Portugal maçónico 2

A maçonaria apresentou outro carro alegórico, representando a globalização - ideia já discutida e divulgada no sec. XIX - através de uma coluna encimada por um globo. Nas paredes laterais podem-se notar o compasso cruzado com esquadro de pedreiro, dois dos SMI (símbolos maçónicos internacionais) mais conhecidos.


O Carro da Maçonaria, 5 de Outubro de 1911 (Arquivo Histórico de Lisboa)

Naquele cortejo, outros carros alegóricos foram apresentados por diversos mecanismos da sociedade portuguesa de então. Em muitos deles, o tema de alusão foi o mesmo: a deusa da democracia que a liberdade republicana deixava adorar livremente. A próxima foto mostra o "Carro dos Correios e dos Telégrafos" com a deusa da democracia, assim como com uma coluna encimada por um globo, ambos Símbolos Maçónicos Internacionais (SMI).

Carro dos Correios e dos Telégrafos, 5 de Outubro de 1911 (Arquivo Histórico de Lisboa)


Esta outra foto mostra o "Carro da Casa Pia", com a deusa da democracia, o globo e um mocho.

O Carro da Casa Pia, 5 de Outubro de 1911 (Arquivo Histórico de Lisboa)


Antes da chegada a Deusa da Democracia e da Liberdade a Portugal, a decoração da sala parlamentar da Assembleia da República portuguesa tinha este aspecto, despido de deuses.
Sala Parlamentar da Assembleia da Republica portuguesa, antes de 1911 (Arquivo Histórico de Lisboa)

Depois de 5 de Outubro de 1911, foram aparecendo várias entidades pela sala, incluindo, está claro, a Deusa da Democracia e da Liberdade por trás da cadeira ocupada pelo Presidente da Assembleia da República. Esta mudança nada tem a ver com a Republica mas sim com a tomada por parte da maçonaria da primeira instituição nacional. A Assembleia da Republica passou a ser um clube maçónico.
Vista de pormenor da sala parlamentar da Assembleia da República Portuguesa, com a Deusa da Democracia e da Liberdade por trás da cadeira do Presidente da Assembleia da República

A relação da maçonaria com a definitiva queda da monarquia e instauração da República em Portugal está representada num painel de Maria Keill, no átrio da Biblioteca Museu República e Resistência. Situada num bairro operário do princípio do sec. XX, construido por Francisco de Almeida Grandela (maçónico, grande impulsionador da queda da monarquia e instauração da Repúbica em Portugal e fundador dos tão conhecidos Armazéns Grandela) esta biblioteca museu "dedica-se ao estudo e à investigação da História Contemporânea Portuguesa, em permanente articulação com universidades e associações culturais":
Pormenor do painel de Maria Keill no átrio da Biblioteca Museu República e Resistência

No painel, um busto da Deusa da Democracia e da Liberdade é colocado abaixo da pirâmide maçónico-illuminati: o delta com o olho-que-tudo-vê, o mesmo que encontramos representado nas notas de 1 dólar americanas.

O olho-que-tudo-vê, à esquerda da nota de 1 dólar americano

As cores verde e vermelhas utilizadas no painel não são obra do acaso, mas antes - invés de uma representação das cores da bandeira nacional, que somos, imediatamente e erroneamente, levados a deduzir - são uma representação das cores das maiores lojas maçónicas portuguesas: o GOL (Grande Oriente Lusitano) e a GLNP (Grande Loja Nacional Portuguesa). Cores essa relacionadas com a origem da nossa bandeira nacional, que nasceu da bandeira maçónica da Carbonária (grupo maçónico com ambições politicas), responsável pelos regicídios no Terreiro do Paço.
Bandeira da Grande Loja Nacional Portuguesa

Bandeira da Grande Oriente Lusitano





Bandeira da Carbonária

Quando as alterações à Assembleia da republica foram feitas mais de metade dos deputados em "representação do povo" eram membros da maçonaria, e por isso representavam unicamente os interesses da ordem e não do povo. Hoje esse numero é praticamente a totalidade da Assembleia da Republica, partidos políticos, governo e instituições estatais desde as governativas até às mais banais como Casa Pia, Casa do Gaiato, Fundações e Santa Casa da Misericórdia e até as financeiras como o Banco de Portugal e bolsa de valores.


