Drive in!


Os "Drive ln" sempre me fizeram confusão. Por mais do que uma vez, em dias menos bons, me deu vontade de seguir o letreiro "Drive ln" literalmente e estacionar o carro dentro do MacDonald´s.
Nunca tentei descobrir o motivo de se chamar "Drive ln", ao acto de pedir comida sem sair do carro, mas esta semana alguém puxou o assunto.

Uma amiga Americana perguntou-me:

Amiga: Porque é que vossos "Drive ln" se chamam "Drive ln"?
Crest: Sei lá, a culpa é vossa, foram vocês que inventaram isso.
Amiga: Não, nós temos os "Drive through", os "drive in" são cinemas ao ar livre.
Crest: A sério? Drive through?
Amiga: Sim, se fossem drive in, haveria alguém a entrar lá dentro com o carro!
Crest: Então, mas sendo assim faziam 1 buraco na parede, como "drive through" fazem 2, um ao entrar, outro ao sair.
Amiga: Sim... mas... (silencio)

Sim, "Drive in" implicaria entrar com o carro dentro do estabelecimento comercial. "Drive though" é para evitar confusões mas ainda me confunde mais pois significa conduzir "através".

Crest: Porque não lhe chamam "Drive by", assim é de passagem é ao lado, sem danos materiais.
Amiga: Porque os gangs poderiam interpretar mal e começar aos tiros.

Americanos... Desisto!


Nota: Escrevo "Drive Through" por ser a forma correcta, apesar de os Americanos simplificarem o Inglês para "Drive Thru".

23 Comentários:

  Erotic Spirit

terça-feira, junho 17, 2008 2:00:00 da manhã

lol lol u drive thru the designated corridor, drive by implies no stopping - just slow pace driving, and you do stop at least twice - once to order and once more to pick up.
But don't pick on us, my jaw fell to the floor when years ago I visited Portugal and people were parking ... or parquear (I think) their cars - not "estacionar" AND I don't think there was never a language agreement between the British and the Americans - so we write it and say it whichever way we want it but at least we don't force it down anyone's throats lol

  PsYcHo_MiNd

terça-feira, junho 17, 2008 2:42:00 da manhã

Talvez ser 'drive by' e correr-se o risco de ser confundido não fizesse assim muito mal!

  Crestfallen

terça-feira, junho 17, 2008 3:51:00 da manhã

Erotic Spirit:

"But don't pick on us, my jaw fell to the floor when years ago I visited Portugal and people were parking ... or parquear (I think) their cars - not "estacionar""

Estacionar, aparcar and parquear are all synonyms, they mean exactly the same.

"AND I don't think there was never a language agreement between the British and the Americans - so we write it and say it whichever way we want it but at least we don't force it down anyone's throats"

True, there isn´t any agreement, but when i refer to English i mean the English from England, changes in the American English cannot be considered English, just has i don´t consider the Portuguese from Brazil, Portuguese, but Portuguese from Brazil!

I would like to add, that i had American teachers while studying English and they never said anything about "thru" as they never talked about "nite" a also common derivation from "night".

  Crestfallen

terça-feira, junho 17, 2008 3:52:00 da manhã

PsYcHo_MiNd:

"Talvez ser 'drive by' e correr-se o risco de ser confundido não fizesse assim muito mal!"

Concordo :P

  ONDINHAS

terça-feira, junho 17, 2008 11:10:00 da manhã

eheh!!nós e os estrangeirismos!

  anatcat

terça-feira, junho 17, 2008 12:40:00 da tarde

hum...

drive strait????

:D

  vincent vega

quarta-feira, junho 18, 2008 1:11:00 da manhã

americanos:
absolutamente estupidos - 70%
absolutamente inteligentes e inovadores - 25%
dentro da normalidade - 5%

  tanokas

quarta-feira, junho 18, 2008 1:19:00 da manhã

gde aulinha ==)

  Crestfallen

quarta-feira, junho 18, 2008 4:14:00 da manhã

ONDINHAS:

Nao sei se gosto de implicar ou se eles gostam que impliquem com eles...

