Susan e o seu sonho

Já imensa gente falou na Susan, já 5 milhões de pessoas viram o vídeo no YouTube.
Eu não estou aqui para vos dizer que ela tem uma voz maravilhosa, porque não tem. Não canta mal, mas não a voz dela não tem nada de extraordinário.

O que quero falar é da estupidez do público. Será que não percebem que se aquela mulher chegou a uma final, é porque canta bem? Porque raio se riram na cara dela quando ela afirmou que o seu sonho é ser cantora profissional? O simples facto de ela estar numa fase final, significa que passou nas audições e não foi certamente pelo corpo esbelto que não tem.
As pessoas no público burras, riem. Riem porque estão a olhar para um patinho feio, que sem a juventude e corpo firme de muitas, sonha em cantar para multidões.
Por mais chapadas na tromba de realidade que as pessoas levem, parece que não aprendem. Já escrevi aqui sobre Paul e o seu sonho que depois de se terem rido dele, aplaudiram-no de pé e choraram a ouvi-lo. Deveriam ter aprendido a não julgar a pessoa pelo aspecto. O talento nem sempre nasce em embalagens bonitas.

Susan Boyle é uma desempregada solteira de 47 anos que tem o sonho de ser cantora profissional, mas não é jovem, não é bela e não entra semi-nua em palco, a ela só lhe resta o que hoje em dia é secundário no mundo do espectáculo... ela tem talento e uma boa voz (não uma voz divinal como querem fazer parecer).

Tal como no vídeo de Paul, também Susan foi apludida de pé, depois de se rirem na cara dela.
Mais uma história do patinho feio que é visto como patinho feio e sem que mude o seu aspecto físico, se torna ao olhos de todos num belo cisne.

Nunca é tarde para sonhar e as histórias de Paul e Susan, são mais duas a gritar-nos na cara, que se tentarmos, que se lutarmos, se acreditarmos iremos chegar mais tarde ou mais cedo onde sonhamos chegar. Se Susan tal como Paul não tivessem num momento acreditado que era possível, se não tivessem olhado nos olhos uma multidão cínica, dentro de 20 anos ambos estariam deprimidos pensando no sonho perdido. Ele ainda como trabalhador de armazém, ela provavelmente reformada após todo esse tempo de desemprego.


video

Todos temos consciência de que nunca é tarde para sonhar, mas esquecemos ou escolhemos ignorar, que nunca é tarde para seguir os nossos sonhos. E a vida de Susan, neste dia, mudou...

43 Comentários:

  Gravepisser

sábado, abril 18, 2009 2:05:00 da manhã

Não é nenhuma Nana Mouskouri, nenhuma Joan Baez, nenhuma Carole King, mas tem uma voz fabulosa, muito original e poderá sem dúvida ir muito longe, desde que o tal preconceito ridículo se desvaneça, em nome do bom gosto.

E sim, nunca é tarde para sonhar, este é o exemplo perfeito disso mesmo.

  LURBA

sábado, abril 18, 2009 2:22:00 da manhã

Ouvi a Susan esta manhã ao acordar... e pensei:
Esta mulher é a prova de que não devemos desistir dos sonhos!!!

Beijinhos e bom fim de semana.

  Ana

sábado, abril 18, 2009 2:56:00 da manhã

Já ouvi a Susan umas 5 vezes hoje... esta mulher está em todo o lado!!

É uma chapada na cara para muita gente, sem dúvida!

  Tiago de la Rocha

sábado, abril 18, 2009 4:57:00 da manhã

E tu, quando é que percebes que isto é entretenimento?Feito, ensaiado, para provocar exactamente esse tipo de reacção?

  Bruno Fehr

sábado, abril 18, 2009 6:09:00 da manhã

Gravepisser disse...

"mas tem uma voz fabulosa, muito original e poderá sem dúvida ir muito longe, desde que o tal preconceito ridículo se desvaneça, em nome do bom gosto."

Ora aí está a questão, vai acontecer o que acontece neste programas em todo o mundo. Ela fará um contrato com a produção do programa, irão escrever-lhe musicas para cantar, ela receberá entre 1 a 10% dos lucros, será explorada por 3 anos e no final do contrato cairá no esquecimento.

