diferença é gigantesca, o modelo preto é de 2007 e eu deveria ter o modelo azul de 2009. Ao ouvir isto quase me senti mal por estar tão fora de moda no que toca ao mundo das torradeiras.
As empresas mudam ligeiramente os modelos todos os anos para que se compre mais, temos de estar "in", "in" de inbecilizados.

O mesmo se passa com as roupas, de ano para ano há cores da moda. Ter cores de moda é dos conceitos mais ridículos que já ouvi. Se a moda este ano são os tons de vermelho e eu vestir só azul, será que terramoto na China foi culpa minha? Terá a cor anual da moda alguma influência com o tempo espacial contínuo em que essa influência poderá pôr um fim à humanidade? A sério que não sei...


Todos os anos saem sapatos novos principalmente para mulher, um ano sem tacão, outro ano com 5cm de tacão, outro ano com 3,5m de tacão, uns fechados outros abertos, uns com um bico de 3Km, outros de biqueira levantada em que só pelo aspecto parecem ser super confortáveis *inserir ironia*.
Se uma mulher não comprar os modelos novos, as lojas nem precisam de fazer publicidade pois as mulheres com sapatos "da moda" vão olhar para as mulheres com sapatos do ano passado com desdém, como se elas fossem responsáveis pela fome em África. É óbvio que ninguém que sentir-se responsável pela fome em África e por isso, mais tarde ou mais cedo, entram na moda.

O que é moda se não uma forma de nos destacarmos na sociedade? E que tipo de destaque um individuo tem se segue a moda que é seguida por toda a sociedade? Se a ideia é ter destaque, chamar a atenção, se vestirem as cores "out" terão muito mais impacto.


Poderia falar nas Melissas, mas tenho medo. Não tenho medo da reacção que as mulheres possam ter da minha opinião, eu tenho medo é mesmo das Melissas. Felizmente esse vírus não atingiu este lado da Europa, não por possuirmos um melhor sistema imunitário ou bom gosto, acho que é consciência ambiental e não poluir visualmente as cidades com elas em algo que já não é bonito só por si, como é o caso dos pés. Mais feio que um pé só um pé com Melissas e se as unhas forem pintadas de vermelho... upa, upa, passa-se a faca que corto os pulsos!

Para terminar, o que digo que todos devemos consumir mais e mais, devemos arranjar um segundo emprego para podermos passar a comprar tudo em duplicado, e se necessário um terceiro emprego pois dormir é uma perda de tempo. Isto seria mostrar respeito pelos nossos governantes, em particular sobre os nossos deputados da Assembleia de Republica, que não sendo eleitos pelo povo, passam decretos-lei que não são leis mas eles querem que o povo acredite que sim, por forma a ajudar-nos a sair da crise tirando-nos mais dinheiro.

É por isto que temos de consumir, se não por nós, por eles. Pelos nossos deputados que nos são impostos pelo sistema corporativo de amigos. Por eles e por quem os defende, pela nossa policia que esqueceu o juramento que fez e no lugar de defender os direitos dos civis, defendem os governos corporativos, pois na verdade eles próprios são uma empresa.

A assembleia da republica é uma empresa, o primeiro-ministro é uma empresa, o presidente da republica é uma empresa, a policia é uma empresa. Não, eles não pertencem ao Estado pois o estado é uma empresa e Portugal é uma empresa, tal como qualquer país ocidental está cotado em bolsa.
A maior parte das pessoas não sabe isto, não sabe que todo o sistema é uma ilusão à qual não nos temos de nos submeter, mas submetemos.

Quando dizemos a uma criança para fazer algo ela ou faz, ou não, ou pergunta por que é que tem de fazer. O adulto perdeu essa liberdade, se um governo ou policia diz para fazermos algo, fazemos pois eles são a autoridade, conhecem a lei. Não, eles nem são a autoridade nem conhecem a lei e é por isso que na escola as crianças não aprendem lei, pois desta forma crescem para serem adultos obedientes como nós.

As pessoas não sabem nem querem saber e sentem raiva de quem sabe, e esta raiva vem da ignorância que não é uma escolha nem é uma bênção, é sim um fardo que nos limita, e um ser limitado nunca é livre.

Está tudo bem com o mundo! O mundo é justo, as instituições governamentais são legais e nós somos todos livres! Acreditam? Então vamos todos às compras, comprar algo perfeitamente inútil mas na moda. Quem sabe... Melissas e assim salvamos o mundo!

Perdoar a tiro!

Eu juro que tento perceber quem é religioso, já aqui referi que os vejo como pessoas que na incapacidade de acreditarem em si próprios, acreditam em algo maior que eles. Isto pode ser traduzido em fé. A fé é necessária ao ser humano, temos de ter fé em algo e é por isso que acho que os Ateus não batem bem da cabeça, pois não acreditam, e se não acreditam não têm fé. Ter fé é acreditar mas não necessariamente num Deus, podemos acreditar em nós próprios. Se eu tiver fé que consigo superar um obstáculo eu vou superar e não preciso de pedir a Deus, mas se não consigo acreditar em mim ou ter fé em mim, não está errado acreditar em Deus e ter fé nele, e essa fé irá permitir ultrapassar o mesmo obstáculo. O Ateu não acredita, não pode provar nada do que diz mas exige provas, no fundo está encalhado na sua arrogância da mesma forma que o religioso não pode provar nada do que diz mas exige provas, e no fundo está encalhado na sua ignorância. Eu jogo pelo seguro, sou agnóstico e limito-me a duvidar, pois verdade seja dita nem os religiosos conseguem provar que Deus existe, nem os Ateus que ele não existe. Enquanto eles andam à chapada numa luta que os impede de evoluir, um agnóstico irá duvidar de Deus e da Ciência procurando respostas, e por isso vai evoluindo.


Já aqui escrevi imensos textos de teor religioso que me valeram boas disussões e E-mails fanáticos.
Meus amigos católicos e religiosos fanáticos, se acham que eu estou errado e que vou arder no inferno... perdoem-me! Só isso. Perdoem-me. O perdão é a base das vossas crenças, o vosso Deus perdoa e pede para perdoarem, a vossa reza diz "Perdoai as nossas ofensas, assim como perdoamos a quem nos tem ofendido", não me provoquem, não me desejem mal, não me ameacem, perdoem-me. Sigam os vossos próprios mandamentos e deixem de ser retardados mentais. Sim, pois é assim que os religiosos fanáticos se comportam. Durante séculos mataram em nome de Deus. Bolas, um católico crente em Deus a matar a criação do seu criador? Haverá barbaridade maior que esta?
Se eu vos ofendo, perdoem-me. Custa perdoar? Então é porque vocês não são lá muito crentes nesse vosso Deus e deviam estar caladinhos!

Querem falar com Deus, joelham-se e olham para o céu, quando Deus está em todo o lado. Foi Jesus que disse que ele está "em todas as árvores, em todas as flores, levanta uma pedra e eu estarei lá, procura no teu coração e encontrar-me-ás". Por que raio olham para o céu? Por que raio unem as mãos? Por que raio se joelham? Por que raio não procuram onde ele disse para procurarem, ou seja dentro de vós. O que Jesus disse é que Deus é pessoal, está dentro de nós, é lá que achamos, SOMOS NÓS. Por tudo isto, até que veja um católico a comportar-se como tal, poupem-me os seremões.



Ah, e já agora queria esclarecer os católicos de uma coisa: Eu posso negar Deus, posso pecar, posso mentir, posso roubar, posso até matar e não serei castigado, pois na Bíblia diz que Deus disse: "Para conquistar o reino dos céus, só temos de nos arrepender". Por isso, uma pessoas que leve uma vida de maus caminhos tem mais probabilidades de ir para o céu do que um católico convicto, pois quem peca tem de que se arrepender e vai direitinho ao paraíso, um católico convicto acha que fez tudo bem e na hora do arrependimento não o faz... para onde vai ele?

