O fim da blogosfera?


Dei de caras com um artigo que me deixou de boca aberta. Um artigo, que me faz acreditar cada vez mais que a estupidez humana é a única coisa realmente infinita, visto que até o universo é finito.
O artigo chama-se "O fim da blogosfera", que me faz lembrar um filme épico.
Esta cagada de letras, foi escrita por mais um daqueles senhores que fazem um blogue de opinião pessoal, mas onde insistem em referir que são jornalistas. O senhor chama-se Paulo Querido.

Acho que devo responder a este texto, pois é um texto que convém à imprensa, difundir e somos nós o verdadeiros bloguers que a devemos contestar.

Querido, Paulo Querido, li a merda do seu texto e tenho uns comentários a partilhar, você diz:

"Ultimamente o tema (O fim da blogosfera) tem sido abordado na mais insuspeita imprensa"

O que é a mais insuspeita imprensa? É onde o senhor trabalha? Onde já não se valoriza a ética? Àqueles, como o senhor a quem convém que a blogósfera morra, pois estão a receber demasiada atenção, que é desviada da imprensa?
Sim, porque a blogósfera é já um local de recolha de informação, partilha de opiniões e é um local onde encontramos melhores crónicas, noticias e mais humor que nessa pseudo insuspeita imprensa.
O senhor Paulo Querido, sem muita imaginação para escrever, recorre a artigos de idiotas que sabem tão pouco quanto ele, para sustentar o seu ridículo texto.

A imprensa ataca a blogósfera, pois para manter e aumentar os lucros, precisa de se ver livre dela.
O senhor Paulo Querido, fala de 300 bloguers que fecharam os seus blogues, trocando-os por outras plataformas. Ora, 300 blogues a menos e é o Fim?
Ó meu génio, e então os 200.000 novos blogues, criados diariamente num universo de 20 milhões de blogues (em Português)? 200.000 novos blogues por dia, não é o fim, é um novo inicio.

A morte da blogosfera é um sonho da imprensa, é um sonho dos governos, mas a realidade é dura, para vocês, pois o vosso sonho é uma utopia.
A blogosfera terminou os seus tempos primitivos de um núcleo unido, evoluiu. Isto não é o fim é um novo principio, que ainda tem muita merda e essa merda está na maioria dos casos, concentrada em blogues elitistas e, todos eles ligados aos media, que se auto-promovem, bem como a blogues "amigos". Os exemplos são O grupo 1 e 2, dos grupos de elite que passo a descrever:

Grupo 1:

Blogues profissionais, que têm como objectivo ganhar dinheiro através de publicidade ou criticas positivas pagas, feitas a artigos que recebem como suborno... ou presente, das empresas. Como: computadores, webcams, programas, etc.
Destes destaco o maior lixo português:

OBVIOUS - Este blogue é o mais visitado em Portugal segundo ele próprio, mas não pelos seus artigos, mas sim porque é quem faz de uma forma suspeita o top 100 e top 500 de blogues em língua Portuguesa, onde só constam os que fazem broches ao OBVIOUS.
Eu por exemplo, desde que lhe dei um pontapé nos tomates, ao colocar em causa o critério suspeito dessa lista, fui retirado do top 200, no dia seguinte. Obrigado, pois era isso que esperava de um top viciado. O seu rank é baseado na Tecnorati e a Tecnorati nao me mudou o rank... estranho...

Grupo 2:

Blogues de jornalistas, actores, políticos e palhaços, de onde destaco exemplos que primam pela falta de qualidade e por métodos escuros de promoção.
Este grupo de blogues elitistas, têm pouca qualidade, pois não lhes interessa dar qualidade. Querem vender na TV.
Regra geral este blogues, só se linkam uns aos outros, de maneira a serem uma elite fechada. Eles recebem entre 60.000 e 100.000 visitas mensais, mas, uns não têm comentários abertos, de maneira a esconder o facto, de que as visitas não são reais, mais sim pings. Como é o caso do blogue do Pacheco Pereira, erradamente o segundo mais visitado blogue Português.

Outros exemplos de blogues elitistas, no topo dos mais visitados, com visitas irreais, são:

Os gato Fedorento

Fernando Alvim

Bruno Nogueira

Há vida em Markl

Estes 4 blogues, são exemplos de blogues elitistas, que linkam outros blogues elitistas e que a única função é postar banalidades, onde publicitam os seus trabalhos, sem originalidade ou novidades de relevo. Nestes blogues podemos observar que as estatísticas de 60.000 a 100.000 visitas mensais, são irreais e algo de estranho se passa ali.
Como sei isto?
Simples, nos comentários aplicam-se as leis de marketing, em cada 10 potenciais compradores, pelo menos 1 compra. Em cada 10 visitantes, pelo menos 1 comenta.
Ora, o meu blogue com uma média de 350 a 450 visitas diárias, recebe mais ou menos 30/40 comentários (excluindo os 30/50 pings Google), o que mostra que as visitas são reais. Poderei aumentar as visitas para 100.000 ou 200.000 mil, recorrendo a sites de ping, mas porque haveria de fazer isso? O que interessam visitantes fantasma?

Grupo 3:

Blogues livro. Este vivem de links, não linkam quem gostam de ler, a não ser que os linkem, só comentam quem os comenta, que é para não perderem os comentadores.
Muitos destes blogues recebem entre 20.000 a 60.000 visitas mensais, mas também são irreais, pois eles têm comentários abertos e dá para calcular, tal como demonstrei anterirormente.

A maioria de blogues livro como a Sissi, que já vai com dois livros (um deles com capa plagiada), recebe 8 mil visitas, com uma média de 8 comentários por texto (estranho).
A Rititi, que já veio dar uma de importante para o meu blogue e depois conseguiu humilhar-se nos seus próprios textos, recebe perto de 60.000 visitas, mas não passa dos 20 comentários médios. Ora isto é muito estranho. Existem até blogues livro com, zero comentários. Isto não é normal, não é lógico e é obviamente uma estatística de visitas irreal, viciada, pingada de maneira a aparecer nos tops, quer de blogues, quer de motores de busca. Objectivo, vender!

Mas há de facto, blogues livro que são excepção, e não tenho problema (apesar de poderem pensar o contrário) em referir dois deles:
O meu Pipi, que é um blogue que já não existe, apesar de ainda ter meia dúzia de textos online, justificava as suas 130.000 visitas, com mais de 1.000 comentários por texto.
Actualmente só mesmo o Rafeiro Perfumado, ultrapassa a médias de 1 comentário por cada 10 visitas, situando-se em média 1.5 a 2 comentários em cada 10 visitas. Ou seja, dois casos de estatísticas não viciadas.

Grupo 4:

O nichos. Os nichos somos todos nós, os blogues que não passam daqui. Os blogues, onde se escreve o que se quer e o que se pensa, sem nos preocuparmos com audiências e onde há qualidade, que convém aos blogues elitistas sabotar.
Os nichos, usam a lista de links, para marcar quem gostamos de visitar, para ver quando actualizam os seus blogues e não nos preocupamos, se esse blogues nos likam também.
Os nichos distinguem-se por grupos. Conjuntos de blogues e blogueres que se identificam em torno de um blogue maior, onde os comentadores se acabam por conhecer e de se visitar uns aos outros.
Quem anda por estes lados, sabe que há blogues com mais visitantes com um grupo fixo de comentadores, tendo outro blogue de idênticas proporções, um outro grupo, onde poderá haver unicamente alguns comentadores em comum.

Este Grupo 4, são os que mantêm a blogósfera viva, é onde há textos reais e honestos, é onde se dá qualidade em troco de uma critica. É onde mora o real espírito da blogósfera.
É o que os blogues elitistas do Grupo 1 e 2, odeiam. É onde há blogues muito bons e muito maus, mas todos úteis, pois alguém só pode ser bom, se houver alguém pior como termo de comparação.

É por a maioria estar neste grupo e por haver uma qualidade inegável, que a blogósfera não morreu nem morrerá.

Nós somos quem dá vida a este mundo virtual que não está a morrer, está a crescer!


