Update 1 - USA

Sei que os primeiros textos que escrevi sobre o Obama, a Nova Ordem Mundial e os Illuminati, foram considerados loucura minha. Isso deve-se ao facto de muitas noticias não aparecerem na TV e jornais. Diversas noticias recentes estão a confirmar o que há muito tempo ando a dizer. Em cada um destes novos factos, coloquei o link para o texto original neste blogue.

O Amero:


Quando falei no Amero, disse que os EUA iriam deixar o dólar desvalorizar e só depois declarar falência.
O Governador da Califórnia declarou que o banco da Califórnia fechou as portas, que os cartões de crédito foram congelados, que o estado está falido com 23 biliões de dólares de dívida e que irá declarar falência até 17 de Julho, se o governo não injectar lá dinheiro. A administração de Obama não irá ajudar o estado da Califórnia.
Isto significa que, se um dos estados mais ricos dos EUA abre falência, um a um, todos irão falir e consequentemente o dólar.

FEMA:


Os Americanos estão já a encontrar as suas caixas do correio marcadas, com uma pinta azul, vermelha, amarela ou rosa. Essa pinta representa a ameaça dessa família ao Estado Americano. Os da cor vermelha representam ameaça elevada. Os de cor azul ameaça média. Os de cor amarela são ameaça média baixa por se encontrarem num sono profundo de informação. Os cor de rosa são inofensivos, pois seguem ordens sem questionar.
Esse autocolante colorido tem um localizador GPS, o que prova que as autoridades que irão a essas casas, não são locais e por isso não conhecem a zona. Será o exército? As Nações Unidas?
Até agora mais de 60% dessas marcas são de cor vermelha.
Essas marcas, a lei marcial e os treinos da FEMA estão interligados.


Detenção prolongada:

Obama avançou com a proposta da detenção prolongada. Até nem nem seria mau se se referisse a deter durante mais tempo suspeitos de um crime, mas não. Detenção prolongada é o nome dado uma detenção feita sem provas, nem crime, é a detenção preventiva onde serão detidas pessoas suspeitas de terem cometido um crime. Esta lei permite que mesmo que o crime não seja provado, que esse suspeito possa ser detido prolongadamente como prevenção dos crimes que ainda não cometeu mas poderá cometer. Isto é de loucos? É sim, mas é o que tenho tentado dizer. Desta maneira é possível afastar qualquer opositor.
Os campos de concentração Americanos já são 800 e podem alojar 50 milhões de pessoas.

A lei marcial:


O governo Americano resolveu treinar 20.000 soldados que estavam na reserva. Estes soldados não irão para uma guerra fora dos EUA, eles estão a ser treinados para ficarem em território Americano. O governo afirma que até 2012 o país poderá ser vitima de diversos ataques internos, por parte de terroristas locais e que esses militares irão auxiliar os efectivos a patrulhar o país. Ora, se admitem colocar militares a fazerem o trabalho dos policias, significa que para isso terá de ser imposta a lei marcial.
Esquadras de policia andam a receber excedentes do exército, carros de transporte de pessoal e carros de combate urbano.
Perto de 3 milhares de veículos das Nações Unidas estão já em campos nos EUA. O que fazem as Nações Unidas nos EUA com tanta guerra para parar em África? Será por os EUA serem uma empresa e os proprietários dessa empresa são as Nações unidas, que são também os detentores da divida externa Americana (que eles não irão conseguir pagar)? Pelos vistos a lei marcial terá o apoio das Nações unidas!

Símbolos nacionais:

Já devem ter reparado que Obama, não faz continência à bandeira nacional, nem coloca a mão sobre o coração durante o hino, como as regras politicas Americanas ditam. Ele afirma que não se identifica com esses símbolos e chegou a falar na TV em alterar a bandeira Americana e o hino nacional.


Mais dois updates de se irão seguir, onde falarei de novas propostas de lei sobre: internet, servidão, Impostos. Falarei também no fim da constituição, Nasa e o pior imposto de sempre (em breve também na Europa).

30 Comentários:

  MIB

quinta-feira, julho 09, 2009 11:25:00 da manhã

Em primeiro lugar queria dar os meus parabéns pois no conjunto acho que tens um blog interessante de acompanhar.
Depois como pequena nota, os cabos de internet têm de facto electricidade meu caro(aliás essa é uma das razões porque às vezes recebes mal a internet em casa a grandes distâncias, interferencia electrica entre os espectros de onda dos vários cabos, e isto é válido quer para o fio de cobre quer para a fibra óptica (sim trabalho numa empresa de telecomunicações).
Em segundo lugar e referindo-me a este post, e em concordância com a minha opinião do post sobre o amero, acho que aquilo que dizes vai contra toda a ciência económica, contra tudo o que se assume como verdade da teoria económica e contra o mero bom senso pois uma união os EUA com o México nunca seria possivel enquanto a disparidade de salários for a que é actualmente (e não, os politicos americanos não são parvos ao ponto de tentarem reduzir o nivel de vida dos americanos (os que tentaram lixaram-se todos) ( e afirmo isto como economista que é a minha formação e especialização, sim eles também são necessários nas telecoms:P).~

Bem peço desculpa pelo post que já vai longo e reafirmo o que disse no inicio tens um blog com ideias muito interessantes e que se tornam uma boa razão para continuar a ler (apessar de achar que dizes umas valentes parvoices de vez em quando, mas isso todos dizemos, incluindo eu :D)

Abraço
Peço desculpa que o comm

  MIB

quinta-feira, julho 09, 2009 11:31:00 da manhã

Uma última nota, de facto o início da noticia está 100% correcto, o estádo da califórnia está em risco de abrir falência, mas a situação não é propriamente nova, o governo americano já teve que intervir diversas vezes neste estado desde os anos 80. E isso nunca levou a um amero ;)

  Fada

quinta-feira, julho 09, 2009 11:37:00 da manhã

Ora seja bem-vindo, o menino!!!... Já andava a estranhar o silêncio! :p
(Porque ontem à noite ainda vim aqui uma data de vezes à procura de post, com o IE e com o Mozilla, não fosse estares a ser censurado de novo...)

