Realmente importante!


Finalmente temos algo de verdadeiramente importante com que nos preocupar. Que se lixe que tudo aumentou, que se lixe que a gasolina vá atingir os 3€ por litro num futuro próximo. Não importa os baixos ordenados a falta de emprego, a má segurança social. Não interessa a ninguém que tem 30 anos, muito provavelmente não terá reforma. Que importância tem que o nosso Primeiro-Ministro que nos proibiu de fumar em locais fechados, fume num avião, violando a sua própria lei? Estes não são motivos para revolta popular, tudo isto se ignora pois não influencia em nada o nosso dia-a-dia.

O que importa realmente é se o grupo de betinhos que ganham fortunas, ganham ou não a outros betinhos que ganham fortunas idênticas. Isso sim é importante.

Portugal bateu a Turquia por 2-0. No lugar dos Tugas dizerem "não fizeram mais do que a sua obrigação", não. O Tuga afoga-se em cerveja, entra no carro mesmo com a gasolina ao preço que está e vai conduzir em direcção a engarrafamentos que odeia no seu dia-a-dia, mas que ama, nestas "revoltas" populares. No dia seguinte vai trabalhar de ressaca, dando um rendimento ainda inferior ao seu normal, isto se for trabalhar, pois a ressaca é uma desculpa para tirar o dia.

Uma vitória num jogo, causa maiores demonstrações de alegria que o 25 de Abril de 1974.
Uma vitória já cá canta, com esta vitória a nossa vida será totalmente diferente, pelo menos até ao próximo jogo.

Se Portugal for campeão da Europa, isso será como se todos os nossos problemas fossem resolvidos, já estou a ver a equipa a ser recebida como heróis, adorados como Deuses. Se este grupo voltasse depois de acabar com a fome em África, não estaria ninguém no aeroporto para os receber e se lá estivesse alguém, seria para pedir dinheiro emprestado.

Gosto de ver futebol, gosto de ver Portugal a ganhar, mas fico parvo com a maneira como o povo se manifesta. O futebol é até capaz de colocar um "macho man" a abraçar-se e até beijar um outro "macho man". O futebol, torna-nos idiotas por uns momentos. O maior problema é que são momentos eternos. Em 2004 foi o Euro, em 2006 o Mundial, em 2008 o Euro, em 2010 será o mundial. Estes intervalos de 2 anos, servem para descansar, pois mais nada importa.

O homem é um caso perdido (regra geral), pois além disto tem o campeonato nacional, que o faz esquecer todos os problemas económicos que são secundários.
A mulher é um ser estranho, liga pouco ou nada ao futebol durante o ano, mas quando chegam os Euros e Mundiais, gritam mais alto que os homens, sofrem tanto ou mais, mesmo quando gritam "Penalti" numa falta a meio campo ou "fora de jogo" quando a bola sai de campo.

Agora venham os Suiços e os Checos, "até os comemos" ou "quem vier morre", como se o jogo decidisse a nossa soberania como país.

Levanto-me quando começa o hino nacional, vibro com os golos, sofro durante o jogo, aplaudo a vitória, mas troco de t-shirt, arrumo a bandeira e volto à minha vida. Pois o futebol deveria ser um passatempo e não um vicio. Deveria ser como um anti-depressivo e não como a cocaína.

Portugal venceu um jogo, fizeram o seu trabalho, na manha seguinte temos de fazer o nosso, que apesar de não ser tão giro, é bem mais importante e realmente muda algo!

46 Comentários:

  afectado

segunda-feira, junho 09, 2008 3:50:00 da manhã

Bem, eu vibro com a selecção mas não vou para a rua festejar. Talvez fosse, se a vitória nos desse o campeonato da europa, mas mesmo assim não tenho a certeza.

Aprecio bastante estas competições de selecções, bem mais que as de equipas. Talvez por serem menos frequentes. Gosto de acompanhar os jogos que vão dando estes dias, mas se der deu, se não der que se foda...

