Bastidores da música (Parte 11) Ciara & Janet Jackson

Já devem ter ouvido falar na Ciara, mas conhecem a Super C? Pois bem não é mais do que mais uma transformação, mais um alter ego.
No inicio vídeo "Go Girl", temos um tecto branco que acaba for se tornar no padrão xadrez preto e branco maçónico. Temos a Ciara e o convidado T-Pain a cantar fazendo movimentos descoordenados roboticos. Neste caso T-Pain não é o seu Rainman pois ele próprio é um iniciado, o Rainman de Ciara é Justin Timberlake e falarei mais tarde disso.

A transformação dela dá-se dentro de um elevador onde ela entra num estado como que de epilepsia, a imagem afasta-se dela para mostrar alguns botões numéricos do elevador e o contador digital que marca os andares. Aqui foi usado um programa para dividir o vídeo em frames, de forma a ver o que é mostrado, que números, de modo a tentar perceber a simbologia, pois essas imagens passam rápido de mais, o nosso subconsciente vê-as mas não temos tempo de as interpretar.
Esta é uma técnica já primitiva de colocar mensagem escondidas em filmes e clips publicitários, digo primitiva pois já foi tão exposta que chegou a ser proibida em publicidade. Esta técnica é explicada por Brad Pitt no filme Fight Club (um filme repleto de simbologia), em que ele coloca 1 único frame de pornografia num filme de família no cinema onde trabalhava. O sub-consciente assimila a imagem mas o consciente não tem tempo de perceber o que viu.

O frames mostrados são:


Isto são 2 frames, o primeiro é o 5/2 e o segundo o 11/8. Os illuminati adoram códigos com números e a descodificação segue alguns princípios básicos e quatro deles são:
1 - A soma dos números.
2 - A diferença entre números.
3 - Agrupamento de números.
4 - Espaço temporal.

No final obtemos sempre os chamados números mágicos Illuminati como: 3, 7, 9, 11, 13, 33, 39 e múltiplos destes. Cada número tem um significado e os acontecimentos Illuminati estão sempre ligados a estes números quer nas datas, horas, coordenadas, tempo de duração, artigos usados, números de pessoas envolvidas, etc. mas isso é assunto ou para investigarem ou se acompanham este blogue já possuem alguns dados.

Nestes dois frames obtemos em cada um deles um 3, tendo os dois frames seguidos obtemos 33 que tem diversos significados ligados à maçonaria e ao Anti-Cristo (parte da agenda Illuminati).

No contado digital aparecem os números 1, 2, 3 e salta para o 8, 9, 10, uma sequência de 3 seguida de outra de 3, 33.


Admito que números não são o meu forte e posso estar completamente errado, mas se não tivesse algum significado não seria mostrada esta ordem.

No entanto o elevador chega ao 10° andar e ela sai, transformada. A Ciara dentro do elevador transformou-se na Super C robotizada:


Ela aqui mudou e o álbum que gravou depois deste chama-se "The Evolution".
Evolução que nos lembra a que falei em primeiro lugar, de Beyonce para Sasha Firece, tal como a capa da seguinte revista refere:


Estes rituais são chamados de evolução... mas que não passa da utilização do New Talk em que algo que é dito quer dizer o oposto, algo explicado no livro e filme 1984 onde isto é exposto em frases como: War is Peace, Slavery is Freedom. Também foi recentemente utilizada pelo líder da GreenPeace referindo que: "Aquecimento global pode querer dizer arrefecimento".

Mas mudando de artista, novo artista, nova...


... pirâmide! Mas esta tem um estranho símbolo projectado nela. Ora este símbolo gerou alguma discussão com outra pessoa responsável por esta investigação, essa pessoa classificou-o como "desconhecido", eu classifico-o como o "Coral Castle Code". O que vemos na imagem são dois símbolos um em forma de S e outro em forma de 2 (mais um S espelhado do que um 2, mas é só para imaginarem), podem ver este símbolo em qualquer violino, uma cavidade em forma de S a outra em forma de S espelhado.