  Crestfallen

quarta-feira, junho 18, 2008 4:15:00 da manhã

anatcat:

"drive strait????"


Nao serve, na minha cidade em Portugal o Drive in é em volta do Macdonald´s, portanto "drive straight" implicaria ir a direito.

  Crestfallen

quarta-feira, junho 18, 2008 4:16:00 da manhã

vincent vega:

americanos:
absolutamente estupidos - 70%
absolutamente inteligentes e inovadores - 25%
dentro da normalidade - 5%


30% nao é mau, acho que a nossa média nao é muito diferente :P

  Crestfallen

quarta-feira, junho 18, 2008 4:16:00 da manhã

tanokas:

Thanks

  vita

quarta-feira, junho 18, 2008 3:27:00 da tarde

Porque não chamamos simplesmente ir buscar um hamburguer de carro..loool

Eh eh..;)

  Crestfallen

quarta-feira, junho 18, 2008 3:56:00 da tarde

vita:

"Porque não chamamos simplesmente ir buscar um hamburguer de carro..loool"


Olha eu vou alí ao "ir buscar um hamburguer de carro", queres que te traga alguma coisa?

... acho que nao soa bem...

  Francisco Norega

quarta-feira, junho 18, 2008 6:04:00 da tarde

LLLOOOOOOOLLL

  Kátia

quinta-feira, junho 19, 2008 1:29:00 da manhã

Muito boa observação!E ainda querem imitar os "Americanos" em tudo ou quase tudo!E como vês,existem coisas completamente sem nexo por lá.

Algumas observações quero fazer:

1-Vamos consertar a nomenclatura?Ao invés de "Americanos",por que não trocar por "Norte-Americanos"?E por que fazê-lo?Ora,observe:

americanos:
absolutamente estupidos - 70%
absolutamente inteligentes e inovadores - 25%
dentro da normalidade - 5%}

Assim fica um pouco difícil!!!
Devo lembrar que o Brasil está localizado nas Américas,o que me faz uma "Americana" também.E ainda no Sul das Américas, e portanto sou uma Sul-Americana.
Ou será que alguém gostaria que falassem mal de um "Europeu" sendo você um?

2-"...changes in the American English cannot be considered English, just has i don´t consider the Portuguese from Brazil, Portuguese, but Portuguese from Brazil!"

Que preconceito hein!Pode não ser igual,mas a madre é a mesma.Que coisa!Já pensou se todos os irmãos tivessem a mesma cara???Mas,por não ter,não significam que não são irmãos.
Angola,Cabo Verde,Macau,Timor Leste,Brasil...todos falamos português e o fato de termos diferenças,não significa que distorcemos a língua ou assim.Afinal,nem mesmo em Portugal--assim como aqui--fala-se igual! Em Lisboa fala-se português de um jeito,No Porto de outro,em Coimbra de outro e por aí vai!E não é isso que se constitui a cultura?Na diversidade?Nas variações dialetais?

Ora,ora por favor!
E passe bem!

:P

  Crestfallen

quinta-feira, junho 19, 2008 2:06:00 da manhã

Kátia:

"1-Vamos consertar a nomenclatura?Ao invés de "Americanos",por que não trocar por "Norte-Americanos"?"

É uma observacao correcta. O termo "Americanos" foi usado incorrectamente, mas usar "Norte Americanos" seria igualmente injusto, pois os Candianos sao norte americanos. O correcto seria dizer "Estados Unidicences" ou algo de parecido.

"2-"...changes in the American English cannot be considered English, just has i don´t consider the Portuguese from Brazil, Portuguese, but Portuguese from Brazil!"