Nota: Considerem a colocação de links, como publicidade que só aumentará as vossas visitas e não uma ofensa. Todos os dados que menciono teem como base um contador e comparador de visitas mensais, de cada blogue, bem como uma visita pessoal da minha parte aos mesmos.
Claro que se sentirem ofendidos, gostaria que argumentassem usando as vossas contas, pois estou sempre pronto para um saudável conflito de opiniões. Bloguers escondidos pelo anonimato não serão tolerados e os seu comentários serão apagados.

88 Comentários:

  Pax

sexta-feira, novembro 28, 2008 10:10:00 da manhã

Eu só tenho a dizer-te que percebi um pouco melhor como funciona esta coisa.
Grata.

:)

  Pronúncia do Norte

sexta-feira, novembro 28, 2008 11:02:00 da manhã

Clap! Clap! Clap! (isto são palmas)!

Apesar de ser novata nestas andanças, já me tinha apercebido que há vários grupos de blogues, mas nunca tinha pensado na dimensão da coisa. Fiquei mais elucidada.

Eu também li o artigo e pensei: "Olha! Logo agora que eu cheguei e até estou a gostar estam-me a dizer que isto está a acabar?! Não é justo!". Mas não faz mal. Enquanto me apetecer vou continuar a escrever por aqui. Afinal foi para isso que eu criei um blogue, para poder escrever sobre o que eu quiser, como quiser e quando quiser.

Clap! Clap! Clap! Clap!

  Mokas

sexta-feira, novembro 28, 2008 11:12:00 da manhã

É a primeira vez que ca ponho os pes e devo dizer que gostei bastante do post embora nao concorde em absoluto com o que disseste.De qualquer maneira acho que a blogosfera so acabará quando acabar a internet.
Virei ca mais vezes concerteza.
Fica bem.

  Teté

sexta-feira, novembro 28, 2008 11:15:00 da manhã

Bom, não abri os links que deste, porque a maior parte deles não me interessou. O Pacheco Pereira? Um tal de Obvious? Xiça! Tenho mais que ler e com que entreter...

Mas de um modo geral concordo contigo! A imprensa e respectivos jornalistas vêem a blogosfera como um "papão". Opiniões não tão submissas ao poder político e económico e fora do cinzentismo a que as direcções jornalisticas os obrigam (com múltiplos assuntos e personagens intocáveis).

E claro que rangem os dentes, que a elite são eles e mais nenhuns, a restante populaça só tem de beijar o chão que eles pisam. Parece-me também que já tentaram calar algumas "vozes" (o meu anterior blog esteve incontactável primeiro 3 dias, depois quase um mês), mas no blogger suponho ser bastante mais difícil. Há uma tendência tuga nata, para passar lápis azul em cima de ideias que não sejam a dos próprios. Ah, e não, se acharam que havia mensagens controversas, não eram as minhas (ou seja, não é auto-elogio nenhum, do género "agora é que eles vão ver o que é bom para a tosse").

Por mim, vou continuar na blogosfera, que me entusiasma e diverte pela interactividade, se algum dia escrever um livro (está fora de cogitação, para já) não passa pelos posts publicados.

Tem um bom fim de semana! :)*

  mau feitio

sexta-feira, novembro 28, 2008 11:36:00 da manhã

Um texto mto bom! So tenho a dizer isto. Tu disseste tudo.

  Physalia physalis

sexta-feira, novembro 28, 2008 12:47:00 da tarde

Me like it :)
Mas bolas...eu até gramo ler o do Bruno Nogueira e o do Markl...não se pode agradar o mundo todo né? :)

  Vício

sexta-feira, novembro 28, 2008 12:51:00 da tarde

a blogosfera bem definida, sem duvida!
eu tenho orgulho em pertencer ao 4º grupo! divirto-me e é esse o objectivo do(s) meu(s) blog(s).

li recentemente num blog brasileiro algo parecido com essa polémica das estatisticas.
houve que criasse um "meme" para subir no ranking do BlogBlogs. e à semelhança do que descreves, muitos deles são blogs sem conteudo!

podes ver do que falo aqui

  Ana

sexta-feira, novembro 28, 2008 12:54:00 da tarde

Realmente uma pessoa esta sempre a aprender!
Este e um tema que nunca me tinha apercebido da sua existencia, sequer... mas pretendo agora entender!
Por isso, vou ali e ja volto!

  Mamie2

sexta-feira, novembro 28, 2008 1:12:00 da tarde

Já há algum tempo tinha lido essa explicação sobre as estatísticas.

Mas cada um deixa-se enganar como quer, não é?

Isso é o que a blogósfera tem de bom - desculpa a grosseria mas - cada burro come a palha que quer!

Agora no fim, também não acredito.

  Miss

sexta-feira, novembro 28, 2008 1:42:00 da tarde

Sessão de esclarecimento! :D



p.s- pk que agora é tão dificil vir ao teu blog? ta lentinho isto...


p.s.2- Ontem fui reler textos "velhinhos" teus...ai saudadinha.deu para ir dormir bem disposta ***

  Crest©

sexta-feira, novembro 28, 2008 2:29:00 da tarde

Pax disse...

"Eu só tenho a dizer-te que percebi um pouco melhor como funciona esta coisa.
Grata."

Mas há mais, muito mais. Falarei noutras oportunidades. Como:

A censura imposta a blogs.
O lobby publicitário.
A arma da nonimato.

  Crest©

sexta-feira, novembro 28, 2008 2:32:00 da tarde

Pronúncia do Norte disse...

"Eu também li o artigo e pensei: "Olha! Logo agora que eu cheguei e até estou a gostar estam-me a dizer que isto está a acabar?! Não é justo!". Mas não faz mal. Enquanto me apetecer vou continuar a escrever por aqui."

Mas a ideia sempre foi essa, fazer as pessoas acreditar que isto está a morrer, tentar parar a sua expansao.
Eu vejo em breve o fim dos jornais, devido à internet em minusculos PCs portáteis e telemoveis. Para que raio compramos um jornal se o podemos ler todos?

  Crest©

sexta-feira, novembro 28, 2008 2:34:00 da tarde

Mokas disse...

"É a primeira vez que ca ponho os pes e devo dizer que gostei bastante do post embora nao concorde em absoluto com o que disseste."

Sem saber o que é esse absoluto, nao posso clarificar é os factos que descrevo são inquestionáveis, pois todos são sustentados por documentação e investigação, bem como por 5 anos de experiência neste mundo virtual.

Normalmente discordam por eu atacar blogs elitistas que sao queridos VIPs de muitos bloggers.

  Crest©

sexta-feira, novembro 28, 2008 2:38:00 da tarde

Teté disse...

"Parece-me também que já tentaram calar algumas "vozes""

Claro que sim, daí a necessidade de blogs polémico saires do Sapo, worldpress e blogger, arranjando o seu próprio domínio.

Eu para evitar problemas, tenho o meu blog já duplicado com backups actuais e pronto a mudar para o domínio que tenho, caso aconteça algum "acidente" com o blogspot.

  Crest©

sexta-feira, novembro 28, 2008 2:38:00 da tarde

mau feitio disse...

"Um texto mto bom! So tenho a dizer isto. Tu disseste tudo."

Queria dizer mais, mas fica para mais tarde :)

  Crest©

sexta-feira, novembro 28, 2008 2:41:00 da tarde

Physalia physalis disse...

"Mas bolas...eu até gramo ler o do Bruno Nogueira e o do Markl...não se pode agradar o mundo todo né? :)"

Claro que não, no caso do Bruno Nogueira, só falo da baixa qualidade em relação ao que ele é capaz de fazer e o uso do blog quase unicamente com meio de publicitar os contemporâneos, coisa que por exemplo os Gato Fedorento não fazem.

O Markl, bem, só o facto de ele ser o responsável pelo aparecimento da personagem "O chato" é motivo para gostar ainda menos dele. É sem dúvida a personagem mais ridícula que já vi e que coloca em causa o estado do sentido de humor do Português.

  Crest©

sexta-feira, novembro 28, 2008 2:44:00 da tarde

Vício disse...

