Bastidores da música (Parte 6) Incubus, T.I.P., G. Numan & R. Thick

Outro cantor com alter ego illuminati é:


Que marcou a sua mudança de T.I.P. para T.I. com este álbum e no primeiro single Dead and Gone:




Nota: Os vídeos podem ficar sem som, ou serem apagados do Youtube, pois o youtube é gerido pelo Google, a mesma empresa que é dona do Blogger e que limpa o rabo às elites com a própria língua. No caso do vídeo ser bloqueado, usem o link no nome da música.

Neste vídeo é cantado o seguinte:


"I've been travellin' on this road too long, Just tryin' find my way back home. The old me is dead and gone, dead and gone". A transformação dele no vídeo desta musica decorre da seguinte forma: Ele está no carro a caminho de encontrar-se com Justin Timberlake (mais uma vez um fantoche dos illuminati a iniciar outro). Justin espera-o numa encruzilhada que é simbolismo para tomada de decisões, escolha de caminho, e é Justin que o orienta neste ritual em que na letra, T.I. explica o processo:

"
I turn my head to the East, I don't see nobody by my side. I turn my head to the West still nobody in sight, So I turn my head to the North Swallow that pill that they call pride. That old me is dead and gone But that new me will be alright"


Pois é mesmo isto, um cantor que atingiu o sucesso sozinho com 5 álbuns no seu passado em que foi livre de fazer o que queria, ficaria desde aquele momento controlado, para isso teve de, tal como cantou neste tema, engolir o orgulho e submeter-se. O novo ele ficará bem pois poderá manter a fama que seria negada ao velho ele, caso ele não engolisse o orgulho e se submetesse.
Ele durante o tema tenta explicar-se, acabando por esclarecer o motivo de ser no Hip-Hop em que os artistas são os alvos mais fáceis pois em muitos casos, estar onde estão agora, mesmo sob controlo é melhor do que o sitio de onde eles vieram. No entanto nada justifica vender a pessoa que são.

Quando começa a transformação: Ele chega à encruzilhada onde está Justin bem no centro, a imagem alterna entre o Justin estar e não estar presente, sendo que ele representa o rainman, o guia, alguém que está sempre presente sem ser visto pelo que é. Após T.I.P. olhar para ambos os lados e não ver ninguém, ele olha para Norte, no sentido que Justin quer que ele siga. Vemos então uma serpente no chão que representa GAIA, ele então cruza os braços e a palavra "good" é sobreposta à imagem, depois a palavra "Evil" é sobreposta à imagem e o sol começa a brilhar fortemente, aqui aparece a palavra "redemption" e a luz ilumina-o, toma-o, ficando ele iluminado. Após a transformação, fica noite e Justin canta em frente a um piano a arder, uma simbologia ligada muitas vezes a Lucifer quando a alma é vendida, neste caso simboliza a venda da alma à industria em que Justin Timberlake é o mercador. T.I. entra então no carro e parte na sua liberdade agora condicionada e esse condicionamento é simbolicamente marcado no final do vídeo, onde ele voluntariamente entra numa prisão.

Por que motivo cruza ele os braços antes de ser tomado pelo sol? Talvez por isto:

De braços cruzados, encostados ao peito era a forma dos egípcios adorarem o deus sol.
Ao contrário do que alguns incultos dizem, os illuminati não são satânicos, a simbologia satânica não foi criada por satânicos foi adaptada. Os illuminati são pagãos e possuem muita simbologia egípcia que também foi adaptada pelos egípcios da origem, e a origem é o povo Babilónio, o mesmo povo que os illuminati acreditam descender.



Gary Numan no vídeo do tema Cars, fez um ritual idêntico ao primeiro de Rihanna do qual falei num texto anterior, actuando dentro de uma pirâmide luminosa:


Neste tema ele canta em como se sente seguro dentro do seu carro e de carros, em como tem o que quer dentro deles, mas no vídeo não há carro nenhum por isso tem de haver simbologia. Ele refere que está seguro dentro do carro com janelas fechadas e portas trancadas, uma alusão ao isolamento que lhe dá segurança, tal como no vídeo ele é o único que está isolado dentro da pirâmide, debaixo do olho de Hórus, e enquanto lá estiver está protegido e será recompensado.





Incubus no tema Anna Molly. Não sei se o vocalista dos Incubus tem de facto esta tatuagem ou se foi unicamente um adereço para este vídeo, mas esta foto representa o olho de Hórus no topo da pirâmide Illuminati, e é o mesmo design de um outro olho usado num vídeo intrigante de Michael Jackson, do qual falarei em breve:

O vídeo (seguir link acima) começa estando o cantor numa posição em que permite que a câmara foque bem a tatuagem, sendo por isso algo intencional.