Detalhe retirado do site oficial da loja maçónica: Grande Oriente Lusitano


(Continua)

16 Comentários:

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 08, 2010 1:11:00 da manhã

Por este blogue ter sido alvo de hacker, ao apagarem os textos sobre a maçonaria acabei por perder os comentários deste, dos 2 anteriores e do seguinte. Irei adicionar todos os comentários manualmente e desta forma ficarão todos como anónimos, mas estarão aqui!

  Anónimo

segunda-feira, fevereiro 08, 2010 1:29:00 da manhã

Mel deixou um novo comentário na sua mensagem:

E onde é que isto vai parar?

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 08, 2010 1:29:00 da manhã

Mel:

"E onde é que isto vai parar?"

A lado nenhum, o Sr. maçon vai-se calar brevemente ou mudar de nome e voltar mais tarde!

  Anónimo

segunda-feira, fevereiro 08, 2010 1:33:00 da manhã

lunatiK deixou um novo comentário na sua mensagem:

Viva

Bruno:
"Um mestre de maçonaria não o é por ser inteligente."

Ora aí está todo o cerne da questão, não podem escolher pessoas inteligentes, senão não conseguiam atingir os objectivos a que se propoem.

Quanto a estes intrusos todos Bruno, eu não lhes respondia tantas vezes. Nunca ouviste dizer:
"Nunca discutas com um idiota, porque ele baixa a conversa para o seu nível e aí ganha por experiência."

Cumps.

  Anónimo

segunda-feira, fevereiro 08, 2010 1:34:00 da manhã

Jane Doe:

O logotipo da Biblioteca além de ser uma coisa assim descarada, completamente - eu fiquei pasma com a ousadia da coisa - é de um mau gosto incrível. Não sei que designer fez aquilo, mas acho um atentado à vista.

A antiga bandeira portuguesa é de facto bem mais bonita que a actual, até porque verde e vermelho simplesmente não combinam.

A Carbonária tinha mau gosto portanto. Além disso, e tal como tu - correctamente dizes - é o símbolo da clara tomada de Portugal por parte desta "Instituição".

Ou seja... fomos condenados a uma prisão redonda.

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 08, 2010 1:35:00 da manhã

Todos os comentários do Sr. Ludgero não foram recuperados nem a discussão ofensiva que ele iniciou comigo e com os leitores deste blogue. Os comentários em falta são os desse senhor e os dessa discussão!

  Anónimo

segunda-feira, fevereiro 08, 2010 1:36:00 da manhã

Manula deixou um novo comentário na sua mensagem:

Um discurso vincadamente anti-maçon só pode dar em retaliações.
A pessoa colhe o que semeia.
Quando se acusa uma instituição de criminosa, não se está a acusar cada um dos seus membros de criminoso mas quase.
É natural que surjam reacções.
Pessoalmente estou certo de que muitos maçons são excelentes pessoas e que estão cheios de boas intenções, querendo apenas o melhor para eles e para os outros.
São genuínos humanitários.
Tenho pena que sejam ofendidos com estas generalizações de que "a maçonaria é criminosa".
Todas as grandes instituições terrenas, maçonaria, igreja católica, partidos políticos, governos, empresas poderosas, organizações influentes, estão cheios de pessoas boas e más e muitas delas infelizmente estão sujeitas a um poder dominante cuja lógica é o exercício do poder e o acumular de riquezas.
Mas isso é porque vivemos numa sociedade assim, onde impera o capitalismo, onde os recursos são escassos e onde é suposto uns terem e poderem muito mais do que outros.
Ou seja o problema de todas as grandes organizações não é dela, é da sociedade em si, dos princípios que a regem.
E esse é um problema dos homens mas não é só dos homens, é divino também.
Se viemos cá é porque precisávamos mas isso é uma outra muito longa conversa.
Eu acompanho este blog mas vejo aqui um discurso, muitas vezes, pouco moderado, principalmente em relação à Maçonaria.
Gostava de perceber porquê.
Afinal de contas, o que é que a maçonaria quer?

Quais são os seus objectivos?
E Deus o que quer? Porque é que não se ataca violentamente o responsável por este mundo, como faz o Saramago?
Deus escreve certo sobre linhas tortas.

Tentar perceber os desígnios de entidades que têm acesso a informação que nós não temos e que têm uma percepção muito superior e mais abrangente do que nós, só pode dar em julgamentos errados.
Eu já o fiz muito.
Faço cada vez menos.

Ás vezes coisas que o homem vê como horríveis podem ser uma necessidade.
Coisas que o homem vê como injustas podem ser extremamente justas e misericordiosas.
O homem sabe muito pouco sobre o porquê de muita coisa, dai que deva julgar coisas que desconhece com muita prudência e ponderação.
A liberdade de expressão é boa mas não é mais importante do que a responsabilidade.

