9/11- Estranhos aviões (parte8)

Texto anterior: Parte 7

No dia 11 de Setembro estavam no ar 3 estranhos aviões e vou aqui falar deles.

Primeiro gostaria de referir que durante o meu voluntariado no exército Português, fiz parte da Brigada Aerotransportada Independente, eu era atirador de misseis Stinger e mais tarde entrei na unidade de investigação, e dei formação de identificação de aeronaves. Os misseis Stinger são misseis terra ar para abater aviões e para se ser atirador temos de ter a capacidade de identificar qualquer avião em segundos. Olhar para o ar, identificar o modelo do avião de forma a sabermos se é "amigo", "inimigo" ou "neutro". Funções essas que desempenhei em missão das Nações Unidas.
Até hoje ainda não cometi um erro de identificação e não será neste texto que o irei cometer.

Há 3 aviões suspeitos:

1- O avião de Nova York após os dois embates.

O director da FAA, ordenou que todos os aviões aterrassem e nenhum poderia permanecer no ar ou levantar voo, por isso qualquer avião no ar teria de estar nas mãos da Força Aérea Americana, visto que piloto nenhum iria arriscar violar uma ordem destas.
No entanto após os dois aviões terem embatido nas torres, existe esta foto:

Obviamente que não é possível identificar o avião desta foto, pois os pixels não me permitem identificar uma única característica.

2- O segundo avião a embater no WTC.

O segundo avião a embater nas torres gémeas era um Boeing 767 e não um 757 como disseram inicialmente.
Agora vou mostrar 2 fotos de Boeing 767. Um da American Airlines, outro da United Airlines:
American Airlines

United Airlines

O avião que embateu na segunda torre é dito ser da United Airlines, pois a cor dos da American Airlines reflectem o sol, devido ao metalizado e o avião usado era de tom escuro. Até aqui tudo bem.

O avião 767 comercial é um 767-200. Quando eu vi as primeiras imagens na TV ouvi um jornalista da CNN a dizer que não tinha visto janelas no avião e lhe parecia ter sido um avião militar. Ao ouvir isto, que nunca mais foi repetido, prestei atenção às imagens e o que vi foi um 767-300. O que é que isto significa? Ambos são o mesmo avião, o primeiro é civil e o segundo é um avião militar que serve para reabastecer aviões durante o voo. Além de serem diferentes na sua função, são diferentes nas suas medidas. Aqui fica uma comparação dessas medidas:





Pelas fotos existentes as medidas do avião batem certo com o modelo 767-300.
A secção do nariz de um 767-200 (A), é mais pequena do que a secção das asas (B). Onde um 767-300 (A) é maior que (B):
767-200 => A:B = 190:200 = 0.95:1 - A menor que B
767-300 => A:B = 221:200 = 1.105:1 - A maior que B

Portanto a fuselagem é grande demais para ser um Boeing 767-200 e por isso este avião não poderia ser voo 175 que era um Boeing 767 com o numero: N612UA.

Mas claro nem toda a gente o sabe calcular e podem dizer que isto não é argumento e vão perguntar-me quem é que criou as medidas, e talvez até um documento da construtora com as medidas referidas ou até quem sabe, que programa de usa para calcular medidas. Por isso vou mostrar mais uns detalhes.
O avião em causa tinha 3 objectos estranhos debaixo dele. Aqui fica uma foto em que a cor foi mudada para realçar o avião:


Visto que parte debaixo de um avião comercial é quase totalmente lisa, leva-me a questionar os 3 pontos que saliento. Os números 2 e 3 são depósito extra que não fazem parte de avião nenhum, civil ou militar, o que estava lá dentro não sei, mas certamente não seria água benta. Agora o numero 1 sei o que é, pois é algo que só aparece em aviões 747, 757 e 767 militares:




Agora uma comparação entre o avião do 11 se Setembro e um civil:


Termino com uma ampliação que mostra nitidamente o depósito extra numero 2:



3- O avião que sobrevoava a Casa Branca.

O avião sobre a casa branca para muitos é ainda um mistério. Nenhum avião militar ou civil pode sobrevoar a Casa Branca, excepto o AirForce One, que é o avião do Presidente, que usa para se deslocar e que em caso de guerra passa a ser uma "Casa Branca voadora". Lá dentro estarão os elementos fundamentais para o funcionamento do governo, com centros de comunicações, acesso às armas nucleares e o avião pode ser abastecido em voo. Mas naquele dia não era o AirForce One, os próprios jornalistas o afirmaram devido ao branco imaculado desse avião, e vocês podem comparar as cores do avião mistério, com as do AirForce One:

(avião mistério)


(AirForce One)

Com uma ampliação da imagem podem distinguir-se dois detalhes: A bandeira Americana na cauda e uma linha azul ao longo do avião.
Então que raio de avião era aquele?

Era nem mais nem menos o "Doomsday Plane". O avião recebeu este nome devido às suas funções. Se o AirForce One, é um centro voador para o governo, terá de haver um para os militares. Vejam o "Doomsday Plane" como um "Pentágono voador", de lá fazem o mesmo que se pode fazer no AirForce One e muito mais. O Doomsday Plane tem uma caracteristica interessante, ele serve também de torre de controlo podendo tal como elas, tomar controlo de qualquer avião comercial sem interferência do piloto. Este sistema serve para desviar aviões da sua rota. No entanto este sistema está tão avançado que hoje é possível além de controlar e aterrar um avião sem ajuda de ninguém lá dentro, é também possível levantar voo. Um avião controlado por um sistema destes, chama-se "Drone".
Não existe só um "Doomsday plane", existem vários tal como existem vários ramos militares que precisam de ser controlados em caso de guerra.
Se na foto de Nova Iorque (a primeira deste texto), aquilo for um destes aviões... acho que o piloto terrorista é este avião:


Acho que este é o assunto mais claro para mim, pois neste campo eu estou à vontade, com 100% de certeza de que o avião que embateu na segunda torre, era um avião militar.

Termino com uma foto, que é a única para a qual não tenho qualquer tipo de explicação, nem opinião. Só sei que é grande demais para ser um pássaro (excepto se for pré-histórico) e não é com toda a certeza um avião:


Se medirem o objecto voador, ele é de asa a asa, do tamanho da coxa do militar (que é a pessoa mais próxima da câmara)... tendo em conta esta referencia só posso dizer que se aquele objecto estivesse junto ao militar seria imensamente maior que ele.
Sim, esta foto é de 11 de Setembro de 2001 tirada em Nova Iorque. A foto maior é a original a ampliação sem pixelização foi feita com um programa especial para o efeito.
O que vos parece? Se eu fosse supersticioso diria que é uma Phoenix, mas mesmo que exista alguma escondida no mundo, seria uma ironia tremenda, uma espécie de sinal divino, aparecer uma em Nova Iorque naquele dia. Aceito sugestões lógicas tendo em conta o tamanho do bicho.

ADENDA: Recebi hoje por mail dois vídeos: um em câmara lenta que mostra o objecto extra numero 2 a causar dano ao penetrar a torre, pode ser visto aqui e as testemunhas a dizer que era um avião militar aqui.

Parte 9, dia 13-07-2009, que falará do WTC7 que apesar dos danos ligeiros, caiu 5 horas depois das duas torres.
Referências

42 Comentários:

  Laura

sexta-feira, julho 10, 2009 5:47:00 da tarde

Grrr.... eu que também tenho o IE não consigo ler os primeiros posts... vou mesmo ter que downloadar o Mozilla.

