O Expresso e o Wikileaks, tretas e mais tretas!

O jornal Expresso é hipócrita e o Wikileaks nem fode, nem sai de cima!

Após eu fazer uma cuidada pesquisa de todos os Telegramas disponibilizados até este momento pelo Wikileaks, reparei na fantástica e inqualificável hipocrisia do jornal semanário, Expresso.
Este jornal orgulha-se de não ter conseguido os Telegramas sobre Portugal através do Wikileaks, pois colocou-se numa posição parcial contra este site e a exposição destes telegramas. No entanto associou-se ao jornal Norueguês Aftenposten que teve acesso a todos os telegramas e também afirma que não foi através do Wikileaks, sem nunca revelar a origem do material. É claro que o Aftenposten não revela a origem dos telegramas, pois recebeu-os do Wikileaks mas antes de os receber já se tinha insurgido contra este site e a exposição dos telegramas. É este o motivo do segredo sobre a origem, para não serem chamados de hipócritas... Mas eu chamo e não é só por isto!

É lógico que mesmo não concordando com o Wikileaks e tendo em conta que este site tornou os documentos públicos. estes e todos os jornais possuem o direito de abordar estes telegramas. Mas... e há sempre um mas, eu acusei o Expresso de hipocrisia, pois o Expresso está a ser o pioneiro nesta divulgação! Está a expor o que o Wikileaks não expôs! Está a fazer o que o Wikileaks não fez depois de se afirmar contra este site. Os 5 telegramas que o Expresso publicou não foram tornados públicos pelo Wikileaks e como não se sabe se o Wikileaks viverá tempo suficiente para expor todos os  mais de 250.000 Telegramas, quem está a expor os Telegramas portugueses é o Expresso e quando/se o Wikileaks o fizer, já será em segunda mão. 
Gostaria ver agora o Expresso a colocar-se contra ele próprio por tão vil exposição!

O Expresso diz ter 722 Telegramas mas o Wikileaks só publicou ainda 16 da Embaixada de Lisboa.



Outro facto interessante é a forma simpática de expor os telegramas, mantendo contactos com o governo, dizendo que seguem uma linha de "bom jornalismo" e que vão trabalhar no mesmo sistema do New York Times e The Guardian. Passo a citar o Expresso sobre o método destes dois jornais "Os jornais criaram regras muito estritas para divulgar o material. Protegeram identidades e instituições quando estavam em causa razões de segurança. Discutiram com as autoridades oficiais todos os documentos que iam publicar". Na verdade o Expresso não está a proteger identidades e instituições, está a censurar páginas inteiras dos telegramas e sinceramente mais valia nem ter falado no assunto. 

É triste que o trabalho medíocre dos jornais não seja compensado pelo Wikileaks, pois é uma pena que a Leak seja a conta-gotas. Pois se já tivesse dado acesso ao público aos tais 250.000 telegramas, certamente que estes jornais não andariam a fazer de nós, parvos.
Anda tudo atrás do Assange mas afinal estes jornais andam a expor coisas que nunca tinham visto a luz do dia e é interessante que ninguém ande atrás deles, ainda por cima quando afirmam que a fonte dos documentos não foi o Wikileaks, pois assim sendo temos mais leaks, mais Assanges e mais potenciais filmes, livros e telenovelas e novelos.

Como já aqui afirmei, irei publicar TODOS os telegramas sobre Portugal, sem censura. Não irei proteger identidades de pessoas, sendo essas pessoas funcionários públicos, pois temos o direito de saber o que os nossos funcionários andam a fazer. Não irei proteger instituições públicas pois são propriedade nossa. Não irei proteger instituições privadas pois temos o direito de saber o que instituições que consentimos que existam, nos andam a fazer. Mas garanto que irei confirmar todos os dados de forma a destacar dados incorretos constantes nos telegramas.
Mas infelizmente isso será um processo demorado pois está tudo dependente da rapidez do Wikileaks a colocar os Telegramas cá fora. 

Há 251.287 telegramas e até agora o Wikileaks só disponibilizou 5.947. 
6.000 telegramas em 6 meses vão ser 12.000 telegramas em um ano (Novembro 2011), por isso parece que só daqui a 20 anos é que vamos saber qual o suspeito dos Americanos na morte de Sá Carneiro. Só daqui a 20 anos vamos confirmar que Soares tentou vender a Guiné aos Ingleses. Só daqui a 20 anos vamos saber quantos dólares foram precisam para que Soares traísse Álvaro Cunhal no pós 25 de Abril, opondo-se ao seu próprio plano de regime comunista totalitário em Portugal.

Mas que merda de leak é esta em que o barco demora 20 anos a afundar?

6 Comentários:

  Streetwarrior

sábado, março 19, 2011 5:03:00 da tarde

http://www.youtube.com/watch?v=bnrZJRRp0bc

Bruno, Não me apetece fazer outro Post sobre os acontecimentos no japão e sobre possiveis causas.
No entanto, deixo-te este video do monthy, que levanta uma boa lebre, na descrição, existem varios links, sobre varios carregamentos de MOX ( produto altamente explosivo e volatil ) e que poderá ter sido a causa da explosão que tantos falam.
No entanto, ninguém fala acerca do que explodiu...irónico.
Bem, seja como for, vê o video e tenta perceber a linha de raciocinio dele, que penso ter alguma importancia.
Não digo que tenha sido o que se passou, mas, é sempre bom saber.

Até depois.
Nuno

  Miss Lollipop

sábado, março 19, 2011 6:07:00 da tarde

Até os leaks são fracos, queremos saber a verdade, dispõe-se a dizer mas a conta gotas :S

  Bruno Fehr

domingo, março 20, 2011 2:04:00 da manhã

Streetwarrior disse...

"http://www.youtube.com/watch?v=bnrZJRRp0bc"

Vou analisar. Cada vez que vou para escrever sobre isso, aparecem dados novos e por isso vou esperar mais uns dias.

Estive a informar-me sobre os sistemas de segurança deles e fiquei de boca aberta, tudo o que havia para falhar, falhou e mesmo que o que não falharia também falhou :S

  Bruno Fehr

domingo, março 20, 2011 2:04:00 da manhã

Miss Lollipop disse...

"Até os leaks são fracos, queremos saber a verdade, dispõe-se a dizer mas a conta gotas :S"

A maioria deles são fraquissimos sem interesse nenhum. Tanto os jornais como o wikileaks estão a empatar os documentos.

  I.D.Pena

domingo, março 20, 2011 1:15:00 da tarde

Uma merda que boia ? E que é uma noia ? não sei .
Aqui não é só a falta de vergonha e hipocrisia que reinam mas uma cobardia inerente, o expresso é lixo tendencialista como a maioria dos media. E liberdade de expressão é uma piada pk nem sequer é aplicada, aliás nem se considera as opiniões, assume-se pontos de vista .
Não era assim que era o jornalismo de antigamente. E como é óbvio essa industria também deveria cair por estar demasiado filtrada tornou-se obsoleta.
De acordo com os "media" Caimos 13 posições, nos países com liberdade expressiva na imprensa e agora estamos no 40º lugar esta estatistica só esta a confirmar o obvio a tv tornou-se numa maquina de disinfo distração e de controle.
Mas até quando ?

  Storyteller

terça-feira, março 22, 2011 7:29:00 da tarde

Peço desculpa de, mais uma vez, discordar, mas acho que o The Guardian fez (e continua a fazer) um trabalho excepcional, secundado pelo NYT e - ouso aqui dizê-lo! - pelo Expresso.

(mais uma vez afirmo que não é o Expresso que me paga o ordenado; muito menos o Estado...)