  Anónimo

segunda-feira, fevereiro 08, 2010 1:37:00 da manhã

Manula deixou um novo comentário na sua mensagem:

Ninguém sabe muito bem o que é a maçonaria...
Há muita informação e muita desinformação.
Se eles controlam a história da Terra, fazem-no em representação de que entidade ou grupo de entidades?
Podes subir por ai acima, não fiques pelos iluminatti ou pelos maçons de 33º grau.
Que entidades supra terrenas é que eles representam?
Qual é a agenda destas entidades?
Para criticar ferozmente a maçonaria penso que seria melhor saber a resposta a estas questões.
Eu gostava de saber.

  Anónimo

segunda-feira, fevereiro 08, 2010 1:37:00 da manhã

S deixou um novo comentário na sua mensagem:

E ás vezes é maçon quem a pessoa menos espera!

Mas acredito, sim, que entrem com corações de ouro - como disseste - e que sejam "obrigados" a praticar o mal, para que ascendam na hierarquia e naturalmente que daí advenha mais influência/poder ou melhores cargos.

É como aquele tipico Pai de familia, que toda a gente diz maravilhas dele, sendo apontado como o Pai exemplar, mas que às escondidas é pedófilo, envolvendo-se com crianças da idade dos seus filhos.

  Anónimo

segunda-feira, fevereiro 08, 2010 1:38:00 da manhã

Fly deixou um novo comentário na sua mensagem:

Boas Bruno

já há algum tempo que estava para te perguntar se não terias guardado o blogue, escrito pelo Nikolaias e voilá aqui estão os textos com as fotos e tudo e mais alguma informação adicional.

Obrigado por partilhares isto conosco.

Não sei se te lembras mas fui eu que te dei o link para o "A Crise em Portugal Maçonaria e a Nova Ordem Mundial"- era este o titulo do blogue. E estou mesmo muito contente por ter acesso novamente à informação e fotos que julgava perdidas para sempre

Um Grande Bem-Haja para ti...

Abraço

P.S.

"Nada se cria, nada se perde.
Tudo se transforma."

Teoria de Lavoisier

  Anónimo

segunda-feira, fevereiro 08, 2010 1:38:00 da manhã

fantomette deixou um novo comentário na sua mensagem:

Manula: AHAHAHAHAHAAHHAH - > adorei o seu comentário, ingénuo e de uma mestria maçónica emocional. eu diria, inteligentemente maçónico, o que quer dizer, de nada inteligente.

O meu professor de Filosofia costumava-me dizer: Inteligência é a capacidade de adaptação à mudança. Não podia estar mais correcto, no meu ponto de vista, não por ter sido o meu professor mas porque ao longo da vida me apercebi que realmente aquele que se consegue adaptar às mudanças físicas, psicológicas e emocionais pelas percepções e apreensões que vai tendo durante a sua vida com conhecimento experiencial, intelectual e espiritual, adapta-se perfeitamente a essa mudança e não entra em ciclos viciosos intelectuais e filosóficos como aquele em que a Manula entrou no seu texto.


"Ou seja, o problema de todas as grandes organizações não é dela, é da sociedade em si, dos princípios que a regem."
E quem define esses princípios que regem a sociedade? As organizações poderosas que constituem o topo da estrutura piramidal, e não esférica que resolveram incutir na sociedade!


"Pessoalmente, estou certo de que muitos maçons são excelentes pessoas e que estão cheios de boas intenções, querendo apenas o melhor para eles e para os outros"
Querer fazer as coisas fora da luz do dia, escondidos do povo, é ser excelente pessoa e querer o melhor para os outros?
Querer adorar entidades demoníacas, praticar práticas pedófilas e criarem rituais de licantropia, vampirismo, wiica e feitiçarias e artes mágicas, é ser excelente pessoa e querer o melhor para os outros? e vou ficar por aqui... é demasiado hororroso todo o panorama e eu quero o melhor para os outros, logo tenho que querer o melhor para mim e estar bem, ao contrário desses criminosos, sim criminosos não generalizando mas em particular todos os que estão acima dos grãos mestres, aqueles que vocês, mestres, pensam que são os verdadeiros Homens exemplares mas que na Verdade não passam de autênticos Demónios disfarçados de Anjos! Uma coisa é certa, os mais enganados e prejudicados são vocês, que não sabem no que se estão a meter!


