Bastidores da música (Parte 36) Joss Stone

 Joss Stone - A Menina que não se vendeu!

É sempre refrescante encontrar quem não se venda. Quem não aceite que a fortuna seja uma consequência da submissão. Quem não esteja na música pela fama e dinheiro, mas sim pela paixão pela arte. Quem consegue saborear fama e fortuna e abdica de tudo em nome da sua dignidade e de aquilo em que acredita. Jos Stone é um destes raros casos, em que o dinheiro não a corrompeu e abdicou de tudo mas não abdicou de si.


Jos Stone lançou-se com o álbum "Soul sessions" em 2003, mas foi em 2004 que viu a fama mundial com apenas 17 anos e com o single e consequente vídeo, "You had me" do álbum "Mind, Body & Soul". Foi com este vídeo que muita gente em todo o mundo percebeu que a música que ouviam todos os dias na rádio não era de uma cantora negra como aparentava ser mas sim de uma adolescente branca. Os singles que se seguiram, como por exemplo "Right to be wrong", foram também um sucesso.



Da música ao cinema foi um passo e a industria começou a construir a imagem que queria dela e queriam mais álbuns numa linha pop ou pelo menos numa onda soul controlada, na linha do seu álbum de 2004. No entanto era claro que ela queria ser uma cantora soul  e explorar todo o seu potencial. Ela afirmou publicamente que só cantaria o que ela escrevia e criava e não aceitava que a industria lhe dissesse o que cantar. Estes problemas atrasaram o seu terceiro álbum "Introducing Joss Stone" que só saiu em 2007. Após este álbum ela entrou em conflito directo com a sua editora que fazendo chantagem com ela suspenderam a edição do seu já gravado quarto álbum "Colour me free!". Joss Stone veio a público sublinhar que iria combater a sua editora por não lhe dar a liberdade de gravar o que ela quer e pediu para a editora a libertar do contrato prontificando-se a pagar 2 milhões de dólares pela rescisão. A Relentless Records, sua editora, era uma editora independente até ter sido comprada pela EMI que também comprou a Virgin Records.

(Joss como topo de uma pirâmide humana)

Com o impedimento de se libertar da editora e a suspensão do lançamento do seu álbum por tempo indefinido, até que ela cedesse, Joss Stone anunciou que não voltaria a gravar até final do seu contrato e começou a cantar em espectáculos de caridade os temas do seu álbum por editar. Foi também nestes espectáculos que começou a defender o direito dos fãs de partilhar música e as gravações piratas destes espectáculos começaram a aparecer em sites pirata com o aval da cantora. A editora para não perder lucros resolveu editar o álbum em 2009 que foi um fracasso devido aos fãs não terem comprado o álbum ao colocarem-se do lado de Joss Stone.

 (O seu último álbum pela EMI/Virgin, como uma estranha capa de despedida.)

Até ao final do seu contrato em 2010 Joss Stone desapareceu dos grandes shows, desapareceu da MTV, desapareceu do cinema, mas ficou livre da editora. Após esta liberdade, numa entrevista a um jornal Inglês ela afirmou estar consciente de que nunca iria conseguir assinar por uma grande editora e que a carreira dela nos grandes palcos tinha sido destruída pela EMI. Afirmou também que a única forma que encontrou de voltar a gravar, foi num estúdio privado com a ajuda de amigos e que teria de ser ela própria a distribuir o seu futuro álbum. Foi por isso que ela formou a sua própria editora, chamada Stone'd Records que planeia lançar a 21 de Março de 2011 o álbum "Super Duper Hits: The Best Of Joss Stone". É óbvio que as criticas da imprensa da industria seriam duras, colocando em causa a carreira curta demais desta cantora, para ter um Greatest Hits. Estas criticas passam propositadamente ao lado do facto mais lógico, que é a luta da Joss Stone recuperar o que é seu. Gravando um Greatest Hits, os fãs e futuros fãs que queiram comprar a sua música poderão optar por compra-la à sua editora livre e não à EMI. Fica também prometido um novo álbum de estúdio para 2012.



Aquela que seria a futura rainha da soul music, passa desta forma ao lado do trono por amor à sua arte, à qual ela não coloca preço fugindo da chuva de dinheiro recuperando a sua liberdade criativa. Quanto à fama e fortuna que recusou e o seu apoio aos fãs partilharem música livremente, ela disse:  "São as editoras que precisam de vender discos pois não são artistas! Quem disse que os músicos precisam ser milionários? Quem criou esta regra? Nós não precisamos de muito dinheiro, só precisamos do suficiente para criar a nossa música, comer e partir em tournée". Uma simplicidade que se pode notar não só pela forma como veste mas também pelo cantar descalça, demonstrando dar prioridade ao que a faz sentir confortável em detrimento da imagem que esperam dela. 

Joss Stone vendeu 10 milhões de discos em todo o mundo mas fica na história como a cantora mais jovem de todos os tempos a atingir o primeiro lugar dos chats no Reino Unido com o seu álbum de lançamento e com esse mesmo álbum atingir o segundo lugar no top Billboard. Em 5 anos foi nomeada 5 vezes para um Grammy e venceu uma vez. O seu nome está também gravado a ouro pela performance ao vivo que podem ver de seguida. Esta performance está considerada como a segunda melhor actuação ao vivo de todos os tempos. Um tributo a Janis Joplin.



