Estar In(becilizado)

Em sociedade temos de trabalhar para consumir, o governo diz que temos de consumir para manter o dinheiro a circular e estimular a economia, e quanto mais dinheiro circular mais dinheiro irá ser apanhado nas redes de pesca governamentais.



Tenho uma torradeira que avariou, fui à loja para tentar resolver o problema e a funcionária chegou à brilhante conclusão que ela era preta, ela a torradeira e não a empregada, e que eu deveria ter uma azul. Não percebo exactamente a influência da cor da torradeira no sabor do meu pão torrado, ou a maneira em como a manteiga se espalhará sobre ela. Na minha ignorância pensei que preto, azul, amarelo ou cor de merda fosse tudo a mesma coisa. Afinal a diferença é gigantesca, o modelo preto é de 2007 e eu deveria ter o modelo azul de 2009. Ao ouvir isto quase me senti mal por estar tão fora de moda no que toca ao mundo das torradeiras.
As empresas mudam ligeiramente os modelos todos os anos para que se compre mais, temos de estar "in", "in" de inbecilizados.

O mesmo se passa com as roupas, de ano para ano há cores da moda. Ter cores de moda é dos conceitos mais ridículos que já ouvi. Se a moda este ano são os tons de vermelho e eu vestir só azul, será que terramoto na China foi culpa minha? Terá a cor anual da moda alguma influência com o tempo espacial contínuo em que essa influência poderá pôr um fim à humanidade? A sério que não sei...


Todos os anos saem sapatos novos principalmente para mulher, um ano sem tacão, outro ano com 5cm de tacão, outro ano com 3,5m de tacão, uns fechados outros abertos, uns com um bico de 3Km, outros de biqueira levantada em que só pelo aspecto parecem ser super confortáveis *inserir ironia*.
Se uma mulher não comprar os modelos novos, as lojas nem precisam de fazer publicidade pois as mulheres com sapatos "da moda" vão olhar para as mulheres com sapatos do ano passado com desdém, como se elas fossem responsáveis pela fome em África. É óbvio que ninguém que sentir-se responsável pela fome em África e por isso, mais tarde ou mais cedo, entram na moda.

O que é moda se não uma forma de nos destacarmos na sociedade? E que tipo de destaque um individuo tem se segue a moda que é seguida por toda a sociedade? Se a ideia é ter destaque, chamar a atenção, se vestirem as cores "out" terão muito mais impacto.


Poderia falar nas Melissas, mas tenho medo. Não tenho medo da reacção que as mulheres possam ter da minha opinião, eu tenho medo é mesmo das Melissas. Felizmente esse vírus não atingiu este lado da Europa, não por possuirmos um melhor sistema imunitário ou bom gosto, acho que é consciência ambiental e não poluir visualmente as cidades com elas em algo que já não é bonito só por si, como é o caso dos pés. Mais feio que um pé só um pé com Melissas e se as unhas forem pintadas de vermelho... upa, upa, passa-se a faca que corto os pulsos!

Para terminar, o que digo que todos devemos consumir mais e mais, devemos arranjar um segundo emprego para podermos passar a comprar tudo em duplicado, e se necessário um terceiro emprego pois dormir é uma perda de tempo. Isto seria mostrar respeito pelos nossos governantes, em particular sobre os nossos deputados da Assembleia de Republica, que não sendo eleitos pelo povo, passam decretos-lei que não são leis mas eles querem que o povo acredite que sim, por forma a ajudar-nos a sair da crise tirando-nos mais dinheiro.

É por isto que temos de consumir, se não por nós, por eles. Pelos nossos deputados que nos são impostos pelo sistema corporativo de amigos. Por eles e por quem os defende, pela nossa policia que esqueceu o juramento que fez e no lugar de defender os direitos dos civis, defendem os governos corporativos, pois na verdade eles próprios são uma empresa.

A assembleia da republica é uma empresa, o primeiro-ministro é uma empresa, o presidente da republica é uma empresa, a policia é uma empresa. Não, eles não pertencem ao Estado pois o estado é uma empresa e Portugal é uma empresa, tal como qualquer país ocidental está cotado em bolsa.
A maior parte das pessoas não sabe isto, não sabe que todo o sistema é uma ilusão à qual não nos temos de nos submeter, mas submetemos.

