Sponsor a child!


Participo neste projecto pois acredito nele. Fui informado pelo grupo "sponsor a child", para suspender a minha ajuda, pois a menina de 8 anos que eu patrocinava há dois anos, desapareceu de casa de seus pais. Não se sabe do seu paradeiro.

A questão aqui é que não é uma Maddie, branca, loura e Inglesa, mas sim uma menina negra de um dos países mais pobres do mundo, que ninguém além dos país, irá procurar.

Esta informação chocou-me, pois este natal, recebi um desenho que ela me fez na escola, onde ela podia estar devido ao meu patrocínio. O desenho é um auto-retrato dela com 2 amigos na escola, do desenho destaco o mais importante, que é o facto dos bonecos estarem a sorrir.

A família pobre, até me oferecia estadia e comida, para que eu a fosse visitar, um dia. Espero sinceramente que isso seja possível.

Nunca senti nada assim por um estranho, a minha ajuda era mínima, mas era tudo para aquela família, era uma esperança para a sua filha encontrar um outro rumo e sair da miséria que é o seu presente e que seria o seu futuro. Sentia-me e sinto-me responsável por ela. Preocupo-me, como se fosse da minha família. Custa-me aceitar esta situação.

30 dólares, é tudo o que é necessário para permitir que uma criança coma, se vista e estude. Isto são mais ou menos 20 euros. Para dar 20 Euros, só precisamos de, em vez de comprar uns ténis Puma por 90 Euros, comprar no mês seguinte em promoção. Basta que beba menos 2 cervejas por semana ou menos 2 whiskys por mês. Basta que regateie uma compra que faço. Basta que em vez de beber um Dão Pipas, beba um Grão Vasco Dão ou um Dão Reserva 1996 . Parece ridículo, e é. Basta querer.

É fácil marcar a diferença pois nada na nossa vida é alterado negativamente.

É lindo, receber uma carta de uma criança que aprendeu a escrever, com a nossa ajuda. Uma criança que pode brincar com outras, que pode desenhar e ter uma boneca ou um carrinho,mas acima de tudo que pode sonhar. 20 Euros que podem mudar uma vida.


Porque não?

20 Euros não é nada no mundo em que vivemos, mas é um mês de ordenado para milhões. É o suficiente para mudar uma vida.

Pedi para me manterem informados. Pensei em desistir do projecto, por ele ter sido interrompido desta maneira.

Esta menina desapareceu e ninguém a está a procurar, pois ela não é ninguém. É triste, mas é assim que as coisas funcionam. Ou se é uma Maddie que desaparece e o seu desaparecimento, se torna num negócio de milhões, ou se é uma menina cigana que só angaria 30,000 Euros, ou se é uma menina da Serra Leoa que ninguém sabe ou quer saber que existe!

Neste momento, já nem podemos sequer imaginar quem raptou esta menina, os soldados e guerrilheiros são os suspeitos do costume, mas agora até quem seria suposto ajudar humanitáriamente, participa em raptos, para uma suposta mas duvidosa vida melhor.

53 Comentários:

  Allie

sexta-feira, março 21, 2008 9:29:00 da manhã

É uma situação lamentável. Desde a miséria que vivem, à falta de apoios e interesse. Não sou ninguém para comentar porque eu própria vivo no meu mundinho alheia ao que se passa. Fizeste-me pensar. As crianças não deveriam ter de viver assim.

  Sónia

sexta-feira, março 21, 2008 10:04:00 da manhã

Obrigada por teres tocado este tema...faz tempo que queria entrar neste projecto!
Vou fazê-lo! Sou mãe de um pequeno rebento e quanto mais o amo mais me apetece ajudar quem precisa!
E 20€ são realmente irrisórios!
Espero sinceramente que a tua "patrocinada" apareça! E imagino a sensação de perda que sentes!
Boa sorte...se é que é algo que se possa desejar nestes casos!

  Mulheka

sexta-feira, março 21, 2008 12:28:00 da tarde

Uma boa iniciativa a tua!

