Sem ar!

Uma musica que não passa despercebida, devido as duas excelentes vozes num tema genialmente musicado, gostei do que ouvi apesar de não ser admirador de R&B e derivados, mas boas musicas com boas vozes não me passam ao lado, principalmente quando as boas vozes que muitas vezes são ajudadas por computadores em estudio, não desiludem quando ouvidas ao vivo, como é exemplo este vídeo com Jordin Sparks & Chris Brown:





Mas... e há sempre um mas...

"How am i supposed to breathe with no air"

Duh, sem ar não respiras, porque raio passam a musica a perguntar como? Acham que existe um segredo para respirar sem ar?

No entanto para quem não tem ar para respirar, estes dois consumiram quantidades industriais de oxigénio durante este tema.

Sarcasmo à parte, a letra está muito boa, numa altura em que a industria musical anda sem qualidade literária.
Eu interpreto este sem ar, com aquele sentimento de perda que nos aperta o estômago e se torna difícil respirar. Na verdade sempre achei esta dor mais parecida com o estar a lutar por respirar no fundo de uma piscina, opinião que autora desta letra partilha quando diz:

"Got me out here in the water so deep"

Acho que é muito mais do que a falta de ar, é como mergulhar bem fundo no mar e voltar à superfície sem fazer descompressão e sentir os nossos órgãos simplesmente a explodir. Claro que o viver longe de quem se ama, não dói como uma explosão de órgãos, mas mais, como aquele momento exactamente antes da explosão, o climax, o ponto de ruptura.

Uma pessoa, pode pegar numa caneta e papel e escrever, forçando o sentimento. Daí até pode sair um hit, pode sair um excelente texto, um excelente poema, mas quando esse texto ou poema for comparado com um que foi escrito com sentimento, nota-se a diferença. Na letra desta música, nota-se isso. É um êxito por ser sentida.

Um post positivo para fugir à rotina e porque eu sei dizer bem, quando merecem!


EDIT: Por o video ao vivo ter sido retirado do YouTube, coloquei o video clip.

35 Comentários:

  Kenny

quinta-feira, outubro 02, 2008 10:32:00 da manhã

Estive até ao fim do post à espera de uma reviravolta nas constantes criticas positivas. E não veio! :)

Como sempre, excelente post, e excelente música, que por sinal não conhecia. :)

Cumps!

  DeusaMinervae

quinta-feira, outubro 02, 2008 11:12:00 da manhã

Música muito boa:)

Tudo o que é feito ou escrito com sentimento é sentido. No acto de escrever, que é o caso, é como se fosse uma pintura. Uma pintura de letras :)

  Afrodite

quinta-feira, outubro 02, 2008 11:41:00 da manhã

"Sarcasmo à parte, a letra está muito boa, numa altura em que a industria musical anda sem qualidade literária.
Eu interpreto este sem ar, com aquele sentimento de perda que nos aperta o estômago e se torna difícil respirar. Na verdade sempre achei esta dor mais parecida com o estar a lutar por respirar no fundo de uma piscina, opinião que autora desta letra partilha quando diz:

"Got me out here in the water so deep""

Concordo e assino por baixo, a letra está brilhante! Consegue descrever na perfeição o sentimento de vazio, sensação de não se conseguir respirar. Been there...ou será I'm there? Hmmm seja como for sempre que a oiço, sim que eu sou apreciadora desse estilo musical (gosto de quase tudo em termos musicais, desde musica classica a musica oriental e por ai fora), sinto cada palavrita da menina como se fossem minhas. Lamechas BAHHH, eu sei mas é só uma fase...espero! E que passe rapidamente que isto de respirar sem "ar" complica-me com os pulmões ehehehe.

Abreijinhos Heroi ;)

  Van

quinta-feira, outubro 02, 2008 2:02:00 da tarde

Bem, letras, esquece. :)
A música, bem...gosto de R&B mas commuito ecletismo à mistura. O som não está dos melhores aqui no pc para poder ouvir bem, mas já deu pra perceber q não chego aos acordes da moça.
Por momentos pensei que tinhas um video de uma cantora a ficar sem ar no meio de uma actuação LOOOL! =D
Conheço esse sentimento, é um sufoco e parece que o peito vai mesmo explodir com a angústia e a dor.

