Big Brother!


A Alemanha está próximo de se tornar o primeiro estado Big Brother Europeu.

Todos pensávamos que seriam os Ingleses a se-lo, devido à elevada cameras nas ruas de Londres, mas a Alemanha deu um passo em frente, acabando com o anonimato online. Além de estarmos controlados em todos os locais públicos, já nao há anonimato na internet.

Foi aprovada uma nova lei que obriga todos os servidores de E-mails a identificarem os seus utilizadores, ou seja, ao criar um conta E-mail antes de ela ser activada, esse servidor terá de confirmar a identidade do utilizador, por carta enviada para casa.

A Google levou o caso aos tribunais e perdeu, acabando por retirar o Gmail do território Alemão. Utilizadores como eu, teem de se ligar às suas contas por meio de escapatórias temporárias, visto que a Google irá deixar de servir o território Alemão.

Esta lei vem na sequência de muitas outras como:

- IP´s fixos.
- Confirmação de identidade para Ebay.
- Confirmação de identidade para PayPal.
- Ilegalidade de publicação e difusão pública de pornografia.
- A criacao da Shufa. Que é uma base de dados pessoais, onde consta tudo o que possam imaginar, sobre os vossos bens, créditos e débitos, que pode ser consultada por qualquer empresa com que voces queiram fazer negócios, nem que seja a abertura de uma simples conta bancária. Ou até mesmo compras por catálogo.

Ninguém compra nada na Ebay ou paga algo pelo Paypal, sem que as autoridades saibam, quem, quando e o que foi comprado. Ninguém publica uma foto pornográfica sem ser detido.

Quando a Alemanha criou um departamento de Policia Criminal para internet, muitos se riram. Nos primeiros meses foram detidas mais 35,000 pessoas. O primeiro ataque foi:

- Downloads de filmes e pirataria. Neste caso foram passadas multas mas quem copiava para revenda, apanhou 3-5 anos de prisão.

Depois passaram a atacar:

- Burlas no site Ebay. Todos os meses alguém é detido, as penas teem sido pesadas. As últimas detencoes foram:
Um toxicodependente que vendia televisões plasma, recebia o dinheiro e não tinha televisões nenhumas e uma mulher que colocou o seu bebe à venda na Ebay.

Neste momento, estão a deter pessoas responsáveis por sites de pedofilia e a perseguir utilizadores de sites pornográficos, sob o pretexto que clicar "sim, tenho mais de 18 anos", não impede uma criança de aceder ao conteúdo dos mesmos.

O próximo alvo parecem ser os sites pessoais como os blogues, neste caso o primeiro alvo será o Blogspot que parece ser também da Google.

A principio fiquei do lado do Google, que quer continuar a poder dar às pessoas o direito ao anonimato, mas após ler o decreto lei Alemão, concordo com as medidas. O anonimato, serve para difundir pedofilia, terrorismo, etc. Sinto que estou a ficar sem privacidade, mas quem não deve teme.

A internet não nos dá privacidade nem anonimato. Por exemplo a 3,000 Km de Portugal em menos de 48h descobri, nome, morada, idade, profissão e numero de contribuinte do senhor responsável pelos dois blogues que plagiam o meu. Eu não sou policia, nem tenho 1/10 dos recursos deles. Nesse mesmo tempo a policia na Alemanha está não só a identificar mas também a deter. O processo está tão rápido que em menos de duas semanas a pessoa é identificada, detida, acusada, julgada e cumpre pena caso seja aplicada ou aplicável.

Acho engracado que em Portugal tenham bloqueado o acesso a um blogue e tenham sido incapazes de descubrir quem é o autor. Nao descubriram porque sao incapazes, ponto final. Burros. Bestas. Tanto quem processou o blogue, como o juíz que lhe deu razao. Atrazados mentais, que fazem com que Portugal pareca ainda mais terceiro mundista do que parece. Eu nao os estou a provocar nem ofender. Chamar idiota a um idiota é constatar um facto e se me quiserem bloquear, boa sorte. Nao teem jurísdicao sobre este blogue, por isso agarrem-se ao pau! E mesmo que pudessem, eu compraria um domínio e depois levavam com o pau!

