O novelo televisivo - Casa Pia

O processo Casa Pia aproxima-se do fim mas já sabemos que justiça não será feita.
Recuando um pouco no tempo percebemos como o processo andou rápido no inicio. Pessoas famosas foram indiciadas e em pouco tempo a maçonaria começou a ver-se envolvida, quando políticos a ela ligados começaram a ser suspeitos. Assim que a maçonaria se sentiu tocada assistimos à ridicularização das vitimas, do advogado da vitimas e ainda do próprio juiz que parecia interessado em fazer justiça. O juiz foi obviamente substituído e processo ficou em banho Maria até agora.

 (7 estrelas de Orion, a maçonaria sempre presente)

É claro que o final do processo, dentro de menos de um mês, irá ilibar toda a gente, ou simplesmente não será provada a culpa de ninguém. É também interessante que o final do processo seja agora, num momento em que Sócrates cumpre o seu último mandato e não se irá recandidatar. Sem ele quem é que o PS tem? Manuel Alegre? Não! Nunca o deixariam ser candidato a primeiro-ministro, primeiro porque poderia ganhar e segundo porque poderia trabalhar para mudar, mesmo que parcialmente, o nosso actual sistema corrupto de compadrio. Então o que poderá o PS receber com o final do processo Casa Pia nesta altura?

 (Dizem que ajudam...)

Vamos recuar no tempo mais uma vez. A certa altura um ainda recente ex-líder do PS foi também ele suspeito de estar envolvido no caso Casa Pia, esse ex-líder era Ferro Rodrigues que se retirou da presidência do partido num aparente protesto heróico contra o Presidente da Republica tendo-se exilado em França ao abrigo de um tacho só para amigos. Ferro Rodrigues diz-se desiludido com a justiça portuguesa, não pelo facto do processo Casa Pia não se resolver, mas sim por ter perdido em tribunal um processo contra as duas testemunhas que o deram como suspeito. Na verdade este asno diz-se desiludido com a justiça por ela neste caso ter sido justa, impossibilitando que testemunhas sejam processadas por exercerem o seu direito e dever de testemunhar.

(Ferro Rodrigues)

Todos sabemos que os Portugueses votam nos nomes que conhecem e quanto mais corruptos forem mais famosos são esses nomes. Temos os exemplos de imensos Presidentes de Câmara que mesmo tendo processos em tribunal e até mandatos de captura, candidatam-se e vencem eleições ficando o processo parado durante as eleições, mandato e possível recandidatura, acabando na maioria dos casos por prescrever.

Numa altura em que Portugal atravessa uma grave crise virtual com vista a encher os cofres do estado mas que afecta o povo como se fosse real, temos agora a oportunidade de substituir um corrupto que recusa a assumir a sua sexualidade, por um suspeito de pedofilia com o gene de corrupto inerente à sua classe e sociedade secreta. É o que se chama mudar de cavalo para burro, ou melhor, de cavalgadura para asno!

 ("Errrmmm... Paulo Pedroso")

A politica em Portugal é um ciclo vicioso em que os velhos dinossauros tentam sempre regressar mesmo após a reforma (ver: Soares). Pelo menos a politica internacional arranja fantoches novos...

30 Comentários:

  Stiletto

quarta-feira, junho 16, 2010 4:17:00 da manhã

É uma vergonha. Absolutamente vergonhoso! Só o desgraçado do Carlos Silvino é que se dá mal nesta história.
Essa asno nojento amaricado que é o Paulo Pedroso foi completamente safo pelo partido. Aliás, a dita namorada que deu a cara por ele, na televisão, era na verdade namorada do irmão dele.
Um verdadeiro nojo!!!!

