Sondagem "à lá" Crestfallen


Fiz um inquérito, devido o um e-mail que recebi. Nesse e-mail, alguém com um blogue respeitável e com mais audiência do que o meu, dizia que não é necessário recorrer ao palavrão para se ter piada.

Quero desde já salientar que o recorrer ao palavrão, não é uma tentativa de ter graça. O que faço é simplesmente dar um uso completo da língua Portuguesa sem discriminar palavras, só porque as pessoas lhe dão significados injustos.


Merda - Não é mais nem menos que fezes.

Caralho - Palavra que designa o órgão sexual masculino.

Foder - É bom e gosto muito. Não lhe posso chamar "fazer amor", pois foda é foda!

Pichota - Outra palavra que significa pénis.

Foda-se - Uma palavra um pouco sem lógica, pois é foda + você. Para o uso que damos a esta palavra não faz sentido. Deveria escrever-se "fodasse". Porquê? Se ao estacionar risco o meu carro e digo "foda-se", estou a falar sozinho mas a mandar foder alguém. Quem? Fodasse, seria mais correcto.


Passo a descrever os resultados:

72% Estão-se a cagar para os palavrões que digo
Ainda bem, pois não tenciono mudar.

13% Perguntam o que é um palavrão
Eu pergunto o mesmo, para mim um palavrão é: "promenor", "comesso" e outra barbaridades que se escrevem.

8% Acham que os palavrões também são Português
8% que pensam como eu, é bom saber que não estou só nesta luta pela libertação do palavrão.

2% Acham que devia lavar a boca com lixívia
Para estes, tal como para a pessoa responsável pelo e-mail que causou tudo isto. Podem ir para o caralho que vos foda! E boa sorte!

8 Comentários:

  su

sábado, agosto 11, 2007 6:27:00 da tarde

No norte de Portugal, na Itália e noutros sitios mais que não sei dizer foda-se, caralho, puta que pariu e merdasd que tais não é visto dessa maneira. Ok, eu não os digo em todas as ocasiões, mas os filhas da puta dos blogs são de quem os escreve, quem não gosta não lê!

  Crestfallen

sábado, agosto 11, 2007 6:36:00 da tarde

Su:

Exacto. No norte de Portugal os palavrões são com pontuação, servem de virgula e ponto final. Para dar "força" à frase. No entanto não são usadas em jornais ou revistas.

Aqui na alemanha a palavra merda, faz parte do dia-a-dia, pais , crianças, na televisão e mesmo professores dentro da sala de aula.

Se um gajo vaí às finaças perguntar "mas o que é esta merda?" quando recebe o valor a pagar de IRS, é visto como um bárbaro.

  Mulheka

domingo, agosto 12, 2007 1:35:00 da manhã

Idem idem que não fazem cá falta!!! lol

  luafeiticeira

domingo, agosto 12, 2007 1:58:00 da manhã

Olha, quanto ao voc. a tua amiga que procure no meu blog o texto:
Chamando os Nomes com Coisas Permitidas em Conversas de Família
beijos enfeitiçados

  Skynet

domingo, agosto 12, 2007 10:33:00 da manhã

Eu vi uma vez na televisão, uma mulher que andava em campanha contra os palavrões (Como não podia deixar de ser, ela era dos EUA).

Enfim, entre outras coisas, ela defendia que se devia substituir os palavrões por outras palavras menos feias, por exemplo, "merda" seria substituído por "Holly Cow" ou vaca sagrada em português.

2 observações:
- Ao associar o termo "vaca sagrada" a "merda" está a ofender os hindus, para os quais a vaca é de facto sagrada;
- O facto de as pessoas que a ouvem não saberem que "vaca sagrada" significa "merda", não faz com que o termo deixe de ser um palavrão, eu posso dizer merda à frente de um chinês e ele não perceber peva da nossa língua, que continua a ser um palavrão.

Resumindo, aconselho vivamente esta senhora a ocupar melhor os seus tempos livres, por exemplo, a cortar os pulsos com uma folha de papel.

  Crestfallen

segunda-feira, agosto 13, 2007 8:53:00 da manhã

mulheka:

Eu gosto de polémica, mas preferia que fosse com pessoas com capacidade argumentativa. Não é o caso :)

  Crestfallen

segunda-feira, agosto 13, 2007 9:02:00 da manhã

luafeiticeira:

Lol, a minha amiga :)

  Crestfallen

segunda-feira, agosto 13, 2007 9:03:00 da manhã

Skynet:

Isso é mesmo de idiotas. Só num país de idiotas é que há essas idiotices levadas ao extremo. É mesmo de quem não tem mais nada que fazer.