Robin Thick no tema Magic, ele aparece no espaço dentro de um portal Nexus que liberta raios de luz ofuscantes e no topo... uma pirâmide...


E como é tradição, lá perante a pirâmide ele é iluminado:


Próximo texto: Parte 7 - Jay-Z & K. West

16 Comentários:

  Kohinoor

quarta-feira, março 24, 2010 1:54:00 da manhã

A pop não é o meu forte, mas curtia ouvir Justin. Incubus era uma banda que ouvia bastante, tenho pena então da sua iluminada "castração"!

Então e os Pink Floyd?? O "dark side of the moon" é fabuloso, mas tem um triangulo na capa! :P

  Bruno Fehr

quarta-feira, março 24, 2010 5:31:00 da manhã

Kohinoor:

Pop também nao é o meu forte, mas como é o que vende mais, achei por bem comecar por aqui, nos próximos textos irei misturar Hip-hop com Pop, um mundo que comecei a conhecer melhor durante esta investigação. Mais tarde entra o Hard Rock, Punk, Alternative e Metal.

  Anónimo

quarta-feira, março 24, 2010 11:24:00 da manhã

Sigo o que escreves, mas não sei porquê estes posts parecem-me forçados. Ver coisas onde elas não estão... Um bocado para o paranóico. Ou talvez seja eu. Ouço a música mas não perco tempo a ver quem são ou o que fazem os cantores

  Pedro Almeida

quarta-feira, março 24, 2010 12:49:00 da tarde

Um bocado para o paranóico???
Um bocado??????????
AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH!!!!!!!!!

  Pedro Almeida

quarta-feira, março 24, 2010 1:24:00 da tarde

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
  I.D.Pena

quarta-feira, março 24, 2010 3:18:00 da tarde

Que tótós que voces são anónimo e pedro almeida.

  Bruno Fehr

quarta-feira, março 24, 2010 4:48:00 da tarde

Anónimo:

"Sigo o que escreves, mas não sei porquê estes posts parecem-me forçados."

São fluídos bem fluídos, caso contrário não conseguiria manter este ritmo.

"Ver coisas onde elas não estão... Um bocado para o paranóico. Ou talvez seja eu. Ouço a música mas não perco tempo a ver quem são ou o que fazem os cantores"

Ora, como pode dizer que não estão? Lá porque olha para o vídeo e diz "que bonito" não quer dizer nada!

A não ser que ache que gastaram perto de um milhão a filmar um vídeo numa encruzilhada, por acaso passou por lá uma cobra, por acaso ele cruzou os braços ao ser iluminado, por acaso acabou-se o tempo e ficou de noite e como não tinham luz colocaram o piano a arder.

É que também por acaso os vídeo possuem significados e que também por acaso é admitido terem um significado diferente das músicas.

Sorry, eu não vivo num mundo de acasos!

  Bruno Fehr

quarta-feira, março 24, 2010 4:48:00 da tarde

Pedro Almeida:

"Um bocado para o paranóico???
Um bocado??????????"

Concordo consigo, pois ainda não percebi o que é que o auto-intitulado furaconinhas aqui anda a fazer. Deve ser por falta de coninhas para furar e o jornal A Bola já deve ter sido lido.

  Bruno Fehr

quarta-feira, março 24, 2010 4:49:00 da tarde

Pedro Almeida:

Não aceito aqui piadas sobre pessoas que fizeram mais num dia da sua vida, do que você na sua vida inteira.

  Bruno Fehr

quarta-feira, março 24, 2010 4:49:00 da tarde

I.D.Pena:

"Que tótós que voces são anónimo e pedro almeida."

O Pedro furaconinhas? Tótó é elogio!

  shaun

quarta-feira, março 24, 2010 5:17:00 da tarde

É impressionante a quantidade de artistas que fazem referência nas suas músicas ao "Rain Man", que segundo consta é a representação do diabo certo? Qual o propósito? Fazerem-nos uma lavagem cerebral ao nosso subconsciente através de mensagens subliminares bem como os símbolos presentes nos vídeos, que apesar de não repararmos à primeira vista ficam retidos no nosso subconsciente? Será que também todas estas mensagens servem como ritual de adoração ou tributo? Ou é simplesmente a tentativa de imposição de uma espécie de nova religião?

