João Pedro Pais


Sinceramente, não sei se este meia-foda ainda canta. Devido à distância a que me encontro das terras Lusas, estou desactualizado com a realidade musical Portuguesa.

Eu não podia com este gajo. Este facto não tem nada a ver com o peso dele, pois ele é peso mosca, mais precisamente mosca morta. Só tenho pena, que ele tenha deixado a luta livre pela musica, pois a luta livre era razão para lhe dar uma sova ao cruzar-me com ele na rua. Infelizmente, o simples facto ser irritante, não é motivo para lhe bater. Além disso, não se bate em duendes.

Não gosto de malta que só faz musicas "de ir ao cu, devagarinho", aquelas musicas de bebé chorão, onde tudo corre mal e se é um triste, do tipo:

"Ela deixou-me, trocou-me por um camionista, 
agora estou sozinho, condenado a comer alpista, c
hora por mim, chora comigo, 
dá-me um beijinho, no meu piercing do umbigo".


Bolas, uma balada aqui, uma balada ali, tudo bem. Às vezes temos de fazer uma musica que apela ao sentimento. Agora todas? Dass, ele deve ter uma vida de merda, todas as gajas lhe dão coices.

O "amor" por este ser, começou quando saiu a musica... não me lembro do nome mas o refrão era, "ando louco, tão louco... lalalala, olari ló lela". Ora bem, vamos lá rever este belo poema, profundo, que saiu da profundidade mais profunda do intestino grosso.

"Acende um cigarro
Olha para mim
Sentada a meu lado
Toca-me a assim"


Assim como? Como será que a gaja lhe toca? Na verdade o poema continua mas ele não esclarece a malta. Pronto, é a primeira quadra, faz pouco sentido mas desculpa-se.

"Envergonhado estou-me a sentir
Posso estar farto
Mas fico por aqui"


"Envergonhado estou-me a sentir", esta frase é linda. Não faz sentido que o moço diga isto desta maneira, visto que este verso não rima com nada. Na verdade, ele diz que fica por aqui, mas mente, pois a barbaridade continua:

"Há quem queira
Por-me em cima de um altar
Há quem diga
Que sou a sorte e o azar"


Mentiroso sou eu e não minto tanto. Em cima de um altar? Eu diria, debaixo de um balde de merda. Quanto ao azar, esse é de quem tem a infelicidade de ligar o radio e ouvir esta caca.

Após os 11 primeiros versos. Sim 11. Ora bem 11 versos não são 3 quadras, nem 4 tercetos. Também não é um soneto. A rima começa por ser interpolada na primeira quadra mas depois descarrila tudo e passa a ser rima fodida.

Agora vamos ignorar o refrão e vamos agora às rimas:

"Cigarro" por mais que ele queira, não rima com "lado" e muito menos com "farto". Desculpem mas o facto de ambas as palavras acabarem em "o", não chega. Rimar "mim" com "assim", ainda vá, mas seria melhor se a quadra fizesse algum sentido.
Agora eu pergunto as palavras "sentir" e "aqui", não estão ali a fazer nada. Da mesma maneira "queira" não rima com "diga", no entanto a quadra é parcialmente salva por "altar" e "azar" rimarem.

Continuando.

"Não são raros os casos
Em que não tenha de me cruzar
Selamos segredos
Por vezes dão que falar
Bebe-se um copo
Um convite para jantar
Salta-me à vista esse teu rebelde olhar"



OK, "não são raros os casos em que não tenha de me cruzar", vamos ver se consigo dar um sentido a esta sopa de letras. Se "não são raros" é porque são casos comuns, portanto é comum que ele "não tenha de se cruzar". Estes dois "não", confundem-me e os versos seguintes não me esclarecem com que é que é comum ele não ter de se cruzar.

"Selamos segredos que por vezes dão que falar", também deixa a minha alma parva. Se é um segredo não é para FALAR! Nem mesmo "por vezes", é um segredo, idiota!

"Bebe-se um copo, um convite para jantar". Um copo também eu bebo, até bebo dois ou três, mas não bebo convites. Este rapaz diz cada merda... Depois quer um prémio Blitz, ele devia era ter levado com um blitz pela peida acima, quando escreveu isto e não me estou a referir ao jornal.

Eu nem vou falar do ultimo verso, "um olhar que salta à vista", é demais para o meu cérebro genial.

Mais uma vez, vamos ignorar o refrão e passar às rimas:

"Casos", "segredos" e "corpo", não rimam nem pela lei do caralho. Mesmo que as duas primeiras palavras terminem em "os". Mas, pronto. "Cruzar", "falar", "jantar" e "olhar" todos rimam com "cagar", não é bonito mas rima.

Continuando.

"Sorriso nos lábios
Tenta-me seduzir
Fico nervoso
Daqui quero sair"


Tudo bem aceito o "sorriso nos lábios", não porque possa haver um sorriso na axila, mas porque os olhos também sorriem. O ultimo verso, "Daqui quero sair" é do estilo "Envergonhado estou-me a sentir". A isto chama-se a rima "forçada", pois é a única maneira do verso terminar numa palavra que rime com "seduzir".

Certamente "lábios" não rima com "nervoso", mas também não tem de rimar, visto que objectivo é ter "seduzir" a rimar forçadamente com "sair".

O refrão:

"Ando louco, tão louco, louco por ti
Fico louco, tão louco, fora de mim"


Ignorando o lógico que é o facto de "mim" não rimar com "ti", passamos directamente ao ilógico. Quem anda, não fica, se anda já está. Portanto se um louco anda louco, não fica louco, ficou. Entenderam?

