Ele, Ela e o cão

Ele

Ele é Barak Obama, o presidente que é a cara da mudança mas que na verdade o é porque é preto. Desde que tomou poder tornou-se no preto mais branco do mundo logo seguido de Michael Jackson e Tiger Woods. Este Zé, não sabe o que diz, nunca soube e não sabe o que anda a fazer. Mentiu ao povo Americano e ao mundo de forma a ser eleito, tal como fazem todos os líderes mundiais.

Agora este palhaço vem à Europa limpar a imagem de merda que o Bush deixou, mas o Bush era ele mesmo, era um idiota que se apresentava como tal, este Obama é um idiota a tentar passar-se por rei do mundo.
Este gajo tem o descaramento de por forma a lamber o rabo da Turquia (que é o seu maior aliado na Ásia seguido da Arábia Saudita), dizendo que apoia a entrada deste país à União Europeia. Mas... já mandas na Europa? Se queres fazer merda vai fazê-la para o teu país. A Turquia tem 95% do seu território na Ásia Menor e é lá que deve ficar.

Barak, está calado e mete-te na tua vida!

Ela

Ela é uma mulher que assim que o marido foi eleito, deixou que lhe subisse à cabeça que se o marido é o rosto da mudança, que ela é a rata dessa mudança e toca de fazer o que lhe apetece.
Esta mulher abraçou a Rainha de Inglaterra como se tivessem andado na escola as duas. Existem protocolos e lá por ser a primeira, primeira dama negra dos EUA, isso não significa que por mudar a cor do poder Americano se mudem todos os protocolos. Na Rainha não se toca, toda a gente sabe disso, não é por ela ser superior, é por educação. Eu também agradeço que não me toquem durante conversas. As mãos são para estarem sossegadinhas e não andarem por todo o lado durante negócios ou visitas de estado.
E o nível? Michelle, uma senhora rica que seria de esperar ter uma educação privilegiada vs Carla Bruni uma mulher que venceu na vida à custa dela própria que está habituada a pousar nua. Vejam as fotos e percebem que a verdadeira senhora, a mais elegante é a Stripper e não a cara da mudança.




O Cão

O cão é Bo (nome inspirado no Bobó de Mónica a Bill Clinton), o cão de água Português o cão que é a cara da mudança não por ser preto mas por ser Português.
Acho uma piada incrível à atenção dada ao cão, não a percebo. Digo isto tendo em conta a numero de famílias alemãs a importar cães de água Portugueses. Ora se na Alemanha anda tudo histérico com o cão, nem imagino em Portugal. Acho que daqui a 4 anos, após a saída do Obama da casa branca, se o Bo se candidatar em Portugal, este cão irá ganhar com maioria absoluta e fará um melhor trabalho do que Sócrates, pois o cão sabe sentar e calar. Mas claro que isto só irá acontecer se este cão não der inicio à terceira guerra mundial. Como português, assim que vir um botão vermelho a dizer "do not touch" ele irá certamente carregar para ver o que o botão faz.

83 Comentários:

  Mel

quarta-feira, abril 22, 2009 12:44:00 da manhã

Não é só na Alemanha, na Holanda também anda tudo maluco pelo cão d'Água Português.
O que mais me irrita nessa história, é que há anos que adoro essa raça, um amigo meu tinha um cão d´água, que morreu no ano passado, e eu era apaixonada pelo raio do bicho. Se eu hoje quiser arranjar um desses vão-me acusar de estar a imitar o "outro".
O melhor é esperar mais uns aninhos, pode ser que a febre dessa gente passe!

Quanto à Turquia aderir à União Europeia, acredito que tal venha a acontecer, infelizmente!

  Marta

quarta-feira, abril 22, 2009 1:07:00 da manhã

Pois eu gosto dele, fazer o quê? É um facto, gosto, embora não tenha gostado nem um bocadinho dos bitaites sobre a entrada da Turquia na União Europeia, diz a boa educação que na minha casa mando eu e na dos outros mandam os outros.
Ela... gosto mais dele!
O cão é lindo. Já era antes e tal como antes eu continuo a preferir gatos! :)

  ML

quarta-feira, abril 22, 2009 1:47:00 da manhã

CLap, clap. Gostei muito da análise que fizeste. Parabéns!

  Teté

quarta-feira, abril 22, 2009 2:01:00 da manhã

Bom, por muito idiota que Obama seja, sempre há-de ser melhor que o outro cretino...

Na rainha não se toca? Hummm... não sabia que eras monárquico! :)))

Tens dúvidas que se o cão concorresse às eleições deste ano iria ter uma votação em massa??? :D

  Anónimo

quarta-feira, abril 22, 2009 2:36:00 da manhã

Carla Bruni tem ascendencia aristrocática, sempre foi rica...o pousar nua foi por vontade / vaidade própria. Aqui ninguém é coitadinho. Nem o negro mais branco do Mundo...concordo.

  Gravepisser

quarta-feira, abril 22, 2009 2:59:00 da manhã

Ui... Mas em que é que te baseias para criticares tão ferozmente a figura de Barack Obama?
Desculpa, mas de tudo o que dizes na secção "Ele" não se aproveita rigorosamente nada, não é preciso ser um génio da política para perceber isso. Se é uma opinião pessoal, deverias expressá-la como tal, sublinhando esse facto, agora disparar uma série de barbaridades infundadas como se fossem lei, não está com nada.
Aliás, o fundamentalismo, seja qual for a sua forma, perturba-me imensamente, acho que ele deve ser criticado e banido de qualquer sociedade/comunidade.

Concordo com a ridicularidade da questão em relação ao cão, mas é de facto a única coisa em que estamos de acordo, neste post.

  Fada

quarta-feira, abril 22, 2009 3:27:00 da manhã

Prefiro o Obama ao Bush (a cara dele dá-me tanto asco como o Sócrates); não gosto de biatites, como laguém refere.

Quanto a "Ela" e quanto aos protocolos, entendo que há regras feitas para serem quebradas... :p Se a Rainha não gostou, pode sempre deitar-lhe algum laxante na sopa! :D

O cão é bonito (já conheci 2, o Pauli e a Violeta do pai do meu nº1), mas não vejo histerismo à minha volta, aqui o pessoal gosta é de Serras e, pessoalmente, gosto muito do Podengo de pêlo curto. E adoro muitos Streetdogs!

A Carla Bruni é uma mulher indiscutivelmente bonita e com classe. E não a perdeu por tirar a roupa. Há que "saber estar", e ela sabe, tanto quanto tenho visto.

Beijitos

  Bruno Fehr

quarta-feira, abril 22, 2009 4:12:00 da manhã

Mel:

Sim, uma raça tão antiga passa agora de cao d'água Português para cão d'obama.


Enquanto houver uma Alemanha e uma Franca como motores da Europa o não deles tem de ser respeitado por todos os outros.

  Bruno Fehr

quarta-feira, abril 22, 2009 4:12:00 da manhã

Marta:

É fácil gostar dele, como foi fácil gostar do Sócrates, existe uma tendência para gostar de políticos dinâmico que se apresentam de forma diferente, mas com o tempo vemos que é a mesma merda com uma outra cara. Os poderes que dominaram o Bush, dominam agora o Obama, os EUA são controlados pela reserva federal tal como a Europa pelo Crown na forma de Banco Europeu, nenhum líder decide contra os interesses desses poderes que controlam o dinheiro do mundo.

  Bruno Fehr

quarta-feira, abril 22, 2009 4:12:00 da manhã

ML:

Obrigado.

  Bruno Fehr

quarta-feira, abril 22, 2009 4:13:00 da manhã

Teté:

"Bom, por muito idiota que Obama seja, sempre há-de ser melhor que o outro cretino..."

Tem melhor aspecto e fala melhor, mas foi eleito com os mesmo dinheiros para defender os mesmos interesses. As promessas de campanha revelaram-se mentiras e todo o charme espalhado pela Europa faz com que tudo fique na mesma, mas com a Europa a sorrir mais uma vez aos EUA.

"Na rainha não se toca? Hummm... não sabia que eras monárquico! :)))"

Na rainha não se toca, em mim não se toca, em ti não se toca. Quando conhecemos alguém ainda por cima numa visita oficial ou negocial, não se toca nas pessoas, há uma postura a manter, há uma distancia a respeitar.

  Bruno Fehr

quarta-feira, abril 22, 2009 4:13:00 da manhã

Anónimo:

"Carla Bruni tem ascendencia aristrocática, sempre foi rica...o pousar nua foi por vontade / vaidade própria."

Desconhecia e assumo a minha ignorância, no entanto não deixa de ter feito fortuna própria. Mas no final de contas o que é importante no texto é a postura correcta da Carla em todas as fotos, enquanto a Michelle só faltou sentar-se de perna aberta e aberta da mesma forma que se vê em fotos em que ela está em pé. Não tem pose, nem parece estar muito preocupada com isso.

  Bruno Fehr

quarta-feira, abril 22, 2009 4:18:00 da manhã

Gravepisser disse...

"Ui... Mas em que é que te baseias para criticares tão ferozmente a figura de Barack Obama?"

Na mentira que ele representa, na farsa que ele é, só não vê quem não quer.

Obama fez imensas belas promessas e cumpriu ZERO. Disse que iria trazer os soldados para casa até ao verão do seu primeiro ano de mandato, ora, já estamos em Abril e afinal só vai mudar uma parte para o Afeganistão e só trará soldados para casa se a Europa enviar mais soldados. Ele até podia querer cumprir, mas ele já sabia que não ia ter poder de decisão.
Prometeu segurança social para todos e o projecto voltou para onde sempre esteve desde o tempo de Bill Clinton, ou seja, para a gaveta.
Prometeu fechar Guantanamo, mas afinal, quem sabe, talvez, não é nada certo mas ele irá tentar... 2010?

Obama foi eleito por ser diferente, mas para substituir Bush até Hitler seria eleito, pois faria a mesma merda com mais sucesso económico e mais respeitado pelo povo. Obama ganhou por ser o oposto de Bush enquanto o seu oponente era uma cópia de Bush mas com 154 anos de idade e sedento de guerra com o Vietnam atravessado na garganta.