Além disso e já aqui o disse: Que porra de lógica tem, um gajo que é mau como as cobras ser castigado no inferno onde quem manda é Lúcifer que também é mau como as cobras? Se fizer merda e for para o Inferno, lá ainda recebo uma medalha por serviços prestados. Quem é mau, só receberia castigo no céu a tocar harpa todo o dia e a fazer crochet toda a noite.

7/7 - Acontecimentos anteriores (Parte 2)

Texto anterior: Parte 1

16 de Maio de 2004, a BBC passou um programa sobre os treinos do MI5 e MI6 de simulação de ataques terroristas no sistema de transportes de Londres. Esses ataques consistiam em 4 bombas, 3 no metro, uma à superfície. Exactamente o que aconteceu quase 1 ano e dois meses depois, aqui ficam duas imagens desse programa:



É hoje para mim, verdadeiramente interessante a forma como os peritos falaram sobre a cobertura mediática nestes casos, em que o governo poderia tomar conta das TVs e jornais noticiando unicamente o que desejariam ou em opção e deveriam dizer à imprensa "como noticiar a questão", e deixo-vos o excerto desse programa, onde a censura é tomada como um dever do governo (entre 01:38m e 02:31m) onde é dito "como a cobertura será organizada", ou seja ele não diz "seria" ele diz "será", ou em Inglês, ele diz "IS going to be" e não "would be" ou "should be". Um ano antes o discurso é uma certeza e não uma possibilidade futura:



Na verdade o governo Britânico andava a falar na possibilidade de um ataques destes num futuro próximo e este tipo de publicidade e programas passaram a ser uma constante durante o ano de 2004. A pergunta poderia ser: "Qual o objectivo deste programa? Uma possibilidade? Um treino? A preparação do povo?", mas não, a minha pergunta sempre foi: "Como é que conseguiram prever um detalhe como: 3 bombas no metro e uma à superfície", esta é a pergunta de ouro, pois uma coisa é prever um ataque, outra é prever detalhes destes.

O programa Panorama da BBC transmitido entre 16 de Maio de 2004 e 25 de Maio do mesmo ano, foi algo sem precedentes, foi também de uma precisão assustadora em relação ao que aconteceu, e caiu de tal forma no esquecimento mediático, que torna tudo isto muito mais suspeito. Tenho de salientar que o programa era uma simulação de acontecimentos, em que noticiavam onde explodiram as bombas, faziam ligações ao locais, havia actores, tudo era um treino real, mas um treino das forças mediáticas. Depois havia intervalos com discussão de peritos que eram interrompidos por novos desenvolvimentos. Neste dia a BBC estava a treinar como noticiar os acontecimentos que ainda não tinham acontecido, e o que se viu um ano depois foi o resultado destes treinos, com imagem seleccionadas, informações incorrectas, algumas delas que só os moradores poderiam esclarecer, moradores esses devidamente entrevistas e identificados.

Já em 2005, e dias antes de 7 de Julho, foram noticiados diversos atentados à bomba falsos, pois nada aconteceu. O que poderia ser uma forma de levarem as pessoas a pensar nas primeiras horas do dia 7 de Julho que aqueles eram também ataques falsos, fazendo-as sentir-se seguras.

No dia 7 de Julho, Peter Power um perito de gestão de crises e conselheiro governamental e um dos peritos que participou no programa da BBC da qual já falei, anuncia que as forças de segurança Britânicas decidiram no dia 7 de Julho de 2005 realizar treinos onde iriam simular o cenário que tinham descrito em 2004. Treinos nas ruas de Londres onde 3 bombas na rede de metro e uma a nível do solo explodiam. E foi neste dia que tudo isso aconteceu.
Peter Power quer que as pessoas acreditem que os terroristas se inspiraram nesse programa para realizar este ataque, o que é possível, mas não explica como é que as forças de segurança e terroristas escolhem exactamente o mesmo dia, a mesma hora e os mesmos locais. Coincidências parecidas com os treinos Americanos que coincidiram com os ataques à mesma hora nos mesmos locais.
Bin Laden não é só um terrorista, é um vidente.

Para quem duvida que as forças de segurança estavam nesses dias treinar, no vídeo que apresentei já neste texto entre o minuto 07:40 e, 08:20 Peter Power admite tudo isso, em directo no noticiário da BBC chegando a rir-se da coincidência deixando transparecer um desrespeito tremendo por quem morreu e por quem perdeu entes queridos naquele dia. Ele admite que escolheu e o seu cliente ajudou a escolher o cenário e o dia. Quem é o cliente? Peter Power não diz, mas Peter Power trabalha para o Governo... quem será o cliente que o obriga a não dizer tudo?


Próximo texto: Parte 3.



7/7 - O meu ponto de vista (Parte 1)

7 de Julho de 2005 foi um dia estranho sobre o qual ainda tenho muitas questões por responder. 2005 foi o último ano em que vivi em Londres. A quinta-feira dia 07 de Julho seria o meu primeiro dia de férias após as quais não voltaria a trabalhar em Londres. Acordei como sempre por volta das 08:00 da manhã, mas neste dia no lugar de apanhar o Bus para o trabalho iria simplesmente apanhar um taxi para o Aeroporto. Ainda me consigo ver a correr pela casa fazendo questão de não me esquecer de nada, pois não iria voltar.

08:50 ouvi um estrondo enorme. Ao dirigir-me à janela vejo fumo a sair da estação de metro da minha rua, Russel Square. Como seria normal saio de casa para ver o que tinha acontecido e qual o meu espanto quando sou impedido de sair de casa. Policias fardados e civis tomavam conta da rua dizendo às pessoas para voltarem para casa, ao longe via pessoas cobertas de sujidade, algumas feridas e algumas com ligaduras.
Respeito a autoridade e volto para casa, ligo a TV e após um período de noticias confusas percebo que foram 3 bombas em simultâneo em 3 estações de metro: Liverpool Street, Edgware road e Russel Square. Pela TV recebo a informação que não iria de férias, pois todos os voos tinham sido cancelados. Toda a minha zona de residência estava vedada. Pela janela observo o aparato.

1 hora depois, mais uma explosão esta bem mais sonora e depressa percebi que tinha sido do lado oposto à estação onde rebentou a anterior, e lá teria de ser à superfície pois não há estações de metro.
Na minha cabeça só havia um pensamento, que o IRA tinha voltado a atacar, mas para meu espanto na TV começaram imediatamente a falar da Al Qaeda, Bin Laden e a fazerem ligações com o 11 de Setembro de 2001. Discussões de "peritos" que falavam na união do povo Inglês com o povo Americano, na necessidade de uma guerra global contra o terrorismo... aí comecei a questionar tudo o que tinha visto.

Eu, e julgo que todos os moradores e pessoas naquela zona foram entrevistados e identificados pelas autoridades, lembro-me de ter mencionado ao policia que fiquei impressionado com a rapidez com que eles ali chegaram, a resposta foi surpreendente: "As forças de segurança estavam em exercícios". Aproveitei esta abertura do policia para perguntar se as pessoas com curativos antes das chegada das ambulâncias se faziam parte dos exercícios. Aqui ele agradeceu a minha cooperação e que me contactariam se necessário.


Voltei para Portugal com imensas questões na cabeça:

1- Como é que a Policia chegou à minha rua mais depressa do que o tempo de eu descer as escadas?

2- Exercícios? Tal como os da NORAD no 11 de Setembro?

3- Como é que vi ao longe duas pessoas com ligaduras, quando as ambulâncias chegaram quase 15 minutos depois?

4- Por que motivo rebentou o autocarro numero 30 em direcção a Tavistock Square, quando não era o autocarro 30 a fazer esse percurso?

5- Por que motivo tudo o que estava a acontecer já tinha dado na TV um ano antes num programa da BBC?

6- Por que motivo todas as comunicações telefónicas foram cortadas?

São estas as perguntas que tenho procurado respostas e sei que se não as encontrei as respostas, estou muito perto disso.