  I.D.Pena

quarta-feira, junho 16, 2010 8:03:00 da manhã

Concordo em absoluto um ciclo vicioso uma espécie de bola de neve em que as vitimas são sempre os mais frágeis.
É pena que assim seja pois até tivemos a soliedariedade de acolher o papa ratzinger a pessoa mais odiada do mundo, num momento dificil da crise , mostrando um acto de boa vontade e exemplificando e o que partiu daí ??? Nada, ninguém teve amnistias , as vitimas de pedofilia continuam a ser vitimas de pedofilia, num estado laico não deveriamos pagar nada da sua estadia e pagamos , e foi aí que muitos se aperceberam que eles (estado) ou os representantes que mandam neste país não querem saber das vontade de seus contribuintes.

  Ms. Myself

quarta-feira, junho 16, 2010 10:50:00 da manhã

Falando mal e depressa.... :
Estamos todos fodidos, seja lá quem for que vá para o governo. São todos uns filhos da puta...

Não vão descansar até que o zé povinho esteja mesmo na merda... E infelizmente os portugueses não se unem o suficiente para fazer o que quer que seja para mudar isto..

  Pedro Almeida

quarta-feira, junho 16, 2010 1:46:00 da tarde

E porque é que o Sócrates não se pode recandidatar ó idiota? Não existe limite de mandatos para o Primeiro-Ministro só para o Presidente da República.
És mesmo filho de primos direitos não és ó asno???

  Pedro Almeida

quarta-feira, junho 16, 2010 1:49:00 da tarde

E como sabes que eles são culpados, andaste na Casa Pia foi?
Isso explicava muita coisa!!!!!!!!
Lol

  Carlos II

quarta-feira, junho 16, 2010 2:10:00 da tarde

Apesar de estares fora do país, suponho, tens uma visão clara do que se passa. Muito mais clara do que muitos por aqui.
Só de mencionares a maçonaria nestas manobras da justiça mereces o meu aval.
Uma visão esclarecida do que se passa.

Um abraço.

  Pedro Almeida

quarta-feira, junho 16, 2010 2:12:00 da tarde

O Manuel Alegre é o candidato do PS à presidência da república!
Os que talvez se apresentassem à liderança do partido e candidatos a primeiro-ministro, se Sócrates não quisesse avançar, apenas se este não quisesse, seriam o António José Seguro e o António Costa!
Arre que és burro!!!!!!!!!!!!!!

  Jane Doe

quarta-feira, junho 16, 2010 3:53:00 da tarde

Já estava à espera que o processo se concluísse sem justiça ou apuramentos da verdade.

É algo muito comum a processos destes.

Nada de novo, portanto.

  Eleutério Cabral de Ó

quarta-feira, junho 16, 2010 11:50:00 da tarde

Este caso é um exemplo perfeito da nossa sociedade actual. Um sistema político corrupto e criminosoo, apoiado desde sempre pelo sistema judicial, e tudo isto misturado, baralhado e re(des)ordenado pela comunicação social de tal forma que, no final da história, acreditar nas vítimas ou nos agressores é uma questão B-A-BÁ. A nuvem de incerteza que paira sobre este caso é... angustiante.

Pobres vítimas que se vêm traídas pelo sistema que as devia defender... Este caso merecia mais investigação independente.

  Nuno Guerreiro

quarta-feira, junho 16, 2010 11:57:00 da tarde

Mas é claro como a agua que a Maçonaria iria proteger os irmãos...ficará tudo entre " colunas ".

Aconselho todos a lerem o livro

(Contos proibidos,Memorias de 1 PS desconheçido)
Para perceberem qual foi a estratégia por trás da criação do PS e como não puderia deixar de ser, a Maçonaria esteve bastante atenta a queda do Regime,mexeu os seus tentaculos internaçionais e hoje está a colher os seus Frutos.
Portugal está perfeitamente dominado por esta organização.
Elevam ao céu quem pretendem e derrubam quem ousar enfrentar...e não façam confusões,pois está bem apoiada e interligada internacionalmente por cá,sendo PT um dos seus países preferidos para implantarem projectos pilotos no sentido da manipulação e dominação das massas.
..E acreditem que sei do que falo.

