9/11 – Voo 11 e 175 – WTC 1 e 2 (parte6)

Texto anterior: Parte 5

"Na história da humanidade, só 3 edificios ruíram devido a fogo, esses três edificios pertenciam ao mesmo homem, ruíram da mesma forma, no mesmo local, no mesmo dia e à velocidade de queda livre. Caíram em menos de 10 segundos quando, devido à resistência a cada andar deveriam ter demorado 45 segundos a cair. Isto foi uma demolição controlada."

-- William Veale (defensor público que tentou processar o governo Americano e foi retirado das suas funções).



George Bush estava de visita a uma escola durante os ataques. As fontes oficiais dizem que ele foi informado do segundo ataque por um membro da CIA quando estava a assistir a uma aula, mas quando questionado Bush afirmou:

"Eu estava sentado à entrada da sala de aula à espera de entrar, e vi um avião embater na torre... ah... hmm, uma TV estava obviamente ligada e... eu costumava pilotar e disse para mim mesmo, "ali está um péssimo piloto" e pensei ter sido um acidente horrível."

Sim, ele diz ter visto o embate do primeiro avião numa TV antes de entrar na sala de aula. Só existe aqui um problema... não existiam imagens do primeiro embate muito menos na TV. A única imagem existente apareceu 24 horas depois, imagens recolhidas durante uma reportagem sobre os bombeiros de Nova Iorque feita por jornalistas franceses.
Como é que Bush viu o primeiro embate antes de entrar na sala de aula. Como? É que ele, manteve a sua versão durante 3 meses, sem nunca a alterar mesmo depois de confrontado pelos jornalistas.



Ele mente. Isso é mais do que óbvio!

Após o primeiro embate, vimos na TV relatos de bombeiros a falarem em diversas explosões dentro do edifício nos andares inferiores e até no andares subterrâneos.
Essas explosões não eram aleatórias, eram explosões que se viam do lado de fora, em que uma a uma circundavam um andar por completo, explosões essas que fragilizavam esses andares possibilitando a queda total do edifício sem resistência pouco tempo depois. O governo Americano diz que essas explosões aconteceram durante a queda, mas as imagens mostram que foram ANTES da queda. Nos vídeos que se seguem, podem ouvir bombeiros, testemunhas e ver algumas dessas explosões:






Mas Antes desta série de explosões às quais se seguiram o colapso, ouve uma explosão gigantesca AO NÍVEL DO SOLO, aquela que se acredita ter sido a que cortou os pilares principais. Reparem em como não é a explosão que causou a queda, tanto que uma das pessoas que ia a fugir percebeu que o edifício não estava a ruir, parou e voltou para trás:



Esta foi a explosão que permitiu que o edifício caísse na sua própria cave.
Nas explosões controladas, a explosão na cave corta os principais pilares na diagonal, essa explosão deixa vestígios, que são: um corte diagonal e aço derretido na área de corte, causado pela Nano-Termite, um componente militar que gera temperaturas capazes de derreter aço. E aqui ficam imagens dos pilares principais do WTC:



E aqui fica um vídeo que contém um explicação sobre esta forma de cortar aço, usada em demolições:



Para quem leu esta série de textos, percebe que esta queda foi muito, mais muito lucrativa.

É interessante referir, que na manha do 11 de Setembro a NORAD, CIA, com a ajuda do MI5 (serviços secretos Ingleses) estava em treinos em Nova York, esses treinos chamavam-se "Vigilant Guardian" e eram baseados em possíveis ataques terroristas usando aviões desviados que atacariam o WTC, Pentágono e Casa Branca. É interessante estarem a treinar exactamente o que aconteceu. É mais interessante ainda, que naquela manha, pela primeira vez na história dos Estados Unidos era o vice-presidente Americano que estava pessoalmente a controlar o treino da NORAD, pela primeira vez o controlo do exercito era feito pela presidência Americana. Este poder pertencia aos Generais, eles controlavam a defesa militar do território Americano mas foram obrigados três meses antes do 11 de Setembro a transferir esses poderes para Dick Chenney, o vice-presidente.
A FAA que controla os aeroportos foi obrigada a violar a lei, destruindo todas as gravações de comunicações desse dia. Essas informações, passaram na TV:



Estes treinos consistiam em dois grupos: Able Danger e Able Warrior. Os Able warrior eram os militares que defendiam o espaço Americano, Able Danger eram os atacantes. É normal os americanos treinarem com dois grupos assim, em que nos anos 90 elementos da Al Qaeda eram usados. Neste dia estavam imensos membros da Al Qaeda nos EUA hospedados em casa de agentes do FBI, um deles o irmão mais novo de Bin Laden, que apesar de todos os aviões terem sido proibidos de levantar voo, ele foi escoltado a um aeródromo e deixou os EUA no dia 11 de Setembro, num avião particular.
As coincidências são tantas que sinto um certo enjoo.

