Bastidores da música (Parte 5) Robotização

Esta propaganda robótica não é só feita na musica pelas cantoras que referi no texto anterior, temos por exemplo um outro fantoche Illuminati, como Common Sense que convidou Pharell Williams para o seu vídeo U.M.C (Universal Mind Control = Controlo mental universal) em nesse vídeo Williams é um robot. A qualidade do tema é terrivelmente má, mas como segue a propaganda desejada passa na MTV e rádios e por isso vende:



Um rapper chamado T-Pain, que usa um processador de voz para robotizar as suas vocalizações:


Temos o filme de Will Smith I Robot, de um robot com sentimentos e reacções humanas em que nos dá a ideia de o robot ser mais humano do que o policia representado por Will Smith e é essa a intenção, querem que quem vê o filme ache que o robot é está mais perto da humanidade que o próprio humano.

Temos também o filme A.I. em que quando o fui ver, no final tinha meia sala de cinema em lágrimas, por acharem que a criança robot é mais humana que nós, choravam por uma máquina que nunca poderia ter sentimentos, mas que Hollywood quer que pensemos que sim.

Temos ainda o recente filme Avatar, que além de nos colocarem ao lado dos Extra-Terrestres e contra os humanos, ele mostra a dependência total do ser humano da tecnologia, em como com a ajuda dela até podemos receber o que não temos: uma vida diferente, o fim de uma doença, etc


Tudo isto é programação e não é para criar máquinas humanas, é para nós perdermos a noção da fronteira, a noção do que nos faz humanos.

Agora dizem-nos que o problema da raça humana são as emoções, que estão perto de encontrar uma maneira de as isolar, tornando impossível uma pessoa cometer um crime, mas por outro lado isso retira o que faz de nós humanos. Nós somos feitos de emoções, sem elas seremos máquinas.
A possibilidade futura de procriar in vitro onde toda a gestação será feita fora do corpo, aliada uma esterilização humana, isto são ideias das elites, esterilizar os humanos de forma à população poder ser controlada e os humanos que nascem seleccionados.

Podemos ouvir musica, ver filmes mas temos de ter em mente que o que estamos a ver não é ficção, é programação para uma realidade desejada.



Quanta ficção temos de ver na vida real para perceber que é mais do que a imaginação de um escritor? Acham mesmo que quando Star Wars ou Star Trek foram escritos, que esses escritores imaginaram o teletransporte, os hologramas, as armas lazer? Ainda recentemente vi na CNN primeira entrevista por holograma, vi também um show em Londres de um holograma gigantesco nos céus que representava a Death Star do filme Star Wars. As armas lazer existem já há décadas. Os escritores de filmes não imaginam, adiantam propaganda, mostram-nos o que está a ser estudado e que veremos em breve.

Agora surge a teoria que estamos a subir um degrau na escala da evolução e que nos estamos a tornar no Homo Evolutis, até num site que respeito e gosto como o TED isto foi falado por Juan Enriquez director da Biotechonomy, ele considera esta evolução a fusão entre o homem de hoje o robot de amanhã.


Olhem para o mundo à vossa volta com olhos de ver ou com a cabeça na areia, que nada muda, o plano é claro. Reduzir a população mundial quer por vírus, vacinas ou guerras, controlar o crescimento populacional proibindo mais de um filho por casal, pois já há cientistas a dizer que o problema do planeta são as crianças que são demais, quando na verdade os índices apontam para o oposto, e por fim infertilizar o ser humano gerando crianças por encomenda, mediante autorização do estado e conforme a necessidade populacional e de força de trabalho.
Uma clínica Inglesa líder em fecundação in Vitro, aceita encomendas de crianças onde se pode escolher sexo, cor de olhos e cabelo entre outras características. Em breve ter filhos será como ir às compras, onde iremos fazer um esboço em casa do puto que queremos.

Os fantoches da musica não são especiais, são tão dispensáveis como qualquer um de nós e por isso não nos podemos deixar influenciar por eles, temos de saber que é mais do que um show ou divertimento, o show é tentar colocar imagens estranhas na nossa mente até que as aceitemos como normais, submissão, obediência, a adoração a outros humanos vistos como especiais, etc.



