A idade dos Porquês VIII!


Acho que é parvo a semana começar na Segunda-Feira, sem haver uma Primeira-Feira. Dizemos em Portugal que não há duas sem três, mas não podemos dizer que não há segunda sem primeira, pois isso há.

Já me disseram que o Domingo é o primeiro dia da semana, por isso a Segunda-Feira é segunda e não primeira. O Domingo não se chama Primeira-Feira, por motivos religiosos, pois é "o dia santo". O dia em que Deus descansou após fazer o mundo, para os católicos é o sétimo dia! PIMBA, toma lá esta! Se é SÉTIMO dia, não é o primeiro.
Afinal que tem razão são os Judeus de guardanapo na cabeça, pois o dia santo deles, o sétimo dia é o Sábado, fazendo do Domingo o primeiro dia.

Os Ingleses, Alemães, Franceses não numeram desta maneira o dias da semana...

Porra, os Portugueses só querem é confundir a malta!

76 Comentários:

  Anónimo

sexta-feira, fevereiro 01, 2008 10:04:00 da manhã

Também acho mal!
Pra mim o 1º deveria chamar-se "Dormingo"!
:)

  M

sexta-feira, fevereiro 01, 2008 10:27:00 da manhã

Lá está... mais uma daquelas coisas com uma explicação muito estranha. Se Domingo é o primeiro dia, quando devia ser o último, a Segunda será o penúltimo, a Terça o antepenúltimo, certo? Fazer uma espécie de regressão nos dias... Que fazer? Só há pouco tempo descobri que a contagem dos dias do ano não foi sempre assim, nem será para sempre como é agora. Gostava de saber é como chegam a essas conclusões.

  Anónimo

sexta-feira, fevereiro 01, 2008 10:28:00 da manhã

Também há outra hipótese...
Como costume em Portugal, as obras nunca são terminadas dentro do prazo previsto... Deus ERA para ter terminado no sétimo dia, mas só terminou no seguinte e, portanto, só descansou depois, no Domingo!
Como parecia mal assumir a responsabilidade do atrazo, deixou ficar assim mesmo... (e como passava pouco da meia-noite, também achou que ninguém iria notar).
:)

  tavguinu

sexta-feira, fevereiro 01, 2008 11:49:00 da manhã

andas a ler o Alamaque Borda de H2O ?

  Bruno Fehr

sexta-feira, fevereiro 01, 2008 11:54:00 da manhã

Pax:

"Pra mim o 1º deveria chamar-se "Dormingo"!"

Por acaso trabalho mais ao Domingo que há segunda...

  Bruno Fehr

sexta-feira, fevereiro 01, 2008 11:55:00 da manhã

Allie:

"Se Domingo é o primeiro dia, quando devia ser o último, a Segunda será o penúltimo, a Terça o antepenúltimo, certo? Fazer uma espécie de regressão nos dias..."

Conseguiste tornar tudo ainda mais confuso :)

  Bruno Fehr

sexta-feira, fevereiro 01, 2008 11:57:00 da manhã

Pax:

"também achou que ninguém iria notar"

Eu notei e acho que não fui o único... talvéz seja por isso que ele não se mostra :).

  Bruno Fehr

sexta-feira, fevereiro 01, 2008 11:57:00 da manhã

tavguinu:

"andas a ler o Alamaque Borda de H2O ?"

Não, mas se me mandares o último numero, sou gajo para ler :)

  Mulheka

sexta-feira, fevereiro 01, 2008 12:22:00 da tarde

Temos esse dom. Confundir e ficarmos confusos lol

  martagarcia

sexta-feira, fevereiro 01, 2008 1:15:00 da tarde

Nota: Podes acrescentar ao teu texto que os espanhóis também não numeram assim os dias da semana. ;)

  Foi Bom

sexta-feira, fevereiro 01, 2008 1:34:00 da tarde

Para mim esta bom como esta...

