Batidores da música (Parte 10) Eminem, Hilary Duff & Elliott Smith

Eminem talvez seja dos que mais lutou cedendo sempre, foi manipulado desde o inicio pois foi criado para ser um rapper famoso numa altura em que o mundo estava pronto a receber um segundo rapper branco. Segundo, pois o primeiro foi Vanilla Ice que um dia se fartou de ser manipulado e tentou escapar. Hoje Vanilla Ice é um rapper de terceira categoria em bares de esquina, apesar de ter sido o rapper que mais discos vendeu na história do hip-hop e o primeiro a conseguir colocar hip-hop nos tops de vendas acima dos cantores pop.
Eminem tentou por muitas vezes expor a verdade em letras, em videos. Onde usava a simbologia que lhe era imposta mas colocando sempre detalhes pessoais. Eminem deixou a industria pela sua filha, só para pouco tempo depois ter sido arrastado de volta.

Eminem fala muitas vezes em Rainman, tal como Jay-Z diz receber a inspiração desse Rainman, Riahnna é a terceira que diz depender do Rainman. Pelo que dá para entender da conversa deles, o Rainman é como um ser sobrenatural que os guia, mas não é.
Esta alusão de Rainman como guia acaba por ser interessante, pois em cada transformação de um artista quer seja ao vivo ou em vídeo há sempre um guia, um Rainman. Por isso voltarei ao Eminem mais tarde, pois há muito a ser dito sobre ele.

Hilary Duff, fez o seu ritual de transformação no vídeo "Reach Out". No inicio do vídeo há um homem vestido de negro, se repararem o guia ou Rainman está sempre vestido de negro, desde que falei na transformação de Britney e Christina em que a Madonna estava vestida de negro, Justin Timberlake na transformação de T.I. estava vestido de negro e aqui há também um Rainman vestido de negro que diz para ela se juntar a ele.

Hilary está amarrada, vestida ora de preto ora de branco, uma divisão entre a pureza e o mal que lhe está a causar estar presa. Ela não tem escolha e tem de ceder e acaba por implorar ao Rainman para a tomar.

(Mãos atadas, simbologia de não poder fazer nada)

Este vídeo é dos mais ricos em simbologia até agora, há símbolos por todo o vídeo, mais uma vez aparece o vestido de noiva e ela mergulha na água como que numa tentativa de limpar-se pois o seu vestido está já a escurecer, a pureza a partir.


O Rainman explica-lhe enquanto canta, que está ali e quer-a porque ela é uma super-star, fazendo um sinal de com as mãos de morte para que ela se entregue.


Claro que neste caso não seria morte física, regra geral quem não cede tem morte de carreira, a morte física é raramente usada tendo em conta a quantidade de pessoas na indústria. A alguns desses eu refiro-me como suicidados. Eu sei que não é uma palavra mas deveria ser pois suicidado é o termo correcto para quem é assassinado onde a versão oficial é suicídio.

Acho que de todos os casos de músicos suicidados e o primeiro de vários que irei abordar, o mais flagrante é do Elliot smith. Aos 34 anos ele morreu num quarto de hotel com duas facadas no peito.


Ele e a sua namorada discutiram e ela fechou-se no WC, ouviu um grito e quando abriu o porta ele tinha uma faca cravada no peito. Ela retirou a faca e chamou a policia não tendo visto mais ninguém no quarto. Com este testemunho e as impressões digitais dela na faca o relatório final da policia declara que a morte deste músico foi: Suicídio.


Eu só tenho a dizer: Ainda bem que não foi um suicídio com duas facadas nas costas, seria mais difícil de engolir.
Será que se fosse ela com a faca no peito e ele com esta história tendo as suas impressões digitais na arma, ele se safava?

Isto aconteceu em 2003, e agora completamente ilibada a sua namorada Jennifer Chiba vendeu a sua história, cedeu imagens e fotos para um documentário no qual participou chamado: Searching for Elliott Smith. Elliot deu raras entrevistas e nunca deu uma entrevista em que fosse filmado, este documentário é uma biografia não autorizada pela família desrespeitando a forma com que este musico sempre lidou com a sua exposição pública.

Nos últimos álbuns começaram a aparecer letras como: A distorted reality's now a necessity to be free e Looking Over My Shoulder, onde ele não buscava rimas nem refrões que entrassem no ouvido.

Próximo texto: Parte 11 - Ciara & Janet Jackson

12 Comentários:

  Vani

terça-feira, março 30, 2010 1:19:00 da manhã

A hillary foi encontrada morta. Suicidio?...

...?

  Bruno Fehr

terça-feira, março 30, 2010 1:28:00 da manhã

Vani:

"A hillary foi encontrada morta. Suicidio?..."