Abraço.

PS: Quando dá o hino, eu não me ponho de pé.

  ceptic

segunda-feira, junho 09, 2008 4:19:00 da manhã

eh! olha o exagero!LOL
"...mulher é um ser estranho, liga pouco ou nada ao futebol durante o ano..."

  Amsilva

segunda-feira, junho 09, 2008 4:23:00 da manhã

Viva o futebol, e de quem dele faz vida!!
já seja ganhando a vida com ele, ou desgraçando-a com o que gastam com ele.
Pessoalmente nem aprecio, excepto o de rua ou como máximo os torneios regionais, onde ainda se nota o amor á camisola, ou pelo menos o estar atento a algum olheiro!

  Pax

segunda-feira, junho 09, 2008 11:18:00 da manhã

Pois é!
Um jogo de futebol é como uma ida à missa:
A beata pratica o bem enquanto ela decorre e o português é feliz enquanto está a ganhar.
:)

  Foi Bom

segunda-feira, junho 09, 2008 11:38:00 da manhã

Nao substimes as mulheres, elas conhecem as regras muito bem. Mas para alem disso tudo que referiste, acho muito mais grave as constantes pontes e pontinhas praticadas pelos tugas, que os festejos futebolisticos no meio da rua!

  PsYcHo_MiNd

segunda-feira, junho 09, 2008 1:33:00 da tarde

Quando deu o hino coloquei-me de pé, estava num jantar com mais 50 pessoas, nesse momento com o olhar todos me chamaram estúpido, depois do jogo quando foram festejar (gastar gasolina) chamei-lhes eu mas com todas as letras!

  ONDINHAS

segunda-feira, junho 09, 2008 4:05:00 da tarde

heh! a malta aqui do interior, e falo pela minha cidade, festejou a victória...andando a pé!
De cachecol e bandeira, com gritos e vivas, não houve pópós nem buzinadelas.

  Afrika

segunda-feira, junho 09, 2008 7:19:00 da tarde

Sabes foi estranho ter assistido pela primeira vez a um jogo de Portugal, fora de Portugal!
E embora tenha gostado de assistir ao jogo e goste muito de ver Portugal a jogar eu e as minhas amigas tavamos mas era a "avaliar" os jogadores tanto da nossa selecção como da equipa contraria :P

  A Grafonola

segunda-feira, junho 09, 2008 7:29:00 da tarde

Engraçada a euforia extrema com um jogo que foi apenas o primeiro...no entanto, foi festejado como se de uma final se tratasse!

Engraçado que os postes de hoje vão todos bater nesta mesma tecla =D.

Não sou hipócrita, vibrei com os golos, com a selecção e com o pretexto de ir para casa dos meus pais ver o jogo com comidinha caseira! Mas, pô, foi só o primeiro...é verdade, que irra que o raio da barra parecia um iman, mas tb é verdade que foi só o primeiro jogo.

Num país em que a merda é muita, precisam-se de heróis. E os heróis de hoje são os futebolistas...

  vita

segunda-feira, junho 09, 2008 8:29:00 da tarde

Por acaso concordo com a "analogia" que fizeste sobre o assunto..e também gosto e vibro com os jogos..mas acho excessivo a maneira como o país reage a cada vitoria.;)
Enfim..é o que temos

  Kitty

segunda-feira, junho 09, 2008 8:46:00 da tarde

Deviamos era todos ganhar tanto como eles. Cambada de otários que não sabem fazer nada (desculpem mas nao considero saber jogar futebol como saber fazer alguma coisa...). Dinheiro mal empregado, ah alguma necessidade de ganharem balúrdios? Dass eu acho que não!

Eu até gosto que Portugal ganhe mas no resto do tempo não há ninguém que fale bem do país, quando é futebol, é logo o maior....Santo povo enganado...