Eu soube através do apadrinhamento à distância e ontem inscrevi-me no www.helpo.pt
Agora só tou a aguardar uma resposta da parte deles.

Foi tão ternurento quando ela me mostrou a carta que ele lhe enviou no Natal :)

De facto, não custa nada. Como dizes, basta querer!

  Ana Reis

sexta-feira, março 21, 2008 12:46:00 da tarde

Bom dia alegria!
Parabéns por fazeres a diferença...Parabéns pelo teu bom coração...Todos sabemos que estes projectos existem,mas andamos tão embrenhados na nossa vidinha que nos esquecemos do mundo lá fora...
Apesar da minha vida neste momento estar muitissimo complicada não serão 20€ que me irão fazer ficar mais pobre.Vou espreitar a iniciativa e inscrever-me.Obrigada por nos abrires os olhos.Força e esperança,espero que a tua menina apareça e esteja bem.
Beijos solidários

  bagaco amarelo

sexta-feira, março 21, 2008 3:29:00 da tarde

o site não está a funcionar. o url é mesmo esse? abraço e obrigado.

  Erotic Spirit

sexta-feira, março 21, 2008 3:50:00 da tarde

Ah do not give up on the project, then you are kind of turning your back on her and all the other children like her... it may be hard but try another child.

My heart breaks when a child cannot be a child without being made to feel the hell that this world truly is... Do feel so powerless... but to give up sponsoring is to take the little one can do and to take away the little they have... our pocket change. Please don't and do make an effort to visit.

Big hug

  Crestfallen

sexta-feira, março 21, 2008 3:50:00 da tarde

Bagaco amarelo:

O site está a funcionar, limpa as cookies to teu browser a tenta novamente. Ou busca no google por:

world vision "sponsor a child"

e levar-te-á directamente ao site!

  bagaco amarelo

sexta-feira, março 21, 2008 4:00:00 da tarde

não consigo ver, não sei porquê. nem em dois browsers e em dois pc's diferentes. vou tentar mais tarde. obrigado pela ideia, de qq maneira, parece interessante e vou entrar.

  Mulheka

sexta-feira, março 21, 2008 4:07:00 da tarde

Eu tb nao consigo entrar nesse site!!!

  Noivo

sexta-feira, março 21, 2008 4:35:00 da tarde

louvo a tua ajuda!

  Afrodite

sexta-feira, março 21, 2008 5:45:00 da tarde

Bom coração tu tens :)...e partilhas o quanto é fácil fazer bem. Olha vou seguir o teu conselho, prefiro do que pagar os mesmos 20 euros para coisas como a proteste :).

Abreijinhos e olha...continua assim, com um bom coração...há pouco disso por ai e por aqui ;)

  Yashmeen

sexta-feira, março 21, 2008 7:58:00 da tarde

Fizeste-me pensar nisso e vou ver com atenção este site.
A menina cigana foi morta por ainda não se sabe quem. Temo que esteja a cair no esquecimento.

  Foi Bom

sexta-feira, março 21, 2008 8:42:00 da tarde

Conheço o projecto e fiquei entusiasmadissima. Foi a Mulheka que me alertou para ele, irei tambem contribuir assim que o emprego me bater a porta. E nao custa mesmo nada, milhoes de pessoas sobrevivem em todo o mundo com menos de 1€ diario, e' muito triste!

  A Grafonola

sexta-feira, março 21, 2008 9:55:00 da tarde

Assim que conseguir manter-me a mim, penso abraçar um projecto semelhante. Obrigada por referires esse, limita as minhas buscas =).

Não desistas do projecto. Quem sabe se a menina não é encontrada. Quem sabe se não ajudas outra criança a ser alguém determinante na vida do seu país...

  ines

sexta-feira, março 21, 2008 11:20:00 da tarde

o Saúl, é do Equador, tem agora 5 anos, "está" comigo há um!

http://www.children.org

  PsYcHo_MiNd

sábado, março 22, 2008 2:29:00 da manhã

É pena que nem todos pensem assim. Se cada um de nós fizesse a sua parte, não haveria este tipo de situações. É de louvar que muitas pessoas como tu o façam e sem duvida que irei informar-me de forma a também poder ajudar.