A pergunta 1 e 2 foi respondida pelo Mi5, que afirmaram publicamente estarem nesse dia em exercícios anti-terrorismo, esses exercícios estavam no site governamental do Mi5 como manobras de segurança contra atentados à bomba no sistema de comboios subterrâneos da cidade de Londres. Isto deu-me um flash back do 11 de Setembro em que o mesmo aconteceu. Será que estes gajos fazem sempre treinos nos dias em que o Bin Laden resolve fazer merda? Ou serão os treinos a própria merda?

A pergunta 3, no fundo sempre soube a resposta, mas sei perfeitamente que por vezes temos memórias de coisas que não vimos, por vezes achamos que vimos em certo dia em certo lugar alguém e isso não era verdade. A nossa mente prega-nos partidas. Duvidei de mim próprio até ter ouvido outras testemunhas, que viram pessoas já com ligaduras ANTES da chegada das primeiras ambulâncias, e não foi só em Kings Cross (Russel Square é em Kings Cross), existe um testemunho vídeo de quem viu feridos já tratados na zona de explosão do autocarro antes dos bombeiros chegarem. Uma dessas pessoas TODO O MUNDO VIU pois esteve em todas as TVs e jornais, um rapazinho de fato cinzento e cara triste, cheio de ligaduras mas SEM GOTA de sangue.

A pergunta 4 é um mistério, por que motivo rebentou ao autocarro 30 quando aquela não era a rota dele? Por que motivo disseram na televisão que era o autocarro que se dirigia à universidade (Tavistock Square), eu apanhei o autocarro para a Universidade centenas de vezes e NUNCA na minha vida apanhei o 30, o autocarro daquela rota é o numero 91!!!

A pergunta 5, deve-se ao facto de em Maio de 2004 ter passado um programa na BBC chamado "Panorama" em que abordava treinos de MI5 e MI6 em Londres e sobre o que aconteceria se 3 bombas rebentassem no sistema de metro e uma num veículo à superfície. Ou seja, mais de um ano antes, um exercício sobre EXACTAMENTE o que aconteceu e devidamente documentado na televisão pública.

A pergunta 6, tem como resposta para evitar a comunicado de civis, de quem assistiu, bem como a dos 4 terroristas que faziam parte do exercício que foram incriminados. Eles não eram de Londres e não tinham onde se esconder e não faleceram nos comboios.

Achei importante dar o meu ponto de vista, pois morei, estudei e trabalhei em Londres até esta altura e foi exactamente depois dos ataques que voltei para Portugal antes de vir para a Alemanha.
Esta série de textos servirá para explicar muito do que não foi dito sobre os ataques de 7 de Julho de 2005 e o quanto eles são parecidos com os do 11 de Setembro, mas com uma história mais difícil de engolir.

Próximo texto: Parte 2.

E-books XVIII

Hoje termino a série das obras completas de Stephen King, se por acaso repararem que falta algum livro, deixem um comentário:

Um mundo de praia
Avó


Continuação de Agatha Christie:

O detetive Parker Pyne
O estranho caso da velha curiosa
O homem do fato castanho
O adversário secreto
O mistério do comboio azul

William Shakespeare:

Conto de inverno
Coriolano
Medida por medida
Muito barulho por nada
Os dois cavalheiros de Verona
Tito andronico
Trabalhos de amor perdidos
A megera domada
Tudo bem quando termina bem


Finalmente um livro em Inglês considerado de culto nos meios racistas Americanos, é o livro mais vendido depois do Mein Kampf de Hitler nos meios Neo-Nazis, Skinhead, KKK, ou qualquer outro grupo de supremacia racial. O motivo... sinceramente ainda hoje não o percebo, apesar de saber que o seu autor é um defensor da supremacia racial branca, não vejo este livro como um estandarte racial.

Andrew Macdonald - Turner Diaries




Julgar o homem errado

Um homem Australiano foi detido após colocar online um vídeo que tem circulado no YouTube e sites semelhantes. O homem colocou esse vídeo no seu canal Liveleak num acto de revolta pelas imagens que se podem ver. As autoridades Australianas prenderam o homem, numa demonstração de que possuem um controlo apertado na Internet e sabem o que toda a gente faz, quer seja download ou upload. Este homem refuta todas as acusações de partilhar imagens de molestação de crianças e decidiu levar o caso ao supremo tribunal.

Por este acto, este senhor de 60 anos e pai de quatro, arrisca-se a 10 anos de prisão, o que no seu caso devido à sua idade e estado de saúde, poderá ser prisão perpétua, só por ter feito upload de um vídeo que queria criticar. Com a ajuda de milhões de cibernautas em todo o mundo, ele juntou 500.000 mil dólares para o ajudarem nas despesas de tribunal pagando à melhor equipa de advogados na Austrália. O que sobrar deste dinheiro será doado a instituições infantis.

As autoridades Australianas acham que o criminoso é quem critica este vídeo e não o homem que fez o vídeo e actua nele. No vídeo podem ver um pai a balouçar de uma forma louca um bebé que é seu filho. O acto de abanar bebés é crime na maior parte dos países do mundo, pois é uma das causas de morte infantil.

Eu, tal como este senhor, irei publicar aqui o vídeo e afirmar que quem deve ser preso é o homem que se pode ver no vídeo. É ele que está a cometer um crime e não as pessoas que divulgam este vídeo para que cenas destas não se repitam.

Quando quem expõe um caso como este é preso, e quem comente os crimes fica impune, faz-me mais uma vez pensar em como nós como sociedade somos um erro, em como toda a nossa evolução é um produto da nossa imaginação, quando na verdade somos animais primitivos com roupas giras e tecnologia.

Aqui fica o vídeo, e as autoridades Australianas que vão apanhar na bolha pois devem ter sido abanados desta forma quando eram crianças, estando assim justificado o seu atraso mental.
Vou tentar colocar aqui o vídeo, pois ele anda a ser retirado de todos os sites de partilhas de vídeos, não percebo bem se a intenção é proteger as pessoas ou esconder um crime:

video

No dia 8 de Julho o senhor Australiano não foi declarado inocente, mas ficaram claras algumas provas falsas apresentadas pela policia, um mandato de busca sem validade, gravações e transcrições de interrogatórios adulterados. Este senhor irá brevemente ser apresentado a um outro juiz onde será um júri composto por civis que decidirá a sua sentença.
A origem do vídeo ainda não foi confirmada, acredita-se ter tido origem numa família circense Russa, onde obviamente isto não é crime.
Este senhor merece tanto ser preso quanto eu e quanto todas as pessoas no mundo que ficaram chocados com este vídeo.
No final do vídeo a criança ri-se, o que não faz deste acto um crime menor. Qualquer bebé zonzo se ri!

ADENDA: sobre a questão de o vídeo ser falso, ele passou num teste Hex que fiz e não tem edição, mas peritos fizeram o mesmo, aqui fica uma noticia sobre o assunto.

A problemática do voto

Votar ou não votar eis a questão.
Durante os primeiros anos da minha vida adulta sempre acreditei no que era dito, que votar é um dever... É mentira. Votar não é um dever, é um direito e como tal temos o direito de votar ou não.

Acreditava que deveríamos votar para poder mais tarde criticar. Se ouvia criticar quem não votou achava que eles deveriam estar caladinhos. Mas estava errado e admito-o.
Quer votem ou não votem, todos vocês podem e devem criticar. Criticar é um direito tal como o é votar.

Li há uns tempos numa revista uma comparação ridícula entre a abstenção em Portugal e num país com mais ou menos o nosso nível económico, a Grécia. A primeira coisa que pensei foi: "Esta é a comparação mais deficiente que já li na minha vida, e quem a escreveu só pode sofrer de perturbações mentais e deveria ser sodomizado por um qualquer animal primitivo". O motivo é simples, na Grécia votar é um dever pois é obrigatório e para isso as eleições são marcadas para um dia de semana e esse dia é dado aos trabalhadores para cumprirem a sua obrigação. Em Portugal é um direito, que conquistado ou oferecido é algo que podemos aceitar ou recusar.
Numa democracia votar não é obrigatório, não é um dever, é um direito, uma escolha.