Mas voltado ao tema:
Será um abuso por parte de um governo, ou o fim do abuso por parte dos utilizadores?

O Governo Alemão está a dizermos que, o que fazemos online, que sabe onde gastamos o dinheiro, que pode ouvir as nossas conversas telefónicas e que o nosso correio pessoal electrónico. Pelo menos criou leis e tornou-as publicas. Em muitos outros países eles fazem o mesmo de uma forma ilegal, pois nunca foram criadas leis para isso. Como exemplo, dou o caso das escutas telefónicas em Portugal.

Este é um dos casos em que mudei de opinião. Estava contra esta invasão de privacidade e neste momento concordo a 100% com ela. Quem não deve, não teme e sei que para o Governo Alemão me controlar, terá de ter diversas pessoas a ler os meus e-mails visto que diariamente comunico em 5 línguas.

Visto que o meu blogue será vigiado em breve pela policia criminal Alema, gostaria de acabar com uma mensagem para eles:

"Viel Glück, welches die Scheiße übersetzt, die ich schreibe, hoffe ich, dass Sie es mögen und an den Diskussionen teilnehmen."

28 Comentários:

  PsYcHo_MiNd

segunda-feira, agosto 04, 2008 1:38:00 da manhã

É uma faca de dois gumes, pode haver muitas interpretações. A privacidade é algo que todos tem o direito a ter, mesmo que seja como acontece na Alemanha para proteger outros valores (que até se possam considerar mais importantes), mas qual o preço disso. Cada vez mais a internet é uma via para que muita gente possa trapacear à sua vontade e claro que se as leis existem devem de ser cumpridas, como são para uma pessoa que o pratique 'fisicamente' também o deverá de ser para quem o faça 'online'. Agora é saber até que ponto as pessoas estão dispostas a mostrar tudo de si para que se possa fazer cumprir as regras da sociedade. Muitas situações como exemplo a pedófilia que mexem com todas as pessoas e que repudiam essas situações, muitas dessas pessoas preferem a sua 'independência' a que mais um pedófilo seja condenado. Como em tudo, há sempre um conflito de interesses.

  afectado

segunda-feira, agosto 04, 2008 1:38:00 da manhã

Epah, gostava de perceber essa última frase pois sempre quis saber umas coisas de alemão, mas infelizmente fico-me pelo português e inglês.

Quanto às leis, confesso que não me agradaria muito saber que o que digo, escrevo, etc era controlado por pessoas que não conheço e a quem não confiava a minha privacidade...

Mas se em vez de particularizar a situação em mim, e a generalizar à sociedade, sem dúvida que os ganhos são muito superiores às perdas e portanto, espero que um dia em Portugal se avance nesse sentido.

Depois, mais cedo ou mais tarde, surgirá o velho problema que já vi retratado num livro: "No fim, quem guardará os guardas?"

É que certas informações privadas nas mão erradas podem valer muito ou ter consequências graves...

Não será um sistema perfeito, mas será positivo.

Abraço.

  francisca

segunda-feira, agosto 04, 2008 2:11:00 da tarde

'perceguir'????? Isto não parece teu Crest... corrige lá isso o mais depressa possivel :/


ps: eu tb vivo fora de Pt e de vez em quando sai uma ou outra bacorada a ultima é escrever 'quando' como _ cuando_ que é como se escreve onde estou. Enfim... ;P

bjs e boas férias

  caditonuno

segunda-feira, agosto 04, 2008 2:46:00 da tarde

scheisse! aliás, shufa! quero dizer, safa! ainda bem que não há polícias inteligentes como esses em portugal!

ah, nao se fala mal em alemão, mein freund... scheisse!

