Twitter

Rendi-me e fiz há tempos uma conta Twitter, consegui demorar mais tempo a criar a conta do que a fartar-me daquilo. Em menos de 5 minutos estava farto. Voltei a visitar a minha conta Twitter mais 10 vezes e voltei a fartar-me em 2, 3 minutos. Não percebo a utilidade daquilo. Já me explicaram para que serve e continuo sem ver utilidade alguma.
O que vejo são milhares de pessoas a "Twittar" coisas sem interesse e milhares a seguir com interesse o que não tem interesse. Milhares de pessoas que por não terem com quem falar, falam com toda a gente.

Um excelente exemplo da utilidade do Twitter:

Randy Sarafan criou um sistema na sua cadeira de escritório que detecta os seus gazes e calcula a sua densidade de metano, depois os resultados são transmitidos através do Twitter para todos os seus seguidores. O sistema é simples, não passa de um sensor de gás que detecta os peidos, um Arduino que faz os cálculos e um módulo XBee sem fios que faz a comunicação desses dados para o PC e depois o Twitter partilha-os com o mundo.
Bem pelo menos, não cheira...

Outra questão é a falta de cuidado de muitos utilizadores do Twitter, pois "falam" demais, dizem o que não devem, usando os seus nomes reais, sem recorrer ao necessário anonimato.
Qualquer grande empresa já busca na Net informações sobre os candidatos, muitas através de feeds RRS controlam a actividade online dos funcionários mesmo nos seus tempos livres. Twitter, blogs, e outras páginas sociais como Hi5, Facebook, NetLog, etc, são motivo de despedimento.

Um bloguer que publique os seus posts em horário de trabalho é motivo para falhar numa entrevista de um novo emprego, porque não importa à empresa que os textos sejam ou não agendados. No caso do Twitter é ainda mais grave e deixo-vos alguns exemplos:


Ora, aqui está alguém que ao enganar o patrão que por sua vez fez o que muitos não fazem e agradeceu o trabalho extra do funcionário, também está a burlar a firma que lhe pagará em dinheiro ou tempo, estas horas que ele não trabalhou.


Por mais que se pensem em mentiras para contar na empresa de maneira a tirar o dia, publicar online com o seu primeiro e último nome, não é um acto inteligente, até porque se pode aceder ao perfil da pessoa.


Uma ofensa.



Uma burla.


Uma burla grave.

Online, usem de nicks, usem e-mails que não sejam usados para outros fins pessoais ou profissionais e evitem usar fotos que vos identifiquem. Estas buscas online por parte das empresas não são ilegais, pois são vocês próprios a disponibilizar ao mundo, informação que vos pode prejudicar.

O anonimato é um direito e com a facilidade que há em espiar e investigar pessoas na net, acho que se torna um dever. O dever de garantirmos a nossa própria segurança e liberdade de expressão, pois na verdade essa liberdade não existe.

80 Comentários:

  Fada

sexta-feira, maio 29, 2009 1:04:00 da manhã

Gostei do karma do outro... eheheh

Mas tens razão. Eu tenho algum cuidado, mas não sou a mais cuidadosa do mundo.
Já me expus a quem (por alguma razão ou intuição ou instinto), confio, e até hoje não tenho razão de queixa de ninguém. Nem do namorado que conheci pela net e com quem namorei mais de um ano... :p

Beijitos

  Fada

sexta-feira, maio 29, 2009 1:05:00 da manhã

Ah!!!

Não me dei ao trabalho de me inscrever no Twitter antes de me fartar porque não vi piada nenhuma nisso mesmo! :p

Kisses

  *B*

sexta-feira, maio 29, 2009 1:11:00 da manhã

Já me tinha questionado qual seria a utilidade do Twitter, mas, na verdade, ainda não me dei ao trabalho de lá ir espreitar...

Quanto ao resto, há gente muito pouco inteligente, de facto!

  Pronúncia

sexta-feira, maio 29, 2009 1:13:00 da manhã

Não me rendi ao Twitter e acho difícil aderir... aquilo parece-me um messenger ou algo do género, mas com a agravante de ser público.

Bons conselhos deixaste aqui. Sigo a maior parte deles, mas tenho consciência que num pormenor ou outro, e sem nos darmos conta, é fácil acabarmos por dar mais informações pessoais do que as que gostariamos e seriam aconselháveis.