  Maria Manuela

terça-feira, junho 10, 2008 1:19:00 da manhã

Ai Crest isto está cada vez mais parecido com a América Latina.


Não há por aí um cantinho na Alemanha para mim ????

bjo

  FATifer

terça-feira, junho 10, 2008 11:59:00 da manhã

Caro Crest,

Admirável a tua lucidez e sentido prático, se todos sentissem a tua frase final:

“Portugal venceu um jogo, fizeram o seu trabalho, na manha seguinte temos de fazer o nosso, que apesar de não ser tão giro, é bem mais importante e realmente muda algo!”

A sociedade, todas as sociedades seriam perfeitas, porque todos sabíamos que éramos uma peça importante da engrenagem que sem nós não funcionava!

Quem sou eu para te dar lições mas como já viste muito melhor que eu, talvez, o mundo não é assim… muitos vivem vidas de m#$%& sem terem a força ou vontade de as mudar e precisam de se esquecer disso… aí entra, actualmente, o desporto mas a ideia já vem do tempo dos romanos (se virmos bem todas as sociedades/culturas/civilizações tiveram a sua forma de materializar o que os romanos queria dizer com) “pão e circo”, pão e circo e tudo continua a andar…

“Uma vitória num jogo, causa maiores demonstrações de alegria que o 25 de Abril de 1974.”

Aqui parece-me que exageraste um bocadinho (muito!). Eu não estava cá (neste mundo) em 1974 mas só vejo uma forma de teres razão, seria pensar que na vitória de Portugal todos mas todos os Portugueses estariam felizes e nas ruas a manifestar-se… não me parece…

“…como se o jogo decidisse a nossa soberania como país.”

Pois não decide mas não podes ignorar que é uma forma de afirmação no mundo actual… só assim entendo as demonstrações que temos assistido por parte dos imigrantes. A selecção ganhar é uma forma de eles se afirmarem pois nem todos se conseguem afirmar como tu, pelo teu trabalho!

“Levanto-me quando começa o hino nacional, vibro com os golos, sofro durante o jogo, aplaudo a vitória, mas troco de t-shirt, arrumo a bandeira e volto à minha vida. Pois o futebol deveria ser um passatempo e não um vicio. Deveria ser como um anti-depressivo e não como a cocaína.”

Não posso estar mais de acordo pois também sou assim.

Até ao próximo jogo, PORTUGAL!!!

FATifer

  turbolenta

terça-feira, junho 10, 2008 4:51:00 da tarde

É.
Agora com o Europeu nada mais além dele faz sentido.
Tudo se esqueceu.Não há fome.Não há guerra.Não há pedofilia.Não há criminosos.Não há aumentos de nenhuma ordem.
Tudo é bonito. Tudo é bandeira na janela.Tudo é encarnado e verde.Tudo é futebol.
Esquece-se tudo em perseguição do sonho da vitória.
Para quê tanta euforia?
Por norma não gosto de futebol.Horroriza-me o antagonismo entre os clubes e os adeptos.A violência dentro e fora dos campos.
Mas nesta altura ,confesso, que também sou bem capaz de me sentar e ver um jogo.
Afinal, dou comigo a torcer pela nossa selecção.
Mas bolas!
Daí até deixar tudo para os seguir, gritar, embandeirar as janelas,e achar que de momento a nossa vida gira em volta de uma bola...
Isso não!
E por vezes até penso que quanto maior é o incentivo mais pequeno o resultado.
Não quero ser muito descrente.
A ver vamos!

  anatcat

quarta-feira, junho 11, 2008 3:03:00 da tarde

Então e tem a t-shirt e a bandeira preparada para hoje ver Portugal-República Checa?