A nossa mente é mais forte do que a destas elites, apesar dos esforços de nos estupidificarem até nas escolas, não podemos deixar que isso aconteça e conseguimos isso se tivermos curiosidade e sede de informação. Nem toda a informação interessa a toda a gente, mas se essa informação tem a ver com a vossa liberdade e felicidade, se não vos interessa é porque estão irremediavelmente adormecidos e prontos a serem dominados. E é isso que temos de evitar.
Nós somos mais poderosos que as elites, temos mais inteligência pois não somos fruto de incesto e misturas de sangues iguais. O que eles possuem é dinheiro, mas o dinheiro só vale enquanto estivermos adormecidos e lhe dermos valor. Iremos superar esta idade média do conhecimento e superar esta dependência de pedaços de papel, quando isso acontecer entraremos numa nova idade dourada, onde o conhecimento e informação voltarão a estar ao alcance de todos.


Próximo texto: Parte 6 - Incubus, T.I.P., G. Numan & R. Thick

37 Comentários:

  I.D.Pena

terça-feira, março 23, 2010 11:10:00 da manhã

Yep concordo contigo, se bem que a elite controle o dinheiro , governos e serviços, estão a fazer um péssimo trabalho em termos de governação , e é aí que as pessoas têm que se lembrar que são pessoas e não só um numero.

Com a natureza não se brinca, e quem brinca com a natureza paga caro.

Escolher filhos como se escolhe uma peça de roupa ou 1carro é duma estupidez tamanha que temo que isso só signifique que o humanus evolutis é na verdade um retrocesso para a raça humana. Uma espécie de digievolução.

O que nos faz humanos são as nossas emoções, é o conciliar o lógico com o ilógico.

Mas , cada vez mais, (e isso é bom) conheço pessoas que não se identificam com o capitalismo, e cada vez somos mais e mais.

  Williams

terça-feira, março 23, 2010 12:37:00 da tarde

Viva.
Só uma pergunta de esclarecimento a um texto interessante.
Quem são as elites?

Talvez já o tenha referido em textos anteriores mas ainda não tive tempo para os ler..

Cumprimentos

  Hazel

terça-feira, março 23, 2010 1:10:00 da tarde

Tomara que assim fosse, mas o "povo" não é, de forma alguma, mais poderoso do que as elites.
Porque não é unido.
Porque têm o cérebro lavado com os futebóis, a ganância e as novelas.
E porque jamais as pessoas deixarão de valorizar o dinheiro.
Isso seria uma utopia.

No entanto, a tua intenção ao escrever este post é honrosa. Só que estás como uma pessoa que vê em terra de cegos. Mas, por favor, continua.
Estes textos são importantes e necessários.

  Jane Doe

terça-feira, março 23, 2010 1:39:00 da tarde

Gostei da injecção de esperança do último paragrafo mas continuo a duvidar.

  mike shinoda

terça-feira, março 23, 2010 2:32:00 da tarde

deixo aqui a música que fica de mote para esta série de textos:

http://www.youtube.com/watch?v=w8KQmps-Sog&feature=fvw

;)

à posterior aprovação do autor

  Manula

terça-feira, março 23, 2010 3:43:00 da tarde

Estes textos e este blog em geral são excelentes.
Todos os escritos dedicados à verdade são excelentes.
A verdade anda por ai, cada um tem a sua!

  Pedro Almeida

terça-feira, março 23, 2010 5:45:00 da tarde

E o Quim Barreiros???
O grande mestre illuminati português?
Porque não o desmascaras?
Tendes medo, é?

  Pedro Almeida

terça-feira, março 23, 2010 5:48:00 da tarde

E a Ana Malhoa?
Toda a gente sabe que aquele enorme par de seios tem efeitos hipnóticos!
Porque não falas dos portugueses???
Coragem homem!

  provocação

terça-feira, março 23, 2010 5:50:00 da tarde

Bruno, clap clap clap, grande post! Muito bom mesmo, mas acho que te estás a esquecer de falar nessa grande robotização que fizeram por exemplo às vacas, todos merecemos uma explicação ou pelo menos lutar contra a ordenha automática porque já não há humanização no trato e depois elas revoltam-se e quando morrem auto envevenam-se na carne que vamos comer depois. E nós morremos! E as galinhas a mesma coisa! Pensas que é uma mão humana que lhes dá comida? Não é!!! São máquinas, e sabe-se lá o impacto disso nos ovos e na própria criação!!!

