Extinção cultural Europeia

O governo Alemão emitiu um comunicado que chocou a Europa e país após país a Europa confirma as conclusões Alemãs, e assumiram que o povo Europeu está em extinção.

O comunicado Alemão dizia:
"A queda da população Alemã não pode ser parada, a sua espiral descendente é irreversível. A Alemanha será um estado muçulmano em 2050."

As contas são fáceis. De maneira a uma cultura se manter é necessário que cada família tenha no mínimo 2,1 filhos, para que existam adultos como força de trabalho no futuro. Isto não está a acontecer na Europa por isso a cultura de todos os países da UE está em declínio.
Observando a história, nenhuma cultura no mundo conseguiu sobreviver com uma taxa inferior a 1,9 filhos por casal. Se a taxa de natalidade for inferior a 1,3 essa cultura está condenada pois será impossível reverter o processo. Seriam precisos 100 anos para recuperar a cultura e não haverá dinheiro para sustentar a cultura durante esse tempo. Imaginem que todos os casais de Portugal resolvem ter 1 único filho, dentro de 25 anos teremos duas vezes mais reformados que trabalhadores e se esses trabalhadores tiverem 1 só filho, daí a 25 anos terão se sustentar não só os pais como também alguns dos avós sendo 1/4 a sustentar 3/4 e se tiverem 1 filho também, eventualmente essa cultura ficará extinta.

Neste momento França tem uma taxa de natalidade de 1.8, Inglaterra de 1.6, mas existem países onde o processo de extinção é já um dado garantido como a Alemanha com 1,3. A Grécia com 1,3. Itália 1,2. Espanha e Portugal 1,1. O processo nestes países é irreversível.

Então isto quer dizer que a Europa será um deserto? Não! A população Europeia está em crescimento mas devido à imigração Islâmica, a taxa de natalidade dos Islâmicos na Europa é de 8,1 crianças por casal. Enquanto os europeus geram um filho, em média um Islâmico na Europa gera 8 filhos.


40% e 45% dos nascimentos na Alemanha e França são Islâmicos.
50% dos nascimentos na Bélgica e Holanda são Islâmicos.

Dentro de 50 a 60 anos a França será uma republica muçulmana, mas antes isso acontecerá à Bélgica, Espanha, Alemanha, Portugal, Grécia, Itália, enfim toda a união Europeia será muçulmana, sendo os primeiros países e culturas a entrarem em extinção, os Escandinavos e os Latinos Europeus.

Pessoalmente não vejo qualquer problema nisto, pois este facto só significa o fim do Vaticano e da Igreja católica na Europa, que terá de se mudar para os EUA, que é o único país onde a raça caucasiana e hispânica poderá sobreviver, e pode porque estas duas raças juntas possuem uma taxa de natalidade de 2,1 que é o mínimo para garantir a sobrevivência de uma cultura.

Mas é no fundo uma ironia, quando os Europeu tantos crimes cometeram, tanto sangue derramaram para expulsar os muçulmanos e eles em resposta estão a reconquistar a Europa através de umas simples quecas dadas entre quatro paredes.

114 Comentários:

  Eu Mesma!

terça-feira, maio 26, 2009 12:14:00 da manhã

Acho que é de se dizer...
que tal começarem a oferecer LCD's aos muculmanos????????

Acho que é a melhor forma do governo alemão travar essa perspectiva para 2050....

  SRRAJ

terça-feira, maio 26, 2009 12:27:00 da manhã

Gostei da forma como terminou o texto. Uma reconquista quecadélica ... lol
Beijo

  Lady me

terça-feira, maio 26, 2009 12:31:00 da manhã

Posso dizer uma coisa?
A culpa é da crise! Porque o Cavaquinho quer que as pessoas tenham filhos mas o pessoal não anda pra ter custos extraordinários, já chegam os que vêm por acidente. E os muçulmanos estão no ponto que os Europeus estavam aqui há uns 50 anos: ter filhos como se não houvesse amanhã. Acho que a solução é mesmo encherem-lhes a caixa de correio de pílulas e preservativos.
E começarem a dar mais trocos pra incentivar à reprodução porque se a mãe me tivesse criado com o abono de família que recebe, eu tinha que comer arroz todos os dias...

  Jane Doe

terça-feira, maio 26, 2009 12:46:00 da manhã

Metade das minhas costelas já entram directamente para esse numero.

Já volto a ler com atenção.

  Fada

terça-feira, maio 26, 2009 12:54:00 da manhã

Ora bem... Conheço pessoalmente quem "nade contra essa corrente"...eheheh

E se eu encontrasse o "Corajoso", não me importava nada de contrariar a tendência, tal como referi algures noutro coment deste blog... Falta-me é o "corajoso, the one and only..." ;)

Nice post!

Beijitos

  Kohinoor

terça-feira, maio 26, 2009 1:26:00 da manhã

Já poucos têm sexo por amor à bandeira... :P

  Jane Doe

terça-feira, maio 26, 2009 2:43:00 da manhã

Já li...

Isto parece um bocado assustador, mas eu nem devia dizer isto, já que tenho uma costela moura...

Devia mais era dizer... Yeahh estamos a conseguir!

A verdade é que de cultura muçulmana eu tenho zero. Sinto-me... 100% portuguesa, digamos. Mas ler estes comentários aqui para cima já me fez pensar... Epah metade de mim pertence ao inimigo!

Eheheheh.

É irónico, e não tem nada de mal. O que tem de mal é todo o resto que está para acontecer, é isso que me assusta.

Eu sempre achei que as pessoas com maior produção de melanina iriam conquistar o mundo...

  Bruno Fehr

terça-feira, maio 26, 2009 4:48:00 da manhã

Eu Mesma!:

"Acho que é de se dizer...
que tal começarem a oferecer LCD's aos muculmanos?"

Acho que nem assim, pois isso é algo que parece só resultar com os brancos que foram hipnotizados pela TV. Pois negros e muçulmanos aqui na Europa com bons salários e boas TVs, continuam a fazer filhos como se estivessem a invadir o mundo.

  Bruno Fehr

terça-feira, maio 26, 2009 4:48:00 da manhã

SRRAJ:

É uma técnica de conquista válida, foi usada por King Richard na Escócia, não conseguindo vencer os Escoceses resolveu impor-lhes o sangue Inglês através da procriação. Entre essas leis estava o Prima Nocte.

Apesar do método ser diferente, o objectivo é o mesmo.

  Bruno Fehr

terça-feira, maio 26, 2009 4:48:00 da manhã

Lady me:

"E os muçulmanos estão no ponto que os Europeus estavam aqui há uns 50 anos: ter filhos como se não houvesse amanhã. Acho que a solução é mesmo encherem-lhes a caixa de correio de pílulas e preservativos."

Na verdade, porque por exemplo na Alemanha e Suíça ter filhos é bom negócio, os subsídios são altos e quanto mais filhos mais alto será o rendimento da família. É um bom negócio ter filhos, pois permite às mães não trabalharem e receberem elas próprias um subsidio.
Claro que nenhum destes filhos irá para as faculdades, pois é aí que começam as despesas e isto de ter filhos deixa de ter piada.

  Bruno Fehr

terça-feira, maio 26, 2009 4:48:00 da manhã

Jane Doe:

"Metade das minhas costelas já entram directamente para esse numero."

Sim, mas as tuas costelas não querem impor uma religião, as deles sim.

  Bruno Fehr

terça-feira, maio 26, 2009 4:49:00 da manhã

Fada:

A questão é que contrariar a tendência, já não vale de nada, 1,3 filhos por casal é irreversível, nós temos 1,1.

  Bruno Fehr

terça-feira, maio 26, 2009 4:49:00 da manhã

Kohinoor:

"Já poucos têm sexo por amor à bandeira... :P"

Eu acho que já poucos têm sexo, ponto.

  Bruno Fehr

terça-feira, maio 26, 2009 4:49:00 da manhã

Jane Doe:

"Eu sempre achei que as pessoas com maior produção de melanina iriam conquistar o mundo..."

O que te posso dizer é que, ao brincares com isto quase acertavas num detalhe muito importante. Mas nao será uma questão de cor de pele, pois a nova ordem mundial por parte dos iluminati é racista, há raças que considera sub-raças mas a base da elite não é a cor de pele, mas anda lá perto.

  André Miguel

terça-feira, maio 26, 2009 10:27:00 da manhã

Eles não têm uma lei (não me recordo do nome original) que obriga a recuperar os antigos territórios? Nomeadamente o Al-Garb e El-Andaluz, mas nunca pensei que fosse toda a Europa. Têm mais olhos que barriga! ;)

  anatcat

terça-feira, maio 26, 2009 10:47:00 da manhã

Bom, o que dizer?

Olha Bruno, faz-me um filho (ou dois, ou oito) pode não ser a solução mas pelo menos tentamos :D

Bjs

  Paula

terça-feira, maio 26, 2009 11:11:00 da manhã

confesso que essa perspectiva me assusta um pouco, mas apenas porque os acho um povo extremamente intolerante para com as outras culturas e religiões...
nem quero imaginar que isso se vai tornar realidade.

  Fada

terça-feira, maio 26, 2009 11:52:00 da manhã

Bruno:

Não acredito em situação "irreversível". Se se criassem mais condições, creio que haveria mais crianças a nascer.

Além disso, estamos a falar duma cultura, logo, se não se "parissem", mas se se "criassem" crianças na nossa cultura, nas nossas famílias, a cultura não se perderia.

Se eu criar uma criança de origem africana/asiática/etc na cultura portuguesa, não seria essa criança, portuguesa?

Além do mais, a cultura não é algo estático, é dinâmico, há sempre misturas e evoluções. Algum dia, mudará, favoravelmente ou não.

Na minha opinião, deveria evoluir no sentido de ficar com o melhor de cada povo. Mas aí levaria à discussão do que é "melhor"...

Sendo nós "latinos europeus", temos diversas influências de Povos antigos que se mantiveram na nossa cultura, sendo eles Celtas, Árabes...
Assim, o que é um "latino europeu", ou o que é a cultura latino-europeia?...
"Dieta mediterrânica", sol, touradas, futebol, religião cristã, hospitalidade portuguesa, patriotismo/regionalismo espanhol, mafia italiana, ..., ?

Compreendo o comunicado. Não compreendo (ou compreendo o conceito e não os aceito) da "inevitabilidade", da "irreversibilidade". :)

Beijitos e bom dia! :)

  Jane Doe

terça-feira, maio 26, 2009 12:03:00 da tarde

Bruno Fehr disse...


"O que te posso dizer é que, ao brincares com isto quase acertavas num detalhe muito importante. Mas nao será uma questão de cor de pele, pois a nova ordem mundial por parte dos iluminati é racista, há raças que considera sub-raças mas a base da elite não é a cor de pele, mas anda lá perto."

