Japão 11.03.11 - Ontem, hoje e amanhã (Parte 1)

Antes de vos começar a bombardear com coincidências e detalhes que vos podem simplesmente passar ao lado, temos de recuar no tempo e perceber o que se passou para analisar o que se passa, de três maneiras:

1°- Precisamos de um resumo de alguns fatores históricos que posicionam o Japão no plano político internacional.
2°- Temos de analisar os acontecimentos políticos antes de 11.03.11
3°- Temos de analisar os mercados financeiros antes, durante e depois do dia 11.03.11.



(1870 a 1999 - 1999 até hoje)

Passado histórico:

Tal como qualquer nação mundial o Japão possui maçonaria que ao longo dos séculos tem controlado o destino do país, primeiramente através de clãs, depois pela realeza e agora pela via política com uma forte componente imperial. No entanto a maçonaria Japonesa juntamente com a maçonaria asiática separaram-se da maçonaria ocidental há mais de 100 anos e estão em conflito político, naquilo que podemos chamar uma "guerra fria". Estas guerras consistem em conflitos de bastidores difíceis de detetar. Se bem que a maçonaria asiática se tem contentado em controlar a Ásia, a maçonaria ocidental tem ideias maiores e pretendem controlar tudo. Isto não é teoria, basta ver como as potencia Europeias se comportaram ao longo da História, impondo o seu domínio e vontade sobre todos os povos.



(Yakuzza)

Se é verdade que a maçonaria Asiática tem sob o seu controlo e usa o grupo criminoso Yakuza, isso não faz deles piores que a maçonaria ocidental e o seu uso de grupos terroristas e da máfia. Temos por exemplo a queda da loja maçónica P3 diretamente ligada à máfia Italiana que caiu depois do assassinato do Papa João Paulo I, pois tornou-se impossível esconder os seus crimes e teve de desaparecer. É claro que hoje a maçonaria nega que a P3 tenha sido uma loja maçónica apesar da P1, P2, P4 serem lojas existentes e reconhecidas. A P2 é nos dias de hoje a maior com influencia dentro do Vaticano e a mais influente em Itália, o mais conhecido membro desta loja é o próprio Silvio Berlusconi.



(Cima: Iniciação na loja P2, Bispos e fascistas P2 saudando Hitler. Baixo: Traje P2, recibo de pagamento de quotas do líder Italiano)

Em Portugal também assistimos à queda da Carbonária, em tudo semelhante à loja P3 italiana, uma loja maçónica criminosa que desapareceu devido ao seu sangrento protagonismo político. Os crimes deles fazem hoje parte da nossa História como se fosse uma revolução contra o domínio real, quando na verdade foram responsáveis por assassínios e não liberdade. Esse grupo criminoso foi também honrado pela maçonaria actual ao fazer da nossa bandeira nacional um tributo à bandeira da Carbonária.



 (A bandeira do lado esquerdo é a da Carbnária até 1909, inspirada na bandeira portuguesa com a coroa substituída pela esfera armilar (globalização). A bandeira do lado esquerdo é a da Carbonária por altura dos regicídios e à qual a nossa actual bandeira nacional deve as suas cores e simbologia.)

A maçonaria asiática tem tentado controlar a Ásia mantendo a maçonaria ocidental com o mínimo poder possível e isso ao longo dos anos tem causado guerras onde os protagonistas foram sempre potencias ocidentais como: França, Inglaterra e EUA em guerras na Ásia tentando manter presença em países estratégicos. Como exemplos da maçonaria asiática e não só Japonesa temos a Sociedade do dragão Negro também chamada de kokuryūkai, A Sociedade do dragão Verde (uma vertente do dragão negro), a Sociedade do vermelho e verde entre outros grupos menores com presença maioritária no Japão e China. A nível de submundo e governo sombra as sociedades secretas asiáticas são muito mais poderosas devido aos seus números e devido ao numero de assassinos Yakuzza ao seu dispor, mas estão em desvantagem em confronto directo tendo a maçonaria ocidental acesso aos mais poderosos exércitos do mundo. Por isso esta luta de poderes é mantida na sombra e só vemos partes do conflito em noticias mascaradas.

