Bastidores da música (parte 29) O Festival da canção 2010

Resolvi incluir este texto na série Bastidores da música: O Festival da canção 2010.

A Alemanha venceu o festival da canção 2010, a minha primeira reacção foi dizer: "Duh!"
Poderá não ter parecido uma vitória lógica para quem não mora na Alemanha, mas na verdade aqui sempre se soube que ela iria ganhar. Ela era candidata sem concorrência, assim que apareceu já se sabia que seria ela a representar a Alemanha, o que me pareceu uma confiança louca numa rapariga que nem canção tinha para participar.



Podem dizer: "Ah e tal, ela foi escolhida justamente. Foi num programa de televisão chamado Our Star for Oslo", sim é verdade mas quantos dos participantes tinham um padrinho como ela? Quantos tinham 300 temas por onde escolher? Quantos desses desconhecidos tinham milhões de euros em investimento?

Como apareceu a canção dela? De uma forma que poderá ser tudo menos simples. Foram contratadas mais de 500 dos melhores letristas e músicos a nível mundial que apresentaram 300 temas escritos propositadamente para ela, o que significou um investimento de milhões de Euros. O tema escolhido foi escrito por uma dupla que escreve temas para pessoas como: Rihanna. Quando ela participou no programa "Our Star for Oslo", ela tinha obrigatoriamente de ganhar, tinham gasto milhões ao passo que os outros participantes até tiveram de pagar o seu próprio táxi para participar.

(Lena)

A nata da indústria musical estava à disposição desta rapariga, tudo tornado possível pelo seu padrinho: Stefan Raab, que juntamente Dieter Bohlen (ex-Modern Talking) fazem o que querem, quando querem e por pior que seja o produto ele será um sucesso devido aos milhões de Euros gastos em promoção por forma a impor um produto ao consumidor.
Estamos a falar de dois homens que decidem quem tem e não tem sucesso, que promovem jovens-talento que só podem cantar e tocar o que eles querem e onde os jovens-talento recebem menos de 5% dos lucros.  

 (Stefan Raab)

Para terem uma ideia do poder destes homens, no final de 2008 apareceu uma voz genial de uma jovem Luso-Alemã. Ela venceu o programa Deutschland SuperStar e seria a próxima voz a dominar TV e Rádio aqui na Alemanha com acontece com todos os vencedores desse programa. Passado pouco tempo ela dá uma entrevista num jornal dizendo que não aceitava cantar o que querem que ela cante. Ela assumia-se como compositora e queria cantar algumas das suas criações. O que aconteceu a voz tão promissora? Ao escapar da teia destes senhores, ela desapareceu, nem um contrato para um concerto, nada! Quem ficou em segundo lugar é que se tornou famoso, pois vergou-se e deu o rabo, tal como se exige nestes casos.

(Dieter Bohlen)

Agora esta menina de 19 anos anda a ser vendida com uma puta, tudo o que está relacionado com ela vale dinheiro e é vendido: Umas fotos dela com um homem, aos beijos numa piscina onde se podia ver um dos seus seios, custaram mais 30 mil euros a um jornal. Fotos autografadas em que o autógrafo é imprimido, custa 10 Euros. Um concerto dela foi considerado caro demais para as promotoras de espectáculos em Hamburgo, é importante referir que Hamburgo possui as maiores fortunas da Alemanha, o PIB deste estado é superior ao de muitos países Europeus e o nível de vida aqui é dos mais altos da Europa e não pára de subir, além disso praticamente não há desemprego e mesmo assim ninguém está disposto a pagar o que pedem por esta garota.

Hoje li no jornal uma noticia que tive de reler 6 vezes, por ser tão tristemente fantástica. Esta menina de 19 anos vendeu os direitos da sua história para que o melhor biógrafo musical da Alemanha escreva a sua biografia. Mas que raio de biografia se escreve sobre alguém com 19 anos? Se fosse uma biografia honesta teria uma página por cada ano e 99% seria sobre o Festival da canção! 
Claro que estou curioso em saber como vão esticar 19 anos de vida para se fazer um livro, mas sendo isto possível, a biografia dela quando ela tiver 90 anos terá mais volumes que a enciclopédia Luso-Brasileira...

Prémios Nobel, Festivais da canção, Torneios Internacionais de Futebol, são e sempre serão prémios políticos. Comparem os vencedores com os acontecimentos internacionais e maravilhem-se com as coincidências... Quanto ao futebol, estamos perto do mundial e com muito tempo de ver essas coincidências.


16 Comentários:

  Sylvio de Alencar.

sábado, junho 05, 2010 6:20:00 da manhã

V-o-c-ê é f-e-r-a!

É muita informação!!!!

Parabéns pelo blog!
dei uma limpa na minha lista de blogs que sigo; lhe companharei com mais assiduidade.

Abrçs.