São os perigos destas coisas da net ;)

  Mafal∂a

sexta-feira, maio 29, 2009 1:31:00 da manhã

Enfim...perece-me ser mais uma daquelas modas irritantes que depois com o tempo passa...pelo menos até ao momento de inventarem outra coisa qualquer ainda mais irritante.

Recordo-me bem, o quanto detestava receber "toques" o dia todo para o telemóvel...depois essa fase acalmou… porque começaram a mandar mensagens, mensagens por tudo e por nada...que invadem a nossa privacidade, o nosso espaço o nosso tempo, só para dizer uma qualquer futilidade e se não respondemos ainda temos que pedir desculpas...não entendo isso…

  Sara

sexta-feira, maio 29, 2009 1:34:00 da manhã

Entao e se for alguem a passar-se por nos??!!

E' que essas pessoas que se identificam sao mesmo burras...

  Teté

sexta-feira, maio 29, 2009 2:43:00 da manhã

Já fui convidada para o twitter e hi5 e nunca alinhei, ainda não lhe vi nenhuma utilidade. Mesmo o messenger, Skype, gmail talk uso pouco ou quase nada, e dessas a maioria das vezes só para recados rápidos, em vez de telefonar. E sms's ainda tenho de aprender como se faz, desde que troquei de telelé.

Quanto aos recados enviados no twitter para a geral, suponho que falam por si.

Em blog também já encontrei um "vizinho" - mora assim a duas ruas distâncias da minha! O gajo não achou muita piada e julgava que eu estava a brincar. Na verdade, vivem cerca de 70 mil pessoas só aqui na zona de Benfica, a probabilidade era pequena. Mas um dia postou a imagem de uns relâmpagos durante uma trovoada, que clareavam bastante os prédios e as árvores, julguei reconhecer o local. E uns tempos depois falou dos sentidos proibidos no trânsito e, vivendo em Benfica há mais de 40 anos, percebi logo que rua era. Enfim, um dia ainda fomos beber umas cervejinhas e ainda nos rimos...

Mas facto é que às vezes vamos dando informações sem nos apercebermos, e nunca sabemos ao certo quem nos lê!

Beijocas e bom fim de semana para ti!

  Nanda Assis

sexta-feira, maio 29, 2009 3:47:00 da manhã

deve ser legal pq todo mundo fala disso, mas eu ainda n fiz, e acho que nem vou fazer, num falo ingles e morro de preguiça de tradutor.

bjosss...

  Silvia F.

sexta-feira, maio 29, 2009 5:17:00 da manhã

Fui convidada há tempos para abrir uma conta no twister (chamo twister ao twitter por ser mais propriamente um torcedor de mentes do que outra coisa) e até hoje escrevi 1 linha. Estou como tu, farto-me logo. Não tenho nenhuma paciência para falar dos meus "peidinhos" diários.

No entanto admito que para gente famosa essa ferramenta seja bastante útil, uma forma de auto-promoção gratuita para eles e um oportunidade para os fãs seguirem os seus passos. O caso do Ashton e Cª. É a twittermania entre os famosos, é ver quem se segue!
Embora seja utilizado para fins lucrativos, o twister tem levado à situações caricatas degenerativas junto de gente conhecida: recentemente a Demi mostrou ao mundo via twitter fotos dela na cadeira do dentista desdentada. Ela explicou que tinha perdido o dente da frente e bora publicar a triste figurinha. Se para os fãs foi considerado um gesto bonito revelando simplicidade de carácter, para mim revelou neurónios fundidos: twitter's effect! :)

Está tudo parvo, credo!

  Solita

sexta-feira, maio 29, 2009 9:40:00 da manhã

Ola tbm não estou muito interessada nisso, rehistei-me no fecebook mas não uso, nem sequer tenho foto.
E realmente há gente pouco inteligente relamente.


Beijokas.

  Eu Mesma!

sexta-feira, maio 29, 2009 10:00:00 da manhã

Sinceramente não acho piada nenhuma ao twitter e não uso.

Rendi-me ao facebook e realmente divirto-me imenso com os quizz e jogos que aquilo tem mas...

mais que isso não!