Loucura tua???

Talvez, apenas o tempo o dirá!

Mas "de Génio e de Louco, todos temos um pouco"... ;)

No fundo, no fundo, eu não acredito que seja loucura tua, MAS desejo profundamente que as coisas não aconteçam como dizes. Lá está... O tempo dirá!

Beijitos :)

  MIB

quinta-feira, julho 09, 2009 12:01:00 da tarde

Última pergunta e prometo que não chateio mais, mas hoje o dia tá calmo e deu-me pra isto lol.

Segundo a wikipedia o principal financiador do mozilla é a google, porque é que o chrome e o IE não deixam ver os textos e o mozzila sim? Não é um contra-senso? (segue o texto em baixo)

The Mozilla Corporation's relationship with Google has been noted in the media,[143][144] especially with regard to their paid referral agreement. The release of the anti-phishing protection in Firefox 2 in particular raised considerable controversy:[145] anti-phishing protection enabled by default is based on a list updated by twice-hourly downloads to the user's computer from Google's server.[146] The user cannot change the data provider within the GUI,[147] and is not informed who the default data provider is. The browser also sends Google's cookie with each update request.[148] An additional, explicitly opt-in security feature has been added to recent builds by the Mozilla Foundation. This anti-phishing feature provides live protection by checking each visited URL with Google.[149] Some Internet privacy advocacy groups have expressed concerns surrounding Google's possible uses of this data, especially that Firefox's privacy policy states that Google may share information gathered with "safebrowsing" service with third parties, including business partners.[150] Google also promoted Mozilla Firefox through YouTube until the release of Google Chrome.

In 2005, the Mozilla Foundation and Mozilla Corporation had a combined revenue of US$52.9 million, with approximately 95 percent derived from search engine royalties.[151][152] In 2006, the Mozilla Foundation and Mozilla Corporation had a combined revenue of US$66.9 million, with approximately 90 percent derived from search engine royalties.[151][153] In 2007, the Mozilla Foundation and Mozilla Corporation had a combined revenue of US$75 million, with 88 percent of this sum (US$66 million) from Google.[154][155] Mozilla Foundation is being audited by the IRS and some believe its non-profit status may be called into question.[154][156]

  Jane Doe

quinta-feira, julho 09, 2009 1:03:00 da tarde

Como em alguns dos textos já aqui apresentados, eu fiz uma pequena pesquisa.

Em relação à falência da Califórnia, bem, isso basta escrever no Google que aparece logo.

Não consegui encontrar referencias sobre marcarem as caixas de correio das pessoas, até agora.

Mas em relação à detenção prolongada encontrei este vídeo.
http://www.youtube.com/watch?v=vZYVz8SYSw8

Sobre a presença e treinos militares nos EUA:
http://matadorpulse.com/facilitating-martial-law-us-armys-new-dwell-time-misson-set-to-begin-in-october/

Não resisti a ir verificar a questão do MIB, em relação ao Mozilla Foundation, e a questão do Google. E encontrei isto, também no wikipédia: http://en.wikipedia.org/wiki/Mozilla_Foundation#Financing

Aqui refere que o Mozilla foundation tem um contrato com o google, para que este seja o motor de busca por defeito, do firefox.

Eu acho que, sendo o google o maior motor de buscar actualmente, e tendo o firefox crescente utilização, será para o firefox uma forma de continuar a crescer. Faz-me sentido. Agora, o google pode ser um dos donadores, tendo feito um contrato até 2011, mas isso não faz do google dono do firefox, e não tira a este último a independencia.

Em relação ao Amero, deixo aqui mais alguma informação.
http://en.wikipedia.org/wiki/North_American_currency_union

Tentei procurar alguns vídeos sobre a NAU no CNN videos, mas foram apagados.

Peço desculpa tanto link, mas é informação que acho útil, e que partilho.

  Jane Doe

quinta-feira, julho 09, 2009 1:05:00 da tarde

Donadores não...

Doadores... Credo misturo tudo:S

  André Miguel

quinta-feira, julho 09, 2009 2:36:00 da tarde

Os Estados norte americanos estão em constante falência, simplesmente pelo sistema de financiamento da FED.
Quando estão quase na bancarrota, é só pedir que a FED empresta mais uns milhões, com juros é claro, que irão aumentar ainda mais a dívida. Dívida essa combatida pelos impostos, mas como estamos em crise a actividade económica desacelerou, logo a receita fiscal diminuiu.
Não acredito numa união Norte Americana, pelos menos para já. Primeiro porque terminava a hegemonia americana no mundo, e segundo porque há demasiadas assimetrias entre EUA, México e Canadá.