"li recentemente num blog brasileiro algo parecido com essa polémica das estatisticas.
houve que criasse um "meme" para subir no ranking do BlogBlogs. e à semelhança do que descreves, muitos deles são blogs sem conteudo!"

O meme, vai pelo mesmo caminho, visto que esses ranks são tão visitados que dao protagonismo ao blog que os cria, levando-os a cair no elitismo.
Gostei sim da campanha de deslink dos blogs elitistas, que fizeram imensos TOP blogs cair nos EUA:

  Cor do Sol

sexta-feira, novembro 28, 2008 2:44:00 da tarde

Nós deviamos era publicar o teu texto nos nossos blogs, para perceberem de uma vez por todas que isto da blogoesfera está bem vivo e que vai continuar :)

  Crest©

sexta-feira, novembro 28, 2008 2:45:00 da tarde

Ana disse...

"Este e um tema que nunca me tinha apercebido da sua existencia, sequer... mas pretendo agora entender!"

É complicado entender, existe uma vontade de elites e da politica de controlar a blogosfera, mas uma coisa é certa, parece que há mas nao há coincidências.

  Crest©

sexta-feira, novembro 28, 2008 2:46:00 da tarde

Mamie2 disse...

"Já há algum tempo tinha lido essa explicação sobre as estatísticas."

É fácil dar visitas a um blog, visto que não são visitas mas sim um clic automático num link.

  Crest©

sexta-feira, novembro 28, 2008 2:48:00 da tarde

Miss disse...

"p.s- pk que agora é tão dificil vir ao teu blog? ta lentinho isto..."

Isso é uma excelente pergunta, mas pelo sim, pelo não já fiz um backup de segurança e estou pronto a mudar de casa, se o meu blogue ficar "inacessível ou dificuldades técnicas"

  Rafeiro Perfumado

sexta-feira, novembro 28, 2008 3:11:00 da tarde

Olá, Crest.

Confesso que também aprendi bastante hoje, pois a mim sempre me meteu alguma confusão haver blogs que aparentavam ter milhares de visitas por dia e depois tal não se reflectia em comentários. Eu nunca ultrapassei as 400 visitas diárias, mas mesmo assim, acredita, fico todo contente.

Não considero o meu blog um "blog livro", pois apesar de ter publicado um e pensar voltar a fazê-lo, não é isso que me mantém por aqui, acredites ou não. Divirto-me, e enquanto tal acontecer, o rafeiro permanecerá vivo.

Tomo como minha a critica que fazes, de só responder e visitar quem o faz a mim, só não concordo com o motivo. Se o faço não é para evitar perder leitores, é apenas um critério de gestão de tempo. Sou bancário (e continuarei a sê-lo) e tenho uma jove lá em casa (pelo menos ontem ainda a vi), pelo que não me posso dar ao luxo de visitar todas as pessoas que tenho linkadas, optando então por retribuir as visitas que me fazem. Aceitável? Para mim é, e vou continuar a fazê-lo, pois de outra forma iria perder-me e tornar o blog numa obrigação, e não num prazer.

Abraço.

  DeusaMinervae

sexta-feira, novembro 28, 2008 4:00:00 da tarde

Ora bem! E eu sou uma nichazita em part-time :D Não há tempo para mais,e cada vez é menos,infelizmente... Não acho que a blogosfera irá acabar. Antes pelo contrário! Está cada vez mais em expansão e acho bem!

  Afrodite

sexta-feira, novembro 28, 2008 4:48:00 da tarde

Olha eu hoje gostava de comentar mas nem me consigo concentrar na leitura e na escrita, ia sair algo de horrendo na certa. Estou irritada!!!!
ONDE ANDA A MERDA DO PESSOAL DOS CORREIOS???? ONDEEEEE??? Mas não trabalham??? Estou irritada :(!

Abreijinhos e bom fim de semana :)

P.S. - Vou arriscar e comentar...a blogosfera não acaba porque cá ando eu...é como o mundo, só acaba quando eu morrer HAHAHAHAHAHA. QUe egocentrista de merda que eu ando!

P.S.2 - Oh Chii podes voltar a comentar, não te incomodes comigo que eu não mordo...às vezes! :)...gosto é do nome chii, lembra-me chichi mas de resto até sou querida e fofa, desde que não me lixem tasssssseeeee bem! Até estou a organizar uma jantarada de anónimos, podias ir vestida com Cóco Channel ah??? Que dizes??? :)

  I.D.Pena

sexta-feira, novembro 28, 2008 5:04:00 da tarde

AH ! Já digo isso à muito tempo, os media é só merdia .

Desliguem as TV S :D

Temos que escolher bem o que passa na nossa Televisão. Estar atentos mas não deslumbrados, a espectáculos como Big Brothers ou
Politicos, o que é certo é que mesmo que se diga mal deles, eles continuam a ser o centro das atenções e isso é que está mal.

Mas agora a blogosfera rouba-lhes atenções e votos e fica todos muito chateados, "que sa FODAM".
Querem é Mama e tacho!

O facto deste assunto ser asqueiroso e nada merecedor da nossa atenção - publicidade negativa, à quem diga que funciona, por isso e como quase sempre: Concordo contigo Crest©.

...

Foste claro e incisivo em quase todas as palavras neste texto maravilhoso, li o de uma ponta a outra e nem precisei de respirar, não me tiraste o fôlego mas arrancaste-me um sorriso (*:)

;)

  I.D.Pena

sexta-feira, novembro 28, 2008 5:06:00 da tarde

Afrodite LOOOOOOOOOOL

  I.D.Pena

sexta-feira, novembro 28, 2008 5:08:00 da tarde

Ahahah não chames a chichi que depois vem o cócó e de certesa que vem o facada porque ele é amigo do ranheta que é compadre do cócó, ahahahahah.


:D

  Physalia physalis

sexta-feira, novembro 28, 2008 5:08:00 da tarde

Bolas :\ também gosto d'O Chato :\

  ipsis verbis

sexta-feira, novembro 28, 2008 5:12:00 da tarde

AHAHAH. Esse Paulo Querido deve estar para os portugueses que leram esse texto, como o Gordon Brown (PM Reino Unido)está para todos aqueles que o ouviram dizer:

"This is a moment that will live in history as long as history books are written."

(sobre as eleições norte americanas de 2008)

AHAHAH! Eles pensam que descobriram a verdade! Devem ter tido alguma epifania no duche quando escorregaram... ahahahah


Mas que raio andam estes gajos a comer, e em que sítio?

Ahahaha

  v.

sexta-feira, novembro 28, 2008 5:59:00 da tarde

Crest, meu caro, ainda que concorde com o que disseste, mais por preguiça de tentar desenvolver o raciocinio de que por ter a mesma informação do que tu, fica-me uma dúvida!
O que esteve na base deste exercício?
Desmontar campanhas de marketing camuflado?
Ou aproveitar as mesmas?

Ainda assim tudo faz sentido!

  Afrodite

sexta-feira, novembro 28, 2008 6:09:00 da tarde

Epaaa agora li com atenção! Uiii mas que tu não perdoas :)!!!

Sabes, gosto do nosso nicho :)...e o resto é conversa...e quando for grande quero continuar a "viver" no nicho, é acolhedor, quentinho e sabe bem por aqui andar. Pois não faço fretes de comentar quem não me apetece, não faço fretes de receber comentários de quem não me diz nada, nem faço o frete de andar preocupada com o que escrevo, quem gosta gosta, quem não gosta tem bom remédio desde que não me chateie, se não, dou-me ao direito de fustigar :)! Por acaso esta noite tive um sonho marado em que chicoteava o meu chefe (sem qualquer conotação sexual de sado maso)...quererá dizer alguma coisa???

