Cavaco Silva apela à demonstração popular e o tuga faz festa.

Triste é este título, pois triste foi o desperdício desta oportunidade de ouro. Os portugueses mais uma vez conseguiram desperdiçar uma oportunidade tornando-a numa grande festa de rua, onde se disseram algumas palavras de ordem, de rima pobre, e se cantou e dançou muito. A alegria dos "quinhentoseuristas" a assistir à ancora colocada a esta manifestação. Mas de ancora falo eu? Sei lá... isto parece-vos um protesto revolucionário ou um show para prender os manifestantes num local?



Isto é festa! Talvez agora comecem a perceber o que significa "A luta é alegria". Talvez agora percebam o motivo de "Os Homens da luta" irem à Eurovisão. Talvez percebam que são este tipo de pessoas que passam a vida a representar e que são pagos para isso, que ajudam no vosso controlo. Sinceramente duvido que a maioria perceba, quando nem sequer a mensagem do nosso Presidente ouviu ou percebeu.

"A festa é alegria" e certos (des)organizadores seguiram o lema, colocando os seus grupinhos que usam o Facebook como second-life a cantar, repetindo versos parvinhos ditos e escritos por um troll.



- Cantem, cantem, que isto tudo é festa e esqueçam que no final, depois de tanto cantar, quem se fode é a cigarra!
- Mas quem é a cigarra? Pergunta o povo. 
- Eu sei lá, eu sei lá. Eu ganho 500 Euros e a cigarra não tem guito, por isso quem se fode não sou eu! Siga p'ra festa! Responde o povo ao povo.

"Lala-la-la, estamos tão chateados, la-la-la-lala, ai tão chateados que estamos e por isso cantamos, como tolinhos. Lala-la-lalalala, Ó Sócrates vai-te embora, canto eu todo contente, pois a luta é uma festa e eu que sou uma besta que canta como um parvinho enquanto me fodes devagarinho! Lala-la-la-lalalalalal"

Quando foi o próprio Presidente da República de uma nação a apelar à acção popular para mudar a forma de gestão do país, isso deveria ser um alerta vermelho para levar todos os cidadãos, sem excepção, para a rua em protesto! Nunca na história de Portugal se viu um Presidente a encorajar o povo a impor o seu poder sobre o Estado e a exigir/impor mudanças ao Estado ou o queda do mesmo. Nunca na História de Portugal, um Presidente lembrou o povo, que é ele quem manda, quem escolhe, quem decide e que está na hora de usar esse poder para mudar o rumo da politica nacional.

"(...) É necessário que um sobressalto cívico faça despertar os Portugueses para a necessidade de uma sociedade civil forte, dinâmica e, sobretudo, mais autónoma perante os poderes públicos.

O País terá muito a ganhar se os Portugueses, associados das mais diversas formas, participarem mais activamente na vida colectiva, afirmando os seus direitos e deveres de cidadania e fazendo chegar a sua voz aos decisores políticos. Este novo civismo da exigência deve construir-se, acima de tudo, como um civismo de independência face ao Estado.

É altura dos Portugueses despertarem da letargia em que têm vivido e perceberem claramente que só uma grande mobilização da sociedade civil permitirá garantir um rumo de futuro para a legítima ambição de nos aproximarmos do nível de desenvolvimento dos países mais avançados da União Europeia."
(Cavaco Silva, no discurso de tomada de posse)

O nosso Presidente disse-nos: "ACORDEM, façam barulho, protestem e obriguem o Estado a mudar de rumo, seguindo esse novo rumo para um futuro melhor!"


"(...) Precisamos de gestos fortes que permitam recuperar a confiança dos jovens nos governantes e nas instituições.

Seria extremamente positivo que os jovens se assumissem como protagonistas da mudança (...)"

(Cavaco Silva, no discurso de tomada de posse)

Esta seria a revolução dos jovens. Os nossos pais já tiveram a deles, o 25 de Abril e agora seria a nossa vez. Seria, pois isto não foi nada. Eu esperava pouco mas isto foi menos do que esperava.