Bruno, tenho uma pergunta a martelar-me na cabeça e preciso de uma resposta. Talvez por ser ingénua, ainda acredito na humanidade, daí ter esta questão a enjoar-me, embora quase de certeza já saberei a resposta:

Como raio é que se faz uma coisa destas? São VIDAS que estão em jogo!!!! Morreram milhares de pessoas. Pessoas que deixaram filhos pequenos e uma vida inteira pela frente. Ou o Bush é o maior assassino da História contemporânea, ou então não sei...

  SleepWalker

sexta-feira, julho 10, 2009 6:14:00 da tarde

na 1ª foto eu cá acho que é aquele avião com penas...ai...como é que se diz...ah! pássaro! :\
naquela foto que dizes mostrar nitidamente o depósito extra número 2...é mentira. não se vê nitidamente coisíssima nenhuma, mas lá está, há pessoas que vêem jesus numa torrada certo?
epá e na última foto...eu cá aponto para um tubaralho voador. porque obviamente não pode ser uma pomba que está mais perto na foto :\

  Bruno Fehr

sexta-feira, julho 10, 2009 7:27:00 da tarde

Laura:

Os Presidentes Americanos ainda vivos fazem parte o Bohemian Club e realizam todos os anos uma cerimónia privada realizada perante um coruja gigante igual à que está escondida na nota de dólar, e igual às formas de Washington vista de um avião. Nesse cerimónia simula-se o sacrifício humano de um homem chamado "Dull Care". Basta analisar o nome desse homem e perceber um pouco da intenção.

Mas não é Bush o culpado, Bush é só um dos homens que retirou dividendos, mas o objectivo final é maior, é uma ordem mundial em que nenhuma das pessoas que fala nela irá ter poder. Eles seguem um plano há muito traçado.

  Bruno Fehr

sexta-feira, julho 10, 2009 7:30:00 da tarde

SleepWalker:

"na 1ª foto eu cá acho que é aquele avião com penas...ai...como é que se diz...ah! pássaro! :\"

Sabes a altura das torres? Estás bem a ver a que altura está aquele objecto? Mas que raio de pássaro voa àquela altura? O Popas?


"naquela foto que dizes mostrar nitidamente o depósito extra número 2...é mentira. não se vê nitidamente coisíssima nenhuma"

Numa palavra: óculos.

"epá e na última foto...eu cá aponto para um tubaralho voador. porque obviamente não pode ser uma pomba que está mais perto na foto :\"

Ó minha amiga, mas o que é que andaste a fumar? Se comparares o tamanho do objecto com o tamanho de uma simples janela, vez que o objecto é maior e ESTÁ MAIS LONGE, isto claro, para mim que tenho em conta a visão tridimensional, mas se a tua é bidimensional, então sim pode ser uma pomba, um tubaralho e até o caralho.

Gosto de discutir o que é escrito, mas só quando os comentários fazem algum sentido e não é este o caso.

  Jane Doe

sexta-feira, julho 10, 2009 11:58:00 da tarde

O Sleepwalker anda a dormir, só o nome diz tudo!

Eheheheh

E gosta de ver o "O meu nome é Earl!"

Ahahahah

(Eu já volto.)

  Catsone

sábado, julho 11, 2009 12:05:00 da manhã

Essa última foto... realmente parece uma phoenix! Retiraste de onde? Foste a algum site de ufologia :)
Espero pelo texto sobre o WTC7. A queda daquele edifício é, para mim, o maior mistério e o maior indício de uma "fabricação".

  Nandez

sábado, julho 11, 2009 12:27:00 da manhã

Bem cá está o que eu queria saber, embora não esteja realmente o que eu queria mas já é bom Bruno. só um aparte, e as supostas vitimas e terroristas que iam nos aviões? seriam já pessoas falecidas? e as famílias? seriam pessoas mentalmente manipuladas? pelo que vejo, talvez.

em relação à 1ª foto, penso que talvez seja um Eli, mas como falaste no avião pentágono, poderá ser também provável, mas existem videos de imagens idênticas a essa, em que parece ser um Eli da policia ou da TV, mas como disseste é difícil de ver, por isso fica na duvida.

agora fiquei perplexo com esse avião pentágono, não sabia que havia tal coisa, se existe mesmo, então está explicado... só resta saber a que horas passou esse avião pela casa branca. Depois ou durante os ataques?

ultima imagem. bem parece uma Phoenix sim ou algo do tempo jurássico, só não da pa perceber também o que está por baixo do "pássaro", se é um prédio ou serão tipo nuvens?

espero pelos proximos

  Jane Doe

sábado, julho 11, 2009 1:12:00 da manhã

"O director da FAA ordenou que todos os aviões aterrassem(...)"

No dia dos ataques, que era também o dia dos treinos certo?

A parte do avião ser militar porque é um 767 300 em vez de um 767 200 eu passo à frente. Estou a ler mas não estou a perceber.

O avião branco...
Ou seja... O avião que embateu na segunda torre é como se fosse um telecomandado, neste caso pelo avião que estava a sobrevoar a casa branca. E porque estaria aquele avião a sobrevoar a casa branca?

Em relação à ultima foto, provavelmente será uma montagem. Esta seria a explicação mais lógica, e acho que poderá existir forma de averiguar. Se não for uma fotomontagem pode ser algum pássaro gigante mas enfim, não estou com muita vontade de procurar pássaros gigantes que possam ter estado por ali àquela altura...

  Anónimo

sábado, julho 11, 2009 3:21:00 da manhã

Acompanho com muito interesse o teu blog há algum tempo e este assunto em particular intriga-me desde a sua ocorrência. De facto, toda a história me parece muito mal contada. Se fosse possível, gostaria que me indicasses outros blogs ou sites onde pudesse, com alguma fidelidade, ler sobre o assunto. Continua. Parabéns pelo blog. Sérgio

  AlfmaniaK

sábado, julho 11, 2009 4:23:00 da manhã

Isto tá cada vez melhor!
Começas por dar a conhecer a tua experiência e habilidade em reconhecer "coisas" voadoras (como se fosse relevante para o debate), e depois concluis com uma imagem, que parece um pássaro, mas questionas que objecto é aquele!!!! Ora isto coloca em causa toda a credibilidade demonstrada no âmago do post!
Quando afirmo que parece um pássaro, não o digo por acaso: há duas hipóteses, ou é coincidência e o pássaro está no mesmo plano que o 1º homem, criando a ilusão que está ao longe porque não tem elementos escala atrás dele. Senão é photoshop. Pessoalmente estou mais inclinado para esta hipótese, já que é muito estranho a parte ampliada ser tão clara e nem assim ter-se apliado algo mais, para servir de escala além do candeeiro. Muito conveniente.
Ainda assim o mito do mothman nem sequer faz parte do 9/11, porque raio o apresentaste? Haaaa... porque associa-se às tragédias, claro!

Já agora porque não esclareces o que é a carenagem do boing 767? E a parte das janelas(?), já não é um facto?
Não querendo abusar distingue facto de evidência, seria útil para perceber porque é que em determinados argumentos o que parece é um facto, e noutros argumentos o que parece não é um facto!
(sobre vídeos inéditos referia-me áqueles que dificilmente se mantêm na net - parece que há censura)

  Bruno Fehr

sábado, julho 11, 2009 7:36:00 da manhã

Jane Doe:

"O Sleepwalker anda a dormir, só o nome diz tudo!"