Bem, agora que já comentei mais ou menos...vou ali e já venho que está quase na hora de zarpar rumo ao fim de semana em grande que me espera! :)

Abreijossssssssssss grandes e gosto da tua sinceridade, só porque sim e não porque agrada gregos e troianos ou porque pretendes uma acção de marketing :)! És tu e acabou, crú e nú...quer dizer nú ainda não ou os comentários aumentariam vertiginosamente AHAHAHAHHA...isso sim era bom marketing! Bloguistas se me estão a ler proponho que a camada masculina ponha fotos de corpo inteiro e todo núzinho para que possamos comentar AHAHAHHAHA! Uiii isso é que ia ser uma actividade de visitas e comentários...upa upa!

  AP

sexta-feira, novembro 28, 2008 6:35:00 da tarde

Grande texto!
Subscrevo inteiramente e faço a devida vénia.

  Van

sexta-feira, novembro 28, 2008 7:03:00 da tarde

Gosto dos nichos e gosto da classe três. Comento quem gosto, porque gosto ou da pessoa ou do que ela escreve, ou de ambas as coisas. E também por cortesia e boa-educação. Ou por curiosidade.
Não minto, gosto que me leiam e que gostem do que escrevo, quando escrevo. Mas não me ajeitaria se tivesse tantos comentadores como tu ou como o Rafeiro, por exemplo.

Nunca cheguei a ler o meu pipi porque tinha uma embirração com O MEC, tendo descoberto recentemente de onde vinha essa embirração...a mim parecia-me que o gajo só dizia asneiras com um ar muito intelectual. Ora, o próprio afirmou recentemente numa entrevista à "ùnica" que a maioria das coisas que disse nesses tempos da má lingua (veio daí a minha antipatia) eram ditas sob o efeito de alcool e speeds. E que só dizia merda. E que se arrependia. Beeeeeeeem! Acho que lhe vou dar segunda oportunidade!

Gosto do há vida em Markl, mas não costumo lá ir. Gosto do RAP, mas não costumo ver o gato fedorento por razões que já deves conhecer. Não gosto do blog deles. Mas aprecio algumas crónicas do RAP. Ah, e detesto o Herman José. LOOOOOL. Não é que tenha muito a ver (na verdade lembrei-me do herman por uma razão especifica...ahaha).

E, gosto do rafeiro, como pessoa e como blogue. :D Gostos dos nichos.

E pregaste-me um cagaço com o titulo do post, cachamorra.

E, não me apetece ir ler o tal querido...

  Van

sexta-feira, novembro 28, 2008 7:04:00 da tarde

Ouve lá, não te cansas de tantos elogios? :D aposto que manténs um balde ao pé de ti, para segurar a baba que tevai escorrendo das beiças... :D

;-)

  Anónimo

sexta-feira, novembro 28, 2008 8:01:00 da tarde

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
  Sol

sexta-feira, novembro 28, 2008 9:26:00 da tarde

Bem... não entro em polemicas.
Heheheheheh!!!!!!!!

So queria dizer k gosto das coisas k escreves e virei sempre k puder, mesmo que não vás ao meu.
Nem todos os assuntos interessam a todos né.


Um jinho e bom fim de semana.

  TeddyLover

sexta-feira, novembro 28, 2008 11:47:00 da tarde

Só tenho é que cobrir...até porque..assim, sou eu que o dezonro a ele e..à família dele...força na verga companheiro...Olha..para o meu lado..ainda muita cabeça vai rolar...mas muita mesmo...não somos nós que andamos aqui a brincar, de certa forma, pq isto para nós não é mais que um hobby...um momento...que acaba...ao fim e ao cabo...por ser bem mais que isso...há muita troca de informação, seja banal...humorística...futebolística...política...experiências de vida...sei lá uma panóplia...
ADOREI LER-TE

  Crest©

sábado, novembro 29, 2008 12:11:00 da manhã

Anónimo:

O que tu dizes aqui, vale o que vale, ou seja, não vale nada.

Nao quero os teus comentários nem concordantes nem discordantes. Nem agressivos nem simpáticos.

Procura outro local para falar, pois aqui não és bem vindo, já deverias ter percebido isso!

  afectado

sábado, novembro 29, 2008 1:08:00 da manhã

Foda-se ó crest, então revelas agora que eu faço broches ao obvious? Agora embaraçaste-me em público!!!

:P

Quase me comovi com a referência "ao meu pipi"... que saudades desse grandioso blog. Se bem me recordo foi o primeiro blog que li.

  afectado

sábado, novembro 29, 2008 1:15:00 da manhã

ah, lembrei-me agora. podias ter abordado também o caso da blogotinha que deve ser linkada por mais de metade da blogosfera portuguesa (até há pouco eu também) e tem visitas aos molhos.

o blog está sempre na mesma, musicóle, vagueando por aí e posts ressabiados contra a avaliação dos professores. mas mesmo assim, sucesso não lhe falta!

  Crest©

sábado, novembro 29, 2008 2:57:00 da manhã

Cor do Sol disse...

"Nós deviamos era publicar o teu texto nos nossos blogs, para perceberem de uma vez por todas que isto da blogoesfera está bem vivo e que vai continuar :)"

Isso seria dar-me protagonismo e ainda me tornaria num deles, ahahahahahah

  Crest©

sábado, novembro 29, 2008 3:06:00 da manhã

Rafeiro Perfumado disse...

"Não considero o meu blog um "blog livro", pois apesar de ter publicado um e pensar voltar a fazê-lo, não é isso que me mantém por aqui, acredites ou não. Divirto-me, e enquanto tal acontecer, o rafeiro permanecerá vivo."

Mas que é livro é um facto, mas também é um facto que ainda escreves posts originais e de qualidade, sem escolheres o material bom, para vender no livro e o mau para o blog, como é o caso dos blogues do grupo 2.


"Tomo como minha a critica que fazes, de só responder e visitar quem o faz a mim, só não concordo com o motivo."

Nao é uma critica a ti, pois antes de escrever este textos (e o primeiro deste tema escrevi-o há um ano ou mais), investiguei mais de 15 blogs livro. Queria perceber como funciona aquilo, até tive acesso a 5 desses livros, que me foram gentilmente oferecidos como objecto de estudo. Queria perceber o que fazem ao passar os texto do blog para o papel.

"Se o faço não é para evitar perder leitores, é apenas um critério de gestão de tempo. Sou bancário (e continuarei a sê-lo) e tenho uma jove lá em casa (pelo menos ontem ainda a vi), pelo que não me posso dar ao luxo de visitar todas as pessoas que tenho linkadas, optando então por retribuir as visitas que me fazem. Aceitável?"

Claro que é aceitável. Cada um gere o seu espaço como entende. Pessoalmente visito os blogues de quem me comenta, gosto de ver quem são, visito (não todos os dias) os que linkei, mas não consigo comentar em todos. Simplesmente há textos em que não tenho nada para dizer.

  Crest©

sábado, novembro 29, 2008 3:07:00 da manhã

DeusaMinervae disse...

"Ora bem! E eu sou uma nichazita em part-time :D Não há tempo para mais,e cada vez é menos,infelizmente... Não acho que a blogosfera irá acabar. Antes pelo contrário! Está cada vez mais em expansão e acho bem!"

Claro que nao, aquele texto amplamente noticiado é só um desejo deles!

  Crest©

sábado, novembro 29, 2008 3:10:00 da manhã

Afrodite disse...

"Olha eu hoje gostava de comentar mas nem me consigo concentrar na leitura e na escrita, ia sair algo de horrendo na certa. Estou irritada!!!!
ONDE ANDA A MERDA DO PESSOAL DOS CORREIOS???? ONDEEEEE??? Mas não trabalham??? Estou irritada :(!"

É Portugal, aqui eles até ao Sábado fazem entregas. Recebo encomendas de Portugal por DHL em 3 dias, mando encomendas para Portugal por DHL e acho que vão dar a volta ao mundo primeiro (a pé), pois uma delas chegou a demorar 15 dias!!!

"P.S.2 - Oh Chii podes voltar a comentar, não te incomodes comigo que eu não mordo...às vezes! :)"

O facto de ter parado de comentar é com ela. Nada aqui foi dito para que parasse de o fazer.

  Crest©

sábado, novembro 29, 2008 3:12:00 da manhã

I.D.Pena disse...