Eu provavelmente vou estar a trabalhar :|

bjs

p.s.: e cachecol? não tens? :D

  Afrodite

quarta-feira, junho 11, 2008 3:44:00 da tarde

Eu estava num casamento no dia do jogo, achei estupidamente incrivel que o jogo se tenha tornado a principal atracção. Os noivos? Esses tiveram de esperar que o jogo acabasse para que começassem a bater (estupidamente e pirosamente) os talheres nos pratos e copos para o beijinho. Entretanto, estamos sentados à mesa e o hino ecoa pela sala, levantam-se todos e começam a entoar qualquer coisa. Duvido que saibam a letra mas ok...mantive-me sentada. Não me levanto para cantar o hino por causa de uma merda de um jogo que não nos acrescenta nada de positivo. Levantar-me-ia sim se aparecessem a dizer, nas noticias: "português descobre cura para o cancro"...uiii seria a primeira a levantar-me e a cantar alegremente o nosso bonito hino...mas pelo futebol??? Ridiculo!
Calhei numa mesa de jet8, advogados e economistas...pois o Xõr Bernardo ao meu lado, com pronúncia de Cascais "ai sei lá", antes do jogo rezou, fechou os olhos, juntou as mãozinhas e rezou. Eu desatei-me a rir e pensei FODA-SE...como é possível???
Eu sou daquelas que não vê futebol nem antes nem durante nem depois de Euros ou Mundiais. Por mim acabavam-se os estádios e construiam-se hospitais...por mim o futebol passava a uma distracção após trabalhito para quem joga e não uma profissão tão bem paga.
Eu bem tento mudar o mundo mas por vezes é o mundo que me muda a mim, neste caso, recuso-me a mudar...não vejo e não participo na alegria popular a cada golo. Tanta coisa que merecia mais destaque e empenho...tanta mas tanta mesmo...que me enoja este "show di bola" todo.

Abreijinhos e desculpa lá o desabafo.

  Afrodite

quarta-feira, junho 11, 2008 3:50:00 da tarde

Ahhh para não falar no uso da bandeira abusivamente. É vê-la pendurada em todo o lado, a falta de respeito que a mim me transmite é brutal. Há regras para o uso da bandeira, há até horas para a hastear e como o fazer. Somos portugueses mas só para a festa...faz-me lembrar os brasileiros com o seu carnaval. Nós temos o futebol, até podemos nem ter dinheiro para comer mas para comprar o bilhetezinho para a Suiça já se arranja. Somos uns futebolistas carnavalescos...é triste!

Abreijos

  Zaka

quinta-feira, junho 12, 2008 2:08:00 da tarde

O que eu achei mais "bonito" foi ver a forma como foram todos festejar para o Marquês de Pombal, como se já fôssemos campeões europeus!
Sinceramente, eu sou das que acho que eles não fazem mais do que a sua obrigação!
E sou das que vejo os jogos, festejo os golos, enervo-me com as asneiras deles e digo "n" caralhadas, mas que depois do apito final, regresso à minha vidinha de sempre.
E acho ridícula a importância desmedida que se atribuí ao futebol!

  A Grafonola

quinta-feira, junho 12, 2008 9:13:00 da tarde

Mas já não respondes ao pessoal, crest?...é preciso picar-te???? desconcordar contigo??? Bora cá páh, nem que para dizeres que desconcordar não existe... :-p

Eu pico-te!!! Eu desconcordo!! =D

  Kátia

domingo, junho 15, 2008 9:19:00 da manhã

Muitíssimo bom esse seu desabafo!
As pessoas ficam hipnotizadas,esquecem que a vida segue seu rumo natural e que enquanto os torcedoress ficam de ressaca,deixam de trabalhar,ficam roucos ou até enfartam por não aguentarem tanta perseguição do juiz em campo.Eles ganham fortunas,que nós simples mortais apenas sonhamos ganhar--coisa que numa partida dessas daria para nos sustentar um ano ou mais--

Eu adoro futebol e não sou "um ser estranho" como disse.Eu torço pelo meu timão o (Vitória)conheço as regras,vou ao estádio e tudo.Sou a mulher que todo homem queria--loooool---

Mas,uma coisa é certa.Os brasileiros esquecem da vida quando fala em futebol.Amanhã é dia Brasil X Paraguai--e aí a polícia rodoviária tá em greve(e aumentaram o fluxo de viajantes por causa das festas joaninas e haja acidentes e ninguém a patrulhar os excessos).Também em greve os correios e ouvi falar em greve de transporte público.E quem liga?Amanhã tem jogo!