Na foto acima desta, aquilo não passa destes dois símbolos unidos em forma piramidal projectados sobre uma pirâmide lilás.
Este código (Castelo Coral) nunca foi entendido na sua totalidade. e possivelmente ainda não o é. Inicialmente acreditava-se que tinha a ver com a propagação do som, depois expandiram-se as teorias para magnetismo. O "Coral Castle Code" é usado para criar efeitos visuais intercalando estes dois símbolos de diferentes maneiras por forma a produzir um efeito visual magnético. Aqui ficam alguns exemplos mas a possibilidades de combinação e de formas são infinitas:



Este código era muito usado em padrões de vestuário de pessoas influentes e imagens de santos, pelo poder magnético causado pelo olhar, que fazia com que as roupas parecerem mais belas, mais distintas, influenciando a nossa opinião sobre quem as vestia.

Na verdade este código é muito mais do que isso e ainda não está completamente decifrado, mas ele é um dos princípios básicos do magnetismo, arquitectura, matemática. Podem ver estes símbolos sob a forma de pilares em adornos e fachadas,e sempre em locais de destaque, que de certa forma nos fazem olhar. Tudo em torno deste símbolo é complexo, deixo-vos um site muito bom sobre este código.

Para efeitos de compreensão, o que está representado na foto da pirâmide é este código em forma também de pirâmide que nos faz olhar para lá mais do que para os escravos joelhados em frente à pirâmide. Até que de dentro dela sai, Janet Jackson.

Como devem saber Janet Jackson é irmã de Michael Jackson que a certa altura da sua carreira estava muito perto do nível e da fama do irmão e ambos estavam a anos luz do resto da família, mas a certa altura Janet começa a falar em controlo, e escreveu esta música "control", o vídeo clip oficial entra na linha da letra e dá a entender que ela fala de controlo paternal, mas o vídeo que podem ver no link é do show ao vivo que é uma fantochada maçónica em que ela foi descida de trapézio pelo meio do esquadro e compasso Maçónico que ocupam todo o palco:

Este show com esta simbologia deu uma outra dimensão ao discurso dela antes de cantar o tema: "Esta é uma história sobre controlo, o meu controlo. O controlo sobre o que digo e controlo sobre o que faço, mas desta vez vou fazer isto à minha maneira. Espero que vos agrade tanto como a mim. Estão prontos? Eu estou, porque isto é tudo sobre controlo e eu tenho montes dele".

Esta foi uma tentativa de expressar o controlo real. Janet perto do final prematuro da carreira começou a falar do controlo real da industria sobre os artistas e matou ali a carreira, perdendo o contrato com a sua editora, o que a fez entrar em depressão, seguida de obesidade. Raramente era vista em público, tornou-se voluntariamente reclusa de si mesma, e demorou vários anos a sair da depressão causada pela pressão. O seu irmão Michael Jackson que era ainda mais pressionado e controlado queria , tal como disse perto do final da sua vida: "estabelecer-se financeiramente antes de atacar a industria", e assim o fez. Mas isso fica para outro texto.

Próximo texto: Parte 12 - Britney Spears, Miley Cyrus & Jonas Brothers

10 Comentários:

  lunatiK

quarta-feira, março 31, 2010 12:57:00 da tarde

Viva Bruno,
gostava de saber se existe algum controle a este nível na indústria musical Portuguesa.
Cumps.

  I.D.Pena

quarta-feira, março 31, 2010 2:22:00 da tarde

Existirá alguma autoridade com poder para proibir esse tipo de expressão pública por parte desses organismos no minimo maquiavélicos ?

  Bruno Fehr

sexta-feira, abril 02, 2010 1:31:00 da manhã

lunatiK:

"gostava de saber se existe algum controle a este nível na indústria musical Portuguesa."

Claro que existe, as empresas são as mesmas.

  Bruno Fehr

sexta-feira, abril 02, 2010 1:31:00 da manhã

I.D.Pena:

"Existirá alguma autoridade com poder para proibir esse tipo de expressão pública por parte desses organismos no minimo maquiavélicos ?"

Eles são a "autoridade", e basta o artista apresentar uma interpretação diferente e não há caso.