  Jane Doe

terça-feira, março 23, 2010 8:55:00 da tarde

É, eu acho que nos deviamos revoltar contra a ordenha automática das vacas e a alimentação robotizada das galinhas, e deviamos realmente descodificar o verdadeiro significado iluminati da Maria quero cheirar teu bacalhau.

Aliás, eu vou começar a dar de comer na palma das mãos às minhas galinhas.

:)

  Pedro Almeida

terça-feira, março 23, 2010 11:18:00 da tarde

E a Lena D'Agua? A grande responsável pela introdução do robotismo em Portugal?
Aquela canção do Olhó Robot continha mensagens subliminares e afectou toda a geração que era criança e jovem nos anos 80!
E que grande coincidência, era logo a irmã de um grande ídolo do Benfica, o Rui Aguas.
Esta conspiração não conhece limites!

  Jane Doe

terça-feira, março 23, 2010 11:35:00 da tarde

A intenção do meu comentário não foi propriamente fazer coro.

Mas pronto.

Ironia não é uma figura de estilo acessível a todos.

Eheheheh

  Pedro Almeida

quarta-feira, março 24, 2010 12:31:00 da manhã

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
  Bruno Fehr

quarta-feira, março 24, 2010 12:42:00 da manhã

I.D.Pena:

"Escolher filhos como se escolhe uma peça de roupa ou 1carro é duma estupidez tamanha que temo que isso só signifique que o humanus evolutis é na verdade um retrocesso para a raça humana."

Isso significaria a paragem evolutiva, pois a manipulação genética poderá ir muito além do simples aspecto físico, ao ponto de gerar pessoas sem livre vontade, através do isolamento de genes, que ninguém sabe até que ponto está evoluído.

  Bruno Fehr

quarta-feira, março 24, 2010 12:42:00 da manhã

Williams:

"Só uma pergunta de esclarecimento a um texto interessante.
Quem são as elites?"

As 13 famílias Illuminati que controlam os principais bancos mundiais e a maçonaria que por sua vez controla governos. Além dos bancos e dos grandes grupos económicos 3 dessas familias sao responsáveis pela fundacao da industria cinematográfica em Hollywood (Rothschild, Rockefeller e Disney), bem como as principais empresas discográficas.

  Bruno Fehr

quarta-feira, março 24, 2010 12:43:00 da manhã

Hazel:

"Tomara que assim fosse, mas o "povo" não é, de forma alguma, mais poderoso do que as elites.
Porque não é unido."

Isto é verdade, mas quando é que surge a união? A vontade de lutar e mudar as coisas? Quando estão entre a espada e a parede, até lá ignoram. Por isso continuo a dizer que o maior erro das elites é pensarem que este século é o século para agirem, e estão visivelmente a apressar o processo.

Se vemos uma estrada bloqueada, vamos por outra, mas quando não há mais estradas possíveis para irmos para casa, somos obrigados a confrontar as autoridades para podermos passar.

Estamos numa era de sociedade passiva que evita confrontos, mas quando não tivermos para onde fugir e como evitar, haverá união.

"E porque jamais as pessoas deixarão de valorizar o dinheiro.
Isso seria uma utopia."

Basta que rumo que estamos a seguir continue, pois estamos a caminhar para um colapso económico mundial. Na minha área de trabalho noto isso, pois os grandes grupos estão a largar o dinheiro e a investir em bens como: ouro, prata, bens imobiliários. No que toca ao local onde trabalho os negócios em metais preciosos triplicou nos últimos 6 meses.

  Bruno Fehr

quarta-feira, março 24, 2010 12:43:00 da manhã

Jane Doe:

"Gostei da injecção de esperança do último paragrafo mas continuo a duvidar."

Mas temos de a ter, pois não é possível um grupo de 10.000 pessoas dominar 6 biliões. Tal como Portugal perdeu um império pelo mesmo motivo, 10 milhões não conseguem dominar 500 milhões.
A única forma é com repressão e violência e aí as pessoas agem, ninguém dá a outra face pois o segundo estalo poderá doer mais.