Ao escrever isto, pensei exactamente isso. Que quem está por detrás era branco. Ia brincar com o Obama no poder mas sabia que não era por aí nem a brincar, porque... They are behind the curtain... And the show is what they want...

PS.: Have lots of fun.

  Francisco Norega

terça-feira, maio 26, 2009 12:15:00 da tarde

Foda-se, Bruno, já não vinha ao teu blog há umas semanas e a primeira coisa que vejo quando chego aqui é isto? Ouch :O

xD

Enfim, terei imensa pena se a nossa cultura se extinguir. Mas já basta o crescimento populacional em África e na Ásia, não? Quer dizer, se a população também crescer aqui, torna-se insustentável a nossa existência, não?

  Mistal

terça-feira, maio 26, 2009 1:05:00 da tarde

Hoje não tou com cabeça. Mas basicamente parece que para ter poder é preciso ter queca.Pois eu acho muito bem. Sou a favor do queca power.É obvio que o fanatismo religioso é umapreocupação...Mas por exemplo a Noruega sei que é um pais fantástico para ter filhos dão todas as condições etc. sabes o ratio lá? contraria esta tend~encia europeia ou nem por isso?

  Bruno Fehr

terça-feira, maio 26, 2009 2:59:00 da tarde

André Miguel:

Sim, parece que não vai ser preciso muito, até nos EUA vão haver 50 milhões de Islâmicos.

  Bruno Fehr

terça-feira, maio 26, 2009 3:00:00 da tarde

anatcat:

Com os actuais subsídios em Portugal?

  Bruno Fehr

terça-feira, maio 26, 2009 3:00:00 da tarde

Paula:

Por isso mesmo espero que quando acontecer seja feito o que nós lhes tentámos fazer, uma evangelização.

  Bruno Fehr

terça-feira, maio 26, 2009 3:00:00 da tarde

Fada:

"Não acredito em situação "irreversível". Se se criassem mais condições, creio que haveria mais crianças a nascer."

Sim, se houvessem condições mais crianças nasceriam, mas não iriam mudar o processo de extinção. Estamos com 1,1 e deveríamos estar com 2,1. Mesmo que estivéssemos com 1.3 iríamos precisas de 100 anos para recuperar, e quem é que mantém a economia durante esses 100 anos?

A situação de Portugal é a seguinte, 10 milhões tiveram 1 filho (5 milhões) e esses 5 milhões tiveram um filho 2,5 milhões. Isto significa que temos 1/3 da população a sustentar 2/3, agora se estes 2.5 milhões tivessem 2,1 filhos seria impossível sustentar as crianças a economia que está fraca rebentava de vez.

Teríamos de redireccionar os impostos, mas não poderíamos deixar de tratar os velhos, depois teríamos de escolher, ou educação ou saúde, a não ser que os impostos fossem 100% do ordenado e aí as famílias morriam de fome.

Quando digo irreversível é por ser matemática e economicamente irreversível. Se existisse uma possibilidade, o governo Alemão nunca teria emitido aquele comunicado.

"Além disso, estamos a falar duma cultura, logo, se não se "parissem", mas se se "criassem" crianças na nossa cultura, nas nossas famílias, a cultura não se perderia."

Um cultura é uma raça, ou é um designação mais educado. Eu falo na cultura Inca e Maia e não na raça. A extinção de cultura é o desaparecimento de todos os elementos desse grupo.

Sem esquecer que os imigrantes passam a entrar nas estatísticas dos países onde moram. Mesmo com entrada de imigrantes caucasianos europeus na Alemanha, imigrantes que estão a ter filhos isso não chega. Portugal nos últimos 10 anos perdeu metade da sua população, quer seja por haver menos criança, quer pela imigração. Neste momento há perto de 6 milhões de Portugueses em Portugal, onde menos de 2 milhões são trabalhadores e há 4 milhões de velhos e crianças a sustentar.

"Se eu criar uma criança de origem africana/asiática/etc na cultura portuguesa, não seria essa criança, portuguesa?"

Não estamos a falar de Africanos, estamos a falar de Islâmicos, que só usam escolas Islâmicas e Igrejas Islâmicas e que mesmo nascendo no país de imigração, eles não se inserem na cultura. Todos os dias saio à rua e vejo isso. Aqui os Islâmicos são na sua maioria Turcos e eles aqui na Europa são mais agarrados à sua cultura do que os Turcos na Turquia.


Mais uma vez, cultura é uma palavra não anti-semita para definir um grupo de pessoas. Com extinção não há evolução cultural, há sim o fim de tudo relacionado com essa cultura.


"Assim, o que é um "latino europeu", ou o que é a cultura latino-europeia?..."

Mas se os Latinos e Europeus estão a desaparecer, como é que a cultura se mantém?

"Compreendo o comunicado. Não compreendo (ou compreendo o conceito e não os aceito) da "inevitabilidade", da "irreversibilidade". :)"

O caso da Alemanha é claro, 10 milhões de alemães estão a trabalhar para 50 milhões de velhos e crianças e até para milhões de imigrantes e refugiados que não trabalham. Estes 10 milhões só têm um filho, dentro de 25 anos haverá 5 milhões de trabalhadores Alemães. Para ser recuperável teria de haver no mínimo 30 milhões.

  Bruno Fehr

terça-feira, maio 26, 2009 3:00:00 da tarde

Jane Doe:

"Ao escrever isto, pensei exactamente isso. Que quem está por detrás era branco. Ia brincar com o Obama no poder mas sabia que não era por aí nem a brincar, porque... They are behind the curtain... And the show is what they want..."

Ter um negro à frente, simplesmente lhes abre as portas de África, pois os africanos não confiam no branco, em particular quando os líderes económicos como Rothschild dizem que os negros são um sub-raça.

Mas vou dar-te uma dica. Não busques por cor de pele, mas sim por tipo de sangue :) Vais achar uma coincidência no mínimo intrigantes. E não é baseado nos tipos A, B, O, ou AB, mas unicamente em positivo ou negativo.
Procura um líder mundial com grupo sanguíneo positivo, só um, em toda a história da humanidade.

  Bruno Fehr

terça-feira, maio 26, 2009 3:00:00 da tarde

Francisco Norega:

"Quer dizer, se a população também crescer aqui, torna-se insustentável a nossa existência, não?"

Estamos já perto disso, pois apesar de o Europeu estar de certa forma a controlar a população, os Islâmicos são os responsáveis pelo crescimento da população europeia, que não se encontra em declínio.

  Bruno Fehr

terça-feira, maio 26, 2009 3:01:00 da tarde

Mistal:

"Mas por exemplo a Noruega sei que é um pais fantástico para ter filhos dão todas as condições etc. sabes o ratio lá? contraria esta tend~encia europeia ou nem por isso?"

Noruega, Suécia, Finlândia, cairão antes da Alemanha. O ratio escandinavo é 1,2. A Alemanha tem subsídios altos por criança. Uma mãe pode ficar até 3 anos em casa e se tiver um segundo filho poderá ficar mais 3 anos. Cada criança tem um subsidio e a mãe outro. Por isso quem é mãe não trabalha e raramente voltam a trabalhar.
Mas Alemães, Noruegueses, Suíços, mesmo com todas as ajudas, optam por ter um filho.

  LBJ

terça-feira, maio 26, 2009 3:11:00 da tarde

Este tema é muito interessante e lembrei-me de Jerusalém que é uma das cidades onde mais se guerreou para a conquistar, hoje a guerra por Jerusalém passa muito por uma guerra de natalidade entre os Árabes e os Judeus, sobretudo os ortodoxos.

Tens toda a razão, a Europa vai ter um problema sério para manter a sua identidade cultural.

  Cris (Mahinder Kaur)

terça-feira, maio 26, 2009 3:32:00 da tarde

Bruno,

podia explanar essa teoria do sangue rh negativo?

  Fada

terça-feira, maio 26, 2009 3:34:00 da tarde

Bruno:
Compreendi a "matemática" do assunto, e não invalido (nem invalidei) a teoria.

Mas... Vamos ter de esperar até 2050, para ver o que acontece, mesmo.
Afinal, nada nos garante que o planeta exista nessa altura (espero que sim!) e nós por cá andemos... Porque se vier uma pandemia mesmo séria, nada cá de gripes "da treta", sobram apenas aqueles, que de acordo com uma das Leis mais antigas da Natureza, forem "os mais fortes".

Suscitaste-me curiosidade na resposta à Jane Doe: que "cena" é essa dos grupos sanguíneos??

Beijitos

PS - Gosto do apoio que dão às mães alemãs, é importante. Mas mesmo assim, não sei se, nessa situação, quereria deixar de trabalhar, ou, pelo menos, gostaria de ter um part-time ou actividades extra-familiares.
Bolas.......... Se o Corajoso algum dia aparecer, mudo-me praí! :p
Pagas um café? :p

  Bruno Fehr

terça-feira, maio 26, 2009 3:48:00 da tarde

LBJ:

Sim, a extinção é algo que irá acontecer mas irá demorar alguns séculos, a não ser que o novo poder Islâmico imponha regras que passem pela Evangelização.

  Bruno Fehr

terça-feira, maio 26, 2009 3:48:00 da tarde

Cris (Mahinder Kaur) disse...

"podia explanar essa teoria do sangue rh negativo?"

É baseado num estudo que encontrei mas que ainda estou a investigar, mas todos podem dar uma ajuda, pois para provar que o estudo está errado só preciso de encontrar um Rei, Rainha, Príncipe, Princesa, membro de uma família real, Presidente ou Primeiro ministro, Papa, Messias, líder religioso ou espiritual, conquistador, auto-proclamado imperador, em qualquer ponto da história mundial nos últimos 4.000 anos com sangue Rh+. Até agora encontrei ZERO. Até Jesus era Rh-.

  Bruno Fehr

terça-feira, maio 26, 2009 3:49:00 da tarde

Fada:

"Mas... Vamos ter de esperar até 2050, para ver o que acontece, mesmo."

Só uma terceira guerra mundial poderia mudar isto.

"Afinal, nada nos garante que o planeta exista nessa altura (espero que sim!) e nós por cá andemos..."

Claro que existe, a própria teoria do fim do mundo em 2012 prevê a sobrevivência dos humanos mais preparados.

"Porque se vier uma pandemia mesmo séria, nada cá de gripes "da treta", sobram apenas aqueles, que de acordo com uma das Leis mais antigas da Natureza, forem "os mais fortes"."

Sim vier, os não vacinados são os com mais probabilidades de sobreviver. Contradição? Não, não é. Se aparecer uma vacina para a gripe dos porcos, ela irá fragilizar o ser humano para a gripe humana que certamente voltará.