  Anónimo

sexta-feira, fevereiro 01, 2008 2:03:00 da tarde

Ainda bem que também acordaste para a problemática da calendarização religiosa.
É incrivel é como os fiéis descridiblizam deus ao fazerem missas do sétimo dia no dia correcto. É uma chapada de luva branca no todo poderoso.

  Sílvia

sexta-feira, fevereiro 01, 2008 2:44:00 da tarde

Temos de ter algum encanto.loool.

Somos diferentes, originais e confusos.ehehe.

Bju

  me

sexta-feira, fevereiro 01, 2008 3:36:00 da tarde

Crest a malta não quer feiras ao domingo, quer dormir! Já temos o resto da semana para aturar feiras! :P

  André

sexta-feira, fevereiro 01, 2008 3:53:00 da tarde

Mas já faz parte de se ser português. Para quê estar também agora a mudar os hábitos deste povo já de si tão... confuso!

  ipsis verbis

sexta-feira, fevereiro 01, 2008 4:20:00 da tarde

Se começássemos a semana na Primeira-feira, Sábado seria o sétimo dia, "o dia santo. O dia em que Deus descansou após fazer o mundo" e Domingo o oitavo.
Oito dias?!

hmmm... se Domingo deixasse de ser o dia santo, o nome deixava também de fazer sentido. Por isso, Domingo passaria a ser a Primeira-feira e
Sábado o fim-de-semana.

Ganhávamos a Primeira-feira, perdíamos um dia de descanso, o que até nem seria mau de todo, pois deixaria de haver as partidas de futebol ao domingo, os "filmes de Domingo à tarde" e os "Domingos Desportivos".

Pronto, Portugal não muda a Segunda-feira para Primeira porque mais um dia na semana e sem futebol ao Domingo é lixado. :)

  Anónimo

sexta-feira, fevereiro 01, 2008 4:30:00 da tarde

"talvéz seja por isso que ele não se mostra :)."

Ou talvez ainda não tenha webcam...

  Unknown

sexta-feira, fevereiro 01, 2008 4:48:00 da tarde

Pois é meu caro amigo,

É que aí pelo século V da nossa era, o Império romano ia-se desmembrando e deixando para trás uma série de povos romanizados e depois invadidos por povos do norte da Europa que não sabiam nada de cristianismo e forma apanhando uma coisa aqui e outra acoli, pelos sitios onde iam passando e ficando. A mistura de religiões foi dando origem a uma série de quivocos a que hoje chamamos dias sagrados, época natalícia incluida, uma vez que Jesus Cristo não nasceu a 25 de Dezembro, essa é uma data de uma festividade pagã...
A origem da nossa civilização é judaico-cristã. Por isso temos tantas características de uns e de outros, que se mesclaram e confundiram e nos confundem hoje a nós. Domingo é de facto o primeiro dia, por causa dos judeus, mas é o dia do descanso por causa dos cristãos e no meio disto tudo, a organização do trabalho feita pelos romanos é que prevaleceu e permaneceu nas tradições dos povos romanizados.
Assim, temos o Domingo e a segunda-feira, os primeiros dias a seguir ao descanso e só assim é que podia ser... (ou seria melhor termos quatro dias de descanso e os outros para trabalhar?)
Hummm

  AmSilva®

sexta-feira, fevereiro 01, 2008 4:58:00 da tarde

olha que os ingleses não estão melhores...
sunday? dia de sol, e de inverno? será que se devia modificar e passar a ser dia de chuva?!?

Culpem lá os antigos que eles sim são os verdadeiros culpados desta confusão toda,
na verdade ,
só é confuso porque assim o quiseram
ajustaram os dias á sociedade...

  Mãe Happy

sexta-feira, fevereiro 01, 2008 5:19:00 da tarde

As coisas que tu te lembras... Será que os dias não estarão de alguma forma ligados às feiras medievais onde se ía comprar de tudo, desde galinhas vovas a escravas virgens?