  Osama das Alturas

sexta-feira, abril 02, 2010 2:27:00 da manhã

Boas,

Não comento há vários meses mas acompanho todos os posts. Gosto de comentar so quando tenho dúvidas ou quando tenho algo de novo para acrescentar. Não sei se já viste isto que te vou mostrar mas a palavra "Evolving" despertou-me alguma curiosidade. Isto porquê? Deparei-me com o novo vídeo da Erykah Badu que era uma artista que eu tinha em grande consideração. Basicamente o vídeo passa-se em Dallas (será preciso explicar?), ela vai andando na calçada no mesmo local onde um outro senhor passeou em tempos e vai-se despindo. Nas costas, a palavra "Evolving" tatuada.
A senhora despe-se por completo(mesmo) e para espanto de todos, o clip acaba com ela a levar um tiro e a ficar caída no chão completamente nua.(que familiar!)
Foi a morte da antiga Erykah,
Para ajudar à festa, pelo cadáver passa de relance uma nova Erykah mas desta vez com umas tranças que sugerem uma personagem egípcia.
Vamos até à letra:

"So, presently i’m standing
Here right now
You’re so demanding
Tell me what u want from me
Concluding
Concentrating on my music, lover, and my babies
Makes me wanna ask the lady for a ticket outta town…
So can I get a window seat
Don’t want nobody next to me
I just want a ticket outta town
A look around
And a safe touch down
Window seat
Don’t want nobody next to me
I just want a chance to fly
A chance to cry
And a long bye bye..
But I need u to want me
Need you to miss me
I need your attention
I need you next me
I need someone to clap for me
I need your direction
Somebody say come back
Come back baby come back
I want u to need me
Come back come back baby come back
Come back come back baby come back
Come back come back baby come back
So, in my mind i’m tusslin’
Back and forth ‘tween here and hustlin’
I don’t wanna time travel no mo
I wanna be here
I’m thinking"

Pois sim... Para os parvinhos isto é uma música de amor. Para mim é um pedido de ajuda ("a chance to cry") em que ela reconhece que precisa "dele" para "lhe mostrar a direcção certa".

Foda-se! Mais uma.

Para concluir. Fui ao site oficial dela e vi puro descaramento.
Simbologia iluminatti à bruta.
http://www.erykahbadu.com/

Para finalizar, e eu nem quero acreditar, a música tem a participação de Questlove! dos The Roots. (Outro artista do qual gosto). Será que é ele quem apadrinha a transformação? Enfim!

Isto foi quase um post. Espero que traga algo de novo à serie.

PS: no site dela o clip tá em reverse. Será uma vontade explicita de voltar atrás? Quero crer que sim.

Osama das Alturas.

  Bruno Fehr

sexta-feira, abril 02, 2010 2:42:00 da manhã

Osama das Alturas:

"Isto foi quase um post. Espero que traga algo de novo à serie."

Sem dúvida que trás algo de novo e será adicionado. Foi uma das duas melhores dicas que recebi desde o inicio da série :)

Irei investigar mais, gostei em particular do site e de referirem o ankh, está aqui um bom enigma a decifrar :)

  Osama das Alturas

sexta-feira, abril 02, 2010 2:53:00 da manhã

Ainda a propósito de fantoches da música, lembrei-me de outro palhacito que marrou com os cornos no chão há pouco tempo na gala do ídolos.
Quem o viu neste vídeo:http://www.youtube.com/watch?v=8WxvDVopDio
em 1989, deve ter reparado que os óculos não lhe tapam a cara e que a música é mesmo música e não aquela bosta tocada ao piano formatadíssima para o povinho romântico português.
Bom, aprofundei um bocadinho (mas so um bocadinho) sobre este atrasado mental e reparei em letras como "É preciso ter calma". Gosto particularmente desta parte:

"Vês o passado dorido, ferido,
agora tudo te é querido.
Memória, vitória, não é esta a tua história.
Voou a tua vida, perdida,
por entre os braços da SIDA.
Mentira, roubada, pesada,
uma seringa trocada, um prazer, que agora é nada.
Perdoa se não sei que fazer,
Mas sei que deve doer,
dá-me o teu olhar e eu dou-te o meu amor,
e o beijo urgente, premente,
esperança que não dorme, conforme,
e dita o eu estar aqui.
Amanhã, sei lá, para já o som da guitarra
que me agarra, me prende, me solta,
e a ti dá-te a volta, ao sorriso,
tem calma..."

Pedido de ajuda? Talvez. Mas gosto da pirâmide que este merdas fazia com as duas mãos.