  AP

terça-feira, agosto 05, 2008 9:42:00 da manhã

Pois eu concordo. Não sou fascista, mas também não sou liberal! Uma pessoa lê tanta barbaridade, tanta asneira pela net, que acho que há muito que se ultrapassaram os limites.
É como tu dizes, quem não deve, não teme!
O anonimato serve, na maioria dos casos, para ofender e caluniar, por meio de uma linguagem ordinária e vulgaríssima. Quando não é usado para outros fins ainda piores! E isso, penso eu, é inadmissível.
Não podemos esquecer que a nossa liberdade só pode ir até não interferir com a liberdade do próximo... Portanto venha de lá esse controlo! Mas não há maneira lusitana, assumam que fazem esse controlo como ai na Alemanha! Pois se nós os temos no sitio para dar a nossa opinião, eles que provem o mesmo assumindo que nos controlam.

  Pax

terça-feira, agosto 05, 2008 12:57:00 da tarde

Tás feito!
Agora é que o Sócrates (com a ajuda daí, claro) te vai apanhar e à "merda" que escreves:)
Repara que "merda" se refere ao que escreves e nao ao nosso primeiro. Que fique bem claro, que todo o cuidado é pouco.
:)
Eu sou contra qualquer tipo de censura mas tenho de concordar que há muitas coisas que nao devem ficar impunes ao abrigo do anonimato; tudo o que prejudique terceiros, principalmente.
O que é feito ou consultado por maiores de idade e seja consensual, nao acho que deva ser perseguido ou censurado. Como o problema é conseguir controlar isso, resolveram fazer um controle radical.
Terá vantagens e desvantagens.

:)

  Foi Bom

terça-feira, agosto 05, 2008 9:43:00 da tarde

Oh faxabor de traduzir a ultima frase que, penso eu, e' de extrema importancia, ta?

  ipsis verbis

terça-feira, agosto 05, 2008 11:25:00 da tarde

Admirável mundo novo... NOT! Qualquer dia são os implantes com o chip de identificação e não tarda nada, todos caminharemos cabisbaixos sob a força de um novo totalitarismo.
Enfim... mas há "coisas boas", como o tentar fazer crer que assim acabam os sites de pornografia acedidos por menores e que desta maneira os pedófilos e outros criminosos são apanhados.. hmm... dejá vu a cheirar a esturro ou, pura e simplesmente, mania da perseguição a atirar para a conspiração.

Estou com a Google.

  Maria Manuela

terça-feira, agosto 05, 2008 11:34:00 da tarde

Se o Estado Alemão tiver bom senso, parece-me bem. Se por essa via se servir dos dados a que acede para outro tipo de fins que não o assegurar estritamento o cumprimento da lei em vigor, tal já me oferece sérias dúvidas....

Não raras vezes a história se repete...

bj

  Psyhawk

quarta-feira, agosto 06, 2008 12:55:00 da manhã

Ok...por muito que possa ser boa essa política de andar a espreitar tudo o quevfazemos a privacidade é bonita e é para respeitar. Não me importo que andem a controlar alguns sites- pleeeeeeease não os de música senão estou feito- mas a verdade é que o resto já é arrepiante. A questão deste controlo é quase pidesca. para já é isto e depois? O problema destas coisas é que nunca se para onde se deve: terrosismo, pedofilia etc...depois começa a caça política, a caça aos que pensam diferente, aos que não são assim ou assado. è verdade que a internet é o local previligiado para a trapaça, mas essa lei acho, que é demasiado rigorosa e que dentro em breve terá conquências devastadoras...aliás, no que a Alemanha é perita!

  Supreme

quinta-feira, agosto 07, 2008 1:07:00 da manhã

Boas Crest!
A Alemanha esta a levantar outro muro, desta vez digital...
Em relação ao que disseste sobre Portugal, dou-te e não te dou razão.
Os motivos são os seguintes:
Não conseguiram porque são burros, muitooo burros é uma verdade. A outra verdade é que existe muita gente com capacidades para o fazer, e sem 1/100 dos recursos. Isto prova que, existe muita gente capacitada a nível informático, tanto ou mais que nos outros países... Mas as entidades competentes, são incompetentes, é outra grande verdade, até porque nos quadros superiores está sempre um primo/sobrinho/filho/etc de um magnata qualquer!
Abraços!!