Quem manda nos EUA é a reserva Federal e os grupos financeiros a ela ligados, grupos esses com interesses financeiros no Afeganistão e Iraque. Até hoje nos últimos 200 anos só houve 1 Presidente que se opôs ao poder oculto, que foi JFK, ao dizer que não iria autorizar a existência desses poderes ocultos, das sociedades secretas sejam elas quem forem desde os Illuminati à Maçonaria e o que lhe aconteceu? Um tiro na cabeça que é para não pensar que como Presidente manda alguma coisa.

Se achas que não se aproveita nada é porque julgas que os Americanos são livres, eles são tão livres como nós, são escravos do sistema económico e tão escravos como os governos mundiais e respectivos líderes. Go with the flow or blow, é muito simples, todos os heróis estão mortos e Obama não será herói.

Este lambe cu aos Turcos deve-se ao facto de precisarem deles, caso contrário teriam feito algo no que toca à invasão do norte do Iraque, mas os EUA precisam da Turquia e esse país sabe que poderá fazer tudo o que bem entender por causa disso.

Agora vir à Europa beijar rabos, numa campanha de charme e insultar os maiores países da UE ao afirmar que apoia a adesão da Turquia à UE? A Alemanha disse não, a Franca diz não e os EUA devem respeitar esse não, pois precisam do apoio desses dois países. Não posso respeitar um gajo que lambe cus a gregos e troianos o que neste caso é para ser tomado literalmente, pois o charme à UE é a gregos e o charme à Turquia é troianos e essa guerra ainda existe no Chipre. Mas claro que se foda o Chipre, pois não tem petróleo como o Iraque nem papoila como o Afeganistão os dois maiores negócios do mundo!

É que não sei se sabes,os Taliban no Afeganistão destruíram 90% dos campos de Papoila e o Afeganistão antes de ser invadido exportava menos de 10% da heroína mundial e hoje exporta 90% da mesma. Quem é que está lá a incentivar o cultivo? Quem é que está lá e é responsável pelas fronteiras? Eu vejo o Mapa do Afeganistão a toda a Zona de Papoila está controlada por soldados Americanos e menos de 20% por soldados Ingleses.

Se achas que não se aproveita nada, tenho pena que assim o pareça, mas a minha opinião está bem sustentada o mundo não deve ser um show de charme e muito menos de marionetas, sejam elas brancas ou pretas.


"agora disparar uma série de barbaridades infundadas como se fossem lei, não está com nada."

Espero que as minhas barbaridades estejam agora fundadas, mas se for preciso posso fundamentar ainda mais a minha opinião, comparando os grupos que apoiaram Obama e os que apoiaram Bush e esses grupos dão dinheiro em troca da sua agenda ser prioridades, os maiores deles e mais importante Exxon, JP Morgan Chase entre outros. O primeiro é o que tem mais interesses no Iraque o segundo é quem financia o reconstrução do Iraque e Afeganistão, tendo apresentado lucros recorde este último ano que certamente não se devem aos lucros da Ebay e PayPal.

  Bruno Fehr

quarta-feira, abril 22, 2009 4:18:00 da manhã

Fada:

"Prefiro o Obama ao Bush (a cara dele dá-me tanto asco como o Sócrates); não gosto de biatites, como laguém refere."

Acho que toda a gente prefere, mas o sistema é o mesmo e o Presidente é só um homem colocado dentro de um sistema viciado controlado por pessoas que não são eleitas pelo povo, as mesmas pessoas que financiam governos, guerras e eleições. Se o Obama ficou com os 400 milhões de dólares para a sua fortuna pessoal do que sobrou da sua campanha, ele terá de respeitar a agenda que lhe dão. Será igual a Bush mas sem dar tanta barraca.

"Quanto a "Ela" e quanto aos protocolos, entendo que há regras feitas para serem quebradas... :p Se a Rainha não gostou, pode sempre deitar-lhe algum laxante na sopa!"

Não é questão de gostar ou não, é uma questão de educação. Se eu tenho uma reunião de trabalho (e uma visita oficial é isso mesmo, trabalho) eu não vou abraçar ninguém, não vou tocar ninguém e por favor não me toquem.
Estamos a falar da Europa com protocolos milenares que devem ser respeitados por um país com uns mero 200 e poucos anos, ele não podem vir aqui, dar um hight five à Rainha e dançar rap no meio do salão nobre.

"A Carla Bruni é uma mulher indiscutivelmente bonita e com classe. E não a perdeu por tirar a roupa. Há que "saber estar", e ela sabe, tanto quanto tenho visto."

Neste caso, só me refiro à pose, ela tem pose em todas as fotos, não se recosta no sofá, não abre as pernas, não deixa cair os ombros para a frente. Classe é coisa que a Michelle nem tentou ter, ela sabe com toda a certeza como se comportar mas está apostada em marcar a diferença entrando no ridículo.

Estragaram tudo quando a compararam à Jackie Kennedy, que também marcou pela diferença mas com classe, esta está a marcar pelo ridículo.

  Solita

quarta-feira, abril 22, 2009 8:57:00 da manhã

hehehe!!!! Achei piada ao que falas-te no texto Ela, estou a imaginá-las aos abraços e beijos como se conhecessem á anos.


heheheheeheh!!!


Jinhos
Mudei o link
(destrambelhicesdasolita.blogspot.com)

  Fada

quarta-feira, abril 22, 2009 8:59:00 da manhã

Bruno:

Desculpa os erros (que eu detesto), dos "biatites" e do "laguém", às vezes fico com os dedos disléxicos... :s

Vim dar-te razão, "prontos, pah", não é que não ta tenha dado, é que eu sou um pouco avessa a protocolos, mas "esqueci-me" que na verdade nem toda a gente se sente confortável com "toques" e "beijinhos" e "abracinhos", sendo que eu, que sou uma pessoa que gosta imenso, também mantenho uma certa distância a nível laboral, pelo menos até conhecer as pessoas um pouco melhor e em função da minha relação (profissional e pessoal) com elas.
A maneira como respondeste fez-me lembrar o adolescente (de 200 anos) que dá o "hi 5" aos avós (milenares). Eles até podem achar piada, mas vão achá-lo mal educado, sem dúvida... :D

Eu não ligo muito aos protocolos porque acho isso, na maior parte das vezes, "paneleirices", variável de sítio para sítio, mas sim, deve haver respeito em não impormos (impormos "à força") a nossa maneira de estar porque a nossa liberdade acaba onde começa a dos outros.

Beijitos e bom dia

PS- Mas vá, concorda comigo, há protocolos absolutamente absurdos... :D

  WolfHeart

quarta-feira, abril 22, 2009 10:34:00 da manhã

Por acaso já tinha pensado nisto...

Só não tinha dado sérias considerações a que espécie de rafeiro estarána casa branca, porque sinseramente não creio que venha dai grande bem ao mundo.
Mas já agora, eu que tenho um rafeiro desta marca há 7 anos, terei alguma vez a hipotese de me vir a candidatar a alguma coisa? já não digo presidente dos EUA, mas penso em algo mais modesto como por exemplo, primeiro ministro de Porugal...
...afinal, está provado que nem é preciso ser muito inteligente para isso, basta ser hipocrita q.b.
Há, mas já me esquecia, não posso. não sou filiado em nenhuma "casa de mulheres de má vida" como lhes chamou o Dr. Medina Carreira na entrevista ao Mário Crespo. Claro que ele é um homem educado e culto e jamais lhes chamaria "bordeis" ainda que seja um termo não tão forte como aquilo que realmente são: Casas de putas (desculpa a linguagem, mas...)

Voltando à questão podes encontrar a minha opinião aqui, se quiseres:
http://necrofagismomacrobioticoexistencial.blogspot.com/2009/02/as-bolas-do-obama.html

Abraço

O Lobacho

  HAZEL

quarta-feira, abril 22, 2009 11:04:00 da manhã

Sabes... no outro dia, ocorreu-me uma coisa muito interessante: entre "Obama" e "Osama" a diferença é apenas de 1 letra.

Comentei esta minha constatação com uma pessoa, e esta respondeu-me "e tu sabias que um dos apelidos dele é Hussein?

Chiça... só nomes auspiciosos!!
Estranhas coincidências.

Quanto ao abraço à Rainha, não acho isso grave. Afinal, ela é um ser humano também. Não é feita de cristal. E nós não sabemos que tipo de contacto as duas senhoras já teriam tido antes - se calhar, até se tornaram boas amigas, e ela decidiu abraçá-la quando a visitou.

  HCS

quarta-feira, abril 22, 2009 11:12:00 da manhã

Bruno,

Estás de parabéns por este artigo. Percebo perfeitamente que aqui não se trata de racismo, mas sim de justiça. Se as pessoas não prestam, não é agora porque são pretas que vamos armarmo-nos em "bonzinhos" só para não dizerem que somos racistas. Quando não prestam, não prestam e pronto, independentemente da côr. E além disso, os pretos são muito mais racistas, até entre eles, do que os brancos, sabiam? Metam um queniano ao lado de um cabo-verdiano e vão ver o queniano a desprezar o cabo-verdiano, porque este para ele é como se fosse branco. Parabéns mais uma vez, pelo discernimento e que te mantenhas sempre assim. Sem medo de falar.

  provocação

quarta-feira, abril 22, 2009 11:19:00 da manhã

Bom dia Bruno e a todos, sinceramente tanto se me dá como se me deu que a mulher dele tenha ido aos toquinhos à raínha, acho que os americanos são um bocado deixa andar com isso embora eu ache uma certa graça quando alguém os quebra. Acho é que ele está devagarinho a querer responsabilizar mais a união europeia com as tomadas de posição no médio oriente para ir libertando os estados unidos do encargo, no fundo está a tentar dividir o mal pelas aldeias mas no fundo quem fez a merda foram eles por isso deviam ser eles a limpá-la. O cão, pois, também me estou bem a cagar que seja de origem portuguesa ou não, sinceramente, ele devia era ter mantido a palavra e tê-lo ido buscar a um abrigo como disse no início, isso tinha sido um grande exemplo.