  Bruno Fehr

sábado, abril 18, 2009 6:10:00 da manhã

LURBA:

Mais do que sonhar, temos de acreditar que é possível.

  Bruno Fehr

sábado, abril 18, 2009 6:10:00 da manhã

Ana:

É mesmo.

  Bruno Fehr

sábado, abril 18, 2009 6:11:00 da manhã

Tiago de la Rocha disse...

"E tu, quando é que percebes que isto é entretenimento?Feito, ensaiado, para provocar exactamente esse tipo de reacção?"

Podias desenvolver essa teoria? É que não lhe encontro lógica...

Estás a querer dizer-me que mantiveram esta mulher numa caverna, escondida do mundo durante 47 anos, impedida de cantar só para aparecer agora? Manipulação ou não, ela nasceu agora como cantora, isso é um facto no mundo do entretenimento.

Outro facto é que seja onde for, nós julgamos as pessoas pela aparência, o que vemos neste vídeo não é show, é que acontece todos os dias na rua, em todas as conversas de amigos, sempre que alguém diz, "eu vou vencer na vida e ser rico", alguém ao lado se vai rir.

  Fada

sábado, abril 18, 2009 8:33:00 da manhã

Bem, canta melhor que eu... :p
Já conhecia o Paul, ela ainda não. Provavelmente, enquanto durarem os tais 3 anos de exploração, ser-lhe-á dado um jeito ao visual, tornando-a numa "embalagem" mais agradável à vista.

Isso não me interesa, de facto, espero apenas que ela consiga tirar o melhor proveito possível dessa indústria de entertenimento.

É bonito, é positivo, as pessoas acreditarem em si e nos seus sonhos. Sou completamente a favor, mesmo tendo já passado por situações em que "perdi" os meus. Mas depois, reaprendi a sonhar, ou reformulei os meus sonhos, whatever...

E sim, concordo que as pessoas têm muita tendência a menosprezar outras em função do aspecto, ou quando os sonhos dos outros até são bastante interessantes, mas não existe coragem dentro de nós para se tentar o mesmo ou melhor.

Sweet dreams para mim :p , vou ver se durmo mais um pouco, que isto anda em delírios... :s

Beijitos

  Mel

sábado, abril 18, 2009 11:00:00 da manhã

Mais do que uma chapada, é um exemplo para quem se esconde atrás de um fisico que não corresponde às caracteristicas artisticas de hoje e com isso acaba por desistir.
Repugnante a forma como foi tratada pelo público assim que entrou em palco, excepcional a forma como soube lidar com isso.
Grande mulher!

  Mulheka

sábado, abril 18, 2009 11:20:00 da manhã

Apesar de ser mt mais fácil dizer do que fazer, concordo que nunca é tarde. É preciso é ter persistência... e muita coragem!!!

PS: Dava um belo tau tau no mauzão do Simon!!!

  JS

sábado, abril 18, 2009 11:36:00 da manhã

Para mim, tal como disse na Conspiração na Corte, é o video perfeito para mostrar à minha filha que não devemos fazer julgamentos baseados na imagem. Mal o mostrei, percebeu imediatamente o que eu queria que ela visse. Não avaliar os livros pela capa...

  Kohinoor

sábado, abril 18, 2009 12:28:00 da tarde

De facto querem fazer parecer que a voz dela é divinal, o que não é, e isso faz parte do sensacionalismo dos media. Estou totalmente de acordo contigo quando dizes que nunca é tarde para sonhar, nem nunca é tarde para os seguir.
A Susan e o Paul é de se tirar o chapeu, pois ao aparecer a oportunidade de se partilharem eles tiveram coragem e aproveitaram-na. Que sirvam de exemplo para outros que ficam sentados a rir ou criticar!

PS: É curioso que esta semana vi os Rocky I e II, mais um patinho feio que fica um grande cisne!! :D

Abraço

  mjf

sábado, abril 18, 2009 12:35:00 da tarde

Olá!
Nunca, devemos deixar de acreditar em nós...


Beijocas
Bom fim de semana

  I.D.Pena

sábado, abril 18, 2009 1:26:00 da tarde

Sim o talento nada tem a ver com a maneira como somos por fora.
E sim dá-se importância demais às aparências e cada vez mais.
A audiência ri-se e está a provar a sua mediocridade e inveja, ao desacreditar.
Na altura que foi o Paul fiquei doida tem aquela voz que vai ao intimo e parece que retira uma dor qualquer , para mim foi um achado o Paul.