Joss Stone continua a ser a excelente cantora que sempre foi, mas terá a sua visibilidade turvada pela industria da qual fugiu. Essa fuga afasta-a dos banhos em dinheiro mas aproxima-a da sua arte, sendo mais do que claro que tudo o que ela editar de hoje em diante, será o que quer, o que gosta, o que  cria e o que sente, e só por isso merece o meu respeito e o meu dinheiro em troca da sua arte.

12 Comentários:

  Anónimo

segunda-feira, fevereiro 28, 2011 11:02:00 da manhã

Quem encaixava aqui que nem uma luva era o immortal technique, tem milhões de views no youtube, sem nunca nginguém o ter visto na televisão, já rejeitou uma serie de editoras, critica constantemente a industria e fala sobre muitos dos temas que pões aqui

  Bruno Fehr

segunda-feira, fevereiro 28, 2011 8:09:00 da tarde

Anónimo:

"Quem encaixava aqui que nem uma luva era o immortal technique, tem milhões de views no youtube, sem nunca nginguém o ter visto na televisão, já rejeitou uma serie de editoras, critica constantemente a industria e fala sobre muitos dos temas que pões aqui"

Eu sei quem ele é mas sei muito pouco sobre ele. Na verdade ele deu diversas entrevistas televisivas à RT, que na minha opinião é o melhor canal de noticias do mundo, neste momento. Dizendo isto, eu não quero dizer que a RT seja 100% transparente, simplesmente eles não escondem noticias que expõem claramente os erros da democracia e capitalismo, mas possuem uma agenda socialista.

Todo o discurso desse rapper é coerente e muito bem argumentado, a questão que me deixa reticente é o facto de ele apoiar uma agenda socialista. Até agora parece-me que usa o Hegelian Dialectic que consiste em derrubar um sistema para colocar outro, seja religioso ou politico.

Ele é sem dúvida um caso a analisar mas tendo sempre presente que mesmo dizendo a verdade sobre o capitalismo, isso não um torna 100% verdadeiro se realmente defende unicamente uma mudança de sistema politico de democrático para socialista. Um não é a solução do outro, ambos são parte integrante do mesmo problema.

  Anónimo

segunda-feira, fevereiro 28, 2011 9:11:00 da tarde

Pois, eu desconfio sempre que alguém dá a cara, não sei se segue alguma agenda ou é simplesmente mal informado...

  zé birro

terça-feira, março 01, 2011 3:59:00 da tarde

caro bruno, viste aquele programa da sic notícias apresentado pelo mário crespo (não me recordo do nome) em que um sujeito falou da maçonaria portuguesa? esse programa foi cancelado. vou procurar uma notícia para veres ;)

  zé birro

terça-feira, março 01, 2011 4:01:00 da tarde

http://sol.sapo.pt/inicio/Sociedade/Interior.aspx?content_id=12360

esta notícia serve... podes ler os comentários e verás o que se passou ao certo. ainda havia um vídeo com isso, mas não encontro agora... mas tarde faço uma procura mais aprofundada

  Rodrigo

quarta-feira, março 02, 2011 9:23:00 da tarde

a um tempo atras me lembrei dessa cantora.e me perguntei porque ela andava tao sumida . aqui a resposta belo texto.

  zé birro

sexta-feira, março 11, 2011 1:30:00 da manhã

http://www.youtube.com/watch?v=bC1jp3wjmt0

Aí está! Abraço!

  André

quarta-feira, abril 06, 2011 2:01:00 da tarde

Joss Stone de regresso a Portugal. Será um evento cuja entrada é livre.

http://palcoprincipal.sapo.pt/noticias/Noticia/joss_stone_actua_no_festival_dos_oceanos_a_30_de_julho/0004978

  André

quarta-feira, abril 06, 2011 2:02:00 da tarde

Isto é, faz todo o sentido.

  Anónimo

quarta-feira, junho 22, 2011 9:18:00 da tarde

joss é simplismente magnifica. Me orgulho de ser fã de uma pessoa com o carater como o dela. No mes que vem, ela esta lançando seu novo album, pela sua gravadora stoned's records, eu recomendo q procurem ouvir as novas musicas estão muito boas, seu primeiro single é somehow, tenho certeza que esse problema com a emi ñ vai atrapalhar seu trabalho, pelo contrario só lhe trouxe amadurecimento e maior contato com os fãs.

  Anónimo

segunda-feira, julho 30, 2012 4:33:00 da manhã

Sempre gostei da voz desta artista, agora subiu ainda mais no meu conceito e ganhou o meu respeito.Me tornei fã.

  Maiza Lira

quarta-feira, fevereiro 10, 2016 7:12:00 da manhã

Disse tudo, Bruno.Há um ano atrás, eu descobria a música maravilhosa que essa bela e talentosa inglesa faz.Ela não namora nenhum jogador de futebol do Barcelona, não coloca mil bailarinos em um palco, não fica rebolando e fingindo que canta.Ela é apenas ela, com seus pés descalços, seu figurino hippie e sua voz maravilhosa!