Quando dizemos a uma criança para fazer algo ela ou faz, ou não, ou pergunta por que é que tem de fazer. O adulto perdeu essa liberdade, se um governo ou policia diz para fazermos algo, fazemos pois eles são a autoridade, conhecem a lei. Não, eles nem são a autoridade nem conhecem a lei e é por isso que na escola as crianças não aprendem lei, pois desta forma crescem para serem adultos obedientes como nós.

As pessoas não sabem nem querem saber e sentem raiva de quem sabe, e esta raiva vem da ignorância que não é uma escolha nem é uma bênção, é sim um fardo que nos limita, e um ser limitado nunca é livre.

Está tudo bem com o mundo! O mundo é justo, as instituições governamentais são legais e nós somos todos livres! Acreditam? Então vamos todos às compras, comprar algo perfeitamente inútil mas na moda. Quem sabe... Melissas e assim salvamos o mundo!

32 Comentários:

  Fada

quinta-feira, julho 30, 2009 12:13:00 da manhã

Ahahahahahah

Muito BOM post!!!!

Pronto, eu sou a excepção que se vem pronunciar: não sigo a moda. E chateio-me quando os modelos que gostava no ano passado já não se encontram este ano. Daí, optei por, quando gosto de um modelo, comprar logo 2 ou 3 peças iguais de cores diferentes, para compensar o facto de no ano seguinte já não os encontrar! :D

E não fazia ideia do que eram Melissas (!!!!!!). Shame on me? Nop! Estou-me literalmente nas tintas para as melissas...lol

Mas olha, tenho andado de sandalocas e unhas pintadas de vermelho escuro... E ninguém me disse que isso é poluição visual e mesmo que me digam... NÃO QUERO SABER!!! Lol
(Não cortes os pulsos, porque o teu sangue rh- meio azulado ia ser muito mais poluente visualmente, sim?)

Beijitos :)

Ainda me estou a rir. Mesmo muito bom, o post! :)

  Kohinoor

quinta-feira, julho 30, 2009 1:18:00 da manhã

Provavelmente já deves ter visto este vídeo mas mal comecei a ler o post, veio-me logo à memória

http://video.google.com/videoplay?docid=-3412294239230716755&hl=en

  Sylvia FX

quinta-feira, julho 30, 2009 2:59:00 da manhã

Olha aqui tens um post à la Silvia hihihihi
Já tinha pensado falar nessas malditas melissas no blog (no ano passado falei nos sacanas dos crocs e olha que deu resultado, raramente vejo actualmente alguém com essa mer.. ahum coisa!).

Ora as melissas, vejamos: são feitas de um material que tal como os crocs fazem suar os pés, são desconfortáveis, provocam irritações... grosso modo, são um aglomerado de bactérias propícias ao revigorante chulé! Além de que (tal como o nome) são feias prá...
As criadoras destas bostas devem estar a rejubilar no meio dos seus milhões ganhos à custa de idio... ahum, pessoas que não têm amor aos seus pés.
Pior ainda é andarem por aí a mostrar fotos pelos blogs com "isso" calçado, isso sim é um atentado visual!

Quanto à moda propriamente dita, gosto de ver as novas tendências, sim, apenas por curiosidade e para saber exactamente o que eu não irei vestir! Não suporto andar vestida igual aos outros. Desde a minha adolescência tenho criado um estilo próprio, bem o mal é assim que gosto e pelas constantes pseudo-cópias que andam pela vizinhança a plagiar-me parece que até tenho bom gosto, bahhh!
Nas lojas é habitual as empregadas dizerem "temos vendido muito deste modelo", "usa-se imenso" etc... mal dão por mim já estou a dirigir-me para a porta de saída porque cansei-me de responder "ai sim? então já não quero!".

Na minha opinião todos os que seguem rigorosamente as tendências de forma a destacarem-se são pessoas ocas, desprovidas de personalidade. Porque havemos nós de nos orientarmos pela tendência ou moda que foi estipulada pelo sistema? Eu quero poder ter liberdade de escolha, a moda anula essa liberdade.