  Cor do Sol

quinta-feira, julho 09, 2009 7:04:00 da tarde

Olha, eu nem me importo que desvalorize, pelo menos até passarem as minhas férias :) Quanto ao resto é esperar para ver. Aí se verá se tens razão ou não.

Beijo

  Nandez

sexta-feira, julho 10, 2009 12:58:00 da manhã

o sistema já está de tal maneira podre que não me admiro nada do que venha eventualmente a acontecer

  Kenny

sexta-feira, julho 10, 2009 2:18:00 da manhã

Pois há várias notícias ultimamente que dão que pensar, líderes de grandes países que vêm a público falar numa "necessidade" para uma mudança na "governação mundial". Até o papa falou nisso!

O Amero já é "old news" é para os USA, Canadá e México o que o ECU era para nós. :)

Tens um excelente blog Bruno, que acompanho desde que metias tópicos bem cómicos a toda a hora. Observo surpreso este novo rumo que tomas. Estou a gostar! :) Também desde sempre me tentei documentar sobre estas conspiracy theories, mas é sempre bom aprender mais. :)

Cumprimentos cordiais,
Kenny.

  Bruno Fehr

sexta-feira, julho 10, 2009 3:17:00 da tarde

MIB:

"acho que aquilo que dizes vai contra toda a ciência económica"

Ver crise de 1929 que faliu os EUA e meia Europa. Ver a crise Albanesa em que foram criados programas de crédito e depois faliram a moeda. Os Albanese pediram os altos créditos a juros baixos e da noite para o dia a moeda faliu, antes de falir a dívida foi convertida para a nova moeda e o valor dos créditos não dava para um maço de tabaco.

A economia não é uma ciência é uma arte, farto-me de dizer isso às pessoas com quem trabalho, pois eu sei curso de economia ou finanças, tenho uma posição mais elevada que muitos deles. Isto é tudo um jogo e para se ganhar há que saber jogar e nem sempre as regras são cumpridas e por isso muitos economistas ficam pelo caminho, pois assentam as sua teorias em livros quando isto é um jogo sem regras.

Ainda há pouco tempo a Libra estava tão apetecível que toda a gente a comprava, eu aconselhei a desfazerem-se das libras e dias depois aconteceu o que previa, a libra desceu até ao valor do dólar. Quando o disse, nenhum economista concordou comigo.

"uma união os EUA com o México nunca seria possivel enquanto a disparidade de salários for a que é actualmente"

1- Essa disparidade é igual à disparidade de salários entre Portugal e a Alemanha nos anos 80 e Portugal entrou.

2- Uma união depende unicamente de uma coisa a moeda e não os salários. O dólar desceu a 40% dos seu valor e o Peso nunca esteve tão próximo.

3- Qual União só tem a lucrar com a inclusão de um país mais pobre. Esse país recebe investimento que é compensado com a mão de obra barata fornecida. Com a entrada de Portugal, Espanha, Grécia e Itália que eram países pobres, começou uma grande fase de emigração, o resultado na Alemanha, Franca, Luxemburgo, Bélgica, Holanda e Inglaterra (países alvo), foi o baixar dos ordenados devido à elevada oferta de mão de obra. Na Alemanha os ordenados baixaram tanto que hoje em dia não existe ordenado mínimo, quem pedir menos tem o emprego desejado (trabalho não qualificado).

(continua)

  Bruno Fehr

sexta-feira, julho 10, 2009 3:18:00 da tarde

(continuação)

"e não, os politicos americanos não são parvos ao ponto de tentarem reduzir o nivel de vida dos americanos (os que tentaram lixaram-se todos)"

Não? Então o que é que dá valor ao dólar? Ao é ouro, não é nada. O valor do dólar é dívida, pois é criado sem reserva, é feito do nada e existe porque esse dinheiro passa a ser devido. Portanto o novo dinheiro imprimido recebe valor pelo dinheiro em circulação. Se o país tiver 10 mil milhões de dólares em circulação e cada dólar vale 1 dólar, ao imprimirem mais 10 mil milhões, cada dólar valerá 50 cêntimos. Os EUA nos últimos 10 meses imprimiram 17 mil milhões de dólares e o dólar está a 40 cêntimos.

"afirmo isto como economista que é a minha formação e especialização"

Então sabes o que é o Hiper-Inflacionamento de uma moeda e os resultados disso.

O Amero existe qualquer pessoas ligada a uma instituição financeira sabe que os governo Americano emitiu recentemente garantias de pagamento em dólares OU moeda alternativa em que a dívida é traduzida em Euros como forma de garantia de valores.

Como economista diz-me o que acontece neste caso:
1- Existe uma moeda alternativa pronta a entrar em circulação.
2- O endividamento público cresce a um ritmo assustador.
3- É declarado o decreto politico de falência da unidade monetária como aconteceu em 1930.
4- A nova moeda entra em circulação.

A minha resposta. Ao existir uma nova moeda pronta a entrar em circulação, no momento da falência da moeda existente, toda a dívida é convertida para a nova moeda. O dinheiro em circulação perde todo o seu valor passando a valer 3 a 7% do que valia.

O resultado é uma fortuna nos cofres do governo, pois a dívida mantém-se e o dinheiro em circulação não tem valor.

Claro que isto pressupõe um crise ainda maior, mas o desemprego já vai nos 9,75% e piorará em breve.