A vacina está a ser feita pela Eugenics, a mesma empresa que defende o controlo populacional e a necessidade de milhões morrerem de modo a garantir a sobrevivência dos restantes. Quando uma empresa que afirma isto é a principal responsável pela investigação médica mundial e nenhum medicamento sai sem a sua aprovação...

"Suscitaste-me curiosidade na resposta à Jane Doe: que "cena" é essa dos grupos sanguíneos??"

É um estudo que estou a analisar e a investigar. Se me encontrarem um membro da realeza ou um líder mundial com sangue Rh+, irão ajudar-me,mas acho que é impossível encontrar 1. Mesmo tendo em conta que 1 em cada 3 pessoas tem sangue Rh+, sendo o Rh- mais raro, mas presente em todas as elites mundiais.

"Bolas.......... Se o Corajoso algum dia aparecer, mudo-me praí! :p"

Alemanha, Suíça e Noruega criam as melhores condições para se ter filhos, a Finlândia agora até casa dá a jovens pais.

"Pagas um café? :p"

Starbucks, aqui a bica é rara!

  Fada

terça-feira, maio 26, 2009 4:03:00 da tarde

Bruno:

Assim que tiver um bocadinho mais de tempo, "converso" contigo sobre "vacinas"... Para já, ficas a saber que acho a grande maioria delas uma perfeita estupidez, e que mesmo que "pudesse", recusar-me-ia a tomar a do HPV, por exemplo.

Quanto aos grupos sanguíneos, conheço apenas 2 ou 3 pessoas com Rh-, mas afirmo que os "0" têm mais "mau fetio" que os "A"... Constatações familiares...eheheh

Corrigindo o "pagas um café?": Eu nem tomo café, para mim pode ser um chocolate quente, um sumo de fruta, ou uma infusãozinha aromática... :D

Beijitos :)

  Jane Doe

terça-feira, maio 26, 2009 4:10:00 da tarde

Elah, essa dos grupos sanguíneos nunca tinha ouvido falar.

Eu ajudo a procurar.

Eu sou O negativo, Fada, e sou tão boazinha.....:D

  Fada

terça-feira, maio 26, 2009 4:12:00 da tarde

Jane, TU és uma querida RARA!!! :p

E estava a referir-me a famelguices... :p

Beijitos

  Jane Doe

terça-feira, maio 26, 2009 5:15:00 da tarde

Eu sabia que era rara, Fada, mas obrigada por confirmares:P

Eheheh

Tu tambem, agora rara ou não não sei.

Afinal é O positivo... Nunca sei...

Acho que nunca chegarei ao poder, eu...

Bruno Fehr, essa de Jesus ser Rh-... Então existiu ou não? Então Hórus, Amon, Krisna, Buda, Etc and so on também existiram, e eram RH-... Não?

  Fada

terça-feira, maio 26, 2009 5:58:00 da tarde

Só em jeito de curiosidade...

"Joshua claims from the Biblical quotes that, Rh-negative blood originated from the Watcher angels who interbred with human women during the pre-flood era, eventually producing giants known as nephilims. The watcher angels were quoted as such in the book of Enoch and as "sons of God" in Genesis 6,4. The allele pattern of this genetic survival has led to speculations of Rh-negative genes passed on to Enoch, Noah and the post-flood humanity. The blood of Jesus is sourced as Rh-negative (AB) from the shroud evidence." in
http://www.free-press-release.com/news/200807/1216205419.html

"In some areas, the Rh-Negative blood factor is referred to as "Blood Royale" or "Royal Blood". (...) To keep this in perspective, only about 5% of all "royalty" have Rh-Factor negative blood...which means "less than the general population. That would indicate that the vast majority of "rulers" and "monarchs" are NOT Rhesus-factor negative. Is this by chance? or by genetic engineering called "arranged marriages"? " in http://memes.org/rhfactor-negative-blood-rhrhesus-monkey-factor-vs-aids-spread-chimpanzeesbio-war-against-royal-blood

"There are claims that Rh-negative blood is not from earth. To begin with, let me point out at our Lord and Savior Jesus Christ. Based on the findings of Shroud of Turin, Jesus' blood type is identified as AB-Negative (Rh-negative). By all means, there is no doubt that Jesus must have had a blood type. Next, we all know that part half to all of the blood genetics must have come NOT FROM EARTH but Holy Spirit since Jesus did not have an earthly Father. Mary was conceived by the Holy Spirit (not of an earthly DNA substance). Then again, we realise that during the pre-flood, 4200 years ago, there were Nephilims on earth speculatively fathered by the Watcher Angels"... in http://www.godlikeproductions.com/forum1/message373159/pg6

Eles "andem" aí.... Buuuuuuuuuuu!

Lol

Bem, espero que NINGUÉM se lembre de querer sangue de Fada, senão, estou tramada! :p

O meu é A0, e Rh ++ ou +-, logo, apresenta-se como A+. E é de Fada, com (por vezes) excesso de colesterol...eheheh

Beijitos

  Jane Doe

terça-feira, maio 26, 2009 6:27:00 da tarde

Ora bem... Juntando o que o Bruno Fehr diz, que todas as pessoas no poder tem sempre RH-, e uma das tuas citações de que o Rh- não é da terra, eu só posso concluir que, nos últimos 4000 anos estamos a ser governados por ET´s! 4 milénios!

Gostei muito de ler Fada, mas eu nem sei se Jesus existiu ou foi um mito como todos os outros mitos da religião. Tenho as minhas dúvidas. Essa do sangue de Turin... Hmmm... Vou ver.

Fada, o meu sangue é dos mais lixados... Eu posso dar a toda a gente, mas a mim só do meu tipo...

A vida é injusta...

ET´s... Hmpff

  Fada

terça-feira, maio 26, 2009 6:45:00 da tarde

Jane, andam muitas teorias por aí...

Em relação a Jesus ter existido... Bem, eu fui criada na fé cristã, e sempre acreditei que ele existiu. E que deverá ter sido um grande Homem.

Quanto à sua centelha divina... Todos a temos.
Somos todos "filhos de Deus", na minha opinião.

Quanto a acreditar na Igreja... Isso já é "outra conversa"! :p

Acredito em ET's, o que eles andam a fazer ou não, não sei.

Mas entre todas as teorias que existem, umas mais fantásticas que outras (adoro a dos reptilianos VS os não-sei-quantos-com cara-de-cão), confesso que admito a possibilidade de algumas.

Por outro lado, e vendo o arco-íris (lá 'tás tu a levar com as cores :p) e todas as cores que existem, será que as diferentes variações de cor são percepcionadas por todos nós da mesma forma?
Adaptando à "verdade" e "ao que vemos": Será que vemos tudo da mesma forma??

Aquilo que para mim pode ser um ET, para outros pode ser um Deus, um Anjo, uma alucinação, etc. Não deixamos de ver o "mesmo", mas o conceito/nome que "lhe" atribuímos é que é diferente, pois NÓS também somos diferentes!

Em relação às vacinas, que falámos à bocado, existe uma teoria que nas vacinas existem nanochips condicionantes e que todos somos "raptados" de tempos a tempos para nos fritarem os miolos. E que alguns de nós conseguem "fritar" o nanochip, mas que voltam logo a abduzir-nos e a espetar-nos outros... :p
(Srs ET's, respeitinho é bom e eu gosto, vão lá chatear outra, sim??)

Eu já "senti presenças" (podes ir espreitar o meu underwaterworld days, se quiseres), e atribuo-lhes o nome de entidades, ou espíritos, ou "bicharocos", ou anjos, conforme o "feeling". Mas tanto quanto "sei", até pode ser uma alucinação ou delírio (adoooro a expressão "delírio"), ou serem ETs que vieram tomar café à minha beira... :p

Acima de tudo, é preciso é ter calma e analisar, seguir a "nossa verdade", anossa intuição, o nosso coração, independentemente da opinião de terceiros.

Beijitos

PS - Daqui nada o Bruno está-me a dar nas orelhas por fazer da caixa de coments quase um chat...
Bruno, perdoa-me, sim???
Toma, um beijito SÓ PARA TI! :)
Chuaaaaaaaac

  Jane Doe

terça-feira, maio 26, 2009 7:36:00 da tarde

Eu também fui criada na religião cristã, embora não católica (sim sim, nunca fui católica. Hoje escorraçam-me daqui porque alem de moura sou pagã) mas tenho muita dificuldade em acreditar em muitas das coisas. Jesus até pode ter existido mas o que dele se conta é um mito.
Se existiu terá sido alguém que pela sua visão diferente abalou a sociedade da época e foi crucificado por isso.

O que se diz de Jesus é difundido pela igreja...

Em relação aos ET´s, sim, há muitas teorias, e a minha favorita é a das canetas bic. Eheheheheh. Acho que vou dedicar um postzinho a algo do que aqui se fala, pois o que dissemos dava uma boa teoria da conspiração!

Sim, ao longo dos tempos, várias manifestações não compreendidas para nós foram tomadas e vistas de formas diferentes, e onde uns vêm um ET outros vêm um anjo ou um demónio. Por exemplo, alguns vêm em mim a personificação do Santa Paciencia (Penso que seja isso, porque lá testar, testam) e outros vêm em mim uma marciana pura, verde, e de antenas com olhos (não encontro outra explicação pra ficarem a olhar para mim TANTO tempo!)

Em relação às cores, skip it. Qualquer dia faço-te um desenho cheio de cores e florzinhas, tão lindo que vais querer ser uma Fada a serio pra lá morar!

Vacinas... e intuição... Ora eu como fiel seguidora da minha intuição já devo ter falhado algumas. Acho que lá no fundo eu sabia.

Nunca só seguir o coração ou a intuição, Fada, isso às vezes é muito ingénuo, eu acho. Precisamos de usar todos os sentidos, todas as faculdades da nossa inteligência, para estarmos de olhos bem abertos, porque intuições e corações podem ser facilmente manipuláveis. Ainda que indispensáveis, nada são sem uma inteligência analitica, capacidade de pensamento, e de pensar longamente sobre as coisas, e um conhecimento de nós mesmos.

Quanto ao Bruno, eu ouvi dizer que ele bem lá no fundo até é simpático por isso, bem lá no fundo não se vai chatear. Quanto muito adormece em frente ao pc.

;)

  Fada

terça-feira, maio 26, 2009 8:12:00 da tarde

Jane, não conheço a teoria das canetas bic!!! (Ou se conheço, não me estou a lembrar no momento!...)