  Anónimo

sábado, março 22, 2008 10:16:00 da manhã

Boring! Quem ajuda não precisa espalhar essa noticia! queres uma medalha?

  Amsilva

sábado, março 22, 2008 12:47:00 da tarde

Não conhecia este projecto, mas sim outro, do qual faço parte, ajudar com 25 euros no meu caso não me torna pobre, é menos uma vez que vou a um restaurante de "luxo"...

  anatcat

sábado, março 22, 2008 2:53:00 da tarde

;(

nem consigo comentar, porque o meu comentário seria uma tese...

veio-me à memória o Warren Schmidt protagonizado pelo Jack Nocholson

mas se comentasse, não era por aí, era pela revolta e indignação

bjs
Ana

  marta

sábado, março 22, 2008 3:17:00 da tarde

Parabéns pelo teu post!
Ao contrário do que diz o anónimo, é preciso falar também sobre isto sim. Não se trata de medalhas, trata-se de divulgar projectos que salvam vidas.
Eu tomei conhecimento de um projecto idêntico em Julho (creio) do ano passado, através de um blog. Informei-me e em Setembro, apadrinhei um menino de seis anos. Foi na altura através do CCS Portugal, que passou em Janeiro a Helpo.
O Essimela é Moçambicano, vive na Ilha de Moçambique, uma pequena faixa de terra apinhada de gente e de miséria. Eu contribuo com 21€ mensais, o valor de um jantar num restaurante e para ele, esse contributo garante escola, alimentação e cuidados mínimos de saúde...
No fim de Dezembro recebi também um desenho. Entendo bem o que dizes. A sensação que senti ao olhar pela 1ª vez a foto dele foi indescritível.
Optei por este projecto, porque sinto que pode ser uma forma de garantir a estas crianças uma vida melhor, uma vida em que não precisem de esmolas. Cansa-me a caridadezinha do dou-te um peixe, mas não te ensino a pescar... mata a fome apenas por um dia.
Falei por 2 vezes no meu blog desta associação (http://contoaqui.wordpress.com/2007/08/14/o-pequeno-jose/ e http://contoaqui.wordpress.com/2007/09/17/o-meu-jose/ ) e senti-me recompensada. Através dessa divulgação mais apadrinhamentos foram feitos. O teu blog, com a quantidade de visitas que tem, certamente conseguirá muito mais ainda, porque chegará a mais gente. PARABÉNS!

  SílviA

sábado, março 22, 2008 3:18:00 da tarde

Eu também tenho uma afilhada em Moçambique. Dou-lhe o sustento completo e também recebo cartas e desenhos dela. Se desaparecesse iria sentir o mesmo que tu.

Ando a preparar-me para a ir visitar :)

Beijo

  SílviA

sábado, março 22, 2008 3:20:00 da tarde

Ah...eu apadrinho através do Apadrinhamento à Distância. O link ta no meu blog :)

  A Grafonola

sábado, março 22, 2008 5:10:00 da tarde

Vim ver se o moçambicano vinha dar-lhe no/a anónimo/a...

Vês, anónimo/a, como falar no assunto é necessário? Se o Crest, ou a Marta, ou a Sylvia não tivessem falado nisso, eu não teria conhecimento dessa hipótese de fazer realmente diferença na vida de alguém, dessa forma.

Parabéns a todos os que o fazem e que ajudam a fazer.

  Cold_cold_Bitch

sábado, março 22, 2008 5:46:00 da tarde

Anónimo:

O Crest não precisa de ajuda para responder mas, tendo em conta que o blog dele é bastante visitado, acho muito bem que aproveite o seu espaço para divulgar o site.

p.s.: Anónimo: lê o que está escrito após "Deixar o seu comentário"

  Crestfallen

domingo, março 23, 2008 1:32:00 da manhã

Allie:

"Fizeste-me pensar. As crianças não deveriam ter de viver assim."