Quanto aos milhares de milhões imprimidos recentemente, eles estão a ser usado para pagar falências, para recompensar empresas e directores pelo falhanço económico e não para pagar ordenados da população.

Se a empresa onde trabalhas por ventura alguma vez falisse e sobrassem umas centenas de milhão, que só dariam para:

a) pagar as churudas indemnizações aos directores.

b) pagar os milhares de salários aos funcionários.

Para onde achas que o dinheiro vai?

Claro que isto vai contra toda a teoria económica, mas só a teoria económica dos livros, a honesta. No entanto a corrupção económica é muito lucrativa, se a população está sem dinheiro, esse dinheiro está nas mãos do estado. Pare receberem mais dinheiro precisam de trabalhar, pois há dividas a pagar. O questão é que agora já não há ordenados médios de 3.000 dólares, pois é preciso concorrer com a mão de obra Mexicana... toma lá 800 médios e não digas que vens daqui, pois os Europeus também recebem isso.

Como és economista podes discutir comigo economia com algum conforto da tua formação, eu só respondo com lógica económica, passado económico e corrupção económica e nada disso são cadeiras no curso de economia.

  Bruno Fehr

sexta-feira, julho 10, 2009 3:18:00 da tarde

Fada:

O acesso à net é limitado, a net móvel nem sempre me dá rede.

  Bruno Fehr

sexta-feira, julho 10, 2009 3:18:00 da tarde

MIB:

"Segundo a wikipedia o principal financiador do mozilla é a google, porque é que o chrome e o IE não deixam ver os textos e o mozzila sim? Não é um contra-senso?"

O Google investe no Mozzila para efeitos de lucro e fez isso pois o Mozzila sozinho roubou 40% do mercado ao Internet Explorer e ameaça tornar-se o explorador numero 1.
O Google como investidor recebe lucros desse investimento mas não tem qualquer poder sobre o que o Mozzila faz, a única exigência é o Google ser o motor pré-definido quando antes desse investimento era o Yahoo (sempre usei produtos desta empresa).

O motivo pelo qual o Google investe no Mozzila é porque não conseguiu comprar a empresa. Para quem não sabe o Mozzila FireFox é da mesma empresa que criou o primeiro motor de busca o "Netscape", no qual o Google se inspirou e o qual o Google destruiu quando comprou.
O Netscape está agora nas mãos da AOL, que é do grupo Google.

No final dos anos 90 isto foi tornado público pelo CEO do grupo Mozzila, que o Google compra para eliminar a concorrência.

Investir numa empresa não dá poder de decisão. Eu tenho acções da tua empresa e não tenho poder de decisão, aliás, fui muita vez enrabado por ela.

O Google investe em diversos outros exploradores e no entanto criou o Google Chrome, que é um excelente explorador, com o pequeno defeito de guardar e enviar registos ISP aliados aos sites que vês sem ter de pagar por isso, como faz com o Mozzila.
Até ao aparecimento do Chrome, o Google por seu turno recomendava o Mozzila no YouTube, que é mais um site que eles compraram pois o Google Videos falhou. Agora vão encerrar o Google Vídeos e fazer do YouTube o que queriam fazer no Google Vídeos, ou seja, destruir a liberdade de expressão, pois centenas de contas foram fechadas. Impor a vontade das grandes empresas e dominar o YouTube com main stream media retirando toda a free press. Este processo já foi iniciado e em 2010 aparecerá o YouTube Beta 2.0, completamente preparado para ver TV onde os vídeos pessoais e a imprensa livre deixar de receber qualquer destaque.

"with regard to their paid referral agreement"

O Google paga para ter o seu motor de busca pré-definido.
Google also promoted Mozilla Firefox through YouTube until the release of Google Chrome.

O lema do Google é: Se não os podes vencer, compra-os. Se não os podes comprar paga-lhes para te fazerem algumas vontades.

"Mozilla Foundation is being audited by the IRS and some believe its non-profit status may be called into question."

O Netscape sempre foi grátis. O Mozzila sempre foi grátis. A questão é que desde o investimento criado pelo Google que paga quer a empresas quer a privados por difusão de publicidade, o FireFox está a dar um lucro imenso e de facto isso poderá ser um crime fiscal, devido as estatuto não lucrativo.
No entanto uma sociedade não lucrativa pode ter lucros, sem que isso seja crime, basta para isso canalizar ou mostrar que se canalizam esses lucros para um outro projecto.

  Bruno Fehr

sexta-feira, julho 10, 2009 3:19:00 da tarde

Jane Doe:

"Não consegui encontrar referencias sobre marcarem as caixas de correio das pessoas, até agora."

Ainda só foram relatados casos isolados em 3 cidades de 2 estados.

"Mas em relação à detenção prolongada encontrei este vídeo.
http://www.youtube.com/watch?v=vZYVz8SYSw8"

Esse é um excelente vídeo pois essa jornalista é das poucas que não tem medo de falar. Nesse vídeo aparece o Glen Beck, que falava de todos estes assunto e no dia que ia colocar no ar uma reportagem sobre os campos da FEMA, os comboios FEMA parados nas principais cidades Americanos e os 2 milhões de caixões FEMA capazes de levar 9 milhões de pessoas... nessa noite o programa não foi para o ar e Glen Beck afirmou ter estado errado em tudo o que disse e que toda a reportagem de investigação não iria para o ar por isso mesmo.