  Carla

sexta-feira, fevereiro 01, 2008 5:24:00 da tarde

Domingo o 1º dia, sempre. Aliás nada como começarmos por descansar, mesmo antes de trabalhar!

  Anónimo

sexta-feira, fevereiro 01, 2008 6:46:00 da tarde

O que eu não fazia ideia era que este assunto conseguia colocar em alvoroço tantas mentes!! :)eheheheheh bem...mas há sempre uma primeira vez...ou será uma segunda?
Concordo com Pax, deveria ser "dormingo"...se bem que consigo levantar mais cedo ao fim de semana do nos dias da semana...aaaaaaiiiiii

  Anónimo

sexta-feira, fevereiro 01, 2008 7:07:00 da tarde

realmente complicamos certas coisas que são fáceis amas as quais nos adaptamos bem pois nunca foi diferente:)

  Ana

sexta-feira, fevereiro 01, 2008 8:15:00 da tarde

Tá. E afinal qual era a pergunta?

  Anónimo

sexta-feira, fevereiro 01, 2008 10:10:00 da tarde

por acaso,nao costumo comentar os blogs que leio,mas como tens um i-phone que nao sabe fazer nada ,e eu sei fazer muitaaa coisa,tava a ver se mo davas.....
bjs e bom ano 2008

  Teté

sábado, fevereiro 02, 2008 1:26:00 da manhã

Bom, também não sei a quem se deve a originalidade, mas deve ter sido de algum reizinho, que achou que os tugas não tinham capacidade para decorar nomes ligados ao sol, à lua ou a divindades...

Aprendam lá o 2 3 4 5 e 6, mais Sábado e Domingo, para darmos um ar de chiques aos franciús, e TUNGA, não é preciso que os escravos saibam MAINADA!!!

C'est la vie! :)

  Unknown

sábado, fevereiro 02, 2008 1:31:00 da manhã

Não fales muito nisto senão algum inteligente lembra-se de nos fazer trabalhar na primeira-feira! Porra!!!
Em Francês, cada dia representa um planeta, excepto Domingo que é o Sol... ok, cada um com a sua panca! ;)))
Saudades de te ler, tenho que colocar a leitura em dia!!

  luafeiticeira

sábado, fevereiro 02, 2008 2:13:00 da manhã

Pois, é uma estupidez, nem os alemães, nem os espanhóis, nem os franceses... isso só acontece na nossa língua porque, nalgumas coisas, somos mais papistas que o Papa, por isso nos tempos negros da inquisição proibiu-se os nomes de deuses profanos, como Lundi/lunes- lua, marte, Mercúrio... e só nós mudámos a terminologia.
II, III, IV, V beijos daltónicos

  Erotic Spirit

sábado, fevereiro 02, 2008 4:25:00 da manhã

'Till this day I never understood why on earth is Sunday consider the 1st day of the week if we live it like the last! Plus Monday is the 1st business day and Friday the 5th business day... so I don't know, doesn't that make saturday the 6th day of the week and sunday the 7th?

:P

  Schlumpy

sábado, fevereiro 02, 2008 1:15:00 da tarde

Eu não me importava que se chamasse Lunes... :pppp
Significava um grande aumento no ordenado mínimo ... ehehehe

  ...

sábado, fevereiro 02, 2008 2:19:00 da tarde

Há quem defenda que a semana começa ao domingo...outros ainda, dizem que começa à segunda-feira (isso é para mim não dá, segunda-feira é sempre dia complicado e começar todas as semanas assim não pode ser). Para mim , a semana começa sempre quando posso tirar uma mísera folga para descansar, passear, dormir, namorar, o que for...Infelizmente há muitas semanas que para mim nunca começam porque tenho que trabalhar todos os 7 dias, mas isso já são "outros quinhentos"!

