A idade dos porquês XX


Por que é que a cidade do Porto é conhecida por "A invicta" quando foi conquistada por Napoleão em 1809?

41 Comentários:

  Intruso

quarta-feira, maio 13, 2009 12:38:00 da manhã

na altura não havia pinto da costa...

  Catwoman

quarta-feira, maio 13, 2009 12:59:00 da manhã

hihihi intruso :)

  *B*

quarta-feira, maio 13, 2009 1:35:00 da manhã

Concordo com o Intruso!

Faltava o Pinto!

;)

  Jane Doe

quarta-feira, maio 13, 2009 1:53:00 da manhã

Porto... Bolas... Até aqui...:(

Ai foi? Não sabia...

Acho que ser invicta tem a ver com a Virgem que faz parte das armas da cidade ou lá o que é...


O Pinto da Costa, pois claro!

POOOOORTOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!

  Thats What She Said

quarta-feira, maio 13, 2009 2:07:00 da manhã

Porque têm a mania. Grunholândia ficava bem melhor!

  Fada

quarta-feira, maio 13, 2009 2:13:00 da manhã

Porque a Maria da Glória Joana Carlota Leopoldina da Cruz Francisca Xavier de Paula Isidora Micaela Gabriela Rafaela Gonzaga ratificou tal por decreto!

Entre outros epítetos "que lhe foram sendo atribuídos ao longo dos séculos e na sequência de feitos valorosos dos seus habitantes", mesmo tendo a dita D. Maria II de Portugal ter nascido DEPOIS de Napoleão ter andado por lá!

Mas teve também em consideração outras batalhas.

E pronto, assim de repente, é o que te consigo responder! :D

beijitos

  f_terapia

quarta-feira, maio 13, 2009 2:45:00 da manhã

E de que é que isso interessa?
Adorei as histórias.

  pepita chocolate

quarta-feira, maio 13, 2009 3:14:00 da manhã

Curiosamente já me tenhos posto a pensar porque terá sido! Sou uma curiosa nestas coisas!

  LBJ

quarta-feira, maio 13, 2009 3:53:00 da manhã

Podemos ser brejeiros e uma vez que se falou no Pinto da Costa, a invicta não era a Carolina?

Pois e como hoje é dia de aparições estaremos com certeza a falar de mais futuros canonizados que este País bem precisa de gente abençoada.

E para que não restem duvidas é tetra-campeonato e não treta-campeonato que a essa gente maldosa e viperina a santa nunca há-de aparecer :)

  Bruno Fehr

quarta-feira, maio 13, 2009 5:01:00 da manhã

Intruso:

É verdade, nem Napoleão se iria atrever a enfrentar o Pinto da Costa :)

  Bruno Fehr

quarta-feira, maio 13, 2009 5:01:00 da manhã

Catwoman:

:)

  Bruno Fehr

quarta-feira, maio 13, 2009 5:01:00 da manhã

*B*:

Sim ele tem razão :)

  Bruno Fehr

quarta-feira, maio 13, 2009 5:02:00 da manhã

Jane Doe:

Se a virgem era invicta isso é problema dela e não do Porto :)

  Bruno Fehr

quarta-feira, maio 13, 2009 5:02:00 da manhã

Thats What She Said:

Concordo que chamar isso à cidade é arrogância ou desconhecimento da história.

  Bruno Fehr

quarta-feira, maio 13, 2009 5:02:00 da manhã

Fada:

"Porque a Maria da Glória Joana Carlota Leopoldina da Cruz Francisca Xavier de Paula Isidora Micaela Gabriela Rafaela Gonzaga ratificou tal por decreto!"

Essa senhora obviamente não percebia nada de história e esqueceu-se que Napoleão já lá tinha ido mijar.

  Bruno Fehr

quarta-feira, maio 13, 2009 5:02:00 da manhã

f_terapia:

Nada, tal como todo e qualquer texto d'A idade dos porquês :)

  LURBA

quarta-feira, maio 13, 2009 10:31:00 da manhã

Porquê "imbicta"???... num séi... boa pergunta!!!
;-DDD

  cipereira

quarta-feira, maio 13, 2009 10:56:00 da manhã

Pelo que eu sei, a designação "Invicta" nada tem que ver com a Revolução Francesa, mas sim com a guerra entre absolutistas e liberais.
A cidade do Porto resistiu à investida das tropas de D. Miguel através do que ficou conhecido pelo "Cerco do Porto", que opôs as tropas absolutistas de D. Miguel contra as tropas liberais de D. Pedro.
Dessa resistência da cidade - e dos liberais, surge assim a designação de "Invicta", pois D. Miguel não conseguiu assim impor a causa absolutista no Porto.

  Lee

quarta-feira, maio 13, 2009 11:36:00 da manhã

Como já o disseram, ganhou o nome devido ao Cerco do Porto, onde D. Pedro resistia ao irmão, D. Miguel - liberais/absolutistas.
Tendo em conta que aguentou todas as tentativas de conquista, lá ficou conhecida por continuar invicta ao absolutismo miguelista....

  Mel

quarta-feira, maio 13, 2009 12:52:00 da tarde

Não é "Invicta", é "Inbicta".