"Afinal de contas, o que é que a Maçonaria quer? Quais são os seus objectivos?"
A Maçonaria quer recrutar todos aqueles com Potencial intelectual, físico e Genético, para os controlar, os moldar, manipular e não os deixar cumprir os seus propósitos enquanto cidadãos e seres Humanos e que é apenas um: Alterar a prisão planetária à qual temos vindo a assistir enquanto sociedade. Como disse e bem: "Se viémos cá é porque precisávamos..." é precisamente esse tipo de conhecimento que a Maçonaria tem, sabe e abusa desse Poder para "apanhar" todos aqueles que eles sabem que vieram para cá para ter um papel e uma importância fulcral e essencial à mudança, ao próximo passo de evolução do Homem e consequentemente da Vida no Planeta. Eles capturam todos aqueles que são Mestres à nascença, mas não sabem que o são, pois todo o Mestre é Aquele que não sabem que o é nem tão pouco se intitula de tal forma... É precisamente por isso que aqueles que NÃO SÃO MESTRES, se intitulam de Mestres para aumentar a sua falta de auto estima, de Verdade e de Amor Próprio, esses são os Maçons. Os verdadeiros Maçons, meu caro, já nascem maçons, não precisam de ser maçons, os verdadeiros mestres já nascem mestres, não precisam de ser mestres, os verdadeiros Homens, já nascem Homens, não precisam de ser Homens. No dia em que compreender isto, compreenderá todas essas dúvidas que colocou de forma retórica ou sincera.


"Quais são os seus objectivos?"
Os objectivos da Maçonaria é Governar o Mundo num único Governo Mundial e numa Nova Ordem Mundial Maçónica e Marcial.

  Anónimo

segunda-feira, fevereiro 08, 2010 1:39:00 da manhã

fantomette deixou um novo comentário na sua mensagem:

Manula:
"E Deus o que quer? Porque é que não se ataca violentamente o responsável por este mundo, como faz o Saramago?"
LOL, desculpe mas em primeiro lugar o responsável por este mundo somos nós, logo, é natural que se tivermos que atacar alguém, atacamos os intervenientes responsáveis por este mundo, nós! Em segundo lugar, eu nunca na minha Vida, li ou vi o Saramago a atacar Deus mas sim o tal responsável pelo mundo, que são os mesmos que criaram falsos Deuses pela deturpação e má interpretação da Biblia e não só! é preciso saber diferenciar as coisas!

"Deus escreve certo por linhas tortas"
Sim é verdade, é por isso que este blog existe pelo facto de Deus ter escrito torto (Maçonaria) por linhas certas (este blog) :)

"Tentar perceber os desígnios de entidades que têm acesso a informação que nós não temos e que têm uma percepção muito superior e mais abrangente do que nós, só pode dar em julgamentos errados".
LOL, parti-me a rir com esta... os mesmos julgamentos errados que a Sra. Manula está a ter ao julgar quem tenta perceber os desígnios de entidades que têm acesso a informação que nós não temos e que têm uma percepção bla bla bla
Quem lhe diz a si que eu não tenho acesso a essa informação ou ainda mais? sim porque a verdadeira informação, o verdadeiro conhecimento não se sabe, sente-se e vive-se com tudo e todos e à Luz do Dia!!! esse é o problema da maçonaria! vivem numa sede e fome obcessiva por conhecimento e Poder! E acabam por se perder Nele!

"às vezes coisas que o homem vê como horríveis podem ser uma necessidade".
"coisas que o homem vê como injustas podem ser extremamente justas e misericordiosas."


Raptar crianças virgens de 5, 6, 7, 8, 9 anos de idade para pedofilia, tortura, violação e oferendas a falsos deuses em rituais maçónicos é uma necessidade e um acto justo e misericordioso?

Beber sémen, comer partes vaginais, ter relações sexuais com uma virgem e praticar actos homosexuais em rituais maçónicos é uma necessidade e um acto justo e misericordioso?

Definir e criar Leis na escuridão, longe do Povo e seus representantes, manipulando dessa forma toda a estrutura social a todos os níveis, à qual estamos obrigatoriamente sujeitos, é uma necessidade e um acto justo e misericordioso?

Definir e delinear toda a matéria educacional, deturpando os factos históricos, impondo limites no conhecimento de todas as áreas inter disciplinares na educação, onde os pilares de uma sociedade estão presentes, para que dessa forma se controle o nível intelectual e cognitivo das novas gerações, é uma necessidade e um acto justo e misericordioso?

e não me vou alongar mais por respeito a este blog...