Hoje ele já não ataca o governo e o que faz é tentar desacreditar quem faz o que ele fazia.

Essa senhora na MSNBC e Dobbs na CNN são talvez os únicos com poder para falar na TV... até agora.

"Aqui refere que o Mozilla foundation tem um contrato com o google, para que este seja o motor de busca por defeito, do firefox."

Exacto, em troca dão dividendos de publicidade. Mas não possuem qualquer poder sobre o navegador ou a direcção do grupo Mozzila.

"mas isso não faz do google dono do firefox, e não tira a este último a independencia."

Correcto.

"Tentei procurar alguns vídeos sobre a NAU no CNN videos, mas foram apagados."

Resistem alguns no YouTube, desde os encontros de dos 3 ex-presidentes (mexico, canada, eua), pelo que percebo a NAFTA que está para o NAU como a CEE está para a UE, está a basear-se no investimento do Canadá e EUA em infraestruturas no México, será construída a super auto-estrada entre o México e o Canadá e depois disso haverá as condições de tornar a NAFTA na NAU.

  Bruno Fehr

sexta-feira, julho 10, 2009 3:19:00 da tarde

André Miguel:

"Os Estados norte americanos estão em constante falência, simplesmente pelo sistema de financiamento da FED."

Correcto, cada dólar que imprimem retira valor ao que circula. Mas nada justifica terem já duplicado o dinheiro existente, ao ponto de desvalorizarem a moeda em 60%.
No entanto eles nao podem parar o FED, pois ele encontra-se no distrito de Columbia e o governo Americano só tem autoridade sobre os 50 Estados. O distrito de Columbia é um distrito e não faz parte de qualquer estado, é independente e voluntariamente inserido em território dos EUA.

"Quando estão quase na bancarrota, é só pedir que a FED empresta mais uns milhões, com juros é claro, que irão aumentar ainda mais a dívida."

Estão a ser triliões neste momento. E por isso a moeda já pouco vale. A este ritmo de impressão de dinheiro, no verão de 2010 o dólar estará a 10 cêntimos dele próprio. Isto irá tornar os actuais 9,75% de desemprego em mais de 20% e a consequente revolta popular.

"Dívida essa combatida pelos impostos, mas como estamos em crise a actividade económica desacelerou, logo a receita fiscal diminuiu."

Daí terem criado um imposto do pacote de novos impostos previstos para um futuro banco mundial que iria substituir o World Bank.
Os EUA já parovaram o "cape and trade" que é na verdade um imposto por se estar vivo, se estás vivo, respiras, tens carbono na tua constituição e consomes carbono, então vai pagar este imposto.
Este é o imposto sobre o qual me lembro de brincar desde miúdo, o "imposto de pagar para respirar". Tudo o que tiver a ver com carbono pagará imposto, se consomes carbono em carnes pagarás mais, pois os criadores dessa carne vao pagar mais, se usas carro emites CO2 por isso pagas mais porque os produtores de carros e combustível pagam também mais. Se vives no fim do mundo mas tens um numero de contribuinte e fazes fogueira ou respiras, então vais pagar também. Uma simples lareira ou grelhador está sujeita a este imposto.

Acho que é fácil ter uma ideia da imensidão de dinheiro que entrará nos cofres do estado e em breve a Europa irá seguir o exemplo.

"Primeiro porque terminava a hegemonia americana no mundo"

Essa hegemonia não é Americana é das Nações Unidas que sustentam a América. Essa União irá reforçar o poder, pois ficam ainda com mais poder de decisão no panorama internacional.

"e segundo porque há demasiadas assimetrias entre EUA, México e Canadá."

Por isso mesmo, este não é um processo amplamente publicitado nem a população está a ser questionada.

Portugal recusou fazer parte de união de reinos de criou Espanha, por isso a entrada na CEE foi feita sem referendo. Hoje Portugal e Espanha não possuem fronteiras e em breve nem a constituição as irá diferenciar, pois o tratado de Lisboa está aí e anda tudo a pintar aquela merda nojenta de cor-de-rosa... pois...

  Bruno Fehr

sexta-feira, julho 10, 2009 3:19:00 da tarde

Cor do Sol:

"Olha, eu nem me importo que desvalorize, pelo menos até passarem as minhas férias :) Quanto ao resto é esperar para ver. Aí se verá se tens razão ou não."

Então troca o mínimo de Euros por dólar e troca só quando precisares. Pois se trocas demais, ao voltares a converter o que sobrar para Euros irás perder muito dinheiro. A desvalorização está a ser diária.

  Bruno Fehr

sexta-feira, julho 10, 2009 3:19:00 da tarde

Nandez:

Até à eleição de Obama ainda havia coisas que me surpreendiam, agora nada me choca.

  Bruno Fehr

sexta-feira, julho 10, 2009 3:19:00 da tarde

Kenny:

"Pois há várias notícias ultimamente que dão que pensar, líderes de grandes países que vêm a público falar numa "necessidade" para uma mudança na "governação mundial". Até o papa falou nisso!"

Sim o Papa quer uma "Neues Ordnung". Outro facto interessante é o encontro actual entre Índia, China e Rússia com vista a escolherem uma outra moeda de reserva e se escolherem outra, deixam de comprar dólares e vendem os que possuem e aí sim, vai o dólar para o esgoto.