"(...) Agora, no momento em que tomo posse como Presidente da República, faço um vibrante apelo aos jovens de Portugal: ajudem o vosso País!"

Façam ouvir a vossa voz. Este é o vosso tempo. Mostrem a todos que é possível viver num País mais justo e mais desenvolvido, com uma cultura cívica e política mais sadia, mais limpa, mais digna. Mostrem às outras gerações que não se acomodam nem se resignam.

Sonhem mais alto, acreditem na esperança de um tempo melhor. Acreditem em Portugal, porque esta é a vossa terra. É aqui que temos de construir um País à altura das nossas ambições. Estou certo de que, todos juntos, iremos vencer.

Obrigado."
(Cavaco Silva, no discurso de tomada de posse)

Carta Aberta de um cidadão: "Obrigado Senhor Presidente pela suas palavras de esperança e fé no poder do povo. Como Português apresento o meu sincero pedido de desculpas por não lhe ter dado ouvidos, consciente de que todas as dificuldades que irei sentir nos próximos 2 anos de agravamento desta crise, serão da minha responsabilidade por não ter querido desperdiçar uma festa de sardinhas, pão e vinho, fazendo uma revolução. Tenho também, de como cidadão, lhe pedir desculpa por ter ridicularizado a sua coragem ao fazer História com este seu discurso, ignorando-o. Tenho de lhe pedir desculpa por lhe ter retirado legitimidade e o poder politico para impugnar este governo. Se tivesse protestado, você teria poder e legitimidade para o fazer. Deixo-lhe o meu pedido de desculpa por ter dado ainda mais poder ao governo e mais uma vez, ajudado a minar o futuro dos meus filhos."
(Um cidadão com o direito de se exprimir independentemente de agradar ou não aos seus compatriotas)

Quando o objectivo era fazer ouvir a voz do povo, o povo permitiu que um grupo de palhaços cantasse mais alto. Que abafasse a vossa voz. Que ridicularizasse o protesto. Que tornasse uma oportunidade de ouro em mais um "ai quase..." bem ao estilo do desempenho desportivo português.

Qualquer Primeiro-Ministro se demitiria após um discurso destes de um Presidente, mas não José Sócrates. Este, provou por diversas vezes não ter um mínimo de honra ao lidar com a imprensa e com o povo, nem mesmo com o seu próprio diploma.  Sócrates é um homenzinho que não larga o poleiro a não ser que se retire o poleiro debaixo dele, e é isso que o Presidente nos pediu para fazer!

O povo saiu à rua e foi guiado como ovelhas em todo o protesto e no final, o resultado foi mais uma festa onde só faltou o peixe (pois o pão e o vinho estavam lá). Houve muita alegria pois a luta é a alegria de todos aqueles que já não sabem o que é uma luta. Porque no fundo, tudo se baseia numa frase sem nexo e/ou efeito prático:



"E quem não salta, é do Governo!" Saltem meninos saltem, continuem a saltar sem medos pois o cinto está tão apertado que as calças não vos caem... Pelo menos até terem de por o cinto no prego e atar as calças com um cordel.

Mais uma vez vamos ter de olhar para o que se faz na Europa. Vamos ter de esperar pelas manifestações do dia 26 deste mês na Grã-Bretanha e ver como se protesta. Espero que o povo Português se prepare para tirar apontamentos...

12 de Março de 2011 mais um dia que será esquecido pois não vale pena lembrar falhanços. Mas no mínimo que se aprenda com os erros e se sigam os exemplos vindos de todo o mundo.

Nota: Por favor não tragam para a caixa de comentários exemplos do orgulho no povo português por esta acção. Não usem do orgulho parvo que está o poluir o Youtube e Facebook, considerando isto um sucesso. O sucesso limita-se à movimentação do povo ao sair à rua mas a acção popular foi nula, tornando toda essa movimentação numa grande perda de tempo.