:)

  S*

sexta-feira, maio 29, 2009 10:14:00 da manhã

Eu tenho twitter porque dizem que é essencial para os jornalistas. Acredito. Agora para os restantes, nao estou a ver qual o interesse. :P

Ha gente que passa lá a vida. Pfffff

  provocação

sexta-feira, maio 29, 2009 11:10:00 da manhã

Quem não sabe criar contas diferentes para coisas diferentes merece ser despedido só por acordar de manhã. Burros. Eu própria vou logo confirmar à net os emails de c.v e já vi uma ou duas coisas de morrer a rir no hi5. Nunca aderi nem a hi5 nem twitter, e acho ridículo aquelas pessoas que têm 8500 amigos e mais não sei quê.

  LURBA

sexta-feira, maio 29, 2009 11:12:00 da manhã

Como te entendo... também tenho e também não percebo a utilidade!!!
"Twittar" para o mundo o que estou a fazer???
Qual é o interesse???
Quem se interessa tem outras formas de o saber... quem me interessa também sabe!!!
E sinceramente tenho mais que fazer!!!
Um bom dia de pronúncio do Verão que está mesmo ai a chegar... e aqui também!!! ;-DDD

  HAZEL

sexta-feira, maio 29, 2009 11:22:00 da manhã

Aleluia! Alguém que concorda comigo em como o Twitter não tem utilidade nenhuma!

Não consigo perceber como há tanta gente obcecada com isso.
Ou não têm mais nada que fazer, ou é profunda solidão, ou um ego excessivamente inflamado... sei lá!

  Femme Fatale

sexta-feira, maio 29, 2009 11:25:00 da manhã

Não consigo mesmo perceber a utilidade desse tipo de sites. O unico que ainda me atrevi foi o hi5 e foi à tanto tempo que já nem vontade de o apagar tenho.

 

sexta-feira, maio 29, 2009 11:34:00 da manhã

Confesso que tenho tido demasiada preguiça para sequer indagar o que é, embora se fale em todo o lado. Um blog já dá tanto trabalho, não tenho tempo para essas coisas...;)

  Vani

sexta-feira, maio 29, 2009 12:20:00 da tarde

Então,parece que sou uma inútil solitária com excessivamente inflamado, pq achei piada ao twitter durante uns tempos...e ainda conheci pessoas :-p. Devo ser mesmo uma anormal desgraçada que não devia acordar de manhã, só por ter tido o desplante de brincar com o twitter...:-p

Como quase tudo, é um brinquedo internáutico. A piada está no uso que lhe é dado. E, depende de quem segues... no meu caso, sigo pessoal que disponibiliza links para notícias interessantes, ou músicas. Sendo eu como sou e quem sou, para mim é vital e é uma forma de estar a par do que se passa no mundo. Tal como é a blogosfera...
Mas quem sou eu pra falar, não passo duma dessas anormais que achou piada ao twitter e a falar com alguns jornalistas...

Quanto ao anonimato na net, concordo contigo. Já fui muito ingénua, já me meti em altos sarilhos (bem vistas as coisas até me diverti), já alterei a minha postura na net. Mas tb não vou abdicar da minha liberdade e andar aqui cheia de medo q me descubram...pois se descobrirem...azar! Tb tenho cuidado com o que digo... :D não me vou pôr para aí a bradar o nome da cabra que quero estraçalhar, por exemplo...muaahahahahahah!

  Vani

sexta-feira, maio 29, 2009 12:22:00 da tarde

Ah, sabias que muita gente acha que a blogosfera não passa de um bando de solitários anormais sem nada para fazer?...

  Jane Doe

sexta-feira, maio 29, 2009 12:48:00 da tarde

Nunca visitei o site do twiter, e já nem me lembro quem é que me explicou para que servia. Tou numa de apagar a minha conta do Hi5, porque nunca visito aquilo, e não tenho paciencia, e só criei uma conta no facebook porque precisava de aceder a um perfil de uma banda. E o nome que inventei foi de rir. Mesmo assim houve uma pessoa conhecida, pelo meu mail que me convidou para ser amiga dela. Eu depois ainda lhe perguntei que merda era aquela, porque com um nome daqueles se ele não via que aquilo era para gozar... Enfim...

Eu faço coisas mais interessantes com o meu tempo... Tal como comentar este blog... pois... Se calhar até não...

Eheheheheeh

  Who Am I

sexta-feira, maio 29, 2009 1:05:00 da tarde

E temos um já apelidado de Twittergate, vem daí ihihihi

http://economico.sapo.pt/noticias/twitter-assombra-eleicao-alema_11653.html

  Salto-Alto

sexta-feira, maio 29, 2009 1:27:00 da tarde

Eu acho o twitter uma iditotice e uma perda de tempo... Sinceramente, caracterizo-o como a junção de um blogue com o messenger. Iac.