A Hillary Duff está viva, única coisa que aconteceu foi um acidente durante as filmagens do filme Greta onde ela quase morreu afogada. A noticia de que ela foi encontrada morta com várias facadas no peito foi uma brincadeira online que começou no site Youtube e que prova em como é fácil a propaganda atingir em horas milhões em todo o mundo.

Ela está viva.

  RG

terça-feira, março 30, 2010 2:42:00 da manhã

Toda a propaganda encontra na internet uma estrada sem fim, essa historia da Hillary Duff é um exemplo, como tb pode ser exemplo esta série de textos sobre a müsica. Porque a infornação chega às pessoas sem que elas se dêem ao trabalho de escrutinar e de pensar um bocadinho para perceberem se aquilo que lhes é dado como a verdade é mesmo a verdade ou apenas propaganda.

  Anónimo

terça-feira, março 30, 2010 3:29:00 da manhã

so uma coisa

beastie boys nao sao bem mais antigos e nao antigiram bem mais sucesso uqe o vanilla???

e beastie demonstram muitas inflencias nos seus videos?

  Bruno Fehr

terça-feira, março 30, 2010 5:39:00 da manhã

RG disse...

"Toda a propaganda encontra na internet uma estrada sem fim, essa historia da Hillary Duff é um exemplo, como tb pode ser exemplo esta série de textos sobre a müsica. Porque a infornação chega às pessoas sem que elas se dêem ao trabalho de escrutinar e de pensar um bocadinho para perceberem se aquilo que lhes é dado como a verdade é mesmo a verdade ou apenas propaganda."

Não nos podemos referir à Internet como meio de propaganda sem referir a TV, pois não Internet pode encontrar propaganda e exposição da mesma, o que não se passa na TV.

Logicamente que os meus textos são propaganda se não fossem eu não os escreveria, mas quem lê percebe que são propaganda das minhas ideias e opiniões, as quais sustento com links e imagens para que vocês possam retirar as vossas conclusões. Aqui ao contrário do outro lado da propaganda há discussão e os factos podem ser questionados e discutidos.

  Bruno Fehr

terça-feira, março 30, 2010 5:39:00 da manhã

Anónimo disse...

"beastie boys nao sao bem mais antigos e nao antigiram bem mais sucesso uqe o vanilla???"

Os Beastie boys são mais antigos mas não começaram no Hip-Hop, eles começaram como banda de Hardcore Punk em 1979. Em 1986 é que comecaram a carreira no Hip-Hop e atingiram algum sucesso internacional. Além disso a formação actual do grupo só existe desde 1998. Mas no auge do seu sucesso 1988/1989 Vanilla Ice tomou o planeta de assalto.

Vamos comparar os dois:

Beastie boys entre 1986 e 2009 (23 anos) venderam 40 milhões de álbuns somando as vendas dos seus 9 álbuns de hip-hop. O que mais vendeu atingiu os 5 milhões de vendas.

Vanilla Ice entre 1990 e 1991 (1 ano), o álbum "to the extreme" foi o que mais rápido vendeu na história do hip-hop e bateu todos os recorded de venda dentro do hip-hop, recorde batido por Will Smith em 1992 e mais tarde pelos Fugees. O single "Ice ice baby" foi o primeiro single Hip-Hop no numero da Billboard, só este single vendeu 11 milhões de cópias, o álbum ultrapassou os 15 milhões de cópias.

Vanilla Ice foi um produto criado do zero ao topo, uma formula que tem sido repetida com algum sucesso.

  Joao

terça-feira, março 30, 2010 2:11:00 da tarde

Suponho que sobre o Eminem ainda haja muito para dizer.
A música dele "Loose yourself" ganhou para mim um novo sentido, depois de ter começado a ler esta série de textos. :)

  Joao

terça-feira, março 30, 2010 7:31:00 da tarde

Já agora, também vais falar acerca de Frank Zappa? Acho que ainda não vi o nome dele nem nos teus textos nem aqui nas caixas de comentários.

  Vani

terça-feira, março 30, 2010 9:26:00 da tarde

Uai, tou-me a baralhar toda... não ouvi nada sobre essas facadas. O que vi, na TV, foi que tinha sido encontrada morta pela mãe, na banheira, de uma possivel overdose.

Ou estou a confundi-la com outra...

  Vani

terça-feira, março 30, 2010 9:27:00 da tarde

Certo, estava mesmo a trocar nomes. Eu referia-me à brittany murphy.

  Fly

quarta-feira, março 31, 2010 1:16:00 da manhã

João

ainda bem que falas no Frank Zappa:

Why Radio & Music Industry Sucks Nowadays:

http://www.youtube.com/watch?v=Vzm50HEmNeM

abraço

  Fly

quarta-feira, março 31, 2010 2:32:00 da manhã

João

ainda bem que falas no Frank Zappa:

Why Radio & Music Industry Sucks Nowadays:

http://www.youtube.com/watch?v=Vzm50HEmNeM

abraço