Viajando até a temas mais recentes, chamou-me a atenção o "Diabo no Corpo" (porque será?).
Este aqui é outro descaradíssimo:

"Corpo,
Como um mapa sagrado,
Em ti desenho o pecado.
Escrevo o mundo no meu
Corpo,
Com um toque divino,
Faço da pele o destino.
Sente nas mãos este meu
Corpo,
Uma estátua ardente,
E a cada toque teu,

Até a passerelle devagar
Se vai abrir por ti,
E toda a música que ouvires
Irá ser por existires
Sempre que digo:

Uhuuu, tenho o Diabo no Corpo,
Uhuuu, tenho o Diabo no Corpo.

Leva o meu
Corpo,
Por um momento eterno,
Fazes-me a vida um inferno.
Escondo um louco no meu
Corpo,
Um infinito prazer,
Por isso: "Qu'est-ce qu'on va faire?".
Só tenho tempo para o meu
Corpo,
Como uma sombra inquieta,
E nessa voz discreta,

Até a passerelle devagar
Se vai abrir por ti,
E toda a música que ouvires
Irá ser por existires
Sempre que digo:

Uhuuu, tenho o Diabo no Corpo,
Uhuuu, tenho o Diabo no Corpo."

Tem o diabo no corpo tem. Fala em toques divinos, em passerelles que se abrem após sombras inquietas lhe falarem com vozes discretas.
Eu suspeito disto. É só uma interpretação. O que achas?

Osama das Alturas.

  Anónimo

terça-feira, abril 06, 2010 9:11:00 da manhã

Desculpa Bruno,

Desculpa a msg incompleta d'ontem
(sou o tal da mensagem sem link)

O link era este
link: http://www.voltairenet.org/article162869.html

Já te tinha enviado um comentário á uns tempos para pesquisares este sr (que foi preso pela “seita”)

Foi um dos 1ºs a desmantelar MK e SRA em todo o mundo.
nome: Fritz Springmeier

Deixo-te tb o nome de outro sr que foi um mártir da causa, morreu para nos alertar do que se passa, se poderes arranja o seu programa na net (vai ser dificil) mas se tiveres dificuldade diz que arranjo-te
Nome: William (Bill) Cooper
Programa: Mystery Babylon

Sobre a corporação (musical) devias consultar este site, vais achar muito interessante
site: http://pseudoccultmedia.blogspot.com

Com isto deixo-te algumas fontes para te entreteres durante uns tempos.

De tudo o que já escreveste já eu sabia, maçonarias, símbolos, a corporação musical, a guerra planeada, etc, embora o teu ponto de vista da coisa, a maneira como a vês, abriu-me um pouco os horizontes e interligar coisas que ainda não tinha interligado.

Por isso é que acho que quanto mais gente a debater estes assuntos, melhor compreensão nascerá dai, pois 2 pessoas não pensam da mesma maneira

Acredito profundamente que o que vemos acontecer é apenas uma parte de uma guerra que se está a desenrolar, e a maior parte é a nível espiritual e invisível, da qual só vemos as consequências, no entanto ela está se a transpor para o plano terreno, o que é um pouco assustador.

Mas não devo falar mais por enquanto

Sei que és desconfiado (eu tb o sou), o conhecimento desta rede torna-nos assim

Espero que não descartes esta mensagem nem este contacto, pois poderemos trocar informação preciosa (tenho muitos anos de estudo desta seita toda)

Se quiseres posso te dar o endereço do fórum no qual divulgo parte das minhas investigações.
È só o pedires, despeço-me por enquanto

Só te peço para me manteres anónimo, sff

PS: Tb uso a palavra “suicidado” é curioso… ambos sabemos o que se passa….


NP

  juliano

terça-feira, dezembro 20, 2011 8:24:00 da tarde

eu nao gosto dos illuminati eles nos influenciam de diversas formas como filmes, musicas, desenhos mais nunca pensei que artistas e desenhos como beyonce fossem demoniacos

  David Marcelo Costa

domingo, dezembro 09, 2012 5:40:00 da tarde

Só uma pequena correção, Control é um single do primeiro grande êxito da Janet em termos de vendas em cd. O período descrito em que ela ficou ofuscada, ganhou peso e ficou esquecida é quase duas décadas depois...