  I.D.Pena

sexta-feira, maio 29, 2009 1:40:00 da tarde

Bruno:

Nunca gostei do twiter tal como tu.
E tens toda a razão quanto ao post; Não consigo acrescentar mais nada que contra-argumente com estes factos.
Só me resta achar Genial.

Beijos :)

  Vani

sexta-feira, maio 29, 2009 3:47:00 da tarde

E qual é o mal de algo que é a junção de um messenger com um blogue?...bem, gostos são gostos, pachorras são pachorras. E, por uma vez, tou fora do rebanho, desculpa lá... :D

  Palpitar

sexta-feira, maio 29, 2009 4:43:00 da tarde

O Twitter é a mais bela e interessante ferramenta de marketing e publicidade rasteira que inventaram nos últimos tempos.
E é mais barato que manda um sms.

  Vani

sexta-feira, maio 29, 2009 5:14:00 da tarde

Palpitar, eu cá tenho sms grátis ihihihih. :D

  I.D.Pena

sexta-feira, maio 29, 2009 6:11:00 da tarde

Mas ...
Acho um brinquedo fixe para os putos( e quando falo em putos incluo pitas de 12 13 14 15 16 17 ou mais...) se manterem em contacto e por isso quem faz mé são os que usam o twiter. Uma vez que querem perder tempo para saber o que os outros estão a fazer.
Eu acho que é uma ferramenta que colmata a solidão e que talvez acrescente algo . But not for me .

  afectado

sexta-feira, maio 29, 2009 7:27:00 da tarde

Aqui estou eu para me juntar à Vani no grupo dos solitários :)

Quanto ao post, respeito a tua opinião tal como respeito a opinião de quem goza com os bloggers. É a vida, uns gostam de umas coisas, outros doutras, tudo normal. E até te percebo bem, eu ainda voltei ao twitter mais vezes que tu e fartei-me também mais vezes. Até que um dia comecei a ver alguma utilidade naquilo. Provavelmente sou mais persistente.

Referiste um caso de real inutilidade do twitter (o caso dos peidos), mas não é isso que faz do twitter mau porque há muitos blogs sobre temáticas igualmente duvidosas e não é por isso que abandonamos todos a blogosfera, certo?

Concordo contigo totalmente quando falas da postura e da forma de se estar na internet. Isso sim, é realmente importante e pouca gente que até agora comentou ligou até porque a maior parte é imprudente e não faz a maior parte das coisas que referes no post. Dos casos a nível profissional que deste no twitter houve um ainda pior nos EUA... o que eu me ri quando li o que se passou!

Quanto aos comentários ao post, já li para aqui algumas boquinhas a quem anda no twitter. A maior parte já as conheço pois são semelhantes às que muita gente manda em relação aos bloggers. Voltando à solidão, caros amigos, eu uso o twitter... sou mais solitário que vocês? Aposto que não, pelo menos em relação à maior parte! É um facto que não sei, mas chamem-lhe um feeling... Basta apreciar o teor de alguns blogs de gente que já para aqui escreveu.

E pensem assim, o tempo que algumas pessoas passam no twitter, se calhar passam vocês a "coçar os tomates" :). E diga-se, não tenho nada contra quem os coça intensamente todos os dias já que cada um faz o que quer do seu tempo livre.

E para finalizar vos digo que o twitter tanto pode ser bom como mau. Depende da utilização que vocês lhe dão. As pessoas que só vêem naquilo um chat ou um msn público é porque quando lá chegaram só conseguiram ver isso (por alguma razão será). Só para exemplo, através do twitter (esse demónio do novo milénio) já descobri muitas músicas e filmes que não conhecia e que são fantásticos. Ah, e não se esqueçam que algumas pessoas que aqui comentam usam os blogs para os (maus) fins de que acusam a quem anda no twitter. Pensem nisso...

Vani, mééé mééééé :D

  Mel

sábado, maio 30, 2009 12:24:00 da manhã

LOL, nunca fui ao Twitter, não sei como funciona, não faço ideia para que serve, mas quero prestar a minha solidariedade para com a Vani e o Afectado, mas só porque gosto deles. E viva o Twitter...:D

  Silvia F.

sábado, maio 30, 2009 5:29:00 da manhã

Daqui a nada estamos diante de uma guerra fria entre twitters e anti-twitters.

