Bastidores da música (Parte 2) Tina Turner & Beyoncé

Exactamente o mesmo ritual do texto anterior foi feito por Tina Turner chegando ao ponto das escadas piramidais dela serem negras e brancas, o chão dos templos maçónicos, também ela num show com dançarinos em que eles eram escravos.


(Tina Turner)

Todas as cantoras Pop femininas passaram pelo ritual de descer uma escadaria em shows ao vivo, é um ritual comum e geral.
Esse chão maçónico da foto de Tina Turner foi também usado por Michael Jackson no vídeo Billie Jean, mais tarde imitado por Eminen no seu vídeo Just loose it.

(Micheal Jackson)

(Eminem)

Tal como Madonna e Tina Turner o mesmo foi feito por Beyonce mas no seu caso ela tinha mesmo robots.

(Beyonce )

Robots estes inspirados no robot do filme Metropolis, abaixo do pentagrama simplificado:



Este robot, no filme representa a criação do Illuminati. O homem à direita é o cientista Illuminati que escolhe quem vive, quem morre e que é escravizado. No filme ele só tem uma luva:

(Os conselheiros de imagem de Michael Jackson queriam algo mais que uma imagem)

Aquele robot está ligado a uma fonte de energia, que está ligada a uma mulher que se encontra anestesiada numa maca. O cientista activa os seus instrumentos, o robot ganha energia, ganha luz própria ficando Illuminado. Nesta altura o robot torna-se na mulher e a mulher na maca morre. Uma descrição simplificada de como alguém se torna illuminati, abdicando da sua humanidade para se tornar num ser auto-intitulado superior, um iluminado, uma elite. Aqui está uma imagem do robot:




(Robot Metropolis e torre de Babel)

Beyonce lançou-se a solo, depois de deixar as Destiny Child que era uma girl band de influencia católica. Esta apresentação nos MTV Awards é a sua bênção Illuminati, aparece o robot, que é rodeado de luz, esse robot abre-se e sai de lá Beyonce renascida como Sasha Fierce, cantora solo, e já não católica, aliás ela é agora critica das suas antigas crenças.

(Beyonce dentro do robot)


(Beyonce saindo do robot como Sasha Fierce)

Esta ligação da actuação de Beyonce ao filme Illuminati foi abertamente discutida no jornal The Guardian mas foi amplamente ignorada.
Beyonce passou da pessoa que era para a pessoa que querem que ela seja e assim enquanto jogar o jogo, enquanto mantiver influencia sobre o fãs, terá fama, dinheiro, poder e sucesso mas nunca será livre.



(Antes: Beyonce - Depois: Sasha Fierce)

A mudança como a de Beyonce, Christina Aguilera, Britney spears, entre outras é sempre uma passagem de uma imagem de artista puro e inocente para uma imagem robotizada, sexualizada, algo que vai na verdade muito para além do lema "Sex sells", pois antes estes artistas já vendiam tanto ou mais.


Próximo texto: Parte 3 - Beyoncé & Rihanna

17 Comentários:

  Anónimo

quarta-feira, março 17, 2010 4:05:00 da tarde

Há muito que eu digo que as pessoas andam a dormir, robotizadas, a serem descaradamente manipuladas e nem se apercebem. O último exemplo é o da vacina para a gripe A, para aqueles que a aceitaram, claro.
Mas isto é demais. É assustador. É maquiavélico.

E já agora, Bruno, desculpe comentar aqui como anónima, mas tenho a impressão que o seu blog é frequentado silenciosamente por pessoas malignas, de quem pretendo manter-me bem distante.

F.M.

  Kohinoor

quarta-feira, março 17, 2010 9:36:00 da tarde

Tenho que te dar crédito, não tinha reparado nessas cenas. Na música Billie Jean o Mickael até tem uma parte onde diz "Where the lie becomes the truth".

Já tinha desconfiado da música "Back in vietman" do Lenny Kravitz, agora estou a fazer melhor a associação com os Iluminati.

Então e o Elvis? Também foi intimidado pelos iluminati?

  Anónimo

quarta-feira, março 17, 2010 11:47:00 da tarde

Boa noite, desculpe a insistência, e o termo "chata" bem se poderá aplicar... mas acaba por ser uma semana para mim decisiva e gostava de saber se se interessa em me ouvir e ajudar ou não.
cumprimentos.
(não necessita de adicionar o comentário por não é justo maçar os seus leitores com as minhas palavras).
(espero resposta via hotmail ou sapo, tanto faz)

  Bruno Fehr

quinta-feira, março 18, 2010 1:50:00 da manhã

Anónimo:

Isso da vacina foi um escândalo que está agora a ser abafado pela imprensa. O meu Estado está agora a fazer promoção de vacinas tentando vender as que compraram e não usaram a países de leste. O meu estado comprou 6 milhoes de vacinas e só 76.000 pessoas se vacinaram.

"E já agora, Bruno, desculpe comentar aqui como anónima, mas tenho a impressão que o seu blog é frequentado silenciosamente por pessoas malignas, de quem pretendo manter-me bem distante."