Nem tudo o que se diz de Jesus foi "difundido", a Bíblia acaba por ser um livro que cada um pode interpretar à sua maneira... Entre o que se lê e o que "não" se lê... Muita coisa se percebe! :p

Ninguém te escorraça daqui, moura encantada, porque se tentarem, eu lanço-lhes uma magiazita de fada e ficam sem mexer os dedinhos durante 3 Luas, no mínimo! :p

Quanto às cores, digamos que... Tenho umas "aprisionadas"... ;)

ADOREI a da Santa Paciência (ehehe), e quanto à marciana verde, não acredito, devem é ficar abismados (e verdes de inveja) com o teu encanto e beleza surreal!!! :D

"Nunca seguir só..."
Não, querida, eu também mencionei "analisar"... Mente, Coração e Intuição, sim; assim conseguimos. Por mais de uma vez, já me disseram "Pensar com o coração e sentir com a cabeça", olha que é difícil, mas é possível!

Quanto ao Bruno, ouvi dizer o mesmo, será apenas um boato?? :p

Não, não creio, creio ser boa pessoa (só descuidado quando pôs aqueles quadros horrorosos sem pré-aviso a pessoas sensíveis! :P) e a minha intuição de Fada diz que só se deve ter cuidado com ele quando lhe "pisam os calos" ou quando "fritam"... (Ele também deve ter problemas de colesterol, parece não gostar nem de "fritos", nem de "fritas"... ;) )
E duvido que adormeça, parece-me uma pessoa com demasiada energia para isso!

Beijitos

PS-Bruno, mais um beijito SÓ PARA TI, e desculpa lá eu e a Jane termos saído da Festa directamente para a tua sala de estar... :p
Kiiiiiiiiiiisssssssss

  Jane Doe

terça-feira, maio 26, 2009 8:34:00 da tarde

Fada, agora não sei de cor, mas já venho aqui (ou ao teu espaço) deixar um link para leres. Agora estou no meu a escrever a minha teoria da conspiração:P

Acho que o que não foi difundido pela biblia, ou pelo poder católico, são as investigações que poem algumas falhas desta última a claro, e não são lá muito aceites. Pensa que estamos com uns dois milénios de Catolicismo, e afins, e que já foi o catolicismo a ditar as leis. Aliás, se leres o Livro de Êxodo, vais reconhecer directrizes de leis actuais. E não só os afamados 10 mandamentos que segundo estudos não são mais que cópias do Egípcio livro dos mortos.
Desculpa Fada mas no que toca a religião eu sou sempre muito reticente.

Agora esta moura já pode dormir descansada porque apesar de hoje ter descoberto que faço semi-parte de uma invasão à cultura europeia (ou o sul a invadir o norte), que sou Rara, e encantada, tenho uma Fada a proteger-me:D A parte do encantada é que não me agrada muito porque quem encanta desencanta e a verdade é sempre mais dura e mais feia. Lá dura de roer sou...

Eu com o meu coração só consigo fazer uma coisa: Bombear sangue. Quem conseguir pensar com o coração, está de parabéns, assim como quem conseguir pensar com o pénis. (eheheh Só digo tretas...)

Não sei. O "coração" é geralmente a analogia dos sentimentos, ou das emoções. Eu não sei se acredito muito nisso do pensar com o coração e sentir com a cabeça. É o mesmo que dizer pensar com os sentimentos e emoções, e sentir com os pensamentos. Não encaixa.

Eu bem olhava ali para o arco-íris, e via que faltavam cores! Foste tu! Eu sabia... Fada Fadinha...


A minha beleza só é surreal porque é um encanto. Encanto desencanta e puff.

E sim, fritas é o que não falta por aí. Imagino quantas não estarão já a aquecer o óleo... Eheheh

Vá, esperemos pelo próximo post... Isto já é tudo nosso!

Nã me faças responder mais... Eheheheh

Beijo.

  Vani

terça-feira, maio 26, 2009 8:46:00 da tarde

Foda-se se é por isso eu ponho-me a parir!! se ganhar o euromilhões, claro... :-p

oh pah, tu andas assustador...

  Vani

terça-feira, maio 26, 2009 8:57:00 da tarde

Careduuuu páh!!! Olha, pois aqui é só cegonhas a voar por todo o lado, e é só gaijas a parir.

Por outro lado, não existem raças humanas, carago. Repito: biologicamente falando, não existem raças humanas. Existe uma única espécie humana; não existem raças. O factor "concentração de melanina" não é suficiente para justificar a divisão taxonómica da espécie humana em raças. Não existem raças humanas, ponto!
Existem, sim, culturas. Não é politicamente correcto, não senhora. É correcto. Raça e cultura não são a mesma coisa. São bem distintas. E raças humanas é coisa que não existe nem nunca existiu (qto muito, a dada altura conviveram algumas espécies do género homo, mas nunca raças).

  Vani

terça-feira, maio 26, 2009 9:13:00 da tarde

#Por outro lado, e vendo o arco-íris (lá 'tás tu a levar com as cores :p) e todas as cores que existem, será que as diferentes variações de cor são percepcionadas por todos nós da mesma forma?
Adaptando à "verdade" e "ao que vemos": Será que vemos tudo da mesma forma??#

eheheheheh, esta foi pra eu pegar, não foi, não foi?????? eu respondo, eu respondo!! posso? posso? NÃO, não vemos tudo da mesma forma, não ouvimos tudo da mesma forma, não cheiramos tudo da mesma forma, enfim, não percepcionamos o mundo que nos rodeia da mesma forma. E muito menos o interpretamos da mesma forma. E, mais do que divergirmos na interpretação das sensações, mesmo que seja uma divergencia negligenciavel de tão pequena, somos seres limitados pelos nossos sentidos. Não temos a capacidade de ir além daquilo q os sentidos nos permitiram, nem temos um cérebro concebido para abarcar determinados conceitos. Exemplos? eu dou já o meu exemplo preferido, ihihih, a oitava cor. Quem conseguir imaginar uma oitava cor q se acuse, porque de certeza q não é humano! :D

Jesus? Acredito nele como figura histórica, nunca como figura messianica. Penso nele como alguem talvez muito à frente no seu tempo, ou alguem que sabia liderar e inflamar massas. Além de q a historia de jesus nunca nos chegou pelas mãos do mesmo. Quem começou com a cena do cristianismo terão sido os seus supostos apóstolos. E cada um devia ter a sua opinião qto ao homem...
Mas restam dúvidas que todas as religiões, sem excepção, são uma forma de controlar o povinho e o pensamento do povinho?...e, engraçadamente, as nossas leis assentam nos tais dez mandamentos...que segundo alguns, já vêm do tempo dos egipcios...

Algures no tempo alguém decidiu q iria passar a existir apenas um deus (por exemplo, akhenaton e a sua pancada por rá, que achava ser o unico deus vivente), e não uma catrafiada deles sempre à bulha e com mais defeitos que os seres humanos, para além de que deveria haver os inevitáveis confrontos de "o meu deus preferido é melhor q o teu"...portanto, em termos logisticos, um só deus dava mais jeito. O problema foi o pessoal depois não atinar com o nome. Uns queriam q fosse jeová, outros q fosse alah, outros q fosse "Deus" (q originais), outros inventaram o Buda e o Kharma, outros continuaram politeistas...enfim...uma salgalhada do caraças, destinada a controlar as massas. E sei lá se a dada altura não haveria mesmo um ET qq do 12º planeta (aquele que explodiu e cujos vestigios são a cintura de asteroides entre marte e jupiter, ou jupiter e saturno, ou lá o que era), q depois fugiu para um outro que tem uma orbita tão eliptica que só está perto da terra de milhares milhares de anos. Mas, sabem, está-se a aproximar a data de aproximação!!!! será que vai haver invasão?? mistériiiiooooooooo! :D

Fez sentido???

Não?? Oh pah...

  Jane Doe

terça-feira, maio 26, 2009 9:28:00 da tarde

Vani:

Eu ia dizer que não podes responder, mas tu apressaste-te logo com a resposta e eu lentinha como sou... (BRINCADEIRAA!!!)

Quanto Aos Deuses, e ao Deus único, sim, a criação do deus único foi a imposição da igreja católica que começou em teoria pelas mãos dos apóstolos e que foi a forma de dominar e conquistar a europa. Acreditar em vários deuses, acreditava-se que trazia a população fora de controlo, pois não havia temor. O deus único, tal como a condenação a herege da ideia da reencarnação foram feitas com o propósito de controlar. Quanto "religiões servem para controlar o medo", há religiões que tem e sempre tiveram capacidade de conviver com outras, não forçando fé a ninguém. Nesse tema a religião católica e a muçulmana batem aos pontos todas as outras.

A data de invasão? Eu sei! É dia 21 de Dezembro de 2012. Dizem que Nostredamus disse que seria o fim, mas não. São eles que vão finalmente invadir! Eheheheh

  Fada

terça-feira, maio 26, 2009 9:29:00 da tarde

Jane, eu não roubei nada ao arco-iris!!!!! :p

Pronto, vamos saltar da Sala do Bruno, antes que ele nos mande ir para acozinha fazer o jantar...eheheh (Eu até gosto de cozinhar, mas... Hoje não me apetece, estou cansada e tenho cerejas e morangos à minha espera! :D )

See you...

Beijittos

PS - Bruno, este é em jeito de despedida: Muaaaaaaaaah, muaahhh, até já... :)

  Jane Doe

terça-feira, maio 26, 2009 9:33:00 da tarde

Vamos vamos Fada, que cozinhar não é comigo! Se não foste tu quem foi?!

Hmmmm

Morangos e cerejas? Vou já para a tua sala! Mas é que é já!

Vrrrrrrmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm

Fui

  Fada

terça-feira, maio 26, 2009 9:37:00 da tarde

Bruno, tive de voltar!!!

Elas chamaram-me!!!

Vani e Jane, eu acredito que Jesus existiu, não acredito no que me foi impsto pela Igreja em termos comportamentais... Principalmente com a teoria maior do "Faz o que eu digo, não faças o que eu faço..." :p

Em relação às cores, Vani, é isso mesmo! Somos todos diferentes! :)

Beijitos às duas...

PS - Bruno, já vou embora... (a menos que me chamem outra vez... :P ) Kiss kiss for You... (Bem, já te dei tantos beijos hoje que, não sendo frita, não te faço mal ao colesterol, mas com tanta doçura e mimo, aposto que ficas com diabetes! :P)



Messias??...

  Fada

terça-feira, maio 26, 2009 9:40:00 da tarde

Jane, 'bora lá!

Bruno, lindo, anda também! :)

Beijitos :)

  Jane Doe

terça-feira, maio 26, 2009 9:41:00 da tarde

Eu não chamei ninguém Fada! Eheheheh.