  Van

quinta-feira, outubro 02, 2008 2:03:00 da tarde

Se fala de perda, também pode ser interpretado como ter-se perdido a razão de estar vivo.

  Crest©

quinta-feira, outubro 02, 2008 3:18:00 da tarde

Kenny disse...

"Estive até ao fim do post à espera de uma reviravolta nas constantes criticas positivas. E não veio! :)"

É para verem que até posso dizer bem, quando merecem.

  Crest©

quinta-feira, outubro 02, 2008 3:19:00 da tarde

DeusaMinervae disse...

"Tudo o que é feito ou escrito com sentimento é sentido. No acto de escrever, que é o caso, é como se fosse uma pintura. Uma pintura de letras :)"

Já experimentei expressar-me em todas as artes a única que falhei redondamente foi mesmo na pintura, não de letras mas com tinta mesmo.

  Crest©

quinta-feira, outubro 02, 2008 3:21:00 da tarde

Afrodite disse...

"E que passe rapidamente que isto de respirar sem "ar" complica-me com os pulmões ehehehe."

Acredito que sim!

  Crest©

quinta-feira, outubro 02, 2008 3:24:00 da tarde

Van disse...

"O som não está dos melhores aqui no pc para poder ouvir bem, mas já deu pra perceber q não chego aos acordes da moça."

Devido à voz dela, será difícil de a identificares é uma boa voz mas em baixa frequência.

"Conheço esse sentimento, é um sufoco e parece que o peito vai mesmo explodir com a angústia e a dor."

Exacto, algo que ela conseguiu descrever.

"Se fala de perda, também pode ser interpretado como ter-se perdido a razão de estar vivo."

Fala de perda, mas foca-se no sentimento de falta de ar, dessa perda.

  vita

quinta-feira, outubro 02, 2008 7:02:00 da tarde

A música é bonita, a letra com o meu pouco inglês não percebo metade, logo, aprecio o som e melodia, sem "sentir" o que dizem, o que não é necessáriamente mau.;)

  Van

quinta-feira, outubro 02, 2008 8:40:00 da tarde

Mas como sem ar (oxigenio) não podemos respirar e sem respirar não podemos viver, então, perde-se a razão de viver também.

  Van

quinta-feira, outubro 02, 2008 8:40:00 da tarde

(estou só a analisar a metáfora)

  Van

quinta-feira, outubro 02, 2008 8:45:00 da tarde

Ao contrário, é uma frequencia alta (não baixa). Não oiço frequencias altas (apartir de mil hertz pra cima; o ouvido humano vai até aos 20 mil) mas oiço algumas das baixas (dos 100 aos 1000, mas especialmente dos 500 aos 1000; o ouvido humano vai até aos 20 hertz).

  ines

quinta-feira, outubro 02, 2008 10:43:00 da tarde

" ...este sem ar, com aquele sentimento de perda que nos aperta o estômago e se torna difícil respirar"... "Mas... e há sempre um mas..."! respiramos, e continuamos a respirar!

e havemos de continuar!

  ipsis verbis

quinta-feira, outubro 02, 2008 11:00:00 da tarde

"Como posso eu respirar sem ar"

Isto é daquelas perguntas retóricas, do género: "Como é que vou pagar a casa sem dinheiro?" que muitos de nós fazemos, em que o que interessa não é a solução, ou neste caso a resposta, porque todos já a sabemos, mas sim o desabafo e a exorcização do que vai cá dentro.

Chamem-lhe "primal scream", ou grito do ipiranga, para mim as perguntas retóricas, acontecem-me sempre depois de um palavrão.

:)

  Afrika

sexta-feira, outubro 03, 2008 1:13:00 da manhã

Ola Senhor Crest! LOL LOL Pois os cabelos brancos dão sim um ar sexy experiente e interessante. Se bem que depende que quem os tem! Quanto a musica pois la esta, ta gira mas... falta lhe algo!

Quanto a matemática... bem, aquilo é muito pior do que o deixei no post mas aquilo vai, vai porque tem que ir... ou eu não me chamo L errrrr Afrika.