Vistem lá esta pagina e consultem o arquivo...pela pessoa que é,verão que não é nenhum borra-botas a cuspir idiotiçes para o ar.

www.grifo.com.pt

Nuno Guerreiro

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 17, 2010 1:00:00 da manhã

Stiletto:

Além de ilibado até ganhou um processo contra o estado, não vejo como o estado poderia ser processado, mas foi.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 17, 2010 1:00:00 da manhã

I.D.Pena:

Até vinho do porto de uma das melhores colheitas dos anos 50 lhe demos, se eu quiser uma garrafa dessas tenho de abrir a carteira queimar uma milena.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 17, 2010 1:00:00 da manhã

Ms. Myself:

O próprio Sócrates disse uma vez num discurso algo que foi tomado como um engano, mas era a boca dele a fugir para a verdade: "vamos trabalhar por um país mais pobre".

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 17, 2010 1:01:00 da manhã

Pedro Almeida:

Não se ir recandidatar nada tem a ver com não se poder recandidatar? Acho que o sangue igual corre na tua família.

Sabes ler?

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 17, 2010 1:01:00 da manhã

Carlos II:

Portugal juntamente com Franca e Inglaterra, são os países da Europa onde a maçonaria detém mais poder e está à vista de todos. Talvez por isso poucos queiram ver.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 17, 2010 1:01:00 da manhã

Pedro Almeida:

"O Manuel Alegre é o candidato do PS à presidência da república!"

Arre que é burro, o puto. O Manuel Alegre há muito que tenta ser líder do partido e já se candidatou à liderança.

Deixa lá de ler A Bola e presta atenção. Aprende alguma coisa comigo que eu não duro sempre.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 17, 2010 1:01:00 da manhã

Jane Doe:

Ainda faltam uns dia para a sessão e estou super curioso em como vão argumentar o arquivamento do processo.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 17, 2010 1:01:00 da manhã

Eleutério Cabral de Ó:

Essa dúvidas são a única coisa que os mega-processos pretendem deixar, pois enquanto houver incerteza pode haver reincidência.

  Bruno Fehr

quinta-feira, junho 17, 2010 1:02:00 da manhã

Nuno Guerreiro:

"(Contos proibidos,Memorias de 1 PS desconheçido)"

É possível fazer download online, mas foi retirado das livrarias e o seu autor encontra-se exilado no estrangeiro e "incontactável".

"www.grifo.com.pt"

  Oddperson

quinta-feira, junho 17, 2010 1:18:00 da manhã

alguém me esclareça em relação a um ponto. no meio disto tudo qual é o papel da Opus Dei é anti maçonaria ou jogam na mesma equipa?

  Jane Doe

quinta-feira, junho 17, 2010 11:07:00 da manhã

O Download desse livro pode ser feito aqui.

http://hotfile.com/dl/48536040/8b3ba01/book.zip.html

Eu fiz e vou ler. :)

  provocação

quinta-feira, junho 17, 2010 6:16:00 da tarde

Bruno, desculpa lá mas se há coisa que não faço é esconder a cabeça na areia, o Pedro Almeida às vezes é indelicado mas o que ele leu eu também li, tinhas escrito que o Sócrates já não se podia recandidatar, não foi engano dele ao ler que eu também li, qual é o problema de assumires que te enganaste? Somos todos huanos e não vem mal ao mundo por isso :S

  ovigia

quinta-feira, junho 17, 2010 8:24:00 da tarde

boas,

concordo no geral contigo, embora sinceramente não concorde nem perceba como podes afirmar que Manuel Alegre alguma vez fosse mudar alguma coisa, esse senhor faz parte do problema desde sempre, foi mesmo um dos mais efusivos deputados a receber o senhor Paulo Pedroso quando este foi libertado.