Só pode.

  Bruno Fehr

sábado, julho 11, 2009 7:36:00 da manhã

Catsone:

"Essa última foto... realmente parece uma phoenix! Retiraste de onde? Foste a algum site de ufologia :)"

Foi num site sobre o 11 de Setembro, mas essa foto é possivelmente uma ilusão de óptica.

  Bruno Fehr

sábado, julho 11, 2009 7:37:00 da manhã

Nandez:

"Bem cá está o que eu queria saber, embora não esteja realmente o que eu queria mas já é bom Bruno."

Se disseres o que procuras, pode ser que tenha algo sobre isso. Se queres saber o que aconteceu às pessoas, sobre isso não há dados, imagens, documentos, excepto o que as dá como mortas. Como disse quem assassina 2776 dentro das torres, assassina mais 220 dentro dos dois aviões (Pentágno e WTC2).

"só um aparte, e as supostas vitimas e terroristas que iam nos aviões? seriam já pessoas falecidas? e as famílias? seriam pessoas mentalmente manipuladas? pelo que vejo, talvez."

Não me façam afirmar algo sem provas, eu não sei como foram mortas, mas foram mortas. Nenhum dos criminosos que que planeou isto tudo iria deixar 200 pessoas mais famílias à solta sabendo demais, é mais barato matar do que intimidar.
Existiram funerais, os nomes dessas pessoas está no monumento da tragédia. Tal como já disse, que de coração frio mata mais de 2700 pessoas nas torres, mata mais 200.

Quanto ao supostos terroristas, esse será o último texto (Parte 10).

"em relação à 1ª foto, penso que talvez seja um Eli, mas como falaste no avião pentágono, poderá ser também provável, mas existem videos de imagens idênticas a essa, em que parece ser um Eli da policia ou da TV"

Quando a FAA ordenou que todos os aviões aterrassem, isso inclui todos os aviões civis, ou seja de passageiros, privados, avionetas de rega, Helicópteros e até os Helis da policia, visto que a policia é civil. Para estar no ar, ou era mais um avião "desviado" ou militar. Sem esta proibição teríamos Helis da imprensa por todo o lado e haveria filmagens em detalhe do local de embate dos aviões que iriam provar que com fumo negro nao há fogo, e portanto o aço não seria derretido por fogo.

"agora fiquei perplexo com esse avião pentágono, não sabia que havia tal coisa, se existe mesmo, então está explicado... só resta saber a que horas passou esse avião pela casa branca. Depois ou durante os ataques?"

Depois da primeira torre, depois do caso Pentágono, falavam em 3 ou 4 aviões possivelmente desviados, e foi visto este sobre a casa branca. Como era um avião relativamente secreto, ninguém o conseguiu identificar. Mais informações sobre este avião (E-4B) aqui:

http://www.fas.org/programs/ssp/man/uswpns/air/special/e4b.html

E um artigo da Revista Time aqui:

http://www.time.com/time/nation/article/0,8599,1578060,00.html

"ultima imagem. bem parece uma Phoenix sim ou algo do tempo jurássico, só não da pa perceber também o que está por baixo do "pássaro", se é um prédio ou serão tipo nuvens?"

Poderá ser uma ilusão óptica, mandei-a a um Zoólogo amigo meu :)

  Bruno Fehr

sábado, julho 11, 2009 7:46:00 da manhã

Jane Doe:

"No dia dos ataques, que era também o dia dos treinos certo?"

Os treinos eram de 10 a 13 de Setembro.

"A parte do avião ser militar porque é um 767 300 em vez de um 767 200 eu passo à frente. Estou a ler mas não estou a perceber."

Simples: o esquema que dou divide o avião em 3 partes A, B e C e respeita a escala da foto. O avião 767-300 é significativamente mais comprido que o 767-200 na secção da frente até ao inicio das asas e ponta mais recuada das asas até à cauda. o 767-200 tem um total de 48,5m e o 767-300 tem 54,9 metros, 6 metros para quem sabe o que está a ver causa diferença e nota-se bem, num detalhe, no avião maior que é o militar os motores estão consideravelmente mais perto da fuselagem, que no meu caso, foi o que despertou a atenção.

"Ou seja... O avião que embateu na segunda torre é como se fosse um telecomandado, neste caso pelo avião que estava a sobrevoar a casa branca. E porque estaria aquele avião a sobrevoar a casa branca?"

Quando o avião foi identificado os responsáveis do governo disseram que eles estavam em treinos. Foram questionados sobre o que é que um avião preparado para guerras nucleares tinha a ver com os treinos da NORAD e foi referido que eram outros treinos referentes a um possível ataque nuclear.
Parece que naquele dia toda a gente estava a treinar... que merda de timming.
Eu não digo que era comandado á distancia, mas visto que o terrorista que foi inicialmente identificado como sendo o piloto está vivo, de saúde e foi até entrevistado... sim estava a ser comandado à distancia.


"Em relação à ultima foto, provavelmente será uma montagem."

Não é foto montagem. Passou por Hex Scans e está limpa. A única montagem que acusa é a sobreposição da ampliação na foto original.

"Se não for uma fotomontagem pode ser algum pássaro gigante mas enfim, não estou com muita vontade de procurar pássaros gigantes que possam ter estado por ali àquela altura..."

Na verdade, a explicação mais lógica é que está mais próximo do que parece, e é um ilusão óptica.Mas não deixa de se parecer uma Phoenix :)

  Bruno Fehr

sábado, julho 11, 2009 7:54:00 da manhã

Anónimo Sérgio:

"Se fosse possível, gostaria que me indicasses outros blogs ou sites onde pudesse, com alguma fidelidade, ler sobre o assunto. Continua. Parabéns pelo blog. Sérgio"

No meu último texto (Parte 10) tenciono incluir referencias, visto que não posso nem quero receber qualquer tipo de crédito tomando a investigação totalmente minha, é óbvio que é uma recolha de dados confirmados de várias fontes que considerei fidedignas como o "Pilots for truth" e "engeneers for truth" e fontes extremamente bem argumentadas como "Letsroll", mas aqui ficam alguns links de sites:

http://911anomalies.wordpress.com
http://911blogger.com
http://911physics.atspace.com
http://911weknow.com
http://stj911.org
http://physics911.net
http://letsrollforums.com
http://philjayhan.wordpress.com

  Bruno Fehr

sábado, julho 11, 2009 8:08:00 da manhã

AlfmaniaK:

"Começas por dar a conhecer a tua experiência e habilidade em reconhecer "coisas" voadoras (como se fosse relevante para o debate), e depois concluis com uma imagem, que parece um pássaro, mas questionas que objecto é aquele!"

Então será que a minha experiência para reconhecimento de aeronaves não é relevante? Acho que é, para afirmar que é de facto um série 300 e não um série 200. Agora nunca o meu treino militar de reconhecimento de aeronaves incluiu ou teria de incluir o reconhecimento de aves. Até porque o míssil Stinger é um busca calor e apesar de detectar o calor emitido pelo pássaro, não me parece que seja a arma economicamente viável para matar pássaros.

Tu tentas "desmontar" os textos, mas na verdade a única coisa que podes fazer é colocar em causa as fontes, pois não tens mais nada, não dás uma única teoria ou facto, só dúvidas, pois assim não tens de dar o braço a torcer.
Por outro lado mostras estar tão desinformado que justifica as tuas dúvidas, só não percebo é o motivo pelo qual a dúvida não te leva a buscar respostas.