Portugal e Brasil países irmãos e cada vez mais parecidos.Na política,no esporte, na educação,tá tudo igual.

Lamentável!

Bom domingo Crest!

  Kátia

domingo, junho 15, 2008 9:21:00 da manhã

Esse "amanhã" que falo já é hoje.Eu que cheguei há pouco da rua e estou navegando na madrugada.Lol
;)
Vou me desdobrar para ver PT e BR,os horários são encostadinhos.
Beijo!

  tanokas

quarta-feira, junho 18, 2008 1:21:00 da manhã

absolutamente fantastico =) adoros os teus textos e concordo ktg... que me perdoem mas neste ultimo jogo que jogamos a feijoes tava a torcer para que potugal perdesse ver se acalma os animos.. bejinhos

  Crestfallen

quarta-feira, junho 18, 2008 3:11:00 da manhã

afectado:

Apoiar a seleccao é uma coisa, fazer figura de tolo na rua é outra :P

  Crestfallen

quarta-feira, junho 18, 2008 3:12:00 da manhã

ceptic:

"eh! olha o exagero!LOL
"...mulher é um ser estranho, liga pouco ou nada ao futebol durante o ano...""

Regra geral, nao liga. A maioria das mulheres se puder ir à compras nao escolhe ficar a ver o Benfica vs Baixa da Banheira.

  Crestfallen

quarta-feira, junho 18, 2008 3:13:00 da manhã

Amsilva:

"Pessoalmente nem aprecio, excepto o de rua ou como máximo os torneios regionais, onde ainda se nota o amor á camisola, ou pelo menos o estar atento a algum olheiro!"

Aí sim o amor é tanto à camisola que as claques fodem o arbitro à porrada e a claque adversária :P

  Crestfallen

quarta-feira, junho 18, 2008 3:16:00 da manhã

Pax:

"A beata pratica o bem enquanto ela decorre e o português é feliz enquanto está a ganhar."

Sim, o Scolari quando chegou, era uma merda por nao ser Portugues, levou-nos à final do Euro 2004 e passou a ser o maior, no mudial o Scolari passou a ser Deus, depois na qualificacao para este Euro, já era uma merda novamente. Agora que se vai embora, anda tudo a chorar pelos cantos...

  Crestfallen

quarta-feira, junho 18, 2008 3:17:00 da manhã

Foi Bom:

"Mas para alem disso tudo que referiste, acho muito mais grave as constantes pontes e pontinhas praticadas pelos tugas, que os festejos futebolisticos no meio da rua!"

É tudo igual, um ou outro é festa e o que o tuga quer é festa.

  Crestfallen

quarta-feira, junho 18, 2008 3:17:00 da manhã

PsYcHo_MiNd:

"Quando deu o hino coloquei-me de pé, estava num jantar com mais 50 pessoas, nesse momento com o olhar todos me chamaram estúpido, depois do jogo quando foram festejar (gastar gasolina) chamei-lhes eu mas com todas as letras!"

Um bom exemplo.

  Crestfallen

quarta-feira, junho 18, 2008 3:18:00 da manhã

ONDINHAS:

"heh! a malta aqui do interior, e falo pela minha cidade, festejou a victória...andando a pé!
De cachecol e bandeira, com gritos e vivas, não houve pópós nem buzinadelas."

A pé, é menos mal, mas continuo sem perceber os gritos e os vivas...