A formação e organização da maçonaria Japonesa foi feita pela família Illuminati, os Rothschild, os mais poderosos e ricos do mundo que controlam pelo menos 165 bancos nacionais onde se incluem: Banco de Inglaterra, Reserva Federal Americana, Banco de Espanha e Banco de Portugal. O controlo do Banco de Portugal começou com a grande depressão Americana em 1929 e a falência no ano seguinte de diversos países na Europa, entre eles Portugal. O controlo total do banco de Portugal e outros bancos mundiais aconteceu quando o dinheiro em circulação deixou de ser sustentado pelas reservas de ouro, sendo suportado unicamente pela divida. Perdemos por completo o controlo do banco quando o FMI entrou em Portugal nos anos 80.

Mas voltando ao Japão:



(A formação da primeira loja maçónico-Illuminati no Japão)

Nesta foto, estão representados todos os fundadores do Japão moderno, todos eles pertenceram à maçonaria asiática. Foram estes homens que colocaram Meiji como imperador. No centro da foto, temos o inspirador, orientador de tudo: Guido H.F. Verbeck. Este homem servia Rothschild e representava os interesses desta família no Japão. Ou acham normal um "olhos redondos" formar um novo país composto por "olhos em bico"?
Este novo Japão foi então usado para combater os inimigos da maçonaria ocidental, em particular a Rússia.

A separação da maçonaria asiática, aconteceu devido ao racismo dos ocidentais, cujas potencias europeias que colonizavam a Ásia não escondiam, escravizando e impedindo que os povos locais ganhassem o mínimo de poder ou mesmo dignidade.

Esta separação fez com que a maçonaria asiática resolvesse libertar as colónias asiáticas para modernizar esses países e aumentar o poder deste grupo no plano mundial. Para isso declararam Tóquio a capital do seu Império mundial, tal como City of London ou The City (não confundir com London City) é a capital do império mundial ocidental.

Para esclarecimento a City of London é um pequeno pedaço de Londres onde está situado o Banco de Inglaterra que pertence a Rothschild desde o fim das guerras Napoleónicas. Este pedaço de Londres é independente, possuem brasão, bandeira e lei própria não respondendo ao governo Britânico ou Rainha.





Continua: Japão 11.03.11 - Ontem, hoje e amanhã (Parte 2)


21 Comentários:

  Streetwarrior

terça-feira, março 29, 2011 12:19:00 da manhã

Carrrrrrrrrrrrrrrega Brunooooo.

  martadaniella e joão teixeira

terça-feira, março 29, 2011 1:12:00 da manhã

Onde arranjas toda esta informação , é fiável ? sabes por vezes ponho-me a pensar , no outro dia li que tu pertenceste à maçonaria portuguesa , queria saber mais sobre estes temas , gostava de aprofundar mas receio de não ter os meios suficientes.

  Bruno Fehr

terça-feira, março 29, 2011 2:52:00 da manhã

Streetwarrior:

Tive de esperar até o caso "deixar" de ser noticia no ocidente, pois sabiam que quando a noticia passa para segundo plano é quando podemos ver o rabo do gato escondido.

  Bruno Fehr

terça-feira, março 29, 2011 2:52:00 da manhã

martadaniella e joão teixeira:

"Onde arranjas toda esta informação , é fiável ?"

Interessante a tua pergunta.
A informação que partilho é recolhida de: Imprensa mediática, Imprensa livre, Documentos governamentais, Livros (E-book), Páginas de opinião, Blogues e diversos sites.

Tendo em conta que são milhares de de páginas é impossível eu ler tudo ao detalhe, por isso uso uma ferramenta chamada "V" que busca por palavras chave, por mim seleccionadas em todos os documentos que me chegam diariamente e que ficam guardados no meu servidor. Desta forma de milhares de páginas fico com poucas dezenas que são facilmente filtradas por relevância.

Os documentos mais importantes são então investigados para evitar cair em teorias sem nexo.

Todo esse material é arquivado por tema e desta forma a qualquer momento posso aceder a essa informação rapidamente.

Quanto a ser fiável, não é essa a minha intenção. Eu não exponho verdades eu exponho conclusões.
Eu digo que não devem de acreditar em todas as noticias, tal como não devem de acreditar nos governos, tal como não devem acreditar em mim. Devem sim é pegar na informação ao vosso alcance e retirar as vossas conclusões.
Quem afirma dizer a verdade, mente. A verdade é uma questão de perspectiva e cada só chegará à sua verdade se a procurar.


"por vezes ponho-me a pensar , no outro dia li que tu pertenceste à maçonaria portuguesa , queria saber mais sobre estes temas , gostava de aprofundar mas receio de não ter os meios suficientes."