Se temos dois montes de merda a concorrer ao mesmo tacho, e se não gostamos do cheiro de nenhum, por que motivo temos de escolher a cor mais bonita? Eles que se fodam sozinhos, não precisam do meu voto para me foder. Ao votar é isso que estamos a fazer, a dar a nossa permissão, que fica documentada com o nosso numero eleitor, para pelo menos uma enrabadela garantida nos próximos 4 anos.

Quando percebi isto passei a ir votar, votando ora no Charlie Brown, ora na Peppermint Patty. Ia votar, para poder mais tarde criticar. Hoje não voto, acho que a maior forma de protesto contra a merda que é politica Portuguesa é não dispensar do meu sagrado domingo para votar em deficientes que mal sabem falar, desejosos por um posto onde em 4 anos vão embolsar mais do que o comum Português numa vida inteira.
Quando ouvi falar em 60% de abstenção, fiquei orgulhoso do meu país. Ou seja 60% das pessoas em Portugal, entre merda e merda escolheram ir à praia.

Por falar em merda, por que não tornar esta merda justa? Por que raio a abstenção conta a favor do candidato com mais votos? Eu não votei no pinóquio a maioria não votou no pinóquio, no entanto ele teve a maioria absoluta, ou seja, vamos ver se eu entendo... o pinóquio teve a maioria da minoria...
60% de abstenção quer dizer que a merda não convenceu, vamos lá repetir as campanhas com novos candidatos! Mas não, uma besta tem de ganhar.

Qual é a lógica de uma maioria absoluta quando a maioria absoluta não votou? Sem essas pessoas qualquer maioria é relativa. A abstenção só conta quando lhes dá jeito?

Por falar em bestas já repararam que é tudo a mesma merda? Que o jogo está viciado. Um Primeiro-Ministro ou Presidente só pode fazer dois mandatos após os quais tem de se retirar e deixar outro ganhar. É como que um jogo combinado de: "ora ganhas tu, ora ganho eu e assim ganhamos todos muito dinheiro". Este sistema serve, segundo eles, para evitar tiranias. É? Que giro, eu pensei que um tirano se estivesse a cagar para a constituição e simplesmente se proclamasse líder vitalício! Não! Este sistema serve para manter a tirania, pois nunca se sabe... imaginem que aparece uma ave rara, ou seja, um politico bom e honesto... O gajo arrisca-se a ser eleito e reeleito constantemente, desempregando todos os idiotas com desejo de poder.

Votar é um direito e não votar é também um direito.
Em vez de chorarem com a abstenção, precisam é de dar ouvidos ao que estas pessoas estão a dizer. Não votar é dizer: "Mudam-se as moscas, mas a merda é sempre a mesma".

Seja rosa, seja laranja, seja vermelho ou verde, seja a cor que for, merda é merda e nós conhecemos pelo cheiro e não pela cor.

O maior protesto é a abstenção. A abstenção é grito Ipiranga "quero que vocês se fodam". Isto vem na sequência de um e-mail em cadeia dos professores dizendo: "vota, não votes em branco, vota contra":



Oh meus amigos professores, a ingenuidade fica-vos terrivelmente mal. Se o PSD com a Manuela Ferreira Leite como Ministra de Educação já fez a merda que fez nos anos 90 aos alunos muitos deles VOCÊS, e agora pedem só porque o PS vos fez merda para votarmos PSD? Amigos professores, nesse e-mail vocês dizem que não esquecerão este governo, mas pelos vistos a vossa memória é curta e selectiva, pois o PSD fez o mesmo ou pior. O vosso apelo cai no ridículo pois soa a campanha eleitoral ao PSD.

O lema de voto sempre foi, "Vote em consciência", e se a nossa consciência nos diz que é tudo merda, então não votem. Não votar não é um crime, não é anti-constitucional, não é errado. Não votar é permitir expressar o que pensam na realidade, é gritar que A ou B não vos convenceu e não vos agrada.
Respeitem os meus direitos e os direitos de todos os cidadãos. Eu tenho o direito de não votar e não sou menos Português por isso, o que sou é mais HONESTO para comigo próprio.

Se acham que nenhum candidato vale a pena, vão para a praia, vão ao cinema. Eles que são corruptos que se entendam.

Quanto ao mail dos professores... poupem-me de hipocrisias e para vos recordar da opção que há à merda rosa, aqui fica um texto antigo laranja sobre uma vaca leiteira, sim, muitos de vós eram alunos nesta altura, mas agora como professores já se esqueceram!!!!

Não há cu que aguente!

H1N1 - A Patente

Este texto vem na sequência destes:

Pandemia nível 6 - H1N1
Update2 - H1N1

Numa pequena investigação que estive a fazer hoje, para saber quando iria sair a vacina H1N1, fiquei chocado com o que encontrei.


De acordo com a Reuters, um contentor de gelo contendo o vírus H1N1, era transportado de comboio entre laboratórios EXPLODIU, ferindo uma pessoa. Foi emitido um comunicado, dizendo que não há risco de contaminação... hein? Não há? Pandemia de nível 6, um vírus de alto contágio libertado entre a Suíça e Áustria e não há perigo...? Como é que um contentor de gelo explode? Como é que transportam vírus perigosos em comboios públicos?

De acordo com uma nova investigação, o actual vírus NÃO pode ser chamado de gripe suína pois é um vírus nunca visto. que combina 5 a 6 vírus diferentes. Foi também descoberto que o Centre of Desease Control Americano tem desde de 2004 feito testes de mistura de vírus de gripe humana com animal, segundo eles para fazer em laboratório o que poderia acontecer na natureza... lembram-se do 11 de Setembro, também eram só treinos...

A Baxter AG International, a mesma que: Enviou o vírus H5N1 e H3N2 puro, dizendo que era a vacina que combatia o vírus, para 18 países matando e paralizando as pessoas vacinadas. A mesma que se enganou e contaminou testes da vacina H1N1 com o vírus H5N1 que matou várias pessoas na Áustria e Republica Checa. A mesma que se viu envolvida no escândalo da venda do vírus H1N1 a uma empresa sub-contratada, não aceita mais encomendas para esta vacina. O numero de encomendas é tão grande que já não possuem capacidade de aceitar mais. Além disso, os seus lucros subiram este ano 7,9% sem contar com os lucros desta vacina.

A Baxter AG será a primeira farmacêutica a aparecer com a vacina, eles alegam terem capacidade superior às outras farmacêuticas, e que podem criar a vacina em 13 semanas enquanto a concorrência precisa de 26 semanas... MAS, a Baxter AG International patenteou a vacina há 12 meses. COMO? Como é que é possível patentear uma vacina ANTES de ela ser feita e ANTES da pandemia ter sido declarada? Há um ano eles patentearam O QUE NÃO EXISTIA! Ou será que existia...? De acordo com a documentação de Jane Bürgermeister o vírus foi criado como um problema para causar o pânico de modo a ser apresentada uma solução. Essa solução é uma vacina que ninguém sabe bem o que é, mas que é suficientemente importante para quererem toda a gente no mundo vacinada. Algo que já está patenteado há 12 meses, e para estar patenteado é porque já estava criada há 12 meses. Não podemos patentear o que não existe. E para os mais cépticos aqui está a patente. Isto é incrível mas não fica por aqui ainda há pior!


A ou as empresas que criarem a vacina irão receber IMUNIDADE CRIMINAL. Quer morra uma pessoa, quer morram milhões de pessoas por causa da vacina, a Baxter AG International, que já matou várias dezenas de pessoas com os vírus H5N1, H3N2, H1N1, e será o principal fornecedor do mundo da vacina H1N1, não poderá ser processada em NADA relacionado com a vacina ou com o vírus. Quem deu esta imunidade? O nosso amigo Barak Hussein Obama. Isto segundo a Associated Press.

Se a Baxter AG International recebe imunidade de um crime, podem esperar pelo crime, ele irá acontecer.
Estique o braço, receba o veneno e não terá o direito de processar, limite-se a adoecer e espernear em agonia.