Quanto à Susana foi um bocado ridicularizada mas não se importou absultamente nada gostei mais que isso do que a sua ´própria voz, da sua personalidade, se ela canta bem? Acho que sim.

É + uma prova que se acreditarmos em nós próprios e continuarmos a tentar no matter what podemos ser tudo o que nos propormos.

Tb foi bom ver as caras de cona espalhadas pela audiência, daqueles que antes se riram na cara de Susan. Ficaram surpresos porque nas suas vidas n é costume serem surpreendidos pela positiva.

Bjs

  Sanxeri

sábado, abril 18, 2009 1:30:00 da tarde

Gostei de a ouvir. :)

A unica coisa que me incomodou foram mesmo aqueles risos no inicio. A gozarem com a senhora. Idiotas.

  Ms. Myself

sábado, abril 18, 2009 2:49:00 da tarde

Eu só acompanhei na altura do paul e ele foi mesmo brutal.. Só de o ouvir cantar, ficava arrepiada!

Nunca se deveria menosprezar os que aparentam mais fracos... Tive a ver o video agora no teu blog e digo que ela canta bem... É sempre uma chapada na cara de quem se acha superior..

  aNGie

sábado, abril 18, 2009 3:14:00 da tarde

Confesso que esta febre Susan Boyle me irrita um pouco, não por ela (por quem tenho apreço e admiração pela sua auto-confiança e persistência, pelo seu sentido de humor e pela sua garra - algo que falta a muitos de nós), mas pelo fanatismo popular a que o mundo se entregou..
O problema é que este fanatismo esquece a razão pela qual Susan verdadeiramente mexeu com o publico.. E de novo voltam a reconstruir-se os preconceitos e estereótipos de então.. Foi apenas um momento.. Que nada ensinou a milhões de pessoas..

Chamo-lhe fanatismo cego e standartizado - um óptimo reflexo da nossa sociedade da treta.

Deixo o meu aplauso, sim, para todos os "patinhos feios" que se erguem contra os pensamentos oblíquos de gerações!

  aNGie

sábado, abril 18, 2009 3:24:00 da tarde

Tiago de la Rocha:

compreendo perfeitamente o que queres dizer com isso.. de facto, com todo o mediatismo que há em torno de todas as notícias e pequenos acontecimentos, é fácil perdermo-nos a pensar nisso.

Mas, na verdade, Susan Boyle já canta há muitos anos, simplesmente era uma anónima (isto é, não tinha o apoio dos media para ser lançada no mundo do showbiz)..
Fiz questão de investigar essa parte, pois sou extremamente desconfiada com este tipo de coisas..
Susan Boyle gravou em 1999, em conjunto com outros cantores, um cd de beneficiência com edição limitada, onde canta cry me a river quase tão bem como Julie London..

  Tiago de la Rocha

sábado, abril 18, 2009 3:58:00 da tarde

Qual caverna?Nada disso. O que aqui se passa é que tens pré-selecções, triagens. E aí já se vê a voz da senhora, correcto?Achas que o júri foi realmente surpreendido pela senhora?Claro que não, isto é...Entertainment.

Agora o público, claro, o caso muda de figura. E sim, concordo contigo na tua reflexão sobre os preconceitos e os dogmas da sociedade...Quero apenas alertar-te que nem tudo aquilo que vês ali é puro ou ingénuo, há muito guião neste tipo de programas...

  ★ Aralis ★

sábado, abril 18, 2009 4:13:00 da tarde

Ensaiado ou não, para ter audiências ou não, há sempre que acreditar em nós, e que podemos fazer tudo desde que sejamos preserverantes nos nossos objectivos!
Bom post!
Joka

  Stiletto

sábado, abril 18, 2009 4:59:00 da tarde

Mas isto não é o video da audição de Susan? Eu pensei que fosse..
Tu disseste no post que por se tratar de uma final seria óbvio que ela cantasse bem.
Quanto ao restante conteúdo, seria bom deixarmos de julgar o próximo só pelo "pacote" mas é quase instintivo...
Pode não ser uma Callas mas fez-me chorar :-)