  Sofia

quarta-feira, maio 13, 2009 1:12:00 da tarde

bruno se fossem três x's encontrava uma teoria porno, mas como são só dois "x's" parece que a culpa é mesmo do D. Pedro IV, que a denominou como "nobre, invicta e leal"

kiss kiss

  Who Am I

quarta-feira, maio 13, 2009 6:36:00 da tarde

Gosto tanto quando as Arrogâncias ficam encravadas na goela dos outros. Gosto! :))

Quando descobrires a resposta (aparte arrogâncias) faz um post por favor. Não gostaria de me ficar por arrogante e burra.

  pinguim

quarta-feira, maio 13, 2009 8:41:00 da tarde

adorei a imagem. se calhar nao pode andar a pé :P

  Pax

quarta-feira, maio 13, 2009 10:03:00 da tarde

Porque o Napoleão arrependeu-se no mesmo minuto e deu o conquistado por não conquistado. Aliás foi por isso que ficou tão mal visto na História: os portuenses reclamaram da sua falta de palavra!

;)

  Bruno Fehr

quinta-feira, maio 14, 2009 1:02:00 da manhã

pepita chocolate:

Ehehehehe

  Bruno Fehr

quinta-feira, maio 14, 2009 1:02:00 da manhã

LBJ:

Sim claro, se é para se ser brejeiro basta dizer Carolina :)

  Bruno Fehr

quinta-feira, maio 14, 2009 1:02:00 da manhã

LURBA:

Pois, Imbicta :)

  Bruno Fehr

quinta-feira, maio 14, 2009 1:02:00 da manhã

cipereira:

Sim tem lógica, mas sendo assim só é invicta nessa guerra e não invicta como cidade.

  Bruno Fehr

quinta-feira, maio 14, 2009 1:02:00 da manhã

Lee:

"invicta ao absolutismo miguelista"

Deveria ser esta a designação. Lá porque eu nunca fui para a cama com a senhora X, isso não faz dela uma virgem :)

  Bruno Fehr

quinta-feira, maio 14, 2009 1:02:00 da manhã

Mel:

"Não é "Invicta", é "Inbicta"."

Depende de quem o diz :)

  Bruno Fehr

quinta-feira, maio 14, 2009 1:03:00 da manhã

Sofia:

Deveria ser "nobre, quase invicta e leal" :)

  Bruno Fehr

quinta-feira, maio 14, 2009 1:03:00 da manhã

Who Am I:

"Gosto tanto quando as Arrogâncias ficam encravadas na goela dos outros. Gosto! :))"

Hein?

"Quando descobrires a resposta (aparte arrogâncias) faz um post por favor. Não gostaria de me ficar por arrogante e burra."

A resposta é simples, o Porto não é uma cidade Invicta.

  Bruno Fehr

quinta-feira, maio 14, 2009 1:03:00 da manhã

pinguim:

Pois é um bocadinho longe :)

  Bruno Fehr

quinta-feira, maio 14, 2009 1:03:00 da manhã

Pax:

Sim o Napoleão era um troca tintas, não sabia o que queria.

  Pax

quinta-feira, maio 14, 2009 9:00:00 da manhã

Pode até ter achado que queria mas também pode só ter percebido que fez mal em querer DEPOIS de lá ter entrado e mudado de ideias. Mudar de ideias também é humano.

  Bruno Fehr

sábado, maio 16, 2009 4:18:00 da manhã

Pax:

Sim acontece, já fui a imensos locais só para me querer vir embora. As minhas ultimas férias em Portugal foram assim.

  Jo

segunda-feira, maio 18, 2009 8:53:00 da tarde

Thats What She Said:
Grunholandia? a que proposito? respeitinho ta? quem fala assim é ignorante, nao sabe do que fala.

Quanto a tua pergunta nao sei. Mas sei que digo "inbicta" ou "invicta" consoante a rapidez com que estou a falar... e sinceramente nao tou a ver qual o problema disso. A nossa pronuncia nao é motivo de vergonha. Nao é porque temos pronuncia que somos cromos ou burros. Respeito a pronuncia de cada um e até acho engraçado.
Na bélgica, um pais tao pequeno, andas trinta kms e ja os dialectos sao totalmente diferentes. Portanto qual a admiraçao em relaçao as pronuncias ou dialectos portugueses?

  Bruno Fehr

segunda-feira, maio 18, 2009 10:11:00 da tarde

Jo:

Aí na Bélgica e aqui na Alemanha, se eu vou para o norte ou para o sul já é difícil perceber o que dizem e se me cruzar com Suíços ou Austríacos então é o caos total.

Eu já escrevi sobre o sotaque do Porto bem como sobre outros, mas neste texto só me refiro a chamar ao Porto cidade invicta ou imbicta, quando a palavra significa "nunca vencida" e que na verdade foi invadida e ocupada uma vez.

  Jo

segunda-feira, maio 18, 2009 10:51:00 da tarde

Bruno o meu comentario foi mais para aquelas pessoas que criticam a pronuncia, que nao foi o teu caso. porque chamam-nos "bimbos" e na volta nem um significado concreto sabem dar a essa palavra.

  Bruno Fehr

terça-feira, maio 19, 2009 12:00:00 da manhã

Jo:

É a rivalidade estúpida entre norte e sul, como sou do centro tudo isso passa-me ao lado. Mas uma coisa sempre disse e sempre direi, sempre fui mais bem tratado no norte do que no sul. No entanto tenho elogios e criticas a ambos como é normal. A maior da criticas são estas guerras entre tripeiros e alfacinhas, ou entre marroquinos e galegos do sul e outras ofensas que trocam mutuamente.

Nestes casos é óptimo ser do centro :) Acho que o melhor é sempre ignorar, pois ignorantes não possuem localização geográfica especifica.

  Pax

terça-feira, maio 19, 2009 7:48:00 da tarde

As tuas próximas férias em Portugal talvez não sejam assim. Mas isso digo eu, que me engano muitas vezes ao prever o futuro :)