"O Amero já é "old news" é para os USA, Canadá e México o que o ECU era para nós. :)"

O Amero como nome da moeda é um ideia inspirado no nome Euro e America, mas não será a nova moeda até porque teriam de pagar direitos ao criador do nome que é economista privado. O problema não é o nome nem uma nova moeda, mas sim a forma como ela será implementada.

"Tens um excelente blog Bruno, que acompanho desde que metias tópicos bem cómicos a toda a hora. Observo surpreso este novo rumo que tomas. Estou a gostar! :)"

Este blogue sempre sofreu fases, esta é só mais uma, normalmente este é um processo cíclico. Se assim não fosse, já estaria aborrecido e fechado isto.

  MIB

sexta-feira, julho 10, 2009 5:47:00 da tarde

Bruno:
"Ver crise de 1929 que faliu os EUA e meia Europa. Ver a crise Albanesa em que foram criados programas de crédito e depois faliram a moeda."

Com todo o respeito estás a misturar alhos com bugalhos, a crise de 1930 não provocou a criação de uma nova moeda, apenas levou à proibição de conversão do papel moeda para o metal precioso que anteriormente era possivel a qualquer momento ,para um pouco de politicas monetárias e história da moeda sobre este periodo aconselho-te um livro chamado "Money, whence it came where it goes" de J.K.Galbraith, sim é economista e até daqueles com o Nobel lol, e o sobreendividamento é acima uma questão de confiança, pois se formos ver a divida publica do Zimbabué é de cerca de 10% do PIB e não vez ninguem a comprar as emiissões deles e nas ´´ultimas contas que vi a divida publica do Japão era de cerca de 3000% do PIB e é das dividas melhores classificadas em termos de rating no mundo. Na tua opinião deviamos fugir do iene como o diabo da cruz e apostar na moeda do zimbabué?(não me lembro do nome do raio da moeda)No fundo aquilo que digo é que a divida pública é comprada na medida da confiança que esse estado merece, logo dificilmente a albania pode ser um exemplo...
E como sabes a minha empresa? só disse que trabalhava numa de telecomunicações, nem o país disse lolol, cheira-me a teoria da conspiração :P

E mais uma vez quanto á União, estas a falar de países com populações demasiado próximas o que não sucedeu entre os paises mediterranicos e as economias do Norte e as disparidades de poder de compra e salários são muito maiores, mesmo a nivel de estratificação da sociedade são demasiados distintas, por alguma razão os países mediterranicos entraram na UE e a Turquia a entrar mais parece um supositório ninguem o quer tomar e se entrar toda a gente irá ficar com ar de paneleiro...

Mais uma vez os meus parabéns pelo blog que está muito bom em qualquer uma das fases porque já passa-te( podias era corrigir aquela frase dos cabos de internet que destoa da habitual exactidão;))

Por último queria dizer que mesmo quando não concordo contigo gosto de ler o que escreves pois está sempre bem argumentado (então para alguém de Letras considero excelentemente argumentado :P)

  Bruno Fehr

sexta-feira, julho 10, 2009 7:01:00 da tarde

MIB:

"Com todo o respeito estás a misturar alhos com bugalhos, a crise de 1930 não provocou a criação de uma nova moeda, apenas levou à proibição de conversão do papel moeda para o metal precioso que anteriormente era possível a qualquer momento"

Essa proibição foi uma falência do dólar convertível em ouro, mas foi uma falência do dólar em que esse papel moeda passou a valer meia dúzia de cêntimos de dólar. As notas novas que apareceram, apesar de serem de dólar eram da Reserva Federal e tecnicamente uma nova moeda.
Não é possível ter uma moeda que perca o valor total, se passe um pano e ela aparece forte novamente, pois para isso a velha moeda poderia ter recuperado.
Uma coisa é dólar convertível em ouro, outra é o novo dólar da Reserva Federal. O nome é dólar mas não tem mais nada em comum. Não há qualquer confusão da minha parte. Se o dólar falir, podem aparecer com dólares amarelos, apesar de se chamarem dólares serão uma nova moeda.

"o sobreendividamento é acima uma questão de confiança"

Correcto, confiança de que a dívida é paga, mas não estamos a falar de sobreendividamente, estamos a falar de hiper-inflacionamento. Causar a inflação do dólar imprimindo novos dólares sem que existe a possibilidade de pagar essa dívida.
Essa falta de confiança é revelada pela Índia, China e Rússia que estão a decidir qual a nova moeda de suporte. Basta que a China deixe de aceitar I owe you's do EUA e deixe de comprar Security Bonds, e o dólar vai abaixo.
Neste caso não tem nada a ver com o PIB, pois os EUA vivem de créditos internacionais, apesar de poderem imprimir quanto dinheiro querem. Eles sempre dependeram de 800 biliões em créditos por ano, vindos do Japão e China, e faziam isto pois sabiam que ao imprimir mais dólares sem suporte, estariam a inflacionar irremediavelmente a moeda Americana. Agora fazem-no e é mais do que lógico que é uma destruição deliberada da sua moeda.

"Na tua opinião deviamos fugir do iene como o diabo da cruz e apostar na moeda do zimbabué?(não me lembro do nome do raio da moeda)"

Essa não é nem nunca foi a minha opinião! Nunca eu diria a alguém para comprar uma moeda baseado no PIB. O PIB é o que eu quero que ele seja se for eu a trabalhar os números. O que me interessa é a inflação; que é um valor que por mais que o governo queira manipular não o consegue fazer de forma convincente. De que vale a dívida externa do Zimbabué ser de 10% do PIB quando a inflação já atingiu os 231.000.000%! O dólar Zimbabuano (é este o nome da moeda) não vale nada nem nunca irá valer.