"Ora isto coloca em causa toda a credibilidade demonstrada no âmago do post!"

Um militar não é um bird watcher, não temos de os saber identificar. O que o teu comentário demonstra desde a nossa primeira discussão é uma tentativa falhada de descredibilizar algo que tu não fazes, investigar. O simples facto de a única coisa que fazes é colocar em causa o meu trabalho sem que apresentes nenhum argumento válido, isso sim, isso retira-te credibilidade.

"o pássaro está no mesmo plano que o 1º homem, criando a ilusão que está ao longe porque não tem elementos escala atrás dele. Senão é photoshop."

É claro que é possível que seja uma ilusão de óptica e é essa a explicação mais provável.

"Pessoalmente estou mais inclinado para esta (a segunda) hipótese, já que é muito estranho a parte ampliada ser tão clara e nem assim ter-se apliado algo mais, para servir de escala além do candeeiro. Muito conveniente."

Estranho? Conveniente? Olha, em vez de colocares tudo em causa, dando um ar de céptico não curioso, por que é que não perguntas que programa foi usado?
Para ampliar detalhes de imagens sem que se danifiquem devido aos pixels, usa-se um ImageLizard que altera um algoritmo de modo a ser possível ampliar acima do normal sem que a imagem fique desfocada ou em pixels que não permitam ver nada. Infelizmente este programa serve para ampliar detalhes num clic. É usado para durante um vídeo clicar em certas zonas para uma ampliação automática desse detalhe.
Esta ampliação NÃO é conveniente, é a ampliação máxima de um objecto tão pequeno mas é 100 a 200 vezes maior que qualquer outro método de ampliação.

(continua)

  Bruno Fehr

sábado, julho 11, 2009 8:08:00 da manhã

"Ainda assim o mito do mothman nem sequer faz parte do 9/11, porque raio o apresentaste? Haaaa... porque associa-se às tragédias, claro!"

A sério, acho que tens um problema grave de interpretação:
Primeiro adoras colocar em causa o trabalho e até a credibilidade de outras pessoas, sem apresentes nadinha. Fazes-me lembrar as velhotas sentadas num banco de jardim a dizer que está tudo mal, sem nunca dizer como se faria bem. No que toca à minha "credibilidade", "imaginação", esses comentários são ofensivos e responderei na mesma moeda.

Pelos visto ainda sabes menos sobre o assunto, pois existem vários grupos que defendem a teoria de hologramas terem sido usados no 911, tendo até um informático duplicado em vídeo como isso poderia ser feito, criando um avião e fazendo-o embater nas torres.
Esta foto é de algo que eles acreditam ter sido também um holograma. Eu simplesmente não encontro dados factuais sobre isto, excepto que a tecnologia de hologramas é possível.

"Já agora porque não esclareces o que é a carenagem do boing 767? E a parte das janelas(?), já não é um facto?"

Não percebo esta pergunta, o que é a carenagem do avião? Não conheço um único avião com carenagens por isso não o posso esclarecer, a minha moto sim, tem duas carenagens laterais. Se te referes à fuselagem, não existem diferenças entre as do 767 série 200 e o série 300 a maior diferença é que o série 300 é mais comprido e tem os motores mais próximos da fuselagem.

Quanto a ter ou não janelas, como deves imaginar não estava lá e não dá para ver nas fotos disponíveis, mas eu NUNCA disse que o avião não tinha janelas. O que disse foi que um jornalista referiu que NÃO VIU janelas e que parecia um avião militar, e FOI ISTO que me fez prestar atenção ao avião, porque de facto os aviões mesmo militares possuem janelas.

"Não querendo abusar distingue facto de evidência, seria útil para perceber porque é que em determinados argumentos o que parece é um facto, e noutros argumentos o que parece não é um facto!"

É mesmo preciso?
Facto: O avião das imagens tem objectos extra debaixo dele.
Facto: O avião é mais comprido do que o comercial.
Facto: Os motores estão mais perto da fuselagem tal como no série 300.
Evidencia: o avião não ter janelas.

A evidencia não algo evidente é como que uma prova que pode estar errada, mas algo que dá inicio a uma investigação. Sem evidencias não há por onde começar. Neste caso a evidencia foi a possível falta de janelas comentada inocentemente por um repórter, que se mostrou não ser facto mas foi um ponto de partida da minha investigação.

Gosto de discutir os assuntos sobre os quais escrevo, mas simplesmente colocarem o papão fotoshop, a minha credibilidade, a minha falta de formação zoológica (quando não é para aqui chamada), em causa não faz qualquer sentido. Pois se abordas os textos já achando que é ficção da minha parte, qualquer resposta na caixa de comentários baterá na mesma parede que o texto.

  Fada

sábado, julho 11, 2009 9:02:00 da manhã

As coisas que uma gaja aprende neste blogue!!!!!!!!! :D

Bem, eu não vou comentar os aviões, a probabilidade de ser um avião telecomandado não é estranha para mim, a possibilidade do avião nº1 ser um avião igual ao nº 3 não é de descartar (ou até um avião Drone?? que não teria sido utilizado, e estivesse a ser retirado - até que distância é possível ao Doomsday Plane controlar um desses?), mas lá está, seria necessário uma imagem melhor para a identificação.

No avião 2, o nº1 é a caixinha surpresa das coisas que fazem Buuuum, certo? (Olha que eu não sou militar e na selva não há destas aves!!! :p)

Quanto à foto "inexplicável", e posto o facto de não ser fotomontagem, eu diria que a mim me parece uma ave, e que estaria a voar para cá do último candeeiro (entre o último e o penúltimo) e da árvore da esquerda, mas sem mais referências espaciais, é difícil ter a certeza. Em NYC existem aves grandes (http://www.nyc24.org/2003/issue2/story4/page2.html?

das quais, só como exemplo e pelo que me parece ser o formato do pescoço, poderia ser este:
http://sanfrancisco.about.com/od/sanfranciscophoto1/ig/californiabirds/greategret.htm

Mas um zoologo ou um ornitólogo poderá dizer-te outras possibilidades, pois eles reconhecem as aves só pelo voar, muitas vezes. :)

Quanto à pergunta do Nandez, o que está por baixo do pássaro, parece-me um edificio e uma nuvem, MAS num plano muito mais afastado, ou seja, na imagem está por baixo, mas na realidade, estaria muito ao longe.

Gostei muito deste post ,mas NÃO GOSTEI da informação que não vamos ter e-books... :(

Beijitos :)
e bom fds!

  Francisco Norega

sábado, julho 11, 2009 12:06:00 da tarde

Bem, desde já parabéns pela série de posts sobre a "Conspiração" que envolve a FEMA e afins ;)
Não direi se tens razão ou não, pois não me encontro na posse de todos os dados para afirmar qualquer uma das coisas, mas que me parece que todos estes posts foram escritos sobre bases sólidas, parece. E parece-me perfeitamente possível que isso venha a acontecer. Mas acho que só vamos descobrir mesmo a partir de dia 24 de Julho.