Sim há aqui vermes escondidos debaixo das pedras.

  Bruno Fehr

quinta-feira, março 18, 2010 1:50:00 da manhã

Kohinoor:

"Na música Billie Jean o Mickael até tem uma parte onde diz "Where the lie becomes the truth"."

O Michael Jackson foi de facto um génio, ele conseguia cantar a verdade em cima de vídeos cheios de mensagens subliminares, irei dedicar uma parte da série só a ele.
E uma coisa que poucos sabem é que ele lutou contra a industria quando desapareceu dos palcos, e foi durante esse tempo a tribunal em dois processos por pedofilia. Ele disse as verdades e a imprensa não ligou e morreu antes do concerto de "revelações".

"Então e o Elvis? Também foi intimidado pelos iluminati?"

O Elvis é um caso onde muita informação se perdeu na história, mas ando em busca tentando filtrar muito lixo que é dito, como ele ser um espião, etc, etc, etc

  Bruno Fehr

quinta-feira, março 18, 2010 1:51:00 da manhã

Anónimo:

"Boa noite, desculpe a insistência, e o termo "chata" bem se poderá aplicar... mas acaba por ser uma semana para mim decisiva e gostava de saber se se interessa em me ouvir e ajudar ou não."

Não está a ser chata. O que lhe posso dizer é: Se quer ir ao concerto pela música que gosta deve de ir, mas não vá por pensar que está a dar um prato de comida a quem tem fome, pois quem tem fome não verá esse dinheiro. Nenhum concerto de caridade o foi, até no Heal the World de Michael Jackson houve corrupção com os fundos. Há sempre.
O presidente Alemão da Greepeace mete ao bolso 20.000 euros todos os meses de donativos, pois é o que ele considera um ordenado justo, mas pede a putos malucos e burros para trabalharem para ele de borla.
A Associação Abraço foi exposta nos anos 90 por num ano terem gasto 20.000 contos em donativos em jantares e decorações florais.

Caridades, Associações, Fundações, Organizações de recolha de roupas e comidas são negócios modernos onde à custa de trabalho voluntário e da vontade de ajudar do povo, embolsam fortunas isentos de impostos, ganham estatuto social e os alvos a ajudar não chegam a ver 10% da ajuda.

Um grande grupo de recolha de roupas usadas em Portugal, separa-as em 3 grupos. As roupas de marca são vendidas a uma empresa espanhola, as roupas de bons materiais são vendidas a uma empresa nortenha de desperdícios e o que não presta vai para África. Em África são separadas mais uma vez, as menos más vão para venda o lixo é dado.


"(espero resposta via hotmail ou sapo, tanto faz)"

Não posso responder por esses meios a um comentário anónimo :)

  Nuno Guerreiro

quinta-feira, março 18, 2010 2:26:00 da manhã

Boas Bruno.
Já tentei pesquisar qual a profundidade da relação acerca dos Iron Maiden,pois desde capas de albums,a letras,aquilo está impreguenado de simbolismo.
Basta ver a capa do Powerslave...aliás o Bruce Dickinson é ou paleontólogo ou arqueólogo...Será ele a tentar expor em musica a visão dele?
Não consigo achar nenhuma info acerca deles pela Internet.
Sabes alguma coisa acerca deles?

È porque onde há fumo,há fogo e se há capas de albuns com simbologia descarada,eles há muito que são exemplo.
Repara, não sei se conheçes, mas a faixa PRISIONER,começa com uma intro assim,um dialogo entre 2 pessoas em que o controlador pensa que fala com 1 preso ou alguém controlado.

Who are you?...there´s you number two?
who is number one?
...You are number six!!

AHAHAH...I´m not a number...i´m a free men...AHAHAHAHAH.

Não sei porquê mas associo este diálogo com a numeração que irá ser chipada nos humanos para os indentificar.....absurdo, completamente surreal bruno.

Diz lá o que pensas acerca desta banda que sempre foram a iniciação de todos aqueles que são os verdadeiros headbangers, eles e os Metallica.

1 abraço

  Anónimo

quinta-feira, março 18, 2010 6:10:00 da manhã

A sua resposta nada tem a ver com o assunto de que falei... :s
Vamos lá ver se há entendimento... sou a mesma anónima de um texto anterior, mais precisamente "Portugal na guerra de mentiras 4". Espero que já tenha agora ficado mais clarificado.
Passo a assinar como algo antes que seja confundida de novo com um simples anónimo comentador.

S.G.

  Anónimo

quinta-feira, março 18, 2010 12:03:00 da tarde

Estou completamente fora desta temática; confesso que desde ontem, quando li os 2 últimos posts, fiquei um bocado obcecada com tudo isto e fui fazer pesquisa.

Dentre tudo o que li, encontrei este link, sobre a LadyGaga(que sempre achei esquesitíssima) que partilho aqui:
http://vigilantcitizen.com/?p=1676

Outra coisa, Bruno, todos os nomes de famosos opositores aos Illuminati, que vai citar, estão mortos?!