  I.D.Pena

quarta-feira, abril 22, 2009 11:22:00 da manhã

Ainda antes de ontem estava a falar sobre isso, o facto da michele, ela, a mulher do obama abraçar a Rainha, foi muito mal visto e dizem e atenção que eu não sei se é verdade , mas dizem que a rainha já estava avisada que poderia acontecer uma coisa dessas. Que foi algo premeditado, como que para ridicularizar e não levar a sério os protocolos da nobreza, eu estou-me a borrifar se o pessoal pensa que os protocolos são isto ou são aquilo, o protocolo existe e é para ser cumprido, e ao não cumprir estão a mostrar que são mais que os outros, eu encarei isso de mau tom, e mesmo assim tb não gosto de tradicionalismos nem sequer de "bobonisses", mas é como o Sócrates a fumar no avião, não cumpriu a lei e nem sequer levou uma repreensão(multa) das autoridades, é uma palhaçada, e dou-te razão porque a minha opinião é a mesma.
Ele; O Obama é só aparências, e a mulher dele é uma espalha brasas, ou seja vai chamar tantas vezes a atenção com este tipo de posturas,(eu acho que só vai contribuir ainda + para a banalização e a falta de respeito pela mulher em geral) que o seu maridinho com aquele palmo de cara proporcional e fotogénico, vai sempre ter a recepção e o apreço que não merece.
Quanto ao animal de estimação, não percebo o interesse em falar dele, é um cão de água português, não percebo a insistência em referenciar a merda do animal, o que é que eu e meio mundo temos a ver com isso? Aonde é que isso contribui para a felicidade de alguém ? Ou pelo seu desempenho como marioneta principal dos Estados Unidos ?
Je ne sais pa.

E era muito bom que o Barack O. não se metesse com a Europa nem com Asia. Mas isso já não depende necessariamente dele.

  Feitiozinho

quarta-feira, abril 22, 2009 11:47:00 da manhã

Pois a mim faz-me uma confusão medonha como todo o mundo "abriu as pernas" para esta grande novidade que foi o Obama. Acho que toda a gente o vê como o salvador, o messias e afins mas a verdade é que o fulano é humano, o que significa que vai começar a errar... depois desta loucura o brilho desaparece-me e voltamos ao mesmo, as mesmas politicas, as mesmas danças e a mesma musica.

Honestamente não podia estar menos preocupada se cão é português, espanhol, alemão, chinês... bolas, é uma porcaria de um cão, até parecia que estavamos a anunciar o primeiro carro movido a ar... que me interessa se ele tem flores no pescoço, piercing na lingua ou tatuagem na pata, isto começa a entrar no mundo do surreal...

Em relação à turquia, já se estava à espera não é verdade? Aqueles senhores têm que defender "o que é deles", nem que para isso tenham que beijar uma mão e por paninhos quentes na outra... mas hei! ele é o presidente do país "mais poderoso" do mundo, claro que também tem o "direito" de meter o bedelho...

  Jo

quarta-feira, abril 22, 2009 12:10:00 da tarde

e nao é so na Alemanha e na Holanda... na Bélgica também... as pessoas sao tao tristes... ter um cao so porque o Obama tem... clones sem personalidade.

  vício

quarta-feira, abril 22, 2009 1:16:00 da tarde

eu, perfeito como sou, concordo com o que dizes!

  Vitor

quarta-feira, abril 22, 2009 1:23:00 da tarde

Meu caro;
Gostei de perceber a tua opinião pessoal em face dos personagens que apresentaste. É uma opinião pessoal, vale do que vale, e respeita-se apesar de ser forçadamente crítica.
E porque digo que é forçadamente critica?
Porque como deves imaginar, quando a meio conseguimos situar o "protocolo" como uma forma de regulação entre pessoas, para logo a seguir nos atirarmos para cima de uma "eu também agradeço que não me toquem durante as conversas", isso dá-nos a imagem de alguém que critica porque se julga num plano diferenciado de quem é criticado. Resta saber se num plano elevado e aí será apenas pedantismo, por se desconhecer quem se critica, ou num plano rebaixado, e aí serão apenas complexos de inferioridade!

Espero que respeites a minha opinião!

  Gravepisser

quarta-feira, abril 22, 2009 1:54:00 da tarde

Até podes ter razão na maior parte do que dizes na resposta ao meu comentário, mas continuo a achar que estás a ser demasiado radical.
Eu não caio no ridículo de achar que o homem vai salvar o mundo, até porque o mundo não tem salvação possível, precisamente devido aos tais "poderes ocultos" que existem por todo o lado, não só nos EUA.
Mas, no mínimo, dou-lhe o benefício da dúvida. Não faço uma avaliação do seu trabalho, ao fim de 3 ou 4 meses de mandato. NINGUÉM conseguiria cumprir as promessas eleitorais em tão pouco tempo, fechar Guantanamo não é exactamente o mesmo que fechar o café do ti zé porque não cumpre as normas, e retirar as tropas de um país igualmente, se assim está caótico, imagine-se como ficaria depois de uma retirada apressada e sem planeamento...
Não tenho ilusões e sou o maior céptico que existe, mas continuo a achar que este homem era o mal menor, não só para os EUA, como para o mundo. Se ele conseguir sobreviver até ao final do mandato, aí sim, farei a minha avaliação do seu trabalho, e se assim entender, serei o primeiro a atacá-lo, se for caso para isso.
Até lá...

  claudia

quarta-feira, abril 22, 2009 3:49:00 da tarde

desculpa mas nao concordo contigo disseste que Obama nao cumpriu nenhuma promessa eleitoral mas das 514 promessas 26 ja foram cumpridas, 61 ja estao a ser trabalhadas e 7 estao em negociacoes por isso tambem nao é bem assim como dizes. mais um pormenor ele foi o presidente que assim que entrou na casa branca mais rapido se pos e trabalhar para comecar a cumprir o que prometeu...pois é

  claudia

quarta-feira, abril 22, 2009 3:52:00 da tarde

desculpa mas nao concordo contigo disseste que Obama nao cumpriu nenhuma promessa eleitoral mas das 514 promessas 26 ja foram cumpridas, 61 ja estao a ser trabalhadas e 7 estao em negociacoes por isso tambem nao é bem assim como dizes. mais um pormenor ele foi o presidente que assim que entrou na casa branca mais rapido se pos e trabalhar para comecar a cumprir o que prometeu...pois é

  Afrodite

quarta-feira, abril 22, 2009 4:02:00 da tarde

Eu dos três prefiro o cão :)! É o único que não deve cheirar a catinga AHAHHAHAHAHA! Fdx ando cada vez menos polida...upppsss sorry!!! :)

Sinceramente caguei e andei, acho que preferia o cão dos gajos, ao Socrates mas isso é a minha opinião muito pessoal e por mim em vez de por cá se preocuparem com a vida dos americanos deviam era tentar arrumar a nossa casinha que está uma boa merdinha. Claro que quem tem boa vidinha vai dizer que sou uma exagerada e o Socrates é que é :)!

Quanto à raça do cão, conheço desde sempre mas não gosto por ai além, não são dos melhores que por aqui temos...olha que enviassem um cão de Fila de São Miguel...hmmm??? Ou um Serra da Estrela :)! Bem mas como dizem que cara do cão focinho do dono, é bem capaz de terem escolhido o melhor AHAHAHAHHAHA. Fdx vou ali e já venho que hoje estou pior que tu! ;)

Abreijinhosssssss e venham eles, uiii já meti vaselina AHAHAHAHA

  André

quarta-feira, abril 22, 2009 4:13:00 da tarde

O problema, como todos os outros antes dele, passa não por ser preto, estúpido, idiota e tudo o mais, mas simplesmente por ser Americano, esteja quem estiver no poder o pensar continua a ser o mesmo, sou, posso e quero, sou a maior potencia mundial mando e dito as regras!

Já no caso do abraço à rainha, penso que foi a rainha quem tomou a iniciativa e foi ela própria que abraçou primeiramente a esposa do Obama.

Ainda que a forma de estar desde das primárias até à vitória final, de Michelle Obama pareçam ter mudado um pouco, para pior, parece-me a mim, também é de ver que é uma pessoa que antes 'não era ninguém', e agora se vê nas luzes da ribalta, já a Bruni há muito que por lá anda, já ela era e continua a ser mais carismática que o smurf do Sarkozy!

  jardinsdeLaura

quarta-feira, abril 22, 2009 4:13:00 da tarde

Bruno Fehr,
Lamento mas desta vez e logo de entrada discordo completamente!

Primeiro porque não consigo perceber como é que em tão pouco tempo se consegue fazer uma análise tão radical e redutora de alguém(seja esse alguém quem fôr)? Só porque tornou pública a sua opinião sobre a entrada da Turquia na Europa?!

Pois aqui a Laura, na sua humilde opinião (porque é disso que se trata de opiniões... certo?) acha que seríamos muito mais inteligentes se abríssemos as portas da Europa à Turquia!

Primeiro porque a gente boa daquele país (tb tem, não é um privilégio exclusivo do mundo ocidental!) vê-se a braços para lutar contra a "investida" dos fanáticos religiosos nos meios político-governamentais! Fazê-los entrar na Europa ajudá-los-ia a travar esse tipo de avanço! Afastá-los é de certa forma empurrá-los para os "braços" desses fanáticos, que uma vez totalmente instalados no poder transformarão a Turquia num inimigo a temer!

Em segundo lugar a melhor forma de sermos aceites e compreendidos é darmo-nos a conhecer! Um intercâmbio (a todos os níveis) seria assim inevitável e proveitoso para ambas as partes! Por último, utilizar a situação geográfica da Turquia como argumento justificativo do NÃO parece-me demasiado redutor senão mesmo primário!!

Quanto à mulher do Obama, devo confessar que esse tipo de pormenores se me escapam, aliás não imaginava que este seu espaço (que sem qq cinismo tenho vindo a apreciar) fosse lugar para esse tipo de comentários que me parecem mais adequados aquele tipo de imprensa que se dedica quase em exclusivo aos "people" e suas "aventuras" quotidianas!!

Por último o cão... enfim aí talvez esteja de acordo, porque somos tão pequeninos e "estamos" tão habituados a que nos ingnorem que de repente o facto de Obama, o presidente daquele que é considerado como país mais rico e poderesoso do mundo, ter comprado um cão d'água português parece (pelo menos a alguns de nós, mas olhe que a mim não) elevar-nos a um "nível" nunca sonhado!!!