E já devia estar sentada na tua sala a comer moranguinhos! Ainda sou apanhada e presa numa escura cozinha alemã à tua conta! A sorte e que vais comigo:P

Em relação a Jesus, aceito e respeito o que acreditas. Não me vou por aqui a provar por A e B que estás certa, errada ou assim assim.

Beijo.

  Jane Doe

terça-feira, maio 26, 2009 9:43:00 da tarde

Fada:

Ai tás a convida-lo! Convida e depois diz que acabas na cozinha! Eu não partilho os meus morangos e cerejas com ninguém! E nem os chupa chupas de morango! Eu sei que tens! Eu sei.

  Fada

terça-feira, maio 26, 2009 9:44:00 da tarde

Já estou farta de me rir hoje! :)

Escura cozinha alemã?!?!? Ahahahahaha

Não te preocupes, desde que ele deixe, acendemos umas velas, e fazemos um fondue de chocolate com as cerejas e os morangos... :)

(Eu estou com TPM, preciso de chocolate... :p )

Como é, Bruno, na minha cozinha, na tua, ou na da Jane?? :D

  Jane Doe

terça-feira, maio 26, 2009 9:48:00 da tarde

Sim, escura, sombria... Buuuuuuuuuuuu.

Hmmm Fondue... Hmmm Chocolate!

Hmmmm Chupa chupa!

Pronto, deixemos ele decidir. Mas a minha tem loiça para lavar, e duas mulheres e um gato contra um homem, ele não tem hipótese.

  Jane Doe

terça-feira, maio 26, 2009 9:49:00 da tarde

Pah este comentário está pouco conseguid... Morangos, chocolate e chupa chupa... Jane, tu cala-te mulher!

  Fada

terça-feira, maio 26, 2009 11:32:00 da tarde

Jane, cala-te e come!!!

(Para não dizer "cala-te e chupa", que parece mal... :P)

Bem, a minha cozinha TEM máquina de lavar loiça e não tem gato, por isso, somos apenas nós e o Bruno, as frutas e o fondue de chocolate... :D

Ele que decida! :)

E não te preocupes, há que chegue para todos!!! :D

Beijooooooooos

PS - Algo me diz que ele NÃO vai aceitar... Huuummmmmmm....
PS2 - Jane, não tenho chupas, acabei o último na semana passada, mas tenho gomas e chocalatinhos com caramelo e também after-eights... :) Amanhã compro chupas! :)

  Jane Doe

quarta-feira, maio 27, 2009 12:14:00 da manhã

Eu espero por amanhã então.

E com uma descrição dessas bem posso eu dizer adeus a alguém a lavar-me a loiça!

Lá tenho eu que ir...

Beijo.
Ps.: Se ele não aceitar eu como a parte dele dos morangos e cerejas e chocolates e chupa chupas! (Credo... not that much...)

  Francisco Norega

quarta-feira, maio 27, 2009 12:22:00 da manhã

Fada e Jane Doe,

Relativamente às religiões, são todas cópias umas das outras. Por exemplo, em grande parte das religiões há um período "negro" (entenda-se essa palavra como se quiser) de três dias, após o qual a Luz triunfa sobre as Trevas.
Isto está relacionado Solstício de Inverno, em que os dias são mais curtos pois o Sol toma a sua posição mais baixa no céu, aparentemente igual durante três dias, e depois volta a subir (se é que me entendem).
Certos rituais pagãos antes do aparecimento cristianismo celebravam nesta altura o triunfo do Bem sobre o Mal, e por isso foi decidido fixar o nascimento de Cristo em 25 de Dezembro, aproveitando a cultura dos povos, ainda que se pense que Jesus tenha nascido por volta de Março/Abril.
E penso que, relacionada com isto, está também a ressurreição de Jesus depois dos três dias.
"The nativity of Jesus, which is the basis for the anno Domini system of dating, is thought to have occurred between 7 and 2 BC. December 25 is not known to be Jesus' actual date of birth, and the date may have been chosen to correspond with either a Roman festival or the winter solstice." - Christmas on WIki.


Ah, e vani, acho que a fobia de dizer que há raças já devia ter passado à história.
Quer dizer, vamos antes de mais ter uma coisa bem assente: o Homem é um animal, como outro qualquer.
Vejamos, então, o exemplo do cão, ou do cavalo. Uns são maiores, outros mais pequenos; uns têm o pêlo mais claro, outros têm-no mais escuro; uns têm o pelo uniforme, outros têm manchas... E então, não são todos cavalos e cães?
Os chineses têm os olhos em bico, os africanos têm uma tez mais escura, os nórdicos têm cabelos mais claros, os índios mexicanos (peço desculpa se não é o nome correcto deles) são mais pequenos... E então? Não deixamos de ser todos iguais, todos Homens, mas qual é o problema de assumirmos que temos diferenças?

  Fada

quarta-feira, maio 27, 2009 12:55:00 da manhã

Francisco Norega: Não me estás a dar novidade nenhuma. :)
Mas obrigada pelo esforço. :D

O facto de acreditar que Cristo existiu não significa que acredite em tudo o que me é/foi imposto sobre a religião cristã. :)

Quanto ao triunfo do Bem sobre o Mal, este sempre foi visto e celebrado, fosse nas canções e histórias que valorizavam os heróis, fosse nos antigos rituais.

Mas as Religiões Antigas (que eu, na minha faceta de fada, sinto e vivo mais do que a "novinha" religião cristã em que fui educada) celebravam, acima de tudo, ciclos.
Tanto que se tinha Beltane (celebração da vida, da Primavera), e também Samahin (celebração da morte, do fim do ano, das colheitas), isto na sabedoria celta.

Além disso, celebrava-se a dualidade das coisas, a noite e o dia, a vida e a morte, a guerra e a paz, o homem e a mulher, ...
Algo que se encontra também no Oriente, representado pelo Yin e Yang.

Acima de tudo, celebrava-se o equilíbrio e o respeito pela Terra, pelos seres vivos.

Nas religiões mais recentes, o que se valoriza é o Poder.

E daquilo que chegou até nós como sendo as palavras de Cristo, acredito que mais foi dito e que os homens que se seguiram aos Apóstolos (ou, até, estes) preferiram "apagar". Não dava jeito...

Outras festividades pagãs foram "adoptadas" pela religião cristã (e eu espalho ovos de chocolate para os meus sobrinhos "caçarem" pelo significado deles, por ex.) e li, algures, que a data da Páscoa não podia coincidir com a Lua Cheia, em que os pagãos celebravam a Mãe.
E porquê? Porque, entre outros motivos que me devem escapar, a religião cristã é machista e não valoriza a mulher, muito menos a "Deusa". Agora... vá-se lá saber o que aconteceria se as datas coincidissem... Alguma catástrofe natural?? :p ehehe


Quanto à questão das raças que puseste à Vani, eu também entendo que não nos deviamos diferenciar em raças. Principalemnte por isso ser motivo de preconceitos.

Vani: Sim, podias ser tu a responder, claro!!! :D
Vai um moranguinho com chocolate?? :)

Beijitos

PS - Bruno, hoje não "te largo a braguilha", chiçaaaaaa! :p
Beijitos para ti (isto é só para não me correres daqui à vassourada... :P )
;)

  Jane Doe

quarta-feira, maio 27, 2009 12:57:00 da manhã

Francisco Norega:

Acredita-se que as semelhanças entre várias religiões, principalmente as que existem entre os seus messias, têm significados astrológicos, e intimamente ligados com o Sol, e a Adoração do Sol. Sempre a adoração ao sol.

Quanto a raças... Existem espécie e depois Sub-espécie(falando das unidades taxonómicas). Nós somos uma Sub-espécie, homo Sapiens Sapiens, e a espécie é Homo Sapiens.

Acho que a palavra raça é designada para, dentro de uma espécie designar os indivíduos com características biológicas externas semelhantes, dentro de uma espécie ou sub-espécie, enquanto etnia pressupõe também factores culturais. Ou seja, não é errado falar de raças, há é que saber a diferença.

  Bruno Fehr

quarta-feira, maio 27, 2009 1:32:00 da manhã

Fada:

Eu afirmo com toda a certeza que as pessoas devem dizer não, à vacina contra a gripe dos porcos, a imprensa está a tornar algo mínimo numa calamidade para que essa vacina seja exigida e é isso que a Eugenics quer, vacinar toda a gente contra essa gripe, o que irá fragilizar o corpo humano para a gripe humana que poderá e acho que irá voltar em breve.

A população mundial tem de ser reduzida, é isso que a Eugenics afirma, portanto as vacinas deles devem ser recusadas.


"Quanto aos grupos sanguíneos, conheço apenas 2 ou 3 pessoas com Rh-, mas afirmo que os "0" têm mais "mau fetio" que os "A"... Constatações familiares...eheheh"

Seja A, B, AB, ou O, todos os negativos são mais raros, o A e B são os mais comuns, no positivo há uma pessoa em cada 3, no negativo há uma pessoa em cada 16. No grupo O+, há uma em cada 47, no O-, há uma em cada 167. No entanto o nobreza e os líderes políticos e religiosos são sempre Rh-. Qual será o motivo? Estarei eu a conspirar? Não ganho nada com isso, visto que eu sou Rh-.

  Bruno Fehr

quarta-feira, maio 27, 2009 1:33:00 da manhã

Jane Doe:

Não preciso de ajuda, eu já sei que são todos Rh-, no entanto tenho a esperança de encontrar UM que seja Rh+.

"Eu sou O negativo, Fada, e sou tão boazinha.....:D"

Eu também sou negativo, quando terminar a investigação, irei escrever sobre isso.

O+ é menos raro, pois O+ aceita sangue O+ ou O-. Os Rh+ aceitam sempre o seu grupo positivo e O-. Os Rh- só aceitam negativo o sangue não pode ser misturado com positivo.

"Bruno Fehr, essa de Jesus ser Rh-... Então existiu ou não? Então Hórus, Amon, Krisna, Buda, Etc and so on também existiram, e eram RH-... Não?"

Jesus existiu, nao como filho de Deus mas como um excelente orador e era Rh-. Buda era filho de um Rei, e era Rh-. Os outros não sei, não acredito que existiam registos, mas ao serem realeza e antepassados de Cleópatra que eram Rh-, eles deveriam se-lo também. Mas eu falei até 4.000 atrás, mais do que isso há poucos dados.

  Bruno Fehr

quarta-feira, maio 27, 2009 1:33:00 da manhã

Fada:

Exactamente, o Rh- é dito ter algo chamado reptilia, que muitos malucos andam a lidar a extra-terrestres que tomam forma humana para nos escravizar. Na verdade o reptilia não é mais do que uma predisposição genéticas para se ser inconformado, querer sempre mais poder e sentir uma necessidade incontrolável de dominar. Será?