  ลndreia

domingo, abril 19, 2009 11:51:00 da tarde

Descobri este 'talento' mesmo agora! *

  Jo

segunda-feira, abril 20, 2009 3:57:00 da tarde

O cinismo das pessoas enoja-me... as pessoas passam de bestas a bestiais. Quando nunca deveriam ser consideradas bestas. Mas é obvio que na sociedade em que vivemos tudo isto de igualdade e fraternidade é uma grande treta. Revolta-me no entanto ver por vezes Barbies que nao tem talento mas tem corpinho passarem por cima de pessoas como estas, que sao talentosas. E ela é ja mais velha sim... nao é bonita nem jeitosa, mas acredito que leve ali uma transformaçao, que mesmo sendo gordinha vai ser uma mulher bastante mais bonita.
Quanto ao Paul... pfff... gosto da voz da Susan, mas continuo a ADORAR a voz do Paul...

  Marisa

segunda-feira, abril 20, 2009 7:32:00 da tarde

Claro que DEVEMOS perseguir os nossos sonhos! O que não podemos é deixar que as derrotas nos tornem amargos e, como eu disse lá no meu cantinho, aqueles que não têm nenhum talento particular não devem, por isso, ser menos felizes.

Uma boa semana, Bruno!

  Tiago de la Rocha

quarta-feira, abril 22, 2009 1:56:00 da manhã

Continuo a dizer: isto é entretenimento, nada mais. Chamem-me céptico, chamem-me racional: quanto a mim, isto é planeado, quase comparo este tipo de programa ao Wrestling.

  Bruno Fehr

sexta-feira, abril 24, 2009 7:30:00 da manhã

Fada disse...

"Já conhecia o Paul, ela ainda não. Provavelmente, enquanto durarem os tais 3 anos de exploração, ser-lhe-á dado um jeito ao visual, tornando-a numa "embalagem" mais agradável à vista."

Sim, mas depois serão esquecidos a não ser que assinem mais um contrato favorável só à produtora.

  Bruno Fehr

sexta-feira, abril 24, 2009 7:31:00 da manhã

Mel disse...

"Mais do que uma chapada, é um exemplo para quem se esconde atrás de um fisico que não corresponde às caracteristicas artisticas de hoje e com isso acaba por desistir."

Tivemos um excelente exemplo na nossa versão em Portugal, em que a melhor voz perdeu por dizer que não estava disposta a perder uns quilos.

  Bruno Fehr

sexta-feira, abril 24, 2009 7:31:00 da manhã

Mulheka disse...

"PS: Dava um belo tau tau no mauzão do Simon!!!"

:S Ou tens os gostos estragados ou estás na menstruação...

  Bruno Fehr

sexta-feira, abril 24, 2009 7:31:00 da manhã

JS disse...

"é o video perfeito para mostrar à minha filha que não devemos fazer julgamentos baseados na imagem. Mal o mostrei, percebeu imediatamente o que eu queria que ela visse. Não avaliar os livros pela capa..."

Exactamente, pois vivemos numa era em que se paga mais pela capa do que pelo livro em si.

  Bruno Fehr

sexta-feira, abril 24, 2009 7:31:00 da manhã

Kohinoor disse...

"De facto querem fazer parecer que a voz dela é divinal, o que não é, e isso faz parte do sensacionalismo dos media."

Não é mesmo, é uma voz acima da média mas com imensas falhas, acredito que possam ser corrigidas com aulas de canto, mas aquele vibrato....

  Bruno Fehr

sexta-feira, abril 24, 2009 7:31:00 da manhã

mjf disse...

"Nunca, devemos deixar de acreditar em nós..."

Nunca mesmo.

  Bruno Fehr

sexta-feira, abril 24, 2009 7:32:00 da manhã

I.D.Pena disse...

"Sim o talento nada tem a ver com a maneira como somos por fora.
E sim dá-se importância demais às aparências e cada vez mais."

Por isso acho que se perdem imensos talentos nas artes que vivem à custa da imagem.

  Bruno Fehr

sexta-feira, abril 24, 2009 7:32:00 da manhã

Sanxeri disse...

"A unica coisa que me incomodou foram mesmo aqueles risos no inicio. A gozarem com a senhora. Idiotas."