"Qualquer pessoa que esteja disposta a abdicar de um pouco de liberdade em troca de um pouco de segurança, perderá ambos pois não merece nenhum"
- Benjamin Franklin

A vacinação será pior que o vírus, não ser vacinado é um direito e é a sua saúde e segurança que estão em causa!
Leia tudo, ouça toda a gente mas não acredite em nada nem ninguém. Investigue, tire as suas conclusões e escolha consoante elas. Não deixe que decidam por si, pois a sua saúde só o afecta a si e àqueles que ama. Lembre-se que os líderes nacionais e internacionais, não querem saber de si, você é unicamente um numero, vivo ou morto, com saúde ou doente, mas só um número.



Ode ao exagero

Nós como pessoas somos exagerados por natureza. Temos o dia mais triste da nossa vida, o dia mais feliz da nossa vida, o sonho maior que todos os outros, ou o objectivo. O dia mais importante, o dia mais chato. A melhor foda bem como a pior. Mas como é que sabemos se é foi a/o melhor ou pior? Porque o sentimos naquele momento e em forma de exagero falamos como se fosse o último dia das nossas vidas.

Um dia saberemos quais os piores e melhores momentos. Um dia saberemos quem foi a pessoa mais importante nas nossas vidas e esse dia será quando tivermos aquele flashback sob forma de slide show na face da senhora dona morte. Até lá é sempre o dia mais, o sentimento mais... ou menos... até hoje, e não das nossas vidas, pois tudo o que haverá de melhor na nossa vida ainda está para vir, sob forma de equilibro o de mau também.

O problema é que nos ensinaram a ver o mundo como algo em equilíbrio. Ying e Yang, bem e mal, crime e justiça, feio e bonito, céu e inferno, amor e ódio, felicidade e dor. Na verdade esse equilíbrio não existe, apesar da vida ser perfeita o ser humano não é, pois é humano e nada humano poderá alguma vez ser perfeito. Por isso mesmo não há equilíbrio e o que existe que nos magoa será sempre em maior quantidade. Quer a dor seja boa ou má, a fronteira é tão ténue que magoa sempre.


O amor por exemplo é uma busca incessante de todos os seres humanos, não porque seja indispensável apesar de acharmos que sim. Essa busca deve-se ao simples facto de que o amor nos parece ser uma porta para a felicidade. Para uma espécie de Nirvana. Mas o amor não é eterno na sua forma física, só na forma sentimental, mas a nível sentimental o amor poderá ser dor.
Já amaram tanto, mas tanto ao ponto de parecer que o vosso coração pára? Amar ao ponto de vos doer o estômago? Ao ponto de acordarem a meio da noite com medo do fim? Ao ponto de não comerem, beberem, dormirem? Já sentiram uma vontade de apertar alguém com a força capaz de a esmagar? Esse amor dói. Apesar de ser um sentimento belo nunca é a porta de felicidade pois há sempre a puta da dor, do medo lá pelo meio.

Quem ama sofre. Quem não ama sofre. Quem perde quem ama sofre. Parece que o sofrimento é um sentimento presente que não possui contrapeso. Onde está o equilíbrio?

Podemos ser máquinas fixadas num objectivo e derrubar barreira após barreira, mas o amor pára-nos, fragiliza-nos fortalencendo-nos.

Já sentiram aquele abraço em que num segundo sabem que fariam tudo por aquela pessoa? Que passariam uma eternidade de dor para que essa pessoa nada de mau sentisse? A certeza que mataríamos ou daríamos a nossa vida por ela? E ao mesmo tempo num abraço, um simples abraço em que nos sentimos vulneráveis, indefesos, frágeis nos braços dessa pessoa, pois ela na verdade é tudo.
Num abraço somos ao mesmo tempo um Super-herói e uma donzela em apuros.

O amor não é a porta para a facilidade, e se o é, é a porta de uma casa de férias onde não iremos morar para sempre. Mas são as férias que ficarão na nossa memória toda a vida, onde teremos essas memórias como sentimento bom, como contrapeso de todos os maus... mas a balança nunca está em equilíbrio.

Quando acaba e se acaba, o que resta? Saudade, tristeza, incerteza, medos, dor, na verdade tudo é dor, até o amor, o que me leva a pensar que a dor é eterna mas que por vezes é disfarçada de alegria com prazo de validade.

O sentimento de sermos super heróis por amar contrastando com o quanto ficamos indefesos num abraço, é o único equilíbrio.
O amor está para a dor, tal como a vida está para a morte... são férias da eternidade.

Este texto surgiu de uma viagem sem destino que fiz hoje, onde no rádio começou a tocar um clássico dos anos 80 ao qual nunca prestei atenção. A certa altura na musica ele diz: "I just died in your arms tonight", esta frase é descrição perfeita do abraço a uma pessoa que se ama, em que conseguimos sentir o nosso ritmo cardíaco a abrandar numa sensação indescritível de segurança, ao ponto de por um segundo ele parecer parar.

Um sopro

E-books XVII

Os E-books estão de volta. Hoje irei dar os links de um pedido que me foi feito há 15 dias; e continuar com as obras completas que tenho vindo a partilhar:

William Shakespeare:

A comédia dos erros
A tempestade
A tragédia de Hamlet - Príncipe da Dinamarca
António e Cleópatra
As alegres senhoras de Windsor
Júlio César
MacBeth
O mercador de Veneza
Romeu e Julieta
Otelo
Rei Lear
Ricardo III


A série das obras completas de Stephen King está quase no fim, acabará para a próxima semana:

Sei o que você precisa
O tipo de sobrevivente
Turno do cemitério


Continuação de Agatha Christie:

Morte na praia
Morte no Nilo
O assassinato de Roger Ackroyd
O caso dos 10 negrinhos


Aqui fica mais um livro ligado às teorias da conspiração. Este livro está ligado alguns dos assassinatos, tentativas de assassinato mais famosos/as da história Americana. O homem que matou John Lennon, o homem que tentou matar Ronald Regan, o responsável pelo atentado de Oklahoma, e o homem que dizem ser quem atirou sobre JFK, todos eles tinham este livro na altura em que foram capturados ou na sua posse ou em casa. É também um livro que dizem ter feito parte de um programa da CIA nos anos 70 e 80 de controlo de mente, baseados em estudos Russos para criação de assassinos perfeitos. É também um livro que representa um papel muito importante no filme "Teoria da conspiração" de Mel Gibson, e por fim um livro cuja venda ou consulta em bibliotecas é extremamente controlada pelo FBI. Sinceramente não vejo o motivo...

J.D. Salinger:
Catcher in the Rye (Inglês)


Adenda: William Shakespeare - Sonho de uma noite de verão.

Imposto sobre a vida

Existe um novo imposto, o imposto por respirar...


Há muito tempo, desde uma entrevista de David Rockefeller antes do 11 de Setembro, que as elites falam num novo Banco. Um novo Bank of the World (não confundir com o World Bank). Ao contrário do World Bank, que é um banco de investimento, o Bank of the World seria a centralização da economia mundial num único banco, e com o nascimento deste banco surgiria uma nova linha de impostos mais reais. Isto seria o governo central da nova ordem mundial. O banco dos bancos que controlaria o dinheiro, os governos, os impostos. A ideia de ser este banco a estabelecer impostos, faria com que as pessoas em cada país pagassem impostos ao Estado e cada Estado teria de pagar impostos a este banco, o resultado seria a perda do poder de compra e a miséria mundial.
Se pouco do dinheiro dos nossos impostos não é aplicado nos nossos países, com o nosso país a pagar impostos a uma elite mundial, então aí é que nada seria aplicado.

Para os mais cépticos a própria Time Magazine já tocou neste assunto em Fevereiro de 2009.

Mas este banco ainda não existe, ainda não foram criadas a condições para que seja "necessário", ou aceite a criação do Banco dos Bancos e por isso uma lista de 100 novos impostos ficam em espera. Excepto um...