Não sei, mas sei que sou Rh- e não sou sou um ET, mas cada vez mais me sinto 1.

  Bruno Fehr

quarta-feira, maio 27, 2009 1:33:00 da manhã

Jane Doe:

"Ora bem... Juntando o que o Bruno Fehr diz, que todas as pessoas no poder tem sempre RH-, e uma das tuas citações de que o Rh- não é da terra, eu só posso concluir que, nos últimos 4000 anos estamos a ser governados por ET´s! 4 milénios!"

Sim é essa a teoria. Eu não acredito que sejam ETs pois eu sou Rh-. Mas acredito que temos uma tendência a estarmos inconformados com o sucesso e com o poder.

"Fada, o meu sangue é dos mais lixados... Eu posso dar a toda a gente, mas a mim só do meu tipo..."

Errado. Não podes dar a toda a gente, só o O- pode dar a toda a gente. Tu podes receber do teu tipo O+ e O-.

  Bruno Fehr

quarta-feira, maio 27, 2009 1:34:00 da manhã

Fada:

"Em relação a Jesus ter existido... Bem, eu fui criada na fé cristã, e sempre acreditei que ele existiu. E que deverá ter sido um grande Homem."

Grande? Nem por isso, estatura média. Um grande orador tal como a maioria dos vendedores de automóveis.

"Em relação às vacinas, que falámos à bocado, existe uma teoria que nas vacinas existem nanochips condicionantes e que todos somos "raptados" de tempos a tempos para nos fritarem os miolos. E que alguns de nós conseguem "fritar" o nanochip, mas que voltam logo a abduzir-nos e a espetar-nos outros... :p"

Quanto a chips, já temos um à espera do momento certo de nos ser imposto. o Verichip.

  Bruno Fehr

quarta-feira, maio 27, 2009 1:34:00 da manhã

Jane Doe:

"Jesus até pode ter existido mas o que dele se conta é um mito."

Ele viveu numa terra de gente simples, qualquer pessoa com um bocadinho de conversa, ou seja um bom lala conquistava audiências.

"Quanto ao Bruno, eu ouvi dizer que ele bem lá no fundo até é simpático por isso, bem lá no fundo não se vai chatear. Quanto muito adormece em frente ao pc."

Sou Rh- CUIDADO COMIGO!

  Bruno Fehr

quarta-feira, maio 27, 2009 1:34:00 da manhã

Fada:

"Quanto ao Bruno, ouvi dizer o mesmo, será apenas um boato?? :p"

Sendo eu Rh-, um possível ET de sangue azul, sim, são boatos!

  Bruno Fehr

quarta-feira, maio 27, 2009 1:34:00 da manhã

Vani:

Os acontecimentos andam assustadores, mas as pessoas andam cegas, com tanto acesso à informação livre, andam hipnotizados pela TV e não querem ver nada.

"Por outro lado, não existem raças humanas, carago. Repito: biologicamente falando, não existem raças humanas. Existe uma única espécie humana; não existem raças. O factor "concentração de melanina" não é suficiente para justificar a divisão taxonómica da espécie humana em raças."

Sim, uns dizem isso a Eugenics diz que existem raças e considera a negra uma sub-raça. E a ciência é dominada pela Eugenics visto que pertence à Crown que controla o dinheiro em todo o mundo.

O que está em jogo não é o que é politicamente correcto, o que está em jogo é o objectivo dos passos largos que estão a ser dados este ano. Vem aí algo de grande, muito grande.

"cintura de asteroides entre marte e jupiter, ou jupiter e saturno, ou lá o que era), q depois fugiu para um outro que tem uma orbita tão eliptica que só está perto da terra de milhares milhares de anos. Mas, sabem, está-se a aproximar a data de aproximação!!!! será que vai haver invasão??"

Onde leste isso? A cintura de asteróides deveu-se à colisão do planeta-cometa SEDNA ou Naiburu como os Maias lhe chamava, que embateu num planeta aí existente. O planeta cometa de quem os Egípcios e Maias falavam, foi já detectado pela Nasa e passa pela terra a cada 26.800 anos, a sua passagem cria alterações no clima e pode até alterar o eixo da terra. A população mundial não será extinta mas a sua passagem em 2012 irá causar danos. Esses danos podem ser unicamente erupções vulcânicas, Tsunamis e terramotos, como pode alterar o eixo da terra e a localização dos pólos criando uma nova era glaciar. É lógico que a passagem de algo tão grande afectará a terra devido à gravidade que irá atrair esse objecto para mais perto. No entanto não há risco de embate, irá passar a uma distancia segura mas será visível da terra.

  Bruno Fehr

quarta-feira, maio 27, 2009 1:34:00 da manhã

Jane Doe:

"A data de invasão? Eu sei! É dia 21 de Dezembro de 2012. Dizem que Nostredamus disse que seria o fim, mas não. São eles que vão finalmente invadir! Eheheheh"

Ninguém nunca disse que seria o fim da humanidade. Os Maias e Nostradamus bem como os Egípcios disseram que seria o fim de um ciclo, só isso.

  Bruno Fehr

quarta-feira, maio 27, 2009 1:35:00 da manhã

Fada:

A minha cozinha é um local misterioso, sei que está lá o frigorífico, tirando isso é um local por explorar. Já a pensei transformar num WC gigante com uma banheira familiar... mas não tinha onde por o frigorífico.

  Bruno Fehr

quarta-feira, maio 27, 2009 1:35:00 da manhã

Francisco Norega:

Todas as religiões estão ligadas umas às outras pois todas são inspiradas no paganismo.

E sim, dentro da espécie humana há raças, pois somos visivelmente diferentes.

  Bruno Fehr

quarta-feira, maio 27, 2009 1:42:00 da manhã

Fada:

"Acima de tudo, celebrava-se o equilíbrio e o respeito pela Terra, pelos seres vivos."

Os Iluminati são Pagãos, e segundo a teoria deles a Nova Ordem Mundial acabará com a religião que será exposta como uma mentira sendo o verdadeiro e único Deus GAIA, a terra, a natureza. A lei será que a natureza é mais importante que a vida humana.

Bonito não é?

O lado mau, é que esta nova lei divina, serve para manter o controlo populacional de maneira a salvar a terra, ou seja introduzir a Eugenia.

  Bruno Fehr

quarta-feira, maio 27, 2009 1:43:00 da manhã

Jane Doe:

"Acho que a palavra raça é designada para, dentro de uma espécie designar os indivíduos com características biológicas externas semelhantes, dentro de uma espécie ou sub-espécie, enquanto etnia pressupõe também factores culturais. Ou seja, não é errado falar de raças, há é que saber a diferença."

Mas temos raças, já sabemos que é possível identificar o esqueleto de um negro, asiático ou branco, só pela forma do seu maxilar. Podemos identificar o esqueleto de um branco de leste pela forma do seu crânio, somos fisicamente diferentes.

  Jane Doe

quarta-feira, maio 27, 2009 2:01:00 da manhã

Rh-, eu não tenho medo de ti. Lá por ser Rh+ não quer dizer nada!

Eu bem me parecia que a tua cozinha era alguma coisa inexplorada. Não sei porquê.

Eu sei que disseram que 12 de Dezembro era o fim de um ciclo, mas usei isso em jeito de brincadeira.

Se és de sangue azul não és ET mas estás doente.

Sim, temos raças, eu nunca disse que não. Só salientei a diferença entre raça e etnia.

Quando me referia a ajudar-te era exactamente a encontrar um líder, rei etc de Rh+! Acho que sou eu que vou quebrar a regra de 4000 anos!

Pronto... Passemos ao post seguinte.

  Fada

quarta-feira, maio 27, 2009 2:18:00 da manhã

Meu querido Bruno-Rh(-)-possível-ET-reptiliano-de-sangue-azul:

1º - Tens todas as tendências e características para para líder, sendo assim, vais começar a Fehr Youth?!?!? ahahaha

2º - Se considerarmos a questão de "conceitos/nomes" referido anteriormente, temos que os vírus das vacinas poderão ser os tais nanochips... Afinal, os vírus podem ser programados e podem "programar-nos", podem obrigar as nossas células a agir de forma diferente.

3º - Podes por o frigorífico na sala. Mas não te preocupes, eu tenho jeito para mistérios e não tenho medo do escuro, se me permitires, eu faço-te o reconhecimento das profundezas dos armários da cozinha!!! Levar-te-ei por tachos nunca antes utilizados... :D

4º - "a terra, a natureza. A lei será que a natureza é mais importante que a vida humana.
Bonito não é?
O lado mau, é que esta nova lei divina, serve para manter o controlo populacional de maneira a salvar a terra, ou seja introduzir a Eugenia."

Mais uma vez, entramos no desequilíbrio. Em que os Homens brincam aos Deuses... E depois?... Logo se vê!!! Mas não virádaí boa coisa.

Em relação às alterações planetárias de 2012, poderão vir daí as mudanças necessárias para a não concretização do comunicado que deu origem a esta conversa toda.

Beijitos

PS - Eu sou uma Fada, o meu sangue é porreiro e raramente fico doente... E raramente todo medicamentos, quando fico. :)

  Francisco Norega

quarta-feira, maio 27, 2009 10:52:00 da manhã

Jane Doe,
Também acredito em Deus, mas odeio o Catolicismo xD
Sinceramente, simpatizo mais com as religiões orientais, especialmente o budismo. E a minha mãe é uma bruxa (hihihihi) lá da Wiccaa xD
Mas pronto, peço desculpa se não trouxe nada de novo x) Foi só por causa da tua passagem, "E não só os afamados 10 mandamentos que segundo estudos não são mais que cópias do Egípcio livro dos mortos." Provavelmente já o Livro dos Mortos era baseado em alguma obra mais antiga...

"Quanto à questão das raças que puseste à Vani, eu também entendo que não nos deviamos diferenciar em raças. Principalemnte por isso ser motivo de preconceitos."
Sinceramente, eu não funciono assim. Dizer que há raças não implica que haja preconceitos.
Um dálmata é branco com pintas pretas, e mede entre 55 e 60 centímetros, e um Wolfhound Irlandês mede até 90 centímetros, pesando quase o dobro. São diferentes, mas são os dois cães.
O mesmo com os Homens.

:)

  Paula

quarta-feira, maio 27, 2009 11:31:00 da manhã

mas assim é uma perspectiva de vingança, quando na minha opinião devíamos (humanidade) evoluir noutro sentido...
porque as pessoas de hoje não devem ter de pagar pelo que se fez há 400 ou 500 anos.
mas é apenas o que eu penso, posso estar enganada.

  Fada

quarta-feira, maio 27, 2009 11:46:00 da manhã

Francisco Norega:

Creio teres-me misturado com a Jane Doe na tua resposta! :D

Mãezinha wicca?... Huummmm...