Au autor deste blog, o meu muito obrigada por esta informação preciosa!!!

  Anónimo

segunda-feira, fevereiro 08, 2010 1:42:00 da manhã

Anónimo deixou um novo comentário na sua mensagem:

Fantomette:

"Quais são os seus objectivos?"
Os objectivos da Maçonaria é Governar o Mundo num único Governo Mundial e numa Nova Ordem Mundial Maçónica e Marcial.

Pode tambeam adicionar: reduzir a populacao mundial para 500,000,000 pessoas como esta inscrito na messagem na Georgia Guidestones.

  I.D.Pena

sexta-feira, fevereiro 12, 2010 2:05:00 da tarde

organizações secretas criminosas como a maçonaria existem paralelamente e coladas uma sociedade doente e injusta , e mesmo com esta sintese tao necessaria, felizmente existe cada vez mais pessoas cientes , que ja sabem o que se passa na justiça, nas universidades. Etc. Sabem mas calam-se.

Será justo, por exemplo O Sr Dr Armando Vara receber o seu chorudo vencimento sem poder executar funções, ao mesmo tempo que centenas perdem os seus sustentos honestos, não claro mas existe proteção, uma proteção tão obvia que ate sinto que nos esfregam na cara, (pois vi na tv).

Quanto a jornalistas, esses nem se atrevem a tocar em assuntos tão controversos, cada vez mais estão restringidos de desenvolver certos assuntos chave.

A justiça aqui em Portugal é injusta, duvido tb da sua real existência, aqui , sem duvida alguma a corrupção predomina e propaga-se muito rapidamente.

Infelizmente para os injustiçados.

  Francisco P G

terça-feira, janeiro 10, 2012 12:29:00 da tarde

A verdadeira Bandeira de Portugal é Azul e Branco
A mais bela andeira que a nacão Lusitana alguma vez tem!!! A bandeira que verdadeiramente identifica o país pela sua coloracão em vez da aberrante coloracão clorofila e rubro que em nada têm a ver com as caracteristicas indentitarias do país!!! O estandarte que apesar da sua existencia ser secular, é de facto aquela que mantem a contempuraneadade nacional sem colonias e como tal não têm o escudo!!! Alem do amis importa referir que é fiel as primeiras tonalidades que foram usadas na primeira Bandeira nacional pelo nossoFundador Rei Conquistador, Afonso Henriques!!!
Admirem a beleza e singularidade do estandarte Real, que é sem marca de duvida a verdadeira Bandeira de Portugal. Atentem á sua esbelta estética que ostenta em porpocoes adequadas que não pode ser vislumbrada na bandeira do regime republicano que governa sem nunca ser sufragado alem da sua aberrante governacão que em menos de um seculo de, vida, consegui destruir o que o azul e branco edificou com muitos seculos!!!

.
Porque as Cidades muito antigas de Portugal as casas eram pintada de Azul e Branco, como Parati, Paranágua e etcs....?


Era as cores de Portugal.
Portugal tem Egrégora forte no Azul e Branco

  francisco P g

sábado, janeiro 14, 2012 2:06:00 da tarde

A Bandeira de Portugal é Azul e Branco

A mais bela andeira que a nacão Lusitana alguma vez tem!!! A bandeira que verdadeiramente identifica o país pela sua coloracão em vez da aberrante coloracão clorofila e rubro que em nada têm a ver com as caracteristicas indentitarias do país!!! O estandarte que apesar da sua existencia ser secular, é de facto aquela que mantem a contempuraneadade nacional sem colonias e como tal não têm o escudo!!! Alem do amis importa referir que é fiel as primeiras tonalidades que foram usadas na primeira Bandeira nacional pelo nossoFundador Rei Conquistador, Afonso Henriques!!!
Admirem a beleza e singularidade do estandarte Real, que é sem marca de duvida a verdadeira Bandeira de Portugal. Atentem á sua esbelta estética que ostenta em porpocoes adequadas que não pode ser vislumbrada na bandeira do regime republicano que governa sem nunca ser sufragado alem da sua aberrante governacão que em menos de um seculo de, vida, consegui destruir o que o azul e branco edificou com muitos seculos!!!

Porque as Cidades muito antigas de Portugal as casas eram pintada de Azul e Branco, como Parati, Paranágua e etcs....?

Era as cores de Portugal.
Portugal tem Egrégora forte no Azul e Branco