Excerto da música Rain Man do Eminem:

"
It's censorship
And it's down right blasphemous
Listen to shit now cause I won't stand for this
And Chirs-stiff-pher Reeves won't sit for this neither
And let's clear this up too I ain't got no beef with him either
He used to be like a hero to me
I even believe I, had one of those 25 cent stickers on my re--frigerator
Right next to Darth Vader
And Darth must have put a hex on him for later
I feel like it's my fault cause of the way that
I stuck him up in between him and Lex Luther
I killed Superman, I killed Super--man
And how ironic, that I'd be the bad guy
Kryptonite: The Green Chronic

[Chorus:]
Cause I ain't got no legs!
Or no brain, nice to meet you
Hi, my name is...
I forgot my name!
My name was not to become what I became with this level of fame
My soul is possessed by this devil my new name is....
Rain Man

Now in the Bible it says
Thou shalt not watch two lesbians in bed,
Have homosexual sex
Unless of course you were given the consent to join in
Then of course, it's intercourse
And it's bi-sexual sex
Which isn't as bad, as long as you show some remorse for your actions
Either before, during or after performing the act of that which
Is normally referred to have such, more commonly known phrases
That are more used by today's kids
"

abr

  mindmakers

quarta-feira, março 24, 2010 5:43:00 da tarde

Caro Bruno, conheci o teu blog há pouco tempo e, desde aí, tenho passado aqui quase todos os dias. Ainda não tinha comentado, porque não achei necessário, até agora. Na primeira "nota" que fazes no texto (mesmo por de baixo do videoclip "Dead and Gone") dizes que google gere o youtube. Em que sentido dizes isto? Gere no sentido, de controlo? Fiquei curioso em relação a isso.


Cumprimentos, Rui Peres.

  Bruno Fehr

quinta-feira, março 25, 2010 12:12:00 da manhã

shaun:

"É impressionante a quantidade de artistas que fazem referência nas suas músicas ao "Rain Man", que segundo consta é a representação do diabo certo? Qual o propósito?"

O rainman não é o Diabo, é o guia, ou seja o artista que guia o novo artista, guia, mentor, controlador. Rihanna apareceu com a música umbrella que fala do rainman e mais tarde Jay-Z entrou numa segunda versão do vídeo pois é ele o seu rainman.

"Será que também todas estas mensagens servem como ritual de adoração ou tributo? Ou é simplesmente a tentativa de imposição de uma espécie de nova religião?"

Maconaria e Illuminati adoram exibirem-se em rituais é tudo simbólico e na verdade inofensivo. O perigo não é o ritual mas sim certas mensagens que passam, coisas poucos naturais que são passadas tanta vez que passam a parecer normais, como: mulher objecto sexual e adoração divina ao dinheiro, algo visto na maioria dos vídeos Hip-hop.

Agora desde há 10 anos andam a entrar em agendas mais politicas e perigosas.

Eminem é um produto, um rapper branco é sempre sucesso. Eminem é um produto como Vanilla Ice. Ele já se fartou do jogo e até já deixou a música para voltar pouco tempo depois.

  Bruno Fehr

quinta-feira, março 25, 2010 12:12:00 da manhã

mindmakers:

"Na primeira "nota" que fazes no texto (mesmo por de baixo do videoclip "Dead and Gone") dizes que google gere o youtube. Em que sentido dizes isto? Gere no sentido, de controlo? Fiquei curioso em relação a isso."

O Google está a tomar os sites livres de assalto. Comprou o Feedburner e passou a controlar os feeds, comprou o Blogspot e passou a controlar uma grande parte da blogosfera e comprou o Youtube por $1.65 biliões. Após o Google comprar o youtube, video clips passaram a ser banidos regularmente, contas a serem bloqueadas e agora com o lançamento do 2.0 acaba-se o protagonismo dos canais pessoais, já não há destaques a não ser a canais corporativos. Todos os grandes grupos vão passar a ter canais Youtube, que passará a ser um site corporativo e os users terão de buscar uma alternativa que ainda não existe.

  I.D.Pena

quinta-feira, março 25, 2010 4:24:00 da manhã

"(...)Todos os grandes grupos vão passar a ter canais Youtube, que passará a ser um site corporativo e os users terão de buscar uma alternativa que ainda não existe."
Muito muito triste. É como cortar elos, espero que hajam novas alternativas.

  Bruno Fehr

terça-feira, março 30, 2010 2:15:00 da manhã

I.D.Pena:

"espero que hajam novas alternativas."

Tão popular não há e por isso é que a elite comprou o site.