Dizer que há raças não implica preconceitos... Mas que eles existem em função de tretas como a cor da pele, o formato dos olhos, a altura, etc,(características "raciais"), existem... infelizmente!

Beijitos

  Jane Doe

quarta-feira, maio 27, 2009 12:38:00 da tarde

Francisco Norega:

Nunca deixei nas minhas respostas antever que acreditava em Deus.
Mas posso dizer que sou agnóstica. Não tenho especial afinidade com qualquer religião. Em relação a Deus, é uma definição que ainda procuro.

Realmente houve por ali uma mistura na tua resposta acho que devia ser para a Fada também, tendo em conta que eu nunca disse que não nos deveríamos diferenciar em raças. Tal como disse o Bruno Fehr elas existem, tanto em seres humanos como em animais e se dizemos que um cão é da raça Grand Danois, não vejo porque eu não possa ser da raça caucasiana. Ou negra.

  Vani

quarta-feira, maio 27, 2009 3:48:00 da tarde

Estou-me nas tintas para o que essa malta diz. Não existem raças humanas, do ponto de vista biológico, ponto final.

Quanto à cena do 12º planeta, é um livro, denominado, precisamente, 12º planeta. Qd ele por cá passar logo sabemos se é habitado ou não...muahahahahah, essa é que era uma grande mudança...

  Vani

quarta-feira, maio 27, 2009 3:54:00 da tarde

Francisco Norega: essas diferenças que existem entre os individuos da espécie humana não justificam taxonomicamente a sua subdivisão em sub-espécies, qto mais em raças.

A biologia e a antropologia não consideram a existencia de raças humanas. NÃO EXISTEM RAÇAS HUMANAS, Facto.

Quem quiser pensar o contrário, pois que pense e já agora, 2+2 são 5.

  Francisco Norega

quarta-feira, maio 27, 2009 11:56:00 da tarde

Pois, peço desculpa, acho que troquei a Jane Doe com a Fada. :/

Vani,
Sinceramente, acho a tua atitude muito prepotente. Quer dizer, toda a gente sabe que na ciência não há verdades absolutas, e se não concordas, pois pensa, já agora, que 2+2 são 5.
Eu apenas disse que acho uma profunda idiotice ter medo de dizer que há raças com medo de se ser rotulado de racista.
E quanto a esse «factor "concentração de melanina"», quem decide se é "suficiente" ou não "para justificar a divisão taxonómica da espécie humana em raças"? Qual é, por exemplo, a diferença desse factor da espécie humana para a espécie equina?

Apenas estou a dar o meu ponto de vista, não quero atacar ninguém. E já houve uma pessoa que, fundamentando, me explicou que 2+2=5. Matematicamente falando.

  Jane Doe

quinta-feira, maio 28, 2009 12:24:00 da manhã

Eu e a Fada somos parecidas! Oh aqui as minhas asas a esvoaçar:P No problem;)

Quanto à história das raças e etc...

É isso...

Vou ali ao blog do lado.

  Francisco Norega

quinta-feira, maio 28, 2009 12:43:00 da manhã

xD

Qual blog, já agora? :P

  Bruno Fehr

quinta-feira, maio 28, 2009 12:50:00 da manhã

Jane Doe:

É 21 de Dezembro, mais exactamente na noite para 22 de Dezembro.

"Se és de sangue azul não és ET mas estás doente."

O meu sangue é vermelho, simplesmente o Rh- se parece mais azul nas veias.

  Bruno Fehr

quinta-feira, maio 28, 2009 12:50:00 da manhã

Fada:

"Meu querido Bruno-Rh(-)-possível-ET-reptiliano-de-sangue-azul:"

Sou querido, tenho Rh-, sinto por vezes um ET, mas não sou reptiliano e o meu sangue é vermelho.

"Levar-te-ei por tachos nunca antes utilizados... :D"

Isso é fácil, tirando a frigideira está tudo por estrear.

"Em relação às alterações planetárias de 2012, poderão vir daí as mudanças necessárias para a não concretização do comunicado que deu origem a esta conversa toda."

Não, é economicamente impossível os EUA conseguirem esconder a falência durante mais de 3 meses, por isso é impossível aguentar 3 anos.

  Bruno Fehr

quinta-feira, maio 28, 2009 12:51:00 da manhã

Francisco Norega:

"Mas pronto, peço desculpa se não trouxe nada de novo x) Foi só por causa da tua passagem, "E não só os afamados 10 mandamentos que segundo estudos não são mais que cópias do Egípcio livro dos mortos." Provavelmente já o Livro dos Mortos era baseado em alguma obra mais antiga..."

Que se note que os 10 mandamentos são falsos, e são uma contradição bíblica para com outros 10 mandamentos descritos em Exodus.

"Dizer que há raças não implica que haja preconceitos."

Claro que não. A espécie humana divide-se em raças as raças em culturas, seria grave era dividir em sub-espécies. Mas a raça vai muito além de preto, branco e amarelo, existe a raça Lusa, a raça celta, etc, etc

"Um dálmata é branco com pintas pretas, e mede entre 55 e 60 centímetros, e um Wolfhound Irlandês mede até 90 centímetros, pesando quase o dobro. São diferentes, mas são os dois cães.
O mesmo com os Homens."

Não vás mais longe, o cão é uma espécie, Labrador é uma raça e depois temos imensas raças dentro dessa raça os; Retriever, os Golden Retriever, os Labradoodle, etc.

  Bruno Fehr

quinta-feira, maio 28, 2009 12:51:00 da manhã

Paula:

"mas assim é uma perspectiva de vingança, quando na minha opinião devíamos (humanidade) evoluir noutro sentido..."

Eles estão unicamente a viver as suas vidas, os lideres religiosos é que estão a ver nisto uma oportunidade de vingança e de evangelizar o mundo.

  Bruno Fehr

quinta-feira, maio 28, 2009 12:51:00 da manhã

Fada:

"Dizer que há raças não implica preconceitos... Mas que eles existem em função de tretas como a cor da pele, o formato dos olhos, a altura, etc,(características "raciais"), existem... infelizmente!"

Existem e ainda bem, temos de as assumir. Na minha opinião há muitos mais factores que destingem raças e não mesmo dentro das etnias.

  Bruno Fehr

quinta-feira, maio 28, 2009 12:51:00 da manhã

Jane Doe:

"se dizemos que um cão é da raça Grand Danois, não vejo porque eu não possa ser da raça caucasiana. Ou negra."

O motivo é simples, é que os cães não se atacam com base na raça e nós sim, por isso hoje dizemos raça humana quando é na verdade espécie humana.

  Bruno Fehr

quinta-feira, maio 28, 2009 12:51:00 da manhã

Vani:

"Não existem raças humanas, do ponto de vista biológico, ponto final."

Do ponto de vista biológico? Mas o que quer isso dizer? Não existindo raças do ponto de vista biológico dentro da espécie humana é o mesmo que dizer que não existem raças dentro da espécie canina.

A raça não é humana, humana é a espécie. Dizer-se raça negra não é incorrecto é unicamente uma generalização, tal como o povo Lusitano que ainda existe sem misturas étnicas não é da raça latina nem sequer branca ou Ariana mas sim Celta. Falar-se em raças é correcto biologicamente ou não.

No entanto concordamos em discordar.

"Quanto à cena do 12º planeta, é um livro, denominado, precisamente, 12º planeta. Qd ele por cá passar logo sabemos se é habitado ou não...muahahahahah, essa é que era uma grande mudança..."

10°, e não é um livro, pois já é falado desde os Egípcios e Maias, muito antes de haverem livros. Quando foi encontrado, foi calculada a sua trajectória o tempo que precisava para a fazer, assim se identificou que o SEDNA é o Naibiru Maia. Tal como se encontrou a falha negra de que os Maias falavam, que é na verdade um buraco negro no centro da galáxia. Os Maias disseram que Naibiru iria passar quando a Terra estivesse alinhada entre o sol e a falha negra. Em 2012 a Terra estará alinhada entre o sol e esse buraco negro e o sol atingirá o seu máximo de actividade, voltando a baixar a temperatura em Janeiro.

"A biologia e a antropologia não consideram a existencia de raças humanas."

Usar "raças" está a cair em desuso desde a segunda guerra mundial, mas existe ainda uma grande discussão no meio antropológico. A questão que defende o fim do uso de "raça" é que o ser humano ao referir-se a uma raça estaria a falar de uma sub-espécie e como humanos, queremos afirmar que somos todos iguais. No entanto há tantas diferenças físicas desde a cor ao formato do crânio que se não falamos em raças, teremos de falar em espécies. Não somos todos iguais, querem é por motivos anti-xenófobos fazer-nos ver o contrário.

  Bruno Fehr

quinta-feira, maio 28, 2009 12:52:00 da manhã

Francisco Norega:

Quanto à questão da raça, basta ler as contradições na Wikipédia sobre os motivos reais de quererem matar esse termo. Tem tudo a ver com xenofobia. Então se não podemos ter raças, vamos ter de dividir o ser humano em espécies ou deixar de dividir os animais em raças.

  Francisco Norega

quinta-feira, maio 28, 2009 12:58:00 da manhã

Exacto. E acabar com a designação de raças não vai acabar com o xenofobismo.

  Jane Doe

quinta-feira, maio 28, 2009 1:05:00 da manhã

"A espécie humana divide-se em raças as raças em culturas, seria grave era dividir em sub-espécies."

Já disse e volto a dizer, nós somos uma sub-espécie!

Espécie Homo Sapiens, Sub Espécie Homo Sapiens Sapiens!

E somos taxonomicamente divididos em raças, tal como os outros animais, e antropologicamente em etnias.

  Fada

quinta-feira, maio 28, 2009 9:36:00 da manhã

Bruninho querido *****:

"sinto por vezes um ET, mas não sou reptiliano e o meu sangue é vermelho."

Até poderás ser um ET (não sabes as características dos reptilianos para saberes se és um ou não) e ainda bem que o teu sangue é vermelho-Benfica!
Mas mesmo que sejas um ET, continuas a ser um QUERIDO!!! :)

"Isso é fácil, tirando a frigideira está tudo por estrear."

Fixe!!! É só combinarmos e ficas a conhecer tudo e mais alguma coisa nas profundezas da tua cozinha!!!
Tens é de me dar "carta branca" para a exploração!!! :p


"Não, é economicamente impossível os EUA conseguirem esconder a falência durante mais de 3 meses, por isso é impossível aguentar 3 anos."