Quanto aos posts sobre o 11 de Setembro, parabéns pela pesquisa aprofundada. Havia coisas que já sabia, mas alguns pormenores que apresentaste foram totalmente novos para mim. Foi uma coisa irreal, macabra, diabólica, mas já nada me surpreende.
Quanto a este post especificamente, só me vou pronunciar sobre o último objecto suspeito, pois quanto aos outros parece-me que foste suficientemente claro ;)
Quanto àquele... "bicho", parece-me realmente uma ilusão de óptica - o pássaro deverá estar, não na linha do prédio, mas na linha das últimas árvores. E, inicialmente, parecia realmente um pássaro um pouco irreal, mas acho que a Fada tem razão. Pode perfeitamente ser um bicho daqueles.

Abraço e, mais uma vez, parabéns pelo excelente trabalho ;)

  Jane Doe

sábado, julho 11, 2009 2:21:00 da tarde

Bruno Fehr:

"Gosto de discutir os assuntos sobre os quais escrevo, mas simplesmente colocarem o papão fotoshop"

É uma hipótese, Bruno, como qualquer outra e tão válida como a de ser um pássaro numa ilusão de óptica.

Agora, se dizes que a fotografia passou por um programa que detecta os pormenores da foto e não é fotomontagem, não tenho porque não acreditar em ti.

Quanto à ilusão óptica, é possível, claro mas estou relutante. Se fosse ilusão óptica, na ampliação da mesma não daria para esclarecer em que plano estaria? É que eu continuo a aumentar e parece-me estar no plano da última esquina do prédio.

Phoenix?

Isso sim, seria interessante.

  Nandez

sábado, julho 11, 2009 4:35:00 da tarde

Bruno pois talvez tenhas razão quem matou 2000 pessoas nas torres e mais 200 num avião não faz muita diferença. mas se havia um avião sem janelas leva me a pensar também que não iam civis la dentro, seja como for desde inicio que isto cheirou mal. no que diz respeito ao que queria saber, são estes p3equenos detalhes que falas e que nem sempre, mesmo investigando se tem uma ideia clara.
esperarei pelos próximos a concluir este tema, e que venham os próximos (da lua) pois esse também já li muita coisa, sem associar os factos.

  Selenyum

sábado, julho 11, 2009 4:54:00 da tarde

Encontrei este blog por acaso.

É interessantes os factos que tu apontas sobres os mais variados temas, e tudo aponta na direcção de uma grande conspiração mundial no sentido de nos governar a todos. Algumas das teorias já conhecia, mas não a sua completa extensão. E se isso tudo é verdade, então o maior e o pior não conhecemos nem imaginamos. Cada vez é mais fácil controlar as massas de pessoas, toda a comunicação social age no sentido de uniformizar.

Por acaso de momento estou com gripe, nada de grave parece-me. Mas, recuso-me a ir ao hospital, a menos que algum sintoma mais grave se verifique.

Tens aqui um blog excelente, dos melhore que vi até hoje! Continuação de bom trabalho.

  Bruno Fehr

segunda-feira, julho 27, 2009 3:52:00 da manhã

Fada:

"até que distância é possível ao Doomsday Plane controlar um desses?)"

Desde que esteja no radar pode tomar controlo do avião. Ou seja em qualquer ponto do país este avião poder retirar os controlos a um piloto e inserir novas coordenadas em piloto automático, e até pilotar o avião à distancia. Um bastava para todo o território Americano mas eles possuem 4.


"No avião 2, o nº1 é a caixinha surpresa das coisas que fazem Buuuum, certo? (Olha que eu não sou militar e na selva não há destas aves!!! :p)"

Segundo a minha experiência militar, para criar uma explosão são necessárias duas coisas: explosivos e detonador o que neste caso se traduz em o depósito maior ser um combustível altamente inflamável e a mais pequena ser o engenho incendiário detonador. Pois a probabilidade de um avião embater num edifício e não explodir é elevada, excepto em filmes.

  Bruno Fehr

segunda-feira, julho 27, 2009 3:52:00 da manhã

Francisco Norega:

"Não direi se tens razão ou não, pois não me encontro na posse de todos os dados para afirmar qualquer uma das coisas, mas que me parece que todos estes posts foram escritos sobre bases sólidas, parece."

Que podem ser confirmadas no link "Referencias" em todos os textos.


"Quanto àquele... "bicho", parece-me realmente uma ilusão de óptica - o pássaro deverá estar, não na linha do prédio, mas na linha das últimas árvores. E, inicialmente, parecia realmente um pássaro um pouco irreal, mas acho que a Fada tem razão."

Já ampliei a foto diversas vezes mas a ilusão está sempre lá. Mas sim é uma ilusão de óptica, caso contrário os americanos iriam estar a disparar para o céu.

  Bruno Fehr

segunda-feira, julho 27, 2009 3:52:00 da manhã

Jane Doe:

"É uma hipótese, Bruno, como qualquer outra e tão válida como a de ser um pássaro numa ilusão de óptica."

Photoshop não é uma hipótese, até porque verifico as fotos e se são editadas não as farei passar como reais. Iria perder credibilidade se o fizesse.

"Quanto à ilusão óptica, é possível, claro mas estou relutante. Se fosse ilusão óptica, na ampliação da mesma não daria para esclarecer em que plano estaria?"

Usei 3 programas de ampliação e até uma ferramenta extra para o photoshop CS4 e não consegui esclarecer a ilusão.

  Bruno Fehr

segunda-feira, julho 27, 2009 3:53:00 da manhã

Nandez:

"Bruno pois talvez tenhas razão quem matou 2000 pessoas nas torres e mais 200 num avião não faz muita diferença. mas se havia um avião sem janelas leva me a pensar também que não iam civis la dentro"

Com toda a certeza não iam, até porque não há corpos.

  Bruno Fehr

segunda-feira, julho 27, 2009 3:53:00 da manhã

Selenyum:

"E se isso tudo é verdade, então o maior e o pior não conhecemos nem imaginamos. Cada vez é mais fácil controlar as massas de pessoas, toda a comunicação social age no sentido de uniformizar."

Tudo o que vemos é o resultado de um trabalho organizado e contínuo do qual só agora começamos vislumbrar detalhes.

Obrigado pelas suas palavras.

  X-Filer

quarta-feira, julho 29, 2009 3:20:00 da tarde

Uma amiga minha indicou-me o teu blogue precisamente com este post, que li de fio a pavio. E o que posso retirar daqui?

Pois, no que diz respeito à primeira imagem, eu também posso assumir que se trata de um dos (inúmeros) helicópteros que pairavam no ar após os embates, possivelmente da polícia (uma vez que a presença dos pertencentes às cadeias noticiosas foram interditados para fora de Manhattan, salvo erro). Já no que respeita à aeronave que embateu na segunda torre, não consigo descortinar uma coisa: na imagem em que o avião está mesmo prestes a embater na torre, indicas 3 objectos "estranhos" na fuselagem do aparelho, mas se o "objecto" 1 é uma protuberância (devido à diferente reflecção da luz que produziu na imagem), esta continua atrás das asas, uma vez que apresenta uma continuidade dessa reflecção. Significa então que a protuberância, no avião militar, continua após as asas? Não o parece nas imagens que colocaste... E depois há o "objecto" 3, que não é mais que a continuação da cobertura do reactor, perfeitamente visível com a mesma forma no outro reactor.
Já o dito 3º "objecto", parece-me ser parte da zona de inserção das asas na fuselagem (pode-se verificar igual alargamento no lado direito da imagem). No que respeita à ultima imagem que colocaste, com aquilo que, à primeira vista, me parece efectivamente ser o improvável pterodáctilo, não sei o que comentar. Resta-me questionar-te até que ponto quem te passou a imagem é de confiança, pois parece-me simplesmente uma simples fotomontagem...