  Vani

sábado, junho 05, 2010 3:09:00 da tarde

Não gostei da canção, da melodia, da letra, da gaja, da voz... quando ouvi aquilo, só tive vontade de chorar...

  Vani

sábado, junho 05, 2010 3:09:00 da tarde

Ou de vomitar, ainda não decidi... :p :D

  Anónimo

sábado, junho 05, 2010 4:14:00 da tarde

Já viste o novo video clip da Miley Cirrus o Climb? Vê, lembrei-me de ti, tem lá a pirâmide e outros extras, vê.

  lunatiK

sábado, junho 05, 2010 4:58:00 da tarde

Viva
é tudo como dizes, e por acaso ando curioso com quem vai vencer o mundial, mas palpita-me que seja a França ou a Alemanha.
Cumps.

  Cris

sábado, junho 05, 2010 8:40:00 da tarde

Oh, pá, a música é uma merda, a tipa desafinou, e ganhou? Prometi a mim mesma nunca mais ver essa porcaria. A música portuguesa era mil vezes melhor e cantada por uma voz de jeito. O festival da canção para mim morreu. É autêntica bosta!

  Jane Doe

sábado, junho 05, 2010 9:36:00 da tarde

Não vi esse dito festival, não sei que musica levou Portugal, não saberia quem ganhou não fosse este texto.

A história é tão igual a tantas outras formas de controlo, tal como os prémios nobel etc etc etc que eu já nem ligo.

Já sei que é sempre igual.

  I.D.Pena

domingo, junho 06, 2010 5:55:00 da tarde

É tão triste ver que não existe liberdade no meio artista musical , a musica que até é uma das melhores terapias. É de facto Revoltante. O mercado da musica tornou-se completamente previsivel e tão corrupto, com tanta manipulação e controlo que tal como a Jane Doe e Vani também não ligo nenhum a estas novas "estrelas". Tal como muita gente.
Fico é desapontada por se gastar tanto papel e tempo de antena para propagar tanta tendência e desinformação, porque é uma perca de tempo significativa na vida das pessoas que poderia ser muito melhor empregue. Decerto existe umas quantas amálias cheias de alma na voz e que não gostam de dar o rabo a esses predadores de marketing e que nunca haveremos de ouvir, é pena pois existe tanta tecnologia e para quê ? Para nada, só para algumas marionetes com necessidades de fama e atenção.
A minha aposta de quem vai ganhar o Mundial é a Alemanha. São os favoritos de algumas pessoas e pronto, também acho que o futebol não é assim tão imprevísivel como se pensa que é. Enfim muito lucro se tira à pála das pálas da inocência.

  Mtsui

segunda-feira, junho 07, 2010 12:08:00 da manhã

Os torneios internacionais de futebol? Pode explicar melhor esta parte? Não estou a ver qualquer associação, por exemplo no Mundial 2006 com a Itália...


Obrigado!


Cumps!

  Robert

segunda-feira, junho 07, 2010 10:23:00 da manhã

Quem vai ganhar então o campeonato do Mundo de futebol?
Estou curioso...

  Anónimo

segunda-feira, junho 07, 2010 11:50:00 da manhã

Que gajo tão feio, parece que foi contra uma parede!

  Anónimo

segunda-feira, junho 07, 2010 5:58:00 da tarde

Quem ganhou em 20087 não foi este tipo aqui?

http://de.wikipedia.org/wiki/Deutschland_sucht_den_Superstar#F.C3.BCnfte_Staffel_.282008.29

Cumprimentos

  Maya Gaarder

segunda-feira, junho 07, 2010 7:42:00 da tarde

Por acaso no dia do festival estava acompanhada por uma colega de trabalho alemã. Não ouvi nenhuma das musicas, mas ela que esteve a ver uma parte do festival antes de sairmos para jantar garantiu-me que a Alemanha venceria.
Não porque a musica fosse de alguma forma a melhor, mas porque o lobby era forte demais para não vencer.
Detesto dar-lhe razão :) mas tinha-a, o teu texto fez-me ver a dimensão da coisa.
Estou a gostar imenso da série!

  Anónimo

terça-feira, junho 08, 2010 4:51:00 da tarde

Não vejo o festival da canção. Portugal já não deveria participar dessa palhaçada há anos, mas enfim, para onde poderão ir os palhaços senão ao circo?!

Quanto a essa história, dessa Lena...um nojo!

F.M.

  Eleutério Cabral de Ó

terça-feira, junho 08, 2010 11:54:00 da tarde

Este caso é um perfeito exemplo da indústria musical que é por vezes denunciada por músicos outsiders (ou nem tanto) como o Andrew Bird o faz na sua cancão "Banking on a Myth". É a mesma cantiga vezes sem conta, repetida até à exaustão. "Be Dumb!" - É o lema.

  Hugo

quarta-feira, junho 09, 2010 12:38:00 da manhã

Festival da canção, vitória política.

So what?