As coisas que se aprendem, fiquei a saber que quem não twitta, coça os tomates...

  Mafal∂a

sábado, maio 30, 2009 5:05:00 da tarde

Silvia F diz:

"Daqui a nada estamos diante de uma guerra fria entre twitters e anti-twitters.

As coisas que se aprendem, fiquei a saber que quem não twitta, coça os tomates..."


hihihi, pode "coçar tomates" se os tiver...!!!

eu não tenho nem uma coisa nem outra!
:S NÂO TENHO NADA! :DD

  Vani

sábado, maio 30, 2009 8:58:00 da tarde

Não se pretende nenhuma "guerra fria". Se bem que o Bruno não se importaria com uma guerra que metesse bikinis e piscinas de lama, ahahahahah!
Mas, se atiram para o ar suposições como a de que quem brinca com ou no twitter é um(a) solitátio/a desgraçado/a, então os que visitam a twitosfera tb podem argumentar com algo de conteúdo descabido semelhante, ou não?...
Gostava de ver as reacções perante quem acha que a blogosfera é um reduto de quem não tem nada pra fazer...
Lá porque não se descobriu prazer ou utilidade no twitter, não quer dizer que ela não exista ou que outros a encontrem, seja qual for a sua motivação. Eu encontrei filmes, músicas, notícias, opiniões, piadas. Tudo ao mesmo tempo, às vezes no mesmo segundo. O que, para uns é inútil, para mim é uma ferramenta de informação (ou desinformação, mas aí entra o senso comum e o espírito crítico de cada um). Não é o que encontramos na blogosfera também?...
Os casos de que falas, Bruno, de abuso da ferramenta, não são de espantar. Ou são? Desde que o homem tem ferramentas que tanto as escolhe usar bem ou mal...

  Miss Me

sábado, maio 30, 2009 11:05:00 da tarde

Eu tenho twitter... tenho, apesar de não usar muito. Quase nada. Mas o bom do twitter nem é o que twittamos (ah, estes neologismos!) mas o que seguimos. Eu confesso, não escrevo lá nada há muito tempo, mas o twitfox permite-me seguir bandas, notícias, e mesmo as últimas novidades tecnológicas. Tudo depende do que queremos fazer com o twitter.

Quanto à privacidade na internet, bom, para alguma coisa servem os perfis privados e as fotos sem cabeça :)

  Esterilização Obrigatória

domingo, maio 31, 2009 12:12:00 da manhã

Ajuda-nos a passar a ideia da Esterilização Obrigatória para os animais de estimação
É importante, porque cada vez há mais cães e gatos pelas ruas abandonados
temos um selo para colocares no teu blogue
http://esterilizacao-o.blogspot.com/

  afectado

domingo, maio 31, 2009 12:30:00 da manhã

Silvia F., eu não disse que TODA gente que não usa o twitter "coça os tomates".

Ah, e por alguma coisa eu pus as aspas. Onde lês "coça os tomates" podes substituir por caça borboletas, vai ao futebol, faz crochet (não sei se se escreve assim), colecciona selos, vê novelas, assobia, fala mal dos vizinhos, fala mal da roupa dos outros, ouve música, vê filmes, etc etc. Percebes?

Não era para ofender pois tal como disse não falava no sentido literal do termo. Se alguém se sentiu ofendido ou tocado pela expressão desde já as minhas desculpas...

PS: Eu não sou um fundamentalista pró-twitter. Até porque isso seria estúpido, tal como ser anti-twitter. Cada um gosta do que gosta. Quem quer usa, quem não quer não usa. Mas claro, se dizem alarvidades como algumas que li aqui num ou noutro comentário, é normal que se reaja.

  afectado

domingo, maio 31, 2009 12:34:00 da manhã

Ah, ficou por dizer... através do twitter também se descobrem blogs muito interessantes.

  Silvia F.

domingo, maio 31, 2009 6:31:00 da manhã

Mea culpa, devia ter posto no final qualquer coisa que indicasse que estava a brincar, bolas!

Assim está melhor? ;p

Se alguns gostam do HI5 (yerkkk!), facebook (boring!) etc... é claro que compreendo aqueles que gostam do twitter. Eu não gosto, chateia-me vá! Os twitters dos famosos, esses então são de bradar aos céus daí a minha indignação.