Beijinho

  Teté

sexta-feira, outubro 03, 2008 2:46:00 da manhã

"Sorry, this video is no longer available"

Como não conheço a música, abstenho-me de a comentar.

Quanto à "falta de ar" é óbvio que deve estar a falar em sentido figurado... ;)

  Crest©

sexta-feira, outubro 03, 2008 4:12:00 da manhã

vita disse...

"A música é bonita, a letra com o meu pouco inglês não percebo metade, logo, aprecio o som e melodia, sem "sentir" o que dizem, o que não é necessáriamente mau.;)"

Eu como sou um querido aqui vai:

Diz como é suposto eu viver sem ar?

[Jordin]
Se eu morrer antes de acordar
Foi porque me tiraste o fôlego
Perder-te é como viver num mundo sem ar

[Chris]
Estou aqui sozinho, não quis partir
O meu coração não mexe, está incompleto
Desejaria haver uma maneira de te fazer compreender

[Jordin]
Mas como esperas que viva sozinha, só comigo?
Porque o meu mundo gira em torno de ti
É tao dificil respirar

Refrao (ambos)
Diz como é suposto eu viver sem ar?
Não consigo viver, respirar sem ar
É como me sinto quando não estás
Não há ar,

[Jordin]
Está lá, nas águas profundas
Diz-me como ficas sem mim?
Se não estás aqui, não consigo respirar
Não há ar

[Chris]
Andei, corri, saltei, voei
do chão, flui para ti
Não há gravidade para me segurar,
de verdade

[Jordin]
De qualquer forma ainda estou viva por dentro
Tiraste-me o fôlego mas sobrevivi
Não sei como, mas nem me importa

[Ambos]
Mas como esperas que viva sozinha, só comigo?
Porque o meu mundo gira em torno de ti
É tao dificil respirar


Depois são só repetições aleatórias do que já foi traduzido :)

  Crest©

sexta-feira, outubro 03, 2008 4:15:00 da manhã

Van disse...

"Mas como sem ar (oxigenio) não podemos respirar e sem respirar não podemos viver, então, perde-se a razão de viver também."

A razão mas não a vontade.


"Ao contrário, é uma frequencia alta (não baixa)."

Pois eu desde que deixei de estudar deixei-me de frequências :)

  Crest©

sexta-feira, outubro 03, 2008 4:15:00 da manhã

ines disse...

"e havemos de continuar!"

Claro que sim :)

  Crest©

sexta-feira, outubro 03, 2008 4:18:00 da manhã

ipsis verbis disse...

"Isto é daquelas perguntas retóricas, do género: "Como é que vou pagar a casa sem dinheiro?" que muitos de nós fazemos, em que o que interessa não é a solução, ou neste caso a resposta, porque todos já a sabemos, mas sim o desabafo e a exorcização do que vai cá dentro."

Ehehehe, é verdade. É como a minha pergunta em muitos sábados... como é que vou aturar este chinocas sedentos de dinheiro com esta ressaca?

"Chamem-lhe "primal scream", ou grito do ipiranga, para mim as perguntas retóricas, acontecem-me sempre depois de um palavrão."

Sim, é com esse grito que começo o meu dia depois de uma noite de excessos. O despertador toca e a minha primeira palavras do dia é "foda-se".

  Crest©

sexta-feira, outubro 03, 2008 4:20:00 da manhã

Afrika disse...

"Ola Senhor Crest! LOL LOL Pois os cabelos brancos dão sim um ar sexy experiente e interessante. Se bem que depende que quem os tem!"

Por isso me questiono.

"Quanto a musica pois la esta, ta gira mas... falta lhe algo!"

Falta, ela tinha um bom tema, para fazer uma letra melhor.

"Quanto a matemática... bem, aquilo é muito pior do que o deixei no post mas aquilo vai, vai porque tem que ir..."

Acredito que sim, pois se o problema fosse aquela formula, eu também tinha estudado matemática :)

  Crest©

sexta-feira, outubro 03, 2008 4:21:00 da manhã

Teté disse...

"Sorry, this video is no longer available"

Obrigado pela chamada de atencao. Substitui esse video ao vivo, pelo video clip promocional.