"Foste claro e incisivo em quase todas as palavras neste texto maravilhoso, li o de uma ponta a outra e nem precisei de respirar, não me tiraste o fôlego mas arrancaste-me um sorriso"

Ehehehehehe

  Crest©

sábado, novembro 29, 2008 3:15:00 da manhã

Physalia physalis disse...

"Bolas :\ também gosto d'O Chato :\"

Eu estou a pensar em escrever um texto sobre O chato e o seu criador o Markl, talvez, possas ajudar-me a perceber a piada daquele insulto. Juro que nao entendo o humor Português actual em que a piada se baseia em gozar com deficientes, hipócritas, com bujons e onde um "puta que pariu" ou um "foda-se" arranca gargalhadas a multidoes.

Voltem Monthy Pithon!!!

  Crest©

sábado, novembro 29, 2008 3:16:00 da manhã

ipsis verbis disse...

"AHAHAH. Esse Paulo Querido deve estar para os portugueses que leram esse texto, como o Gordon Brown (PM Reino Unido)está para todos aqueles que o ouviram dizer:

"This is a moment that will live in history as long as history books are written.""

Sim, porque certamente iremos de deixar de registar a história após deixarmos de escrever em papel :)

"Mas que raio andam estes gajos a comer, e em que sítio?"

Ahahahahahahah

  Crest©

sábado, novembro 29, 2008 3:21:00 da manhã

v. disse...

"O que esteve na base deste exercício?
Desmontar campanhas de marketing camuflado?
Ou aproveitar as mesmas?"

Por questões de marketing, eu tenho acesso à mesmas ferramentas, poderia pingar o meu blog constantemente, poderia alterar os títulos dos meus textos usando unicamente as palavras mais procuradas do google. Por fim poderia ceder às pressões exercidas subindo no ranking em vez de ter sido retirado, por as recusar.

Nao vou entrar no rebanho, não vou juntar-me a elites. Escrevo o que quero, quando quero, como quero e irei expor todas as situações de abuso por parte de certos lobbys dentro da blogósfera, quer sejam publicitários, editoriais ou políticos.

  Crest©

sábado, novembro 29, 2008 3:24:00 da manhã

Afrodite disse...

"Epaaa agora li com atenção! Uiii mas que tu não perdoas :)!!!"

Eu perdoo tudo o que me fazem, mas nao esqueço. O que acontece é que nao como e calo. Nao exponho as merdas que tentam fazer, mas ataco da maneira mais argumentada possível e munido de provas!

"Por acaso esta noite tive um sonho marado em que chicoteava o meu chefe (sem qualquer conotação sexual de sado maso)...quererá dizer alguma coisa???"

Ahahahahahahahahahahaha, nao sei, mas que me deu vontade de rir, deu!

"És tu e acabou, crú e nú...quer dizer nú ainda não ou os comentários aumentariam vertiginosamente AHAHAHAHHA...isso sim era bom marketing!"

Por acaso estou nu, bem quase, estou de boxers, pois o meu aquecimento no mínimo está a mandar calor demais :), mas com -6 graus lá fora, nao desligo isto, nem morto :D

  Crest©

sábado, novembro 29, 2008 3:25:00 da manhã

AP disse...

"Subscrevo inteiramente e faço a devida vénia."

Grazie.

  Crest©

sábado, novembro 29, 2008 3:47:00 da manhã

Van disse...

"Não minto, gosto que me leiam e que gostem do que escrevo, quando escrevo. Mas não me ajeitaria se tivesse tantos comentadores como tu ou como o Rafeiro, por exemplo."

É uma questão de prática. Eu gosto que concordem e que discordem, mas argumentando o que é raro. Logo nos primeiro comentário aparece alguem a dizer que discorda, mas sem referir motivos. Isso para mim, nao é nada!

"Nunca cheguei a ler o meu pipi porque tinha uma embirração com O MEC, tendo descoberto recentemente de onde vinha essa embirração..."

Mas ainda nao há provas que seja o MEC, há até loucos que dizem que era o RAP, como se ele soubesse escrever tao bem :)

"a mim parecia-me que o gajo só dizia asneiras com um ar muito intelectual."

Dizia-as de uma forma brilhante, no melhor Portugues que já na blogosfera, os erros eram geniais.

"e detesto o Herman José. LOOOOOL. Não é que tenha muito a ver (na verdade lembrei-me do herman por uma razão especifica...ahaha)."

O Herman nao tem blog, tem sim um blog sobre ele.

"E pregaste-me um cagaço com o titulo do post, cachamorra."

Ahahahahahahah


"E, não me apetece ir ler o tal querido..."

Nem vale a pena :)


"Ouve lá, não te cansas de tantos elogios? :D aposto que manténs um balde ao pé de ti, para segurar a baba que tevai escorrendo das beiças... :D"

Raramente gosto do que escrevo, tenho textos meus elogiados, onde sinto que nao disse o que queria, mas neste nao tenho duvidas, está exactamente como o quero, sem dizer demais... esse demais ficará para mais tarde, quando a minha guerra com os lobbys se intensificar.

  Crest©

sábado, novembro 29, 2008 3:50:00 da manhã

Sol disse...

"So queria dizer k gosto das coisas k escreves e virei sempre k puder, mesmo que não vás ao meu.
Nem todos os assuntos interessam a todos né."

Enganas-te,eu visito o teu blogue visto que é um dos meus links, mas de facto, comento muito pouco. Gosto de comentar quando tenho mesmo algo para dizer, sinto-me sempre hipócrita quando comento por simpatia. É como que dizer "volta a comentar-me, ok?"

1/3 da vezes comento quando discordo.
1/3 comento com humor.
1/3 leio, assimilo e nao comento.

  Crest©

sábado, novembro 29, 2008 3:51:00 da manhã

TeddyLover disse...

"não somos nós que andamos aqui a brincar, de certa forma, pq isto para nós não é mais que um hobby...um momento...que acaba...ao fim e ao cabo...por ser bem mais que isso...há muita troca de informação, seja banal...humorística...futebolística...política...experiências de vida...sei lá uma panóplia...
ADOREI LER-TE"

Obrigado

  Crest©

sábado, novembro 29, 2008 4:09:00 da manhã

afectado disse...

"Foda-se ó crest, então revelas agora que eu faço broches ao obvious? Agora embaraçaste-me em público!!!"

Era segredo? Ahahahahah

Nao, até seres contactado pelo google, blogger, etc, está tudo bem, é aí que começam os broches :)


"Quase me comovi com a referência "ao meu pipi"... que saudades desse grandioso blog. Se bem me recordo foi o primeiro blog que li."

Foi o blog que me fez criar um blog, se bem que diferente do dele, e diferente deste :)

"ah, lembrei-me agora. podias ter abordado também o caso da blogotinha que deve ser linkada por mais de metade da blogosfera portuguesa (até há pouco eu também) e tem visitas aos molhos."

Visitas nao, tem pings. Ela tem zero coments na maioria dos posts. Essa senhora iniciou campanhas que espalhou em comentários, para ajudar o Pacheco Pereira, lincando-o, contra o blog Arrastao. O Pacheco passou o blogue Arrastao, mas os pings colocaram o Arrastao novamente à frente, pois ele faz broches ao ABRUPTO.

A BLOGotinha entrou tambem numa entrega destes prémios que uma das regras era linkar quem nos dá o prémio e dá-lo a 15 blogues.

Ora vamos fazer contas, tu dás-me esse prémio e eu linco-te. Eu dou a 15 pessoas e recebo 15 links. Se eu quero subir nos rankings, dou a 15 amigos, onde sei que alguns (vamos supor 10), me devolvem o prémio. Aí posso-o passar novamente.

Só aqui estariam mais de 100 links (pois alguns nao lincam). Ora ela tem 156 links :)

"o blog está sempre na mesma, musicóle, vagueando por aí e posts ressabiados contra a avaliação dos professores. mas mesmo assim, sucesso não lhe falta!"

Nao é sucesso, é tristeza!