Numa necessidade de comecar a aplicar a Nova Ordem Mundial mesmo sem o novo banco, alguns desses 100 impostos foram aglomerados num só novo imposto, que será agora testado nos EUA.
Obama prometeu transparência, promenteu dar 7 dias ao Congresso e ao Senado para analisar propostas de lei, excepto esta: A lei chama-se Cap & Trade, um nome estranho. Ignorem o "trade" e prestem atenção ao "Cap". "Cap" é topo, é o imposto máximo possível, tal como as propinas vão de um mínimo à propina máxima "Cap". Obama não cumpriu a sua promessa, e devido ao interesse das elites de passar esta lei, o Congresso teve 13 horas para ler esta lei antes de votar. A lei tem 1.201 páginas o que daria 1,5 minutos por página sem tempo para um café, para ir mijar ou sequer pensar no assunto. Os representantes do povo tiveram 13 horas até à votação na manhã seguinte e como se isso não bastasse, às 03 da manhã foram adicionadas mais 300 páginas.

O que querem esconder nesta lei que legaliza um novo imposto?
Este é o imposto com que brincávamos em criança, quando dizíamos "qualquer dia temos de pagar impostos para respirar". Hoje nos EUA esse imposto é quase uma realidade, os Americanos se não protestarem para parar esta lei vão pagar para respirar, e depois onde será aplicada a lei? Na Europa, apesar de já aqui existir nos veículos motorizados.


A forma genial de juntar várias dezenas de impostos num só, foi chamar-lhe "Imposto sobre o Carbono". Tudo o que consome ou emite carbono pagará imposto. Eu, tu e toda a vida na terra é basicamente carbono.
O que é que isto afecta realmente?
As carnes irão aumentar, os criadores porque os animais emitem gazes poluentes, os consumidores porque estão a consumir carbono. Outras áreas afectadas, gás natural, gás de botija, gasolina, Diesel, Óleo, plástico, sistemas de aquecimento sejam eles a águas, gás, óleo, lenha e isto inclui caldeiras, salamandras, aquecedores, lareiras, ar condicionado e até grelhadores de jardim. Carvão, centrais energéticas, recolha de lixo, água potável quer da rede quer em garrafa. Energia eléctrica e até as lâmpadas. Também viagens de taxi, autocarro, avião, barco, comboio. Os carros e motos na compra, aluguer ou qualquer um em circulação, tudo o que de uma forma ou outra consome ou emite Carbono pagará imposto quer na fonte, quer na compra, quer no consumo. Um imposto pago sobre 1 produto 3 vezes.

Mesmo que não tenham nada disto, pois vivem numa caverna e dormem em cima de uma pedra. Mesmo que não comam nada e vivam do ar... Pagam imposto também, pois vocês inspiram O2, expiram CO2, logo o imposto do Carbono aplica-se a toda a gente sem excepção. Este facto incrível foi também noticiado pela Real clear Politics.

Esta lei foi aprovada no Congresso por políticos que estiveram toda a noite a tentar ler, a maioria admite que não conseguiu ler tudo, mas a lei passou. Está tudo agora nas mãos do povo, para tentarem parar esta lei de ser aprovada pelo Senado.

Se a lei entrar em vigor nos EUA, teremos em breve os Governos Europeus a sorrir com cifrões nos olhos. Isto representará um aumento de quase 25% na carga fiscal.

Obama até agora só disse a verdade numa coisa, quando disse que iria dar "Change" ao povo Americano. O povo interpretou "Change" como mudança para melhor, mas é possível mudar para pior. No entanto, "Change" tem outros significados como: troco ou trocos. Obama irá cumprir esta promessa e deixará a classe média Americana agarrada a "Change", a TROCOS.

"Give me your money and keep the change"

9/11 - Quem beneficiou? (parte final)

Texto anterior: Parte 10

Em qualquer investigação criminal seja ela civil ou militar, a investigação começa sempre pela mesma pergunta. Olhado para o caso do 11 de Setembro, quer se pense ter sido acto de um grupo de terroristas Islâmicos ou de um grupo de terroristas Governamentais, o que é certo é que é um crime, e para iniciar uma investigação devemos responder a essa pergunta e seguir a partir daí:
Quem beneficia?

Osama Bin Laden (ex-agente da CIA chamado Tim Osman)


Cinco dias após o 11 de Setembro, Bin Laden publicou um comunicado que foi muito pouco publicitado, onde dizia:
"O governo dos EUA tem-me acusado constantemente de estar por detrás de todos os ataques e de todos os seus inimigos. Quero assegurar o mundo de que eu não planeei os recentes ataques, que me parecem terem sido planeados por pessoas com motivos pessoais. Tenho estado a viver no Estado Islâmico do Afeganistão e sigo as regras dos seus líderes. O actual líder não me autoriza a executar este tipo de operações".
Este comunicado apareceu uma única vez na TV Al Jazera e não recebeu atenção da imprensa mundial.
Bin Laden era um fugitivo rico, ao ponto de obter tratamentos em hospitais entre eles um hospital Americano no Dubai. Ele gozava de relativa liberdade fora dos EUA.

Depois do 11 de Setembro, a vida dele piorou, já não poderia gozar do conforto que tinha no Afeganistão tendo de fugir para as montanhas e deixou de poder receber tratamentos em hospitais. O que poderá ter significado a sua morte no final de 2005, como muitos acreditam e como Benazir Bhuto referiu antes de ser assassinada.

Bin Laden beneficiou ZERO!

Al Qaeda (grupo criado e financiado pela CIA nos anos 80)


A Al Qaeda foi formada pela CIA nos anos 80, a sua função era servir de resistência a futuras invasões Russas. A CIA fornecia armas, dinheiro e informações sobre os Russos.
Elementos da Al Qaeda foram durante os anos seguintes usados em treinos militares americanos, fazendo de "maus da fita" e alguns usados como agentes duplos em países Árabes.

Depois do 11 de Setembro, a Al Qaeda deixou de ser financiada, perdeu a protecção da CIA, foram perseguidos por todo o médio oriente, e como organização terrorista, perderam a sua capacidade de movimentação, o que é a base de qualquer organização.

Al Qaeda beneficiou ZERO!

Saddam Hussein (Ditador Iraquiano)


Sobre este não é preciso dizer muito. Até ao 11 de Setembro viveu com um Rei. Viu o seu país ser invadido pelos Americanos depois de ele ter invadido o Kuwait mas manteve o poder.
Depois do 11 de Setembro, viu o seu país ser destruído, teve de fugir e viver num buraco. Foi apanhado, esteve 3 anos preso e acabou condenado à morte por enforcamento.
Saddam Hussein beneficiou MENOS DE ZERO!
Aqueles acusados pelo governo Americano, não beneficiaram nada, logo eu não os iria considerar os principais suspeitos.
Quem afinal beneficiou com tudo isto?
Larry Silverstein (bilionário do ramo imobiliário e construção)


Alugou por 3.5 biliões de dólares o WTC durante 99 anos com direitos de reconstruir no caso de queda das torres. Alterou o seguro das torres para cobrir ataques terroristas, 3 semanas antes do 11 de Setembro. Afirmou ter decidido o "pull" do WTC7. Recebeu 7.1 biliões de dólares da seguradora e é quem está a reconstruir o complexo. Com o 11 de Setembro ele duplicou o seu investimento, poupou centenas de milhões em renovações e manutenção, e ainda ganhará mais alguns biliões na reconstrução do novo complexo.
Larry Silvestein lucrou IMENSO!
Dick Cheney (vice-presidente Americano)


Este homem foi presidente da empresa Halliburton, é ainda o principal accionista e ainda recebe ordenado desta empresa apesar de já não fazer parte da direcção. As acções da Halliburton não pararam ainda de subir desde o 11 de Setembro. Logo após a invasão do Afeganistão, o novo Presidente colocado pelos americanos assinou um acordo que os Taliban recusavam há anos. A Halliburton foi autorizada a construir uma conduta de gás natural levando o gás natural Afegão até à Índia. Foi também autorizada a construir uma conduta de petróleo vinda do Iraque. Se algo é construído no Afeganistão e Iraque a Halliburton está lá.