Enfim apesar da discordância não deixei de gostar deste bocadinho. Até porque acho extremamente saudável a divergência de opiniões e os "debates" que se podem gerar!
Por isso até ao próximo Post.
Com um abraço de Laura

  A Outra!

quarta-feira, abril 22, 2009 4:34:00 da tarde

Mordaz mas brilhante!

  Carlos II

quarta-feira, abril 22, 2009 4:50:00 da tarde

Bom, vamos por partes.

Tens razão no que diz respeito ao Obama. Ainda vão ter que engolir muitos sapos, sobretudo a gentinha de "esquerda".

Quanto ao Bush não era tão idiota como se pensa. Já houve mais algum atentado terrorista desde quando se a partiu os dentes ao Saddam e Al-Qaeda?

Gosto das pernas da primeira dama dos EUA.

Quanto ao cão, por uma questão patriótica...não faço comentários.

Abraço

  Rita D. Silva

quarta-feira, abril 22, 2009 5:28:00 da tarde

És um bocadinho limitado e mal informado. A própria rainha de Inglaterra já veio dizer que foi ela que incitou o contacto, tocando primeiro na Michelle Obama e desvalorizando o assunto por completo.

  Treze

quarta-feira, abril 22, 2009 5:29:00 da tarde

Bruno,

O Obama afirmou que queria retirar as tropas do Iraque e dividi-las entre o Afeganistão e o regresso a casa.
E acho que tinha um plano qualquer para controlar a situação no Iraque que era circundá-lo de tropas (acho...).

Mas só os ingénuos podiam acreditar que tal aconteceria tão cedo (É simplesmente impossivel (Lembras-te do que aconteceu com os mujahedeene (é assim que se escreve?)? Sim, não devia ter prometido, pelo menos não com essa certeza.

E tenho que concordar com o comentário da claudia na parte de ter sido o que mais depressa se pôs a trabalhar.

Quanto ao apoio dele à Turquia, não creio que seja por isso que tal vai acontecer (embora não o deva fazer tendo em conta o porquê de a Turquia ainda não ter entrado).
O pior é que o José Barroso é um pró-americano submisso (seja Bush ou Obama na Casa Branca).

E não concordo com quem diga que os protocolos são para serem quebrados. Pelo menos não este... Mas, tal como a tua, esta é a minha opinião. Vale pelo que vale...

  Hanokh

quarta-feira, abril 22, 2009 6:46:00 da tarde

Concordo contigo quando dizes que foi deselegante da parte da Michelle abraçar a Rainha num primeiro encontro, num segundo encontro, num terceiro encontro...Basicamente, em todos os encontros!Nunca serão amigas nem terão o nível de intimidade suficiente para terem um contacto tão íntimo como o abraço!As relações, que poderão eventualmente ter, serão meramente diplomáticas!é um disparate andarem aos abraços!

Concordo contigo quando dizes que anda tudo maluquinho por causa do raio do cão português!O que é que tu queres?Nós portugueses contentamo-nos com "estupidezes" destas!

Discordo contigo, quanto ao perfil político e honestidade de Obama.Poderás, eventualmente, ter razão!Mas acho que te estás a precipitar!Ainda mal podemos ver o homem a trabalhar!é preciso dar tempo ao tempo!o futuro o dirá!eu, confesso, tenho deposito nele a esperança de um mundo melhor!

  JS

quarta-feira, abril 22, 2009 9:56:00 da tarde

Bruno, eu vi uma entrevista no Odisseia há uns anos com a Carla Bruni e realmente ela tem ascendência na mais alta aristocracia frâncesa. É um encanto a mulher a falar. É de uma simplicidade fantástica.

  forteifeio

quarta-feira, abril 22, 2009 11:42:00 da tarde

Tu escreves bem,não é novidade para ninguém. Algumas vezes concordo outras discordo, nada de extraordinário nisso.
Agora o que é curioso é que tu tens uma trabalheira dos diabos a fazer um post comoo último e em que tens que pesquisar e articular o que vais dizer. E tens 7 comentários.
Aqui neste que está bem escrito, sim senhor, tem coisas curiosas mas não fundamentais e verdadeiramente importantes como vêr o Zeitgeist, e já vais com 27 comentários.
É caso para dizer. Quem é que gosta de pensar??

Eu já conheço toda essa temática, que todas as pessoas deveriam conhecer.

  Miss Me

quinta-feira, abril 23, 2009 12:04:00 da manhã

Mordaz, como sempre. Grande espírito de análise. Mas eu até gosto dele.. fui enfeitiçada, mas deve ser so porque é nos EUA... sou uma believer à distância...

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 1:02:00 da manhã

Solita:

Foi o que me pareceu :)

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 1:02:00 da manhã

Fada:

"fez-me lembrar o adolescente (de 200 anos) que dá o "hi 5" aos avós (milenares). Eles até podem achar piada, mas vão achá-lo mal educado, sem dúvida... :D"

Claro que sim, mas esse adolescente é poderoso e necessário aos avós, logo os avós irão fingir que não repararam.

"PS- Mas vá, concorda comigo, há protocolos absolutamente absurdos... :D"

Há sim, mas os de trabalho são para cumprir e esta visita foi oficial.

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 1:03:00 da manhã

WolfHeart:

Sim, aproveita enquanto o animal está na moda, tens sérias hipóteses até de chegar a rei :)

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 1:03:00 da manhã

HAZEL:

"Sabes... no outro dia, ocorreu-me uma coisa muito interessante: entre "Obama" e "Osama" a diferença é apenas de 1 letra."

Durante as eleições ele foi algumas vezes chamado de Osama e sim ele é Hussein, que é uma espécie de Smith Inglês, ou Schmidt Alemão ou Ferreira Português, é um nome muito comum.

"Quanto ao abraço à Rainha, não acho isso grave. Afinal, ela é um ser humano também. Não é feita de cristal. E nós não sabemos que tipo de contacto as duas senhoras já teriam tido antes - se calhar, até se tornaram boas amigas, e ela decidiu abraçá-la quando a visitou."

Eu posso se um grande amigo do Cônsul Geral de Hamburgo, mas se visito o consulado e ele está a trabalhar, certamente respeitarei o oficial do encontro, se eu for jantar com ele é outra questão. Aquilo era um visita oficial com jornalistas presentes, a distancia era para ser mantida.

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 1:03:00 da manhã

HCS:

"Estás de parabéns por este artigo. Percebo perfeitamente que aqui não se trata de racismo, mas sim de justiça."

Acho que a questão é mesmo racista, tenho a certeza que todo este "amor" mundial pelo Obama é por ele ser negro, ninguém quer parecer racista por isso vamos todos aplaudir e apoiar como se ele fosse um deficiente que por milagre venceu umas eleições. Se fosse um branco seria uma vitória normal e portanto não tão amado.

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 1:03:00 da manhã

provocação:

"Acho é que ele está devagarinho a querer responsabilizar mais a união europeia com as tomadas de posição no médio oriente para ir libertando os estados unidos do encargo, no fundo está a tentar dividir o mal pelas aldeias mas no fundo quem fez a merda foram eles por isso deviam ser eles a limpá-la."

Claro que está, eles querem tirar tropas de lá e querem que a Europa envie mais, mas que o petróleo continue a correr pelo novo pipeline direitinho aos petroleiros americanos. E aí daquele que tocar no campos de papoila no Afeganistão... a malta precisa de heroína!

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 1:04:00 da manhã

I.D.Pena:

"o facto da michele, ela, a mulher do obama abraçar a Rainha, foi muito mal visto e dizem e atenção que eu não sei se é verdade , mas dizem que a rainha já estava avisada que poderia acontecer uma coisa dessas. Que foi algo premeditado, como que para ridicularizar e não levar a sério os protocolos da nobreza"

Mas foi isso mesmo, todos sabemos a opinião dos Americanos no que respeita ás tradições milenares europeias, é lógico que foi propositado, é lógico que a Michelle não é burra nenhuma e conhecia o protocolo.

"o protocolo existe e é para ser cumprido, e ao não cumprir estão a mostrar que são mais que os outros, eu encarei isso de mau tom"

É isso mesmo, foi a mesma atitude de um politico que quebra a lei, por se julgar acima dela.

"mas é como o Sócrates a fumar no avião, não cumpriu a lei e nem sequer levou uma repreensão(multa) das autoridades, é uma palhaçada, e dou-te razão porque a minha opinião é a mesma."

Excelente exemplo, de estar acima da lei!

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 1:04:00 da manhã

Feitiozinho:

"Pois a mim faz-me uma confusão medonha como todo o mundo "abriu as pernas" para esta grande novidade que foi o Obama. Acho que toda a gente o vê como o salvador, o messias e afins mas a verdade é que o fulano é humano"

Eu já duvido que o vejam como humano, ele já parece Jesus!

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 1:04:00 da manhã

Jo:

É um espécie de vírus!

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 1:04:00 da manhã

vício:

"eu, perfeito como sou, concordo com o que dizes!"

Nunca esperei perfeição de ninguém, mas lá que o querem fazer parecer perfeito, isso querem.

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 1:05:00 da manhã

Vitor:

"É uma opinião pessoal, vale do que vale, e respeita-se apesar de ser forçadamente crítica."

Não tem nada de forçado, esta critica fluiu com toda a naturalidade do mundo.

"Porque como deves imaginar, quando a meio conseguimos situar o "protocolo" como uma forma de regulação entre pessoas, para logo a seguir nos atirarmos para cima de uma "eu também agradeço que não me toquem durante as conversas", isso dá-nos a imagem de alguém que critica porque se julga num plano diferenciado de quem é criticado."

Desculpa mas o que disseste para mim não faz sentido. Vamos ver se me explico. Uma visita oficial é uma visita de trabalho, eu tenho imensas visitas de trabalho, não toco em ninguém e agradeço que ninguém me toque, eu não estou a dizer que sou a Rainha, estou a dizer que há regras de educação entre pessoas e estou a incluir a rainha no meio de todos nós.
Tu podes ser o melhor amigo do teu patrão, mas não lhe irás dar uma abraço dentro da empresa!

"Resta saber se num plano elevado e aí será apenas pedantismo, por se desconhecer quem se critica, ou num plano rebaixado, e aí serão apenas complexos de inferioridade!"