O Iéne por seu lado não é um investimento inteligente porque mesmo com o grande crescimento económico a moeda é mantida tão fraca que a sua valorização é insignificante. Mas se comprares Iénes não perdes dinheiro e ganhas uns cêntimos.

Investir numa moeda depende sempre da inflação e não do PIB. O PIB Inglês não baixou da noite para o dia, mas a inflação essa sim apareceu do nada com a Libra a levar uma sova na bolsa por estar ligada ao dólar.


"E como sabes a minha empresa? só disse que trabalhava numa de telecomunicações, nem o país disse lolol, cheira-me a teoria da conspiração :P"

Não disseste que sim nem que não, nem isso é importante. Mas se for em Portugal, directa ou indirectamente é para a PT visto que ela é dona do ar e qualquer empresa tem de pagar "tributo" à Portugal Telecom.

"( podias era corrigir aquela frase dos cabos de internet que destoa da habitual exactidão;))"

Eu mantenho essa afirmação, pois se dizes que os cabos de Internet possuem corrente eléctrica, eu respondo que o ar possui corrente eléctrica e é por isso que as telecomunicações são possíveis. O que está escrito no texto é bem claro que não tem corrente eléctrica para causar qualquer dano pessoal. Tal como ninguém morre a mexer na ficha do telefone e na eléctrica pode não morrer mas fica com toda a certeza com o coração a 1000.

  Kenny

sábado, julho 11, 2009 1:55:00 da manhã

Bruno:
"Mas se for em Portugal, directa ou indirectamente é para a PT visto que ela é dona do ar e qualquer empresa tem de pagar "tributo" à Portugal Telecom."

Eu trabalho numa empresa de Telecomunicações _em_ Portugal (até dia 20, pelo menos) e não tem sequer nada que ver com a PT. Somos um GNOC, centro global de operações (aka supervisão de redes móveis), que trabalha para várias empresas sediadas em países espalhados um pouco por todo o mundo, France Telecom e seus grupos associados, por exemplo. :)

(Também há um par de empresas alemãs que supervisionamos aqui, por acaso)

Mas a verdade é que qualquer operador que opere em Portugal tem que estar preparado psicologicamente para oferecer as n*lgas à PT Telecom... pois basta que eles tenham menos atenção aos circuitos alugados que tu usas para que tenhas perda de serviço durante imenso tempo, o que implica multas, o que implica menos dinheiro a entrar and so on and so on...

Enfim, desculpem, divaguei demais. :S

Cumprimentos!

  Kenny

sábado, julho 11, 2009 2:08:00 da manhã

E os "cabos de internet" têm algo que se poderia chamar de corrente eléctrica, mas é inaccurate chamá-lo assim.

Um cabo coaxial, é apenas um meio de transmitir "ondas", que se transmitem por sinais eléctricos, que são transmitidos, realmente, por uma corrente AC, mas com frequências bem mais elevadas (desproporcionais mesmo) que as habituais 50-60Hz dos cabos MAINS usados para "corrente eléctrica".

São sinais eléctricos de elevadíssima frequência usados para transmitir ondas em elevada velocidade.

É possível usar cabos MAINS para transmitir sinais lógicos (Internet por exemplo) mas não acredito que seja possível usar um cabo de rede UTP classe 5 (o normal nas redes Ethernet) para alimentar o que quer que seja. :)

Enfim, acho que voltei a divagar. lol. :)

  Ricardo

sábado, julho 11, 2009 3:36:00 da manhã

Bruno:

Mais um excelente post!!!

Hummm... serão mesmo teorias da conspiração??
Como diz o ditado... o pior cego é aquele que não quer ver!

Kenny:

"mas não acredito que seja possível usar um cabo de rede UTP classe 5 (o normal nas redes Ethernet) para alimentar o que quer que seja. :)"

What??? Wake up!!! Então e o PoE - Power over Ethernet??? (ver wikipedia) :) mas pronto, reparo offtopic :)

1 abraço!

  Kenny

sábado, julho 11, 2009 7:15:00 da manhã

Ricardo:
Pwned! :)

Não sabia disso, daí o "não _acredito_". :)

Enfim, you live you learn. lol.

  MIB

segunda-feira, julho 13, 2009 10:55:00 da manhã

Bruno,

Mais uma vez, parece-me curioso que fales em hiperinflacionamento quando um mundo inteiro de especialistas em economia falam nos riscos da deflacção(que é o que tem acontecido em quase todo o Mundo "evoluido" e isto não o dizem só os falcões neoliberais como os Economistas Neo-marxistas o nosso caro amigo louçã por exemplo, sim infelizmente o homem é economista...).

Segundo ponto a tua questão levou-me a pesquisar um pouco mais na minha biblioteca e lamento dizer-te mas os dólares de 1930 já eram dolares do FED e curiosamente se não colocares o efeito coleccionista no meio se tiveres 1 milhão de dólares de 1930 ou anteriores e fores as compras qualquer loja to aceita, aliás essa é uma caracteristica muito americana que nós não temos, a moeda é rigorosamente a mesma desde que vão sendo lançadas até à data de hoje, dai que seja uma honra tão grande por as bentas numa nota, elas vão lá ficar para a eternidade lol...