Dick Cheney beneficiou IMENSO!
George W. Bush (Presidente americano)



Este homem faz parte do Carlyle Group que são fabricantes de armas e construtores de bases militares. Desde o inicio da guerra no Afeganistão e Iraque, George Bush pediu mais de 1 trilião de dólares ao congresso para financiar a guerra, a maioria deste dinheiro foi para o Carlyle Group, responsáveis por fabricar e substituir os misseis e armas usados na guerra, bem como construir a mais de uma centena de novas bases militares em todo o médio oriente e as mais recentes na Polónia e Republica Checa.

George Bush é um homem ligado à industria petrolífera e energética e as suas empresas Arbusto e Harken estão presentes na exploração de petróleo no Iraque, bem como a nível energético no Afeganistão.
George Bush já triplicou a sua fortuna pessoal com esta guerra, beneficiou IMENSO!
O Governo americano

Há muito que os líderes Americanos falam na Nova Ordem Mundial, algo que nunca foi bem visto pelo povo. O 11 de Setembro permitiu ao governo Americano instaurar o Patriot Act, este documento substitui a constituição que se encontra suspensa. Sem constituição o povo americanos não tem direitos, só deveres. O Patriot Act permite ao governo ler e-mails, gravar conversas privadas, revistar pessoas na rua, revistar propriedade privada, pois sem constituição nada é privado. Permite recolher amostras de DNA de qualquer pessoa com ou sem registo criminal. Permite deter qualquer cidadão por tempo indeterminado sem que alguma acusação formal seja feita, sem que seja necessário mandato judicial, sem que exista suspeita ou causa provável, em segredo sem notificar familiares ou autoridades. O Patriot Act é o sonho de qualquer politico na linha de Stalin, Hitler, Obama.

O Governo Americano beneficiou IMENSO!
Digam-me, se fossem investigadores, quem é que iriam investigar primeiro? É ou não verdade que quando um homem com um elevado seguro de vida morre, a primeira coisa que fazem é saber quem irá beneficiar do dinheiro do seguro? Quem beneficia é sempre o primeiro suspeito, só não o é quando o beneficiado é quem faz a investigação.

E com este texto termino a série sobre o 11 de Setembro de 2001. Foi um ataque interno para justificar o controlo petrolífero do médio oriente, e fornecer as ferramentas necessárias para dominar os estados como inimigos: Irão, Síria, Coreia, Rússia e até a China. O 11 de Setembro foi um passo gigantesco, mas foi só um passo e um passo segue o outro. O próximo alvo será Coreia e Irão e as noticias actuais já deixam antever isso.
Mas as ovelhas não ouvem, não vêem nem querem ver, e não sabem de nada pois é melhor não saber. Vivemos numa sociedade de ovelhas em que acreditamos em tudo o que nos é dito na TV. Uma coisa é certa mais tarde ou mais cedo as ovelhas são conduzidas até ao matadouro.


H1N1 - Jane Bürgermeister

Na sequência do meu texto sobre o vírus H1N1, está na altura de fazer um update informativo pois desde então obtive mais informações.

Em 3 meses os EUA passaram de mais ou menos 2.000 casos para mais de 1 milhão. Seguindo este ritmo incrível de 500%/mês de contágio, que contrasta com os 20% no México (país onde o vírus foi detectado e onde deveria estar a contagiar mais pessoas), e os 10% na Europa, em Setembro deste ano haverão 25 milhões de contagiados só nos EUA.

Nos EUA estão a morrer 10 pessoas a cada 6.000 casos, o que é numero baixo, mas apesar da proporção ser a mesma, hoje morrem 1.666 pessoas, e seguindo esta tendência em Setembro morrerão 41.666 pessoa. Mas será muito pior do que isto. Em Setembro começa a época da gripe comum que só por si já mata. Eu pergunto quais os efeitos destes dois vírus no mesmo corpo? Quais os efeitos da vacinação da gripe comum no vírus H1N1? Alguém estudou isto? Não, pois não há interesse que seja estudado.
Por coincidência em Outubro o exército americano começa a patrulhar as ruas fazendo o serviço da policia... coincidências? Não, 30.000 soldados estão a treinar para uma emergência interna, e se estão a treinar não será em vão. Os soldados a ser usados são soldados já domados, são todos retornados do Iraque, havendo mais 20.000 em reserva prontos a serem chamados.

Os governos Americano e Inglês querem iniciar uma campanha de vacinação contra o H1N1, essa vacinação poderá ser obrigatória com punição, detenção e vacinação compulsiva e quarentena a quem não o fizer.

A vacina poderá afectar gravemente e até causar a morte, a pessoas com determinadas doenças, além disso ela contém um nível perigoso de mercúrio (tal como a maioria das vacinas obrigatórias). A vacina não foi convenientemente testada e o único teste feito em humanos matou 5 pessoas na Republica Checa, onde as vacinas H1N1 estavam contaminadas com o vírus H5N1. Os laboratórios responsáveis por esse "acidente impossível", são os fornecedores de 70% das vacinas para a Europa, EUA e Austrália.

Jane Bürgermeister é alguém que eu considero uma mulher fantástica pela sua coragem de após investigar o vírus H1N1 ter avançado com um processo em tribunal. Esta jornalista Austríaca, está a acusar a Organização Mundial de Saúde, as Nações Unidas, e diversos governos de Bioterrorismo, referindo que o H1N1 é o vírus preparado para o maior crime contra a humanidade até hoje.
Jane Bürgermeister preparou também uma injunção contra a vacinação obrigatória.
Estes processos são acumulados com os processos que ela instaurou em Abril contra a Baxter AG Australiana e a Avir Green Hills Biotechnology da Áustria, por ambos em laboratórios diferentes em estudos diferentes terem cometido o mesmo "acidente" de contaminarem as suas vacinas com o vírus H5N1.

Além das instituições processadas ela avançou com processos a indivíduos em particular, entre eles:
Barack Obama - presidente dos EUA
David Navarro - Coordenado do departamento de contágio das Nações Unidas
Margaret Chan - Directora-Geral da Organização Mundial de Saúde
Kathleen Sibelius - Secretaria do Departamento de Saúde e serviços humanos
Janet Napolitano - Secretaria do Departamento da Homeland Security
David Rotschild - Banqueiro e dono do Banco de Inglaterra (sim é privado)
David Rockefeller - Banqueiro e dono da Reserva Federal Americana (também é um banco privado)
George Soros - banqueiro e especulador financeiro
Werner Faymann - Chanceler Austríaco
Alois Stoger - Ministro da Saúde Austríaco

Em resposta a estes processos e por recusa de os retirar, Jane Bürgermeister foi despedida das suas funções de Correspondente Europeia do site mundial de energias renováveis.

Partilho aqui os documentos tornados públicos por Jane Burgermeister, os mesmos que estão a levar centenas (quando deveriam ser milhares) de pessoas a instaurarem os mesmos processo. Sim, porque qualquer cidadão mundial o pode fazer:

Provas do uso da gripe pandémica para despopular os EUA.

Acusações criminais

Versão original do site de Jane Burgermeister onde ela disponibiliza mais documentos para download (a maior parte está em Alemão)

Este é um estudo completo onde até o nome de Manuela Ferreira Leite é incluído.

A vacinação poderá ser perigosa daí a ideia de a tornar obrigatória. Ela deverá ser uma escolha pessoal de cada um de nós. Eu não digo para recusarem a vacinação, eu digo que ela é perigosa e poderá tornar real o: "se não se morre da doença, morre-se da cura". Eu pessoalmente recuso-a independentemente das retaliações que possa vir a sofrer.

Termino com uma entrevista a Jane Bürgermeister (a entrevista é unicamente ÁUDIO):

Entrevista parte 1
Entrevista parte 2
Entrevista parte 3
Entrevista parte 4

Com base na análise da documentação recolhida por Jane Bürgermeister, a Barbara Loe Fisher - Presidente do Centro Informativo Nacional de Vacinação (EUA), veio a público alertar para os perigos da vacinação e apelar à luta contra a sua obrigatoriedade:



Que fique claro que não estou a tentar impor as minhas ideias, estou sim a noticiar o que não aparece nas TV's, tudo o que não nos é dito, tudo o que há interesse em que se mantenha desconhecido das grandes massas que recolhem da TV e jornais a informação que necessitam. A escolha é no fundo vossa, as minha conclusões são pessoais, que quero partilhar e não passa disso mesmo, uma partilha. Da mesma maneira que uma suposta cura deverá ser disponibilizada, partilhada mas nunca imposta.