Beijos ;)

  Mãe Happy

sábado, fevereiro 02, 2008 4:03:00 da tarde

Ah... tens um prémio no meu beco! :P

  NiNa

sábado, fevereiro 02, 2008 4:51:00 da tarde

LOl só sei que a segunda para mim é pessima! e aí vem mais uma...
bom fds!

  Anónimo

sábado, fevereiro 02, 2008 4:53:00 da tarde

se calhar o nosso trauma lusitano vem daí, da ausência de um dia Primeiro... curioso o teu pensamento, nunca me tinha ocorrido pois para mim o domingo é mesmo o sétimo dia (e eu não sou católica nem judia nem apostólica)..
gostei muito de te conhecer. voltarei.

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 03, 2008 1:43:00 da manhã

Mulheka:

Eu nunca me confundo... confundem-me :)

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 03, 2008 1:43:00 da manhã

martagarcia:

"Podes acrescentar ao teu texto que os espanhóis também não numeram assim os dias da semana. ;)"

Os Espanhóis não são exemplo para nada :)

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 03, 2008 1:44:00 da manhã

Foi Bom:

Eu só quero saber os porquês. Não tenciono mudar nada!

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 03, 2008 1:45:00 da manhã

Osama das Alturas:

"Ainda bem que também acordaste para a problemática da calendarização religiosa."

Acho-a ridicula, em particular todos os feriados religiosos!

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 03, 2008 1:46:00 da manhã

SílviA:

"Somos diferentes, originais e confusos.ehehe."

Pelo menos, que sejamos originais :)

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 03, 2008 1:46:00 da manhã

Mamie2:

"Crest a malta não quer feiras ao domingo, quer dormir! Já temos o resto da semana para aturar feiras! :P"

Na minha zona, as feiras são ao Sábado!!

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 03, 2008 1:47:00 da manhã

PsYcHo_MiNd:

Não quero mudar nada, só saber porquê!

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 03, 2008 1:49:00 da manhã

ipsis verbis:

"Se começássemos a semana na Primeira-feira, Sábado seria o sétimo dia, "o dia santo. O dia em que Deus descansou após fazer o mundo" e Domingo o oitavo.
Oito dias?!"

Não, bastava que a segunda fosse priemira. O sabado e domingo ficavam iguais :)

"Ganhávamos a Primeira-feira, perdíamos um dia de descanso, o que até nem seria mau de todo, pois deixaria de haver as partidas de futebol ao domingo, os "filmes de Domingo à tarde" e os "Domingos Desportivos"."

E... a Eucaristia dominical! É só vantagens :)

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 03, 2008 1:50:00 da manhã

Pax:

"Ou talvez ainda não tenha webcam..."

Mas tem website com canal de chat. Queres o link para falar com Deus? Infelizmente, ele só fala inglês :)

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 03, 2008 1:52:00 da manhã

indomável:

"uma vez que Jesus Cristo não nasceu a 25 de Dezembro, essa é uma data de uma festividade pagã..."

Sim, uma data roubada no concílio de Mecena, onde tudo o que é religioso foi decidido.

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 03, 2008 1:53:00 da manhã

Amsilva:

"sunday? dia de sol, e de inverno? será que se devia modificar e passar a ser dia de chuva?!?"

Os Alemães estão no mesmo barco. Sunday é o dia em que se sonha com o sol que nunca os visita!

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 03, 2008 1:55:00 da manhã

Zaka:

"Será que os dias não estarão de alguma forma ligados às feiras medievais onde se ía comprar de tudo, desde galinhas vovas a escravas virgens?"

É possível, mas já não se compram virgens... talvéz no mundo muçulmano ainda existam exemplares para venda :)

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 03, 2008 1:56:00 da manhã

Carla:

Bem visto, pena é que o Domingo seja dia de trabalho para mim... por enquanto! O meu dia 100% santo é a segunda-feira!

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 03, 2008 1:57:00 da manhã

Anita:

"O que eu não fazia ideia era que este assunto conseguia colocar em alvoroço tantas mentes!! :)"

Já questionei o mesmo :)

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 03, 2008 1:57:00 da manhã

Noivo:

Sou curioso em certos aspectos!