Caramba, já estava a imaginar um slogan para os coça-tomates deste país: "tens chatos? Sarna? Não coças, usa twitter!"

(fugindo à socapa)

  Vani

domingo, maio 31, 2009 11:40:00 da manhã

Silvia, LOOOOOOOOOOOOOOOOOOL! Mas a questão é, o que os famosos fazem é lá com eles. A maioria tem lá tempo pra "coçar os tomates", quanto mais para responder aos fãs...isto se são mesmo eles.
Há muitos jornalistas a usar o twitter, e através deles consegue-se informação interessante.
Quanto ao Hi5, tenho! :D mas raramente lá vou. Contudo, foi uma ferramenta que me permitiu conhecer alguns dos bloggers e descobrir amigos desaparecidos. Até no twitter consegui encontrar alguns.
Blogues, hi5s, twiters, second life, etc, etc, são tudo ferramentas de comunicação (e, quem sabe, de manipulação de massas...), socialização, informação (e desinformação...). Mas, como já disse, tudo depende da pessoa que utiliza a ferramenta e do modo como o faz...por exemplo, Einstein disse uma vez, que se soubesse que as suas teorias seriam usadas pra conceber a bomba atómica, nunca as teria publicado (conhecendo o meio cientifico como conheço, duvido, mas pronto, isso sou eu...)...

  David Branco

segunda-feira, junho 01, 2009 5:04:00 da tarde

O twitter ao contrário do que dizes tem bastante utilidade há é que saber usar e ter um propósito definido e seguir e ser seguido pelas pessoas correctas.
Muitas empresas já o usam como ferramenta de marketing e é bem mais barato (grátis) que outras campanhas e tem um retorno muito maior.
Em termos de marketing pessoal também se pode tornar numa boa ferramenta quando se tem uma intervenção cuidada e bem estruturada.
Muita gente não acha piada ou não sabe para que serve e limita-se a criticar, ou por experimentar e ter uma má experiência ou por outros motivos no qual se coloca também a ignorância e o não procurar saber mais.

A mim até agora só me trouxe vantagens a nível profissional...
Melhor relacionamento e acompanhamento de clientes e até mesmo mais visitas aos meus sites e consequentemente mais tráfego e mais rendimentos.
Se realmente não prestasse para nada porque se justifica que a grande maioria dos jornais de tiragem nacional o utilize, as tvs, as grandes empresas e profissionais, jornalistas, etc...
Eu deixei de comparar jornais em papel. Basta seguir no twitter os da minha preferência e as notícias saem no momento.

Relativamente às questões que falas da identidade tenho de concordar mas isso não só acontece no twitter como em outras redes sociais. O hi5 então é uma autêntica vergonha em relação a exposição pessoal por parte de crianças e jovens, e mesmo adultos...

Por outro lado, lá está, uma rede social com um perfil cuidado pode ser uma oportunidade na procura de emprego por exemplo...

Boa continuação!

  Vani

terça-feira, junho 02, 2009 4:14:00 da tarde

TÂO??? não comentas??? não discutes??? não argumentas??? aiiiiiiii, é o fim do mundo que vem aí!!!!! :D :)))

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:12:00 da manhã

Fada:

Toda a segurança é pouca. E sim o Twitter é treta :)

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:12:00 da manhã

*B*:

Pode ser útil, mas 90% dos utilizadores tornam-no inútil.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:12:00 da manhã

Pronúncia:

Sim é um messenger que expõe demais.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:12:00 da manhã

Mafal∂a:

Sim, acredito que seja moda.

Ahahahaha, os toques sempre me irritaram, as gajas diziam que eram beijinhos, mas depois também os gajos mandavam e comecei a desconfiar...

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:13:00 da manhã

Sara:

Pois... isso é crime e também acontece aqui na blogosfera.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:13:00 da manhã

Teté:

"Já fui convidada para o twitter e hi5 e nunca alinhei, ainda não lhe vi nenhuma utilidade."

Tem os seus perigos muito em breve irei falar do maior perigo de todos que é o Facebook, milhões de pessoas aderiram sem ler os termos de utilização.

"Eu durante o pequeno almoço, ouvi um grupo de tugas a falar do meu blogue aqui em Hamburgo e salientavam que o blogue era de um misterioso Português daqui. Foi giro ouvir falar de mim, estando na mesa ao lado :)

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:13:00 da manhã

Nanda Assis:

Tem em todas as línguas, existem twits em Português.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:13:00 da manhã

Silvia F.:

"Não tenho nenhuma paciência para falar dos meus "peidinhos" diários."