Respeito a tua opinião, mas a tua opinião nasce de um interpretação do que escrevi e o que escreve está literalmente explicado sem margem para interpretações dessas.

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 1:05:00 da manhã

Gravepisser:

"Mas, no mínimo, dou-lhe o benefício da dúvida. Não faço uma avaliação do seu trabalho, ao fim de 3 ou 4 meses de mandato."

Eu dei-lhe o beneficio da dúvida, mas é mesmo ao fim de 4 meses que se fazem análises, aliás na maioria dos países do mundo as análises são por trimestre, eu dei-lhe um quartal. Ao fim de três meses são avaliados governos e todo o trabalho realizado, é avaliada a economia de cada país e o estado da nação, até o meu trabalho é avaliado, porque não o dele?

"NINGUÉM conseguiria cumprir as promessas eleitorais em tão pouco tempo, fechar Guantanamo não é exactamente o mesmo que fechar o café do ti zé porque não cumpre as normas, e retirar as tropas de um país igualmente, se assim está caótico, imagine-se como ficaria depois de uma retirada apressada e sem planeamento..."

Se alguém afirma que irá retirar as tropas do Iraque até ao verão é porque tem um plano para o fazer, logicamente será impossível pois já lá vão 4 meses sem nada acontecer.
Eu não digo que ele não tenha boas intenções, acredito que as tivesse, mas que ele não irá cumprir porque não o deixam, isso é claro.

"Se ele conseguir sobreviver até ao final do mandato, aí sim, farei a minha avaliação do seu trabalho, e se assim entender, serei o primeiro a atacá-lo, se for caso para isso."

Ele irá sobreviver, pois já deu para ver que se está a deixar ir pelo sistema e não o quer combater.

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 1:05:00 da manhã

claudia:

"desculpa mas nao concordo contigo disseste que Obama nao cumpriu nenhuma promessa eleitoral mas das 514 promessas 26 ja foram cumpridas, 61 ja estao a ser trabalhadas e 7 estao em negociacoes"

Desculpa, mas cumprir as promessas a contar do fim, até o Sócrates fez. Existe uma lista de promessas e o povo liga às prioritárias, àquelas que são realmente importantes e podem afectar radicalmente milhões de vidas, as promessas que todos esperam ver cumpridas, as prioritárias. Seria de esperar que ele começasse a lista pelo principio e não pelo fim.

Tal como disse, até o Sócrates cumpriu promessas!

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 1:05:00 da manhã

Afrodite:

"Sinceramente caguei e andei, acho que preferia o cão dos gajos, ao Socrates mas isso é a minha opinião muito pessoal e por mim em vez de por cá se preocuparem com a vida dos americanos deviam era tentar arrumar a nossa casinha que está uma boa merdinha."

Muitos Tugas preferem sonhar com o Obama do que olhar para a merda que temos no poder.

Quanto ao cão, as pessoas esquecem-se que só foi escolhido um cão d'água Português, pois é dos únicos que não larga pelo, isso era um requisito essencial devido à asma da filha de Obama.

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 1:07:00 da manhã

André:

"O problema, como todos os outros antes dele, passa não por ser preto, estúpido, idiota e tudo o mais, mas simplesmente por ser Americano, esteja quem estiver no poder o pensar continua a ser o mesmo, sou, posso e quero, sou a maior potencia mundial mando e dito as regras!"

Eles pensam assim, mas na verdade alguém lhes dita as regras que eles devem ditar, e esse alguém é sempre o mesmo e por isso nada muda.

"Já no caso do abraço à rainha, penso que foi a rainha quem tomou a iniciativa e foi ela própria que abraçou primeiramente a esposa do Obama."

A Rainha tocou a Michelle, a Michelle em resposta abraçou a Rainha, existe uma diferença de toques.

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 1:08:00 da manhã

jardinsdeLaura:

"Primeiro porque não consigo perceber como é que em tão pouco tempo se consegue fazer uma análise tão radical e redutora de alguém(seja esse alguém quem fôr)?"

Todos os governos são avaliados ao fim do primeiro trimestre, governos, presidentes, economias, empresas, instituições, pode não ser comum em Portugal mas é assim no resto do mundo, o meu trabalho está prestes a ser avaliado. O do Obama julgo que será no final deste mês, por os Americanos usarem o sistema Alemão de fazerem os relatórios de 4 em 4 meses.

Eu antecipei a minha análise em uma semana, pois tenho a certeza absoluta que ele até ao final do seu quarto mês só irá espalhar charme pelo mundo e nenhuma decisão será tomada.

"Só porque tornou pública a sua opinião sobre a entrada da Turquia na Europa?!"

Mas qual opinião? O que ele disse foi o que a Turquia queria ouvir, achas que importa aos EUA quem faz ou não parte de UE?
No final do mandato Bush os tribunais Americanos consideraram a Turquia responsável pelo massacre Arménio durante a primeira guerra mundial, a Turquia mandou os tribunais Americanos irem dar uma volta ao bilhar grande e agora o Obama, vai lá como se não se tivesse passado nada? Como se eles não tivesse invadido o Kurdistao, como se não financiassem os grupos terrorista no chipre turco do norte, território ROUBADO ao chipre?

O comentário de Obama foi uma ofensa aos países Europeus que estão contra a politica Americana no médio oriente, que são os mesmo que estão contra a entrada de Turquia na UE, ou seja, Franca e Alemanha.

Gostei sim da resposta Alemã, de querer após as declarações de Obama sobre a Turquia e UE, retirar o seu contingente do Iraque, espero que Franca siga o exemplo, bem como todos os países Europeus que opõem à entrada da Turquia.

"Pois aqui a Laura, na sua humilde opinião (porque é disso que se trata de opiniões... certo?) acha que seríamos muito mais inteligentes se abríssemos as portas da Europa à Turquia!"

95% da Turquia fica na Ásia menor, a sua inflação é 6 vezes superior ao país mais pobre da Europa, quem é que vai pagar o equilíbrio naquele país?
Mais de 15 milhões de turcos estão espalhados pela Europa, tal como aconteceu com a Polónia países como a Alemanha teriam mais uma vez de fechar as fronteiras e suspender o tratado de Maastricht após milhões atravessarem a fronteira.
A Turquia incentiva a violência no Chipre, tendo apoiado a independência do Chipre de norte que é território roubado, nenhum país europeu reconhece esse país. Os Kurdos continuam ser perseguidos mesmo os que vivem em território Turco que com documentos Turcos. A Turquia ainda não compensou a Arménia do massacre da primeira guerra mundial enquanto a Alemanha já pagou biliões a toda a Europa e a Israel. A Turquia entre na UE e países como Portugal abrem falência, pois todos os fundos serão desviados para a Turquia.

Quanto ao grupos fanáticos de que falas, eles estão enraizados na cultura Turca. A Alemanha tem 5 milhões de Turcos, na passada semana foram presos 2 Alemães, 11 Turcos-Alemães e 55 Turcos, por estarem a importar material explosivo para território Alemão.
Há gente boa, mas há também gente má. O não à Turquia tem de ser dado até que libertem o Chipre, controlem a sua inflação e criem estruturas que impeçam o seu povo de emigrar assim que as fronteiras forem abertas.


"aliás não imaginava que este seu espaço (que sem qq cinismo tenho vindo a apreciar) fosse lugar para esse tipo de comentários que me parecem mais adequados aquele tipo de imprensa que se dedica quase em exclusivo aos "people" e suas "aventuras" quotidianas!!"

Este espaço reflecte a opinião do seu autor, quer seja politica, futebol, sociedade, ou ponto-cruz, se tenho opinião irei expressá-la sempre.

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 1:08:00 da manhã

A Outra!:

Obrigado.

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 1:08:00 da manhã

Carlos II:

"Tens razão no que diz respeito ao Obama. Ainda vão ter que engolir muitos sapos, sobretudo a gentinha de "esquerda"."

O Obama vai revelar-se em breve um sapo difícil de engolir.

"Quanto ao Bush não era tão idiota como se pensa. Já houve mais algum atentado terrorista desde quando se a partiu os dentes ao Saddam e Al-Qaeda?"

Mas não foi nem o Saddam (que foi agente americano antes de ser tirano), nem a Al-Qaeda (criada pelos EUA como forca rebelde para repelir futuras invasões Russas do Afeganistão). Os ataques terroristas foram feitos por terroristas disfarçados os mesmos que apontaram dedos aos países que precisavam de invadir.

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 1:08:00 da manhã

Rita D. Silva:

"És um bocadinho limitado e mal informado. A própria rainha de Inglaterra já veio dizer que foi ela que incitou o contacto, tocando primeiro na Michelle Obama e desvalorizando o assunto por completo."

Limitado parece-me o teu argumento, pois essa atitude da Rainha era o que se esperava de uma senhora com nível, evitar a polémica e acalmar os ânimos dos súbditos Ingleses que se sentiram insultados.

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 1:09:00 da manhã

Treze:

"O Obama afirmou que queria retirar as tropas do Iraque e dividi-las entre o Afeganistão e o regresso a casa.
E acho que tinha um plano qualquer para controlar a situação no Iraque que era circundá-lo de tropas (acho...)."


Ahahahahaha, pois, deve ser isso :)

"E tenho que concordar com o comentário da claudia na parte de ter sido o que mais depressa se pôs a trabalhar."

Se eu por lei, tivesse direito às centenas de milhões de dólares que ele teve do que sobrou da sua campanha, eu tinha começado a trabalhar 6 anos antes das eleições.

Mas a Claudia está errada num ponto, ele não foi o que começou a trabalhar mais rápido, pois todos os candidatos passaram dois anos a trabalhar e só ele venceu. Ele já trabalhava para este cargo há mais de dois anos, ele e qualquer candidato. Afirmo até que a Clinton começou primeiro que ele, pois desde que o marido foi Presidente que ela andou a trabalhar para o ser também.

"E não concordo com quem diga que os protocolos são para serem quebrados. Pelo menos não este... Mas, tal como a tua, esta é a minha opinião. Vale pelo que vale..."

Os protocolos estão para os encontros de estado, como a lei está para a vida civil, é para cumprir, podem questionar mas devem cumprir.
A minha opinião vale o que vale, mas eu não a expresso para ser valorizada.