Olha lá esqueceste da "Hello Kitty", imperdoável!
Upss...com tantos clubes de fãs ainda sou corrida à pontapé.

  Vani

quinta-feira, julho 30, 2009 12:18:00 da tarde

Desculpa? Que raio é uma melissa?

  Fada

quinta-feira, julho 30, 2009 12:21:00 da tarde

Vani:
São umas sandalocas manhosas e sem piada nenhuma... :P

Também tive de ir procurar!!!

É tão bom não saber destas merd@s... A minha vida agradece a ausência de melissas... lol

Por outro lado, melissa é cidreira. E dessa, venha o chá! :D

Beijitos e bom dia :)

  Vani

quinta-feira, julho 30, 2009 12:36:00 da tarde

Fada, lol, estava-te a responder noutro post. O BRUNO daqui a pouco cobra-nos o tempo de antena :D, né bruno? :D
Por acaso até nem aprecio muito cidreira, eu sou mais chá de jasmim ou chá de menta ou chá verde com menta ou chá de rooibos :D.

Aaaah, as coisas que se aprendem. Bem, eu sou suspeita, pois sou uma tarada por sapatos...não sigo propriamente as modas, sigo aquilo que gosto e tenho uma pancada terrivel para combinar tudo com tudo.

Bruno, ainda hoje pensava no mesmo que tu. Li não sei onde que os vestidos tipo babydoll estavam OUT e tive de puxar muito pela cabeça pra saber que raio é um vestido babydoll...depois de uma googlada, chego à conclusão que é o meu tipo de vestido preferido...está OUT??? o caraças!!! como é que pode estar out se tenho um deles vestido? :D e é verdeeeeeee ahahahahahah!
E quem diz que está OUT? Eu digo que está IN! Pra mim, está!

Melissas não me parecem confortáveis...mas eu adoooooroooo sapatos de cunha ahahahahahah, que pelos vistos tb estão OUT. O caraças!!!!!!!! eu gosto de estar (mais) alta!!! imainada!!

Por acaso, até sou muito de, qd me mandam fazer isto ou aquilo, responder, mas porque. E se me vêm com o porque eu estou a mandar, há barraca logo...

  Helena

quinta-feira, julho 30, 2009 1:48:00 da tarde

Que seja um post em tom mais ou menos divertido, que seja um post onde expões questões que, justiça seja feita, são sempre de grande interesse, tenho que te louvar pela tremenda pesquisa/investigação que serve de base ao que escreves!
Muito sinceramente, os meus parabéns.

  Vani

quinta-feira, julho 30, 2009 4:44:00 da tarde

Mas, Bruno...camisa cor de rosinha cuequinha é que não...por favor!!! :D

  I.D.Pena

quinta-feira, julho 30, 2009 7:57:00 da tarde

Ahahahah excelente post.

Não sabia o que era melissas fico muito agradecida que me ponhas a par das tendencias da moda , para além do mais tens toda a razão (para variar )*inserir balido de ovelha*.

Acho que como humanos somos escravos das nossas próprias necessidades, e os governos em conjuntos com as grandes empresas aproveitam-se disso para coexistir.

  Vita C

quinta-feira, julho 30, 2009 8:53:00 da tarde

gostei, gostei...
o mal nem é as pessoas não saberem o que querem... é nem se importarem por não saberem. isso aflige-me, e a moda é a repercussão menos preocupante. eu não me imagino sequer de melissas nos pés, porque sei que não gosto. e se gostasse, saberia que gostaria. somos todos influenciáveis e todos tentamos agradar mais aos outros porque achamos que é a única ou a principal forma de nos agradarmos...
mas estou a desviar-me do ponto da coisa. bom post :)

  Litax

quinta-feira, julho 30, 2009 9:50:00 da tarde

Bom post, Bruno!
Eu não sigo a moda, estou-me nas tintas para isso. Acho que as pessoas são livres de vestirem o que quiserem sem se sentirem presas às chamadas tendências.

