A verdade de uma guerra de mentiras 8

Durante 4 anos as forças Bósnias com o apoio Croata que apesar de já ter a sua independência ofereceu ajuda militar contra os Sérvios. Ás nossas televisões e jornais só chegavam as mortes Bósnias, lembram-se de noticias de algum massacre de Sérvios? Apesar de o governo Sérvio tentar divulgar os acontecimentos, esses documentos eram recusados pelas nações Unidas sob o argumento de já terem os dados fornecidos pelos Croatas. Na verdade a mensagem Croata e Bósnia chegava a todo o mundo pois estes dois grupos controlavam as cidades com emissões televisivas internacionais, coisa que os Sérvios não tinham. Só o jornal Inglês The Guardian divulgava os massacres cometidos por Bósnios e Croatas e mesmo com um jornal deste gabarito a imprensa televisiva internacional não o noticiava.


Hoje é sabido que a maioria dos representantes das nações unidas mortos na Bósnia morreram em ataques Bósnios. É também sabido que o famoso ataque Sérvio a um hospital em Sarajevo foi encenado e que o General Francês que liderava as forças das nações unidas o mencionou num relatório que só foi divulgado depois do final da guerra em 2006. As forças Bósnias montaram um aparato televisivo junto do hospital, dispararam um morteiro contra posições Sérvias, arrumaram rapidamente todo o equipamento militar e começaram a filmar em directo, obviamente minutos depois chegou a resposta Sérvia e desta vez, na TV em directo estava provado um ataque Sérvio não provocado, a um hospital civil.


Com a chegada de uma força gigantesca internacional, essas tropas foram colocadas em zonas de risco, zonas quase exclusivamente Bósnias, que mais tarde se veio a saber que os habitantes Sérvios tinha sido expulsos ou mortos imediatamente antes da chegada das forças internacionais. Em poucos dias aprendi as diferenças entre nomes Bósnios e Sérvios e nos parques, jardins e até campos de futebol transformados em cemitérios, os nomes eram tanto Sérvios como Bósnios... as tais vitimas Bósnias dos alegados massacres afinal eram também sérvios. Assim é fácil, ao mencionar números em vez de nomes!


Hoje está também provado que o famoso ataque ao mercado de Sarajevo não foi causado por bombardeamento Sérvio mas sim por bombas Bósnias. Um bombardeamento de artilharia causa danos em todo o corpo e neste caso os ferimentos eram da cintura para baixo causados por bombas ao nível do solo. Este ataque foi filmado pela televisão Bósnia e enviado para todo o mundo em poucos minutos. Testemunhas sobreviventes afirmam que havia jornalistas em vários locais estratégicos e assim que se deram as explosões eles estavam já a filmar. Este foi um de mais de uma dezena de ataques do género.
Tendo em conta que os Sérvios, isolados mundialmente, tinham pedido ao seu único aliado, a Rússia para intervir em seu nome de modo a conseguirem um cessar fogo, apenas 24 horas antes. É pena que estas investigações e testemunhos tenham surgido tantos anos depois. Mas mesmo com provas que davam os Bósnios como culpados os EUA sem permissão das Nações unidas deram inicio ao bombardeamento da Sérvia recebendo alvos fornecidos pelos Bósnios, tendo até atacado comboios de refugiados Sérvios que fugiam da Bósnia.


Os EUA acusaram o Europa de lentidão a intervir, e chamaram ao bombardeamento da Sérvia, "Bombardeamento humanitário", onde biliões em infraestruturas foram destruídos, dezenas de milhar de Sérvios mortos, na sua maioria civis.  "Bombardeamento humanitário", soa-me a matar para salvar, um termo hipócrita como "guerra santa"! Os Americano atacaram até um comboio de refugiados Sérvios que fugiam da Bósnia para a Sérvia, alegaram que eles seguiam em formação militar atrás de uma camião do exercito Sérvio. Ora, sim eles seguiam um camião militar, não um tanque e duvido que refugiados andem 2 a dois numa estrada em formação militar.


As Nações Unidas viram-se obrigadas a apoiar o massacre que os EUA tinham dado inicio. O único país a impor-se contra os EUA, União Europeia e a NATO, foi a China que em 1999 apelou ao fim dos ataques internacionais à Servia e enviando apoio alimentar e médico para a sua população furando o embargo internacional, e foi pouco tempo depois em Maio que os EUA bombardearam a embaixada Chinesa em Belgrado com 6 bombas matando 3 pessoas. Este acto foi desculpado como um erro após a China ter proclamado a famosa frase "Os EUA não são o único país do mundo com arsenal nuclear", no final de 1999 as nações unidas indemnizaram a China, as famílias das vitimas e o Estado Sérvio terminando os ataques e melhorando as relações internacionais com a potencia asiática.

Hoje os EUA admitem o erro, mas nenhum pedido de desculpas foi emitido ao povo Sérvio que ainda hoje são vistos como os monstros daquela guerra.

(continua)

2 Comentários:

  lunatiK

terça-feira, fevereiro 23, 2010 10:59:00 da manhã

Viva
Quanto mais leio mais revolta sinto porque na realidade se algum dia, por alguma razão, nos quiserem fazer o mesmo nada podemos fazer senão tentar divulgar as coisas ao mundo tal como elas são.
Cumps.

  Marsília

terça-feira, fevereiro 23, 2010 8:41:00 da tarde

Confesso que faço parte daqueles que viam os Sérvios como os maus da fita. é espantoso até que ponto vai a manipulação, como é tão facil transformarem de tal forma a verdade e levarem toda a gente a acreditar nesta brutal mentira.
Nunca me questionei, acho que na altura toda esta guerra me passou ao lado, como um acontecimento num pais qualquer, mais uma guerra... em que inocentes morriam, como em todas as outras.
O tempo passa e fui apreendendo, a questionar, a duvidar. é dificil encontrar a verdade nos dias que correm... mas podemos sempre procura-la.