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 1:09:00 da manhã

Hanokh:

"Concordo contigo quando dizes que foi deselegante da parte da Michelle abraçar a Rainha num primeiro encontro, num segundo encontro, num terceiro encontro...Basicamente, em todos os encontros!Nunca serão amigas nem terão o nível de intimidade suficiente para terem um contacto tão íntimo como o abraço!"

Clap, clap, clap, acima de tudo quando o encontro é diplomático e não social.

"Discordo contigo, quanto ao perfil político e honestidade de Obama.Poderás, eventualmente, ter razão!Mas acho que te estás a precipitar!Ainda mal podemos ver o homem a trabalhar!"

Eu espero ver os políticos a trabalhar ao fim do primeiro dia, já lá vão 4 meses e só andou a tapar buracos que nem ao Americanos interessa. Um politico é eleito por 4 anos e meio já voou!

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 1:09:00 da manhã

JS:

Por isso mesmo, se eu vejo uma pessoa que se sabe comportar, observo e aprendo a Michelle só lhe faltou puxar a saia para cima, dar um peido e sentar-se de perna aberta.

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 1:09:00 da manhã

forteifeio:

"Agora o que é curioso é que tu tens uma trabalheira dos diabos a fazer um post comoo último e em que tens que pesquisar e articular o que vais dizer. E tens 7 comentários."

Os últimos dois textos não são casos únicos, sempre que chega a altura de publicar textos de investigação, as pessoas parecem não ter vontade de comentar. Mas isso não é grave, se não comentam é porque não há pontos negativos no meu texto a apontar e para comentarem "muito bem", nem vale a pena perder tempo com isso.

  claudia

quinta-feira, abril 23, 2009 1:39:00 da manhã

qd eu disse que foi o mais rapido a trabalhar foi depois de ter entrado para la percebeste mal de todos os presidentes americanos foi o k comecou a por em pratica as promessas logo desde o primeiro dia em que entroupara a casa branca

  Fada

quinta-feira, abril 23, 2009 2:31:00 da manhã

E para quando o post sobre ponto-cruz??
:p

Beijitos

PS- Acho que ainda me vou "arrepender" deste coment...lol

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 2:36:00 da manhã

Miss Me:

Nada de errado em ter fé no homem, eu é que não tenho.

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 2:36:00 da manhã

claudia:

"qd eu disse que foi o mais rapido a trabalhar foi depois de ter entrado para la percebeste mal"

Eu percebi bem, só expandi a noção de trabalho que é sempre algo que vem de trás e quando entram ao serviço é só começar a aplicar. Concordo que ele começou rápido e digo mais, tal como foi noticia ele chamou o staff e começou a trabalhar ANTES de tomar posse. É de louvar mas ainda não mostrou nada de significativo. O tempo voa e não se pode esperar um ano para que aconteça algo, o que parece ser o que ele está a pedir. Mas em Janeiro veremos essa história de Guantanamo e eu cá estarei para lembrar as pessoas.

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 2:40:00 da manhã

Fada:

Não estou a ver um assunto interessante que possa debater nessa área, mas assim que o encontrar irei abordá-lo

  Erotic Spirit

quinta-feira, abril 23, 2009 2:49:00 da manhã

Ah you deleted my comment. This whole post comes across as lofty, stereotypical and loaded with bs superiority. She may not have the best poses but nobody is perfect and that does not make her nor anyone else an idiot nor less of anything just as Mrs. Bruni is not less for having walked the cat walk with lingerie on. Plus Mrs. Obama was not brought up wealthy, she earned her own wealth.
Its just wrong to judge someone by such frivolous things.
And in this country the president's pets are always a big thing, kids love to learn all about the white house pets. Plus I'm sure the puppy was picked by his daughters and it just happens to be a portuguese water dog - a breed, nothing to do with Portugal.
Obama is the face of change because of the way he campaigned, his approach to the Washington political scene, and his ideas. No one expects him to deliver asap on promises that would be truly reckless and stupid... there is the other half that are part of the opposition and kind of also have a voice on issues - democracy you know. He is not a king, just a president.
Plus I understand the outrage against Turks wanting to belong to such an elite group as UE - how dare that old civilization feel that their are better than real Europeans - at least Greek and Portuguese are catholic. Throw the Turks to the Muslims and the hell with stability. But I'm just an american, what do I know

  mf

quinta-feira, abril 23, 2009 3:15:00 da manhã

Eu acho piada ao facto de os espanhóis dizerem que é um cão ibérico... :S

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 3:51:00 da manhã

Erotic Spirit:

I have not deleted any comments, I do not do that, ever.
This post may come across as all that you mention, but in fact it is only my personal and possibly biased European opinion. As biased as an opinion can be, European or not.

At no point there is anything on what I wrote that can considered as bs superiority, that bs is common with American leaders visiting Europe. Every time they come, it's because they need something, and this time they need the support lost with Bush.

I do no condemn state visits, I condemn talking and seeing this man as a Messiah, he is not, he is human, he fails like a human, but in order to fail he needs to try and 4 months went by. He can be making a good work in the US, but that is his job, that is why the American people elected him. As for foreign policy nothing has changed, he came to lobby a bit a spread charm and made a few mistakes.

If he wants to recover the German support as he stated here is Germany, he cannot talk about Turkey and the EU, that is our internal politic and the US has nothing to do with it, should not get involved and should simply shut up about it, since we here have no right to talk about the American Health care system, since that is one of your internal issues.

As for Michelle she behaved like lady throughout the entire campaign but here in Europe she stopped caring. Personally I saw the "I will do what I want and show it to theses backward people". Over one thousand years of tradition is to be respected since your roots are here, you were once part of the old continent and it is this type of imposed superiority that pisses me off. And Michelle was the first American first lady to do that.
Michelle is nothing less than anyone has a person but in this case she was less elegant than Brunni, and it hurts me to say that since I don't sympathise with the French.

"And in this country the president's pets are always a big thing"

Yes, but I am not criticizing that, what I am criticizing is that it is the first American President's pet to be more famous than God in Europe.

"Plus I'm sure the puppy was picked by his daughters and it just happens to be a Portuguese water dog - a breed, nothing to do with Portugal."

First, the dog was chosen because he does not drop hair, since Obamas's daughter has asma. The Portuguese water dog has something to do with Portugal since it's a Portuguese breed, but I say that I don't understand why is that issue so important in Portugal, Germany, Holland and other countries.

Not once I wrote anything in this text regarding the American news, or internal politics.

"Obama is the face of change because of the way he campaigned, his approach to the Washington political scene, and his ideas. No one expects him to deliver asap on promises that would be truly reckless and stupid..."

He said it himself, he has a plan to pull back until mid 2009, he won't, his opponents said it was impossible, he knew it was impossible, still he used that "weapon" on his campaign. No pull back will be made unless Europe sends in more soldiers. An American base will be build there because that was the idea, in order to pressure Syria and Iran and one more base near North Korea.

All American wars and any other war was made for economic gain and strategic position, this is not an exception. A new pipe line was built to transport the oil from Iraq, American companies are in Iraq in all areas of exploration and construction.

Destroy and rebuild has been for over 200 years the best business in the world and it will be for a long time, since money is debt and debt is money and the Federal Reserve controls it all without answering to anyone. As an American you know that better than anyone.

"Plus I understand the outrage against Turks wanting to belong to such an elite group as UE - how dare that old civilization feel that their are better than real Europeans - at least Greek and Portuguese are catholic. Throw the Turks to the Muslims and the hell with stability."

Oh please! There is not instability here between Europe and turkey, they are a country too poor to join, they will bleed our money out. They feed violence in Cyprus claiming the north of the island, they are killing the Kurds in Turkey and north Iraq, they should not join, we should not feed them, we have our own problems.
Why doesn't the US let Porto Rico vote on your election? They are part of the country now, are the American better than them? If you are give them to Cuba, I bet Cuba will let them vote.

As you can see, you can attack with how superior you think we are, but you have Porto Rico. Turkey is a country with a huge inflation, they need to lower it in order to join, they need to stop the war the started in Cyprus, they need to respect human rights of the Turkish and Iraqi Kurds and they need to pay for the war crimes of the massacre of the Armenian people, which they have failed to do. And even after they do all that, the is the biggest problem, they are not in Europe, they are in Middle Asia, another continent.

The American president and the American people, know little or nothing about the EU and Turkey.

EU is European Union, it´s for European Countries and Turkey is not European. Turkey Joins and then what? Israel? Lebanon? Egypt, Morocco, Algeria? Because has Turkey they all have by land or sea borders with Europe. The European Union is for European countries, a continent as a Federation and not a Commonwealth of countries.

"But I'm just an American, what do I know"

Yes, I am sorry but I believe that you know very little about the Turkish issue and the reasons why Obama said that. His statement in Turkey destroyed is successful visit to Germany, I saw that by reading the newspapers today.

I can see your point regarding Obama and Michelle, but I can't see your point regarding Turkey and Europe.

  Bruno Fehr

quinta-feira, abril 23, 2009 3:58:00 da manhã

mf disse...

"Eu acho piada ao facto de os espanhóis dizerem que é um cão ibérico... :S"

Tecnicamente é, mas eu sei que lhes iria doer imenso dizer que é Português.

  jardinsdeLaura

quinta-feira, abril 23, 2009 2:55:00 da tarde

Bruno Fehr,
Li a sua resposta mas devo dizer que não me convenceu minimamente!

Acho paradoxal o seu raciocínio, por um lado reconhece que os USA são dominados por poderes económicos e financeiros bem instalados no próprio poder e por outro lado acusa o seu presidente (em funções desde Janeiro) de inércia e mesmo traição por não ter ainda feito o que prometeu (!) (o que aliás não corresponde totalmente à realidade!) Como se fosse fácil anulá-los ou mesmo derrubá-los e de imediato aplicar todas as medidas anunciadas e desejadas!

Ninguém minimamente inteligente pode esperar que se mude em 4 meses o que de "errado" se fez durante décadas!!!

Aliás acho mesmo que se Obama continuar como até aqui transformar-se-á rapidamente num desafio para as forças e poderes tão fortemente instalados no seu país e poderá mesmo correr sérios riscos!