  Bruno Fehr

quarta-feira, março 24, 2010 12:43:00 da manhã

mike shinoda:

"deixo aqui a música que fica de mote para esta série de textos:

http://www.youtube.com/watch?v=w8KQmps-Sog&feature=fvw"

Podes dizer-me que música é? A censura Alemã bloqueia 60% do Youtube.

  Bruno Fehr

quarta-feira, março 24, 2010 12:43:00 da manhã

Manula:

"A verdade anda por ai, cada um tem a sua!"

Cada um tem a sua versão da verdade, pois verdade há só uma e ela está no meio, entre duas versões opostas.

  Bruno Fehr

quarta-feira, março 24, 2010 12:43:00 da manhã

Pedro Almeida:

"E o Quim Barreiros???
O grande mestre illuminati português?"

Nenhum artista é Illuminati, nem nunca o será. Um mínimo de leitura teria evitado este comentário.

"E a Ana Malhoa?
Toda a gente sabe que aquele enorme par de seios tem efeitos hipnóticos!"

Toda a gente, ou os auto-intitulados "furaconhinhas"?

  Bruno Fehr

quarta-feira, março 24, 2010 12:44:00 da manhã

provocação:

"Muito bom mesmo, mas acho que te estás a esquecer de falar nessa grande robotização que fizeram por exemplo às vacas, todos merecemos uma explicação ou pelo menos lutar contra a ordenha automática porque já não há humanização no trato e depois elas revoltam-se e quando morrem auto envevenam-se na carne que vamos comer depois."

Por acaso já falei disso na minha série chamada: Veritas. A morte violenta de animais é para isso mesmo, para comercializar carne contaminada durante essa morte.

A vaca leiteira passa uma vida a levar injecções para que o corpo gere leite sem que esteja prenhe.

  Bruno Fehr

quarta-feira, março 24, 2010 12:44:00 da manhã

Jane Doe:

"É, eu acho que nos deviamos revoltar contra a ordenha automática das vacas"

A ordenha automática serve para responder à procura de leite, pois a necessidade é tão grande que é impossível ter funcionário a fazer ordenha manual. O que é grave é o que injectam na vaca para ela estar constantemente a produzir leite.

Um protesto contra esse tipo de ordenha, seria por exemplo, comprar uma vaca.

  Bruno Fehr

quarta-feira, março 24, 2010 12:44:00 da manhã

Pedro Almeida:

"E a Lena D'Agua? A grande responsável pela introdução do robotismo em Portugal?
Aquela canção do Olhó Robot continha mensagens subliminares e afectou toda a geração que era criança e jovem nos anos 80!
E que grande coincidência, era logo a irmã de um grande ídolo do Benfica, o Rui Aguas."

Boa referencia, no entanto deixo a parte de futebol para o seu blogue, pois acredito que seja difícil alguém não ter outro assunto ao não ser conas e futebol.
Você consegue, mas felizmente você não é exemplo para ninguém, logo, ainda há esperança para a humanidade.

  Bruno Fehr

quarta-feira, março 24, 2010 12:45:00 da manhã

Jane Doe:

"Ironia não é uma figura de estilo acessível a todos."

Tens de usar uma técnica para que esta malta perceba, no meio de uma frase mesmo que irónica carregada de informação, deverás, sem motivo aparentes colocar as palavras: "cona", "sexo", "bola", "benfica/Sporting/Porto" lá pelo meio para manter este tipo de pessoas atentas.

  provocação

quarta-feira, março 24, 2010 3:44:00 da manhã

Não percebi porque é que a Jane Doe está com piadolas à minha intervenção, só prova que não está dentro de todo o poderio que a maquinização veio tirar à humanidade, se calhar é mais uma das que estão prestes a serem dominadas. Como dizes Bruno, quem não acredita está vulnerável e o que eu disse faz muito sentido. Aliás, os próprios satélites são um instrumento que pode ser usado, lembro-me de ter lido uma vez que na Focus que se um país conseguisse dominar um satélite conectado a um país inimigo e interferisse na informação dada ao grande público isso poderia levar a um caos e nem de propósito uma brincadeira tola na Georgia há uns dias acerca de uma suposta invasão russa levou ao pânico, vai daí... e também acho que o uiniverso Disney está cheio de mensagens implícitas, o nosso cérebro é que conscientemente não descodifica, devias falar mais sobre o rato Mickey e a caixa forte do tio Patinhas que tb podem ser envaixadas nesta onda das pirâmides e dos deuses egípcios, aliás os bonecos são todos pagãos, nunca se viu eles a prestar culto, viu?
Portanto não nego o poder dos mais pequenos electrodomésticos, quem garante que as Bimby e as máquinas de fazer pão, iogurteiras e microondas não possuem raios micro que ninguém vê e que nos destabilizam? Se calhar já verificávamos o aumento estúpido de diivórcios!