O que é muito comum quando algo diz o que pensa e não tem o look de revista cor-de-rosa.

  Bruno Fehr

sexta-feira, abril 24, 2009 7:32:00 da manhã

Ms. Myself disse...

"Nunca se deveria menosprezar os que aparentam mais fracos... Tive a ver o video agora no teu blog e digo que ela canta bem... É sempre uma chapada na cara de quem se acha superior.."

Infelizmente menosprezamos e isso faz com que existam imensas vozes excelente que nunca iremos ouvir.

  Bruno Fehr

sexta-feira, abril 24, 2009 7:32:00 da manhã

aNGie disse...

"Confesso que esta febre Susan Boyle me irrita um pouco, não por ela (por quem tenho apreço e admiração pela sua auto-confiança e persistência, pelo seu sentido de humor e pela sua garra - algo que falta a muitos de nós), mas pelo fanatismo popular a que o mundo se entregou.."

Torna-se irritante porque muita gente (eu incluído), estão a mostrar o vídeo e a afirmar que não devemos julgas livros pela capa, quando na verdade sabemos que da próxima vez irá acontecer exactamente o mesmo.

  Bruno Fehr

sexta-feira, abril 24, 2009 7:32:00 da manhã

Tiago de la Rocha disse...

"O que aqui se passa é que tens pré-selecções, triagens. E aí já se vê a voz da senhora, correcto?Achas que o júri foi realmente surpreendido pela senhora?Claro que não, isto é...Entertainment."

Mas eu não estou a falar do júri mas sim do público, o júri já sabia o que tinha pela frente, mas o público não tem acesso à maioria dos candidatos. Eu que até recentemente morei em Londres, posso afirmar que só passam na TV as triagens não dos maus, mas sim dos muito, muito maus.

No entanto, até da ficção podemos retirar lições.

  Bruno Fehr

sexta-feira, abril 24, 2009 7:32:00 da manhã

★ Aralis ★ disse...

"Ensaiado ou não, para ter audiências ou não, há sempre que acreditar em nós, e que podemos fazer tudo desde que sejamos preserverantes nos nossos objectivos!"

Exacto, devemos retirar lições de tudo isto, seja ficção ou não.

  Bruno Fehr

sexta-feira, abril 24, 2009 7:33:00 da manhã

Stiletto disse...

"Mas isto não é o video da audição de Susan? Eu pensei que fosse.."

Não isto já é a primeira fase final, a audição primária que a leva aqui é feita sem público. Quem segue em frente nesta fase, fica na final.

"Tu disseste no post que por se tratar de uma final seria óbvio que ela cantasse bem."

Sim, tal como no futebol a fase final é depois das eliminatórias, quartos de final, meias finais e finais. Esta fase final é um de muitas, onde em cada uma delas há 1 vencedor ou mais, que passam para a finalíssima.

  Bruno Fehr

sexta-feira, abril 24, 2009 7:33:00 da manhã

ลndreia:

:D

  Bruno Fehr

sexta-feira, abril 24, 2009 7:33:00 da manhã

Jo disse...

"O cinismo das pessoas enoja-me... as pessoas passam de bestas a bestiais. Quando nunca deveriam ser consideradas bestas."

Concordo, mas infelizmente conseguimos ser mais bestas que bestiais.


"Quanto ao Paul... pfff... gosto da voz da Susan, mas continuo a ADORAR a voz do Paul..."

Numa final entre os dois, a vitória iria para ele, indiscutível.

  Bruno Fehr

sexta-feira, abril 24, 2009 7:33:00 da manhã

Marisa disse...

"aqueles que não têm nenhum talento particular não devem, por isso, ser menos felizes."

Também é verdade por isso respeito todos aqueles sem voz, que vão lá e tentam :D

  Bruno Fehr

sexta-feira, abril 24, 2009 7:33:00 da manhã

Tiago de la Rocha disse...

"Continuo a dizer: isto é entretenimento, nada mais. Chamem-me céptico, chamem-me racional: quanto a mim, isto é planeado, quase comparo este tipo de programa ao Wrestling."

Certo mas até no Wrestling se podem tirar lições, nem que seja "quem vê muito daquilo fica estúpido".