Quanto aos interesses que tb "moverão" Obama nas suas tomadas de posição relativamente à política virada para assuntos externos (como a Turquia) é evidente que os tem! Mas nós (Europeus) não tendo os mesmos temos tb interesse em ter os Turcos como aliados (aliás já é base da Nato) e como membros da comunidade Europeia!

Quanto aos erros cometidos por esse país, nomeie-me um que, quer no seu passado recente quer no seu passado remoto, os não tenha cometido?! Não é a olhar para trás e a acusar que se avança!! E o melhor exemplo disso (infelizmente) é o conflito IsareloPalestiniano!!

Quanto a ELA mantenho o que disse e acho o tema tão desinteressante quanto esgotado!! O "ponto-de-cruz" nunca foi o meu tema preferido! É claro que se trata do seu espaço e que nele comentará como bem entender... Competirá a nós leitores julgar do interesse de "aí" continuar a discutir!!

Ah e continuo à espera que me dê uma contra-resposta ao meu comentário no ante-penúltimo Post, onde me parece que o mesmo foi mal entendido! Obrigado!


Então até ao próximo comentário!

  Erotic Spirit

quinta-feira, abril 23, 2009 4:18:00 da tarde

I apologize for the delete comment, apparently there is some issue with posting comments this is my 3rd attempt, all have just been lost as soon as I hit publish, probably a blogger issue. Sorry.

Why would you read Michelle Obama mishaps as a deliberate lack of care? Do you really think that on a mission to clean up the US face and their 1st big world debut as the US leaders she would be that arrogant and reckless? You are overreacting. I just did that trip and had no press nor meeting with world leaders ...just family and that is a whole different kind of stress. Its an exhaustive and overwhelming experience. Most likely all of these mishaps occurred due to nervousness and I wonder how many other ladies from other countries messed up but didn't made the news. She is not Mrs. Kennedy, she is Michelle Obama and personally I prefer her to Mrs. Kennedy, that Onassis wedding still feels like a business transaction... sex and name for money and lifestyle.
The dog, actually the breed as a long history with American presidents. It just seems that you are upset that the breed is associated with the family... that is a bit disturbing. I always enjoyed and have been proud of that breed for its association with Portugal, but now even that is criticized. I didn't care what breed he did picked - its their family dog. But I did enjoy knowing it was the Portuguese water dog, so don't rain on my little parade.
Turkey, he expressed an opinion or view, he has not vote in the matter like you said its European matter decided by Europe. He can still pass an opinion like other countries pass opinions on foreign and domestic issues of the US. Its a free world you can think, opinionated, and stand by your interests and friends.
By stability I meant, keeping Turkey pro western and away from Islamic fundamentalism, after all Istanbul is where Europe meets East.
As to Obama, he can have promised heaven but if don't want it we won't have it whether he likes it or not. Do you understand? The world may seem him as a messiah but we don't, he is an extension of us - American will and policy. He suppose to do his best at overseeing those bills coming out of Washington, balanced semi left with right while keeping the country's best interest in mind and that means even above his personal likes and dislikes. He may want a lot of things but of we don't - guess what the phones are going to be ringing off the hook at house of representatives and senators' offices and reelections might just not happen if that is not stopped and taken of the floor.
We want troops in Afghanistan, we want the whole region combed and Osama blown to pisses and then we will leave the middle East, until then we are there to stay regardless of what the president and his successors may want.

  Stiletto

sexta-feira, abril 24, 2009 2:05:00 da manhã

Eu tenho um cão d' água. E hoje em dia não consigo sair com ele sem que me perguntem se é o cão do Obama. Olha que merda.. mas porque raio andaria eu a passear o cão do Obama??

Quanto ao teor do post, embora te dê alguma razão acho mesmo é que estás com um ataque de mau feitio :P

  Bruno Fehr

sexta-feira, abril 24, 2009 8:34:00 da manhã

jardinsdeLaura disse...

"Li a sua resposta mas devo dizer que não me convenceu minimamente!"

Nada do que escrevo tem a intenção de convencer, influenciar ou se alguma forma tornar-se lei o regra, é única e exclusivamente a minha opinião devidamente fundamentada com o que vejo e como interpreto.

"Acho paradoxal o seu raciocínio, por um lado reconhece que os USA são dominados por poderes económicos e financeiros bem instalados no próprio poder"

Não é nos EUA, é no mundo e se ele é realmente o rosto da mudança, deverá pegar nas sua promessas de topo e pegar onde JFK parou, esse sim tentou mudar algo desde o primeiro dia, pegou na sua lista e começou do mais importante. Sim, foi morto, mas ele sim justificou ser o rosto da mudança, enquanto as comparações de Obama a JFK estão-se a tornar um insulto para o defunto.

"e por outro lado acusa o seu presidente (em funções desde Janeiro) de inércia e mesmo traição por não ter ainda feito o que prometeu (!) (o que aliás não corresponde totalmente à realidade!)"

Sim ele começou a cumprir as promessa começando nas mais básicas, muitas delas foram cumpridas, mas a maioria dos Americanos nem repararam.

"Como se fosse fácil anulá-los ou mesmo derrubá-los e de imediato aplicar todas as medidas anunciadas e desejadas!"

Ninguém disse que era fácil, mas é preciso tentar. O que ele até agora fez, foi ceder em tudo, não retirar nem um 1 soldado do médio oriente, fazer charme na Europa para que a UE mande mais e adiar por um ano o problema de Guantanamo quando durante estes 12 meses os presos poderiam estar a ser transferidos para prisões nos EUA onde os seus direitos fossem garantidos.

A não transferência destes prisioneiros até (palavras de Obama), todos os processos serem revistos um por um, irá permitir à CIA continuar com torturas e a recolher através delas confissões que os colocarão diante de uma unidade de fuzilamento. Sim porque Guantanamo é uma prisão militar e o fuzilamento é legal.

"Ninguém minimamente inteligente pode esperar que se mude em 4 meses o que de "errado" se fez durante décadas!!!"

A empresa onde trabalho existe há 180 anos, quando entrei estava em crise, se eu estivesse 4 meses inerte no que é realmente importante, estaria agora na fila da sopa dos pobres.

Eu não digo que ele tem de fazer, eu digo que ele tem de tentar e não mudar de ideias como quem muda de cuecas.

"Aliás acho mesmo que se Obama continuar como até aqui transformar-se-á rapidamente num desafio para as forças e poderes tão fortemente instalados no seu país e poderá mesmo correr sérios riscos!"

Se ele continuar com está, nada lhe irá acontecer, pois até agora evitou todos os pontos sensíveis.


"Quanto aos interesses que tb "moverão" Obama nas suas tomadas de posição relativamente à política virada para assuntos externos (como a Turquia) é evidente que os tem! Mas nós (Europeus) não tendo os mesmos temos tb interesse em ter os Turcos como aliados (aliás já é base da Nato) e como membros da comunidade Europeia!"

Não existe nenhum interesse em ter a Turquia como membro da UE, antes da UE serem 25 países, quando eram 17, 14 países votaram não. Neste momento os países mais ricos como a Inglaterra, Franca, Espanha e Alemanha, já disseram não. Não esse apoiado pelos países mais pobres que necessitam de subsídios.

Se a Turquia não ser na Europa não é argumento suficiente, se a sua inflação ser 6 vezes superior à de qualquer outro país Europeu não chega. Se a sua posição desafiadora em relação à UE na questão do Chipre (membro da UE) não chega, acho que o desrespeito dos direitos humanos na questão Kurda Turca deveria chegar.

"Quanto aos erros cometidos por esse país, nomeie-me um que, quer no seu passado recente quer no seu passado remoto, os não tenha cometido?!"

Não há um único país Europeu que não tenha pago pelos seus erros. A Alemanha completou no passado ano os seus pagamentos pela segunda guerra mundial a Turquia recusa-se a pagar pela Primeira, quando tentou dizimar o povo Arménio.
E mais, nenhum outro país da UE ataca um membro, ou o divide pela forca militar, coisa que a Turquia faz ao atacar politicamente a ao apoiar militar e financeiramente o governo turco ilegal do Chipre do norte.

Se a Turquia ataca o Chipre seja politica ou militarmente é inimigo da Europa, pois a UE é responsável pela defesa da independência e segurança dos seus estados membros.

"Não é a olhar para trás e a acusar que se avança!!"

Sem olhar para trás e exigir reparações os criminosos saem impunes. Sem olhar para trás o passado é esquecido e história repete-se.

  Bruno Fehr

sexta-feira, abril 24, 2009 8:36:00 da manhã

Erotic Spirit disse...

"Why would you read Michelle Obama mishaps as a deliberate lack of care?"

I did not say it was deliberate, I said she didn't even try.

"The dog, actually the breed as a long history with American presidents. It just seems that you are upset that the breed is associated with the family..."

Not at all, I am disturbed for the fact of that dog being on the news all over Europe. It's just a dog.
Everything regarding Obama is being directed as Godlike and I that kind of fanatic line of thought is very disturbing.

"Turkey, he expressed an opinion or view, he has not vote in the matter like you said its European matter decided by Europe. He can still pass an opinion like other countries pass opinions on foreign and domestic issues of the US."

Still, he knew or his associates knew that, that personal opinion would not do any good, unless he finds Turkey's support more important that the EU's, and that just proves that Iraq is the number one matter, not to end the invasion but to continue it.

"By stability I meant, keeping Turkey pro western and away from Islamic fundamentalism, after all Istanbul is where Europe meets East."

Keeping them pro western does not mean the EU must take them under our wing and pump their economy, we have 8 new country's that need support and Turkey alone needs more money and those 8 added together.

"The world may seem him as a messiah but we don't"

Hmmm, I was just looking at the Pulitzer prize winners, and I did see some interesting pictures. For the first time ever, 50% of those are of Obama and in only 1 he is shown as a regular Joe. The votes are from the American press.

"We want troops in Afghanistan"

And we want heroin production lowered, before the US invasion Afghanistan was responsible for less than 10% of all heroin in Europe the Taliban keep burning those fields, since the invasion that production was pumped up and according to the report of 2008, they now produce 90% of all heroin in the world. Who is on duty? Enough is enough, one this is what the US says another is what is actually going on. Heroin is up and the oil is being pumped out of Iraq to the US and Europe and draining an occupied nation og their resources is not the way to help them.