31 Comentários:

  Bruno Fehr

domingo, março 13, 2011 6:36:00 da manhã

"E quem não salta, é do governo!" - A frase que irá mudar o país para um pouco mais da mesma merda!

Sim, estou tão convencido do que digo que até me comento a mim próprio. Pelo menos não o faço em canto na escala de Ré, mas sim sem (en)canto na escala de D(ó).

  pocahontas

domingo, março 13, 2011 9:18:00 da manhã

não podia deixar de dizer que não podia estar mais de acordo

  The one you know

domingo, março 13, 2011 12:01:00 da tarde

É com alguma tristeza que me vejo a concordar com praticamente tudo o que dizes neste post.

Ainda assim, tenho uma pequena esperança de que isto seja o inicio. e que daqui para a frente o pessoal ande mais espevitado. Porque a vontade popular está lá. Agora falta começar a usar a cabeça...

abraço

  Luís Maia

domingo, março 13, 2011 5:05:00 da tarde

a alternativa é aquela que na hora da verdade ninguém escolhe estando à rasca ou não. Recusar o centrão responsável por toda esta crise ?
Nada disso. Afinal o Sccrates até foi reeleito.

Seria a altura da esquerda assumir o poder

  Stiletto

domingo, março 13, 2011 5:58:00 da tarde

Não tenho por costume deixar comentários a dizer "não podia concordar mais contigo" mas é a pura das realidades. mais valia terem ficado em casa que aquilo foi uma verdadeira palhaçada.

  Eleutério Cabral de Ó

segunda-feira, março 14, 2011 2:21:00 da manhã

Quando vi os Homens da Luta à frente da manif de Lisboa fiquei na dúvida se estava a ver o telejornal ou um programa de humor... "Aquilo" é que foi a derradeira partida de carnaval.
Mas o que faz falta é animar a malta!!

  pocahontas

segunda-feira, março 14, 2011 3:14:00 da manhã

Bruno, sei que isto não tem nada a ver, mas o que achas disto que está aqui, http://www.lepouvoirmondial.com/archive/2011/02/07/iinversion-des-poles-magnetiques-aux-alentours-du-15-mars-20.html
sobre a inversão dos pólos a 15 de Março e consequentemente crash da moeda?
Se quiseres espreitar, está em francês...

  pocahontas

segunda-feira, março 14, 2011 3:47:00 da manhã

Bruno, encontrei este vídeo com imagens de satélite uns minutos antes e uns minutos depois do tsunami. Espero que seja o que procuras:
http://www.dailymotion.com/video/xhkw9e_seisme-au-japon-lyavant-et-lyapres-vus-du-ciel_news

  Bruno Fehr

segunda-feira, março 14, 2011 3:56:00 da manhã

The one you know:

"Ainda assim, tenho uma pequena esperança de que isto seja o inicio. e que daqui para a frente o pessoal ande mais espevitado. Porque a vontade popular está lá. Agora falta começar a usar a cabeça..."

Sem dúvida que há vontade, mas o povo português parece uma criança com dificuldade em concentrar-se. Imagina uma criança a fazer os trabalhos de casa e constantemente a distrair-se com tudo o que acontece à sua volta. O povo português é assim, saem de casa para a luta e depois "olha, estão ali a dar um concerto".

Temos 1.500.000 de pobre e 600.000 desempregados, pelos vistos antes de este valor duplicar, o tuga não irá acordar. Este valor ainda irá duplicar durante o governo Sócrates que ainda não tomou uma única medida de combate à crise.

  Bruno Fehr

segunda-feira, março 14, 2011 3:57:00 da manhã

Eleutério Cabral de Ó:

"Quando vi os Homens da Luta à frente da manif de Lisboa fiquei na dúvida se estava a ver o telejornal ou um programa de humor... "Aquilo" é que foi a derradeira partida de carnaval."

Sem dúvida. Pelo que vi, o povo tanto seguida os homens da luta como seguiria o Batatinha.