Mas a pergunta é: Como é que colocaram tantos explosivos dentro do WTC para os demolir? Esta pergunta tem resposta...


Próximo texto: "Parte 7"
Referências

12 Comentários:

  Fada

domingo, julho 05, 2009 10:27:00 da tarde

Tu ficas enjoado, eu fico sem vontade de viver neste planeta...

Custa-me pensar em todas as mortes, em todo o sofrimento e em todo o lucro que se tirou de ambos...

Já sabes, gosto dos teus posts e da forma como escreves, mas este tema é mesmo muito triste e não é, de forma alguma, um tema que eu goste de lidar.
O meu mundo é muito mais bonito que este...

Não percebi o que se disse num vídeo sobre a ponte. Também havia explosivos??

Bem, estes gajos que organizaram isto deviam morrer todos, e de forma bem dolorosa, uma dor equivalente a todo o sofrimento que causaram.

Quanto ao Bush, claro que ele mente. Com os dentes dele, com os da placa dentária e com mais alguma dentadura que ande perdida por lá... Aliás, eu até duvido que aquele cérebrozinho de minhoca saiba distinguir a verdade da mentira, limita-se a papaguear o que lhe dizem.


Beijitos...

:(

  Bruno Fehr

domingo, julho 05, 2009 10:58:00 da tarde

Fada:

"Não percebi o que se disse num vídeo sobre a ponte. Também havia explosivos??"

Nem tudo poderia correr mal. Depois do WTC e Pentágono as autoridades militares que supostamente falharam, teriam de receber algum mérito e esse mérito foi terem salvo a Casa Branca e terem desarmadilhado os explosivos que iriam derrubar aquela ponte.

"Bem, estes gajos que organizaram isto deviam morrer todos, e de forma bem dolorosa, uma dor equivalente a todo o sofrimento que causaram."

Isso não irá acontecer, mas se as pessoas não esquecerem e não pararem de questionar as autoridades, nunca a verdade será pública. No caso do Vietname foram precisos 40 anos para que hoje se saiba que a guerra começou com uma mentira, os Americanos atacaram-se a eles próprio para justificar a guerra. Existe um documento que recentemente deixou de ser oficial, com os planos de um ataque Americano a um barco de guerra Americano de modo a justificar a invasão de Cuba. Kennedy não deixou que o plano fosse executado.
Agora está também a chegar ao conhecimento público de que o governo Americano sabia que o Japão iria atacar Pearl Harbour, mas que precisavam desse ataque para o Senado declarar guerra e receber o apoio do povo americano. O WTC foi só mais uma de 200 anos de mentiras americanas.

"Aliás, eu até duvido que aquele cérebrozinho de minhoca saiba distinguir a verdade da mentira, limita-se a papaguear o que lhe dizem."

Não devemos menosprezar Bush, ele foi um aluno de Harvard e Yale, as duas universidades mais exigentes na admissão e ele frequentou as duas. Qualquer burro se pode fazer passar por inteligente e enganar algumas pessoas em determinados assuntos, durante algum tempo, mas é muito mais difícil alguém fazer-se passar por burro e enganar quase todo o mundo.

  Fada

domingo, julho 05, 2009 11:45:00 da tarde

Bruno, disseste:
"Não devemos menosprezar Bush".

Tens razão.

Beijitos

  Nandez

segunda-feira, julho 06, 2009 2:25:00 da manhã

sei que chegaste às mesmas conclusões que eu, pois também pesquisei, mas em relação aos aviões não achei nada de concreto, isso ainda me dá que pensar, pois deitar abaixo 2 torres com pessoas la dentro e mesmo assim calculando que as que morreriam não ficavam para contar a história, que há a dizer sobre as pessoas que eventualmente iriam no avião e as suas famílias em terra? será que também foram inventadas? só pode! mas como vejo que consegues achar facto interessantes e com sentido, penso que também era um ponto a divulgar, não achas? mas claro cada coisa a seu tempo. continua, pois gosto que isto venha cá para fora do sistema ;)

  Jane Doe

segunda-feira, julho 06, 2009 2:42:00 da manhã

Ora, era deste que eu estava à espera. Nada que eu não soubesse já, mas era isto. As quedas foram demolições programadas.