Ficam apenas umas ideias. Mas não penses que eu estou, desta forma, a tentar inimputar os responsáveis por este vergonhoso e horroroso ataque, não aos EUA mas à Humanidade em si! Eu também acredito piamente que há interesses bem superiores atrás dos ataques. Desde que a poeira começou a assentar no Ground Zero que tudo me começou a cheirar muito mal e as histórias a parecerem muito mal contadas, como, por exemplo, o já referido Edifício 7, cuja queda me parece impossível de explicar com os embates, ou o incidente do Pentágono, que NÃO foi atacado por um avião mas sim um míssil / rocket!

Seja qual for o nível a que isto efectivamente se está a "jogar", uma coisa é certa: a vida humana não tem valor rigorosamente nenhum para quem perpretou tudo isto, quer com aviões civís desaparecidos (sim, se efectivamente os voos que alegadamente embateram mas Torres e no Pentágono desapareceram é porque as pessoas que neles iam também deixaram a existência)... e isso sim é preocupante...

Cumprimentos.

  Bruno Fehr

quinta-feira, julho 30, 2009 10:37:00 da manhã

X-Filer:

"Pois, no que diz respeito à primeira imagem, eu também posso assumir que se trata de um dos (inúmeros) helicópteros que pairavam no ar após os embates, possivelmente da polícia (uma vez que a presença dos pertencentes às cadeias noticiosas foram interditados para fora de Manhattan, salvo erro).

Isso nao é só incorrecto como é impossível. A FAA ordenou que todas as aeronaves aterrassem, sejam civis ou militares em todo o território Americano. Para um helicóptero estar no ar, teria de ser da FEMA, tirando a FEMA mais ninguém poderia voar nem com uma avioneta agrícola. E sim, vi imagens recentes que havia um helicóptero da FEMA um dos infames e silenciosos helicópteros negros

"na imagem em que o avião está mesmo prestes a embater na torre, indicas 3 objectos "estranhos" na fuselagem do aparelho, mas se o "objecto" 1 é uma protuberância (devido à diferente reflecção da luz que produziu na imagem), esta continua atrás das asas, uma vez que apresenta uma continuidade dessa reflecção. Significa então que a protuberância, no avião militar, continua após as asas?"

Correcto a parte do meio é onde está o trem de aterragem, portanto está livre. Na traseira é menos visível mas está lá.

"E depois há o "objecto" 3, que não é mais que a continuação da cobertura do reactor, perfeitamente visível com a mesma forma no outro reactor."

Na verdade não é, pois o objecto encontra-se na diagonal não havendo nada no outro, basta comparar as fotos de cor original e cor manipulada para o ver. Em opção tens a possibilidade de testar as sombras no photoshop e ver que aquela não a tiras pois não é sombra. Em ultima opção no final do texto tens um link, e lá encontras dezenas de horas de vídeos e de leitura sobre o assunto, muitos sites dedicaram-se só a este avião.

"Resta-me questionar-te até que ponto quem te passou a imagem é de confiança, pois parece-me simplesmente uma simples fotomontagem..."

A foto não tem montagem, foi testada ao detalhe e até traduzida para Hex e analisada. Na verdade é uma ilusão óptica e ave está mais próxima do parece, pois não existe outra explicação.

"como, por exemplo, o já referido Edifício 7, cuja queda me parece impossível de explicar com os embates, ou o incidente do Pentágono, que NÃO foi atacado por um avião mas sim um míssil / rocket!"

Este texto como deves ter reparado é a oitava parte desta série que são 11 textos no total e abordei todos os detalhes, ou pelo menos tentei. Quanto ao Pentágono, o teu raciocínio está correcto mas um Rocket não perfuraria tanto o edifício nem faria buracos tão grandes, teria de ser algo mais como um míssil cruzeiro.

"(sim, se efectivamente os voos que alegadamente embateram mas Torres e no Pentágono desapareceram é porque as pessoas que neles iam também deixaram a existência)... e isso sim é preocupante..."

Já o disse várias vezes, quem mata desta forma 2700 pessoas dentro das torres, não tem problemas em matar mais 200 até com as próprias mãos.
Estamos a lidar com uma elite mundial que nos vê como escravos e somos tantos no planeta que individualmente não temos qualquer valor.

  X-Filer

quinta-feira, julho 30, 2009 6:42:00 da tarde

Caro Bruno:

Refere "Este texto como deves ter reparado é a oitava parte desta série que são 11 textos no total e abordei todos os detalhes, ou pelo menos tentei. Quanto ao Pentágono, o teu raciocínio está correcto mas um Rocket não perfuraria tanto o edifício nem faria buracos tão grandes, teria de ser algo mais como um míssil cruzeiro."

Certo, quando referi o rocket, era mais uma figura de estilo que referindo-me tecnicamente ao objecto em si. Mas há uma coisa que julgo estranha: sendo um míssil cruzeiro, não seria um convencional, correcto? Nesse caso seria mais um ROV com carga explosiva, um pouco como os bombardeiros e aviões-espiões norte-americanos, ou não?

"Já o disse várias vezes, quem mata desta forma 2700 pessoas dentro das torres, não tem problemas em matar mais 200 até com as próprias mãos."

É exactamente o que quero dizer com o meu comentário, o valor (ou falta dele) que as nossas vidas têm mediante os seus planos (sejam os que forem...). É preocupante PARA NÓS!

  Bruno Fehr

quinta-feira, julho 30, 2009 7:42:00 da tarde

Para esclarece para que servem os artigos extra debaixo do avião, aqui está um vídeo que te dá uma ideia:
http://www.youtube.com/watch?v=wbCcb6NV8Io

Um avião para entrar num prédio daqueles tem de furar centenas de pilares exteriores e dezenas de pilares interiores todos em aço e interligados com barras horizontes e diagonais.
No vídeo acima vez o edifício a explodir antes de a sombra do avião o atingir e só depois da sombra o avião atingiu o edifico.

Quanto ao pentágono, este é o melhor pause and zoom disponível e o que faz disto prova, é que estas são as únicas imagens que o pentágono disponibilizou sob pressão. No pause and zoom podemos ver que não é um objecto prateado como o avião que dizem ter sido, é branco, muito mais pequeno e pontiagudo. É um míssil cruzeiro, mas dos médios, não é dos disparados de aviões, este é disparado de base móvel.


http://www.youtube.com/watch?v=lsWZHKIg3Cs

É claro que é assustador, mas não ficaram por aqui, repetiram a façanha em Madrid e depois em Londres. E muito em breve será repetido nos EUA a tragédia está preparada, e está a ser colocada em prática. Pode ser que aí o mundo finalmente acorde.

  X-Filer

sexta-feira, julho 31, 2009 2:07:00 da manhã

"Quanto ao pentágono, este é o melhor pause and zoom disponível e o que faz disto prova, é que estas são as únicas imagens que o pentágono disponibilizou sob pressão. No pause and zoom podemos ver que não é um objecto prateado como o avião que dizem ter sido, é branco, muito mais pequeno e pontiagudo. É um míssil cruzeiro, mas dos médios, não é dos disparados de aviões, este é disparado de base móvel."