É isso mesmo, eu fico parvo com a quantidade de coisas que certas pessoas acham importante dizer.

Hoje acordei mal disposto.
Já lavei os dentes.
Não comi a torrada toda.
Dei um peidinho a caminho do trabalho.
bla, bla, bla, bla

Uma coisa que ainda vou ler, são os termos de utilização.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:13:00 da manhã

Solita:

"Ola tbm não estou muito interessada nisso, rehistei-me no fecebook mas não uso, nem sequer tenho foto."

No Facebook evita fotos, e evita dar dados pessoais que te identifiquem, eles criam e partilham a base de dados com terceiros.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:13:00 da manhã

Eu Mesma!:

"Rendi-me ao facebook e realmente divirto-me imenso com os quizz e jogos que aquilo tem mas..."

Apelo a ter muito cuidado com o Facebook, de todos é o mais perigoso.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:14:00 da manhã

S*:

"Eu tenho twitter porque dizem que é essencial para os jornalistas. Acredito. Agora para os restantes, nao estou a ver qual o interesse. :P"

Seria óptimo se não estivesse cheio de spam, mas com tanta gente sem nada para dizer que não se cala, os jornalistas ficam lá perdidos pelo meio.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:14:00 da manhã

provocação:

"Quem não sabe criar contas diferentes para coisas diferentes merece ser despedido só por acordar de manhã. Burros. Eu própria vou logo confirmar à net os emails de c.v e já vi uma ou duas coisas de morrer a rir no hi5."

Exacto, mas a maravilha é o Facebook pois eles fornecem dados privados a quem os pede. A minha empresa recebe perfis de facebook dos candidatos, recebemos os dados mesmo que não visíveis no perfil do utilizador. E sim, é legal porque está nos termos de utilização que a utilizador autoriza esta actividade e transferência de dados.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:14:00 da manhã

LURBA:

Até ao teu comentário, ainda não vi um exemplo de utilidade dado por um comentador, vamos ver os restantes.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:15:00 da manhã

HAZEL:

Já ouvi uma analogia entre o twitter e pessoas solitárias, essa analogia foi feita por um psicólogo.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:15:00 da manhã

Femme Fatale:

O Hi5 tem as suas desvantagens mas pelo menos podes fechar o perfil.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:15:00 da manhã

Bê:

Na verdade é como um blogue em tempo real, assim que escreves todos os seguidores recebem uma mensagem. Quem escreve está é sempre limitado a um certo numero de caracteres e eu odeio ser limitado na escrita.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:15:00 da manhã

Vani:

"Então,parece que sou uma inútil solitária com excessivamente inflamado, pq achei piada ao twitter durante uns tempos...e ainda conheci pessoas :-p."

Ora a parte chave do teu comentário é "durante uns tempo", e nada mais há a dizer :)

"Ah, sabias que muita gente acha que a blogosfera não passa de um bando de solitários anormais sem nada para fazer?..."

Sabia sim, mas vejo outro tipo de utilidade na blogosfera, pelo menos aqui não há limite de 150 caracteres, nem de textos.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:15:00 da manhã

Jane Doe:

Cuidado com o Facebook.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:15:00 da manhã

Who Am I:

"E temos um já apelidado de Twittergate, vem daí ihihihi"

O incrível é que aparecem coisas no Twitter e aqui na Alemanha não se passa nada e até sou um gajo informado.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:16:00 da manhã

Salto-Alto:

"Sinceramente, caracterizo-o como a junção de um blogue com o messenger."

Sim também me parece ser isso.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:16:00 da manhã

I.D.Pena:

:D

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:16:00 da manhã

Grafonola:

E não estás sempre?

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:16:00 da manhã

Palpitar:

"O Twitter é a mais bela e interessante ferramenta de marketing e publicidade rasteira que inventaram nos últimos tempos."

Bela e interessante acho que é uma questão de ponto de vista. Os templates são irritantes e o interesse é sempre uma opinião pessoal.

"E é mais barato que manda um sms."

Sim, isto é verdade, mas mandar uma sms será caro?