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 03, 2008 1:58:00 da manhã

Vanadis:

"Tá. E afinal qual era a pergunta?"

Porque é que a segunda não é primeira!

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 03, 2008 1:59:00 da manhã

isa:

"por acaso,nao costumo comentar os blogs que leio,mas como tens um i-phone que nao sabe fazer nada ,e eu sei fazer muitaaa coisa,tava a ver se mo davas..."

Por acaso não o uso :)

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 03, 2008 1:59:00 da manhã

Teté:

LOOOOOOL, faz sentido :)

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 03, 2008 2:00:00 da manhã

Silvia F.:

"Não fales muito nisto senão algum inteligente lembra-se de nos fazer trabalhar na primeira-feira! Porra!!!"

Se a priemira for a segunda, tudo bem. Deixa a sexta de existir!

"Saudades de te ler, tenho que colocar a leitura em dia!!"

Bem vinda de volta :)

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 03, 2008 2:01:00 da manhã

luafeiticeira:

"nalgumas coisas, somos mais papistas que o Papa, por isso nos tempos negros da inquisição proibiu-se os nomes de deuses profanos, como Lundi/lunes- lua, marte, Mercúrio... e só nós mudámos a terminologia.
II, III, IV, V beijos daltónicos"

Ahhhhh, isso explica muita coisa :)

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 03, 2008 2:04:00 da manhã

Erotic Spirit:

"'Till this day I never understood why on earth is Sunday consider the 1st day of the week if we live it like the last!"

Yes, welcoming with tear the new week :)

"Plus Monday is the 1st business day and Friday the 5th business day... so I don't know, doesn't that make saturday the 6th day of the week and sunday the 7th?"

Yes :) the 5th business day, shouldn´t be called "Sexta".

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 03, 2008 2:04:00 da manhã

Schlumpy:

"Eu não me importava que se chamasse Lunes... :pppp
Significava um grande aumento no ordenado mínimo ... ehehehe"

Ahahaha, boa!

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 03, 2008 2:05:00 da manhã

Nikita:

"Para mim , a semana começa sempre quando posso tirar uma mísera folga para descansar, passear, dormir, namorar, o que for..."

É uma boa maneira de ver as coisas, para mim a segunda feira é fim-de-semana.

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 03, 2008 2:06:00 da manhã

Zaka:

"Ah... tens um prémio no meu beco! :P"

Hmmm, até estou com medo :)

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 03, 2008 2:07:00 da manhã

NiNa:

"LOl só sei que a segunda para mim é pessima! e aí vem mais uma...
bom fds!"

Devias de a receber de braços abertos. Parebéns pela teu novo trabalho. Quando precisar de um transplante de cérebro, vou lá :)

  Bruno Fehr

domingo, fevereiro 03, 2008 2:08:00 da manhã

cassamia:

"nunca me tinha ocorrido pois para mim o domingo é mesmo o sétimo dia (e eu não sou católica nem judia nem apostólica).."

Eu também não sou católico, sou agnóstico, por isso ainda me faz mais confusão.

  Anónimo

domingo, fevereiro 03, 2008 8:42:00 da manhã

Por acaso até tenho algumas dúvidas sérias que gostaria de ver esclarecidas... mas estou indecisa se as hei-de esclarecer contigo ou com Ele... agradeço o link.

"ele só fala inglês :)"

No problem. I can also do it.
(E francês, castelhano, galego, alentejano, saloio e arranho português também).
Se não me conseguir entender com Ele não será por má vontade da minha parte!
:)

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 04, 2008 12:13:00 da manhã

Pax:

Podes falar com Deus em Inglês neste site:

http://www.titane.ca/concordia/dfar251/igod/main.html

Segundo ele o seu filho JC, mora na Califórnia!