"we want the whole region combed and Osama blown to pisses and then we will leave the middle East"

For those that believe Osama is to blame, yeah then the hunt will go on, avoiding to get him so the exploit of the middle east can go on.

Well Bush "saw" the first plane hit the wtc live on tv, Silversteen made sure the insurance covered terrorist attacks and a simulation was being performed that day... similar in Madrid and London. Btw I was living in Kings Cross at the time and it looked like a bad movie with bad actors.

  Bruno Fehr

sexta-feira, abril 24, 2009 8:37:00 da manhã

Stiletto disse...

"Eu tenho um cão d' água. E hoje em dia não consigo sair com ele sem que me perguntem se é o cão do Obama. Olha que merda.. mas porque raio andaria eu a passear o cão do Obama??"

Eu acho que não conseguia responder de forma simpática a comentários desses.

  jardinsdeLaura

sexta-feira, abril 24, 2009 3:13:00 da tarde

Bruno Fehr,
Gostei da sua resposta em termos globais! Devo confessar que a sua perspicácia não me deixa indiferente!... Houve apenas um argumento que me decepcionou por ser demasiado fácil, sobretudo quando tanto se esforça por dismistificar personagens que tantos insistem em "endeusar"! (Sobre isso devo tranquilizá-lo dizendo-lhe que estou longe de ver Obama como um deus, nem maior nem menor, vejo apenas um ser humano com um enorme "peso" sobre os ombros. Oxalá consiga levá-lo a termo.)Utilizar JFK como tema de comparação é completamente "ao lado"!
Embora lamente muito e ache imperdoável a forma como foi "retirado" do poder na realidade nada fez de realmente grandioso!(Se procurar vai encontrar bons documentários sobre este tema JFK) Lembre-se que foi com ele que começou a Guerra do Vietnam onde o comportamento dos EUA e do seu exército foi ignóbil!!
A única "coisa" que terá feito de realmente importante foi a mudança de atitude face à comunidade negra do seu país (que com ele começou a mudar)ainda que esta não tenha deixado de ser reprimida e bem durante o seu curto mandato!
Mas enfim... gostei de discutir consigo!
Até ao próximo Post!

  Bruno Fehr

sexta-feira, abril 24, 2009 3:37:00 da tarde

jardinsdeLaura disse...

"Houve apenas um argumento que me decepcionou por ser demasiado fácil, sobretudo quando tanto se esforça por dismistificar personagens que tantos insistem em "endeusar"! (...)Utilizar JFK como tema de comparação é completamente "ao lado"!"

Quando falamos de Obama usar JFK é acertar na mosca, pois por um lado a imprensa Americana compara-os tal como compara Michelle a Jackie e essa comparação é interessante visto que Obama prometeu mudar e JFK tentou mudar. Sim JFK deu inicio a uma guerra iludido pelos relatórios da CIA que defendiam interesses ocultos, mas também afirmou que todas as sociedades secretas seriam perseguidas com a intenção de acabar com elas. Se ele não tivesse sido morto pouco depois, esta resolução tornaria-o no segundo Presidente Americano depois Andrew Jackson ter em 1835 fechado a reserva Federal e mudado o sistema económico, a ter o poder que se julga que o presidente Americano tem (Só em 1913 foi cometido o crime de criar outra reserva federal).

Sim comparar ambos é ao lado, pois um tentou ou outro disse que o faria, mas seria muito mais ao lado se o tivesse comparado a Andrew Jackson.

"Embora lamente muito e ache imperdoável a forma como foi "retirado" do poder na realidade nada fez de realmente grandioso!"

JFK foi um rosto de mudança que tentou, Obama colocou-se ao mesmo nível e até agora nada. Mas dentro de mais 8 meses aqui estarei para confirmar tudo o que disse sobre ele, e julgo que até aumentar de tom, mas se por acaso eu estiver errado, também sou homem para o assumir. No entanto nunca falhei uma análise a um politico e não vejo Obama como sendo a excepção.

  aNGie

sexta-feira, abril 24, 2009 4:06:00 da tarde

Confesso que não imaginava que tivesses uma ideia tão negativa da família Obama! ;)
Na verdade, os discursos dele são uma utopia, algo que nunca irá acontecer enquanto o ser humano depender de hierarquias, géneros e números.. a harmonia entre países é e sempre será pouco viável para o desenvolvimento mundial.. porque somos humanos, preferimos a guerra.. porque vivemos uma sociedade e um pensamento elitista em que o acto de pisar o mais pequeno é digno de um orgasmo físico e mental.. um universo em que o acto de matar é encarado com a maior das naturalidades, como se disso dependesse a evolução e subsistência de cada um.. um mundo em que o acto de tortura versus submissão são explorados não de forma a prevenir e evitar mas de forma a encorajar novos actos..

um mundo onde a justiça não é cega mas sim inexistente..

Adiante, que o tema do post não é este e já estou a alongar-me em ideiais sociais inexequíveis..

Em relação à esposa de obama e a toda essa exploração "jornaleira" sobre o protocolo monárquico:
Dita, também, o protocolo que é possível tocar a rainha caso ela o faça primeiro.. ou seja em gesto de resposta..
quem nos diz e quem nos garante que a rainha não o tenha feito primeiro? e já questionaram a rainha sobre o gesto da senhora? ela ficou incomodada? então porque haveremos nós de ficar? e.. será que não há nada mais relevante para abordar nas "industrias jornaleiras" do que este suposto crime contra a monarca?

xiça, que o mundinho está de pântanas por uma caca sem jeito nenhum..

(agora, um aparte: não te parece, bruno, que há protocolos e regras que podem e devem ser quebradas? que devem evoluir com os tempos? no meu ponto de vista, há protocolos que já não fazem sentido nos tempos que correm.. mas, enfim.. quem sou eu senão uma anónima?!)

Voltando ao tema..
Está também o mundo virado do avesso por causa de um cão sobre o qual muita tinta discorreu e muitas rubricas televisivas foram criadas.. a minha questão é: ou eu estava muito distraída ou eu ando completamente à parte das historietas políticas.. mas, afinal, qual a origem de todo este corropio para arranjar um cão para o homenzinho? mas ele não tem gosto próprio? não tem capacidade de escolha para obter um animal de estimação? se não tem estas capacidades, pergunto-me: o que está ele a fazer num cargo como estes? ..ou será que é mera estupidez daqueles que estão à volta dele e que criaram uma manobra de diversão para distrair os olhares do mundo daquilo que realmente interessa discutir?

epah, e não digo mais sobre este assunto, porque está completamente fora da minha capacidade de compreensão do mundo.. quem acaba por ganhar com tudo isto são as "jornaleiras" com as suas noticiazecas da treta.. este mundo está feito para quem não perde tempo a pensar e devora tudo o que lhe põem à frente..

Em vésperas do 25 de abril, pergunto-me. onde estão os activistas [moderados]? onde estão os pensadores? onde estão aqueles que tudo questionam? onde estamos nós, os descobridores? onde? e porque nos escondemos por trás de uma capa de impossibilidades e impotência? quem nos levou a acreditar que não somos capazes de mudar?
quem me amansou? quem me fez desistir de mim?

adiante, que já estou a "destrambelhar" demasiado neste texto..

  HCS

quarta-feira, abril 29, 2009 10:28:00 da manhã

Bruno,

Vou reformular o meu comentário ao teu artigo, para que seja mias claro:

"Estás de parabéns por este artigo. Não é eu estar a querer ser recista, mas sim a ser justa. Se as pessoas não prestam, não é agora porque são pretas que vamos armarmo-nos em "bonzinhos" só para não dizerem que somos racistas. Quando não prestam, não prestam e pronto, independentemente da côr. E além disso, os pretos são muito mais racistas, até entre eles, do que os brancos, sabiam? Metam um queniano ao lado de um cabo-verdiano e vão ver o queniano a desprezar o cabo-verdiano, porque este para ele é como se fosse branco. Parabéns mais uma vez, pelo discernimento e que te mantenhas sempre assim. Sem medo de falar.

  Bruno Fehr

sábado, maio 02, 2009 1:40:00 da manhã

aNGie disse...

"Confesso que não imaginava que tivesses uma ideia tão negativa da família Obama! ;)"

Não é uma ideia negativa da família dele, simplesmente a esposa demonstrou uma grande falta de nível e não deposito nenhumas esperanças nele. O cão... bem esse tem mais protagonismo que o Presidente.

A rainha toca quando faz alguém Sir, e esse novo Sir não toca a rainha, além disso tocar é uma coisa, tal como a rainha tocou a Michelle levemente. A Michelle abraçou a rainha, "apertou-lhe os ossos", foi mais do que tocar :)

"(agora, um aparte: não te parece, bruno, que há protocolos e regras que podem e devem ser quebradas? que devem evoluir com os tempos? no meu ponto de vista, há protocolos que já não fazem sentido nos tempos que correm.. mas, enfim.. quem sou eu senão uma anónima?!)"

Correcto, mas se existe uma monarquia constitucional o protocolo real é legal. Tal atitude com o nosso "candidato a rei", seria uma quebra de protocolo aceitável. Eu vejo estas quebras de protocolo por parte dos Americanos como uma farpazinha nos antigos colonos.

"ou eu estava muito distraída ou eu ando completamente à parte das historietas políticas.. mas, afinal, qual a origem de todo este corropio para arranjar um cão para o homenzinho? mas ele não tem gosto próprio? não tem capacidade de escolha para obter um animal de estimação?"

Todos os anos é a mesma treta, mas este ano o novo presidente é visto como um espécie de Jesus Cristo, logo, o animal dele é muito mais importante.

  Bruno Fehr

sábado, maio 02, 2009 1:40:00 da manhã

HCS:

"Se as pessoas não prestam, não é agora porque são pretas que vamos armarmo-nos em "bonzinhos" só para não dizerem que somos racistas."

Mas é isto que se está a passar, todos amam o Obama, todos desculpam as falhas do Obama por ele ser negro. Desculpam o negro para nao serem vistos como racistas.

Seja negro, seja branco, seja azul à pintas cor-de-rosa, se faz merda, eu irei dizer que faz merda. Quando de acusarem de racismo, cá estarei para argumentar.