  São

quinta-feira, agosto 07, 2008 3:44:00 da manhã

Hoje vi um programa no canal Odisseia sobre spam, como começou até a actualidade, onde diziam que os spam são apenas a ponta do icebergue a criminalidade informática tem vindo a aumentar de uma forma exponencial.
Á uns anos fiz um mini-curso de iniciação á internet e o professor no início e no fim do curso alertou-nos para os perigos da internet, ele dizia que na internet nada é o que parece, não consigo acreditar que seja tanto assim mas o programa que hoje vi preocupou-me, por isso apesar de gostar muitissimo da minha privacidade, concordo que exista uma entidade que controle o que se passa na internet, que a torne mais segura mesmo á custa da nossa privacidade, tem razão quando diz quem não deve não teme.
Penso que este é um dos poucos casos em que o fim justifica os meios, como o governo português gosta de copiar leis de outros países pode ser que copie essa da Alemanha não tenho nada a opor.

  Crest©

sexta-feira, agosto 08, 2008 8:04:00 da manhã

PsYcHo_MiNd:

"É uma faca de dois gumes, pode haver muitas interpretações. A privacidade é algo que todos tem o direito a ter, mesmo que seja como acontece na Alemanha para proteger outros valores (que até se possam considerar mais importantes), mas qual o preço disso."

Nao podemos esquecer que praticamente todas as empresas controlam o correio eletrónico dos seu funcionários, mesmo sem ods informar disso.

O estado usa o mesmo principio, nao verifica todos os emails, mas sim aqueles assinalados por palavras chave em diversas linguas como "bomba", "terrorismo", "atentado", "pedofilia", etc.

"Como em tudo, há sempre um conflito de interesses."

A nossa liberdade deve ser limitada quando invade a privacidade dos outros.

  Crest©

sexta-feira, agosto 08, 2008 8:08:00 da manhã

afectado:

"Epah, gostava de perceber essa última frase pois sempre quis saber umas coisas de alemão, mas infelizmente fico-me pelo português e inglês."

A frase significa: Boa sorte a quem tiver de traduzir o que escrevo, espero que gostem e participem nas discussoes.

"Quanto às leis, confesso que não me agradaria muito saber que o que digo, escrevo, etc era controlado por pessoas que não conheço e a quem não confiava a minha privacidade..."

Tudo o que escreves nao é nem será controlado. Os emails serao verificados quando assinalados por um programa que busca palavras chave.

"No fim, quem guardará os guardas?"

Visto que os guardas nao controlam nem podem controlar tudo, nao me parece que será um problema.

  Crest©

sexta-feira, agosto 08, 2008 8:14:00 da manhã

francisca:

"'perceguir'????? Isto não parece teu Crest... corrige lá isso o mais depressa possivel :/"

Ehehe, tem toda a razao e está corrigido.

  Crest©

sexta-feira, agosto 08, 2008 8:19:00 da manhã

caditonuno:

"scheisse! aliás, shufa! quero dizer, safa! ainda bem que não há polícias inteligentes como esses em portugal!

ah, nao se fala mal em alemão, mein freund... scheisse!"

Scheiße continua a ter ß tal como straße, apesar de em muitos casos o ß ter sido substituido por ss. Excepto quando se escreve em maiusculas, nesse caso escreve-se SCHEISSE, visto nao haver ß maiusculo.

  Crest©

sexta-feira, agosto 08, 2008 8:23:00 da manhã

AP:

"O anonimato serve, na maioria dos casos, para ofender e caluniar, por meio de uma linguagem ordinária e vulgaríssima. Quando não é usado para outros fins ainda piores! E isso, penso eu, é inadmissível."

É verdade, raramente se usa do anonimato fazer algo de bom.

  Crest©

sexta-feira, agosto 08, 2008 8:32:00 da manhã

Pax:

"Agora é que o Sócrates (com a ajuda daí, claro) te vai apanhar e à "merda" que escreves:)
Repara que "merda" se refere ao que escreves e nao ao nosso primeiro. Que fique bem claro, que todo o cuidado é pouco."