Epá, que trajectória teria que levar para acertar tão rente ao chão no edifício? Isso é que é preciso uma pontaria... mas também não refuto o que dizes, nada disso. Só achei que um ROV tornava mais simples explicar (e acertar...). Mas admito perfeitamente ser o caso, porque até dado o vídeo que me falas (que já vi inúmeras vezes) indica que o objecto ia a uma velocidade incrível quando embateu.

"É claro que é assustador, mas não ficaram por aqui, repetiram a façanha em Madrid e depois em Londres. E muito em breve será repetido nos EUA a tragédia está preparada, e está a ser colocada em prática. Pode ser que aí o mundo finalmente acorde."

Podes então elucidar-nos acerca do que sabes desses ataques a ocorrer no futuro??

  Bruno Fehr

sexta-feira, julho 31, 2009 6:25:00 da manhã

X-Filer:

"Epá, que trajectória teria que levar para acertar tão rente ao chão no edifício? Isso é que é preciso uma pontaria..."

Coordenadas, se colocares as coordenadas correctas podes disparar um míssil para entrar num túnel e sair do outro lado.
Eles possuem essa tecnologia, mesmo que não existisse um simples míssil Stinger que é um busca calor pode ser lançado contra um edifício e embater numa fonte de calor perto do chão, como uma caixa de ar condicionado.

"Podes então elucidar-nos acerca do que sabes desses ataques a ocorrer no futuro??"

Tenha falado imenso sobre isso nos últimos meses, neste momento estou à espera para ver o que acontece hoje até às 00:00 do dia 1 nos EUA. Se a operação NLE09 que está a decorrer e que acaba hoje, não acabar, é porque vai haver merda.
Mas como não és leitor, aqui vai um resumo.
A constituição americana está suspensa o patriot act activo, logo os Americanos estão sem direitos, de 800 campos de detenção no inicio do ano, os EUA possuem agora 3700 com capacidade para 50 milhões de pessoas.
Vários estados Americanos declararam falência e o PIB dos EUA quase não cobre a divida externa, no entanto os EUA continuam a imprimir triliões para pagar dividas, dentro de poucos meses o dólar valerá zero.
Foi passada um lei ilegalizar armas em mãos de civis. A vacina H1N1 será obrigatória em Agosto sem que o Estado permita que seja testada por laboratórios independentes.
A vacina H1N1 em testes na Europa já matou mais de 50 pessoas. A empresa que fornecerá a vacina é a Baxter que em 1979 vacinou 48 milhões de Americanos com uma outra vacina H1N1 que matou mais pessoas que o vírus. Obama concedeu à Baxter imunidade criminal para esta nova vacina.

Entre 27 e 31 deste mês decorrem treinos chamados NLE09, que consistem em desarmamento civil, controlo populacional e bioterrorismo, nos treinos da FEMA e no seu site está a participação de soldados Ingleses, Australianos, Canadianos e Mexicanos, mas há relatos de tropas Alemãs e Israelitas dentro dos EUA.
A ONU enviou este ano milhares de veículos para portos Americanos.
Junta os pontos e terás o resultado.

Com a vacinação obrigatória poderão surgir protestos e a lei marcial poderá ser declarada.

Se os treinos não acabarem hoje como está previsto, as tropas internacionais ficam por lá até novas ordens.
Depois do dia 1 terei um update, preciso da confirmação de alguns dados.

  Migas-o-Sapo

segunda-feira, agosto 03, 2009 1:23:00 da tarde

Então já se sabe algo acerca do fim dos exercícios? Acabou tudo bem ou houve alguma bronca?
Já agora, podias indicar alguma notícia da suspensão da Constituição Amaricana? É que eu não achei coisa alguma e acho que isso, a ter acontecido, teria certamente levantado um alarido dos diabos... coisa do qual não dei conhecimento.

  Bruno Fehr

segunda-feira, agosto 03, 2009 1:57:00 da tarde

Migas-o-Sapo:

Os treinos NLE09 seriam entre o dia 27 e 31, mas no dia 29 resolveram prolongar os treinos por mais duas semanas. A informação é muita, material militar está a ser transportado por todo o país e acredito que ao fim destas duas semanas sejam mais uma vez prolongados até à vacinação que será obrigatória nos EUA.

Sem suspensão da constituição não poderia haver Patriot Act. A constituição dá liberdade de expresso, o Patriot Act retira-a. A constituição dá direito a ter armas, graças ao Patriot Act estão. a tentar tornar as armas ilegais.
A constituição dá-te o direito à privacidade e propriedade privada, o Patriot Act permite colocarem-te sob vigilância e revistar a tua casa sem mandato judicial. Um não pode existir com o outro.

Bush suspendeu a constituição e aprovou o Patriot Act. Obama prometeu repor a constituição se fosse eleito mas votou para a manter suspensa no passado mês de Fevereiro.

Quando filtrar a desinformação de toda a informação que recolhi, irei publicar um texto sobre os treinos.

Quanto à suspensão da constituição ela não é geral, ela só é válida dentro da fronteira Americana, o que é giro é que essa fronteira é 100 milhas dentro do território americano, portanto todas as cidades costeiras (as de maior densidade populacional) estão sob o Patriot Act e sem constituição para as defender, zonas chamadas de Free-Zone, estas informações são regularmente limpas da net, mas aqui está um forum americano de discussão do assunto:

http://www.godlikeproductions.com/forum1/message773068/pg1

  Bruno Fehr

segunda-feira, agosto 03, 2009 2:04:00 da tarde

Migas-o-Sapo:

Aqui está um mapa das zonas sem constituição (laranja) e sujeitas unicamente ao Patriot Act, apesar de inconstitucionalmente o Patriot Act poder ser usado como argumento para violar liberdades em qualquer zona do país, basta dizer que suspeitam que podes ser terrorista.

http://www.aclu.org/privacy/spying/areyoulivinginaconstitutionfreezone.html

  Migas-o-Sapo

quarta-feira, agosto 05, 2009 12:05:00 da tarde

Tudo bem, eles estarão a armar a estrangeirinha. Há, no entanto, uma coisa que me faz muita confusão no meio desta história. Para quê tudo isto? Prepararão algum golpe de Estado nos Estados Unidos da América? É que todos estes estratagemas e manobras palacianas parecem-me auto-destrutivos para o país e não vejo necessidade de complicar ainda mais a situação. Muito provavelmente, eu estou a ser muito ingénuo mas acho que eles já têm lá sérios problemas sociais e financeiros, não me parece vantajoso que alguém se aproveite disso para subir ao poder e instaurar uma espécie de regime absolutista. Se assim for, há para aí alguém armado em Palpatine. é o que dá ver demasiado a «Guerra das Estrelas»...

  Bruno Fehr

quarta-feira, agosto 05, 2009 12:25:00 da tarde

Migas-o-Sapo:

Pode não fazer sentido a nível económico mas na verdade faz. O ritmo a que estão a imprimir dinheiro para pagar as Bailouts, as falências dos grandes grupos Americanos, está a causar um divida externa nunca vista e superior à divida de toda a UE. 24 triliões de dólares. A divida está muito perto de ver a sua prestação a ser superior ao PIB, se isso acontecer é a falência total e a queda do Estado. Nenhum estado quer cair, e existem duas soluções já usadas em diversos países:

1- Ter uma moeda de suporte pronta tipo o Euro. Pagar toda a dívida externa em dólares recém-imprimidos, converter as dívidas da população nessa nova moeda e promover créditos em dólares a baixos juros para aumentar essa dívida e imediatamente falir o dólar impondo a nova moeda. Isto já foi usado na Europa várias vezes, a nova moeda é forte, a dívida está na nova moeda, pagaram tudo ao estrangeiro, e devido à falência o dinheiro nas amos e contas bancárias em dólares valem uns mero cêntimos. Isto causará a mais depressão já vista nos EUA, mas Estado continua forte, com os cofres cheios e sem dívidas.