Melissas... Odeio essas coisas, principalmente aquelas que são abertas à frente de modo a ver-se o dedo grande xD
Pior que isso é as unhas pintadas de vermelho. Poluição visual, sem dúvida :)
Ainda hoje vi umas tantas mulheres a sair da esteticista assim. Tudo igual xD

Beijinhos

  Mistal

sexta-feira, julho 31, 2009 10:38:00 da manhã

Eu não fazia a minima ideia que raio era a Melissa. Mas tu saberes tanto acerca da Melissa que é um sapato e não uma gaja...tou te a estranhar Bruno...lol

  Vani

sexta-feira, julho 31, 2009 10:36:00 da tarde

ò bruno, realmente, a/o mistal levantou um assunto interessante... LOOOOL ;-)

  A Grafonola

segunda-feira, agosto 03, 2009 1:38:00 da tarde

Então, já não há respostas?...

No fundo, gostamos todos de dizer que não somos de modas. Mas,como o que está na moda é o que acaba por estar disponivel, é isso que iremos usar. Por isso, acabamos sempre por estar na moda...porque ter boa aparencia é estar na moda, e ninguém gosta de fazer figuras tristes...
Eu sempre disse que não usaria calças boca de sino. Depois, que não me apanhavam com calças justas. Depois, que nunca me veriam de salto alto. E ainda, que nunca usaria as calças para dentro das botas. E por aí fora. Escusado será dizer que, nunca digas nunca...

  Bruno Fehr

segunda-feira, agosto 03, 2009 3:30:00 da tarde

Fada:

"E não fazia ideia do que eram Melissas (!!!!!!). Shame on me? Nop! Estou-me literalmente nas tintas para as melissas...lol"

Antes de fazerem sapatos e botas, faziam umas chancas de plástico com buracos... sandálias de jardim. É a mesma empresa.

"Mas olha, tenho andado de sandalocas e unhas pintadas de vermelho escuro... E ninguém me disse que isso é poluição visual e mesmo que me digam... NÃO QUERO SABER!!!"

Mas é, digo-te eu, ahahaha

  Bruno Fehr

segunda-feira, agosto 03, 2009 3:30:00 da tarde

Kohinoor:

Conheço o vídeo, e é uma explicação que me faz lembrar: Economy for dummies.

  Bruno Fehr

segunda-feira, agosto 03, 2009 3:30:00 da tarde

Sylvia FX:

"Já tinha pensado falar nessas malditas melissas no blog (no ano passado falei nos sacanas dos crocs"

É esse o nome que procurava Crocs, eheheheh

"Ora as melissas, vejamos: são feitas de um material que tal como os crocs fazem suar os pés, são desconfortáveis, provocam irritações..."

Eu acho que são feitas de preservativos reciclados.

"Na minha opinião todos os que seguem rigorosamente as tendências de forma a destacarem-se são pessoas ocas, desprovidas de personalidade."

Exacto, por não serem ninguém, querem ser iguais aos outros, ou seja ser ninguém em grupo.

"Olha lá esqueceste da "Hello Kitty", imperdoável!"

É um mundo que não conheço, já vi a boneca mas não sei detalhes. Parecem-me coisas fixes para a minha irmã de 7 anos.

  Bruno Fehr

segunda-feira, agosto 03, 2009 3:30:00 da tarde

Vani:

"Desculpa? Que raio é uma melissa?"

É o sapato da foto.

  Bruno Fehr

segunda-feira, agosto 03, 2009 3:30:00 da tarde

Fada:

"São umas sandalocas manhosas e sem piada nenhuma... :P"

Mas já evoluída, tal como Sílvia me lembrou, as sandalocas eram os Crocs, as melissas são sapatos como o da foto.

  Bruno Fehr

segunda-feira, agosto 03, 2009 3:31:00 da tarde

Vani:

"Aaaah, as coisas que se aprendem. Bem, eu sou suspeita, pois sou uma tarada por sapatos...não sigo propriamente as modas, sigo aquilo que gosto e tenho uma pancada terrivel para combinar tudo com tudo."

Acho que as Melissas são feitas de preservativos usados... pelos menos aquilo é borracha :S

"Li não sei onde que os vestidos tipo babydoll estavam OUT e tive de puxar muito pela cabeça pra saber que raio é um vestido babydoll...depois de uma googlada, chego à conclusão que é o meu tipo de vestido preferido...está OUT???"

O vestido que se lixe, para os homens o importante é manter o babydoll na moda para animar os momentos caseiros.