Ele continua sem maneira de me apanhar, os dados recolhidos sao para uso do estado Alemao e de acordo com a lei do estado Alemao e nao sao fornecidos, sem que se tenha quebrado uma lei internacional. Sendo uma lei internacional a lei Alema, prevalece, sendo o castigo aplicado aqui e nunca em Portugal.

Por iso o Sócrates continua a ter de se agarrar ao pau, sem nada poder fazer.

"O que é feito ou consultado por maiores de idade e seja consensual, nao acho que deva ser perseguido ou censurado. Como o problema é conseguir controlar isso, resolveram fazer um controle radical.
Terá vantagens e desvantagens."

É impossível controlar tudo, serao apenas controladas uns milhares de palavras chave.

Se eu escrever um e-mail ao meu irmao com o seguinte conteudo: "Entao Bin Laden, tudo bem? Como está a terrorista da nossa irma?"

Este email será controlado, pois as autoridades sao alertadas pelo uso do nome "Bin Laden" e "terrorista". O controlo de emails, beseia-se em palavras chave. Tal como o controlo de emails dentro das empresas.

  Crest©

sexta-feira, agosto 08, 2008 8:33:00 da manhã

Foi Bom:

"Oh faxabor de traduzir a ultima frase que, penso eu, e' de extrema importancia, ta?"


Ok: Boa sorte a quem tiver de traduzir o que escrevo, espero que gostem e participem nas discussoes.

  Crest©

sexta-feira, agosto 08, 2008 8:36:00 da manhã

ipsis verbis:

"Enfim... mas há "coisas boas", como o tentar fazer crer que assim acabam os sites de pornografia acedidos por menores e que desta maneira os pedófilos e outros criminosos são apanhados.. hmm... dejá vu a cheirar a esturro ou, pura e simplesmente, mania da perseguição a atirar para a conspiração."

Nao sao todos apanhados, mas é maior o numero dos que o sao.

"Estou com a Google."

Eu nao estou, pois a google é responsável por crimes de invasao de privacidade, nao combatendo o spam que eles próprios criam.

  Crest©

sexta-feira, agosto 08, 2008 8:41:00 da manhã

Maria Manuela:

"Se o Estado Alemão tiver bom senso, parece-me bem. Se por essa via se servir dos dados a que acede para outro tipo de fins que não o assegurar estritamento o cumprimento da lei em vigor, tal já me oferece sérias dúvidas..."

País nenhum tem os recursos humanos com a capacidade de um controlo geral. Este controlo será baseado em certos detalhes, como denuncias ou troca de textos que sejam detectados por programas de controlo que buscam palavras chave.

  Crest©

sexta-feira, agosto 08, 2008 8:49:00 da manhã

Psyhawk:

"Ok...por muito que possa ser boa essa política de andar a espreitar tudo o quevfazemos a privacidade é bonita e é para respeitar."

Nao controlam tudo, porque é impossível, controlam o que for suspeito.

"Não me importo que andem a controlar alguns sites- pleeeeeeease não os de música senão estou feito- mas a verdade é que o resto já é arrepiante."

Por estes lado, o uso de programas como Kazza, etc é identificado e os seu utilizadores controlados periodicamente.

"è verdade que a internet é o local previligiado para a trapaça, mas essa lei acho, que é demasiado rigorosa e que dentro em breve terá conquências devastadoras...aliás, no que a Alemanha é perita!"

Nao sei se percebi esta ultima frase, visto que a Alemanha é neste momento o país mais seguro da Europa, onde todos os ataques terroristas falharam e as detencoes de conspiracao terrorista ou terrorismo tentado, já atingiram as 6 dezenas de individuos.

Se se refere à segunda guerra mundial, bem, acho que nao serve de exemplo, pois foi um acontecimento de excepcao, visto que a primeira guerra mundial nao foi iniciada pela Alemanha, mas sim como defesa ao ataque efectuado à Austria por parte da Sérvia.

  Crest©

sexta-feira, agosto 08, 2008 8:53:00 da manhã

Supreme:

"A Alemanha esta a levantar outro muro, desta vez digital..."