Tens um mundo de informação ao teu alcance, a Internet, usa-o e abusa da liberdade que ela te confere enquanto ela existe. Le, investiga e cruza sempre os dados até achares que chegaste a um conclusão que consegues sustentar com factos ou bons argumentos.
A opinião dos outros é irrelevante pois na maioria dos casos a opinião deles é baseada no que lhes dizem e não no que eles sabem.

Quanto à maçonaria, todos cometemos erros, todos tivemos momentos no nosso passado que nos envergonham mas temos de assumir os erros, temos de aprender com eles e temos de nos auto-compensar por esses erros, fazendo e lutando por aquilo em que acreditamos.

  Anónimo

terça-feira, março 29, 2011 10:25:00 da manhã

Algumas gralhas no texto.
Também aponto palavras com o AO porque não sei se são intencionais ou não.

de alguns fatores
bastidores difíceis de detetar.
maçónica P3 diretamente
maior com influencia
sempre potencias
devido ao numero
do banco de Portugal.
unicamente pela divida.
cujas potencias europeias

  martadaniella e joão teixeira

terça-feira, março 29, 2011 12:04:00 da tarde

Obrigado bruno. Ainda sou muito maduro nestas bandas , apesar de ter 16 anos , sou um rapaz muito curioso, admito que quando comecei a ler este blog , concordava ( e ainda concordo ) com quase tudo aquilo que escreves , quando me referi ao facto de não ter meios suficientes, referia-me à idade , eu sei que não deve ser um obstáculo na minha curiosidade e na minha insaciável busca pela informação , eu não gosto de chegar a conclusões pois estas deixam.nos estagnados na nossa própria "criação". eu normalmente , gosto de acabar em perguntas , pois assim vou sempre procurar mais respostas e por ai fora , o que pretendo não é atingir a verdade ou todo o saber mas sim manter-me informado e conseguir de alguma forma preencher este vazio que tenho.

  Bruno Fehr

terça-feira, março 29, 2011 12:23:00 da tarde

Anónimo:

"detetar", "diretamente"
estão em perfeita concordância com o novo acordo ortográfico. Nesta altura de adaptação será normal usar ambas as formas.

"influencia", "potencias".

O trabalho extra em colocar um acento circunflexo num teclado qwertz Alemão, não compensa. Se em algumas palavras o tenho, é porque são palavras previamente memorizadas.


"banco de Portugal"

Propositado.

Os outros 3 anotamentos, agradeço e serão corrigidos.

  Bruno Fehr

terça-feira, março 29, 2011 12:35:00 da tarde

martadaniella e joão teixeira:

"quando me referi ao facto de não ter meios suficientes, referia-me à idade"

Quem me dera que com 16 anos tivesse os olhos abertos, mas na verdade com essa idade eu era um super-consumista só como gajas, motas e praia na cabeça. Oco, banal e mais um no rebanho. Tanto que cheguei a defender muitas das coisas que hoje critico, pois defendia com base na fé. A fé de que a imprensa era livre, a fé de que ninguém é tão malévolo ao ponto de fazer guerra por dinheiro, a fé que os livros de História dizem a verdade.

"eu não gosto de chegar a conclusões pois estas deixam.nos estagnados na nossa própria "criação". eu normalmente , gosto de acabar em perguntas"

Podes ter a certeza que a busca por informação nunca termina, uns assuntos levam-nos a outros e em pouco tempo passamos a ler jornais de outra forma, passamos a perceber que algo aprovado hoje no parlamento tem um função especifica para algo que irá acontecer. Invariavelmente irás chegar a conclusões finais em alguns assuntos e verás que isso é positivo, pois na busca de informação acabamos quase sempre em perguntas e é sempre bom para variar encontrar respostas.

"o que pretendo não é atingir a verdade ou todo o saber mas sim manter-me informado e conseguir de alguma forma preencher este vazio que tenho."

Tens a atitude ideal para te tornares um investigador. Pegas num assunto que interesse e investigas, se precisares de ferramentas para organizares as tuas fontes existem diversos pequenos programas muito úteis que te posso passar por mail.
No entanto, esse vazio nunca desaparece, é temporariamente esquecido enquanto andas em busca de informação e ligas os pontos. O vazio fica e por vezes a frustração domina-te, mas se o teu objectivo é iluminação pessoal, então estás no bom caminho.