Que preconceito hein!Pode não ser igual,mas a madre é a mesma.Que coisa!Já pensou se todos os irmãos tivessem a mesma cara???Mas,por não ter,não significam que não são irmãos.
Angola,Cabo Verde,Macau,Timor Leste,Brasil...todos falamos português e o fato de termos diferenças,não significa que distorcemos a língua ou assim.Afinal,nem mesmo em Portugal--assim como aqui--fala-se igual! Em Lisboa fala-se português de um jeito,No Porto de outro,em Coimbra de outro e por aí vai!E não é isso que se constitui a cultura?Na diversidade?Nas variações dialetais?"

Ora bem, aqui está um tema interessante. Na verdade os irmãos sao parecidos mas pessoas diferentes. Eu sou apologista de diferenciar as coisas.

O Português vem do Latim, mas não é Latim. O Português falado no Brasil tem diferenças que não se podem comparar às diferenças entre o português falado em Lisboa e Porto, visto que sao sotaques mas usam as mesmas regras gramaticais.

O Português do Brasil tem gramática própria, tem detalhes que em em Português de Portugal seriam erro, mas que respeitam as regras gramaticais Brasileiras. Cada vez mais, todos os PALOP se destacam nas diferenças para com a língua mãe, da mesma maneira que o Português de afastou do Latim.

Eu sou um defensor da teoria que não vale a pena fazer acordos para manter a língua, o Português do Brasil bem como o Português de África um dia serão línguas próprias, com origem no Português.

O meu comentário não é discriminatório, acho que mais tarde ou mais cedo a língua oficial do Brasil, será o Brasileiro, vocês teem gramática própria, diferente da nossa, só falta mesmo declarar o Brasileiro como língua.

Sou contra os acordos ortográficos, por serem uma forma de atrasar o inevitável, que é a separação dos PALOPS do Português de Portugal. É um processo natural.

  A Grafonola

quinta-feira, junho 19, 2008 3:58:00 da tarde

Na percebi nada. Mas na faz mal.

  Crestfallen

sexta-feira, junho 20, 2008 1:29:00 da manhã

A grafonola:

Os "dive in" em Portugal e na Europa, chamam-se "drive through" nos EUA.

Drive in = conduz para dentro ou entra a conduzir.

Drive through = conduz através

Drive by = conduz de passagem, mas é também um termo usado pelo gansters que passam de carro aos tiros.

  Kátia

sexta-feira, junho 20, 2008 2:04:00 da manhã

Crest,

Concordo com Estado Unidences,fica mais justo.

"O Português falado no Brasil tem diferenças que não se podem comparar às diferenças entre o português falado em Lisboa e Porto, visto que sao sotaques mas usam as mesmas regras gramaticais."

Por aqui,ocorre o mesmo.As regras gramaticais são as mesmas,só mudam os sotaques.
Quanto ao acordo ortográfico também sou veementemente contra.Acho que cada país deve ficar com sua gramática normativa.

A trabalheira que vou ter por causa disso,você nem imagina!E não é só por isso...Mas,enfim achei sim discriminatórios os comentários tecidos,mas não irei me alongar em relação a isso.Nem por esse motivo me aborreci.
Comentei porque aqui é um espaço aberto, para fazer justamente isso:Discutir,opinar,aderir ou não as idéias ou questões aqui propostas.
:)

  A Grafonola

sexta-feira, junho 20, 2008 12:02:00 da tarde

Sim, isso eu percebi lol, mas na verdade não. Percebeste? ou tenho de desconversar mais?
Na ligues isto a ressaca do jogo de ontem...

  Crestfallen

sábado, junho 21, 2008 3:05:00 da manhã

Kátia:

É um espaço aberto sim, por isso estamos a discordar.

  Crestfallen

sábado, junho 21, 2008 3:06:00 da manhã

A Grafonola:

"Sim, isso eu percebi lol, mas na verdade não. Percebeste? ou tenho de desconversar mais?"

Quem não te percebe sou eu!