  Crestfallen

quarta-feira, junho 18, 2008 3:20:00 da manhã

Afrika:

"E embora tenha gostado de assistir ao jogo e goste muito de ver Portugal a jogar eu e as minhas amigas tavamos mas era a "avaliar" os jogadores tanto da nossa selecção como da equipa contraria :P"

Uma amiga minha Americana referiu-se ao futebol (jogado com os pés), como um desporto que os homens veem pela accao e as mulheres pelos calcoes...

  Crestfallen

quarta-feira, junho 18, 2008 3:21:00 da manhã

A Grafonola:

A malta quer é ir para rua fazer barulho, mesmo que a vitória tivesse sido contra os infantis da Macedónia!

  Crestfallen

quarta-feira, junho 18, 2008 3:22:00 da manhã

Vita:

"mas acho excessivo a maneira como o país reage a cada vitoria.;)"

É verdade, parece que é o momento mais feliz da nossa vida, o que demonstra a merda de vida que essas pessoas teem.

  Crestfallen

quarta-feira, junho 18, 2008 3:25:00 da manhã

Kitty:

"Eu até gosto que Portugal ganhe mas no resto do tempo não há ninguém que fale bem do país, quando é futebol, é logo o maior....Santo povo enganado..."

É o maior para os Portugueses, eu que acompanho a tv alema, suica e inglesa nao acho que digam lá muito bem da nossa seleccao. Antes pelo contrário. Respeitam a qualidade dos jogadores, mas consideram a seleccao Portuguesa, actores, mergulhadores e agressivos.

  Crestfallen

quarta-feira, junho 18, 2008 3:26:00 da manhã

Maria Manuela:

"Ai Crest isto está cada vez mais parecido com a América Latina."

Porra, assim tao mal? Bem se estiver como Copa Cabana, vou já para aí!

  Crestfallen

quarta-feira, junho 18, 2008 3:29:00 da manhã

FATifer:

"Aqui parece-me que exageraste um bocadinho (muito!). Eu não estava cá (neste mundo) em 1974 mas só vejo uma forma de teres razão, seria pensar que na vitória de Portugal todos mas todos os Portugueses estariam felizes e nas ruas a manifestar-se… não me parece…"

Por acaso nao acho que exagerei, os relatos históricos do 25 de Abril nao mencionam mares de gente na rua com gritos nacionalistas. Portugal ao vencer um jogo, deixa qualquer Portugues alegre, o 25 de Abril deixou só uma maioria.

  Crestfallen

quarta-feira, junho 18, 2008 3:31:00 da manhã

turbolenta:

"Tudo se esqueceu.Não há fome.Não há guerra.Não há pedofilia.Não há criminosos.Não há aumentos de nenhuma ordem."

Nada, o crime parou, tudo parou para ver o Euro. Lá no Tibete, tibetianos e chineses está tudo a ver o Euros e só voltam a andar à porrada depois da final.

  Crestfallen

quarta-feira, junho 18, 2008 3:32:00 da manhã

anatcat:

"Então e tem a t-shirt e a bandeira preparada para hoje ver Portugal-República Checa?"

Está sempre tudo preparado :P

"p.s.: e cachecol? não tens?"

Desculpa lá, mas eu vivo em Hamburgo, cachecol só durante os nossos 10 meses de inverno. Agora deixa-me lá apreciar estes 27 gaus :D

  Crestfallen

quarta-feira, junho 18, 2008 3:37:00 da manhã

Afrodite:

"Eu estava num casamento no dia do jogo, achei estupidamente incrivel que o jogo se tenha tornado a principal atracção. Os noivos?"

Se eu fosse o noivo, desligaria a tv. Aliás no meu utópico casamento, uma tv seria impensável. Quem nao gostasse que fosse para casa ver o jogo, seria menos um a comer.

Isso sim, gostaria de ver, um tuga a ter de escolher entre uma refeicao grátis e um jogo de futebol!