Como pequena nota histórica, deves estar a confundir com o que aconteceu no final do secXIX em que as "greenbacks" foram todas compradas e retiradas do mercado enquanto que as moedas dos diversos estados foram ou convertidas no novo dólar ou simplesmente passaram a papel higienico, e explicar isto direito levava a uma mini tese de doutoramento, mas se quiseres eu explico... E isto foi feito execatamente para evitar algo que acontecia muito antes, como qualquer banco com uma tipografia podia emitir dinheiro logo quando se viam à rasca emitiam-no forte e feio levando a que esse papel moeda não valesse o papel onde estava.

O meu post já vai longo, mas pronto resumidamente fica ai as minhas explicações de porque é que não acredito em inflação(pelo menos nos próximos 2 a 3 anos, aliás era até muito bom que ela viesse) e muito menos acredito em fenómenos de hiper-inflação, assim como não acredito numa fusão do dolar com o peso e o dolar canadiano, para isso acontecer era necessário que houvesse uma fixação da conversão entre o peso e o dólar(pronto com o dólar canadiano até a dou de borla) o que é algo surreal, o peso não tem a estabilidade minima exigivel para se tornar numa moeda de reserva quanto mais para fixar um valor... A última vez que alguem tentou fixar uma moeda em valores que são demasiado instáveis lixou-se(quer dizer, o George Soros encheu-se de dinheiro com a descolagem da Libra mas pronto).

E aí peca a tua teoria, até acredito que os américos quisessem anexar o méxico,(para lá caminham), agora iso nunca seria feito por uma nova moeda, mas sim por uma situação de paridade entre o dólar e o peso, e isso sim é um fenómeno tão corriqueiro que nem piada tem, se bem que de vez em quando saltam como pipocas(olha para a argentina lol)

Cumps,

  Bruno Fehr

segunda-feira, julho 27, 2009 3:27:00 da manhã

Kenny:

"Eu trabalho numa empresa de Telecomunicações _em_ Portugal (até dia 20, pelo menos) e não tem sequer nada que ver com a PT. Somos um GNOC, centro global de operações (aka supervisão de redes móveis), que trabalha para várias empresas sediadas em países espalhados um pouco por todo o mundo, France Telecom e seus grupos associados, por exemplo. :)"

Supervisão, vocês não fornecem um serviço. Esse tributo ou aluguer à PT foi um dos motivos que levou a 02 a desistir do seu interesse em se tornar o 4° Operador móvel Português. Tem qualquer coisa a ver com a autoridade dada pelo Estado aos extintos CTT-TLP.

"É possível usar cabos MAINS para transmitir sinais lógicos (Internet por exemplo) mas não acredito que seja possível usar um cabo de rede UTP classe 5 (o normal nas redes Ethernet) para alimentar o que quer que seja. :)"

Resumindo, não precisas desligar o quadro geral de um edifício de 100 andares para renovares os cabos de Internet.

  Bruno Fehr

segunda-feira, julho 27, 2009 3:27:00 da manhã

Ricardo:

Correcto, pois há cegos que já perceberam a marosca :)

  Bruno Fehr

segunda-feira, julho 27, 2009 3:27:00 da manhã

Kenny

"Pwned! :)"

Ora aqui está algo que não via/lia já há uns anitos, ehehehe

  Bruno Fehr

segunda-feira, julho 27, 2009 3:27:00 da manhã

MIB:

"Mais uma vez, parece-me curioso que fales em hiperinflacionamento quando um mundo inteiro de especialistas em economia falam nos riscos da deflacção"

Quase todos os peritos? O que é a impressão contínua de dinheiro se não hiper-inflacionamento? E qual é o resultado se não deflaccao?
Sem tens 1 bilião em circulação, e imprimes mais 3 biliões estás a hiper-inflacionar a moeda, e assim que todo esse dinheiro entra no mercado, dá uma idea falsa de recuperação económica mas acabará por gerar deflação da moeda pois o bilião que tinhas em circulação e´o que dá valor aos 3 biliões que colocas em excesso, e cada dólar passa a valer 1/4.

"Segundo ponto a tua questão levou-me a pesquisar um pouco mais na minha biblioteca e lamento dizer-te mas os dólares de 1930 já eram dolares do FED"

Isso é incorrecto e um pouco de investigação poderá esclarecer-te. Até porque a nota Americana de menos valor (1 dólar) só passou a ser exclusivamente da Reserva Federal em 1963.

"e curiosamente se não colocares o efeito coleccionista no meio se tiveres 1 milhão de dólares de 1930 ou anteriores e fores as compras qualquer loja to aceita"

Notas que não sejam da Reserva Federal não serão aceites, necessitam de ser trocadas, não poderá circular hoje nos EUA dólares do tempo dos bancos livres.
A questão não é tanto se 1 dólar vale um dólar, mas sim que esses dólares podiam ser convertidos em ouro, e isso estava escrito na própria nota, o que seria um grande problema se toda a gente fosse trocar esses papeis de 1930 por moeda de 1 dólar em ouro.
As antigas notas de dólar valiam o mesmo em ouro e tu não comprar um dólar em ouro por 1 dólar. Por isso, os coleccionadores em vez de guardarem uma nota que vale muito perto de nada, mesma para coleccionadores, poderiam fazer um pequena fortuna em ouro.