Por exemplo, para entrar no top é tudo uma questao de links. O Arrastão não os tem e está em segundo lugar.
90% dos blogs lá (Portugueses), teem menos de 45 links e eu conheco imensos (onde incluo o meu), com mais links.

É tudo uma questao de simpatias :)

  Sol

sábado, novembro 29, 2008 3:53:00 da tarde

Exactamente, nem sempre dá para comentar, tens razão. Eu é k não sou tão boa a exprimir-me como gostaria.


Bjinhos e bom fim de semana.

  Paula

sábado, novembro 29, 2008 6:49:00 da tarde

Muito bem!
Adorei o texto.
Uma excelente crítica ao mundo dos blogs.

Abraço

  Ana GG

sábado, novembro 29, 2008 6:58:00 da tarde

OMG!

Que mundo, que complexidade, que truques "sujos"...
Prefiro viver na santa ignorância. Estes enredos não me fascinam de todo!
Gosto de me passear pela blogosfera unica e simplesmente como forma de passar o tempo. O meu "bloguinho" não tem impacto nenhum, é apenas um espaço para partilhar desabafos na maioria das vezes sem interesse para ninguém. Mas é o meu canto e por vezes serve-me de terapia.
Não consigo entender como é que se consegue levar tão a peito uma coisa que é essencialmente um exercício de relaxamento e de prazer.

Crest...desculpa a sinceridade, "caga nisso"...relaxa! Gosto de te ler, da tua frontalidade e inteligência e isso é que realmente interessa.

Bom fim-de-semana!

  Skynet

sábado, novembro 29, 2008 7:28:00 da tarde

Excelente texto! Felizmente a blogosfera não vai acabar, para mal de muitas pessoas que gostariam que o zé povinho andasse distraído com outras coisas.

Mas espero que tenhas dinheiro suficiente para os processos em tribunal que puderam vir de algum desses elitistas não habituados a ser contrariados (por isso alguns até proíbem os comentários), é porque hoje em dia só quem tem dinheiro suficiente pode dizer as verdades. Por exemplo, há um certo chico esperto que vai comentar à TVI, que fala de tudo desde física quântica até futebol, e que adora falar mal dos outros. Mas quando lhe fazem o mesmo a ele, mete processos em tribunal e manda fechar blogues. Mas não é censura, é respeito pelos direitos dos outros...

  Anónimo

sábado, novembro 29, 2008 7:50:00 da tarde

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
  Lya

sábado, novembro 29, 2008 8:14:00 da tarde

Este comentário foi removido pelo autor.
  Lya

sábado, novembro 29, 2008 8:15:00 da tarde

:) muito boa a crítica!
sinto-me bem ao tar no grupo 4, dakeles k tem um blog pk gostam e k nao estão pra agradar ninguém.

meu blog pode não ser "nada" comparativamente com o k há por aí, mas é meu, escrevo o k me apetece e qdo me apetece!

  Crest©

sábado, novembro 29, 2008 11:55:00 da tarde

Sol disse...

"Exactamente, nem sempre dá para comentar, tens razão. Eu é k não sou tão boa a exprimir-me como gostaria."

Isso é uma questão de treino :)

  Crest©

sábado, novembro 29, 2008 11:55:00 da tarde

Paula disse...

"Adorei o texto.
Uma excelente crítica ao mundo dos blogs."

Obrigado.

  Crest©

sábado, novembro 29, 2008 11:58:00 da tarde

Ana GG disse...

"Que mundo, que complexidade, que truques "sujos"..."

Há truques ainda mais sujos, só revelei o que está à vista :)

"Não consigo entender como é que se consegue levar tão a peito uma coisa que é essencialmente um exercício de relaxamento e de prazer."

Porque o blogósfera é um negócio, onde há dinheiro a ganhar :)

"Crest...desculpa a sinceridade, "caga nisso"...relaxa! Gosto de te ler, da tua frontalidade e inteligência e isso é que realmente interessa."

Claro, mas preciso de falar nestes assuntos, para que percebam que não irei ceder a pressões, seja porque motivo for.

  Crest©

domingo, novembro 30, 2008 12:01:00 da manhã

Skynet disse...

"Mas espero que tenhas dinheiro suficiente para os processos em tribunal que puderam vir de algum desses elitistas não habituados a ser contrariados"

Isso não me preocupa, tenho seguro de advogados que até já usei uma vez dentro da blogósfera. Estou segurado para qualquer processo contra mim ou que coloque.

"Por exemplo, há um certo chico esperto que vai comentar à TVI, que fala de tudo desde física quântica até futebol, e que adora falar mal dos outros. Mas quando lhe fazem o mesmo a ele, mete processos em tribunal e manda fechar blogues."

Nao sei quem é, pois não vejo TV portuguesa, mas pela discrição, parece-me que sobre de algum tipo de rejeição por parte da mãe!

  Crest©

domingo, novembro 30, 2008 12:11:00 da manhã

Anónimo disse...

Minha besta, eu nao tenho problemas com anónimos, só mesmo contigo!

Eu conjugo os verbos da forma que entender e enquanto o fizer em bom Português, tu deves meter o dedo no cu e chupar, pois tu nem escrever sabes!

Vai chamar amigo à puta que te pariu!

Eu não te pedi com boa educação muito menos tréguas, eu pedi para ires apanhar no cu. Quero que tu te fodas e vás morrer longe!!

Espero ter sido claro. Tu NÃO significas nada, és um verme na blogósfera que pisei e ficou colado ao meu sapato. Eu nem preciso de grandes argumentos, pois cada palavra que escreves é uma pá de merda que deitas pela tua própria cabeça abaixo.
És um triste, um frustrado

  Crest©

domingo, novembro 30, 2008 12:12:00 da manhã

Lya disse...

"meu blog pode não ser "nada" comparativamente com o k há por aí, mas é meu, escrevo o k me apetece e qdo me apetece!"

Todos os blogues são bons, pois agradam sempre a alguém. No fundo, só precisam de agradar ao seu autor, o resto são tretas.

  Lya

domingo, novembro 30, 2008 1:36:00 da manhã

=) pois!

  Lya

domingo, novembro 30, 2008 3:48:00 da manhã

mais um k fala nisso http://colunistas.ig.com.br/magaiver/2008/11/04/frase-jeffrey-zeldman-ainda-vale-a-pena-ter-um-blog/

  soulneeds

domingo, novembro 30, 2008 2:38:00 da tarde

Só tenho a dizer uma coisa:

PA RA BÉNS!

Soul

  Van

domingo, novembro 30, 2008 9:31:00 da tarde

Pois, mas eu não sou muito boa gestora nem muito organizada, looool!
Percebo o que dizes; também raramente gosto do que escrevo. Aliás, é por isso que raramente me aventuro a escrever a sério. :) E não, escrever teses não é escrever a sério...isso é fácil (dificil é argumentar e fundamentar os argumentos, ou melhor, discutir resultados, compará-los com estudos semelhantes, fundamentá-los e retirar conclusões sólidas...puf puf...já me assustei a mim mesma outra vez...).

Sim, não desdigo que o MEC nao dissesse basoeiras brilhantes. Mas, mesmo assim eram baboseiras e a mim enervava-me que fosse tudo naquela cantiga! =D Mas o facto de ele o ter admitido, revelou uma das caracteristicas que mais admiro numa pessoa, especialmente numa pessoa com razões para ter a mania que é boa: humildade. É que, abomino cromos e pessoal com a mania que é detentor da verdade. E, a mim não chegam os bons argumentos: há que saber expô-los. Se o maior cromo do mundo me disser com o ar mais confiante do mundo, e com uma atitude insultuosa ou arrogante, que 2 e 2 são 4, eu arranjo logo mil e uma maneiras de lhe mostrar que está errado... =DDDD

Quanto ao tema de capa, é como eu disse. Visito os blogues que gosto e quando posso, tanto pela pessoa como pelo que escreve. Gosto de comunicar, gosto de ler, gosto de escrever. Entrei no mundo dos blogues por isso mesmo, para manter o contacto com colegas que se puseram a milhas e, aos poucos, comecei a utiliza-los como ferramenta de aprendizagem de técnicas de discussão e argumentação looooooooooooool! Semnpre detestei discuti e raramente sabia argumentar. Os blogues alteraram um pouco isso. ;-) Por outro lado, permitiram-me perder grande parte do medo que tinha de escrever. E, como bónus, aproximou-me de pessoas com interesses e perspectivas semelhantes às minhas.
Ainda mais além disso, se soubermos retirar a informação certa e mantivermos o espirito critico, ainda aumentamos a cultura geral e mantemo-nos informados sobre o que nos rodeia.