  Bruno Fehr

segunda-feira, março 14, 2011 4:02:00 da manhã

pocahontas:

"sobre a inversão dos pólos a 15 de Março e consequentemente crash da moeda?"

Já falei aqui por alto desse assunto, ao falar de 2012.
Dizer que os pólos se vão inverter a 15 de Marco é pura loucura, os pólos estão de facto a mudar de posição tal como é facto cientifico que já mudaram e mudarão várias vezes. Não é em um dia que os pólos mudam.

O facto de este assunto andar a ser censurado por toda a Net, é porque confirma que o aquecimento global é também arrefecimento global e é uma consequência natural, e isso iria arrasar com o Lobby bilionário ambientalista de Al Gore.

Os pólos estão a mudar de posição e por isso estamos a perder massa polar NOS ACTUAIS PÓLOS, essa massa de gelo está a formar-se nos futuros pólos. A mudança dos pólos irá afectar logicamente a linha do equador e por isso estamos a assistir a alterações de temperaturas, como: menos neve no norte da Europa (como Alemanha), por estar mais longe do futuro pólo norte. Mais neve nos EUA e Canadá por estarem mais perto do futuro pólo norte. Um sul da Europa mais quente, uma África mais temperada, etc.

The day after tomorrow, é um filme que aborda, sem o mencionar, este factor mas de forma e com consequências exageradas.

No entanto isto não irá afectar o dólar. A queda do dólar já aconteceu em 2009, eles estão é a usar um cadáver como moeda. Quem tem um milhão de US dólares, tem na verdade menos de 400.000 dólares.
Se finalmente a ruptura do dólar for exposta, será devido aos acontecimentos no Japão, se o governo japonês tiver coragem de agir e tiver o apoio da China.

  pocahontas

segunda-feira, março 14, 2011 4:20:00 da manhã

http://www.boston.com/bigpicture/2011/03/massive_earthquake_hits_japan.html

  Bruno Fehr

segunda-feira, março 14, 2011 4:22:00 da manhã

Luís Maia:

"Seria a altura da esquerda assumir o poder"

Não vejo isto como uma questão de esquerda ou direita no poder. Vejo isto como um momento crucial para impor a verdadeira democracia com uma politica de representação popular e isso passa por haver eleições primárias para que o povo escolha os candidatos e os seus representantes na AR e parlamento Europeu. Neste momento só temos democracia na eleição do Presidente da república.

  Bruno Fehr

segunda-feira, março 14, 2011 4:22:00 da manhã

Stiletto:

"mais valia terem ficado em casa que aquilo foi uma verdadeira palhaçada."

Sem dúvida, pois após o politicamente arriscado discurso do Cavaco, esta palhaçada retirou-lhe qualquer legitimidade para demitir o governo, que seria o passo lógico a tomar se o povo tivesse de facto demonstrado descontentamento.

  Bruno Fehr

segunda-feira, março 14, 2011 4:27:00 da manhã

pocahontas:

Apesar de interessantes essas imagens, o que procura são fotos/vídeos tiradas do solo e que mostrem os céus. Procuro por nuvens em canudo, buracos no meio de nuvens, nuvens coloridas. Fotos idênticas às conseguida no terramoto da China e que podem colocar em causa este terramoto como causa natural.

Exemplos:

http://www.thelivingmoon.com/43ancients/04images/Earth/Clouds/Ed-Kreminski1.jpg

http://therearenosunglasses.files.wordpress.com/2009/07/half-hr-b4-china-earthquake2.jpg

http://www.euphoria-magazine.com/images/stories/science/punch-hole-clouds-other-rarely-seen-cloud-formations/punch-hole-clouds-other-rarely-seen-cloud-formations01.jpg

http://i.ytimg.com/vi/79N3SJtEdY8/0.jpg

  mãe pimpolha

segunda-feira, março 14, 2011 4:23:00 da tarde

Onde é que eu assino por baixo?