  Bruno Fehr

quarta-feira, março 24, 2010 5:22:00 da manhã

Pedro Almeida:

Comentário eliminado! Vai ler a bola ou escrever lá no furaconinhas.blogspot.com
Sinceramente... com um blogue com um nome desses e falar da bola, não mereces qualquer tipo de consideração da minha parte.

És o exemplo supremo da parte da sociedade primitiva e com gosto em o ser.

  Bruno Fehr

quarta-feira, março 24, 2010 5:29:00 da manhã

provocação:

Sim, as elites politicas Americanas querem dar o poder de desligar a internet ainda este ano ao Presidente Obama, mas há um risco muito maior na comunicação satélite que eles ocultam porque o usam. A internet é tanto usada por eles como por nós e aqui as pessoas seleccionam o que querem, via satélite levam com o que querem, não querem e com o que não percebem.

"também acho que o uiniverso Disney está cheio de mensagens implícitas, o nosso cérebro é que conscientemente não descodifica, devias falar mais sobre o rato Mickey e a caixa forte do tio Patinhas que tb podem ser envaixadas nesta onda das pirâmides e dos deuses egípcios, aliás os bonecos são todos pagãos, nunca se viu eles a prestar culto, viu?"

Sim, sem dúvida. Já dediquei dois ou três textos ao sexo vendido a crianças através de desenhos animados. Estou neste trabalho sobre a música e tenho um outro sobre o cinema, os desenhos animados poderá ser uma sequência lógica.

"Portanto não nego o poder dos mais pequenos electrodomésticos, quem garante que as Bimby e as máquinas de fazer pão, iogurteiras e microondas não possuem raios micro que ninguém vê e que nos destabilizam? Se calhar já verificávamos o aumento estúpido de diivórcios!"

Pior que os divórcios, já viste o aumento assustador de casos de cancro nos últimos anos?

  Carolina Morgado

quarta-feira, março 24, 2010 12:41:00 da tarde

Olá Bruno,

Já muito tempo que não comento por aqui (e quando o fazia era ainda enquanto blogger...) mas ok eu talvez ande muito adormecida eu continuo a querer acreditar no mundo cor de rosa e sobretudo que o meu futuro depende de mim propria e das minhas vontades e não das ideias de treze familias supostamente poderosas... elites sempre houve, desde os tempos da pedra com os chefes das tribos, agora planos maquiavélicos para controlar toda uma população mundial?? Hitler tentou, não conseguiu, será que estaremos tão adormecidos e anestesiados com cultura pop que a verdade nos escapa aos escolhos??

Desculpa mas não quero acreditar... e espero que seja uma teoria da conspiração que não passará disso mesmo, teoria da conspiração....

Beijinho

  Jane Doe

quarta-feira, março 24, 2010 12:49:00 da tarde

A Jane Doe está com piadolas ao seu comentário porque achou um exagero, principalmente a parte das galinhas. E pensei que estivesse a ser irónica, daí ter usado o mesmo tom.

E peço desculpa pela minha má intervenção, mas isso das galinhas simplesmente não me entra.

Tal como não me entra a relação entre electrodomésticos e aumento de divórcios.

Pronto, se falarmos em cancros ok, mas divórcios?

É simplesmente demais.
Fica aqui o pedido de desculpas.

  Jane Doe

quarta-feira, março 24, 2010 1:06:00 da tarde

Quanto a isso de estar prestes a ser dominada, vou controlar a minha vontade de responder com ironia, e dizer apenas que estou suficientemente alerta, mas que ainda não decidi ir viver para o mato.

Não acredito que TUDO à minha volta seja feito para me controlar, ou pelo menos não inicialmente, e não acredito no poder que todas essas coisas possam ter em mim, pois se assim fosse, todos os que usamos pc, telemóvel, a televisão, o carro, o mp4, o ar condicionado, o aquecimento, os wireless da internet, a luz, a torradeira, a maquina de lavar roupa, a maquina de lavar louça (que eu nao uso) etc etc etc estariamos no ponto para sermos controlados. E estamos? A parte errada disto tudo é quererem fazer-nos acreditar que somos dependentes de tudo isto.