Estava a referir-me à extinção cultural do povo Europeu. Pois se vierem uns maremotos, uns terramotos, e outras catástrofes naturais devido a essas alterações climáticas, e morrerem uma data de pessoas, quando (ou "se") chegarmos a 2050, poderão ter ocorrido mudanças a nível da deslocação de populações, e a migração ter levado outro sentido.


Beijitos, estou na minha "hora limite" :p

PS - E és mesmo um querido... Queres uns moranguitos de pequeno-almoço? :)

  Vani

sexta-feira, maio 29, 2009 12:40:00 da tarde

Vá, eu digo outra vez: não existem raças humanas do ponto de vista biológico, taxonómico ou antropológico. Existem povos, etnias, culturas. Mas não existem raças. As diferenças que temos uns dos outros, caucasianos, asiáticos, negróides (etnias, não raças) não justificam a criação de sub-espécies diferentes, quanto mais de raças...mas vamos ter de concordar em discordar.

Quanto ao 12º Planeta. Existe um livro, carago, chamado "o 12º Planeta". Que fala do que referes. Já foi escrito há uns bons anos, quando Plutão ainda não era Plutinho.

Por acaso estou a ler um livro de ficção cientifica, Lua Nova, que trata da aproximação de uma singularidade (buraco negro) da órbita da Terra, engolindo Plutão e a Lua. Ainda vou a meio, mas estou a achar os diálogos totalmente idiotas e o desenvolvimento da ideia muito mal feito. Mas como quero ver onde é que aquilo ainda vai parar, persisto na leitura.

Há teorias que dizem que os buracos negros são passagens para tuneis "sub-universo", que unem mais rapidamente esta e aquela distancia. Uma espécie de stargate, portanto. Mas na verdade, nem mandando uma sonda pra um desses buracos se ficava a conhecer a verdade...pois se eles sugam tudo, à medida q evoluem...o mais cómico: um buraco negro velho, é um buraco negro que suga tempo e espaço, portanto, é uma singularidade que se move.
Os buracos negros nunca foram avistados propriamente. O que se detecta é as distorções que provocam no espaço. Partindo do principio que essas distorções pertencem mesmo a um buraco negro, pois, afinal, nunca se VIU mesmo um...

  Bruno Fehr

sexta-feira, maio 29, 2009 3:34:00 da tarde

Francisco Norega:

Não vai mesmo.

  Bruno Fehr

sexta-feira, maio 29, 2009 3:34:00 da tarde

Jane Doe:

"Espécie Homo Sapiens, Sub Espécie Homo Sapiens Sapiens!"

Sim, mas no que toca a raças, existe mesmo um movimento que pretende eliminar o termo.

  Bruno Fehr

sexta-feira, maio 29, 2009 3:34:00 da tarde

Fada:

"Até poderás ser um ET (não sabes as características dos reptilianos para saberes se és um ou não)"

Por acaso sei, existem diversos estudos sobre eles e fala-se deles já há mais de 3.000 anos.

  Bruno Fehr

sexta-feira, maio 29, 2009 3:34:00 da tarde

Vani:

No que toca às raças, podes gritar isso aos 7 ventos que não fará mais sentido. Tudo o que dizes assenta em motivos anti-racista. Não é lógico nem aceitável dizer que somos todos iguais e as diferenças físicas e até ao nível de como pensamos, justifica sim, o termo raças.


Quanto a esse livro "12° planeta", até pode existir, mas não é esse livro que justifica a existência de Nibiru. Existem documentos históricos com milhares de anos que falam disto. Esse livro é baseado nesses documentos e não é o planeta que é baseado nesse livro.

Além disso Nibiru é o 10° planeta.

"Por acaso estou a ler um livro de ficção cientifica, Lua Nova, que trata da aproximação de uma singularidade (buraco negro) da órbita da Terra, engolindo Plutão e a Lua. Ainda vou a meio, mas estou a achar os diálogos totalmente idiotas e o desenvolvimento da ideia muito mal feito."

Pois, é um livro muito mau, só pode. Pois engolir plutão é uma coisa, mas a lua? Com tantas luas e planetas entre plutão e a Lua e consegue evitá-los a todos só para nos chatear. Outra coisa é os buracos negros movimentarem-se, eles pode crescer de tamanho mas não viajam.

"Há teorias que dizem que os buracos negros são passagens para tuneis "sub-universo", que unem mais rapidamente esta e aquela distancia."

As teorias são como as cuecas, há muitas e cada um com a sua, até eu tenho a minha teoria sobre eles.

  Lady me

sexta-feira, maio 29, 2009 5:15:00 da tarde

Sim, eu sei que em países como a Alemanha ou a Suiça há esses benefícios. Mas eu estava a falar do caso particular de Portugal...

:)

De qualquer maneira, não tem mesmo piada ter filhos! Agora...

*

  Bruno Fehr

sábado, maio 30, 2009 12:28:00 da manhã

Lady me:

Sim, em Portugal louvo a coragem de quem os tem :)

  Jane Doe

sábado, maio 30, 2009 1:34:00 da manhã

Bruno Fehr:

"Sim, mas no que toca a raças, existe mesmo um movimento que pretende eliminar o termo."

Sim, podem existir. Mas neste momento existe esse termo.

E enquanto não disserem que ele foi oficialmente abolido, com base em argumentos válidos, que tornem obsoleta a sua utilização, ele continua a ser válido e de utilização correcta.

O racismo não existe porque existem raças. O racismo existe porque o ser humano não sabe lidar nem aceitar as diferenças de outro ser humano.

  Fada

segunda-feira, junho 01, 2009 11:47:00 da manhã

Bruno, disseste:

"Por acaso sei, existem diversos estudos sobre eles e fala-se deles já há mais de 3.000 anos."

Huummm... E quais são essas características? E como podes ter certezas?? Conta, conta, conta!!! :D

Uma vez, estive a ler as características de alguém "abduzido". Identifiquei-me com quase todas, o que me faz uma potencial cobaia dos alienígenas. :D
Por outro lado, para me "raptarem tantas vezes", deve ser por:

1ª hipótese - sou muito interessante (ninguém duvida... :p )
2ª hipótese - sou muito difícil de converter, transformar, monopolizar, etc.. (deve ser da teimosia persistente que me caracteriza ;) )
3ª hipótese - ambas as anteriores (deve ser esta!!! :D )

Ainda bem que sou uma Fada! :D

Beijitos

PS - E quando li a tua resposta, "quase" ouvi fritas a cantar "I fell in love with an Alien (...) I'm in love with an Alien..." com aquele ruído fsssssss no final... eheheh

  Vani

terça-feira, junho 02, 2009 7:37:00 da tarde

#Esse livro é baseado nesses documentos e não é o planeta que é baseado nesse livro#

Mas quem é que disse que o planeta era baseado no livro?...?...?...!!!!
Eu só referi, nada mais do que isso, a existencia de um livro onde se falava desse planeta. Mesmo q nibiru, ou niribu, ou lá como se chama seja o 10º planeta, ou não seja o mesmo descrito pelo livro, o livro chama-se o 12º planeta. Mas ca chato q tás pah, a fazer de tudo discussão!

Quanto ao buraco negro, se este "comer" tempo e espaço, isso é o equivalente a movimentar-se, porque diminui a distancia entre o ponto em que estava e o ponto que não foi comido.

Quanto às raças, concordo em discordar. :-p

  Vani

terça-feira, junho 02, 2009 7:37:00 da tarde

#Esse livro é baseado nesses documentos e não é o planeta que é baseado nesse livro#

Mas quem é que disse que o planeta era baseado no livro?...?...?...!!!!
Eu só referi, nada mais do que isso, a existencia de um livro onde se falava desse planeta. Mesmo q nibiru, ou niribu, ou lá como se chama seja o 10º planeta, ou não seja o mesmo descrito pelo livro, o livro chama-se o 12º planeta. Mas ca chato q tás pah, a fazer de tudo discussão!

Quanto ao buraco negro, se este "comer" tempo e espaço, isso é o equivalente a movimentar-se, porque diminui a distancia entre o ponto em que estava e o ponto que não foi comido.

Quanto às raças, concordo em discordar. :-p

  Bruno Fehr

quarta-feira, junho 03, 2009 4:27:00 da manhã

Jane Doe:

"O racismo não existe porque existem raças. O racismo existe porque o ser humano não sabe lidar nem aceitar as diferenças de outro ser humano."

Sim acabar com o termo "Raça" é uma desculpa.

  Bruno Fehr

quarta-feira, junho 03, 2009 4:30:00 da manhã

Fada:

"Huummm... E quais são essas características? E como podes ter certezas?? Conta, conta, conta!!! :D"

Para os Rh-, enough is never enough, queremos mais e melhor, existe um vontade de dominar, mania da perfeição e insatisfação por mais que se tenha. Esta é uma tendência dos Rh- um factor que recebeu o nome de "factor reptilian".

  Bruno Fehr

quarta-feira, junho 03, 2009 4:32:00 da manhã

Vani:

Claro que estou :)
Eu percebi mal ou te explicaste mal, das duas, três :)

  Fada

quarta-feira, junho 03, 2009 8:46:00 da manhã

Bruno:

Então... Devo ser meia Rh-... :p

Mas esse "excesso de ambição" duvido que seja algo apenas dos Rh-. :(

Há mais características evidentes?

Beijitos, meu-querido-reptilianozito :p

  Ana C. Nunes

sexta-feira, junho 12, 2009 3:26:00 da tarde

Oh Bruno, está tudo muito bem mas eu vou dizer que não estou do teu lado nisto. Sou toda a favor da muti-culturalidade e etc e tal. Mas não ao ponto de achar bem que os "europeus" deixem de existir. Cada um tem lugar neste mundo e lá porque uns são católicos e outros muçulmanos (ou outra coisa qualquer) não quer dizer que tenham mais ou menos direito a estar na Europa (ou em outro qualquer lugar). Agora queres "sacrificar" os cristãos todos só porque a igreja fez merda? Isso é treta!
É o mesmo que catalogar todos os muçulmanos num mesmo saco, como muitos já fazem. Racismo! É o que é! E porque é que agora temos de fugir para as Américas? Não podemos todos coexistir (pelos menos pode-se sonhar, não?). A tua previsão é, no mínimo, triste.
E já toda a gente sabia que daqui a nada não vão haver "raças" distintas. Vamos ser todos uns arraçados (Pode ser que assim acabem as injustiças ... pois ... sonha!) E se calhar até vai fazer muito bem ao mundo.

  Navi

terça-feira, dezembro 14, 2010 5:28:00 da tarde

lol então não ha problema na extinção dos europeus, porque assim a igreja acaba.
Enfim, propaganda fazes mesmo grandes milagres, até o não se importar com a extinção.

É caso para dizer, "ah não faz mal uma bomba nuclear acabar com a Europa, assim a igreja acaba".