  Anónimo

segunda-feira, março 14, 2011 8:05:00 da tarde

bruno,

tas a dizer k o terramoto e o seguinte tsunami poderá ter sido intencional? isso estaria de acordo com os interesses de quem?

  Bruno Fehr

segunda-feira, março 14, 2011 8:39:00 da tarde

Anónimo:

Não estou a dizer nada. Estou a estudar a possibilidade de ter acontecido no Japão no dia 11 o que aconteceu no Irão, no Japão em 1995, na China em 2010 e no Haiti. Uma ligação directa entre crises politicas, boticas dos dias anteriores e os acontecimentos.

  mãe pimpolha

segunda-feira, março 14, 2011 9:22:00 da tarde

Descobri isto na net e lembrei-me de ti. http://www.youtube.com/watch?v=7iFXyLah2oQ&feature=player_embedded
O que raio é isto? é verdade ou uma grande treta?

  mãe pimpolha

segunda-feira, março 14, 2011 9:23:00 da tarde

Esquece,descobri logo a seguir que é falso.

  Streetwarrior

segunda-feira, março 14, 2011 11:24:00 da tarde

Bruno , dá lá um salto ao meu blog para veres o que consegui apurar.

Sabes que o japão, tinha acabado de assinar com a Turquia , o apadrinhamento para a construção de mais uma central nuclear para a Turquia.
E depois....caramba, mais um terramoto.

http://espirra-verdades.blogspot.com/2011/03/haarp-coincidencias-nucleares.html

  Bruno Fehr

terça-feira, março 15, 2011 12:41:00 da manhã

mãe pimpolha:

É arte digital. Na verdade se prestares atenção, quando ele consegue finalmente entrar no canal 666 tem lá a opção de "Edit Channel". Só o dono do canal tem essa opção visível. Quem fez o vídeo, criou o canal e os vídeos lá mostrados.

Parece-me um projecto de ao nível dos vídeos experimentais de estudantes de cinema.

Parece que muita gente viu o vídeo como algo demoníaco e o Youtube recebeu várias queixas sobre o canal 666 e este foi o resultado: "666 teve a conta encerrada devido a violações repetidas ou graves das nossas Diretrizes da comunidade e/ou a reivindicações de violação de direitos autorais."

  : ) 2GuD - :P 2Bi2

terça-feira, março 15, 2011 6:59:00 da tarde

Eu tive lá , por soliedariedade , mas foi mais do mesmo com abutres a rodear a caça , triste mesmo muito triste , mas toda a gente sabe aquilo que afirmas , mas nao sabem o que fazer a seguir estão desprotegidos ...
Concordo foi mais um espectaculo triste , parodeado pelos media , e as pessoas fizeram papeis de palhaços tambbém :S

  pocahontas

quarta-feira, março 16, 2011 8:32:00 da manhã

um dia antes houve isto

http://oglobo.globo.com/ciencia/mat/2011/03/15/tempestade-solar-causa-auroras-boreais-belissimas-924013858.asp

http://www.youtube.com/watch?v=QpZ2DgqeC7M

  pocahontas

quarta-feira, março 16, 2011 8:34:00 da manhã

não é no mesmo sítio, mas é só para ver como a actividade solar aumentou estes dias

  Bruno Fehr

quarta-feira, março 16, 2011 9:57:00 da manhã

pocahontas:

É isso mesmo que procurava. Que sol malvado que resolveu fazer estas cores bonitas logo no dia 10.