"Quanto à "falta de ar" é óbvio que deve estar a falar em sentido figurado... ;)"

Figurado até certo ponto, pois há situações em que o ar parece nao chegar.

  yargo

sexta-feira, outubro 03, 2008 5:01:00 da manhã

Por vezes, quando o meu mundo desmorona (ou assim penso), fico com esta sensação absurda de falta de ar, como se estivesse a ter um ataque de pânico ou de asma, ou qualquer coisa assim... As agonias são tantas, a sensação de perda é horrenda... Já senti, muitas vezes! Sinto ainda, antes de adormecer... Tem dias! :(

  Van

sexta-feira, outubro 03, 2008 12:42:00 da tarde

LOOL, eu também :-p mas há coisas que fazem parte da formação básica da área de ciencias, ne.

Depende. Muitos que perdem a razão também perdem a vontade. Quem não perde a vontade ao perder a razão é corajoso e tema minha admiração. ;-)

  Crest©

sexta-feira, outubro 03, 2008 2:39:00 da tarde

yargo disse...

"As agonias são tantas, a sensação de perda é horrenda... Já senti, muitas vezes! Sinto ainda, antes de adormecer... Tem dias! :("

Há pessoas que sentem isto com mais frequência, regra geral as que dão sempre tudo de si.

  Crest©

sexta-feira, outubro 03, 2008 2:42:00 da tarde

Van disse...

"LOOL, eu também :-p mas há coisas que fazem parte da formação básica da área de ciencias, ne."

Como por exemplo? A arte de lavar uma bata para ficar sempre imaculadamente branca? Até eu gostaria de ir para ciências aprender isso :)

"Quem não perde a vontade ao perder a razão é corajoso e tema minha admiração. ;-)"

Não tem a ver com coragem, tem a ver com lucidez e não deixar sentimentos controlarem a razão. Razão não a de viver, mas a razão como em julgamento, raciocino, razão de ser que é a única que devemos seguir.

  Van

sexta-feira, outubro 03, 2008 4:20:00 da tarde

As minhas batas não vão para a máquina, vão para o lixo mesmo looool. Não quero aquilo misturado com a roupa do dia a dia, sabe-se lá que mixórdia sairá dali. Geralmente ficam amarelas depois de um ano de uso. E lixo com elas, creduuu.

Continuo a achar que é coragem. E é dificil não deixar que as emoções nos toldem a razão. Eu não consigo evitar.

  vita

sexta-feira, outubro 03, 2008 4:37:00 da tarde

Ah muito obrigada, no caso acho a letra bonita e intensa, e sim, a falta de ar aqui é algo mas sentido, profundo, não me parece que tenha a ver com o não respirar.;)

E como eu sou uma querida, deixo um beijo.;)

  miss bradshaw

domingo, outubro 05, 2008 3:21:00 da tarde

AHHH! um post a falara bem crest....será porque estas a vicar velhote?? x) [LOL]

realmente a musica está muito boa e espelha tao bem o k se sente quando se perde alguem que se tornou mais essencial do que o proprio ar. pessoalmente,tenho medo que isso me aconteça!!*

  Crest©

segunda-feira, outubro 06, 2008 8:46:00 da tarde

Van disse...

"As minhas batas não vão para a máquina, vão para o lixo mesmo looool."

Assim é fácil :(

"E é dificil não deixar que as emoções nos toldem a razão. Eu não consigo evitar."

Com treino a lidar com elas, tudo é possível.

  Crest©

segunda-feira, outubro 06, 2008 8:47:00 da tarde

vita disse...

"Ah muito obrigada"

De nada!

  Crest©

segunda-feira, outubro 06, 2008 8:49:00 da tarde

miss bradshaw disse...

"AHHH! um post a falara bem crest....será porque estas a vicar velhote?"

Hmmmm, ok agora vou ficar rabujento novamente, vou já ao meu e-mail procurar um alvo!

  Jo

quarta-feira, outubro 08, 2008 4:39:00 da tarde

Não faz o meu estilo.

  Crest©

sexta-feira, outubro 10, 2008 5:21:00 da manhã

Jo disse...

"Não faz o meu estilo."

Também não faz o meu, mas o texto é sobre o que é escrito e não a musica nem o estilo.