  Streetwarrior

terça-feira, março 29, 2011 2:28:00 da tarde

martaDaniela e João teixeira - Nunca te esqueças uma coisa muito importante...( Se o bruno me permite mais esta achega) Nunca mas nunca, deixes de ouvir o teu coração e aquilo que te dirá...Não percisas de pertencer a nenhuma organização para percorreres o caminho da tua iluminação pessoal, Sê o teu próprio lider sabendo ouvir os outros humildemente, mesmo que nada tenham para te ensinar...Tenta combater a tua prepotência no sentido de subestimares os outros, pois por mais inculto que essa pessoa seja, possui sempre a sua verdade, vista do ponto de vista dela própria.
Tenta combater o teu EGO, esse sim, é o teu maior inimigo, o nosso maior inimigo, ao contrario daquilo que o EGO te tentara induzir, somos nós próprios, as outras pessoas, são meros obestáculos( Ou não ) no caminho sempre sem fim, que é a nossa vida.

“Se dois homens vêm andando por uma estrada, cada um carregando um pão, e, ao se encontrarem, eles trocam os pães, cada homem vai embora com um. Porém, se dois homens vêm andando por uma estrada cada um carregando uma idéia, e, ao se encontrarem, eles trocam as idéias, cada homem vai embora com duas.
Sempre que possível troque idéias, elas esclarecem, acrescentam, ajudam, evoluem… ainda que você não precise, servirão para o outro.”
Ditado Chinês.

Nuno Guerreiro

  scanferr

terça-feira, março 29, 2011 3:11:00 da tarde

Grandes palavras Bruno. Concordo em absoluto! Quero deixar umas palavras de apreço pelo teu trabalho e espero que continues esta tua demanda. Contribuis para que todos nós possamos "abrir os olhos" e compreender esta merda de mundo.

  flyonmusic

terça-feira, março 29, 2011 3:12:00 da tarde

Fico a aguardar o desenrolar deste tema visto na tua perspectiva.

Já cheguei a algumas conclusões, depois de ler algumas noticias e opiniões, mas como não vejo televisão e não leio jornais a minha visão fica sempre um pouco condicionada pois quase não posso comparar pontos de vista.

Mas assim à primeira interroguei-me acerca da "coincidência" do dia 11 de Março de 2011 para este evento catastrófico assim como uma série de outros acontecimentos antes e depois do mesmo.

É sempre bom ler aquilo que escreves, não concordo com tudo mas dá-me mais uma visão daquilo que se passa por este mundo.

Abraço e tudo de bom

  martadaniella e joão teixeira

quarta-feira, março 30, 2011 12:21:00 da manhã

Bruno e Streetwarrior obrigado pelas vossas dicas, o que me constrange e de certa forma deixa-me triste é o facto de não ter ninguém da minha idade com quem partilhar estas ideias, o facto de também já ter argumentado em inglês o aquecimento global ser falso , e de certa forma a minha professora rir-se da minha visão , e claro os meus amigos e colegas foram atrás da professora, deixam.me muito triste. Um dos meus objectivos é poder viajar para investigar pessoalmente algumas informações que me deixam no minino curioso , e que para mim a Internet é um bom meio , mas nada como viajens aqui e acolá esclarecem.se melhor algumas "perdas de informação". Bruno sei que te encontras na alemanha ( espero não estar errado ) e gostava muito de um dia conhecer o tipo de pessoa que és e poder trocar opiniões , ideias sobre variados temas. Admiro o teu trabalho e agradeço o facto de deixares postado as tuas ideias e de não teres medo de enfrentar as coisas.

ps: Gostava de ver os documentos de rik clay que tu tinhas postado noutro servidor ( acho eu ) mas que ja esta down

  ryk

quarta-feira, março 30, 2011 2:03:00 da manhã

De facto todo o excelente trabalho aqui apresentado está muito cuidado e muito bem organizado. Mesmo que não agrade a muitos devido à sensibilidade da maioria dos temas, é de louvar todo este esforço e dedicação apresentado. Obrigado.

Pergunto como consegues organizar o teu tempo separando a tua vida profissional e pessoal dada a quantidade de informação e livros que tens de ler para expor todos estes factos mesmo com esses ferramentas todas que referes.

Um abraço

  Bruno Fehr

quarta-feira, março 30, 2011 2:14:00 da manhã

scanferr:

É só mesmo isso, dar o mote. Não pretendo impor a minha opinião.