Para provar que é possível fazer uma quadra com rima interpolada, em que as palavras realmente rimam, eu próprio irei estimular o meu génio para escrever uma quadra:

"Debaixo de uma azinheira
Encontrei a felicidade
Conheci uma velha solteira
Que ainda estava na validade"


Por mais estúpida que seja esta minha quadra, na verdade ela rima. Não rima com a ultima letra de cada palavra mas sim com as ultimas quatro letras. Pelos menos, que a rima tenha as duas ultimas letras em comum.

OK, fico por aqui!

O quê? Mais uma quadra? Quem pensam que sou, O João Pedro Pais?

"Ainda estava na validade
Estava quase por estrear
Foi por tesão e não vaidade
Que a tive de enrabar"



E pronto, fico por aqui, acho que já chega de bater no strumfe!

15 Comentários:

  bela_sonhadora

quarta-feira, agosto 08, 2007 11:57:00 da tarde

e que tal enviares uma dessas sugestoes de quadras ao teu amiguinho hein? nunca se sabe a que ponto ele consegue xegar looooooooooooool

Crestfalen consegues superar-te a cada post que publicas hahahaah

  Crestfallen

quinta-feira, agosto 09, 2007 12:02:00 da manhã

bela_sonhadora:

Não é superar-me, isto é só tesão de mijo, entretanto acabam-se os temas e tenho de andar a pedir temas para escrever...

  Babe

quinta-feira, agosto 09, 2007 9:29:00 da manhã

Com rimas assim tinhas sucesso garantido! Não sei de destronavas o JPP mas o Quim Barreiros, era na certa!

  Amsilva

quinta-feira, agosto 09, 2007 11:19:00 da manhã

eh queres ver que temos aqui um poeta e nem ele tinha ainda percebido isso??

faz pr'aí rimas com força, envia a um dos cantores tugas e com jeito ainda arrepnhas umas notitas extra

  Helluah

quinta-feira, agosto 09, 2007 1:46:00 da tarde

Crest, primeiro, nem eu que também não posso com o gajo nem bordado a ouro e diamantes encrustados me dou ao trabalho de ouvir as músicas lamentáveis, quanto mais fazer um post dedicado a ele.. ahahaha.. bom.. de facto essa letra faz tanto sentido como molhar a batata frita no sunday de chocolate(se bem que eu até gosto) ou melhor, faz tanto sentido como um gajo mudar de sexo p gaja e depois dar em fufa.. mas enfim... esse gajo já tem cara de desgraçado, querias que ele cantasse rock? querias que ele cantasse uma merda do genero Robbie Williams so self centred? naaaa... porrada mesmo!! e depois há sempre umas almas tão lamentáveis como ele que se identificam com as músicas.. deprimente...

  shadows in love

quinta-feira, agosto 09, 2007 3:14:00 da tarde

Para quem não sabe nada até que conheces bem a música... hummm e olha que eu até gosto ou gostava dos Strumpfes... com um bocadinho de sorte até podes virar pimba por esses lados...

  Skynet

quinta-feira, agosto 09, 2007 4:04:00 da tarde

Esse Pedro Pais é mesmo, na falta de melhor palavra, um merdas!

Ele veio cantar na minha terra nas festas populares, e para além das músicas não meterem jeito nenhum como tu dizes, ainda exigiu um quarto privado, uma selecção de frutas exóticas e ninguém podia subir ao palco enquanto os instrumentos dele lá estivessem, para ninguém estragar nada.

Pelo menos a única coisa que o Quim Barreiros exigiu foi vinho. O Quim Barreiros é o meu idolo! lol

  Crestfallen

quinta-feira, agosto 09, 2007 4:11:00 da tarde

Babe:

Não, o Quim Barreiros é um senhor, o que ele canta não é porco, as nossas mentes é que são.

  Crestfallen

quinta-feira, agosto 09, 2007 4:11:00 da tarde

Amsilva

Sou chamado de, "um poeta do caralho".

  Crestfallen

quinta-feira, agosto 09, 2007 4:15:00 da tarde

Helluah:

Mas se eu escrevesse um posto sobre alguém de quem gosto. Sei lá... Fátima Preto, a não ser que eu descrevesse detalhadamente o que lhe faria, o texto não interessava a ninguém.

Eu gosto de dizer às pessoas que não gosto delas. Ao JPP tive a oportunidade de lhe dizer pessoalmente uma noite no Lux.

Se não gosto, não gosto :)

  Crestfallen

quinta-feira, agosto 09, 2007 4:17:00 da tarde

shadows in love:

Como já tive numa onda de adolescente que escrever merdas que rimam (ainda anda para aí um blogue com essas merdas), neste caso queria que rimasse idioticamente mas melhor.

  Crestfallen

quinta-feira, agosto 09, 2007 4:18:00 da tarde

Skynet:

Foda-se o Tio Quim é o maior. O dia do cortejo da Queima é sempre a noite do Quim Barreiros. O homem gosta mais daquilo que do bacalhau da Maria:

  su

quinta-feira, agosto 09, 2007 6:59:00 da tarde

O João Pedro Pais é um totó e quem gosta dele pior ainda! Blheck

  Crestfallen

quinta-feira, agosto 09, 2007 7:32:00 da tarde

su:

O gaja vende discos, mas parece que quem compra os discos dele não frequenta este blogue.

  Fada

sexta-feira, maio 22, 2009 2:24:00 da manhã

:D

Um comentário negativo:

NÃO gosto do JPP... Esse e o James Blunt são..... Bllllearrggghhhhh!!!

NÃO o devias comparar aos estrunfes, eu gosto deles, vivem nos cogumelos! :D

NÃO resisti a comentar este post com quase 2 anos, porque já devia estar a dormir e estou-me a rir... :D

NÃO te vou deixar beijitos, deixo-te:

Beijinhos e bons sonhos! :)