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:16:00 da manhã

Vani:

Ora, não precisas do twitter.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:16:00 da manhã

I.D.Pena:

Sim podem twitar dizendo à Joana e à Maria que se encontram no centro comercial e as amigas vão saber, tal como os galifoes que as andam a galar e elas gostam, tal como o pedófilo que anda em busca de alvos, tal como o pai e a mãe que criaram contas para seguir os filhos.. etc, etc, etc

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:17:00 da manhã

afectado:

Claro que o texto é uma opinião pessoal e um alerta a quem se expõe demais, tal como em breve farei um sobre o mais perigoso de todos os sites que é o Facebook.

E é claro que solitários há por toda a blogosfera, bem como desocupados ou pessoas que não sabem ocupar o seu tempo, tal como há quem goste disto. Como disse é só uma opinião pessoal pois deverá haver malta no Twitter com uma opinião idêntica sobre a blogosfera.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:17:00 da manhã

Mel:

Não vás pois vai logo mandar bocas ao teu chefe desafiando-o para andar à chapada :)

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:17:00 da manhã

Silvia F.:

"As coisas que se aprendem, fiquei a saber que quem não twitta, coça os tomates..."

É verdade, temos as mãos livres mais tempo para o fazer :)

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:17:00 da manhã

Mafal∂a:

Pronto coçar as virilhas, assim todos temos :)

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:17:00 da manhã

Vani:

"Se bem que o Bruno não se importaria com uma guerra que metesse bikinis e piscinas de lama, ahahahahah!"

Eu sou pró-luta na lama :)

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:17:00 da manhã

Miss Me:

O maior perigo do twitter é a exposição.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:17:00 da manhã

Esterilização Obrigatória:

Vai dar banho ao cão, mas lhe toques nos tomates. Tu és maluco e precisas de ser esterilizado para poupares o mundo dos teus genes psicopatas.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:18:00 da manhã

afectado:

Hmmm, crochet ora aí está algo que parece interessante :)

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:18:00 da manhã

Silvia F.:

Tu Twitas ou fazes crochet?

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:18:00 da manhã

Vani:

Mas eles são quem mais arranha a micose, pois escrevem menos do que as merdas que recebem.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:18:00 da manhã

David Branco:

"O twitter ao contrário do que dizes tem bastante utilidade há é que saber usar e ter um propósito definido e seguir e ser seguido pelas pessoas correctas."

No entanto não é usado só por pessoas "correctas" e a utilidade é um ponto de vista pessoal.

"A mim até agora só me trouxe vantagens a nível profissional..."

Toda a regra tem a sua excepção, o meu texto não é generalizador a excepção é tida em conta.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 1:18:00 da manhã

Vani:

Esqueci-me completamente deste texto... sorry :(

  Solita

quinta-feira, junho 04, 2009 1:37:00 da manhã

Agora ao ler a tua resposta lembrei-me de uma coisa curiosa.

È que já reparei k algumas pessoas no blog metem fotos com a cara desfocada e depois acabam por po_las noutro lado, como o fecebook que eu já vi.
Escondem de um lado mas aparecem do outro.


Enfim!!!

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 04, 2009 3:41:00 da manhã

Solita:

Ehehehe, isso é verdade antigamente dava para procurar no Hi5 por E-mail e lá apareciam os bloguers todos :)

  Francisco Norega

terça-feira, junho 23, 2009 12:17:00 da tarde

Tudo tem o seu lado positivo e o seu lado negativo.

Eu, por exemplo, tenho hi5 e, com ele, redescobri pessoas com quem tinha andado na primária e com quem, por ter mudado de cidade, perdi o contacto. Acho que foi uma coisa boa :P
Mas sim, tem muitas coisas más. Muitas mesmo. Mas há que saber utilizar as coisas.

Também criei há pouco tempo um Twitter, contrariamente ao que andava a dizer havia umas semanas.
Tem muito spam, sim, mas também pode ser útil se bem utilizado.
Como amante de música, quantas vezes soube um dia, uma semana, um mês depois que tinha vindo um grupo de que gosto imenso a Portugal, e eu não tinha sabido? Quantas vezes leitores ávidos compram um livro em inglês por já não aguentarem mais a curiosidade, apenas para saber no dia seguinte que os direitos já foram comprados por uma editora portuguesa?

E isto são apenas exemplos que vão de encontro aos meus interesses.
No twitter podemos seguir editoras, autores e bandas, mantendo-nos actualizados num espaço de tempo mínimo - a página não é pesada e abre rapidamente, os updates são curtos, etc.