  1/2Kg de Broa

segunda-feira, dezembro 01, 2008 4:01:00 da manhã

Estiveste bem ao catalogar os blogs que temos em Portugal.
Mas nas contas que fazes (comentários/visitas) também englobas os comentários dos autores? É que reparei que comentas cada um individualmente e muitos outros também o fazem.

Gostei. Vou aparecendo mais vezes!

  Crest©

segunda-feira, dezembro 01, 2008 5:51:00 da manhã

Lya disse...

"mais um k fala nisso http://colunistas.ig.com.br/magaiver/2008/11/04/frase-jeffrey-zeldman-ainda-vale-a-pena-ter-um-blog/"

Fala de uma forma ridícula. Todos os que mudaram para blogues usando Hi5, Twiiter, NetLog, etc, não estão mais no mundo da escrita, estão limitados de uma forma ridícula.

Estão limitados com tamanhos limite para um texto, estão limitados pelas fotos do bloguer poderem não deixar as/leitores quentes de desejo. Estão limitados por receber mais "pedidos de amizade" do que de comentários lógicos. Estão limitados por andar mais gente a querer ver fotos de cu e mamas, do que ler.

  Crest©

segunda-feira, dezembro 01, 2008 5:52:00 da manhã

soulneeds disse...

"Só tenho a dizer uma coisa:

PA RA BÉNS!"

Obrigado... suponho que é pelo texto :)

  Crest©

segunda-feira, dezembro 01, 2008 6:00:00 da manhã

Van disse...

"Percebo o que dizes; também raramente gosto do que escrevo. Aliás, é por isso que raramente me aventuro a escrever a sério. :)"

Eu não gosto do que escrevo, mas sei quando está bem escrito é por isso que tento outros caminhos na escrita.

"E não, escrever teses não é escrever a sério...isso é fácil (dificil é argumentar e fundamentar os argumentos, ou melhor, discutir resultados, compará-los com estudos semelhantes, fundamentá-los e retirar conclusões sólidas...puf"

Vamos mudar de assunto? É que estou em ano de escrever a minha tese e não sei o que fazer, ahahahahaha

"Sim, não desdigo que o MEC nao dissesse basoeiras brilhantes. Mas, mesmo assim eram baboseiras e a mim enervava-me que fosse tudo naquela cantiga!"

Uma coisa é o que ele diz, eu sempre liguei mais ao que ele escreveu, aí sim havia reflexão e qualidade.

"Mas o facto de ele o ter admitido, revelou uma das caracteristicas que mais admiro numa pessoa, especialmente numa pessoa com razões para ter a mania que é boa: humildade."

É sem dúvida o escritor que escreve em melhor Português, como ele não há outro. A pontuação usada é perfeita, algo que licenciados em letras falham por usarem por instinto.

"É que, abomino cromos e pessoal com a mania que é detentor da verdade. E, a mim não chegam os bons argumentos: há que saber expô-los."

Enquanto argumentar como faço. A verdade é MINHA! Ahahahahaha
Se eu disser que o teu azul é o meu verde, posso argumentar de uma forma inequívoca que tenho razao.

"Se o maior cromo do mundo me disser com o ar mais confiante do mundo, e com uma atitude insultuosa ou arrogante, que 2 e 2 são 4, eu arranjo logo mil e uma maneiras de lhe mostrar que está errado..."

Dois e dois são 4 e não me vás buscar 22, pois é a coisa mais ridícula que já ouvi :D Nao esquecer que a matemática é uma ciência exacta.


"Semnpre detestei discuti e raramente sabia argumentar. Os blogues alteraram um pouco isso."

Pelos vistos alteraram muito, ahahahahaha

  Crest©

segunda-feira, dezembro 01, 2008 6:03:00 da manhã

1/2Kg de Broa disse...

"Mas nas contas que fazes (comentários/visitas) também englobas os comentários dos autores? É que reparei que comentas cada um individualmente e muitos outros também o fazem."

Tive isso em consideração nos meus comentários em ter referido uma média modesta de 40, que com os meus passam a 80 e na verdade existem texto meus com mais de 200.

Quando falo nos comentários dos outros, não tomei em consideração esse facto, deixando que pareçam ter mais comentários do que o que teem. Nao o fiz, pois mesmo com esses comentários extra, a estatística está errada (adulterada).

  vita

terça-feira, dezembro 02, 2008 12:12:00 da manhã

Acho que as pessoas complicam muito, tenho um blog porque me dá prazer, tenho nem sei quantas visitas e alguns comentários em cada texto, o que me dá prazer, não por serem muitos ou poucos, mas porque é uma forma de interagir com quem nos visita e visitamos.
Actualmente deixei de escrever todos os dias, falta de tempo, e porque o quero fazer enquanto prazer e não obrigação, é lógico que perco comentários e visitas por isso, mas isso nunca será um motivo de pteocupação, tenho uma vida, o blog é uma pequena parte, e não das mais importantes.
Visito quem gosto, tento retibruir visitas, mas numa lista de 100 torna-se dificil, mas vou tentando existe alguns que sou mais assidua e algumas vezes nem comento, lá está, não é obrigação.

Tudo o que ultrapasse isto é demais para mim, pois nem consigo sequer compreender como e porquê fazem esses cliques todos, visitas e comentários, nem vejo sentido nisso tudo, nunca pensei sequer fazer dinheiro com o blog, não percebo esta competividade, o meu blog existe porque gosto de escrever e dá-me prazer, tem visitas e comentários, óptimo, existe gente fantástica por aqui também, o resto, poupem-me!

Crest© ;P

  impulsos

terça-feira, dezembro 02, 2008 2:51:00 da manhã

Enquanto me sentir bem neste fantástico mundo da blogosfera, seja pela qualidade dos textos que vou encontrando, seja pelos laços de amizade que entretanto se vão criando, seja pelo humor que encontro em muitos deles, pelas imagens ou pelo que quer que seja, não arredarei pé daqui.
Já visitei milhares deles, já recebi muitos comentários e também já espalhei milhares deles em blogs de que gosto e até noutros de que gosto menos, mas também já aprendi muita coisa...
Hoje não me importo se tenho muitos ou poucos comentários, nem se publico com muita ou pouca frequência, continuo por cá porque me dá prazer!
Gostei do teu texto, principalmente pela descontracção e pelo modo como desmascaras a engrenagem da coisa.
É sempre bom saber destas coisas... obrigado.

  Van

terça-feira, dezembro 02, 2008 5:08:00 da tarde

LOOOOL, vou tomar isso como um elogio. Quanto à tese, o dificil é começar :D, eu sei que já escrevi uma (esta é a segunda e terá 200 paginas...). Uma vez que estejas embalado na cantiga, a coisa escreve-se praticamente sozinha :).

Confesso que só li ainda pequenas crónicas do MEC. Uma vez que não ia na cantiga do gaijo, estava-me nas tintas para o que escrevia. Mas vou-lhe dar uma oportunidade...até porque eu uso a pontuação por instinto loooool! =D

Dois mais dois são quatro porque um anormal qualquer decidiu inventar o número dois e o número quatro. A natureza está-se a cagar para o dois e para o quatro, por ela dois e dois até podiam ser cinco que a lógica natural não era interrompida. Parece que já a oiço berrar: estúuuuupidoooooooos, isso não é um dois!!!! Sacrilégioooo!
Pois se o homínideo até inventou os chamados números imaginários!...
(no dia em que aprendi a existência desse conjunto idiota, cortei relações com a matemática...pelo menos a matemática pura).