"Não me levanto para cantar o hino por causa de uma merda de um jogo"

Levanto-me por respeito ao hino e ao que ele representa e nada tem a ver com a ocasiao em que é tocado.

"pois o Xõr Bernardo ao meu lado, com pronúncia de Cascais "ai sei lá", antes do jogo rezou, fechou os olhos, juntou as mãozinhas e rezou. "

Futebol, Fado e Fátima!

  Crestfallen

quarta-feira, junho 18, 2008 3:39:00 da manhã

Zaka:

"E sou das que vejo os jogos, festejo os golos, enervo-me com as asneiras deles e digo "n" caralhadas, mas que depois do apito final, regresso à minha vidinha de sempre."

Exacto, essa caralhadas servem para combater o stress, depois do jogo devemos retomar a nossa vida.

  Crestfallen

quarta-feira, junho 18, 2008 3:40:00 da manhã

A Grafonola:

"Mas já não respondes ao pessoal, crest?...é preciso picar-te???? desconcordar contigo??? Bora cá páh, nem que para dizeres que desconcordar não existe... :-p"

Dá-me uma semana para voltar à normalidade, a minha concentracao anda a ser usada e abusada num projecto e fico estafado mentalmente ao fim do dia. Estou mesmo a terminar :P

  Crestfallen

quarta-feira, junho 18, 2008 3:44:00 da manhã

Kátia:

"ou até enfartam por não aguentarem tanta perseguição do juiz em campo."

É verdade, lol.

"Eu torço pelo meu timão o (Vitória)conheço as regras,vou ao estádio e tudo.Sou a mulher que todo homem queria--loooool---"


Ahaha, nem todo, nem todo. Eu vou ao estádio ver futebol tal como vou ao ring ver hockey no gelo, simplesmente para fazer uma noite diferente.

"Também em greve os correios e ouvi falar em greve de transporte público.E quem liga?Amanhã tem jogo!"

Entao, as greves sao para poder ver o jogo :P

  Crestfallen

quarta-feira, junho 18, 2008 3:45:00 da manhã

tanokas:

Achei "interessante" a derrota com a Suica, após ter visto o Scolari e o treinador Suico a sairem juntos de um restaurante, na noite anterior...

  A Grafonola

quinta-feira, junho 19, 2008 3:52:00 da tarde

Esse projecto envolve saias?

  Crestfallen

sexta-feira, junho 20, 2008 1:26:00 da manhã

A Grafonola:

"Esse projecto envolve saias?"

Nao, isso é um hobby, nada que eu leve de forma séria! Um projecto é algo em que me entrego totalmente!

  serhumano

sexta-feira, junho 20, 2008 9:05:00 da manhã

a minha namorada conheçe melhor os jogadores da seleçao que eu... liga mais ao futebol que eu... nao gosto de desportos muito violentos... gosto mais de kickboxe...

Eu entendo que nos breves instantes que se comemora a alegria de uma vitoria, deixamos de pensar nas merdas que nos chateiam todos os dias...

Gostava que vissem um video que recebi de Timor Leste. A festa que eles fizeram com a nossa vitoria contra a Republica Checa em frente ao quartel da gnr. Acho que tavam mais felizes que os gnr´s... :)

  Crestfallen

sábado, junho 21, 2008 3:03:00 da manhã

serhumano:

"Eu entendo que nos breves instantes que se comemora a alegria de uma vitoria, deixamos de pensar nas merdas que nos chateiam todos os dias..."

Sim, mas manifestam-se pelo futebol e lamentam-se naquilo que é realmente importante.

"Gostava que vissem um video que recebi de Timor Leste. A festa que eles fizeram com a nossa vitoria contra a Republica Checa em frente ao quartel da gnr. Acho que tavam mais felizes que os gnr´s... :)"

Se esse militares forem da Forca Aeria, nao percebo os festejos, pois os GNR recebem pagamentos a tempo e horas a Forca Aeria nao tem dinheiro para pagar aos soldados no estrangeiro.