Muito obrigado, pegando nisto certamente chegarei a detalhes sobre o que procuro. Quero falar do Japão dentro de 4 dias (quando a bolsa estabilizar), depois de ver quem nos mercados bolsistas quem mais lucrou com esta tragédia que no momento destruiu milhares de vidas gerou alguns triliões de dólares na bolsa.

  mãe pimpolha

quarta-feira, março 16, 2011 6:46:00 da tarde

Obrigada pelo esclarecimento. Eu adoro filmes de terror, mesmo.
E achei aquilo perturbante que é exactamente o meu tipo de terror preferido.
Beijocas

  mãe pimpolha

quinta-feira, março 17, 2011 9:26:00 da tarde

Já agora: http://www.youtube.com/watch?v=F4LwT6_NVDA&feature=player_embedded

  Bruno Fehr

domingo, março 20, 2011 2:09:00 da manhã

mãe pimpolha:

Conheço os vídeos desse jornalista mas ainda não tenho uma opinião definida sobre ele. Por um lado muito do que ele diz foi comprovado como verdade, por outro algumas coisas são impossíveis de confirmar.

  Fresco_e_Fofo

domingo, abril 03, 2011 1:52:00 da manhã

Bem, depois de ter visto um "jornalista conceituado" tentar vender a ideia de que 100.000 professores na rua não passavam de um bando de idiotas instrumentalizados, já consigo ler ou ouvir todas a baboseiras que se escrevem, encomendadas ou não.
Depois há aquela história dos partidos que tentaram fazer com que a manif. fosse também deles...
O que não consegui ver foi ninguém a seguir os homens da luta. O facto de alguém se colocar à minha frente, não quer dizer que eu seja um seguidor.
Causa-me espanto. Não causa, já nada me causa espanto, mas ia a dizer que muita gente com peso considerou a manif. uma vitória. Talvez porque não são suficientemente idiotas para pensarem que o primeiro protesto sem vínculo partidário podia ser assim qualquer coisa como a revolta da Maria da Fonte.
As coisas têm principio, meio e fim. Só depois da árvore crescer, é que podemos esperar frutos.
Provavelmente tudo não passou de um "ajuntamento" de 200.000 totós e o que são 200.000 totós perante as verdades absolutas que se podem ler aqui?

  Bruno Fehr

domingo, abril 03, 2011 2:23:00 da manhã

Fresco_e_Fofo

"Provavelmente tudo não passou de um "ajuntamento" de 200.000 totós e o que são 200.000 totós perante as verdades absolutas que se podem ler aqui?"

Nunca insinuei escrever verdades absolutas, aliás, escrevo regularmente que não devem acreditar em ninguém nem sequer em mim. O que podem fazer com os meus textos é pegar no mote e procurar as vossas próprias respostas.

Colocando a manifestação portuguesa versus situação precária em Portugal no panorama internacional, julgo que não há dúvidas que a manifestação foi uma palhaçada.

Ao dizer palhaçada, ao dizer que foi uma manifestação ridícula e todos os adjectivos que usos para descrever esse carnaval de 200.000 pessoas, isso não se aplica ao povo que saiu à rua, não é uma ofensa aos indivíduos mas sim à forma como se deixaram dominar, controlar. À forma como se actuaram: Uns divertiam-se porque a luta é alegria em mentes que não atingem o que é realmente uma luta. Outros seguiam totós repetido motes constituídos por versos de má poesia como se não tivessem vocabulário próprio. Outros ainda saíram à rua para ver os outros e esses foram a larga maioria desses 200.000...

Quase 2 milhões de pessoas na pobreza, 600.000 pessoas no desemprego... onde estavam eles?
A maioria dos que saíram à rua possuem trabalho.

Temos exemplos de revoluções violentas que resultaram mas não é necessária a violência. Em 2001 em Manila, tudo começou com 1 sms e resultou numa corrente de sms's que juntou 1 milhão de pessoas na rua exigindo a demissão de Estrada.

Em Portugal só precisaríamos dos desempregados nas ruas para conseguir mudanças.

Em Portugal isso não era necessário, pois o nosso Presidente que é o único governante que elegemos democraticamente, deu o mote para o protesto e o resultado foi uma festa de rua.

Quem acha que essa manifestação foi um sucesso, deveria salientar uma vitória por mais pequena que seja, uma mudança mesmo que ínfima e isso não é possível pois o protesto foi inútil.