  Bruno Fehr

quarta-feira, março 30, 2011 2:14:00 da manhã

flyonmusic:

Também eu, pois ainda nem sequer a terminei :)

Sim, o 11 é um alerta vermelho anda tudo a acontecer no 11 ou em aniversários.

"É sempre bom ler aquilo que escreves, não concordo com tudo mas dá-me mais uma visão daquilo que se passa por este mundo."

Não concordar é tão positivo como concordar.

  Bruno Fehr

quarta-feira, março 30, 2011 2:14:00 da manhã

martadaniella e joão teixeira:

"já ter argumentado em inglês o aquecimento global ser falso , e de certa forma a minha professora rir-se da minha visão , e claro os meus amigos e colegas foram atrás da professora, deixam.me muito triste."

Não tens de ficar triste. A tua professora é paga para seguir os manuais independentemente do que pensa. O trabalho de professor é tão medíocre que eles ou se submetem ou são substituídos.
Nesses casos não fico triste, rio-me pois não há nada a fazer. Se o caso Climategate já exposto não convence essas pessoas, acho que elas merecem viver na eterna ignorância.

"Um dos meus objectivos é poder viajar para investigar pessoalmente algumas informações que me deixam no minino curioso , e que para mim a Internet é um bom meio , mas nada como viajens aqui e acolá esclarecem.se melhor algumas "perdas de informação"."

Ricky Clay correu o mundo para melhor investigar. Com a tua idade, tudo é possível pois ainda és livre, não estás preso à escravatura laboral.

"ps: Gostava de ver os documentos de rik clay que tu tinhas postado noutro servidor ( acho eu ) mas que ja esta down"

Como já referi, basta que me enviem um E-mail para: fehrbruno(at)googlemail.com e eu envio os documentos originais de Ricky Clay que ele publicou.

  Bruno Fehr

quarta-feira, março 30, 2011 2:23:00 da manhã

ryk:

"Pergunto como consegues organizar o teu tempo separando a tua vida profissional e pessoal dada a quantidade de informação e livros que tens de ler para expor todos estes factos mesmo com esses ferramentas todas que referes."

Ler é um prazer, leio imensos livros por ano e ando sempre acompanhado de um, usando o tempo no metro, táxis e viagens para ler.

A organização pessoal vem com a experiência, possuo um sistema informático composto por 3 PC's e um servidor Linux e 22TB de armazenamento, proxys, etc.
Existe um programa muito simples chamado "V" que me busca todos os documentos e E-books por palavras chave, nesse programa limito-me a ler um parágrafo de forma a seleccionar os documentos que preciso. O programa trabalha sozinho, eu só tenho de ler e escrever. Por outro lado tenho memória fotográfica o que me ajuda imenso a organizar ideias.

O que exige tempo é a confirmação de dados, mas uns colecionam selos, outros passam horas sem fim às compras, outros ainda ficam horas no café a olhar para as paredes... investigar é um hobby ao qual hoje em dia não dedico mais de 10 horas semanais (salvo raras excepcoes como este insano ano de 2011).

  muscy

quarta-feira, março 30, 2011 2:30:00 da manhã

parabéns pelo blog, é sem dúvida o que me dá mais prazer de ler. já agora, em que ramo trabalhas? simples curiosidade. abraço! ;)

  Bruno Fehr

quarta-feira, março 30, 2011 2:39:00 da manhã

muscy

"parabéns pelo blog, é sem dúvida o que me dá mais prazer de ler. já agora, em que ramo trabalhas? simples curiosidade."

Trabalhei em expedição & logística bem como em investimento & finanças e estou neste momento em "hiatus" voluntário durante mais 5 meses, pois quero libertar-me da escravatura com consentimento e entrar num trabalho mais criativo lançando-me em IT (Tecnologias da informação), este verão.

  HP

segunda-feira, abril 18, 2011 12:21:00 da tarde

Onde posso sacar esse programa que usas para filtrar informação? O "V"?

  Bruno Fehr

segunda-feira, abril 18, 2011 6:41:00 da tarde

HP:

"Onde posso sacar esse programa que usas para filtrar informação? O "V"?"

Aqui: http://www.fileviewer.com/
Quando guardas diversos documentos e não tens forma de os ler todos, fazes uma busca por palavras chave e o V encontra todos os documentos que tens guardados com essas palavras.