F.M

  I.D.Pena

quinta-feira, março 18, 2010 1:33:00 da tarde

Acho que no fundo acaba por ser uma escolha Kamikazi, porque elas sentem-se também consumidas por toda a atenção e depois não sabem ser outra coisa se não puppets.

Muito triste , e enoja-me que recorram a truques tão baixos !

  Bruno Fehr

quinta-feira, março 18, 2010 2:45:00 da tarde

Anónimo S.G.:

Correcto, li mal o seu comentário, deve ter sido da hora tardia em que o li.
Eu ouço toda a gente por isso poderá dizer o que pretende quer seja aqui ou por mail.

  Bruno Fehr

quinta-feira, março 18, 2010 2:49:00 da tarde

Anónimo F.M:

"Dentre tudo o que li, encontrei este link, sobre a LadyGaga(que sempre achei esquesitíssima) que partilho aqui:
http://vigilantcitizen.com/?p=1676"

Lady Gaga é sem dúvida dois mais estranho que há neste momento, os videos dela possuem sempre simbolismo "pesado! demais.

"Outra coisa, Bruno, todos os nomes de famosos opositores aos Illuminati, que vai citar, estão mortos?!"

Nem todos estão mortos, normalmente só morrem os com potencialidade de tornarem imortais, pois muitos artiscas morrem e caem no esquecimento. Muitos estao a atravessar maus bocados, outros simplesmente deixaram a música e tentam manter-se longe dela... regra geral perderam a sua fortuna ou uma grande parte dela.

  Bruno Fehr

quinta-feira, março 18, 2010 2:50:00 da tarde

I.D.Pena:

E isto ainda nao é nada :S

  Anónimo

sexta-feira, março 19, 2010 1:22:00 da manhã

Bem me pareceu que tinha havido para ai algum tipo de problema, mas não faz mal, o cansaço/sono é incontrolável. Eu falar já falei "consigo" por mail, mas plos vistos não falei...
Até poderia repetir tudo de novo, mas se não recebe os meus mails parece-me que não vale de nada. Alguma sugestão?

S.G.

  Fehr Bruno

sexta-feira, março 19, 2010 1:59:00 da manhã

Anónimo S.G.:

"Eu falar já falei "consigo" por mail, mas plos vistos não falei...
Até poderia repetir tudo de novo, mas se não recebe os meus mails parece-me que não vale de nada. Alguma sugestão?"

Pelas iniciais que usa, encontrei uma conversa em Outubro de 2008. O importante é ter atencao ao meu mail pois circulam pela blogosfera contas falsas com o meu nome ligadas a outros mails parecidos com o meu, por exemplo: fherbruno@googlemail.com, quando o meu é fehrbruno@googlemail.com

tal como um antigo mail meu tem "mgr" e um falso que circula no blogosfera tem "mrg".

Por vezes perdem-se mails por estar a receber já na casa dos 100 por dia, muitos deles spam e por isso preciso de marcar os contactos por forma a nao irem para o spam, que raramente verifico. Se tiver alguma questao contacte, que eu respondo sempre.

  Nuno Guerreiro

domingo, março 21, 2010 1:49:00 da manhã

Então Bruno, passa-te o meu post ou não achaste relevante?
É claro que não tens nenhuma obrigação mas gostava de saber o que tens a dizer sobre os Maiden, visto que são uma das Super-bandas do planeta.

1 abraço

  Bruno Fehr

segunda-feira, março 22, 2010 4:30:00 da manhã

Nuno Guerreiro:

"Então Bruno, passa-te o meu post ou não achaste relevante?"

Escapou-me a resposta :) Mas aqui vai:

"Já tentei pesquisar qual a profundidade da relação acerca dos Iron Maiden,pois desde capas de albums,a letras,aquilo está impreguenado de simbolismo."

Desde puto que sempre odiei sem motivo as capas dos álbuns, e muitos dos meus amigos adoravam a banda e andavam cheios de crachás (ainda sou desse tempo) e t-shirts. Pessoalmente nunca dei qualquer atenção à banda pois não gosto de Heavy Metal com aquelas vozes histéricas :S

No entanto, nesta série irei falar de grupos e artistas a solo que gosto e não gosto, por isso Iron Maiden serão mencionados, mas estou a seguir um raciocínio pessoal onde começo do mais popular ao menos popular:

Pop & Pop-rock
Hip-Hop & Rap
Rock & Hard Rock
Alternative & Punk
Heavy Metal & Nu Metal
Black Metal & Death Metal
Outros estilos

"Who are you?...there´s you number two?
who is number one?
...You are number six!!

AHAHAH...I´m not a number...i´m a free men...AHAHAHAHAH."


Isso é retirado da série de TV de 1967 "The Prisioner", a qual já aqui referi. Esse diálogo é passado numa vila onde as pessoas em vez de nome possuem um número (um número é aquilo que somos para as elites) e a série fala de controlo. Esse tema é obviamente inspirado na série e logo digno de análise.