Nota: Dois dos maiores apoiantes de Jane Bürgermeister é e foi: Sheikh Abdullah bin Hamad al-Khalifa e Michael Jackson! Logicamente isto dará um texto próprio.



9/11 - Os terroristas (parte 10)

Texto anterior: Parte 9

"As grandes massas do povo, são mais facilmente vitimas de uma grande mentira do que de uma pequena"
-Adolf Hitler

Em qualquer crime por mais burro que o criminoso seja, as investigações demoram sempre algum tempo até que os culpados sejam apurados. Veja-se o os ataques terroristas do IRA em Inglaterra, os da ETA em Espanha, os FP25 de Abril em Portugal, os serial killers nos EUA, e um pouco por todo o mundo, são investigações cuidadas que demoram sempre no mínimo dias mas as investigações chegam a durar anos. No caso do 11 de Setembro no dia seguinte o governo Americano já tinha 19 nomes e fotografias.
Quer dizer, um plano desta envergadura que supostamente iludiu a maior agência de informação do mundo (CIA), e as pessoas evolvidas são identificadas até o pormenor de nomes, fotos, nacionalidade, e isto em menos de 24 horas?

O dito líder dos 19 terroristas dizem ser Mohammed Atta, um conhecido suposto terrorista que dias antes recebeu uma transferência bancárias de Omar Saeed Sheik, no valor de 100,000 dólares. Saeed Sheik, o mesmo homem que Benazir Bhutto disse ter assassinado Osama Bin Laden. Atta e Sheik eram agentes da CIA no médio oriente... eram, agora são conhecidos demais mas devem estar bem financeiramente.
Ora, um terrorista radical que vai morrer, não precisa de dinheiro e mesmo que precisasse, será que vendia a sua vida por 100.000 dólares? Tendo em conta o impacto, até fica barato contratar gajos destes. Além disso o pai de Mohammed Atta disse à BBC no dia 23 de Setembro de 2001, que a última vez que falou com o filho foi por telefone no dia 12 de Setembro de 2001. Isto significa que os 100.00 dólares serviram para comprar um telemóvel que tivesse rede lá no local para onde os terroristas mortos vão montar as suas virgens.

Pelos menos 17 destes 19 "terroristas" estiveram realmente nos EUA antes do 11 de Setembro e pelo menos 8 durante o 11 de Setembro, existem dados sobre a presença deles, existem dados da saída do país de alguns deles e não existe qualquer dado dos que estão vivos, pois saíram dos EUA em Janeiro de 2001.
Alguns alugaram avionetas para pilotarem, e o homem que as alugou disse que eles tinham licenças de voo Americanas e que eram muito maus pilotos. Na verdade 17 deles tiraram o curso de piloto nos EUA, estando os seus nomes registados.
Existe também a informação de durante a sua estadia nos EUA, estiveram hospedados em 3 locais, dois desses locais pertencentes ao FBI e o terceiro num motel em frente da seda da NSA.

A divulgação dos nomes surgiu, pois de acordo com as autoridades, após o embate do segundo avião na segunda torre, um policia encontrou um passaporte de um dos terroristas no chão.
Queriam que as pessoas acreditassem que o avião entrou totalmente dentro do edifício, explodiu, mas que o passaporte voou lá de cima directamente para as mãos de um policia de Nova Iorque... e se fossem gozar com caralho?

Por que é que digo que os terroristas são falsos?

Os seus nomes não fazem parte da lista de passageiros, nem mesmo o nome que consta nesse passaporte encontrado. A BBC encontrou e entrevistou 5 desses terroristas 12 dias depois dos ataques, estão vivos e de saúde nos seus países natal. Um deles, o dono do passaporte.
Até agora 8 foram encontrados vivos, e se juntarmos Mohammed Atta cujo pai afirmou ter contacto telefónico DEPOIS do 11 de Setembro, já são 9 dos 19 que estão vivos. Ora se 9 estão vivos sendo um deles um piloto confirmado, então acho que estão todos vivos.

A primeira noticia da BBC: 23 de Setembro de 2001

De seguida podem ver as fotos dos 19 pseudo-terroristas, marquei a vermelho os 8 que foram já confirmados estarem vivos e de saúde. A verde o seu líder cujo pai afirma que está vivo e com quem tem contacto por telefone.

Reparem como no voo 11, só sobram 1 terrorista. Um super terrorista que conseguiu tomar controlo de um avião com um X-Acto (sim o FBI afirma que usaram X-Actos), imobilizando 3 a 4 homens na cabine de controlo, sem falar nas hospedeiras e todos os passageiros...

Mais tarde, em 2006 a BBC desmentiu tudo dizendo que o erro de identidades se deveu a serem nomes muito comuns e que encontraram as pessoas erradas. Obviamente que isto é mentira, pois por mais comuns que sejam os nomes, as pessoas encontradas SÃO AS DAS FOTOGRAFIAS APRESENTADAS PELO FBI. A não ser que o Árabes sejam todos iguais, e garanto que não são. Uma coisa é certa, os 8 até agora encontrados reclamam dos seus países de residência a sua inocência. Sendo o dono da segunda foto a contar de cima, o mais barulhento que afirma ter estado nos EUA em Janeiro de 2001, mas que pode provar que estava em Marrocos durante os ataques. Acho que não será muito difícil de provar isso, visto que ele trabalha numa empresa de aviação e o dia dos ataques era dia de trabalho, em Marrocos era hora de almoço, basta ver se ele picou cartão nesse dia...

Quando o governo americano foi confrontado com o dono do passaporte estar vivo e ter sido entrevistado, saiu um comunicado do tipo "ups, foi um erro", e nunca mais se tocou nesse assunto. Como é que se acha um passaporte por engano, principalmente quando o dono do passaporte está no seu país Natal? Não tenho dúvidas que o passaporte seja verdadeiro, pois o governo Americano apresentou-o como prova, mas por outro lado é o Governo Americano que os faz.

Destes pseudo-terroristas, os que estavam nos EUA na altura pagavam as suas compras com um cartão de crédito pertencente à Huffman Aviation. Os carros em que se deslocavam eram carros de cortesia com matriculas sem rasto informático... o que cheira sempre a CIA e FBI.

O FBI afirma que quando publicou as fotos, uma stripper reconheceu alguns dos elementos. Diz o FBI que ela contou que eles estiveram no seu clube de strip no dia 10 de Setembro, gastaram mais de 200 dólares cada um, apanharam uma grande bebedeira em que gritavam que ninguém ali fazia ideia do que eles iriam fazer. No final eles deixaram como gorjeta um Corão e os seus cartões de visita.

Isto é para rir? Um terrorista radical Islâmico, a beber álcool e numa casa de strip? Só falta dizerem que estavam a comer costeletas de porco para a anedota ser total!
Se iam morrer, por que raio iriam deixar os cartões de visita? Teriam eles o numero do paraíso? E mesmo que tivessem, com 71 virgens à espera deles, não há tempo para falar com strippers.

Se todos os acontecimentos do 11 de Setembro não tivessem sido tão trágicos, eu diria que esta é a maior comédia de todos os tempos. Como é que alguém pode ser tão estúpido ao ponto de pensar que podem enganar todo o mundo para sempre?
Sim, enganaram a maioria e não, não vão ser punidos, mas isso não significa que não sejam acusados e se pessoas suficientes acordarem do coma quem sabe?







Uma voz não faz muito, mas um milhão de vozes podem mudar o mundo, mas para esse um milhão falar basta uma, uma voz para ser a primeira e as outras se seguirão.


Próximo e último texto da série: Parte 11
Referências