O mais triste é que pensam que a vida é assim mesmo!

  Crestfallen

domingo, março 23, 2008 1:38:00 da manhã

Sónia:

"Vou fazê-lo! Sou mãe de um pequeno rebento e quanto mais o amo mais me apetece ajudar quem precisa!"

Nao tenho filhos, notei que queria ajudar olhando para mim. Um dia o meu pai mandou-me encaixotar todos os brinquedos com que eu nao brincava e aí verifiquei a quantidade enorme do que tinha. Sabia que nada me faltava. Em vez de deixar o meu pai, colocar tudo no lixo, chamei a minha casa, vários putos de um bairro social próximo e dei tudo. Senti-me bem em dar e percebi que dar nao dói.

O que recebi em troca? Nada, nem esperava receber nada, mas com o tempo acabei por receber. Roubaram-me duas bicicletas que me vieram entregar a casa, pois foram reconhecidas nesse bairro, sempre tive as "costas quentes" quer seja na minha rua ou no bairro mais perigoso da cidade. Nunca um arrumador de carro, me pediu dinheiro, etc, etc, etc. Uma coisa tao simples foi lembrada para sempre!

  Crestfallen

domingo, março 23, 2008 1:39:00 da manhã

Mulheka:

"Eu soube através do apadrinhamento à distância e ontem inscrevi-me no www.helpo.pt"

Uma boa escolha.

  Crestfallen

domingo, março 23, 2008 1:40:00 da manhã

Ana Reis:

"mas andamos tão embrenhados na nossa vidinha que nos esquecemos do mundo lá fora..."

Isso é uma realidade.

  Crestfallen

domingo, março 23, 2008 1:41:00 da manhã

bagaco amarelo:

"o site não está a funcionar. o url é mesmo esse? abraço e obrigado."

Comigo funciona, mas podes no google, buscar por "sponsor a child" e vao aparecer os sites associados.

  Crestfallen

domingo, março 23, 2008 1:44:00 da manhã

Erotic Spirit:

"Ah do not give up on the project, then you are kind of turning your back on her and all the other children like her... it may be hard but try another child."

I intend to continue and i will random choose another child, but i will not give up on this one, nor allow the "world vision" people to give up.


About the effort to visit, i don´t think i need to, i don´t need to know the child personaly, the price of the trip will be enough to sponsor another child for a long, long time.

  Crestfallen

domingo, março 23, 2008 1:45:00 da manhã

Noivo:

Gracias

  Crestfallen

domingo, março 23, 2008 1:46:00 da manhã

Afrodite:

"Bom coração tu tens :)"

Que haja algo de positivo em toda a merda que faco no meu dia-a-dia :)

  Crestfallen

domingo, março 23, 2008 1:47:00 da manhã

Yashmeen:

"Fizeste-me pensar nisso e vou ver com atenção este site.
A menina cigana foi morta por ainda não se sabe quem. Temo que esteja a cair no esquecimento."

E vai cair, ainda por cima após o pai dela recusar a ajuda dos pais da Maddie. Grande Homem!

  Crestfallen

domingo, março 23, 2008 1:48:00 da manhã

Foi Bom:

"milhoes de pessoas sobrevivem em todo o mundo com menos de 1€ diario"

Muito menos, pois as contas sao feitas em dólares, ou seja, pouco mais de 50 centimos de euro.

Sempre que bebemos uma bica, gastamos o rendimento diário de muitas familias.

  Crestfallen

domingo, março 23, 2008 1:50:00 da manhã

A Grafonola:

"Não desistas do projecto. Quem sabe se a menina não é encontrada. Quem sabe se não ajudas outra criança a ser alguém determinante na vida do seu país..."

Outra crianca será escolhida, mas o meu apoio à busca desta será intesificado.