  Anónimo

segunda-feira, fevereiro 04, 2008 1:08:00 da manhã

Tens a certeza de que é o legitimo?
É que com o pai natal fui enganada, pelo menos, por 6 anos... e estou escaldada!
Agora, só com provas!
:)

  me

segunda-feira, fevereiro 04, 2008 1:39:00 da manhã

Já vi que não és de Sintra nem de Cascais! ;)

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 04, 2008 1:46:00 da manhã

Pax:

Pergunta-lhe :)

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 04, 2008 1:47:00 da manhã

Mamie2:

Não, não sou, mas vivi em Cascais 2 anos :)

  Anónimo

segunda-feira, fevereiro 04, 2008 11:20:00 da manhã

I will!
:)

  Moyle

segunda-feira, fevereiro 04, 2008 3:39:00 da tarde

Portugal foi o primeiro país da Europa a organizar os dias da semana por critérios económicos e de trabalho e a abandonar as denominações pagãs dos deuses associados a cada dia (é só ver os nomes dos dias da semana em qualquer língua e vê-se o nome de um deus antigo Lundi= Dia da Lua, Thursday= Dia de Thor, Martes= Dia de Marte, etc.).
Portanto, e no fim de contas, a denominação dos dias é um dos sinais do avanço civilizacional português (de acordo com os padrões da cristandade medieval europeia). Feira corresponde à "féria", que é uma expressão que os velhos ainda usam para designar o pagamento do dia de trabalho.
O Domingo é efectivamente o primeiro dia da semana e daí a segunda "féria", sendo que o sábado era já o sabbath dos judeus (este sim o sétimo dia do descanso). Dependendo das circunstâncias, podia, ou não, trabalhar-se ao sábado, porque a divisão da semana em horas de trabalho e em dias úteis é uma invenção muito mais recente, de sociedades a tender para o laicismo, sobretudo no campo económico.
Então, temos que a originalidade dos nomes dos dias em português é uma marca de avanço cultural e foi desenvolvida para faciliar a vida das pessoas, o que sucedeu, e não para complicar.

  Moyle

segunda-feira, fevereiro 04, 2008 3:43:00 da tarde

zaka,

nas feiras da idade média não se vendiam escravos e virgens muito menos. não havia escravatura na época medieval, pelo menos o conceito jurídico. havia servidão, mas nalguns aspectos fundamentais não se compara à escravatura.

  Moyle

segunda-feira, fevereiro 04, 2008 3:47:00 da tarde

lua feiticeira,

a tua cronologia está um bocadinho fora do pólo magnético. a mudança dos dias da semna deve ter acontecido aí uns mil ano antes da Inquisição em Portugal, por S. Martinho de Dume.

  Bruno Fehr

terça-feira, fevereiro 05, 2008 10:56:00 da tarde

Moyle:

Acho que de todas as minhas perguntas de série "a idades dos porquês" é a primeira vez que obtenho uma resposta convincente!

  Anónimo

quarta-feira, fevereiro 06, 2008 4:51:00 da manhã

sempre que puder ajudar...

  Ana

quarta-feira, fevereiro 06, 2008 8:55:00 da tarde

Eh lá. Já venho tarde. Eh páh, alta resposta a do Moyle. E quem diz que não se aprende nada nos blogues, hem? ;-) Afinal, parece que até somos evoluidos... LOL

  Bruno Fehr

quinta-feira, fevereiro 07, 2008 9:37:00 da manhã

Vanadis:

Nao se aprende muinto, mas aprende :O

  AlfmaniaK

quinta-feira, fevereiro 07, 2008 12:46:00 da tarde

Claramente, és baptizado!

  Bruno Fehr

quinta-feira, fevereiro 07, 2008 12:48:00 da tarde

AlfmaniaK:

"Claramente, és baptizado!"

Ainda não dominava a fala, por isso foi sem concentimento. Já perguntei o que preciso fazer para ser excomungado mas parece que hoje em dia já não o fazem.