2- Uma tragédia. Se acontecer um tragédia como um ataque nuclear em a Coreia será culpada, ou a morte de milhões quer por um vírus, quer por um acidente com a vacina H1N1, será uma catástrofe mundial. Os EUA declaram a necessidade de responder à tragédia interna, China e Europa perdoam a dívida externa.

Vivemos numa era pré-nova ordem mundial e essa ordem é um governo único, o que quer que aconteça nos EUA, se a população não se revoltar ou se perder essa revolta, acontecerá pouco tempo depois na Europa. Por isso que não se pense que é um problema Americano, eles são simplesmente o povo mais bem armado do mundo e precisam ser dominados em primeiro lugar, os europeus não possuem armas por isso não são prioridade.

  Migas-o-Sapo

quinta-feira, agosto 06, 2009 1:41:00 da tarde

Notável raciocínio, sim senhor. É, de facto impressionante. Muitos parabéns!

Acerca do ponto 1, é um excelente estratagema mas existem dois grandes problemas com ele. O primeiro é, tal como foi dito, que "isto causará a maior depressão já vista nos EUA". Não seria isso a criação desnecessária de um problema ainda maior do que o já existente, que tende a resolver-se por si próprio com o devido talento de gestão económica e financeira, tempo e paciência? O segundo é que os Amaricanóides da Treta, mesmo os das elites, são muito agarrados a certas coisas que entendem, e não os censuro por isso, como referências culturais. O dólar é para eles, tal como era para nós o escudo, um símbolo da independência cultural e financeira nacional. Claro que há duas diferenças: é que os nossos políticos são uns palonços federalistas europeístas e o dólar é, por ele próprio, uma moeda de referência há quase dois séculos, a par da libra esterlina. Acabar com o dólar tem um significado mais do que meramente económico e financeiro, é uma das maiores machadadas que se poderia dar na cultura americana. Como tal, creio que seria mais de esperar que usassem um método idêntico ao que foi aplicado há anos em Angola, em que o Estado pura e simplesmente fez (isso é que, confesso, já não sei como)uma espécie de quebra da moeda ao contrário, ou seja, o que num dia valia 1000 kuanzas, no dia seguinte valia 1 kuanza, ou seja, equiparou-se 1000 kuanzas antigos a 1 kuanza renovado. A moeda mudou mas manteve o mesmo nome, o que é o mesmo que ter-se mantido intacta.

Duvido que a China perdoe a dívida a quem quer que fosse. Quanto muito faria um empréstimo a juro baixo ou nulo, à semelhança do que fez há dias com a Moldávia. Os países europeus talvez, são um bocado mais permissivos a perdões. Claro que, se a crise apertar, o mal vai tocar a todos e não acredito que eles se atrevam a abdicar de uma parte do seu eventual lucro com um espaço de manobra muito limitado.

Sim, sem sombra de dúvidas que estamos num período de transição, agora se tenderá para o Governo Único, isso é que já duvido. Em Portugal, se viessem dizer que íamos abdicar da nossa independência, provavelmente ninguém mexia uma palha, mas se dissessem que o Benfica ia descer de divisão ou que o Fisco declarava extinto o Sporting, isto degenerava numa guerra civil. Porém, muitos países não são assim e o principal deles é precisamente os Estados Unidos da América. É mais certo eles aglutinarem o resto do Mundo do que aceitassem deixar de ser independentes. Só a ideia faria o país ser devastado por uma rebelião e certamente uma guerra de proporções assombrosas.O princípio do "Deo in Celo, tibi autem in Mundo" ("Deus no Céu, também tu no Mundo", ou seja, se há um só deus no Céu, só deveria haver um único governante no Mundo)é uma utopia ridícula e impraticável, nunca daria certa. A oposição seria generalizada e um império desses seria pouco duradouro e ruiria sobre si próprio com grande facilidade. Nunca haveria concórdia, veja-se o caso europeu ou o africano. Nunca sequer a união ibérica deu certo, quanto mais uma mundial. Acho sim é que existe uma certa tendência ou, mais correctamente interesse, para a formação de grandes blocos federais ou plataformas de entendimento político-militares.

Há muitos malucos no Mundo e há que ter uma mente aberta a tudo o que possa aparecer mas nesta coisa da nova ordem mundial, faço minhas as palavras do São Tomé:

"ver para crer."

  Dark Wonka

quinta-feira, setembro 03, 2009 2:00:00 da tarde

Concordo plenamente com o que foi apresentado até agora e como ex-militar deve saber de algumas coisas que falarei agora

Em 45 depois do final da segunda guerra mundial os franceses foram designados a demolir as construções nazistas, mas teve uma construção que foi realmente difícil de demolir, era as defesa antiaérea que foi usada para proteger Berlin (http://www.areamilitar.net/historia/1945_QuedaBerlim/1945_Flakturm_G.asp). Após 3 dias de intenso tiroteio (com canhões), viram que a torre não poderia ser destruída de maneira convencional, colocaram 50 toneladas de TNT nela e mesmo assim só destruiu uma parte, segundo os guias turísticos e engenheiros a torre tem 4 vezes mais aço que prédios convencionais feitos hoje, igual a um certo prédio que conhecíamos até alguns anos atrás.
Qual é a munição mais difícil de ser impedida por blindagem e por quê? .50, isso se deve o fato de ser comprida e rápida (por ser comprida ela é rápida), apenas algo com essas características poderia penetrar a blindagem das torres em Berlin e Nova York.

O objeto em baixo do avião pode ser algo para aumentar seu peso e cinética, ou até mesmo uma bomba para ajudar a demolição, se não me engano os aviões acertaram justo as partes onde havia mais pessoas e não teria como arrancar as paredes para facilitar o processo. Acho que o combustível causaria uma grande explosão como vimos, mas não seria tão forte como foi.
Fato estranho, eu tinha apenas 11 anos, mas pelo que me lembro, a rede globo de televisão (aqui do Brasil) tinha uma matéria gravada no WTC poucos dias antes do atentado e foi exibida no mesmo dia dos ataques, assim como imagens do primeiro avião.

Aviões caindo podem se espalhar muito sim meu amigo, exemplo atual é o “vôo da Gol 1907”, ele se despedaçou em pleno ar devido as grandes preções aerodinâmicas da descida e se espalhou por uma grande área

  gustavo e só ...

terça-feira, janeiro 25, 2011 11:57:00 da manhã

acho que descobri o que pode ser o objeto voador da ultima foto exiten auguns avioes que poden ter o mesmo formato dependendo de seu angulo de visao observe o aviao 4 que é militar neste link : http://www.mdig.com.br/imagens/avioes/feio_04.jpg e outro aki neste link: http://www.zaroio.com.br/i/o/20051020033834.jpg

  gustavo e só ...

terça-feira, janeiro 25, 2011 12:30:00 da tarde

achei um site que dis que o aviao branco do link que mandei para ver seria o novo aviao nao pilotado do pentagono !