  I.D.Pena

quarta-feira, março 24, 2010 3:15:00 da tarde

Exacto. O Cancro e outras doenças terminais aumentaram e muito, entre elas também está as doenças mentais, autoimunes, alergicas, e muito mais...

O Obama implementou agora um serviço de saúde para ver se limpa a imagem e provavelmente até vai conseguir.

É uma luta sem glória a da nossa geração(por isso é que ninguém quer dar a mão à palmatória), mas acho , ainda assim que a UNIÃO não acontece por pura e basicamente orgulho e falta de aceitação. Ora se não estamos preparados para usar o unico triunfo que temos estamos condenados a esta lenta extinção.

  Anónimo

quinta-feira, março 25, 2010 12:39:00 da manhã

a musica que o mickshinoda dizia é
Muse - Uprising

cumps

  Bruno Fehr

terça-feira, março 30, 2010 2:51:00 da manhã

Carolina Morgado:

"mas ok eu talvez ande muito adormecida eu continuo a querer acreditar no mundo cor de rosa e sobretudo que o meu futuro depende de mim propria e das minhas vontades e não das ideias de treze familias supostamente poderosas..."

E deves de acreditar que o teu futuro depende de ti, mas para isso não precisas de ver o mundo cor-de-rosa, deves ver as cores todas e mesmo assim acreditares que podes moldar o teu futuro.

"agora planos maquiavélicos para controlar toda uma população mundial?? Hitler tentou, não conseguiu, será que estaremos tão adormecidos e anestesiados com cultura pop que a verdade nos escapa aos escolhos??"

Hitler tentou financiado por quem? Todas as guerras são financiadas. O Illuminati Rothschild financiou os Ingleses com o seu banco em Inglaterra e financiou Napoleão com o seu banco em Franca, fez tanto dinheiro que é hoje dono do banco de Inglaterra. Hitler foi só uma cara e nunca ninguém procurou os investidores, os que lucraram com os empréstimos a Hitler e os lucraram com a reconstrução da Alemanha e da Europa. Numa guerra, quem financia a destruição é que financia a construção, é por isso que a guerra é tão lucrativa.


"Desculpa mas não quero acreditar... e espero que seja uma teoria da conspiração que não passará disso mesmo, teoria da conspiração...."

As pessoas precisam de diferenciar termos, não existe teoria da conspiração, existem sim teoria sobre a conspiração pois a teoria tem de ter bases.

  Bruno Fehr

terça-feira, março 30, 2010 2:51:00 da manhã

I.D.Pena:

"Exacto. O Cancro e outras doenças terminais aumentaram e muito, entre elas também está as doenças mentais, autoimunes, alergicas, e muito mais..."

Vi a semana passada uma estatística que refere que 23% dos portugueses possuem problemas psíquicos... o que me parece propaganda.

"O Obama implementou agora um serviço de saúde para ver se limpa a imagem e provavelmente até vai conseguir."

Esse programa é de loucos, todos os países estão a privatizar os seus sistemas de saúde para evitar a falência do sistema e os EUA no meio de uma crise querem criar esse sistema? Sorry, não pega.

  Bruno Fehr

terça-feira, março 30, 2010 2:52:00 da manhã

Anónimo:

Não tenho ainda opinião definida sobre ela, cheira-me a esturro a relação letra vídeo.

  NunoRVicente

segunda-feira, abril 05, 2010 12:32:00 da manhã

Tu és o maior!
Dizes tudo o que há para dizer nem meias medidas, estou a gostar de ler. Já são poucos o que vêm o mundo como ele é e não como queremos que seja. Mais um seguidor do blogue. Grande abraço!

  Daniel Villan

quinta-feira, maio 20, 2010 12:36:00 da manhã

Tinha de deixar aqui o meu comentário.. ler as tuas palavras fez-me lembrar as minhas, dou-te os meus sinceros parabens pelo blog e espero que mais pessoas entendam certas verdades que apesar de óbvias, por alguma razao muito estranha demoram a entrar na cabeça... um abraço!