  Crestfallen

domingo, março 23, 2008 1:52:00 da manhã

ines:

"o Saúl, é do Equador, tem agora 5 anos, "está" comigo há um!

http://www.children.org"

Por acaso negligenciei a America, tendo virado a minha atencao para Africa. A minha escolha foi limitada à Serra Leoa, após ver um documentário sobre o país mais pobre do mundo.

  Crestfallen

domingo, março 23, 2008 1:52:00 da manhã

PsYcH_MiNd:

Ajudar é fácil e nao dói!

  A Grafonola

domingo, março 23, 2008 1:56:00 da manhã

Espero que a menina seja encontrada. :(

  A Grafonola

domingo, março 23, 2008 1:57:00 da manhã

Ah, esqueci-me de acrescentar...sempre que puderes, podias ir dando notícias sobre as buscas. Fiquei solidária... custa-me a acreditar no pouco respeito que muitos têm por uma vida humana e, em especial, por uma criança... =(

  A Grafonola

domingo, março 23, 2008 1:58:00 da manhã

Sabes que eu me convenci que nesses sítios as pessoas são incapazes de amar?...só pode, penso, só pode ser isso, ou não haveria tanta atrocidade...

  Crestfallen

domingo, março 23, 2008 2:06:00 da manhã

Anónimo disse...

"Boring!"

Apesar da minha vontade, ser de te mandar apanhar no cu, nao o vou fazer.

"Quem ajuda não precisa espalhar essa noticia!"

Na verdade, quem ajuda precisa de o espanhar, precisa de o divulgar, para que os outros vejam o quanto é fácil e gratificante. Se com este texto, levar UMA pessoa a entrar neste projecto, isso significa UMA vida mudada, uma vida salva!

A tua frase para ser correcta, deveria dizer: "quem dá, nao deve esperar nada em troca", no entanto recebemos sempre algo em troca, um sorriso quer de quem é ajudado, quer nosso.

Experimenta e pode ser que deixes de ser tao infantil e amarga.

"queres uma medalha?"

Nao, mas já que falas nisso, posso referir outros projecto em que participo:

- Projecto Big Brother - No qual participei em Portugal, levando uma crianca abandonada pelos pais a passar os fins-de-semana e férias com a minha familia, fazendo essa crianca parte dela. Com isto viciei o meu pai, que se encontra actualmente no processo judicial contra uma instituicao pública, pelo direito de adoptar e dar um futuro a duas gémeas de 6 anos abandonadas pelos pais. Estas gémeas, estao com a minha familia desde os 3 anos.

- 1 selo por um centimo - Cada selo angariado, é transformado em dinheiro doado a ajuda a filhos de refugiados na Alemanha.

- Doacao - De roupas, electrodoméstico, mobilias, tudo o que possa melhorar a vida de alguém.

- Voluntariado- Dei aulas em Portugal de desporto a criancas em bairros degradado, para durante umas horas, as tirar da rua.

- Voluntariado - Enquanto na Universidade, trabalhei para o banco alimentar a acartar caixotes de comida.

- Sponsor a child.

E finalmente, nao recuso uma esmola, a quem me aborda na rua.

Nao quero medalhas, quero que se perceba que nao precisamos de ser ricos, para ajudar. Que por ajudar nao passamos fome. Que nao tendo dinheiro, podemos doar algum do nosso tempo. Que sempre que compramos uma TV nova, uma cama nova, roupa nova, etc, existe quem precise delas e nao precisamos de fazer o mais fácil, ou seja por ni lixo.

E tu o que fazes, além de vir aqui dizer merda?

Agradou-me o facto de nem te dares ao trabalho de ler o que escrevo!

  Crestfallen

domingo, março 23, 2008 2:08:00 da manhã

Amsilva:

"ajudar com 25 euros no meu caso não me torna pobre, é menos uma vez que vou a um restaurante de "luxo"..."

LOL, exacto :P

  Crestfallen

domingo, março 23, 2008 2:09:00 da manhã

anatcat:

Um silencio, diz muito.