Tanta coincidência dá voltas ao estômago, concordo contigo, ao sentir o meu a fazer loop.

E o Bush meu deus... Tem cá um ar de mete nojo...

Nem há muito a acrescentar. Já se sabe que quem detém o poder é capaz das maiores atrocidades para manter o povo dominado, e isto sempre foi assim. Esperemos a próxima. Estou curiosa por ver o que vai realmente acontecer no dias 27 a 31, no NLE9.

Há um filme, datado de 2006 que se chama "Right at your Door" que fala em atentados terroristas com dirty bombs. Ou seja... Se há filme...

  provocação

segunda-feira, julho 06, 2009 2:53:00 da tarde

E como é que tudo fica assim? Como é que se joga com a vida e com a cabeça das pessoas assim? Como? Que merda, isto enerva...

  MPSPM

terça-feira, julho 07, 2009 3:55:00 da tarde

Bruno, excelente série de posts, no minimo pode-se dizer que expuseste o tema de forma a criar a chamada dúvida razoável, e só isso é mais que suficiente para colocar em causa todas as versões oficiais,e obrigar a rever todo o 11 de Setembro com outros olhos e um pensamento crítico profundo. A documentação de suporte que usaste foi bem estruturada e pertinente. Parabéns.

  Bruno Fehr

sexta-feira, julho 10, 2009 12:38:00 da tarde

Fada:

Bush tem defeitos e mostra-os e isso deu uma sensação de identificação da população. Ele é imperfeito como todos nós e por isso muitas coisas lhe foram desculpadas. Agora vem o verdadeiro perigo, o do politico perfeito.

  Bruno Fehr

sexta-feira, julho 10, 2009 12:39:00 da tarde

Nandez:

"que há a dizer sobre as pessoas que eventualmente iriam no avião e as suas famílias em terra?"

Quem ia no avião, está na lista das vítimas, tem os seus nomes no monumento do 9/11 e as suas famílias fizeram um funeral.
Quem mata mais de 2700 pessoas nas torres, mata mais 200 num avião.

É engraçado que muita gente acredite que o ataque às torres tenha sido criado pelo governo, mas não acreditam que esse mesmo governo matasse 200 pessoas de um voo. Essas 200 pessoas é o que faz as vitimas passarem de 2776 para 2976, são isso e só isso, um numero.

"será que também foram inventadas? só pode! mas como vejo que consegues achar facto interessantes e com sentido, penso que também era um ponto a divulgar, não achas?"

Não há o que divulgar, todos os nomes nesse voo, estão na lista de mortos desse dia.

  Bruno Fehr

sexta-feira, julho 10, 2009 12:39:00 da tarde

Jane Doe:

"Nem há muito a acrescentar. Já se sabe que quem detém o poder é capaz das maiores atrocidades para manter o povo dominado, e isto sempre foi assim."

E sempre será enquanto as pessoas estiverem a dormir.


"Estou curiosa por ver o que vai realmente acontecer no dias 27 a 31, no NLE9."

Na minha opinião, nada irá acontecer pois o assunto tem já propaganda demais mas será o ensaio final de lei marcial. A próxima será real. O próprio Obama admitiu recentemente colocar 20.000 militares nas ruas até ao final do ano para controlar motins... quais motins? O que é que ele sabe que nós não?

  Bruno Fehr

sexta-feira, julho 10, 2009 12:39:00 da tarde

provocação:

"E como é que tudo fica assim? Como é que se joga com a vida e com a cabeça das pessoas assim? Como? Que merda, isto enerva..."

É o jogo do poder. Isto sempre foi feito de formas bem mais descaradas com fuzilamentos públicos e campos de concentração. Hoje os governos precisam de ser mais subtis.

Como fica?
Ou as pessoas acordam agora, ou acordarão tarde demais.

  Bruno Fehr

sexta-feira, julho 10, 2009 12:39:00 da tarde

MPSPM:

"e só isso é mais que suficiente para colocar em causa todas as versões oficiais,e obrigar a rever todo o 11 de Setembro com outros olhos e um pensamento crítico profundo. A documentação de suporte que usaste foi bem estruturada e pertinente."

Isto só pode ter uma utilidade, acordar quem lê, pois não haverá investigação. Há 8 anos que o governo Americano impede e descredibiliza qualquer investigação não governamental.