O que o senhor MAlegre faz é apenas e só desinformação, é o habitual 'dividir' para reinar, onde o dividir é apenas e só propaganda.

cumps,

  Bruno Fehr

sexta-feira, junho 18, 2010 2:03:00 da manhã

Oddperson:

A Opus Dei é uma espécie de maçonaria religiosa, antigamente dividam-se em Opus Dei e P2. Os P2 foram extintos devido a ter sido impossível esconder as suas ligações à máfia e por se terem visto envolvidos em diversos escândalos económicos e até homicídios.

  Bruno Fehr

sexta-feira, junho 18, 2010 2:03:00 da manhã

Jane Doe:

"http://hotfile.com/dl/48536040/8b3ba01/book.zip.html"

Obrigado

  Bruno Fehr

sexta-feira, junho 18, 2010 2:06:00 da manhã

provocação:

O Pedro Almeida não é às vezes indelicado, tenho uma colecção de perto de 3 dezenas de comentários não publicados e todos os eles com provocações grátis e banais dignas de um ser triste e ridículo que vive com os cornos enfiados no jornal A Bola achando sugar de lá todo o conhecimento necessário enquanto deita abaixo uma grade de Sagres.

A alteração feita prende-se com o facto de a interpretação dele ser errada e de modo a evitar que essa interpretação se espalhe como uma praga de herpes. Eu com aquilo nunca disse nem quis dizer que ele não se podia candidatar por motivos legais, pois eles não existem. No entanto o Sócrates não ser poderá recandidatar pois a sua madrinha, aquela que o colocou no poder (Edite Estrela) e poderosa membro da maçonaria Portuguesa, não o irá permitir. Será candidato pelo PS e subirá ao poder dentro do PS, quem a Edite quer, e a Edite dá o cu pelo Ferro Rodrigues.

Justificar-me ou explicar algo ao Almeidinha é algo que não irá acontecer. Por mim ele pode atirar-se do topo de um andaime lá no trabalho dele, não morrerá por danos cerebrais pois o seu crânio possui unicamente guano, mas seria o que demais positivo faria até hoje.

  Bruno Fehr

sexta-feira, junho 18, 2010 2:07:00 da manhã

ovigia:

Eu nunca disse que ele era um santo, eu disse que poderia mudar o sistema, pois é neste momento dos únicos votam contra se discordam. Nao segue cegamente a sua cor politica. Se bem que não é solução pois o sistema em si é e será sempre corrupto, ele seria sem dúvida diferente. Não melhor nem pior mas diferente. Após 100 de iguais, diferente seria bom!

  Jane Doe

sexta-feira, junho 18, 2010 2:17:00 da manhã

Eu por acaso reparei que a alteração foi feita.

Mas o Sr Pedro Almeida foi tão incorrecto (e estou a ser educada...) que não tive pena nenhuma.

Não há mal nas pessoas se enganarem, mas algumas das pessoas que lêem este blog pegam sempre nos erros para atacar.

É algo que vejo por aqui há já muito tempo, parece comum a algumas pessoas, como uma forma de desacreditar o todo pelas partes.

Se uma parte está mal, o todo não presta, pela lógica destas pessoas.

Enfim...

  Hugo

sábado, junho 19, 2010 11:53:00 da tarde

Também li o comentário do Pedro Almeida e não precisei de concordar com ele porque me pareceu um facto indiscutível, os primeiros-ministros não têm limitação de mandatos. Enquanto os eleitores derem uma ajuda e o Presidente indigitar, o Sócrates pode perpetuar-se no poder assim deseje candidatar-se.

Mas concordo com o comentário da Provocação sobre a alteração que fizeste ao texto. Não há problema nenhum em assumir um engano e seria até uma demonstração de superioridade fazê-lo. Mais do que agravar o equívoco com a justificação tardia que me pareceu uma forma de tentar esconder a cabeça na areia. Teria sido mais simples assumir o erro e seguir em frente.

  João

sexta-feira, setembro 03, 2010 6:01:00 da tarde

Olha, estes foram condenados. O problema é que vão recorrer para a loja maçónica do Supremo e vão continuar a passear por aí...