  Anónimo

quarta-feira, dezembro 03, 2008 3:41:00 da manhã

Bem isto já vem um bocado atrasado, mas...

Concordo com a definição de blogues "elitistas", no grupo 2.

Discordo da utilização da palavra elitista nesse âmbito. Porque acho que é exactamente ao contrario.
Acho que o que descreveste, sao mais blogues "comerciais", nao sao dirigidos às elites, sao dirigidos as massas. Publicitários na sua grande maioria. Tudo serve de pretexto para fazer um post, toda a merda se vomita, não existe uma linha de pensamento coerente, alias pouco ou nada se pensa neles.

Da lista visito uma vez por mês o Há vida em Markl, um blogue extremamente massificado mas acho piada ao homem o que se pode fazer =D
Agora até que ponto é interessante o facto dele ir ao ginasio e perder-se porque não tem os oculos na cara já é outra historia.
Claro que quase ninguém comenta, o que é que aquilo tem para comentar?!
Aquilo é mesmo para ler só mesmo por ler, dai ser tão comercial.

È como ler cartazes de publicidade na rua, enquanto estamos parados num sinal vermelho. È so mesmo enquanto se espera alguma coisa.

Um blogue elitista esta apenas dirigido a alguns, à tal elite... e normalmente estão privatizados. Quem os tem raramente comenta noutros blogues logado no seu, porque quer evitar ao maximo ter comentários do tipo "ah e tal obrigado pelo comment vim só retribuir!" Retribuir? Dasss... Coisas deste género dão logo abertura para comentarem todos os dias, nem que seja para dizer olá. Ou entao porque se tem 99comments e dizem uma bacorada qualquer so para se chegar aos 100 comments. Levam o dia online à espera que o admim venha responder aos comentarios. Comentam os do admim e o dos outros. Como fomos uma vez comentar ao deles, acham logo que se podem sentir em casa no nosso. E depois como comentam no nosso, sentem-se ofendidos que não se vá todos os dias comentar no deles =S

Blogues elitistas, são aqueles compostos por um grupo de amigos/conhecidos e so comenta quem é do grupo, não é um blogue público. Não importa as visitas diárias, nem a quantidade de comentários.
Importa sim a opinião do grupo em relação ao assunto em debate. Não a opinião de terceiros. Isto sim é um blogue "elitista" ou como lhe queiras chamar. Foram escolhidas a dedo as pessoas que fazem parte dele e que la fazem threats e posts.
Se tem qualidade, interesse, se é melhor ou pior que os outros, se nao entra para os rankings, se nao recebe premiozinhos só porque sim, nem aceita desafios nem etcs, isso ja é outra narrativa...

O que raio são "pings"? e sorry ficou muito grande =s

chii

  Crest©

quarta-feira, dezembro 03, 2008 4:23:00 da manhã

vita disse...

"tenho um blog porque me dá prazer"

Muito fazem-no com o objectivo de promoverem a sua imagem ou trabalho, outros ainda para obterem lucros.

  Crest©

quarta-feira, dezembro 03, 2008 4:25:00 da manhã

impulsos disse...

"Gostei do teu texto, principalmente pela descontracção e pelo modo como desmascaras a engrenagem da coisa."

O engraçado é que em menos de 24h de ter escrito este post, o meu blogue voltou a ser incluído nas rankings... estranho... ou não!

  Crest©

quarta-feira, dezembro 03, 2008 4:31:00 da manhã

Van disse...

"eu sei que já escrevi uma (esta é a segunda e terá 200 paginas...)"

Eu também já escrevi uma, mas nao faco ideia onde comecar :)

"Uma vez que não ia na cantiga do gaijo, estava-me nas tintas para o que escrevia. Mas vou-lhe dar uma oportunidade...até porque eu uso a pontuação por instinto loooool! =D"

De todos os livros dele recomendo o "A vida inteira", nunca vi uma estória de um ponto de vista tao estranho e original.

"Dois mais dois são quatro porque um anormal qualquer decidiu inventar o número dois e o número quatro. A natureza está-se a cagar para o dois e para o quatro, por ela dois e dois até podiam ser cinco que a lógica natural não era interrompida."

Qualquer matemático discordaria. A matemática está na natureza, nós só inventámos os numeros.

  Crest©

quarta-feira, dezembro 03, 2008 4:39:00 da manhã

Anónimo chii disse...

Discordo da utilização da palavra elitista nesse âmbito. Porque acho que é exactamente ao contrario.
Acho que o que descreveste, sao mais blogues "comerciais", nao sao dirigidos às elites"

O grupo 1 e 2 nao sao elitistas por se dirigirem às elites, mas sim por linkarem elites. Acontece no grupo 1 e 2.

"Da lista visito uma vez por mês o Há vida em Markl, um blogue extremamente massificado mas acho piada ao homem o que se pode fazer =D"

Li os seus livros e admito que me ri uma ou duas vezes, mas nada por aí além. Mas ele inventou a personagem O chato, perdendo todo o meu respeito.

"Um blogue elitista esta apenas dirigido a alguns, à tal elite..."

"Comentam os do admim e o dos outros. Como fomos uma vez comentar ao deles, acham logo que se podem sentir em casa no nosso."

Mas é esse o espirito inicial da blogosfera, o criar diálogo nos comments. Por isso continuo o blogue.

"Blogues elitistas, são aqueles compostos por um grupo de amigos/conhecidos e so comenta quem é do grupo, não é um blogue público."

Isso nao é um blogue elitista é um blogue privado. Nao há lá elites dentro, simplesmente pessoas que abriram um blogue com uma ideia um pouco parava de fazer o que poderiam fazer por mail.

"O que raio são "pings"? e sorry ficou muito grande =s"

Se entras num blogue com contador de visitas, ele marca a tua entrada, se clicares em F5 ele marca outra entrada, se clicarem 100.000 vezes no F5 ele marca 100.000 entradas. O problema é que essas entradas ficam só no blogue e nao nos servidores de rankings.
Por isso se usam proxys que clicam centenas de vezes por hora num link, usando IPs diferentes.

  Van

quarta-feira, dezembro 03, 2008 5:27:00 da tarde

Uma cena que me tem andado a perseguir, e como é mais fácil perguntar do que fazer o TPC...
Afinal qual é a diferença entre história e estória? (olha boa questão...ou não.)

  Anónimo

quarta-feira, dezembro 03, 2008 11:11:00 da tarde

"Isso nao é um blogue elitista é um blogue privado. Nao há lá elites dentro, simplesmente pessoas que abriram um blogue com uma ideia um pouco parava de fazer o que poderiam fazer por mail."

opá! não é nada parva.
E depois como é que o fazias por email? Explana la isso, que eu aqui não vejo, so leio =P

chii

  Crest©

quarta-feira, dezembro 03, 2008 11:21:00 da tarde

Van disse...

"Uma cena que me tem andado a perseguir, e como é mais fácil perguntar do que fazer o TPC...
Afinal qual é a diferença entre história e estória? (olha boa questão...ou não.)"

Ora, bem nos actuais dicionários para burros (leia-se Porto Editora), significam a mesma coisa, mas se fores a um dicionário Universitário, Almedina ou no melhor dicionário Portugues o Lello, encontras a palavra, já esquecida "estória".

A história é todo o passado documentado.

A estória é todo um passado não documentado, como lendas, rumores, contos populares, ficção, etc.

  Crest©

quarta-feira, dezembro 03, 2008 11:25:00 da tarde

Anónimo chii disse...

"opá! não é nada parva.
E depois como é que o fazias por email? Explana la isso, que eu aqui não vejo, so leio =P"

Eu acho que é.
Imagina 10 pessoas que querem partilhar textos e opiniões, usam o mesmo que uso com o meu grupo de estudo. Um envia um mail para os outros 9 e eles respondem usando o Forward Message. Toda a gente, lê, responde e todos lêem as respostas.
Podem até usar um forum como já tive um com um grupo de bloggers.

Agora fazerem um blog privado, ok, aceito, cada um faz o que quer. Só não lhe chamem elitista, pois isso pressupõe a presença ou participação de elites, o que é um termo muito vago.