  Bruno Fehr

segunda-feira, agosto 03, 2009 3:31:00 da tarde

Helena:

"tenho que te louvar pela tremenda pesquisa/investigação que serve de base ao que escreves!"

Obrigado, mas esse detalhe passou ao lado de toda a gente :)

  Bruno Fehr

segunda-feira, agosto 03, 2009 3:31:00 da tarde

Vani:

"Mas, Bruno...camisa cor de rosinha cuequinha é que não...por favor!!!"

Não gosto do cor-de-rosa, nem do laranja, nem do amarelo, mas detalhes dessas cores podem mudar o aspecto de um homem de fato. Notei isso com a ajuda dos gay lá da loja onde compro os fatos. Se um fato for cortado para um homem, assentando-lhe na perfeição uma gravata rosa pára o transito, não é exagero, é real.
Apesar não repetir gravatas mais de num mês, lembro-me que quando usei uma rosa, acabei por sentir mal por parecer tão bem. Mas lá está temos de ser muito homens para usar rosa e ficar bem.

  Bruno Fehr

segunda-feira, agosto 03, 2009 3:31:00 da tarde

I.D.Pena:

"Acho que como humanos somos escravos das nossas próprias necessidades, e os governos em conjuntos com as grandes empresas aproveitam-se disso para coexistir."

A questão é: até que ponto são nossas necessidades?

  Bruno Fehr

segunda-feira, agosto 03, 2009 3:32:00 da tarde

Vita C:

"somos todos influenciáveis e todos tentamos agradar mais aos outros porque achamos que é a única ou a principal forma de nos agradarmos..."

É essa a parte que tenho mais dificuldade em perceber. Eu sei que tipo de misturas de cores me ficam melhor aos olhos de terceiros, porque me dizem, mas eu saio de casa com o que fica bem aos meus olhos.

  Bruno Fehr

segunda-feira, agosto 03, 2009 3:32:00 da tarde

Litax:

"Acho que as pessoas são livres de vestirem o que quiserem sem se sentirem presas às chamadas tendências."

Se te fica bem, é moda!

"Ainda hoje vi umas tantas mulheres a sair da esteticista assim. Tudo igual xD"

Ahahaha, parecem fábricas de clones.

  Bruno Fehr

segunda-feira, agosto 03, 2009 3:32:00 da tarde

Mistal:

"Mas tu saberes tanto acerca da Melissa que é um sapato e não uma gaja...tou te a estranhar Bruno...lol"

Sei o que é sexo anal e não precisei de experimentar :)

  Bruno Fehr

segunda-feira, agosto 03, 2009 3:32:00 da tarde

Vani:

"ò bruno, realmente, a/o mistal levantou um assunto interessante... LOOOOL ;-)"

Depende do ponto de vista. Não tens de ter uso para todo o conhecimento adquirido, ou tens?

  Bruno Fehr

segunda-feira, agosto 03, 2009 3:32:00 da tarde

A Grafonola:

"Então, já não há respostas?..."

É o meu último dia de férias, ok? :(

"No fundo, gostamos todos de dizer que não somos de modas. Mas,como o que está na moda é o que acaba por estar disponivel, é isso que iremos usar."

Está bem visto. A não serem que sejam como eu, um gajo com um guarda-fatos de tamanho que mete inveja à maioria da gajas, o que faz que encontre roupa nova de há 4 ou 5 anos, ainda não usada. Por isso ando sempre fora de moda.

  Vani

segunda-feira, agosto 03, 2009 4:17:00 da tarde

Lol, sorry chatear-te no teu ultimo dia de ferias ;). Boas férias :).

Tb tenho tralha de 4 ou 5 anos atrás ahahahah.

  Phy phy

quarta-feira, agosto 05, 2009 10:03:00 da tarde

BAHAHAHAHAHAAHAHAHAH!!!! aposto que usa crocs

  Bruno Fehr

quarta-feira, agosto 05, 2009 11:45:00 da tarde

Vani:

Bah, já acabaram.

  Bruno Fehr

quarta-feira, agosto 05, 2009 11:45:00 da tarde

Phy phy:

"aposto que usa crocs"

Refere-se a alguém em particular ou está a tratar-me por você?