  Crestfallen

domingo, março 23, 2008 2:13:00 da manhã

marta:

"apadrinhei um menino de seis anos. Foi na altura através do CCS Portugal, que passou em Janeiro a Helpo."

Por falar em apadrinhar, esqueci-me de referi à anónima, que também tenho 2 afilhados no Jardim Zoológico de Lisboa e um no de Hamburgo.

"Eu contribuo com 21€ mensais, o valor de um jantar num restaurante e para ele, esse contributo garante escola, alimentação e cuidados mínimos de saúde...
No fim de Dezembro recebi também um desenho. Entendo bem o que dizes. A sensação que senti ao olhar pela 1ª vez a foto dele foi indescritível."

É verdade. É esse desenho a minha medalha. A medalha de que o anónimo se refere.

"Cansa-me a caridadezinha do dou-te um peixe, mas não te ensino a pescar... mata a fome apenas por um dia."

Exacto, eu nao concordo com ajudas, que nao passam de remendos, ou seja dar comida a todos, hoje e amanha muitos morrem.

  Crestfallen

domingo, março 23, 2008 2:14:00 da manhã

SílviA:

"Eu também tenho uma afilhada em Moçambique. Dou-lhe o sustento completo e também recebo cartas e desenhos dela. Se desaparecesse iria sentir o mesmo que tu."

É bom ver que há mais pessoas a ajudar e que mais se estao a informar em como o fazer.

  Crestfallen

domingo, março 23, 2008 2:16:00 da manhã

A Grafonola:

"Vim ver se o moçambicano vinha dar-lhe no/a anónimo/a..."

Pelos vistos ele nao toca em qualquer merda :P

  Crestfallen

domingo, março 23, 2008 2:18:00 da manhã

cold_Bitch:


Esta anónima volta, pois pelo seu IP, há muito que me visita e passa até bastante tempo a ler aquilo que nao gosta de ler.

Faz-me lembrar quando cago, especialmente quando, após puxar o "tóKlismo" a sanita fica manchada de merda, ela lembra-me essas machas, que teimam em ficar!

  Crestfallen

domingo, março 23, 2008 2:33:00 da manhã

A Grafonola:

"Espero que a menina seja encontrada. :("

Farei o queme for possível para que aconteca!


"Sabes que eu me convenci que nesses sítios as pessoas são incapazes de amar?...só pode, penso, só pode ser isso, ou não haveria tanta atrocidade..."

Eles amam e isso ficou patente no desespero das familias das criancas raptadas pelo organizacao internacional liderada por aquele grupo de franceses.

  Erotic Spirit

domingo, março 23, 2008 3:00:00 da manhã

I meant visit the county or region not the child!

  Crestfallen

terça-feira, março 25, 2008 7:41:00 da manhã

Erotic Spirit:

I better not, my imagination is enough, if i went there, i would return more affected than i already am!

  turbolenta

quarta-feira, março 26, 2008 2:16:00 da tarde

Infelizmente cada vez desaparecem mais crianças. Mas, como a Maddie, nunca nenhuma foi tão falada.
Em África, cada criança é um potencial alvo para pessoas sem escrúpulos atingirem os seus fins. Infelizmente, cada vez é maior o tráfico de órgãos humanos, a escravatura e a escravidão sexual.
E os autores sabem que estão impunes, pois ,naqueles países, a culpa morre solteira.
É lamentável que assim seja, mas há, por detrás disso, grandes organizações e muitos milhares de qualquer moeda de dinheiro em jogo.

  Crestfallen

quarta-feira, março 26, 2008 2:45:00 da tarde

Turbolenta:

Claro que sim, a guerra a fome a miséria, é sinónimo de fortunas para muitos.

  Fada

terça-feira, junho 02, 2009 9:34:00 da manhã

Tu consegues fazer o impensável: deixares-me sem palavras...

Creio que já me disseste que a menina foi encontrada... :)

Parabéns, Bruno. :D

Beijitos e bom dia! :)