Talvez, mas um muro de vidro, que todos sabemos que existe e podemos ver o outro lado. O povo tem de ser controlado, principalmente quem se esconde no anonimáto. Caso contrário caimos na anarquia.

"Os motivos são os seguintes:
Não conseguiram porque são burros, muitooo burros é uma verdade. A outra verdade é que existe muita gente com capacidades para o fazer, e sem 1/100 dos recursos."

Na verdade o anonimato pode ser desmascarado com conhecimentos e recursos básicos. O que falta em Portugal é vontade, mais nada.

  Crest©

sexta-feira, agosto 08, 2008 8:58:00 da manhã

São:

"Á uns anos fiz um mini-curso de iniciação á internet e o professor no início e no fim do curso alertou-nos para os perigos da internet, ele dizia que na internet nada é o que parece, não consigo acreditar que seja tanto assim mas o programa que hoje vi preocupou-me, por isso apesar de gostar muitissimo da minha privacidade, concordo que exista uma entidade que controle o que se passa na internet, que a torne mais segura mesmo á custa da nossa privacidade, tem razão quando diz quem não deve não teme."

Mas é verdade, anda meio mundo a querer lixar outro meio. Regularmente recebo e-mails "fishing", que sao e-mails do meu banco, da Ebay, do PayPal, que dizem existir um problema com a minha conta e que preciso de confirmar os meus dados.

Estes e-mails teem um link que nos leva ao website do banco/ebay/paypal, mas que sao cópias dos sites originais e nao os sites reais. Ao dar lá os meus dados, eles serao usados para fins criminosos.

  Pax

sábado, agosto 09, 2008 1:46:00 da tarde

«Se eu escrever um e-mail ao meu irmao com o seguinte conteudo: "Entao Bin Laden, tudo bem? Como está a terrorista da nossa irma?"»

Então será um péssimo modo de controle porque quem usa a net para fins ilegais arranjará palavras-código com que comunicar e safa-se na mesma.

:)

  Crest©

terça-feira, agosto 12, 2008 10:23:00 da tarde

Pax:

"Então será um péssimo modo de controle porque quem usa a net para fins ilegais arranjará palavras-código com que comunicar e safa-se na mesma."

O exemplo que dei, é um exemplo pobre. Lógicamente que o sistema de investifacao é melhor.

Nem toda a gente que se sente curiosa, como os potenciais volutários à esta "causa" Islamica, sabem códigos.

Com todo o material recolhido e investigacoes feitas, a Interpol e Europol teem acesso as códigos.

Eu refiro unicamente o mais básico processo de controlo e nao o único.

  Skynet

sexta-feira, agosto 15, 2008 5:01:00 da tarde

Esta é uma treta que ando para falar há muito tempo, mas são tantas que nem tenho mãos a medir! Este Big Brother que se está a implantar não vai resolver problemas nenhuns, é apenas mais uma forma de controlar a maneira de pensar das pessoas. E olha que eu nem sou adepto de teorias da conspiração.

O Big Brother sempre houve, está simplesmente a ficar mais eficiente. Por exemplo, nos hospitais as pessoas acham que têm privacidade, aqueles processos passam pelas mãos de todos! O sangue recolhido para exames é muitas vezes aproveitado para estudos científicos, em teoria as pessoa deviam dar uma autorização por escrito, na prática as coisas nem sempre são assim...

  Crest©

sexta-feira, agosto 15, 2008 8:36:00 da tarde

Skynet:

"O sangue recolhido para exames é muitas vezes aproveitado para estudos científicos, em teoria as pessoa deviam dar uma autorização por escrito, na prática as coisas nem sempre são assim..."

De facto Portugal é o único país da Europa que tem o cartao de nao dador de orgaos. Ou seja, o antigo cartao de dador de orgaos, deixou de existir tendo os Portugueses que nao desejem doar, de fazer um pedido por escrito.

Desta maneira toda a gente é dadora, podendo o Estado fazer o que bem entender do nosso corpo.